Fouauclt M Instituições Completas E Austeras In Vigiar E Punir Nascimento Da Prisão artigos e trabalhos de pesquisa

  • Vigiar e Punir

    FICHA CATALOGRÁFICA Foucault, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis, Vozes, 1987. 288p. 20° edição, 1999 Do original em francês: Surveiller et punir. Bibliografia. Direito penal — História 2. Prisões — História I. Título. FICHAMENTO “O poder sobre o corpo, por outro lado, tampouco deixou de existir totalmente até meados do século XIX. sem dúvida, a pena não mais se centralizava no suplício como técnica de sofrimento; tomou como...

    2758  Palavras | 12  Páginas

  • Vigiar e Punir - Resumo

    UNIVERSIDADE TIRADENTES – CAMPUS ESTÂNCIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS – DIREITO 7º PERÍODO CADEIRA DE CRIMINOLOGIA - MEDIDA DE EFICIÊNCIA – 1ª UNIDADE Sinopse do livro VIGIAR E PUNIRNascimento da prisão Obra de Michel Foucault Alunos: Erick L.Lustosa Servidor Público Federal, Acadêmico de Direito da Universidade Tiradentes – Campus Estância José Roberto Rocha Santos Técnico em Agropecuária, Secretária de Administração e Finanças municipal, Acadêmico de Direito da Universidade Tiradentes...

    4008  Palavras | 17  Páginas

  • Vigiar e punir

    As instituições, assim, organizam-se de forma a reproduzir a submissão e produzir oscorpos dóceis que culmina na subordinação social, na dominação, na alienação eaceitação.Estes dispositivos são necessários tanto no ato de vigiar, punir, como decontrolar no sentido de utilidade. No exercício da disciplina, cria-se uma espéciede arquitetura e hierarquização dos indivíduos, de saberes, capacidades e corpos.Este poder que se exerce sobre o corpo é ininterrupto (contínuo) chegando mesmo ainstalar-se...

    1043  Palavras | 5  Páginas

  • artigo do livro viar e punir

    1. UNIVERSIDADE TIRADENTES – CAMPUS ESTÂNCIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS – DIREITO 7º PERÍODO CADEIRA DE CRIMINOLOGIA - MEDIDA DE EFICIÊNCIA – 1ª UNIDADE Sinopse do livro VIGIAR E PUNIRNascimento da prisão Obra de Michel Foucault Alunos: Erick L.Lustosa Servidor Público Federal, Acadêmico de Direito da Universidade Tiradentes – Campus Estância José Roberto Rocha Santos Técnico em Agropecuária, Secretária de Administração e Finanças municipal, Acadêmico de Direito da Universidade Tiradentes –...

    3805  Palavras | 16  Páginas

  • resumo do livro michel foucault vigiar e punir

    Resenha crítica vigiar e punir Vigiar e punir análise Anais caf lucas i Corpos doceis Seminário Michel Foucalt apresentacao Foucault vigiar e punir Foucault - Vigiar e Punir Michel foucault vigiar e punir Foucault michel-vigiar-e-punir Criminologia 01 Monografia Ieda pedagogia 2010 Prisão Feminina na Sociedade Capita.....

    4548  Palavras | 19  Páginas

  • RESENHA CRÍTICA DA OBRA VIGIAR E PUNIR

    CRÍTICA DA OBRA VIGIAR E PUNIR DE MICHEL FOUCAULT CAXIAS –MA MARÇO-2013 A obra vigiar e punir: o nascimento da prisão em francês suveiller et punir : naissance de La prison escrita por Michel Foucault e publicada originalmente em 1975.Tradução de Raquel Ramalhete. 37ª Ed. Petrópolis, RJ: editora vozes.2009 Michel Foucault foi um escritor filósofo Francês (1926-1984) ficou muito conhecido por suas críticas a instituições sociais, além de vigiar e punir publicou mais de...

    2375  Palavras | 10  Páginas

  • prisão

    Personalidade ”. Mas o grande clássico foi a “História da Loucura na Idade Média” (1961), publicou ainda “ Nascimento da clínica ” (1966), “As Palavras e as Coisas” e “ Arqueologia do Saber ” (1969). Ainda deixou inacabado o livro “História da sexualidade” e teve outras obras também como “Vigiar e Punir” (1975). Sobre a obra : A obra Vigiar e Punir é formada por 04 partes à saber : 1ª parte chamada de Suplício está dividida em 02 capítulos : O corpo...

    955  Palavras | 4  Páginas

  • Vigiar e Punir

     Resenha - "VIGIAR E PUNIR" Michel Foucault (1926-1984), filósofo francês, um dos maiores pensadores contemporâneos. Acreditava que a prisão, mesmo que fosse exercida por meios legais, era uma forma de controle dominação burguesa no intuito de fragilizar os meios de cooperação e a solidariedade do proletariado. Foucault irá demarcar o nascimento da prisão no século XIX, como uma instituição de fato. Esta surge sem uma justificação teórica, aparecendo num determinado momento como necessária...

    1036  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo do livro Vigiar e Punir

    Aluna: Paula Cristina Almeida de Oliveira Matéria: TCC 1 Ficha catalográfica: FOUCAULT, Michel.Vigiar e punir: nascimento da prisão. (Título Original: Surveiller et punir. Traduzido por Raquel Ramalhete). 37. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. A obra Vigiar e Punir de Michel Foucault, pensador francês contemporâneo, faz uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema punitivo adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam alguma modalidade de crime ao longo dos séculos. ...

    1537  Palavras | 7  Páginas

  • Vigiar E Punir

    O Livro Vigiar e Punir começa contando em detalhes uma cena de dura punição, em praça pública e logo após a rotina de uma prisão, na qual se vê a utilização do tempo como um recurso para punição. Elas não punem o mesmo tipo de crime, mas define certo estilo na aplicação das penas. A diferença principal entre ambas, na verdade, diz respeito apenas à mudança no estilo das penas, mas não do controle sobre o corpo. Anteriormente, nas duras puniçõe, o corpo era maltratado, esquartejado e supliciado...

    1477  Palavras | 6  Páginas

  • Vigiar e punir

    VIGIAR E PUNIRNascimento da prisão Obra de Michel Foucault Objetivo deste livro: uma historia correlativa da alma moderna e de um novo poder de julgar : uma genealogia do atual complexo científico-judiciário onde o poder de punir se apóia, recebe suas justificações e suas regras, estende seus efeitos e mascarasua exorbitante singularidade.Que é um suplício?Pena corporal, dolorosa, mais ou menos atroz, é um fenômeno inexplicável aextensão da imaginação dos homens para a barbárie e a crueldade...

    2536  Palavras | 11  Páginas

  • Texto vigiar e punir

    FOUCAULT .:: Haroldo Reimer [haroldoreimer.pro.br] ::. FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. O nascimento da prisão. Tradução Raquel Ramalhete. 32. ed. Petrópolis: Vozes, 1987. HAROLDO REIMER A obra Vigiar e Punir de Michel Foucault brinda o leitor com uma análise histórico-filosófica profunda sobre a estruturação organizativa do Ocidente nos últimos séculos. Essa análise é feita tomando como foco o sistema punitivo-legal ao longo dos séculos. Com isso, o autor quer demonstrar como na história...

    2398  Palavras | 10  Páginas

  • Vigiar e Punir

    OBRA “VIGIAR E PUNIR” DE MICHEL FOUCAULT FICHA CATALOGRÁFICA (Preparada pelo Centro de Catalogação-na-fonte do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ) Foucault, Michel. F86v Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis, Vozes, 1987. 288p. Do original em francês: Surveiller et punir. Bibliografia. Direito penal — História 2. Prisões — História I. Título. 77-0328 CDU — 343.8(091) 343(091) RESUMO DA OBRA “VIGIAR E PUNIR”, DE MICHEL...

    4553  Palavras | 19  Páginas

  • Vigiar e Punir

    Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão, 20º ed. Petrópolis: Vozes, 1999. 2.1. Relatório de Leitura de Obras Primeira Parte: Suplício (p. 5) I. O corpo dos condenados (p.6) II. A ostentação dos suplícios (p.33) Segunda Parte: Punição (p. 91) I. A punição generalizada (p. 92) II. A mitigação das penas (p. 122) Terceira Parte: Disciplina (p. 159) I. Os corpos dóceis (p. 160) II. Os recursos para o bom adestramento (p. 193) III. O panoptismo (p. 217) Quarta Parte: Prisão (p. 257) ...

    1351  Palavras | 6  Páginas

  • resumo vigiar e punir - Michel Foucault

    dezembro 2006/março 2007 Organização: Margareth Rago & Adilton Luís Martins Os dispositivos de poder e o corpo em Vigiar e Punir* The devices of power and the human body in Vigilance and Punishment Saly da Silva Wellausen Doutora em Filosofia – FFLCH/USP Correio eletrônico: sswellausen@uol.com.br Resumo: O artigo examina as relações de poder com o corpo em Vigiar e Punir. Michel Foucault propõe pensar o poder diferentemente das concepções correntes. Ele não retoma a análise do poder...

    7179  Palavras | 29  Páginas

  • Resenha: Vigiar e Punir

     Resenha: Vigiar e Punir Introdução Em Vigiar e Punir, Foucault aborda o secular problema da resposta social ao crime, mostrando a evolução humana na forma de tratar o criminoso e o crime. Consistindo basicamente num sistema de controle social através da conjugação de várias técnicas de classificação, de seleção, de vigilância, de controle, que se ramificam pelas sociedades a partir de uma cadeia hierárquica vindo do poder central e se multiplicando numa rede de poderes. O livro é dividido...

    4060  Palavras | 17  Páginas

  • Fichamento vigiar e punir

    Nome da Faculdade Curso – Xº Fichamento do livro Vigiar e Punir de Michel Foucault Antropologia – Professor X Nome do Aluno Cidade, 2012-2 FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: Nascimento da Prisão. Título original: “Surveiller et Punir”, Traduzido por Raquel Ramalhete. 31. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006. Michel Foucault, pensador francês, faz em sua obra Vigiar e Punir uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema penal adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam...

    4594  Palavras | 19  Páginas

  • Fichamento vigiar e punir

    é reproduzido e voltado contra o corpo do criminoso; • O suplício faz com que o crime se manifeste e se anule. O processo criminal na era dos suplícios era secreto, inclusive ao condenado; saber era privilégio absoluto da acusação; o direito de punir pertence somente ao soberano e seus juízes; o segredo não impedia o dever de obedecer às regras para a obtenção da verdade. O interrogatório utilizado para obtenção da verdade era forma de suplício e encontrava-se, na hierarquia das penas, logo abaixo...

    2230  Palavras | 9  Páginas

  • Fichamento e resenha vigiar e punir foucalt

    Faculdade ASCES João Lucas Lira De Andrade Lima Fichamento do Livro – Vigiar e Punir Autor: Michel Foucault Caruaru 2012 Parte I - Suplício Foucault inicia seu livro com a história de Damiens, condenado a 2 de março de 1757 e que teria como punição ser suplicado. O suplício era um ritual público onde o objeto da condenação era o corpo do paciente. "Uma pena para ser um suplício deve obedecer a três critérios principais: em primeiro lugar produzir uma certa...

    1308  Palavras | 6  Páginas

  • Vigiar e punir

    Fichamento Vigiar e Punir FICHAMENTO FOUCAULT, Michel.Vigiar e punir: nascimento da prisão. (Título Original: Surveiller et punir. Traduzido por Raquel Ramalhete). 37. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. A obra Vigiar e Punir de Michel Foucault, pensador francês contemporâneo, faz uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema punitivo adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam alguma modalidade de crime ao longo dos séculos. O livro é formado por quatro partes: Primeira Parte:...

    9017  Palavras | 37  Páginas

  • Fichamento - Vigiar e Punir

    FICHAMENTO FOUCAULT, Michel.Vigiar e punir: nascimento da prisão. (Título Original: Surveiller et punir. Traduzido por Raquel Ramalhete). 31. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006. Michel Foucault, pensador francês, faz em sua obra Vigiar e Punir uma analise cientifica sobre a legislação penal e o sistema penal adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam algum crime ao longo dos séculos. O livro tem como objetivo traçar uma correlação entre o sistema prisional surgido a partir do século XVI...

    4987  Palavras | 20  Páginas

  • Análise da quarta parte de “vigiar e punir”: prisão

    CLAUDIANA DIONISIO DA SILVA ANÁLISE DA QUARTA PARTE DE “VIGIAR E PUNIR”: PRISÃO JOÃO PESSOA JULHO/2010 ANÁLISE DA QUARTA PARTE DE “VIGIAR E PUNIR”: PRISÃO O livro “Vigiar e Punir” de Michel Foucault, é dividido em quatro partes: Suplício, Punição, Disciplina e Prisão. Porém aqui vou ater-me mais a quarta parte, mas sem esquecer das outras. Por sua vez, a quarta parte é dividida em três capítulos: Instituições completas e austeras, Ilegalidade e delinquencia e O carcerário.No decorrer do...

    1124  Palavras | 5  Páginas

  • Vigiar e punir, resumo

    ANÁLISE DA QUARTA PARTE DE “VIGIAR E PUNIR”: PRISÃO  O livro “Vigiar e Punir” de Michel Foucault, é dividido em quatro partes: Suplício, Punição, Disciplina e Prisão. Porém aqui vou ater-me mais a quarta parte, mas sem esquecer das outras. Por sua vez, a quarta parte é dividida em três capítulos: Instituições completas e austeras, Ilegalidade e delinquência e O carcerário. No decorrer do livro ele mostra como as sociedades, em diferentes épocas, punem, vigiam e disciplinam seus delinquentes,...

    1171  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo vigiar e punir - michel foucalt

    monárquico; o segundo baseado no método representativo de equivalência direta entre delito e pena, sendo o método preventivo cabível à toda a sociedade por ser ela diretamente atingida e maculada;e o terceiro que consistia na rigidez e uniformidade das instituições carcerárias. Fazendo uma retrospectiva desde os espetáculos públicos de vingança ao infrator, imposto pelo peso do poder soberano do rei atingido pela conduta ilícita, até a contestação dessa prática por parte dos reformistas que buscavam uma...

    9204  Palavras | 37  Páginas

  • Vigiar e punir

    Vigiar e Punir INTRODUÇÃO Ao historiar Vigiar e Punir, Michel Foucault avalia o poder disciplinador como uma das fundamentais tecnologias do poder das contemporâneas sociedades que seria o poder das normas. A preocupação principal do livro é demonstrar, através da forma pela qual homens eram julgados em função dos atos que haviam cometido, como se sucederam diversas formas de subjetividade e diversas formas de saber ao longo da história do ocidente, o que explica que as relações do homem com...

    8771  Palavras | 36  Páginas

  • Vigiar e Punir

    Vigiar e Punir INTRODUÇÃO Ao historiar Vigiar e Punir, Michel Foucault avalia o poder disciplinador como uma das fundamentais tecnologias do poder das contemporâneas sociedades que seria o poder das normas. A preocupação principal do livro é demonstrar, através da forma pela qual homens eram julgados em função dos atos que haviam cometido, como se sucederam diversas formas de subjetividade e diversas formas de saber ao longo da história do ocidente, o que explica que as relações do homem com...

    9701  Palavras | 39  Páginas

  • Resenha vigiar e punir - antropologia

    A Centralidade de Vigiar e Punir, história da violência nas prisões, é um livro do filósofo francês Michel Foucault publicado originalmente em 1975 e tem como uma obra que alterou o modo de pensar e fazer político social no mundo. Essa obra é dedicada à análise da vigilância e da punição, que se encontra em várias entidades estatais como hospitais, prisões e escolas. No livro é relatado o período histórico que marca a transição entre a utilização dos suplícios como medida efetiva de política...

    910  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo Vigiar e Punir

    VIGIAR E PUNIR – MICHEL FOUCAULT - É dedicado à análise da vigilância e da punição, que se encontram em várias entidades estatais (hospitais, prisões, escolas, etc). - O livro é dividido em 4 partes: 1. Suplício. 2. Punição. 3. Disciplina. 4. Prisão. 1) SUPLÍCIO - Significado da palavra: castigos corporais; tortura; sevícia; intensa e prolongada dor física. - Inicia o livro expondo o contraste entre 2 formas de punição: a) O Suplício Público: violento, caótico (idealizado por...

    1602  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento vigiar e punir - michael foucault

    A obra Vigiar e Punir de Michel Foucault, pensador francês contemporâneo, faz uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema punitivo adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam alguma modalidade de crime ao longo dos séculos. Na primeira parte, no primeiro capítulo, apresenta-se exemplo de suplício e utilização do tempo. Foucault relata o esquartejamento de Damiens que havia sido condenado por cometer parricídio. Com uma riqueza de detalhes, o processo é descrito, assim como...

    9100  Palavras | 37  Páginas

  • Resumo do livro vigiar e punir

    Resumo do livro Vigiar e Punir – Michel Foucault Primeira Parte: Suplicio – VigiarPunir- Foucault Na primeira parte, relata-se exemplos de suplicio e utilização do tempo, relata o esquartejamento de Damíens, por ter sido condenado de ter cometido parricídio, fato que é narrado com riquezas de detalhes, relata também a dificuldade do carrasco em executar seu oficio, Foucault cita também a rotina de uma prisão com um regulamento extremamente rígido por LíonFaucher, que implantado na Casa dos...

    7799  Palavras | 32  Páginas

  • resumo vigiar e punir

    ação punitiva. Surge então uma utopia do poder judiciário; privar de todos os diretos sem fazer sofrer, impor penas isentas de dor. A redução dessas diversas mortes dos suplícios a estrita execução capital define uma moral bem nova própria do ato de punir. A guilhotina foi a mecânica ideal pra tais princípios é reduzida a duração de um raio e o carrasco intervêm o mínimo possível. Dando continuidade a essa evolução o condenado não foi mais visto. Só a leitura da sentença punitiva mostra um crime que...

    7201  Palavras | 29  Páginas

  • PUNIR FUNÇÃO DO ESTADO? NÃO VIGIAR.

    PARANAENSE FABRÍCIO CRISTIANO URBAN BRUGNERA PUNIR DEVER DO ESTADO? NÃO, VIGIAR CASCAVEL 2012 1 FABRÍCIO CRISTIANO URBAN BRUGNERA PUNIR DEVER DO ESTADO? NÃO, VIGIAR Trabalho apresentado à disciplina de Prática Jurídica, como parte dos requisitos para avaliação parcial do 4º ano do Curso de Direito Cascavel – Paraná. Professor: José Bolivar Bretas. CASCAVEL 2012 2 FABRÍCIO CRISTIANO URBAN BRUGNERA PUNIR DEVER DO ESTADO? NÃO, VIGIAR Trabalho de Conclusão de Curso apresentado...

    8908  Palavras | 36  Páginas

  • Resenha - Vigiar e Punir (Foucault)

    Resenha: Foucault, Michel. Vigiar e Punir: História da Violência nas Prisões. Ed. Vozes, 2001. Foucault inicia sua obra Vigiar e Punir com a descrição de um suplício no século XVIII. Não o faz com o objetivo de chocar, nem de acusar a falta de humanização do código penal medieval, mas sim de iniciar uma análise atenta dos pormenores do conjunto penal, demonstrando que há no suplício uma lógica e uma técnica que definem o estilo penal de um momento na história. Em seguida, mostra o regulamento...

    8777  Palavras | 36  Páginas

  • Resenha crítica do livro Vigiar e Punir, parte I e II

    VIGIAR E PUNIR RESUMO: Como o presente trabalho é feito em dupla, e a obra em estudo apresenta quatro partes, o presente trabalho foi divido em iguais capítulos para cada membro. Para o melhor entendimento e não aparecer desconexo entre os capítulos, esta resenha será explicada por resumos cada parte em separado da outra. Buscamos desenvolver o trabalho em trechos que a nosso ver transparece exatamente ou o mais próximo do pensamento emitido por Foucault. O objetivo do livro é uma história correlativa...

    1105  Palavras | 5  Páginas

  • Do lar à cela: os impactos da reclusão na vida das mulheres em situação de prisão do complexo penal estadual agrícola drº mário negócio

    SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL Do lar à cela: os impactos da reclusão na vida das mulheres em situação de prisão do Complexo Estadual Penal Agrícola Drº Mário Negócio. Lissa Chrisnara Silva do Nascimento MOSSORÓ – RN 2012 Lissa Chrisnara Silva do Nascimento Do lar à cela: os impactos da reclusão na vida das mulheres em situação de prisão do Complexo Estadual Penal Agrícola Drº Mário Negócio. Monografia de graduação apresentada ao Departamento de Serviço Social...

    29535  Palavras | 119  Páginas

  • Resumo Vigiar e Punir

    30 ANOS DE VIGIAR E PUNIR (FOUCAULT)* Juarez Cirino dos Santos I. Introdução O objetivo de FOUCAULT, em Vigiar e Punir, é descrever a história do poder de punir como história da prisão, cuja instituição muda o estilo penal, do suplício do corpo da época medieval para a utilização do tempo no arquipélago carcerário do capitalismo moderno.1 Assim, demonstrando a natureza política do poder de punir, o suplício do corpo do estilo medieval (roda, fogueira etc.) é um ritual público de dominação...

    3209  Palavras | 13  Páginas

  • vigiar e punir

    RESUMO – VIGIAR E PUNIR (MICHEL FOUCAULT)WIKPÉDIA • Vigiar e punir (em francês: Surveiller et Punir: Naissance de la prison) é um livro do filósofo francês Michel Foucault, publicado originalmente em 1975 e tida como uma obra que alterou o modo de pensar e fazer política social no mundo ocidental. É um exame dos mecanismos sociais e teóricos que motivaram as grandes mudanças que se produziram nos sistemas penais ocidentais durante a era moderna. É dedicado à análise da vigilância e da punição,...

    7749  Palavras | 31  Páginas

  • Vigiar e Punir - Foucault

    Foucault, Michel. F86v Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis, Vozes, 1987. 288p. Do original em francês: Surveiller et punir. Bibliografia. Direito penal — História 2. Prisões — História I. Título. 77-0328 CDU — 343.8(091) 343(091) MICHEL FOUCAULT VIGIAR E PUNIR NASCIMENTO DA PRISÃO Tradução de Raquel Ramalhete 20a Edição Petrópolis 1999 © Editions Gallimard, 1975 Título do original francês: Surveiller et punir Direitos de publicação...

    68117  Palavras | 273  Páginas

  • Michel foucault - vigiar e punir - os recursos para o bom adestramento

    POLÍTICAS PÚBLICAS E SISTEMAS DE SAÚDE I FOUCAULT, Paul Michel. . In: Vigiar e Punir. 1975. A OBRA •Vigiar e punir – O nascimento da prisão” (1975), é um amplo estudo sobre a disciplina na sociedade moderna. • Disciplina: técnica de produção de corpos dóceis. • Processos disciplinares empregados nas escolas, exército, hospitais, prisões, como exemplos da imposição, às pessoas, de padrões “normais” de conduta estabelecidos pelo poder, de forma a explicitar a noção de que as formas de pensamento...

    868  Palavras | 4  Páginas

  • Livro vigiar e punir

    Teoria do Direito Penal com a obra “Vigiar e Punir: nascimento da prisão” escrita pelo ilustre filósofo francês Michel Foucault. Nesse livro, Michel Foucault defende a reflexão e raciocínio do poder de maneira diversa das concepções tradicionais, e primordialmente, defende uma análise da história das prisões modernas e do poder disciplinar nela encontrados. Durante a leitura do livro “Vigiar e Punir” pode-se observar um ponto de destaque, e este ponto é o papel da prisão moderna no desempenho das penas...

    7376  Palavras | 30  Páginas

  • Vigiar e Punir - Foucault

    Foucault, Michel. F86v Vigiar e punir: nascimento da prisão; tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis, Vozes, 1987. 288p. Do original em francês: Surveiller et punir. Bibliografia. Direito penal — História 2. Prisões — História I. Título. 77-0328 CDU — 343.8(091) 343(091) MICHEL FOUCAULT VIGIAR E PUNIR NASCIMENTO DA PRISÃO Tradução de Raquel Ramalhete 20a Edição Petrópolis 1999 © Editions Gallimard, 1975 Título do original francês: Surveiller et punir Direitos de publicação...

    50283  Palavras | 202  Páginas

  • Resumo - vigiar e punir

    Fichamento: Vigiar e Punir – Michel Foucault PARTE I- SUPLÍCIO - Cap. I: O corpo do condenado Abordando, a princípio, o suplício, o capitulo I começa discorrendo com detalhes espantosos, esta prática tão comum por volta do início do século XVIII. Esta forma de punição, que mais funcionava como um espetáculo aterrorizante, consistia basicamente na tortura em meio público, torturava-se no condenado, os mamilos, braços, coxas, pernas e em seguida aplicava-se nessas partes chumbo derretido, óleo...

    5466  Palavras | 22  Páginas

  • Resenha vigiar e punir

    RESENHA CRÍTICA: VIGIAR E PUNIR. Historia da violência nas prisões de Michel Foucault A obra foi publicada no ano de 1975, tornando logo no início, marcante ao abordar o processo de evolução histórica do direito penal e do direito de punir estatal com seus meios coercitivos e punitivos adotados na repressão dos atos delituosos, desde as sanções que se utilizavam da violência extrema até os modelos modernos de punição. A obra é dividida em quatro partes; o suplício, a punição, a disciplina...

    2119  Palavras | 9  Páginas

  • Fichamento Vigiar e Punir

    VALÉRIA PADOVANI DE SOUZA ESTUDANTE: ARLENE TOMPOROSKI TURMA: 2º B NOTURNO JUNHO DE 2015 FICHAMENTO DA OBRA LITERÁRIA VIGIAR E PUNIR DE MICHEL FOUCAULT ( 20ª EDIÇÃO 1999, EDITORA VOZES ) CLASSIFICAÇÃO: Ciências Sócio-Jurídicas DADOS SOBRE O AUTOR: Michel Foucault nasceu em Poitiers, na França no ano de 1926 e faleceu no ano de 1984 em Paris. O autor de Vigiar e Punir foi filósofo e psicólogo por formação, todavia exerceu diversas funções: historiador, crítico literário, filólogo, escritor...

    3977  Palavras | 16  Páginas

  • Fichamento do livro Vigiar e Punir

    “excessos” dos suplícios, se investe toda a economia do poder.” (p. 37). - O suplício correlaciona qualidade, intensidade e tempo com a gravidade do crime cometido. Era uma manifestação do poder que não se tratava de raiva, mas do cumprimento do dever de punir. Desta forma o judiciário mostrava-se eficaz e intimidava a sociedade. “[...] fazem da execução pública mais uma manifestação de força do que uma obra de justiça; ou antes, é a justiça como força física, material e temível do soberano que é exibida...

    1940  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo do livro vigiar e punir

    "VIGIAR E PUNIR" - O sistema penal como instrumento de manipulação Em seu livro “Vigiar e punir”, Foucault irá demarcar o nascimento da prisão no século XIX, como uma instituição de fato. Esta surge sem uma justificação teórica, aparecendo num determinado momento como necessária na construção da rede do poder para controlar todas as formas de ilegalismos, dividindo e opondo uns aos outros. Foucault dará um novo e definitivo passo na busca do pensar de outra forma diferente das formações...

    801  Palavras | 4  Páginas

  • A prisão repensada por michel foucault ----- (maérlio machado)

    VIGIAR E PUNIR: A PRISÃO NA PERSPECTIVA DE MICHEL FOUCAULT   Michel Foucault, ao analisar a formação histórica das sociedades dos séculos XVII a XIX, através de um estudo detalhado sobre o surgimento da prisão, verifica um exercício do poder diferente do exercido pelo Estado, exigindo um repensar institucional, descortinando a história dos domínios do saber e, ainda, o interrogar do pensamento pelo próprio pensamento, no que diz respeito à análise dos preceitos de internamento...

    2240  Palavras | 9  Páginas

  • Trabalho sobre o livro vigiar ou punir

    A obra Vigiar e Punir de Michel Foucault, faz uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema punitivo adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam alguma modalidade de crime ao longo dos séculos. O livro é formado por quatro partes: Primeira Parte: Suplício – O corpo dos condenados e A ostentação dos suplícios; Segunda Parte: Punição – A punição generalizada e A mitigação das penas; Terceira Parte: Disciplina – Os corpos dóceis, Os recursos para um bom adestramento e O panoptismo;...

    1165  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha - Vigia e punir

    VIGIA E PUNIR MANAUS 2013 CENTRO UNIVERSITARIO DO NORTE- UNINORTE MARIA LUCIA FERREIRA – 13110047 ANDREZA RODRIGUES MUNHOZ – 13338099 EDILENE AMARAL CONCEIÇÃO – 12051691 ERINETE DE ANDRADE – 13048562 ERLEN OLANDA DO NACIMENTO – 13188593 JANAYNA MARIANO – 13200383 JEANNE SOUZA DA SILVA – 13261118 KETLY MARIA SILVA DA CONCEIÇÃO – 13267175 LUCINEIA MARTINS DO NASCIMENTO – 13101544 MIKAELA SALVADOR DA SILVA – 13295063 ...

    9270  Palavras | 38  Páginas

  • Educação na prisão

    0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (Campus Sorocaba) CURSO PEDAGOGIA - 2º Perfil Ademir dos Santos Braca Educação na Prisão e as Expectativas do Educando Sorocaba / 2011 1 Educação na Prisão e as Expectativas do Educando BRACA, Ademir dos Santos1 Resumo: O ser humano busca qualidade de vida e a educação é uma forte aliada para a sua conquista. Dentro da unidade prisional expectativas são nutridas aos educandos que conseguem ali estudar, ainda que desprovido de sua...

    3698  Palavras | 15  Páginas

  • 1 INTRODU O VIGIAR E PUNIR

    Vigiar e Punir Quem foi Michel Foucault? Francês, Psicólogo, Psicopatologista, Filósofo, Professor Universitário na França, Alemanha e Suécia. (1984 – ano de sua morte) Principais obras: 1) História da Loucura; 2)O Nascimento da Clínica; 3)A palavra e as coisas; 4)Arqueologia do Saber; 5)A Ordem do Discurso; 6)Vigiar e Punir; 7)Microfísica do poder, 8)A Verdade e as formas Jurídicas. Pensador estruturalista que elaborou uma análise original dos discursos que regem as instâncias do saber e poder...

    930  Palavras | 4  Páginas

  • resumo vigiar e punir

    PONTOS DO EDITAL DPE/PR 7. O Direito e as instituições disciplinares segundo Michel Foucault. 7.1 Norma jurídica e normalização disciplinar. 7.2 As funções da disciplina. TÍTULO: VIGIAR E PUNIR – MICHEL FOUCAULT O Livro é divido em 04 partes PRIMEIRA PARTE: SUPLÍCIO I. O corpo dos condenados O autor inicia a obra apresentando exemplos de suplício e de utilização do tempo. Primeiramente, descreve o suplício, com o esquartejamento de Damiens, que foi condenado em 02 de março de 1757, por...

    20430  Palavras | 82  Páginas

  • Poder disciplinar - uma leitura de Vigiar e Punir

    http://www.cchla.ufrn.br/saberes 18 O PODER DISCIPLINAR UMA LEITURA EM VIGIAR E PUNIR Noelma Cavalcante de Sousa∗ Antonio Basílio Novaes Thomaz de Meneses∗∗ Resumo : O artigo trata da analítica do poder em Michel Foucault como tema de investigação filosófica. Tematiza a concepção de poder disciplinar a partir das práticas sociais e jurídicas, apontando para a relação entre poder e saber. Aborda os principais aspectos do poder disciplinar. Enfatiza a disciplina como forma do poder...

    6881  Palavras | 28  Páginas

  • fichamento - vigiar e punir

    Fichamento Elaborado por: Vítor Ramon dos Reis Menezes Disciplina: Metodologia e Pesquisa Científica Autor(es): Michel Foucalt Ano: 2011 Título: Vigiar e Punir Fonte: Livro Editor(a): Vozes Local: Petrópolis, RJ Páginas: 291 A obra de Michel Foucault, Vigiar e Punir, faz uma análise científica sobre a legislação penal e o sistema punitivo adotado pelos poderes jurídicos para os que praticam alguma modalidade de crime. O livro é dividido em quatro partes: Primeira...

    10476  Palavras | 42  Páginas

  • Monografia PRISÃO ESPECIAL IN/CONSTITUCIONALIDADE E PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS Marcelo Cordeiro Almeida Monteiro

     PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Faculdade Mineira de Direito Marcelo Cordeiro Almeida Monteiro PRISÃO ESPECIAL, CONSTITUCIONALIDADE E INCONSTITUCIONALIDADE NA PERSPECTIVA DOS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS FUNDAMENTAIS Belo Horizonte 2013 Marcelo Cordeiro Almeida Monteiro PRISÃO ESPECIAL, CONSTITUCIONALIDADE E INCONSTITUCIONALIDADE NA PERSPECTIVA DOS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS FUNDAMENTAIS Monografia...

    16462  Palavras | 66  Páginas

  • Resenha vigiar e punir - foucault, michel

    Foucault, Michel - Vigiar e Punir, 20ª Ed., Petrópolis, Vozes, 1987, 288p. Michel Foucault nasceu em Poitiers, uma pequena cidade francesa. Diplomou-se em psicologia e filosofia. Ensinou filosofia em Universidades francesas e obteve a cátedra com o tema "história dos sistemas de pensamento" no Collège de France. No ano de 1952 cursou o Instituto de Psychologie e obteve diploma de Psicologia Patológica. No mesmo ano tornou-se assistente na Universidade de Lille. Foucault lecionou psicologia e...

    5674  Palavras | 23  Páginas

  • Resenha: Vigiar e Punir

    noite à procura de delinqüentes e infratores; onde a prisão é uma instituição consolidada; onde o poder se exerce de maneira invisível sobre todos os membros da sociedade; onde tudo é normalizado e contado, disciplinado e domesticado. Entretanto, as coisas nem sempre foram assim. Houve tempos em que o poder tinha sua representação total na figura do soberano, tempos em que toda organização social se incorporava nesse homem, que exercia o poder de punir de uma maneira muito diferente da que conhecemos...

    5156  Palavras | 21  Páginas

  • Michel Foucault Vigiar e Punir

    CATARINA ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS JOCIANI PANASSOL DOS SANTOS CELLA MICHEL FOUCAULT: VIGIAR E PUNIR – HISTÓRIA DA VIOLÊNCIA NAS PRISÕES. Xanxerê 2012 JOCIANI PANASSOL DOS SANTOS CELLA MCHEL FOUCAULT: VIGIAR E PUNIR – HISTÓRIA DA VIOLÊNCIA NAS PRISÕES. Trabalho da disciplina de História das Instituições Jurídicas, Curso de Direito, Área das Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus de...

    5736  Palavras | 23  Páginas

  • Análise de texto

    UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA ALUNA: IÊDA PEREIRA DA SILVA FOUCAULT, M. “Instituições completas e austeras”, in Vigiar e Punir: Nascimento da prisão. Petrópolis, Vozes, 1987. p. 195 a 214. A prisão é uma instituição que se tornou um centro de repressão e estigmatização da criminalidade fomentando e alimentando a delinquência dentro do universo carcerário. A prisão é na verdade um instrumento doutrinador das massas que não pretende ressocializar ou regenerar os condenados...

    1564  Palavras | 7  Páginas

  • instituiçoes totais

    utilizadas nestas instituições totais. A barreira posta pela instituição entre o interno e o mundo, a mutação do eu: perda do nome, separação das posses, de seus bens (deformação pessoal); maus-tratos, marcas e perdas dos membros do corpo (desfiguração pessoal); violação do território do eu, invasão das fronteiras entre o ser dos indivíduos e o ambiente (exposição contaminadora) são exemplos de mortificação do eu. Embora a mortificação do eu através do corpo seja encontrada em poucas instituições totais, a...

    725  Palavras | 3  Páginas

tracking img