• BVPUIB
    diferencia das demais correntes de pensamento pelo fato de não aceitar verdades que poderiam, porventura, contrariar dogmas religiosos e os demais pressupostos cristãos. Pelo seu caráter em alguns aspectos manipulador, a filosofia medieval não costuma receber muita cristãos e pelo que se chama hoje...
    2492 Palavras 10 Páginas
  • Filosofia Medieval
    como patrística. A filosofia patrística iniciou-se com as epístolas de São Paulo e o evangelho de São João. Essa doutrina também tinha um propósito evangelizador: converter os pagãos à nova religião cristã. Este pensamento cristão deve o seu nome às artes ensinadas pelos escolásticos nas escolas...
    875 Palavras 4 Páginas
  • Filosofia Medieval
    compatibilidade de estudos e ciências desse período. De acordo com Carvalho (2010, p.59), "alguns historiadores do pensamento incluem, ainda, na rubrica da filosofiamedieval”, a reflexão dos autores cristãos dos séculos II-IV período também conhecido como Patrística, ou era dos Pais da Igreja Cristã...
    7418 Palavras 30 Páginas
  • filosofia medieval
    liberdade humana; • - Individualização das substâncias divisíveis e indivisíveis. Principais estágios da Filosofia Medieval • Transição para o Mundo Cristão (século V e VI) • Muitos pensadores deste período defendiam que a fé não deveria ficar subordinada a razão. • Porém, um importante filósofo...
    4416 Palavras 18 Páginas
  • filosofia crista
    afirmam que não há originalidade no pensamento cristão e seus conceitos e idéias são herdadas da filosofia grega.Sendo assim,a filosofia cristã seria resguardadora do pensamento filosófico,que já estaria definitivamente elaborado pela filosofia grega, e defensora da fé. Aspectos Históricos da Filosofia...
    2061 Palavras 9 Páginas
  • JYGFVCHNF
    século IX até ao fim do século XVI, ou seja, até ao fim da Idade Média. Este pensamento cristão deve o seu nome às artes ensinadas na altura pelos escolásticos nas escolas medievais. Estas artes podiam ser divididas em trivio (gramática, retórica e dialéctica) ou quadrívio (aritmética, geometria...
    1157 Palavras 5 Páginas
  • Filosofia Medieval
    liberdade humana; • - Individualização das substâncias divisíveis e indivisíveis. Principais estágios da Filosofia Medieval • Transição para o Mundo Cristão (século V e VI) • Muitos pensadores deste período defendiam que a fé não deveria ficar subordinada a razão. • Porém, um importante filósofo...
    4416 Palavras 18 Páginas
  • escolastica
    WIKIPEDIA Escolástica ou Escolasticismo (do latim scholasticus, e este por sua vez do grego σχολαστικός [que pertence à escola, instruído]) foi o método de pensamento crítico dominante no ensino nas universidades medievais europeias de cerca de 1100 a 1500. Não tanto uma filosofia ou uma teologia...
    2688 Palavras 11 Páginas
  • Santo Agostinho
    Santo Agostinho - Filósofo e teólogo africano Santo Agostinho nasceu (350-450 D.C), foi um filósofo, escritor, bispo e teólogo cristão responsável pela elaboração do pensamento cristão medieval e da filosofia patristica. Agostinho nasceu em Togaste, na atual Argélia. Foi educado em cartago e lá...
    4877 Palavras 20 Páginas
  • Wiki para desenvolvimento do trabalho de psicologia jurídica
    INTRODUÇÃO Neste trabalho abordaremos Filosofia Medieval, compreendendo nesta, os seus principais participantes, juntamente, com seus pensamentos e teorias. Nosso objetivo é oferecer uma visão clara de como se deu a expansão do Cristianismo no Ocidente, envolvendo, assim, todos os...
    2537 Palavras 11 Páginas
  • Filosofia cristã
    filósofos relacionavam o pensamento grego com o pensamento cristão. Há estudiosos que questionam a existência de uma filosofia cristã propriamente dita. Esses afirmam que não há originalidade no pensamento cristão e seus conceitos e ideias são herdadas da filosofia grega. Sendo assim, a filosofia cristã...
    1205 Palavras 5 Páginas
  • filosofica cristã
    que havia uma relação harmoniosa entre a ciência e a fé, outros afirmavam que havia contradição e outros tentavam diferençá-las. Esta mesma discussão era questionada no campo da filosofia e da fé. Diversos filósofos relacionavam o pensamento grego com o pensamento cristão. Há estudiosos que...
    1717 Palavras 7 Páginas
  • Filosófia Média
    Recriação de Sentidos. A Filosofia na época da expansão do Cristianismo – Séculos II, III e IV. Filosofia Medieval (VIII d.C – XIV d.C) Questões Universais. É nesse período que o pensamento cristão firma-se como "Filosofia Cristã", que mais tarde se torna Teologia. Renascença (XIV d.C – XVI d.C...
    727 Palavras 3 Páginas
  • Filosofia
    rumos para o pensamento cristão. A estrutura da obra de T. Adão Lara nos indica uma importante divisão dos aspectos da filosofia cristã na Idade Média[->36]: I. A filosofia medieval, em gestação: a Patrística[->37] (séc. II-VII). II. A filosofia medieval, no período da constituição e de maior...
    1325 Palavras 6 Páginas
  • FILOSOFIA MEDIEVAL
    e platônico (conhecido aqui como neoplatônismo, vindo da filosofia de Plotino). Ocupou-se em discutir e problematizar Questões Universais. É nesse período que o pensamento cristão firma-se como "Filosofia Cristã", que mais tarde se torna Teologia. • Renascença É marcada pela descoberta de obras...
    588 Palavras 3 Páginas
  • Filosofia Medieval
    suas conversões" (SPINELLI, Miguel. Helenização e Recriação de Sentidos. A Filosofia na época da expansão do Cristianismo – Séculos II, III e IV. Porto Alegre: Edipucrs, 2002, p. 5). Filosofia Medieval (VIII D.C. – XIV D.C.) Período bastante influenciado pelo pensamento socrático e platônico...
    1616 Palavras 7 Páginas
  • Filosofia medieval
    cultura medieval.  A Idade Média foi dividida em ALTA e BAIXA, e a Filosofia foi dividida em PATRÍSTICA  e ESCOLÁSTICA  PATRÍSTICA E ESCOLÁSTICA                                        PATRÍSTICA                    Por Patrística entende-se o período do pensamento cristão que se seguiu à...
    1087 Palavras 5 Páginas
  • Didática
    FILOSOFIA MEDIEVAL – PROF. GEOVANE OLIVEIRA ROMÊNIA ANDRADE, 3º PERÍODO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIADA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ - UVA O texto fala do inicio do pensamento no período cristão em relação à filosofia na Grécia. O desenvolvimento da idéias cristãs...
    586 Palavras 3 Páginas
  • historia da pedagogia
    A ESCOLÁSTICA Características gerais A escolástica representa o último período da história do pensamento cristão, que vai do início do século IX até o fim do século XV. Este período do pensamento cristão é denominado escolástica, porque era a filosofia ensinada nas escolas da época por mestres...
    2272 Palavras 10 Páginas
  • Filosofia
    travestidos de elementos gregos provindos, principalmente, de Aristóteles. O pensamento cristão, durante a Idade Média, aos poucos, foi deixando de se fundamentar em Platão para assumir as categorias aristotélicas. Isso se deve ao fato de a filosofia grega ter, em grande, parte se perdido no mundo...
    4467 Palavras 18 Páginas