Filosofia Helenistica Ceticismo Estoicismo Cinismo Epicurismo artigos e trabalhos de pesquisa

  • ESCOLAS HELENÍSTICAS

    DISCIPLINA: FILOSOFIA – 1º ANO B ENSINO MÉDIO ESCOLAS HELENÍSTICAS FORTALEZA-2012 DISCIPLINA: FILOSOFIA – 1º ANO B ENSINO MÉDIO PRISCILA MOREIRA OLIVEIRA Trabalho elaborado para Disciplina de Filosofia sob Orientação do Professor Fernando. FORTALEZA – 2012 SUMÁRIO Introdução......................................... 02 Desenvolvimento................

    1715  Palavras | 7  Páginas

  • A Filosofia Helenística

    Complexo Educacional Kennedy Unidade Prof. Edgar Barbosa Disciplina: Filosofia Professor (a): Jeferson Tema: A Filosofia Helenística Aluno: Emanuel Barbosa Turma: 2º ano A – Bloco 2 Natal-RN, 04 de outubro de 2013. 1.0 INTRODUÇÃO Designa-se por período helenístico (do grego, hellenizein – "falar grego", "viver como os gregos") o período da história da Grécia compreendido entre a morte de Alexandre III, O Grande, da Macedônia em 323 a.C. e a anexação da península grega e ilhas...

    2681  Palavras | 11  Páginas

  • Filosofia Helenica

     Centro Educacional La Salle FILOSOFIAS HELÊNICAS Estoicismo, epicurismo, ceticismo e cinismo. Luciana Ramos N°30 Mariana do Nascimento N°33 Rebeca dos Santos N°45 João Victor Cabral N°25 ...

    1381  Palavras | 6  Páginas

  • Filosofia Cristã

    DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO O SURGIMENTO DA FILOSOFIA CRISTÃ NO CONTEXTO DO HELENISMO Joel de Morais Pereira Marla Margarida Santiago da Silva Nágela da Conceição Cruz Paulo Roberto Tenório Priscila de Souza Monteiro PERÍODO HELÊNICO • Período da História da Grécia e de parte do Oriente Médio. • No final do século IV a.C., iniciouse a decadência das Cidadesestados até a perda total de autonomia. A cultura helenística, no entanto, civilizações ...

    1708  Palavras | 7  Páginas

  • Filosofia helenistica

    A FILOSOFIA HELENÍSTICA Helenismo Designa-se por período helenístico (do grego, hellenizein – "falar grego", "viver como os gregos") o período da história da Grécia compreendido entre a morte de Alexandre III, O Grande, da Macedônia em 323 a.C. e a anexação da península grega e ilhas por Roma em 147 a.C. Caracterizou-se pela difusão da civilização grega numa vasta área que se estendia do mar mediterrâneo oriental à Ásia Central. De modo geral, o helenismo foi a concretização de um ideal de Alexandre:...

    1227  Palavras | 5  Páginas

  • Módulo I - Tema: A FILOSOFIA HELENISTICA

    Módulo I - Tema: A FILOSOFIA HELENISTICA Ceticismo - O termo cético vem da palavra grega skepsis, que significa "exame". Atualmente, dizemos que uma pessoa cética é alguém que não acredita em nada, mas não é bem assim. Um filósofo cético é aquele que coloca suas crenças e as dos outros sob exame, a fim de verificar se elas são realmente dignas de crédito ou não. Pirro de Elis é considerado o fundador do ceticismo. Segundo ele, não podemos ter posições definitivas sobre determinado...

    546  Palavras | 3  Páginas

  • Período em que a filosofia se expandiu para roma

    Período em que a filosofia se expandiu para Roma. A palavra “helenística” deriva de helenismo, termo que corresponde ao período que vai de Alexandre Magno, o macedônico, até o da dominação romana (fim do séc. IV a. C. ao fim do séc. I d.C.). Alexandre foi o grande responsável por estender a influência grega desde o Egito até a Índia. A filosofia helenística corresponde a um desenvolvimento natural do movimento intelectual que a precedeu e torna a defrontar-se muitas vezes com temas pré-socráticos;...

    866  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofias helenísticas

    TURMA: FILOSOFIAS HELENÍSTICAS – A busca da felicidade interior Com a conquista da Grécia pelos macedônicos (322 a.C.), teve início o chamado período helenístico. Devido á expansão militar do império macedônico, efetuada por Alexandre Magno, o período helenístico caracterizou-se por um processo de interação entre a cultura grega clássica e a cultura dos povos orientais conquistados. O mesmo processo se deu no campo filosófico. As escolas platônica (Academia) e aristotélica...

    2931  Palavras | 12  Páginas

  • A passagem da era clássica para a era Helenística

    A passagem da era clássica para a era helenística - Crítica O texto “A passagem da era Clássica para a era Helenística”, do autor Giovanni Reale, aborda a transição da era clássica para uma nova era, iniciada a partir da concretização dos ideais de Alexandre Magno, que buscava disseminar e difundir a cultura grega, por todas as regiões conquistadas por ele. Alexandre criou um evento significativo que foi capaz de transformar as antigas convicções do mundo grego, dando lugar a um novo período...

    727  Palavras | 3  Páginas

  • Da era clássica a Era Helenistica

    A passagem da era clássica para a era helenística - Crítica O texto “A passagem da era Clássica para a era Helenística”, do autor Giovanni Reale, aborda a transição da era clássica para uma nova era, iniciada a partir da concretização dos ideais de Alexandre Magno, que buscava disseminar e difundir a cultura grega, por todas as regiões conquistadas por ele. Alexandre criou um evento significativo que foi capaz de transformar as antigas convicções do mundo grego, dando lugar a um novo período...

    727  Palavras | 3  Páginas

  • Filosofia helenistica

    Aristóteles, criado na Corte da Macedônia e posteriormente preceptor de Alexandre Magno foi o último grande filósofo antes do que a convencionou chama de Filosofia Helenística. Essa filosofia surge após a morte de Alexandre O grande. Alexandre em vida reunira os gregos em campanhas militares contra os persas para reconquistar as cidades gregas da Ásia. Em 10 anos de batalha, Alexandre derrota o rei dos reis (rei da Pérsia) e conquista 9 décimos do mundo conhecidos pelos gregos , criando um império...

    1756  Palavras | 8  Páginas

  • Filosofia helenistica

    expansão. Entender o aspecto histórico auxilia muito para a compreensão da filosofia da época, pois ela influenciou diretamente no pensamento dos filósofos. Com o domínio macedônico, os cidadãos perdem sua autonomia em suas cidades, com isso a reflexão sobre a política também se enfraqueceu. Após a morte de Alexandre, o império macedônico foi se esfacelando, e o pensamento da sociedade mudou. Sócrates, por exemplo, tinha sua filosofia voltada para o outro, sem isola-lo da sociedade. Os filósofos helenistas...

    2980  Palavras | 12  Páginas

  • epicurismo estoicismo

     O que é Epicurismo: Epicurismo é um sistema filosófico, que prega a procura dos prazeres moderados para atingir um estado de tranquilidade e de libertação do medo, com a ausência de sofrimento corporal pelo conhecimento do funcionamento do mundo e da limitação dos desejos. Já quando os desejos são exacerbados podem ser fonte de perturbações constantes, dificultando o encontro da felicidade que é manter asaúde do corpo e a serenidade do espírito. Epicurismo é um sistema da filosofia criado por...

    4780  Palavras | 20  Páginas

  • A felicidade segundo epicurimo e estoicismo

    conquista das monarquias helenísticas foi capaz de afetar, posteriormente, a predominância cultural do helenismo em todo o Mediterrâneo Oriental. Durante o conturbado Período Helenístico, o homem deixou de ser o componente mais importante de uma comunidade restrita para se tornar um simples cidadão de vastos impérios. A perda da importância política individual fez muitos se dedicarem cada vez mais à busca da felicidade pessoal através da religião, da magia ou da Filosofia. As principais escolas...

    1205  Palavras | 5  Páginas

  • Época helenística e cinismo

    compreensível, alguns temas importantes para o estudo da filosofia. Sabemos que antes de tentar entender nosso mundo atual, é necessário estudar a história que nos trouxe até aqui, e para isso, iremos convida-los a conhecer um pouco mais sobre o final de uma grande época que, por seus eventos históricos e suas mudanças políticas, deram início a uma nova era. Estamos falando da Revolução de Alexandre Magno e a passagem para época Helenística, que surgiu após o desmoronamento da Polis grega com a nova...

    4498  Palavras | 18  Páginas

  • Filosofia romana

    respeito à filosofia, inclui a fundação das escolas epicuristas e estóica, bem como a do ceticismo como doutrina definitivamente formulada. Depois do terceiro século de nossa era, não há nada realmente novo na filosofia grega até os neoplatônicos, no século III depois de cristo. Contudo, o mundo romano estava sendo preparado para a vitória do Cristianismo. Deve-se considerar a influência da Grécia e do Oriente sobre a civilização romana: primeiro em relação à arte, à literatura e à filosofia helenística...

    1178  Palavras | 5  Páginas

  • Prova de filosofia geral 31

    01- Em filosofia qual o segnificado da palavra Sofia?   a) Sabedoria b) inteligencia c) amor d) fidelidade e) felicidade 02- A filosofia é entendida como uma ciência universal que procura a razão mais fundamental, ou seja as causas primeiras de todas as coisas. Com relação ao conhecimento e às ciências, em confronto com a filosofia, é correto afirmar que: (a) O mito, tanto na Grécia antiga como atualmente, encerra o sentido da filosofia, que é dar uma explicação...

    1498  Palavras | 6  Páginas

  • A Filosofia Clássica da Grécia ao Helenismo

    - A Filosofia Clássica da Grécia ao Helenismo A Filosofia Clássica da Grécia ao Helenismo - Docente: Dicentes: Ana Paula Aneluce Barros Alexsandra Barreto Flávia Patricia Jéssica Amanda Jéssica Maria Maurício Evângelista Sofistas Na Grécia Antiga, o período présocrático foi dominado, em grande parte, pela investigação da natureza. Segue-se a esse período uma nova fase filosófica, caracterizada, pelo interesse no próprio homem e nas relações políticas do homem...

    1654  Palavras | 7  Páginas

  • resumo de filosofia

    praça publica da cidade, onde se reuniam em assembléias todos os cidadãos. Sofistas: a retórica Os sofistas pertenciam, em geral, à periferia do mundo grego. Eram professores viajantes que, por determinado preço, vendiam ensinamentos práticos de filosofia. Heróis ou vilões? O termo sofista teve originalmente um significado positivo. Entretanto, com o decorrer do tempo ganhou o sentido de “enganador” ou “impostor”, devido, sobretudo, as criticas de Platão. Desde então, considerou-se sofistica, isto...

    1620  Palavras | 7  Páginas

  • Filosofia

    SUMARIO: A Filosofia Helenística.....................................................................................04 O Ceticismo..................................................................................................04 O Estoicismo..............................................................................................05 O Epicurismo.........................................................................................06 O Cinismo.........

    5299  Palavras | 22  Páginas

  • As Correntes Filosoficas Trabalho De Filosofia

    Filosofia Helenística O período Helenístico é resultado da junção de duas culturas, a helênica grega e a cultura ocidental, destacando assim os elementos originais e marcantes, formando o chamado período helenístico controlado por Alexandre Magno o Grande. Na ciência da cultura helenística se destaca Euclides e Arquimedes, que desenvolveram a Geometria que foi utilizada por Euclides nos estudos de Física. Já na Astronomia se destacaram Aristarco e Hiparco no objetivo de medir o diâmetro da terra...

    1767  Palavras | 8  Páginas

  • Glossário - filosofia

    Nome: Luana Lima Guimarães Disciplina: Fundamentos da Filosofia das ciências Curso: Ciências Biológicas – Tarde Professora: Leila Souza Glossário referente à aula 1 Pré-socráticos: foram  os primeiros Filósofos gregos que viveram entre os séculos VII a V a.C. Habitaram a cidade de Atenas antes dos sofistas e nomeadamente antes de Sócrates. Dedicaram-se ao problema de determinar qual era o princípio material de que era constituída a natureza ordem. Foram chamados de naturalistas, pois...

    2187  Palavras | 9  Páginas

  • Filosofia

    1.0 Filosofia Helenística O período conhecido como helenístico  foi um marco entre o domínio da cultura grega e o advento da civilização romana. Os sopros inspiradores da Grécia se disseminaram, nesta época, por toda uma região exterior conquistada por Alexandre Magno, rei da Macedônia. Com suas investidas bélicas ele incorporou ao universo grego o Egito, a Pérsia e parte do território oriental, incluindo a Índia. Neste momento desponta algo novo no cenário mundial, uma cultura de dimensão internacional...

    3866  Palavras | 16  Páginas

  • Filosofia Greco Romana

    Filosofia greco-romana A filosofia greco-romana foi a maneira com que os antigos gregos e romanos sistematizaram, nos últimos cinco séculos antes de Cristo, uma forma de conhecimento, um modo de reflexão ou uma teoria da realidade. Esta filosofia pode ser classificada em dois períodos: o cosmológico e o antropológico clássico. Índice 1 Classificação 1.1 Período Cosmológico 1.2 Período antropológico / clássico 1.3 Decadência 2 O período decadente e o cristianismo ...

    4147  Palavras | 17  Páginas

  • Estoicismo Epicurismo e Ceticismo

     Estoicismo, Epicurismo e Ceticismo Belo Horizonte 2014 Introdução De acordo com a História da Grécia, a época helenística é compreendida desde as conquistas de Alexandre, o Grande (332 a.C.) até a conquista romana do Egito em 30 a.C. O período helenístico  foi um marco entre o domínio da cultura grega e o advento da civilização romana. A cultura da Grécia se disseminou, nesta época, por toda uma região exterior conquistada por Alexandre Magno, rei da Macedônia...

    2062  Palavras | 9  Páginas

  • A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO

    A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO Sofistas Na Grécia antiga, houve predomínio da investigação da natureza, na arché (princípio primordial de todas as coisas). Porém, uma nova fase da filosofia surgiu-se após esse período, caracterizada pelo interesse no homem e na relação política do homem com a sociedade. Os sofistas foram o ponto inicial para tal. Os sofistas nada mais eram do que professores viajantes que cobravam por seus ensinamentos práticos de filosofia. Davam aulas de argumentação...

    2074  Palavras | 9  Páginas

  • A FILOSOFIA HELEN STICA Mod I

    Aluno: Tyago Cesar Azevedo Diniz A FILOSOFIA HELENÍSTICAfilosofia helenística estende-se, em um primeiro momento, da morte de Alexandre (323 a.C.) ao fim da República Romana e à vitória de Augusto na Batalha de Ácio, portanto durante aquilo que historiadores da cultura convencionaram como helenismo. As correntes formadas neste período, todavia, influenciam vastamente a filosofiaposterior, permitindo considerar-se como filosofia helenística muito da filosofia ocidental que se estende até o século...

    2017  Palavras | 9  Páginas

  • Prova de filosofia geral 20

    Anaximandro e Anaxímenes. c. ( ) Heráclito, Anaximandro e Anaxímenes. d. ( ) Anaximandro, Anaxímenes e Xenófanes. e. ( ) Heráclito, Anaximandro e Xenófanes.    02-  Com Parmênides, a filosofia adquire sua verdadeira hierarquia e se constitui de forma rigorosa. Seu pensamento significa, na história da filosofia, um momento de fundamental importância, pois marca o surgimento da: a. ( ) Física. b. ( ) Biologia. c. ( ) Mitologia. d. ( X ) Metafísica. e. ( ) Matemática.   03- Heráclito afirma...

    1333  Palavras | 6  Páginas

  • Filosofias Helenísticas

    interior do ser humano, formulando-se diversos modelos de conduta. No presente trabalho serão conceituadas algumas das tendências do período, destacando-se o epicurismo, o estoicismo e o pirronismo. Epicurismo O epicurismo foi fundado por Epicuro no fim do século IV a.C, daí o nome epicurismo. Ele propunha que o ser humano deve buscar o prazer, pois o prazer é o princípio e o fim de uma vida feliz. Há dois prazeres: o duradouro e o imediato. Os prazeres...

    1013  Palavras | 5  Páginas

  • filosofia

    Filosofia antiga é o período compreendido entre o surgimento da filosofia e a queda do Império Romano. Origem da filosofia A filosofia nasceu de uma necessidade em explicar o mundo com explicações reais, sem buscar explicação no mitológico, no incompreensível; derrubando assim o mito para introduzir uma nova forma de analisar e compreender o mundo e seus fenômenos. O primeiro filósofo foi Tales de Mileto. Originalmente, todas as áreas que hoje denominamos ciências faziam parte da Filosofia:...

    2680  Palavras | 11  Páginas

  • FIlosofias Helenistas

    Centro Educacional FUCAPI Filosofias Helenistas Manaus/AM 2013 Enoc de Oliveira Maia Filho Filosofias Helenistas Trabalho apresentado ao Professor Sebastião neto, Para a obtenção de nota Parcial para o segundo bimestre Manaus/AM 2013 Introdução O período helenístico caracterizou-se pela difusão da civilização grega numa vasta área que se estendia do mar Mediterrâneo oriental à Ásia Central. De modo...

    2840  Palavras | 12  Páginas

  • Introdução a Filosofia

     1. Quais são os argumentos que provam que a filosofia são se originou no oriente? R: A filosofia foi criação do gênio helênico: não derivou aos gregos a partir de estímulos precisos tornados das civilizações orientais; do Oriente, porém, vieram alguns conhecimentos científicos, astronômicos e matemático-geométricos, que os gregos souberam repensar e recriar em dimensão teórica, enquanto os orientais os concebiam em sentido prevalentemente prático. Assim, se os egípcios desenvolveram...

    1880  Palavras | 8  Páginas

  • FILOSOFIA

    Filosofia Antiga: Pensamentos Clássico e Helenístico Democracia ateniense O debate em praça pública Surgimento do período clássico aconteceu por consequência do apogeu político, econômico e cultural das cidades gregas, produzidos entre os séc. VI e IV a. C. a partir da metade do séc. VII a. C, Atenas vivia uma monarquia, mais o poder do rei foi passando para os arcontes, representantes da aristocracia e tiveram seu poder entre o séc. VII e VI a. C. Neste período tiveram algumas reformar...

    3223  Palavras | 13  Páginas

  • filosofia ensino medio

    REDE EDUCACIONAL OIWTECH Aluna: Rosemara de Moura Sá 01/2014 CURSO: EJA – EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS – ENSINO MÉDIO TRABALHO DE FILOSOFIA Modulo I – Tema: A Filosofia Helenística • O Ceticismo • O Cinismo • O Estoicismo • O Epicurismo Modulo II – Tema: o Ilusionismo • Voltaire e Montesquieu • Jacques Rousseau • Jean • Immanuel Kant Modulo II – Tema: O Positivismo • John Stuart Mill • Emile Durkheim • Auguste Comte Fl.: 1 de 125 REDE EDUCACIONAL OIWTECH Aluna:...

    40038  Palavras | 161  Páginas

  • Prova de filosofia geral 31

    01- Coloque V para verdadeira e F para falsa nas afirmativas abaixo referentes ao Senso comum, à Ciência e à Filosofia. ( ) A ciência é uma das formas de conhecimento que o homem produziu no transcurso de sua história, com o intuito de entender e explicar racional e objetivamente o mundo para nele poder intervir. ( ) A palavra "filosofia" na sua estrutura verbal é formada pelas palavras gregas philos e sophia, que significam "amor à sabedoria". Filósofo é o amante da sabedoria. ( ) O senso comum...

    2748  Palavras | 11  Páginas

  • Filosofia antiga

    Pesquisa De Filosofia Sumário Filosofia Antiga Origem da Filosofia............................... Períodos da Filosofia............................. Os Pré Socráticos................................. Socrático.............................................. Pós Socrático....................................... Filosofar................................................ Principais Filósofos...............................           Introdução . Os mitos não mais satisfaziam às perguntas...

    1190  Palavras | 5  Páginas

  • EPICURISMO,ESTOICISMO, Cinismoe Pirronismo

    EPICURISMO Doutrina filosófica fundada por Epicuro em Atenas por volta do ano 307 a. C. eque durou até ao século V d. C., tendo sido retomada no século XVI porGassendi, entre outros. Epicuro nasceu em Samos em 341 e morreu em Atenasem 271 a. C. Nas suas viagens foi formando um grupo de amigos e discípulos,entre os quais propagava as suas doutrinas, sobretudo em Mitilene e Lâmpsaco,fixando-se depois em Atenas. O epicurismo estava sobretudo preocupado com avivência prática - a vida comunitária...

    1506  Palavras | 7  Páginas

  • filosofia

    Pirro, escola Ceticismo: Pirro começou sua carreira como pintor, mas logo se tornou discípulo de Demócrito. Tomou parte na longa expedição de Alexandre, o Grande. Ffundou o ceticismo ou pirronismo, escola filosófica caracterizada pela recusa de toda afirmação dogmática.  Passou o resto de sua vida em Élida, solitário mas envolto pela admiração dos patrícios, que o nomearam chefe dos sacerdotes e, em sua homenagem, tornaram os filósofos isentos de impostos. As ideias de Pirro são conhecidas...

    1000  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia antiga

    FILOSOFIA ANTIGA A Filosofia Antiga nasce entre o surgimento da filosofia e a queda do Império Romano. Durante o século VI a.C. alguns pensadores gregos começaram a indagar sobre a racionalidade do mundo, partindo em busca da compreensão de sua natureza, essa busca tornou-se um processo social, politico e cultural. Assim a filosofia começou a se tornar conhecida pela a interpretação mística ao pensamento racional. Para Pitágoras de Samos (VI a.C),a filosofia significa a busca da sabedoria o...

    1506  Palavras | 7  Páginas

  • Filosofia antiga

    A filosofia antiga se estende do século VI aC até o século VI dC, aproximadamente. Pode ser dividida em quatro períodos: Cosmológico, antropológico, sistemático e helenístico (Cabral, 2006). 1. PERÍODO COSMOLÓGICO Estende-se do século VI aC ao final do século V aC. É marcado pela preocupação dos filósofos da época em descobrir a substância essencial de todos os seres. Esta descoberta deveria dar-se pela racionalidade, e não pelos mitos, que eram a forma comum de explicação para os fenômenos da...

    2596  Palavras | 11  Páginas

  • Filosofia

    vítimas do conhecimento imperfeito, da "opinião", e portanto devem ser dirigidos por homens que se distinguem pelo saber. O pensamento político de Aristóteles: Aristóteles, discípulo de Platão, logo se torna crítico do mestre e elabora uma filosofia original. Enquanto Platão privilegia a matemática, ciência abstrata por excelência, Aristóteles, filho de médico, é influenciado pelo estudo da biologia. Daí seu gosto pela observação e classificação, o que o leva a recolher informações sobre 158...

    2042  Palavras | 9  Páginas

  • Resumo de Estoicismo, Epicurismo, Ceticismo, Tomas de Aquino e Sto Agostinho

    ultima aula 30/03/2015 / (Revisão). O que a FILOSOFIA representava para os gregos? A Filosofia de um modo de vida (coletivo). A realização mais nobre do homem, a realização de refletir, de pensar sobre política. Uma forma de consciência, sobre o que buscar. Realização da FELICIDADE que seria a EUDAIMONIA. Qual o contexto de surgimento das novas filosofias? Um contexto que antes era livre e efervescente de discussões políticas, vê sua moralidade...

    6066  Palavras | 25  Páginas

  • Filosofia Geral e Jurídica na Antiguidade

    Filosofia Geral e Jurídica na Antiguidade    Vitor da Silva Toscano1  1. Introdução     O  presente  trabalho  visa  abordar  a  análise  das  definições  e  evolução  da  filosofia,  em  seu  aspecto geral  e  jurídico,  na  Antiguidade.  Inicia  e  se  desenvolve  a  partir  de  uma  divisão  didática,  expondo  as  principais  visões  dos  grandes  pensadores  de  cada  corrente,  baseando­se  em  uma  extensa  e  respeitada  bibliografia.  Em  uma  análise  paralela  e  inter­relacionada,  busca­se ...

    3775  Palavras | 16  Páginas

  • Questoes filosofia escolas filosoficas

    ça(Uncisal 2012) No contexto da Filosofia Clássica, Platão e Aristóteles possuem lugar de destaque. Suas concepções, que se opõem, mas não se excluem, são amplamente estudadas e debatidas devido à influência que exerceram, e ainda exercem, sobre o pensamento ocidental. Todavia é necessário salientar que o produto dos seus pensamentos se insere em uma longa tradição filosófica que remonta a Parmênides e Heráclito e que influenciou, direta ou indiretamente, entre outros, os racionalistas, empiristas...

    649  Palavras | 3  Páginas

  • FILOSOFIA ANTIGA

    FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DO CABO DE SANTO AGOSTINho FILOSOFIA DO DIREITO/ PROFª Patricia Resumo da FILOSOFIA ANTIGA- Grupo Josué, Aldenice e Luziana A filosofia antiga teve início no século VI a.C. e se estendeu até a decadência do império romano no século V d.C. Pode-se dividi-la em quatro períodos: (1) o período dos pré-socráticos. E Seus Pensadores. Os primeiros filósofos gregos, geralmente chamados de pré-socráticos, dedicaram-se a especulações sobre a constituição e a origem...

    855  Palavras | 4  Páginas

  • filosofia da educação

    A filosofia helenística é marcada pela preocupação com a ética, um estabelecimento de regras do bem viver, dando novas referencias quanto as regras de conduta, apontando um caminho para a busca da felicidade pessoal num contexto multicultural e pluralista. Teve como principais representantes os filósofos Epícteto, Antíoco de Alascon, Cícero e Plotino. ESTOICISMO: A escola estóica foi fundada em Atenas em 300 a.C. por Zenão de Cítio, provável freqüentador da Academia. O termo estoicismo é derivado...

    1789  Palavras | 8  Páginas

  • Filosofia

    dela podemos fazer, ou seja, na afirmação de uma tese qualquer seguida de uma discussão e negação dessa tese, com o objetivo de purificá-la dos erros e equívocos. 05 – A teoria das idéias de Platão é outra tentativa de conciliar o grande debate da filosofia grega entre Parmênides e Heráclito. Você está de acordo com essa afirmação? Justifique. Sim. Na teoria das idéias há um lugar para o ser eterno e imutável de Parmênides: o mundo das idéias, da luz racional, da essência e da realidade pura. Há também...

    2212  Palavras | 9  Páginas

  • Periodos da filosofia

    Campos de investigação da Filosofia Os períodos da Filosofia grega Para examinarmos os conteúdos que a filosofia possuia na Grécia devemos primeiro conhecer os períodos principais da Filosofia grega, pois tais períodos definiram os campos da investigação filosófica na Antiguidade. A história da Grécia costuma ser dividida em quatro períodos: Grécia homérica, correspondente aos 400anos narrados pelo poeta Homero, em seus dois grandes poemas, Ilíada e Odisséia; Grécia arcaica ou dos...

    650  Palavras | 3  Páginas

  • Epicurismo

    ESTUDOS SOCIO-FILOSOFICOS EPICURISMO JABOATÃO OS GUARARAPES / 2012.1 EPICURISMO Epicurismo é um sistema filosófico, que prega a procura dos prazeres moderados para atingir um estado de tranquilidade e de libertação do medo, com a ausência de sofrimento corporal pelo conhecimento do funcionamento do mundo e da limitação dos desejos. Já quando os desejos são exacerbados podem ser fonte de perturbações constantes, dificultando o encontro da felicidade que é manter...

    2764  Palavras | 12  Páginas

  • Filosofia Helenística

    Filosofia Helenística Houve três importantes escolas filosóficas neste período: - Estoicismo: ética naturalista , visão unificada do mundo e lógica formal. Principais filósofos:  Zenão de Cítio, Cleanto, Panécio de Rodes, Sêneca e Epicteto. - Epicurismo: busca da felicidade e da tranquilidade através do conhecimento do mundo (dos desejos, da morte, dos medos e dos deuses) e da moderação dos prazeres. Principal filósofo: Epicuro. - Ceticismo: a dúvida sobre as coisas do mundo é um dos principais...

    868  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia Grega

     INSTITUTO FEDERAL TRABALHO DE FILOSOFIA FILOSOFIA GREGA SUMÁRIO Introdução 4 Período pré-socrático 5 Principais Filósofos Pré-Socráticos 5 Tales de Mileto 5 Anaximandro de Mileto 5 Anaxímenes de Mileto 5 Heraclito de Éfeso 5 Parménides de Eleia 6 Período clássico 6 Sócrates 6 Platão 7 Aristóteles 7 Período helenístico 7 Contexto histórico (Alexandre...

    2484  Palavras | 10  Páginas

  • filosofia antiga e filosofia medieval

    Filosofia Antiga e Filosofia Medieval Resumo: O presente artigo versará sobre a história, os acontecimentos ocorridos durante os períodos compreendidos como filosofia antiga e medieval, expondo os principais filósofos, seus pensamentos e teorias a respeito de questões da época, sobretudo mostrando o desenvolvimento da filosofia durante o decorrer dos anos, e as transformações da filosofia, a necessidade que os filósofos tem de conhecimento, não acreditando mais nós mitos. Palavras-chave: filosofia...

    2812  Palavras | 12  Páginas

  • Filosofia

    continuidade dos valores sociais, unindo pessoas de um mesmo grupo. Embora não apresentando fundamento científico, isso não significa que seja uma tentativa inferior de explicação da realidade. Na Grécia antiga, que nos interessa porque ali nasceu a filosofia ocidental, os mitos também representavam um papel importantíssimo. Os gregos na Antiguidade tinham um número extraordinário de divindades, a quem atribuíam as mais diversas habilidades. Para os gregos, como para muitas outras culturas, os deuses...

    10608  Palavras | 43  Páginas

  • filosofia antiga

    1) O que é Filosofia? (não responda com o significado da palavra) 2) Por que se fala que a Filosofia é uma passagem do mito ao logos? 3) Explique o pensamento central dos pré-socráticos abaixo: a) Tales de Mileto b) Anaximandro de Mileto c) Anaxímenes de Mileto d) Pitágoras de Samos e) Heráclito de Éfeso f) Parmênides de Eléia g) Empédocles de Agrigento h) Demócrito de Abdera 4) O que é um sofisma? 5) O que...

    868  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia da educaçao

    A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais As definições de filosofia elaboradas depois de Platão e Aristóteles separaram a filosofia em duas partes: uma filosofia teórica e uma filosofia prática. Como reflexo da busca por salvação ou redenção pessoal, a filosofia prática foi gradativamente se tornando um sucedâneo da fé religiosa e acabou por ganhar precedência em relação à parte teórica da filosofia. A filosofia passa a ser concebida como uma arte de viver, que forneceria...

    1299  Palavras | 6  Páginas

  • filosofia aplicada ao serviço social

    FILOSOFIA APLICADA AO SERVIÇO SOCIAL Tema01 O Ser Humano PAG 01 Os Animais e o Homem O ser humano: Não é apenas ser biológico. É um ser cultural. Transforma a natureza. Não nasce pronto. Vive em um processo de formação Características do ser humano: Contraditório, instável, dinâmico. No ambiente e na natureza: • O homem constrói a antroposfera. • Morada do ser humano no mundo. • Cosmo humano compartilhado. PAG 02 Cultura Ao falar em cultura, pensamos em: • Desenvolvimento, formação...

    6520  Palavras | 27  Páginas

  • Resumo de Texto Filosofia da Educação

    ciências abstratas como exemplo à matemática, devido à remota prática de sua aplicação. Consistindo num tipo de ciência mais elevado, a filosofia trata do conhecimento das causa primeiras e universais, do abstrato, é a suprema ciência que examina a natureza do real em seu sentido puro e elevado. O Helenismo e suas principais correntes: estoicismo, epicurismo, ceticismo A. Introdução histórica e características gerais O termo “helenismo” (Hellenismus – 1863-43) é derivado da obra do historiador...

    2491  Palavras | 10  Páginas

  • História da Filosofia: algumas ponderações

    meio. Mas aqueles que criticam sem criar, aqueles que se contentam em defender o que se esvaiu sem saber dar-lhe forças para retornar à vida, eles são a chaga da filosofia.1 1 PERÍODO HELENISTA E GRECO-ROMANO 2 Esses dois períodos, o Helenista e o Greco-Romano, somados, constituem o mais longo período da história da filosofia antiga, indo de meados do século IV a.C. até o início do século VIII d.C. Muitas vezes se considera esses mais de onze (11) séculos de história como um único grande...

    11847  Palavras | 48  Páginas

  • ADMN 1 2 Filosofia Aplicada Administra o Aula1 Un1 2e3

    Filosofia Aplicada à Administração Prof. Me. George Wilton Toledo UNISEB Centro Universitário 16/4/2014 Módulo 1.2 Unidades 1, 2 e 3 O que é Filosofia? UNISEB Centro Universitário Organização do curso 1º Encontro O que é filosofia História da Filosofia 2º Encontro Individual e Coletivo 3º Encontro Capitalismo/socialismo 4º Encontro Ética e Responsabilidade Social 3 Organização da aula O que é Filosofia? Filosofia e Administração Origem da Filosofia Filosofia Grega História da Filosofia...

    1165  Palavras | 5  Páginas

  • introdução a filosofia da arte

    Filosofia antiga Contexto historico geral,datas e subdivisoes do periodo Filosofia antiga é o período compreendido entre o surgimento da filosofia e a queda do Império Romano. A filosofia antiga nasceu de uma necessidade em explicar o mundo com explicações reais, O primeiro filósofo foi Tales de Mileto. Originalmente hoje em dia, todas as áreas que hoje denominamos política faziam parte da História: expressão, no mundo geométrico, de um conjunto de saber nascido em decorrência de uma atitude...

    700  Palavras | 3  Páginas

tracking img