Fichamento Apologia Da História Marc Bloch artigos e trabalhos de pesquisa

  • Fichamento Do Livro Apologia A Historia

    CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS LICENCIATURA EM HISTÓRIA RAQUEL DA CONCEIÇÃO GOIS SOUZA FICHAMENTO: APOLOGIA DA HISTÓRIA ou O Ofício de Historiador Fichamento apresentado no curso de História da Faculdade AGES como um dos pré-requisitos para a obtenção da nota parcial da disciplina Teoria e Metodologia da História II no 2º período, sob a orientação do professor Santiago Andrade. Paripiranga Novembro de 2014 REFERÊNCIA: BLOCH, Marc. Apologia da História ou O Ofício de Historiador. Tradução:...

    1666  Palavras | 7  Páginas

  • A História Os Homens e o Tempo

     Fichamento do Capítulo 1 (A História, os Homens e o Tempo) do livro: Apologia da História ou O Ofício de Historiador de Marc Bloch. CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS. Departamento: História. Disciplina: Tutoria II (HIS 1512). Professora: Maria Elisa Mäder. Estudante: Matheus lima Targuêta. 24/09/2013.2 Referência Bibliográfica: MARC, B. A história, os homens e o tempo. In: MARC BLOCH. Apologia da história ou O ofício de historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2001. p. 51-60. Fichamento: ...

    855  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento De Santiago

    LICENCIATURA EM HISTÓRIA RODRIGO DE LIMA SANTOS FICHAMENTO: APOLOGIA DA HISTÓRIA Fichamento apresentado no curso de história da faculdade AGES Como um dos pré-requisitos para obtenção de nota parcial da disciplina teoria e metodologia da história II no 2º período, sob orientação do professor Santiago Andrade. PARIPIRANGA Novembro de 2014 REFERÊNCIA: BLOCH, Marc Leopold Benjamin. APOLOGIA DA HISTÓRIA Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.  RESUMO: Marc Bloch nasceu em 1886, em...

    1327  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamentos de História

    7 jun. 2013   FICHAMENTO - Texto 01 – Apologia da História ou O Ofício do Historiador – Marc Bloch Texto 01 – Apologia da História ou O Ofício do Historiador – Marc Bloch Edição anotada por Etienne Bloch – Prefácio: Jacques Le Goff – Apresentação a edição brasileira: Lilia Moritz Schwarcz Em primeiro lugar, a história não seria mais entendida como uma ciência do passado, uma vez que, segundo Bloch, “passado não é objeto de ciência”. Ao contrario, era no jogo entre a importância do presente...

    3665  Palavras | 15  Páginas

  • Fichamento

    FICHAMENTO DE CONTEÚDO APOLOGIA DA HISTÓRIA, OU, O OFÍCIO DO HISTORIADOR Acadêmico: Rodrigo Kalbusch Professor: Yomara Feitosa Caetano de Oliveira Fagionato História I Fichamento do Livro: Apologia da História, ou, O ofício do historiador Aluno: Rodrigo Kalbusch Curso: Ciências Sociais Professora: Yomara Feitosa Caetano de Oliveira Fagionato Ficha bibliográfica: Apologia da História, ou, O ofício do historiador / March Bloch; prefácio, Jacques Le...

    1379  Palavras | 6  Páginas

  • FICHAMENTO - HISTÓRIA E MEMÓRIA - LE GOFF

     FICHA DE LEITURA Autor – LE GOFF, J Título - História e memória Local – Campinas Ed - Edunicamp Ano – 1990 Palavras-chave Documento Monumento História Memória Fichamento 01 1. A memória coletiva se manifesta em dois tipos de materiais: documentos e monumentos, ambos usadas pela sua forma científica, a história. (Pg 535) 2. O MONUMENTO (Pg 535 e 536): Monuentum – remete à raiz indo-européia men (espírito) ou memini (memória). O verbo momere significa entre outras coisas, ‘fazer recordar’. “O...

    1483  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento o que e historia Vavy Pacheco

    COORDENAÇÃO DE HISTÓRIA CURSO: LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS HISTÓRICOS C/H: 90H BLOCO: I PROFESSORA: JOSEANE SEMESTRE: 2012 / 02 FICHAMENTO MARCUS PIERRE DE CARVALHO BAPTISTA Teresina (PI), novembro de 2012. FICHAMENTO BORGES, Vavy Pacheco. O que é história. 2. ed. rev. São Paulo: Brasiliense, 2007. p. 07 – 70. Vavy Pacheco Borges nos capítulos que trabalhamos de seu livro aborda dois aspectos: primeiramente, A História da História...

    1240  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da historia

    História do Direito e do Pensamento Jurídico Professor: Sandro Alex Simões Aluno: Elder Junior Data: 09/03/2012 Fichamento do Livro : Apologia da História ou O Ofício do Historiador. * Capitulo 1 – A história, os homens e o tempo 1- A escolha do historiador. 2 – A história e os homens 3 – O tempo histórico 4 – O ídolo das origens 5 – Passado e presente *Capitulo 2 – Observação histórica. 1 – Características...

    1324  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento - "A apologia da história ou o ofício de historiador" Marc Bloch

    Ciências Humanas Departamento de História Metodologia da História I – Prof. Dr. José Geraldo Vinci de Moraes Otávio Luís Vidal – vespertino – nº USP: 8981312 Fichamento instrumental ao trabalho final da disciplina Obra: BLOCH, Marc. Apologia da História ou o Ofício de Historiador. PALAVRAS-CHAVE História Metodologia Ciência Objeto “INTRODUÇÃO” 1. O que é história? A busca da conceptualização histórica e sua função científica  Antes de se perguntar como fazer história (método, tema central do livro)...

    797  Palavras | 4  Páginas

  • Capítulo II Apologia da História

     Fichamento Introdução Estudos Históricos: Bloch, Marc. Apologia da História, ou, o ofício do historiador Capítulo II 1. Características gerais da observação histórica O própio historiador não possui a ordem original dos fatos, pois talvez não estivesse no lugar em que ocorreu o fato ou não há nenhuma testemunha. Sendo assim, esforça-se para criar uma possibilidade do que tenha acontecido, dando exemplo do trabalho de um Comandante do Exército em descrever o relato da vitória de sua tropa aos...

    1325  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento Marc Bloch

    Fichamento: Bloch, Marc. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001. Introdução A partir de uma pergunta de seu filho sobre para que serviria a história, Marc Bloch desenvolve seu livro procurando escrever a leigos e a doutos. Inacessível a determinadas bibliografias, cita a maior parte das vezes de memória. Marc Bloch disserta sobre a legitimidade da história, ou seja, a necessidade de se buscar em documentos (de qualquer tipo) uma prova de seu trabalho...

    2915  Palavras | 12  Páginas

  • resenha Apologia da História, Marc Bloch

    O livro Apologia da história ou o oficio de historiador, fora escrito pelo historiador Marc Bloch, este foi escrito enquanto Bloch estava na prisão, por conta de ter sido fuzilado ele não conseguiu concluir sua obra, percebemos isso no capitulo v. Foi seu amigo Lucien Febvre quem resgatou sua obra e publicou após a morte de Bloch. Marc Bloch nasceu em 1886 e morreu em 1944; ele era judeu nascido na França, que participou da segunda guerra mundial. Marc Bloch foi fundador da revista Escola dos Annales...

    854  Palavras | 4  Páginas

  • fichamento : TATSCH, Flavia Galli ; KARNAL, Leandro; . A memória evanescente. In: PINSKY, Carla Bassanezi; LUCA, Tania Regina de. O Historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2012, pp 9 - 26.

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS Departamento de História Disciplina: HST 7101 – Introdução aos Estudos Históricos Professora: Ana Maria Veiga Atividade: Fichamento Florianópolis, dia 17 de Abril de 2014. Páginas 9 10 10 12 13 13 TATSCH, Flavia Galli ; KARNAL, Leandro; . A memória evanescente. In: PINSKY, Carla Bassanezi; LUCA, Tania Regina de. O Historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2012, pp 9 - 26. Flavia...

    1730  Palavras | 7  Páginas

  • metoodologia da história

     História e Historiadores do século XIX (Dosse) - Século XIX – século da historia Profissionalização da pratica/ criação da disciplina Programa de ensino Métodos Vem da ascendência da razão (Kant, Hegel, Marx) Inicia com a Revolução Francesa Busca do telos (direção da humanidade) Jules Michelet – definição das ambições da história; ruptura com as práticas anteriores; casamento da ciência e arte; “passado ultrapassado” (magistra vitae) Renovação da historiografia é necessária Filosofia...

    3249  Palavras | 13  Páginas

  • Resumo Apologia da História de Marc Bloch

    IPIRANGA – UNIDADE NAZARÉ RESUMO APOLOGIA DA HISTÓRIA OU O OFÍCIO DE HISTORIADOR DE MARC BLOCH JOSIELISON FERDINEI DA COSTA RIBEIRO – LHN04 Resumo apresentado como atividade complementar na disciplina Fundamentos Específicos I: Métodos de História, no Curso de Licenciatura Plena em Historia, na Faculdades Integradas Ipiranga. Prof. MSc. Maria Martins. BELEM – PA, 2014 Referências: BLOCH, Marc. Apologia da História ou o Ofício de Historiador, Ref. (p.41 a p.73)...

    1241  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha Apologia da História: ou O Ofício do Historiador- Marc BLOCH

    Análise da obra “Apologia da História: ou O Ofício de Historiador” ALESSANDRA OLIVEIRA DE JESUS Marília – SP Fevereiro de 2014 ALESSANDRA OLIVEIRA DE JESUS Análise da obra “Apologia da História: ou O Ofício de Historiador” Análise da obra de Marc BlochApologia da História: ou O Oficio de Historiador”, devidamente recortado, apresentado à Instituição Unesp – FFC de Marília, como parte da disciplina de Introdução à História do curso de CIÊNCIAS...

    1239  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha do livro apologia da história ou o ofício de historiador, de marc bloch

    A História segundo Marc Bloch Resenha do livro Apologia da História ou O Ofício de Historiador, de Marc Bloch BLOCH, Marc. Apologia da História ou O Ofício de Historiador, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002. Marc Leopold Benjamin Bloch nasceu na França em 1886 e morreu durante a Segunda Grande Guerra, em 1944, nas mãos do regime nazista. Juntamente com Lucien Febvre, Bloch deu início ao estudo da chamada História das Mentalidades ao fundar a Revista dos Annales. Ao estender a...

    2223  Palavras | 9  Páginas

  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO DE MARC BLOCH: APOLOGIA DA HISTÓRIA ou O OFÍCIO DE HISTORIADOR

    RESENHA CRÍTICA DO LIVRO DE MARC BLOCH: APOLOGIA DA HISTÓRIA ou O OFÍCIO DE HISTORIADOR Nome: MARLON CORDEIRO DA FONSECA Curso: HISTÓRIA – PÓLO CANTAGALO Data: 01/05/2011 Disciplina: HISTÓRIA E DOCUMENTO 1 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BLOCH, Marc Leopold Benjamin. Apologia da História ou O Ofício de Historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002. 2 APRESENTAÇÃO DO AUTOR Marc Bloch nasceu em 1886, em Lion, França, numa família judia tradicional, sendo...

    3042  Palavras | 13  Páginas

  • Resenha marc bloch

    A Resposta Complicada Para uma Criança O ator de Apologia da História é Marc Léopold Benjamim Bloch (1886-1944) nascido na França, o autor não pode terminar sua obra, deixando o último e quinto capítulo da obra inacabado. A construção desta obra é algo muito interessante, Marc Bloch foi condenado e escreveu algumas partes de sua obra em um caderno de anotações onde mais tarde foi achado por seu amigo Lucien Febvre que as publicou. Assim o autor não pode terminar sua obra que hoje se tornou o guia...

    582  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha crítica do livro de marc bloch: apologia da história ou o ofício de historiador

    Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro [pic] Universidade Federal Do Estado Do Rio De Janeiro Centro de Ciências Humanas e Sociais – CCH Licenciatura em História - EAD Unirio/Cederj AD2 – Segunda Avaliação à Distância - 2011.1 Disciplina: História e Documento Coordenação: Professora Ana Maria Mauad |Nome: MARLON CORDEIRO DA FONSECA | |Matrícula:...

    3066  Palavras | 13  Páginas

  • RESENHA APOLOGIA DA HISTÓRIA DE MARC BLOCH

    Resumo Bloch foi um homem além do seu tempo que, deixou no fim da sua vida um legado com a revista dos Annales uma nova visão sobre fazer história. Neste livro, Apologia da História ele condensa a sua metodologia de trabalho e o que acredita ser a ideal produção da História. Bloch tem a sensibilidade de enxergar além dos fatos, ele busca a compreensão do homem e as conseqüências do fato histórico,e o que a ampliação desse fato pode ter deixado na vida das pessoas que viveram neste tempo...

    1568  Palavras | 7  Páginas

  • A Razão de Interrogar o passado - Marc Bloch

    Graduação em História (Noturno) – 1ª Fase A RAZÃO DE INTERROGAR O PASSADO Marc Bloch foi um historiador medievalista francês e inaugurou a noção de “história como problema”. Estudou na École Normale, até o ano de 1908, onde teve contato com as obras de Léevy-Bruhl e Émile Durkheim (que foi sua maior inspiração). Após ter lutado da Primeira Guerra Mundial, Bloch volta em novembro de 1914 e começa a escrever suas memórias e usando-se da experiência na guerra, pensa em temas de uma história psicologia...

    753  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha de Apologia da Hist ria Marc Bloch

    Prof. Leandro Pena Catão Primeiro período de História, UEMG-Divinópolis. 11/06/2015 Um ídolo para muitos, um historiador à frente do seu tempo, Marc Leopold Benjamin Bloch foi um escritor francês e co-fundador da Escola de Annales, um ícone da Nova História. Bloch fora fuzilado em 1944 pelos nazistas em meio a uma resistência francesa contra a invasão alemã durante a Segunda Guerra Mundial. Marc Bloch enquanto professor e pesquisador no campo da história, após se deparar com uma interrogação de seu...

    1074  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha apologia da história marc bloch

    a Segunda Guerra Mundial, Marc Bloch escreve seu quarto e último livro (inacabado) : “Apologia da história”. Buscando definir a utilidade da história, este texto discute a complexidade do tempo histórico, as relações entre passado-presente, a construção do discurso e, principalmente, a exigência de uma ética do historiador. A história aparece não como uma ciência que estuda o passado e sim uma ciência que estuda o homem no decorrer do tempo. Marc Léopold Benjamim Bloch (1886-1944) nasceu na França...

    928  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha antropologia da história - marc bloch

    BLOCH, Marc Léopold Benjamin, ‘Apologia da História, ou O Ofício do Historiador’; tradução: André Telles, Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2001. O livro intitulado “Apologia da História ou O Ofício de historiador” foi escrito por Marc Bloch, um francês medievalista, que deixou sua obra prima inacabada por ter sido fuzilado em 16 de Junho de 1944 por Klaus Barbie, um dos mais terríveis oficiais do nazismo. Marc Bloch juntamente com Lucien Febvre são os fundadores da Escola dos Annales...

    1169  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha Marc Bloch - Apologia da História ou O Ofício do Historiador. Apologia da História ou O Ofício do Historiador.

    “A mais difícil de todas as ciências” Marc Bloch (1886 – 1944) é um conceituado historiador francês e um dos fundadores da Escola de Annales, criadora da revista “Annales d’Histoire Économique et Sociale.” Participou ativamente das duas grandes guerras mundiais e morreu na segunda, ao ser capturado pela Gestapo por ser judeu, e assim, foi fuzilado. É considerado o melhor medievalista de todos os tempos e, para alguns, o maior Historiador do século XX por sua renovação ao pensamento histórico,...

    1287  Palavras | 6  Páginas

  • Sinopse Marc Bloch

    Apologia da História, ou o Oficio do Historiador A história, homens e o tempo O livro A apologia da história, ou o ofício do historiador, escrito juntamente com A estranha derrota, por Marc Bloch em 1942, período em que este se encontrava em uma prisão nazista, pouco antes de ser fuzilado, em 16 de junho de 1944. O historiador fazia parte da resistência francesa durante a invasão alemã da 2ª Guerra Mundial, infelizmente essa resistência foi mal sucedida. Marc Léopold Benjamim Bloch, nascido...

    896  Palavras | 4  Páginas

  • BLOCH, Mark. "Apologia da História"

     universidade do estado do rio de janeiro instituto de Filosofia e Ciencias Humanas curso de graduação em História Fichamento: “‘Apologia da história ou o ofício de historiador” marc bloch mellany pessanha valente Matrícula: 2013.1.04293.11 Rio de Janeiro 2013 Fichamento: BLOCH, Marc. Apologia da História ou O Ofício do Historiador. Tradução: André Telles. Rio de Janeiro; Jorge Zahar Ed., 2001. Introdução (p. 41-50) “Eis portanto o historiador chamado a prestar contas. Só se arriscará...

    6464  Palavras | 26  Páginas

  • Apologia da História ou ofício do historiador

    Resenha do livro Apologia da História ou ofício do historiador: A Fidelidade nos Fatos Históricos não Exclui a Possibilidade de uma Crítica Está é uma obra inacabada de Marc Bloch, mesmo estando preso na segunda guerra mundial escreveu o livro Apologia da História, devido à sua morte (por fuzilamento) em 16 de julho de 1944 o livro foi publicado somente no ano de 1949. Marc Bloch foi soldado das duas grandes guerras, mas, sobretudo, era um professor de história e co-fundador da revista dos Annales...

    1009  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da História

    LICENCIATURA – HISTÓRIA ADRYELLE DELANE SANTOS TEORIA DA HISTÓRIA I ARAPIRACA – AL FEVEREIRO 2014 Apologia da história ou o oficio do historiado Marc Bloch BLOCH, Marc. Apologia da História: ou o oficio do Historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 2001. Pg: 41 – 82. Apologia da história ou o oficio do historiador foi escrito por Marc Bloch, historiador...

    1045  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da história ou o ofício do historiador

    Apologia da História ou o Ofício do Historiador [Capítulo 1: A História, os homens e o tempo] Marc Bloch. Apologia da História ou o oficio do Historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001. [Capítulo 1: A História, os Homens e o Tempo; p. 51-68] Biografia Filho de um professor de história antiga, Gustave Bloch, estudou na École Normale, na Fundação Dosne-Thiers em Paris, em Berlim e em Leipzig. Participou da Primeira Guerra Mundial na arma de infantaria, tendo sido ferido e vindo a receber...

    772  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento apologia da história- marc bloch

    bibliográfica: BLOCH, Marc Leopold Benjamin. Apologia da História ou O ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001 Resumo: Neste primeiro capítulo, Marc Bloch parte do princípio de que o homem é o sujeito da sua história e de que a história não pode ser apenas atrelada a fatos, aos relatos, às datas. Bloch discute um novo método para os historiadores, através da interdisciplinaridade entre as ciências, da crítica e da problematização. A história é construída...

    799  Palavras | 4  Páginas

  • APOLOGIA DA HISTÓRIA

     APOLOGIA DA HISTÓRIA. Ciência & História sob o olhar de Marc Bloch As bases teóricas dessa análise fundamentam-se principalmente na obra Apologia da História de Marc Bloch, que inicia seus argumentos ressaltando a importância da memória na cultura ocidental. Por exemplo, no século XIX nossa civilização inicia um processo de “glorificação do seu passado” em um esforço contínuo para se fazer parecer um resultado natural, uma continuidade das civilizações greco-romanas. Segundo o autor percebemos...

    1020  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo: livro aplogia da história - marc bloch

    ESTUDO DA HISTÓRIA Resumo do livro: Apologia da História. Marc Bloch Rio de Janeiro, 2010. Resumo: BOCH, Marc. Apologia da História: ou oficio de historiador. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002. Nosso objeto de análise será ao mesmo tempo nossa ferramenta de trabalho, a História. Ela é um termo antigo usado para descrever fatos que aconteceram no passado. Existem muitas discussões sobre de que modo será contada uma história e, até mesmo, que fato é considerado história. Segundo...

    1778  Palavras | 8  Páginas

  • Apologia da história ou o ofício de historiador resumos

    capítulo III, Bloch desenvolve uma “tentativa de uma lógica do método crítico”, para que a História pudesse compor o rol das ciências, deixando claro que a História é, realmente, uma ciência e que faz parte do ofício do historiador trabalhar nesse sentido. http://www.jmonline.com.br/novo/?noticias,22,ARTICULISTAS,32450 Em um terceiro momento, no capítulo III, nomeado como A crítica, Bloch nos relata como usar o método, ele insiste nisso, pois para ele essa é uma forma de tentar fazer a História ser reconhecida...

    1212  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da História

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS – UNEAL Curso: História Disciplina: Teoria II Professor: José Carlos Pessoa Resenha: Apologia da História ou o Ofício de Historiador Edro Tenório1 A revista dos Annales, fundada em 1929, veio a ser uma grande influência e causadora de grandes modificações no que tange aos estudos da História e da historiografia. Suas abordagens revolucionaram o estudo da História, transformações como a relação do historiador com o seu objeto de estudo...

    1224  Palavras | 5  Páginas

  • MARC BLOCH E A HISTÓRIA COMO CIÊNCIA DINÂMICA

    O francês Marc Léopold Benjamim Bloch, considerado por muitos como o maior medievalista do século XX, escreveu sua última obra, objeto desta resenha, em cativeiro. Por ser judeu, Bloch foi perseguido pelos alemães desde a ocupação nazista de Paris. A partir de 1941, o autor iniciou a registrar em seus cadernos suas últimas ideias, as quais, após reunidas e organizadas por Lucien Febvre, deram origem a Apologia da História. Em 1944, fazendo parte da Resistência Francesa, Bloch foi capturado e executado...

    838  Palavras | 4  Páginas

  • História

    414486-6 Data: 20/10/2009 Curso: História Prof.: André Disciplina: Historiografia Fichamento: Referência Bibliográfica: CHESNEAUX, Jean.A história como relação ativa com o passado. In: . Devemos fazer tábula rasa do passado? Sobre a história e os historiadores.São Paulo: Ática, 1995. Cap. 1, pp. 21–27. O autor fala sobre a função do historiador, a finalidade da história e de outras disciplinas. Fala sobre a existência de ironias da história, dos seus atos que a fazem serem...

    1402  Palavras | 6  Páginas

  • Apologia da Historia ou Oficio de Historiador

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - CAMPUS SERTÃO Introdução ao Estudo da História Sheyla Farias Silva Danielle Lopes dos Santos1 Apologia da História ou O Ofício de Historiador BLOCH, Marc. Apologia da História, ou O ofício do historiador. Prefácio, Jacques Le Goff; apresentação à edição brasileira, Lilia Moritz Schwarcz; Tradução, André Telles. - Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 2002. O historiador francês, Marc Léopold Benjamim Bloch, nasceu em Lion no dia 06 de julho de 1886, e morreu fuzilado pelos...

    1206  Palavras | 5  Páginas

  • “A História, os homens e o tempo”: análise da obra de Marc Bloch e sua contribuição para a Escola dos Annales

    antiquário, só teria olhos para as coisas velhas. Mas, sou um historiador, é por isso que amo a vida”. Marc Bloch A revista dos Annales foi fundada no ano de 1929 por Marc Bloch e Lucian Febvre. Suas abordagens revolucionaram o estudo da História. Uma delas foi a nova maneira de encarar a relação do historiador com seu objeto, acompanhada pela tentativa de construção de uma história total, através da utilização de abordagens e metodologias vindas de outras ciências sociais, daí sua preocupação...

    1195  Palavras | 5  Páginas

  • Marc Bloch o oficio de historiador

    Resenha do livro Apologia da História ou O Ofício de Historiador, de Marc Bloch BLOCH Marc. Título: Apologia da História ou o Ofício de Historiador; tradução: André Telles; Apresentação à edição brasileira: Lilia Moritz Schwarcz; Edição Anotada por Etienne Bloch- Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 2001. Marc Leopold Benjamin Bloch foi um grande historiador francês que juntamente com Lucien Febvre fundou em 1929 a revista Annales. Na Segunda Guerra Mundial Bloch sendo judeu militou-se junto...

    1160  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da História

    Apologia da História ou O Ofício de Historiador (título original, publicado por Lucien Febvre em 1949, Apologie de l´histoire ou Métier d´historien), é publicação póstuma dohistoriador Marc Bloch, co-fundador da revista Annales em 1929. Esta obra incompleta, redigida durante sua participação na Resistência Francesa na rede Franc-Tireur em Lyon, foi interrompida pelo fuzilamento do autor em 1944 nesta mesma cidade, pelo oficial Klaus Barbie. Nesta obra, Marc Bloch expõe elementos de metodologia de...

    1272  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha apologia da história

    FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - FMU Curso : História Disciplina : Historiografia Professor : André Aluno : Felipe RA : 577.5265 Resenha : Apologia da história BLOCH, Marc Leopold Benjamin, Apologia da História, ou, O oficio de historiador. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 2001 Apologia da História é um livro escrito por Marc Bloch, um dos célebres fundadores da Escola dos Annales, e o livro em questão traz as idéias principais desse novo...

    613  Palavras | 3  Páginas

  • March Bloch

     História e Arqueologia Fontes e Metedologias da História Professora Fátima Nunes Hitória, o quê? Como? Para que? Aluno nº: 30715 Nome: Sofia Graça Resumo: Neste trabalho apresento acima de tudo do que se trata a história, o seu propósito e como deve ser estudado pela visão do historiador Marc Bloch. Tentando ao máximo interiorizar as ideias do autor. Palavras chave: História, Fontes, historiografia. Abstract: In this work we present...

    1733  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha apologia da história

    OBRA: APOLOGIA DA HISTÓRIA OU O OFÍCIO DE HISTORIADOR De Marc Bloch 01 de DEZEMBRO de 2010 CURSO: HISTÓRIA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS HISTÓRICOS PROFESSORA: TALITA VELOSO ALUNO: EDSON MUNIZ FERREIRA A RESENHA A presente resenha é um trabalho acadêmico da disciplina de INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS HISTÓRICOS, no curso de Licenciatura em História da Universidade Estácio de Sá, ministrada pela professora TALITA VELOSO. A OBRA Bloch, Marc Leopold Benjamin. Apologia da história...

    1034  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo de marc bloch - apologia da história ou ofício de historiador

    Apologia da História ou O Ofício de Historiador Marc Bloch A história nem sempre foi considerada uma peça totalmente importante no quebra cabeças do mundo. Apenas no início do século XIX que houve uma merecida valorização a esse campo de estudos, formalizando-a como matéria. Foi nessa época em que a história se aproximou da ciência para ser financiada, para começar a ter uma base firme como alicerce. Historiadores agora financiados começam a resgatar histórias e contar as que aconteciam ao seu...

    1874  Palavras | 8  Páginas

  • Resenha da Obra Apologia da Historia ou o Oficio de Historiador

    Resenha da Obra Apologia da História ou o Ofício de Historiador Indagações moveram a humanidade ao longo de sua existência, através delas nós seres humanos fomos adiante, na busca muitas vezes de transformar nosso modo de vida. Foi uma indagação em especial, que fez com que o renomado historiador medievalista, Marc Bloch anos mais tarde, iniciasse uma de suas obras mais renomadas Apologia da História ou o ofício do Historiador. Durante a infância, seu filho Étienne, lhe perguntou para que servia...

    2851  Palavras | 12  Páginas

  • História

    UNIVERSIDADE DE UBERABA PRÓ-REITORIA DE ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Licenciatura em HISTÓRIA Orientações para Trabalhos Acadêmicos ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS ACADÊMICOS Configurações de Página   Papel: branco A4 (digitação na cor preta, exceto ilustrações) Margens: -  Alinhamento: -  Justificado Fonte: -  Superior e esquerda: 3 cm Inferior e direita: 2 cm Times New Roman ou Arial Tamanho da Fonte: - 14 para títulos 12 para corpo...

    1906  Palavras | 8  Páginas

  • apologia da historia

    SERTÃO Apologia da História Marc Bloch Bloch,Marc Leopoldo Benjamin,1886-1944 Apologia da historia,ou,oficio do historiador/Marc Bloch;prefacio,Jacques Le goff;apresentação á edição brasileira,Lilia Moritz Schwarcz;tradução,André Talles.-Rio de Janeiro:Jorge Zahar Ed.,2001. O livro é um manual para quem pretende ser um historiador dedicado e também enfatiza a como a disciplina deve ser vista do ponto de vista critico. No inicio do prefacio, um menino pergunta para que serve a história,então o...

    1588  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha do Livro Apologia da História ou o Ofício de Historiador

    Resenha do Livro Apologia da História ou o Ofício de Historiador. Bloch, Marc Leopold Benjamin. Apologia da História ou o Ofício de Historiador. Tradução: André Telles. 1º Edição. Rio de Janeiro. Zahar. 2001. O Livro Apologia da História ou o Ofício do Historiador tem como tema, e objetivo, a resposta para uma pergunta: “Papai, então me explica para que serve a história?”. A partir desse questionamento vindo de uma criança para seu pai historiador que Marc Bloch inicia sua tentativa de tentar explicar...

    917  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do capítulo “a observação histórica” do livro apologia da história

    UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE HISTÓRIA VESPERTINO DISCIPLINA 000000: TEORIA E METODOLOGIA DA HISTÓRIA Resenha do capítulo “A observação histórica” do livro Apologia da História escrito por Marc Bloch. Matheus Monteiro Feitosa Resenha do capítulo “A observação histórica” do livro Apologia da História escrito por Marc Bloch. 1) Apresente o autor compondo uma breve biografia intelectual assim...

    1129  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da história

    RESENHA APOLOGIA DA HISTÓRIA O primeiro capítulo do livro: A história, os homens e o tempo, já resume no título a intenção de Marc Bloch, representar o homem quanto sujeito da sua história. Buscando não mais uma História feixada apenas aos fatos, às datas e aos relatos. Ele a partir de então procurava uma história que conseguisse compreender as relações sociais que se deram através dos fatos, suas problematizações e seu contextos históricos. Indicando dessa maneira que o seu objeto não era o passado...

    6593  Palavras | 27  Páginas

  • resenha do livro apologia da história

    História, Ciência ou Arte? Marc Léopold Benjamim Bloch (1886/1944) foi um historiador francês que participou ativamente da Primeira Guerra Mundial, dedicando-se logo em seguida a Universidade de Estrasburgo, onde criou a Revista dos Annales, que devido a sua grande repercussão acabou fundando a Escola dos Annales, onde Bloch é cofundador. No contexto do livro, o ano é 1944, em meio a Segunda Guerra Mundial, e o cenário é a uma prisão na França onde Bloch aguarda inconformado...

    713  Palavras | 3  Páginas

  • Influências sociológicas em os reis taumaturgos, de marc bloch

    Departamento de História/ DEHIS Seminário de Teoria da História II/ Avaliação final. Prof. Dra. Helena Mollo Beatriz Pinheiro de Campos Obra lida: BLOCH, Marc. Os reis taumaturgos: o caráter do poder régio, França e Inglaterra.Tradução Júlia Mainardi. São Paulo: Companhia das Letras, 1993. Questão: Como, em Os reis taumaturgos, Marc Bloch propõe uma nova maneira de pensar e fazer a história em relação ao século XIX? Para fazer uma análise da obra de Marc Bloch...

    1448  Palavras | 6  Páginas

  • apologia da historia

    Cunha Texto: Apologia da Historia; ou o oficio de historiador Autor: Ricardo Casarotto (2011005978) Apologia da Historia; ou o oficio de historiador Marc Bloch Judeu nascido na França, Marc Bloch lutou nas duas grandes guerras e foi fuzilado durante a resistência francesa contra invasão alemã na segunda guerra mundial. Escreveu sua obra “Apologia da Historia; ou o oficio de...

    1046  Palavras | 5  Páginas

  • Apologia da história

    Marc Bloch Apologia da História ou O Ofício de Historiador Edição anotada por Étienne Bloch Prefácio: Jacques Le Goff Apresentação à edição brasileira: Lilia Moritz Schwarcz Tradução: André Telles Jorge Zahar Editor Rio de Janeiro http://groups.google.com/group/digitalsource Título original: Apologie pour l'histoire, ou Métier d'historien Tradução autorizada da edição francesa publicada em 1997 por Armand Colin, de Paris, França Copyright © 1993,1997, Armand Colin Copyright da...

    63582  Palavras | 255  Páginas

  • Marc Bloch - apologia da historia -biografia e resumo do cap.1

    Biografia de Marc Bloch: Nasceu no dia 6 de julho de 1886 em Lyon, França. Estudou na École Normale até 1908, onde teve contato com as obras de Lévy Buhl e de Émile Durkheim que foi sua maior influência. Em 1909 ingressa na Fundação Thiers estudando história medieval, tem seu primeiro estudo publicado sobre a Ilê de France em 1913. Participa em 1912 da primeira Guerra Mundial, da qual retorna ferido e doente, tendo passado para a retaguarda, aproveita o período de repouso para escrever suas memórias...

    988  Palavras | 4  Páginas

  • Apologia da história ou o ofício do historiador

    respostas são baseadas nos textos Marc BlochApologia da História. 1. “Ciência dos homens”, dissemos. É ainda vago demais. É preciso acrescentar: “dos homens, no tempo”. O historiador não pensa apenas no ‘humano’. (BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002. p. 55.) Defina o conceito de história para Marc Bloch. Marc Bloch foi um renomado historiador francês, judeu, e considerado o maior estudioso da história da idade média (sociedade feudal)...

    1241  Palavras | 5  Páginas

  • apologia da historia

    DE HISTÓRIA Disciplina: Metodologia da História I – 1º Semestre DIURNO (2007) Professor Dr: José Geraldo Vinci de Moraes RESENHA Autor: BLOCH, MARC. Título: ‘Apologia da História, ou o Ofício do Historiador’; tradução: André Telles, Jorge Zahar Editor, Rio de Janeiro, 2002. Aluno: Márcio Amêndola de Oliveira UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – FFLCH – CURSO Apologia da História...

    3869  Palavras | 16  Páginas

  • "Síntese de A história, os homens e o tempo" ("Apologia da História ou o Ofício do Historiador"), Marc Bloch.

    CAPÍTULO DE: APOLOGIA DA HISTÓRIA OU O OFÍCIO DE HISTORIADOR Síntese: A História, os homens e o tempo. O autor Marc Léopold Benjamim Bloch foi um conhecido historiador francês, por ser co-fundador da Escola dos Annales, onde iniciou os estudos acerca da História das Mentalidades (ramo da historiografia que foca nos modos de pensar e de sentir dos indivíduos de uma mesma época), problematizando os seus acontecimentos, não se detendo apenas aos fatos. Seu último livro Apologia da História ou O Ofício...

    1440  Palavras | 6  Páginas

tracking img