• O mistério do chupa cabras
    Escolhemos esse livro, pois ele apresenta uma crítica política e social ao que acontecia e ainda acontece na política brasileira: em meio a gritantes escândalos políticos, surgem boatos e assuntos chamativos que acabam por desviar a atenção do povo dos acontecimentos de fato relevantes...
    1185 Palavras 5 Páginas
  • portugues
    Disciplina de Português: Módulo 11 Testes dramático “ Luís Sttau Monteiro Janeiro 2013 Felizmente Luar de Luís Sttau Monteiro A caracterização do movimento literário neo-realismo, em Portugal O movimento literário...
    727 Palavras 3 Páginas
  • Paralelismo histórico
    ideias; -tentativas de implementar o liberalismo. Condenação do General Gomes Freire de Andrade. Escrita em 1961, em plena ditadura salazarista, a obra Felizmente Luar! é uma peça através da qual Sttau Monteiro denuncia a situação de miséria e obscurantismo do povo português, assim como o...
    269 Palavras 2 Páginas
  • Felizmente há luar
    "( Felizmente Luar! – Luís de Sttau Monteiro ( (Escrita em 1961, a peça foi representada pela primeira vez, em Paris, em 1969. Só chegaria aos palcos portugueses em 1978, no Teatro Nacional, encenada pelo próprio autor. (Felizmente Luar! é um drama narrativo, épico, inspirado na teoria...
    2699 Palavras 11 Páginas
  • Felizmente há luar
    Revisões para teste Felizmente Luar! 1- Simbologia do título Para D. Miguel, o luar permitirá que o clarão da fogueira atemorize todos os que querem lutar pela liberdade, confirmando assim o efeito dissuasor e exemplar das execuções perante aqueles que ousassem desafiar a autoridade dos...
    1765 Palavras 8 Páginas
  • Brecht
     que eu nunca pensaria. - Não é assim que se deve fazer. - Que coisaextraordinária, quase inacreditável. - Isto tem de acabar. - O sofrimento deste homem comove-me, porque seriaremediável. - Isto é que é arte! Nada ali é evidente. - Rio de quem chora e choro com os que riem." Em Felizmente  Luar...
    3539 Palavras 15 Páginas
  • Nao tem
    criticamente). BRECHT ("Estudos Sobre o Teatro"): propõe um afastamento entre o actor e a personagem e entre o espectador e a história narrada, para que se possam fazer juízos de valor. Em "FELIZMENTE LUAR!", as personagens, o espaço e o tempo são trabalhados para que a "distanciação se concretize...
    526 Palavras 3 Páginas
  • Pois
    ; • regime absolutista e tirânico • classes sociais fortemente hierarquizadas; • classes dominantes com medo de perder privilégios; • povo oprimido e resignado; • a "miséria, o medo e a ignorância"; • obscurantismo, mas "felizmente luar"; • luta contra a opressão...
    2161 Palavras 9 Páginas
  • Felizmente há luar!
      Linguagem A linguagem, em “Felizmente Luar!” é muito simples para que o leitor/espectador perceba para que foi concebida a obra. Identifica-se nos monólogos e nos diálogos entre os interlocutores, várias marcas do discurso oral, o recurso a diferentes registos de língua, o uso de...
    1841 Palavras 8 Páginas
  • felizmente ha luar
    Felizmente luar Introdução Este trabalho foi feito no âmbito da disciplina de Português, cujo o tema é uma obra literária, drama narrativo de carácter épico, publicada em 1961 pelo dramaturgo Luís de Sttau Monteiro. Esta obra passa-se em 1961, época marcada pelo conflito entre o regime...
    1337 Palavras 6 Páginas
  • Resumos portugues
    uma posição. ← Exprime a revolta contra o poder despótico e mostra o direito e o dever da mulher e do homem de transformarem a sociedade. ← A obra Felizmente Luar é entendida como uma alegoria politica. Sttau Monteiro remete o leitor/espectador para os problemas sociais e políticos...
    7889 Palavras 32 Páginas
  • Portugues 12ºano
    e mostra o direito e o dever da mulher e dohomem de transformarem a sociedade. Resumo para o Exame Nacional 12º ano – Português Pagina 7 → A obra Felizmente Luar é entendida como uma alegoria politica. Sttau Monteiroremete o leitor/espectador para os problemas sociais e políticos de Portugal...
    7740 Palavras 31 Páginas
  • Resumo português 12º
    homem de transformarem a sociedade. ← A obra Felizmente Luar é entendida como uma alegoria politica. Sttau Monteiro remete o leitor/espectador para os problemas sociais e políticos de Portugal não apenas no início do século XIX e durante o regime ditatorial do século XX, mas para todos os...
    7904 Palavras 32 Páginas
  • Português
    despótico e mostra o direito e o dever da mulher e do homem de transformarem a sociedade. A obra Felizmente Luar é entendida como uma alegoria politica. Sttau Monteiro remete o leitor/espectador para os problemas sociais e políticos de Portugal não apenas no início do século XIX e durante o...
    8660 Palavras 35 Páginas
  • Matéria de português 12
    despótico e mostra o direito e o dever da mulher e do homem de transformarem a sociedade. A obra Felizmente Luar é entendida como uma alegoria politica. Sttau Monteiro remete o leitor/espectador para os problemas sociais e políticos de Portugal não apenas no início do século XIX e durante o...
    8660 Palavras 35 Páginas
  • Português 12º Ano
    ocultista Felizmente Luar! (Luís Sttau Monteiro) Drama narrativo em dois atos de carácter social dentro dos princípios do teatro épico, na linha Brecht Visa levar o espetador/leitor a tomar uma perspetiva crítica da sociedade e passar a praticar o dever que tem como homem/mulher de...
    2781 Palavras 12 Páginas
  • Felizmente Há Luar
    A influência do teatro de Brecht em felizmente Luar! No teatro clássico, pretende-se despertar as emoções, levando o espectador a identificar-se com as personagens. No teatro épico de Brecht, defende-se a ”distanciação” a fim de levar o espectador a pensar e a desenvolver o espírito crítico...
    535 Palavras 3 Páginas
  • As personagens em memorial do convento
    herói, na medida em que foi à custa do seu sacrifício, e muitas vezes da própria morte, que se tornou possível a edificação do megalómano convento. Saramago (tal como Luís de Sttau Monteiro fez em Felizmente Luar!, se bem que em situações politicas diferentes) sentiu a necessidade de repensar os...
    2419 Palavras 10 Páginas
  • Felizmente há Luar
    FELIZMENTE LUAR “A evocação das personagens do passado é pretexto (ou a máscara imposta pela censura) para falar do presente, não porque a história se repete mas para dela tirar exemplo” Luiz Francisco Rebello Sttau Monteiro e obra •“Ela foi-me visitar ao Aljube e levou-me umas...
    733 Palavras 3 Páginas
  • Felizmente há Luar! e Liberdade- comentário a citação de Friedrich Nietzsche
    ideias revolucionárias e identificar e punir quem é abertamente contra o regime, isto está presente em várias cenas da obra "Felizmente luar!" em que a policia é utilizada para dispersar e intimidar o povo mas também para permitir o contacto de um delator, Vicente, com os governadores do reino...
    823 Palavras 4 Páginas