• elementos estruturais
    • São barras curvas, em que os esforços solicitantes predominantes são forças normais de compressão, agindo simultaneamente ou não, com momentos fletores. 1.3 Estruturas de superfície • São definidas a partir de sua superfície média e lei de variação da sua espessura. Destacam-se as placas...
    616 Palavras 3 Páginas
  • Mecanica
    americano) 44 Tabela – VII (cantoneiras de abas iguais) 45 Resistência a torção 46 Tabela – VIII (momento de inércia polar e módulo de resistência) 49 Eixos sujeitos à momentos compostos 51 Cálculos de molas helicoidais 55 Tabela X – Módulo de elasticidade à cisalhamento ...
    15088 Palavras 61 Páginas
  • Engenheiro civil
    pré-alongamento......................................................................................................... 21 2.2.8 Resistência da seção ao momento fletor ...................................................................................... 22 2.2.8.1 Exemplo 2 - Verificação de uma viga protendida...
    11577 Palavras 47 Páginas
  • nbr 6118
    definição enfatizar o esforço normal como predominante, no dimensionamento de pilares deverão ser considerados efeitos de flexão (M, V), sobretudo momentos fletores, que podem ter diversas origens e que, em geral, poderão ser tratados como excentricidade “e” da força normal de compressão na seção transversal...
    6676 Palavras 27 Páginas
  • Eixos chavetas e acoplamentos tolerância
    único fator de complicação para integração da equação da linha elástica é que, em função dos ressaltos, o momento de inércia também varia ao longo do comprimento do eixo . Se os cargas e momentos variarem ao longo do tempo, devemos utilizar os maiores valores para calcular as deflexões. Para a Torção:...
    2989 Palavras 12 Páginas
  • resistencia dos materiais
    15 P crít E Ι Le v π × E×I ν × L2e 2 Pcrit = = carga crítica admissível, kg; = módulo de elasticidade do material, kg/cm2; = momento de inércia da seção, cm4; = comprimento efetivo de flambagem, cm; e = coeficiente de segurança, admensional. Onde: b) A tensão à compressão atuante...
    10491 Palavras 42 Páginas
  • Calculo de Pilares
    canto, extremidade e intermediário segundo a NBR – 6118/03 EXERCÍCIO 01 PILAR P10 (Intermediário) Considerações: Compressão Centrada Método de Cálculo Rigidez k e Momento mínimo Dados para o dimensionamento - Concreto C20 e aço...
    2872 Palavras 12 Páginas
  • Elemento de maquina
    tensões flutuantes. Associe fórmulas com as linhas de Gerber e Soderberg. Mostre os termos das fórmulas no gráfico com os dados da haste e garfo do exercício 10 abaixo. O mancal da roda da ponte acima construindo com aço ASTM-A-36, material com ruptura 410 MPa e escoamento a 250 MPa operando com tensões...
    683 Palavras 3 Páginas
  • mecanica
    Posição da Caixaria do Pedal 60 1.60. Altura e Comprimento do Triciclo 61 1.61. Largura do Triciclo 63 1.62. Momento Fletor - Vista Lateral 64 1.63. Reação De Apoio - Vista Frontal 67 1.64. Momento Torçor da Barra Frontal 70 1.65. Reação de Carga na Barra Lateral 71 Informações Técnicas 74 Material...
    9595 Palavras 39 Páginas
  • Lajes
    quando a relação entre vãos compreendida entre: OPÇÃO 1 (λ) estiver 0,5 ≤ λ ≤ 2 I.6 - CONDIÇÕES DE APOIO DAS LAJES APOIO SIMPLES (não há momento) ENGASTE PERFEITO (não há rotação) 7 UFES - UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO ESTRUTURAS DE CONCRETO II - Capítulo I – Lajes Retangulares ...
    6039 Palavras 25 Páginas
  • Esticador
    para a máxima tensão de cisalhamento. [pic] - Flexão em Z: [pic] Considerando que A está na linha neutra este momento não contribui para o valor de tensão. - Flexão em Y: [pic] [pic] - Torção em X: [pic] ...
    2623 Palavras 11 Páginas
  • Cálculo Lajes maciças
    Lajes em cruz (ou calculadas nas duas direções) Quando a relação entre o vão maior e o vão menor é inferior ou igual a 2. Nesses casos, os momentos fletores nas duas direções são importantes e devem ser calculados. Para cada um deles, deve-se realizar o dimensionamento e dispor as armaduras nas direções ...
    3632 Palavras 15 Páginas
  • Aplicacao de calculo na engenharia civil
    Construção Civil Estruturas Cálculo Diferencial e Integral Não utiliza (*) 1.Cálculo de reações de apoio e esforços solicitantes (normal, cortante e momento fletor) em peças submetidas a diversos tipos de esforços 2. Dimensionamento de peças de estruturas metálicas submetidas a vários tipos de esforços 1.Cálculo...
    2691 Palavras 11 Páginas
  • Projetos mecanicos
    Deformação, Critérios de Falha por Carregamento Estático, Fadiga, Projeto de Eixos e Chavetas Sistemas Mecânicos 2o Sem/2002 1. Introdução A exercício da engenharia é uma arte, capaz de recompensar seu artista, o engenheiro, e beneficiar os seres cujas necessidades serão atendidas pelas soluções...
    8385 Palavras 34 Páginas
  • Resistencia dos materiais
    esfor¸o normal . . . . . . . . . . . . . . . . . ca c 3.1.1 Exerc´ ıcios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2 Solicita¸˜o por momento torsor . . . . . . . . . . . . . . . . ca 3.2.1 Introdu¸ao . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . c˜ 3.2.2 An´lise de Tens˜es e deforma¸oes...
    40194 Palavras 161 Páginas
  • Resistência dos materiais
    esfor¸o normal . . . . . . . . . . . . . . . . . ca c 3.1.1 Exerc´ ıcios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2 Solicita¸˜o por momento torsor . . . . . . . . . . . . . . . . ca 3.2.1 Introdu¸ao . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . c˜ 3.2.2 An´lise de Tens˜es e deforma¸oes...
    32253 Palavras 130 Páginas
  • Estrutura de Concreto Armado
    que, de alguma forma, nos auxiliaram na realização deste trabalho. Hélder Azevedo Sampaio Agradeço a Deus por se fazer presente em todos os momentos da minha vida, e sempre ter me dado força e sabedoria para lidar com situações e desafios encontrados no caminho. A minha mãe, Lia, pela dedicação...
    11541 Palavras 47 Páginas
  • Engenharia estruturas de madeira
    estabilidade da peça. Quando ocorrer excentricidade efetiva entre o centro geométrico da seção transversal e o ponto de aplicação da carga axial, o momento fletor resultante deste efeito será considerado como um efeito principal, gerando uma situação de flexocompressão. Contudo, mesmo que este caso não aconteça...
    3255 Palavras 14 Páginas
  • Mecânica Tecnica
    esfor¸o normal . . . . . . . . . . . . . . . . . ca c 3.1.1 Exerc´ ıcios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2 Solicita¸˜o por momento torsor . . . . . . . . . . . . . . . . ca 3.2.1 Introdu¸ao . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . c˜ 3.2.2 An´lise de Tens˜es e deforma¸oes...
    32253 Palavras 130 Páginas
  • Engenharia
    ser tão barulhentas quanto aquelas, devido ao engrenamento mais gradual e progressivo dos dentes. O dente inclinado também cria forças axiais e momentos fletores, os quais não estão presentes em se tratando de dentes retos. O ângulo de hélice ( é o mesmo em cada engrenagem; no entanto, uma engrenagem deve...
    1098 Palavras 5 Páginas