Exercicio Resolvido De Reaçao De Apoio De Uma Viga Engast artigos e trabalhos de pesquisa

  • Revisao De Estatica Rea Es De Apoio

    eixo. Por exemplo, considere a viga da Figura 1 que possui uma largura constante e está sujeita a um carregamento de pressão que varia apenas ao longo do eixo x. Figura 1 Figura 2 Figura 3 Esse carregamento pode ser descrito pela função p p x N m2 . Ele contém somente uma variável x e, por isso, também podemos representá-lo como um carregamento distribuído coplanar. Para isso, p x b N m (Figura 2). O multiplicamos a função de carregamento pela largura b da viga, tal que w x próximo passo é substituir...

    1599  Palavras | 7  Páginas

  • 2 Vigas Continuas Equa O Dos Tres Momentos 1

    Teoria das estruturas PROFESSOR: JORGE ELIÉCER CAMPUZANO CARMONA Semestre 1 de 2015 Vigas continuas - Equ. dos 3 momentos - 1 Teoria das estruturas Vigas continuas: Designamos por viga continua a estrutura constituída de n apoios, sendo n≥3. Portanto a viga continua possui no mínimo dois vãos. Um dos apoios é fixo (articulação ou engastamento) e os outros apoios simples. O processo geral dos esforços para resolução de estruturas hiperestáticas se baseia na transformação desta em uma estrutura...

    850  Palavras | 4  Páginas

  • Exercicios Resolvidos Estruturas hiperestáticas

    ......... 9 Estrutura Externamente Hiperestática e Internamente Hiperestática .... 10 Estrutura Hipostática ........................................................................... 12 Exemplos resolvidos ............................................................................ 13 Exercícios Propostos ............................................................................ 15 Estruturas de Comportamento Linear ....................................................... 17 Linearidade Física...

    10421  Palavras | 42  Páginas

  • questões isostatica-viga geber

    ISOTÁTICAS PARTE 06 – VIGAS GERBER Prof. Mark Anderson mark@uninovafapi.edu.br Teresina, JANEIRO de 2015 1 - Conceito   Associação de vigas com estabilidade própria com outras apoiadas sobre as primeiras, que dão estabilidade ao conjunto. São obtidas a partir de uma viga continua, pela introdução de articulações de modo a torná-la isostática. 1 - Conceito VIGA CONTINUA A B C D E F 1 - Conceito VIGA COM DUAS ARTICULAÇÕES ARTICULAÇÕES A B C D E F 1 - Conceito VIGA COM DUAS ARTICULAÇÕES...

    1339  Palavras | 6  Páginas

  • exercicio sobre esteticas

    UNIDADE CENTRO Exercícios sobre Estática 1a. série 2011 1) Quais as condições necessárias e suficientes para que: a) Uma partícula permaneça em equilíbrio estático? b) Um corpo extenso permaneça em equilíbrio estático? 2) A figura abaixo representa uma alavanca constituída por uma barra homogênea e uniforme, de comprimento 3m, sobre um ponto de apoio fixo sobre o solo. Sob a ação de um contrapeso P igual...

    767  Palavras | 4  Páginas

  • Lista de Exercícios Resistência dos Materiais

    os princípios dessa matéria. Desenvolvim e nto histórico. A origem da resistência dos materiais (ou mecânica dos materiais) remonta ao início do século XVII, quando Galileu realizou experimentos para estudar os efeitos de cargas sobre hastes e vigas feitas de diferentes materiais. Entretanto, para a compreensão adequada desses efeitos, foi necessário fazer descrições experimentais precisas das propriedades mecânicas dos vários materiais. Os métodos utilizados passaram por uma notável melhoria...

    2525  Palavras | 11  Páginas

  • Vigas - materiais especificacao

    EXERCÍCIO RESOLVIDO Prof. Marco Pádua Exercício: Calcular o consumo de materiais considerando uma concretagem em conjunto com uma alvenaria de blocos de concreto. VIG AA ÉR EA LAJE = 0.10 VIGA = 5.40 PAREDE DE BLOCOS DE CONCRETO h = 2.40 m VIG AB AL DR AM E PILAR = 4.00 VIGA = 5.40 0 .2 0 0.30 0 0 .9 0 SAPATA 0.90 0.30 VIGA 80 20 SAPATA (gaiola) 4 X 10 mm 20 17 6 VIGAS 2 x 10 mm 20 6 30 25 17 20 PILARES Estribo 4,2...

    976  Palavras | 4  Páginas

  • Exercicios lista05 hiperestaticas

    Exercícios Ex. 4-5 A barra de aço mostrada na figura ao lado tem um diâmetro de 5 mm. Ela é rigidamente fixada à parede A e, antes de ser carregada, há uma folga de 1 mm entre a parede B’ e a extremidade da barra. Determine as reações em A e B’ para uma força axial P=20 kN aplicada à barras conforme indicado. Despreze as dimensões do colar. Faça Eaço = 200 GPa. 4.42 A coluna de concreto é reforçada com quatro barras de aço, cada uma com diâmetro de 18 mm. Determinar a tensão média do concreto e do...

    674  Palavras | 3  Páginas

  • VIGAS

    Estruturas VIGAS 1 INTRODUÇÃO A viga é um dos elementos estruturais mais utilizados em pontes, passarelas, edifícios principalmente pela facilidade de construção. Qual a diferença entre a viga e a barra de treliça? Uma viga pode ser exemplificada por meio de uma barra horizontal que, apoiada em seus extremos e submetida a forças transversais, tem seu eixo deformado verticalmente, ou seja, a configuração geométrica de seu eixo se modifica. A forma de carregamento da viga faz com que ela...

    2090  Palavras | 9  Páginas

  • Tensão de flexão em vigas

    Edifícios Disciplina: Construções em Concreto Armado TENSÕES DE FLEXÃO EM VIGAS 2011.1 ÍNDICE 1 OBJETIVO 2 2 DEFINIÇÃO 2 3 TENSAO 3 3.1 3.2 3 4 Exemplo de Tensão de Flexão em uma Viga Diagrama de Tensões Resultantes 4 LINHA NEUTRA (LN) 5 5 LEI DE NAVIER 5.1 Analise das distâncias 5 5 6 TENSÃO DE FLEXÃO 6.1 Tensões de flexão no meio de uma viga – Momento Fletor 6.2 Exemplo – Determinação das tensões de flexão 6.3 Verificação...

    4596  Palavras | 19  Páginas

  • Pesquisa

    Prof. Osvaldo Nakao Texto de apoio às aulas presenciais compilação de exercícios resolvidos Elaborado pelos acadêmicos Rodrigo Suzuki Okada João Paulo P. L. Sâmara - Junho 2006 – PEF 2308 – Compilação de Exercícios Resolvidos 2 Índice 1. Definições 2. Apoios no plano 2.1. Engastamento 2.2. Articulação Fixa 2.3. Articulação Móvel 3. Exercícios Resolvidos 3.1. Viga em balanço 3.2. Viga Simplesmente Apoiada 3.3. Vigas inclinadas 3.4. Vigas poligonais 3.5. Estruturas Espaciais ...

    3472  Palavras | 14  Páginas

  • Lista Exercicios Resist Ncia 02 Nota

     Lista de Exercícios Curso: Engenharia de Produção Período: 5º Disciplina: Resistência dos Materiais Professor (a): Carlos Bernardo Gouvêa Pereira Ano: 2014 1° Semestre 1º Bimestre Valor: 2,0 Acadêmico (A) Nota: 1) O guindaste na Figura 1.6a é composto pela viga AB e roldanas acopladas, além do cabo e o motor. Determine as cargas internas resultantes que agem na seção transversal em C se o motor estiver levantando a carga W de 2.000 N ( = 200 kg) com velocidade constante. Despreze...

    1089  Palavras | 5  Páginas

  • Mecanica Geral Apoios

    Aula  05  –  Reações  de  Apoio     em  Vigas  e  Estruturas   Prof.  Wanderson  S.  Paris,  M.Eng.   prof@cronosquality.com.br   Prof.  Wanderson  S.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.com.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   4+(1'5$)6+*+5'7(+07$, #,$)9: ;/0<=)>43=)?#+@)!*#$/*0)>+/$7*$)A=)B0*/+C#'( "#$%&'()*')!"#+,-./+0)*$)!(121+3$) Equações  de  Equilíbrio   Sistema  Bidimensional   +(1'5$)6+*+5'7(+07$, !" " " ! ! ! ...

    912  Palavras | 4  Páginas

  • eds

    23/05/2015 UNIP ­ Universidade Paulista : DisciplinaOnline ­ Sistemas de conteúdo online para Alunos.  Os alunos deverão resolver os 40 exercícios deste módulo. Exercício 1: As  barras  de  aço  passivo  destinadas  ao  concreto  armado  que  estão  disponíveis  no mercado  brasileiro  são  padronizadas  pela  NBR  7480  e  suas  bitolas  (diâmetros equivalentes) variam de 5 mm a 40 mm. Na construção de obras de grande porte, como as grandes barragens, por exemplo, é comum o uso de barras com a bitola máxima...

    4721  Palavras | 19  Páginas

  • Estruturas Metálicas - Exercícios

    ilumina em todos momentos. À minha família, pelo amor, carinho e apoio em meu caminho. Ao prof. Dr. José Jairo de Sales, pela oportunidade de me integrar ao Programa de Aperfeiçoamento do Ensino (PAE). Aos amigos e colegas Davi, Emerson, Jesús, Pedro e Rafael por disponibilizarem seus exercícios desenvolvidos na disciplina SET 5860 e se prontificarem para eventuais esclarecimentos. Em especial ao Davi e Rafael pelo incentivo e apoio em meus primeiros passos no MathCad. Aos meus amigos que me...

    54419  Palavras | 218  Páginas

  • resistencias dos materiais

    Unidades ...................................................................................................... 15 2.10. Exercícios Resolvidos ................................................................................ 16 2.11. Exercícios Propostos.................................................................................. 24 3. TIPOS DE ESTRUTURAS, APOIOS E CARREGAMENTOS .............................. 26 3.1. Estruturas Hipostáticas ...........................................

    6289  Palavras | 26  Páginas

  • MECANICA GERAL

    ou a mesma tendência para causar rotação na mesma direção. Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Exercício resolvido 01 Determine o momento da força aplicada em A de 40N relativamente ao ponto B. C A P Í T U L O 3 Solução: Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Solução: C A P Í T U L O 3 Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Exercício resolvido 02 Uma força vertical de 100 N é aplicada na extremidade de uma alavanca que está fixa em O C A ...

    1397  Palavras | 6  Páginas

  • mecanica geral

    ou a mesma tendência para causar rotação na mesma direção. Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Exercício resolvido 01 Determine o momento da força aplicada em A de 40N relativamente ao ponto B. C A P Í T U L O 3 Solução: Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Solução: C A P Í T U L O 3 Forças no Plano sobre um Corpo Rígido Exercício resolvido 02 Uma força vertical de 100 N é aplicada na extremidade de uma alavanca que está fixa em O C A ...

    1290  Palavras | 6  Páginas

  • Equilíbrio de um corpo rígido

    slide 3 Reações de apoio Vamos analisar os vários tipos de reações que ocorrem em apoios e pontos de contato entre corpos sujeitos a sistemas de forças coplanares. Como regra geral: Se um apoio impede a translação de um corpo em uma determinada direção, então, uma força é desenvolvida no corpo nessa direção. Se a rotação também é impedida, um momento de binário é exercido sobre o corpo. Por exemplo, vamos considerar três formas na qual um membro horizontal, como uma viga, é apoiado na sua extremidade...

    1971  Palavras | 8  Páginas

  • Resistencia dos Materiais

    suas limitações, não eximindo, portanto, o aluno da necessidade do estudo dos livros indicados na Bibliografia abaixo, os quais, enfaticamente recomendamos. 2ª. Para simplificar a apresentação das figuras optamos por mostrar os corpos (barras, vigas, etc.) em projeção, ou em corte, em vez de representá-los em perspectiva. Isto foi adotado sempre que as forças aplicadas ao corpo estão contidas no seu plano de simetria ou coincidente com seu eixo, e desde que não haja prejuízo de seu entendimento...

    16934  Palavras | 68  Páginas

  • 1

     Transformação de unidades. Vínculos Tipos de vínculos ­ apoios de uma estrutura. Casos mais comuns: apoio simples fixo, apoio simples móvel e engaste. Esforços ativos e reativos (reações de http://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 1/13 20/03/2015 online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo apoio). Equações Fundamentais da Estática Equações de equilíbrio das estruturas. Classificação das estruturas segundo seu equilíbrio. Estudo das reações de apoio: Cálculo de reações de apoio em estruturas isostáticas: reações verticais...

    3173  Palavras | 13  Páginas

  • Resistencia e estabilidade

    Análise de Momento Fletor e Força Cortante em Vigas 2.2. Representação Gráfica 2.3. Vínculos das Estruturas 2.3.1. Vínculo Simples ou Móvel 2.3.2. Vínculo Duplo ou Fixo 2.3.3. Engastamento 2.4. Estruturas 2.4.1. Estruturas Hipoestáticas 2.4.2. Estruturas Isoestáticas 2.4.3. Estruturas Hiperestáticas 2.5. Tipos de Vigas 2.6. Momento Fletor 2.6.1. Exercícios Resolvidos 2.7. Diagrama de Momento Fletor (DMF) 2.8. Esforço Cortante 2.8.1. Exercícios Resolvidos 2.9. Diagrama de Esforço Cortante (DEC) 2.10...

    11998  Palavras | 48  Páginas

  • Esforcos Axiais Exercicios

    CAPÍTULO 2. ESFORÇOS AXIAIS - TRAÇÃO E COMPRESSÃO PUCPR Mecânica dos Sólidos 2.7 EXERCÍCIOS 2.7.1. Uma barra prismática, com seção retangular 25 mm x 50 mm e comprimento de 3,60 m, está sujeita a uma força axial de tração igual a 100 kN. O alongamento da barra é de 1,2 mm. Calcular a tensão de tração e a deformação específica da barra. 2.7.2. Um fio longo está pendurado verticalmente e sujeito à ação do seu peso próprio. Calcular o máximo comprimento que poderá ter sem causar rompimento, caso...

    2740  Palavras | 11  Páginas

  • Apresentação

    APRESENTAÇÃO TEÓRICA 1 Resolução de Vigas Contínuas pela Equação dos 3 Momentos 1 Apresentação teórica 1.1 Modelo do problema O modelo do problema a ser resolvido é, a princípio, o mostrado na figura 1, isto é, uma viga hiperestática dita contínua, de eixo retilíneo e horizontal, constituída de dois ou mais vãos de comprimentos quaisquer, cada um deles podendo ter sua própria seção transversal (constante na extensão do vão), e com todos os apoios capazes de oferecer reação vertical. Os carregamentos devem...

    2463  Palavras | 10  Páginas

  • DIAGRAMA DE CARREGAMENTOS EM ESTRUTURA COMPOSTA POR PÓRTICOS ISOSTÁTICOS PARA APOIO DE PÁTIO SUSPENSO DE DEPÓSITO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

    DIAGRAMA DE CARREGAMENTOS EM ESTRUTURA COMPOSTA POR PÓRTICOS ISOSTÁTICOS PARA APOIO DE PÁTIO SUSPENSO DE DEPÓSITO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Belo Horizonte 2014 Arthur Geovanne Tavares Couto, Letícia Carolina Silva, Monique Luiza Santos Munyra Teixeira da Silva e Pedro Lucas Ferreira Mendes Escobar Senra CONSTRUÇÃO Iº Projeto Aplicado em...

    4972  Palavras | 20  Páginas

  • mecanica

    3.2. Principio da Transmissibilidade 30 3.3. Sistema Equivalente 31 3.4. Equilíbrio de Corpos Rígidos no Plano 3 3.4.1. Apoios para Corpos Rígidos 3 4. Estruturas Isostáticas Simples e Planas 37 4.1. Treliças 37 4.1.1. Aplicações das Treliças 37 4.1.2. Premissas do Projeto de uma Treliça 38 4.1.3. Métodos de Análise 38 5. Cargas Distribuídas Sobre Vigas 43 5.1. Centróides de Superfícies Planas 43 5.1.1. Centro de Gravidade e Centro de Massa 43 5.1.2. Centróides de Superfícies...

    7044  Palavras | 29  Páginas

  • lista de exercicios

    UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ – DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS I – 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS – 2010 TURMA: 2º M Prof. Msc.: GILVAN CORREARD 1) Quais são as unidades básicas do sistema internacional? R.: As unidades básicas são: metro (m), quilograma (kg) e segundo (s). 2) Como é obtida a unidade de força no sistema internacional? Como é denominada esta unidade? R.: a) A unidade força é obtida pela força que imprime a aceleração de 1 [m/s²] à massa de 1 [kg]...

    3279  Palavras | 14  Páginas

  • Apostila de mecânica geral

    ......30 3.3. Sistema Equivalente.............................................................................................31 3.4. Equilíbrio de Corpos Rígidos no Plano ..............................................................33 3.4.1. Apoios para Corpos Rígidos .................................................................................. 33 4. Estruturas Isostáticas Simples e Planas ...............................................................37 4.1. Treliças ..................

    9633  Palavras | 39  Páginas

  • isostatica

    INTRODUÇÃO Isostática é a parte da Mecânica das Estruturas que estuda os sistemas determinados, isto é, aqueles cujo grau de liberdade é nulo. Tais sistemas têm o número de vínculos estritamente necessário para mantê-los em equilíbrio e são resolvidos com a utilização das equações da Estática resultantes das condições de equilíbrio. 1.2 – CONCEITOS BÁSICOS 1.2.1 – Definições: Uma estrutura pode ser: - de configuração fixa: Construção civil, Construção mecânica. - de configuração variável...

    2500  Palavras | 10  Páginas

  • execícios resolvidos

    06 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ------------------------------------------------------------------------------------------ 06 EXERCÍCIOS PROPOSTOS------------------------------------------------------------------------------------------- 10 CAPÍTULO 2- MOVIMENTO RETILÍNEO ------------------------------------------------------------------- 12 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ------------------------------------------------------------------------------------------ 12 EXERCÍCIOS PROPOST...

    33350  Palavras | 134  Páginas

  • PROJETO DE ESTRUTURA DE LAJES E VIGAS PARA UMA RESIDENCIA

     DE  JANEIRO  –  RJ   2014  –  1º  SEMESTRE   PLATAFORMA DE CARGA ESTRUTURA BÁSICA PARA O PROJETO – Estrutura básica pa os proje a ara etos: Vigas te erciárias Chapas de piso o Vigas s secundár rias a Guarda corpo Rampa de acesso e da ca arga Pilares Vigas p principais Sapatas de agem ancora 1 PROJETO DE UMA PLATAFORMA DE CARGA Dados: Largura da Plataforma: 5,80 m Comprimento da Plataforma: 8,80 m Altura da Plataforma:...

    2724  Palavras | 11  Páginas

  • Materiais

    aulas de Resistência dos Materiais 2013-1 Motivação No curso de Arquitetura, Resistência dos Materiais faz parte do elenco de disciplinas tecnológicas, que é antecedida por Ciências Aplicadas e que precede Sistemas Estruturais. Este texto de apoio tem a intenção de facilitar o acompanhamento dos tópicos tratados nas aulas presenciais. As fontes de consulta estão citadas e registradas com [ ]. Como estratégias foram adotadas, às vezes, abordagens distintas para que o entendimento dos conceitos...

    10821  Palavras | 44  Páginas

  • Resistencia dos Materiais - Exercicios

    LISTADE EXERCÍCIOS 1. EXERCÍCOS DE ESTÁTICA OBJETIVOS: Exercitar os cálculos das solicitações externas em estruturas mecânicas em equilíbrio. Passo fundamental para solucionar os problemas isostáticos de resistência de materiais. Nestes exercícios primeiro deve ser identificado o sistema de interesse, depois isolar o sistema substituindo os apoios pelas forças de reação correspondentes, fazendo o diagrama de corpo livre (DCL). Posteriormente usando as equações de equilíbrio de forças e momentos...

    1372  Palavras | 6  Páginas

  • resolução meriam Livro Mecanica Estatica James Meriam

    da habil idade de representar um trabalho de uma maneira clara, lógica e precisa. A Mecânica é um excelente campo para desenvolver estes hábitos de pensamento lógico e de comunicação efetiva. O presente .livro contém um grande número de problemas resolvidos com soluções detalhadas, incluindo ob~ervações úteis que destacam erros e distrações comuns, a fim de q ue possam ser evitados. Além disso, oferece uma grande seleção de 'problemas simples i ntrodutórios e uma seleção de problemas de dificuldade...

    130362  Palavras | 522  Páginas

  • EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINARIAS E FLEXÃO DE VIGAS

    EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINARIAS E FLEXÃO DE VIGAS AMANDA TONIATO MULLULO 1 INTRODUÇÃO As ferramentas matemáticas são percebidas nos diversos ramos das exatas, porém podemos destacar sua importância na engenharia. Neste estudo será apresentada a aplicação das equações diferenciais na análise estrutural, com o foco direcionado para flexão de vigas, que são elementos projetos para resistir cargas que estarão atuando ao longo de sua extensão. 2 EQUAÇÕES DIFERENCIAIS Toda equação que contem ao...

    1690  Palavras | 7  Páginas

  • Esfor os solicitantes em vigas

    Esforços solicitantes em vigas Objetivo: Mostrar como utilizar o método das seções para determinar as forças internas de um elemento. Generalizar esse procedimento pela formulação de equações, para encontrar o esforço interno máximo da estrutura. 1 Equilíbrio em duas dimensões O principal objetivo de entender como as forças atuam em uma estrutura, seja num movimento de translação ou rotação, é garantir que todas as estruturas de engenharia estejam em equilíbrio. As condições necessárias e suficientes...

    1091  Palavras | 5  Páginas

  • Vigas Biapoiadas

    Viga Biapoiada Consiste de uma viga apoiada em dois apoios articulados, sendo um fixo e o outro móvel. No sistema de vigas biapoiadas com vínculos de 1ª e 2ª ordens, os esforços de flexão produzidos pelas cargas verticais sobre a viga são absorvidos apenas por ela. Os esforços devidos a uma força horizontal aplicada no topo do pilar são absorvidos apenas por ele; esses esforços são transmitidos integralmente para as fundações, e assim por diante. Sistema de vigas biapoiadas Tratando-se...

    531  Palavras | 3  Páginas

  • Textos

    ao corpo em estudo. 34 Exemplo (resolvido em sala de aula) A figura mostra uma viga de aço prismática e homogênea de massa igual a 100kg e que suporta um carregamento concentrado com direção vertical, sentido de cima para baixo, com intensidade de 1200N e aplicado a 2m da extremidade A da viga. A viga é engastada pela extremidade A. Determine o diagrama de corpo livre da viga e os esforços reativos externos na extremidade A. 35 Exemplo (resolvido em sala de aula) O dispositivo de fixação...

    3090  Palavras | 13  Páginas

  • Estatistica

    ............................60 10. CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES NA TRAÇÃO........................................62 11. TABELAS......................................................................................................71 12. RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS ...............................................................95 13. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA..................................................................98 3 Apresentação Esta primeira parte da apostila de Elementos de Máquinas irá...

    5800  Palavras | 24  Páginas

  • Vigas gerber

    Teórico-Experimental da aplicação das VIGAS GERBER na construção civil | Tainnan Lavra Bastos Estudo Teórico-Experimental da aplicação das VIGAS GERBER na construção civil Paper apresentado à disciplina Estática das Construções do Curso de Engenharia Civil da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco para obtenção da 2ª Avaliação, referente ao 2º Bimestre, ministrada pelo Prof. Dr. Iêdo Alves de Souza. Estudo Teórico-Experimental da aplicação das VIGAS GERBER na construção civil Tainnan...

    877  Palavras | 4  Páginas

  • Vigas

    VIGAS Quando dispomos de um elemento estrutural projetado para suportar diversas cargas em sua extensão, este elemento recebe o nome de viga. Estas vigas são normalmente sujeitas a cargas dispostas verticalmente, o que resultará em esforços de cisalhamento e flexão. Quando cargas não verticais são aplicadas a estrutura, surgirão  forças axiais, o que tornará mais complexa a análise estrutural. Vigas normalmente são barras retas e prismáticas, o que ocasiona maior resistência ao cisalhamento e...

    1523  Palavras | 7  Páginas

  • vIgas isostaticas

    Cálculo Diferencial e Integral no Estudo de Vigas Isostáticas Sobral - Ce – 2012 2 SUMÁRIO CONTEÚDO PÁGINA INTRODUÇÃO 03 CONVENÇÃO DE SINAIS ADOTADA 04 UNIDADES ADOTADAS 04 VIGA BIAPOIADA COM CARGA UNIFORMEMENTE DISTRIBUIDA 04 VIGA BIAPOIADA CONCENTRADA CARGA 07 VIGA COM UM ENGASTE E CARGA CONCENTRADA NA EXTREMIDADE 09 COM 3 VIGA COM UM ENGASTE E CARGA UNIFORMEMENTE DISTRIBUÍDA 10 VIGA COM UM ENGASTE E CARGA TRIANGULAR 12 ...

    3107  Palavras | 13  Páginas

  • LISTA

    Mecânica Aplicada Fevereiro de 2015 Exercícios Propostos Forças Coplanares 1. Determine o módulo e o ângulo que as forças planares abaixo formam com o eixo x: √ (a) F⃗ = −⃗i + ⃗j R: F = 2, θ = 135◦ √ (b) F⃗ = 3⃗i + ⃗j R: F = 2, θ = 30◦ √ (c) F⃗ = 2⃗i − 2 3⃗j R: F = 4, θ = 300◦ (d) F⃗ = −4⃗i − 4⃗j R: F = 4, θ = 225◦ 2. Escreva as forças abaixo em função dos vetores unitários ⃗i e ⃗j . Figura 1: Exercício 2. Figura 2: Exercício 3. 3. O sistema mecânico da gura 2 está em...

    1133  Palavras | 5  Páginas

  • Apostila ECV5645

    .... 5 1.1.3. Vínculos (ou apoios) .................................................................................................................. 6 1.2. Equações de equilíbrio estático ........................................................................................................ 7 1.2.1. Condições de equilíbrio ............................................................................................................. 8 1.3. Exercícios - Reações de apoio .............................

    12728  Palavras | 51  Páginas

  • Tipos de carregamento e determinaçoes de resultantes, reações de apoio

    xxxxxxxxx xxxxxx TIPOS DE CARREGAMENTO E DETERMINAÇÃO DE RESULTANTES, REAÇÕES DE APOIO. LUZIÂNIA- 06/07/2014 xxxxxxx TIPOS DE CARREGAMENTO E DETERMINAÇÃO DE RESULTANTES, REAÇÕES DE APOIO. Trabalho de conclusão de curso apresentado à disciplina de Estrutura I, como requisito parcial para obtenção de nota, da IFG. ...

    1957  Palavras | 8  Páginas

  • Exercicios resolvidos

    Exercício resolvido 01: Determine o módulo da força resultante e sua direção medida no sentido horário a partir do eixo x positivo. [pic] [pic] [pic] [pic] [pic] Mecânica Geral 7 Solução: sen10 120sen sen10 120sen kNF F Exercício resolvido 02: Determine os módulos das componentes da força de 600 N nas direções das barras AC e AB da treliça abaixo. [pic] [pic] [pic] Mecânica Geral 8 Solução: Por lei dos senos FCA = 820 N e FAB = 735 N Exercício resolvido 03: ...

    626  Palavras | 3  Páginas

  • Isostatica MaterialSlides Parte 01

    estrutura. Esse comportamento pode ser expresso por diversos parâmetros, tais como pelos campos de tensões, deformações e deslocamentos na estrutura. Objetivo de análise estrutural:   a determinação de esforços internos e externos (cargas e reações de apoio), e a determinação das correspondentes tensões, bem como a determinação dos deslocamentos e correspondentes deformações da estrutura que está sendo projetada. Processo de Análise Estrutural  A análise estrutural moderna trabalha com quatro níveis...

    6254  Palavras | 26  Páginas

  • Mecânica dos Sólidos -exercícios resolvidos

    positivo): (270) = (521,6)(4,2) – (0,41)(FB)(3) = 0 FB = 1561,5 4 - Um trator de 9.450 N é usado para erguer 4.050 N de cascalho. G é o ponto de aplicação da força peso do trator. Determine a reação em cada uma das duas (a) rodas traseiras A e (b) rodas dianteiras B. SOLUÇÃO Para encontrar as forças de reação nas rodas traseiras e dianteiras, aplicam-se as equações de equilíbrio no DCL do trator: ∑M = 0 ∑F = 0 A y No equacionamento, FA e FB representam as reações das rodas traseiras...

    1329  Palavras | 6  Páginas

  • Nota De Aula Teoria Das Estruturas I 2015 1

    PROFESSOR FERNANDO PEROBA 1. REVISÃO – CÁLCULO DAS REAÇÕES DE APOIO Determinar as reações de apoio para as estruturas a seguir. 01) 02) 03) 04) 05) Achar os esforços internos nas seções C, D, E, F e G das estruturas a seguir. 06) Página2 07) GABARITO 06) 07) Página3 2. RESUMO – ESFORÇOS INTERNOS EM VIGAS BIAPOIADAS A tabela a seguir contém de forma resumida e didática os principais casos de carregamento aplicados em vigas isostáticas biappoiadas. Carga Uniformemente distribuída Características...

    8864  Palavras | 36  Páginas

  • Estatica

    ESTRUTURAS ISOSTÁTICAS pg 1.0 - APOIOS, LIGAÇÕES E TRANSMISSÕES 1 Tipos de Apoios Ligações e Transmissões Apoios do 1 Gênero Apoios do 2 Gênero Apoios do 3 Gênero 2.0 - SISTEMAS DE CARGAS Cargas Concentradas Cargas distribuídas Cargas Momento Carregamento qualquer 1 1 1 1 2 2 2 2 3 3.0 - AS CONDIÇÕES DE EQUILÍBRIO DA ESTÁTICA 4 4.0 - ESTRUTURAS ISOSTÁTICAS 4.1 4.2 4.3 Reações de apoio Exercícios resolvidos Exercícios propostos 4 6 6 12 5.1 5...

    23226  Palavras | 93  Páginas

  • Dimensionamento de lajes e vigas

    transferidas pelas lajes às vigas do pavimento (Método das Charneiras Plásticas) e obtenção dos esforços de duas vigas contínuas pelo método das forças. 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: 2.1 As estruturas e seus elementos. Segundo Sussekind (1979), as estruturas se compõem de uma ou mais peças, ligadas entre si e ao meio exterior de modo a formar um conjunto estável, isto é, capaz de receber solicitações externas, absorvê-las internamente e transmiti-las até seus apoios, onde estas solicitações...

    2849  Palavras | 12  Páginas

  • exercicio resolvido em sala resolvido

    química e voltam nos dois últimos tempos pra fazer a prova com mais calma. Vcs decidem. 3 KN/M . 2m = 6kN 32 KN 3 KN/M . 2m = 6kN 3 KN/M RAX 1m 1m 1m 1m RBY = 20KN RAY = 24 KN Para X = 3 e Y= 2 temos Primeiro fazemos os cálculos das reações nos Apoios A e B. ∑ 𝑋 = 0 PORTANTO RAX = 0 ∑ 𝑌 = 0 PORTANTO RAY – 32 KN – 6kN + RBY -6KN = 0 RAY + RBY = 44KN ∑ 𝑀 = 0 PORTANTO M NO PONTO A => MA = 0, assim - 32KN . 1m – 6 KN . 3m + RBY. 4 m – 6KN . 5m = 0 4m RBY = 32KNm+18KNm+30KNm => RBY = 80KNm/4m...

    791  Palavras | 4  Páginas

  • Estruturas, Vigas e Pilares

    Centro Universitário UNA de Belo Horizonte Campos Linha Verde Engenharia Mecânica Disciplina: Introdução à Engenharia Professor: Estruturas,Vigas e Pilares Belo Horizonte, 21/06/2013 Sumário 1. Introdução ............................................................................................................3 2. Estruturas .............................................................................................................3 3. Lajes .....................................

    2771  Palavras | 12  Páginas

  • Cabos e Arcos

    DE UM ARCO COM CARGA CONCENTRADA 14 3.1.1 REAÇÕES DE APOIO 14 3.1.2 DETERMINAÇÃO DOS ESFORÇOS INTERNOS SOLICITANTES: 14 3.2 ANÁLISE DE UM ARCO COM CARGA DISTRIBUÍDA 18 3.2.1 REAÇÕES DE APOIO 18 3.2.2 DETERMINAÇÃO DOS ESFORÇOS INTERNOS SOLICITANTES 18 3.3 ANÁLISE ESTRUTURAL DO CABO. 20 4. ANÁLISE DE EXERCÍCIOS 22 4.1. 1ª Questão – Comportamento dos sistemas estruturais de forma ativa 22 4.2. 2ª Questão – Determinação das reações de apoio em cabos. 22 4.2.1. Cabo com duas cargas concentradas...

    4212  Palavras | 17  Páginas

  • Matematica

    deformações devidas à variação de temperatura 47 L Caso particular: variação uniforme de temperatura ( ~ ~ 5 52 ) 0 Cálcu!o de deformaçGes devidas a -movimentos (recalques) . dos amios 55 2 - Cálculc de deformações em vigas retas - Processo de Mohr 57 - AplicqXo d o processo de Mohr is vigas hipereststieas 64 21 3 4 - Cálculo de deformaçües em treliças planas - Processo de Williot - Teoremas complementares 78 - Teorema de Betti 78 4.1 4.2 - Teorema de Mêxwell 79 - Teoremas de Castigliano 80 4.3 4.4...

    14877  Palavras | 60  Páginas

  • Corte em vigas

    dos Materiais Capítulo 6 Tensões de Corte (tangenciais) em Vigas Mecânica dos Materiais - Beer-Johnston-DeWolf (adaptado) Dep. Engª Mecânica Preparado por: Filipe Samuel Silva Tensões de Corte em Vigas Introdução Corte na face horizontal de um elemento da viga Determinação da tensão de corte numa viga Tensões de corte, τxy , em vigas comuns Tensões de corte em elementos de parede fina Exercícios Resolvidos Exercícios Propostos Cap. 6 Mecânica dos Materiais - Beer-Johnston-DeWolf...

    2353  Palavras | 10  Páginas

  • Aula 1 Vigas Gerber

    MECÂNICA GERAL VIGAS GERBER Msc. Alan de Oliveira Feitosa João Pessoa, Setembro de 2013. GENERALIDADES Em 1866 o engenheiro Henrich Gerber patenteou um sistema que Chamou viga Gerber. Surgiram por motivos de ordem estrutural e de ordem construtiva; Aplicações principais – Pontes. CONCEITO São elementos estruturais formados pela associação, conveniente, de trechos de vigas com estabilidade própria e trechos sem estabilidade própria, formando um conjunto estável. Nesta associação, as vigas com estabilidade...

    735  Palavras | 3  Páginas

  • vigas bi apoiadas

     FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA – FACEAR CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL xxxxx xxxxx xxxxx ELABORAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS BASEADOS EM SITUAÇÕES REAIS VIGAS EM BALANÇO E VIGAS BIAPOIADAS ARAUCÁRIA 2014 ARTUR ADELINO PEREIRA DE LIMA LUCAS VIANNA LUCIANO HEIMANN ELABORAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS BASEADOS EM SITUAÇÕES REAIS Projeto apresentado como pré-requisito para a matéria de Resistência dos Materiais 2, do Curso Superior de Engenharia Civil – da Faculdade...

    2367  Palavras | 10  Páginas

  • Apostila - Esforços Solicitantes em Vigas

    ESFORÇOS SOLICITANTES EM VIGAS Professor: André Luis Christoforo Acadêmico: Cássio Fernando Simioni 1.0 - Introdução Até o momento o curso de mecânica esteve voltado para o equilíbrio externo dos corpos, considerando os mesmos como sendo rígidos, sem a possibilidade de deformação. Nesse sistema, esforços externos são distribuídos ao longo da barra (corpo rígido) até chegarem aos vínculos das estruturas. O principal trabalho, inicialmente, foi o de calcular tais reações vinculares para...

    2946  Palavras | 12  Páginas

  • 3 Vigas Continuas E Porticos Processo De Cross

    Teoria das estruturas PROFESSOR: JORGE ELIÉCER CAMPUZANO CARMONA Semestre 1 de 2015 Vigas continuas e porticos Processo de Cross 1 Teoria das estruturas Vigas continuas: Designamos por viga continua a estrutura constituída de n apoios, sendo n≥3. Portanto a viga continua possui no mínimo dois vãos. Um dos apoios é fixo (articulação ou engastamento) e os outros apoios simples. O processo geral dos esforços para resolução de estruturas hiperestáticas se baseia na transformação desta em uma estrutura...

    868  Palavras | 4  Páginas

tracking img