• Vidas secas
    processo histórico de transformação da sociedade e da cultura. A língua portuguesa atua como instrumento de comunicação, acesso ao conhecimento e exercício da cidadania. (artigo 36, inciso I). A literatura torna o docente mais compreensivo e mais receptivo à sociedade e ao seu semelhante.  De acordo...
    2888 Palavras 12 Páginas
  • LITERATURA
    DESVENDANDO A MASCULINIDADE EM “O QUINZE” E “VIDAS SECAS” VIVIANE ALMEIDA PIRES vivianemat26@ig.com.br Graduando do curso de Letras – UFCG EMANOEL LEITE GARRIDO Graduando do curso de Letras – UFCG PAULA DE CÁSSIA LEANDRO GONÇALVES paulaminhavida2009@hotmail.com Graduando do curso de...
    3683 Palavras 15 Páginas
  • Ficha de leitura de O Quinze
    Título da Obra: O Quinze Nome do Autor (a): Rachel de Queiroz Dados Bibliográficos do Autor (a): O QUINZE. Fortaleza, edição da autora, Estabelecimento Graphico Urania (impressão), 1930; 56°ed., São Paulo, Siciliano, 1997. Tema/Temáticas do autor (a): “O Quinze” sem dúvidas é um romance regionalista...
    2357 Palavras 10 Páginas
  • Água
    - 25 Turma: “Ú” Disciplina: Português Mestre: Blenda Priscila Trabalho Biográfico “Rachel de Queiróz” Maio de 2012 Itapipoca-CE Introdução Raquel de Queiroz é um grande exemplo a toda população brasileira, principalmente, cearense, pois foi a primeira mulher a...
    1304 Palavras 6 Páginas
  • O quinze-Raquel de Queiroz
    ficado todos pelo caminho, nessas estradas de barro ruivo, semeado de pedras, por onde eles trotavam trôpegos se arrastando e gemendo (...) Rachel de Queiroz Resumo da obra Na obra há uma tomada de posição temática da seca, do coronelismo e dos impulsos passionais...
    2955 Palavras 12 Páginas
  • A PERSONAGEM, Artigo
    ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS PERSONAGENS MADALENA E CONCEIÇÃO NAS OBRAS SÃO BERNARDO E O QUINZE DE BEM, Ana Maria Castro SUMÁRIO ...
    1809 Palavras 8 Páginas
  • O QUinze
    Análise O romance mais popular da escritora Raquel de Queiroz, O quinze, retrata a esperança, a fome, o milagre, a morte, a separação e a fé em Deus de que um dia chuvoso irá melhorar a vida de muitos retirantes sofredores obra que foi escrita em 1930, conta a saga de retirantes com muita fome que...
    1104 Palavras 5 Páginas
  • romancistas de 30
    Lins do Rego, Raquel de Queiroz, Jorge Amado e outros que produziram obras de ficção cujo tema era a vida agrária. Os autores do período foram classificados como romancistas de 30. Raquel de Queiroz Raquel era filha de Daniel de Queiroz Lima e Clotilde...
    2505 Palavras 11 Páginas
  • Rachel de Queiróz
    PROFESSORA: ALESSANDRA. DISCIPLINA: COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTO. Bianca de Olivindo. RESENHA SOBRE O DOCUMENTÁRIO E VIDA DE “RACHEL DE QUEIROZ”, EXIBIDO NA SALA DE AULA NO DIA 14 DE MAIO DE 2014. Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra...
    863 Palavras 4 Páginas
  • Raquel de queiroz
    Biografia: Raquel de Queiroz Professora, jornalista, romancista, cronista e teatrólogo. Nasceu em Fortaleza – CE, no dia 17 de novembro de 1990, filha de Daniel de Queiroz e de Clotilde Franklin de Queiroz. Foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras (1977)...
    437 Palavras 2 Páginas
  • O quinze
    Este trabalho foi desenvolvido com intuito de apresentar ao leitor de forma simples porem objetiva, o conteúdo literário da obra O Quinze – escrito por Rachel de Queiroz precisamente em 1930. Sendo sua primeira obra literal (romance) causa impacto entre os críticos por se tratar de fatos vivenciados...
    3962 Palavras 16 Páginas
  • O salário mínimo como um direito fundamental social do preso
    lazer, quando praticados, vêm acompanhados de sentimento de culpa. Na idade média prevaleceu o regime trabalhista de servidão. Um fundamento para o exercício desse regime foi a interferência dos dogmas religiosos. Enquanto o catolicismo considerava o trabalho uma penitência para o pecado e uma oportunidade...
    5180 Palavras 21 Páginas
  • O quinzae
    Oficina de Literatura Comparada - O Quinze x Vidas Secas x As Vinhas da Ira * Descrição do Perfil dos Personagens * >> O Quinze (1930) – Rachel de Queiroz Primeiro plano:  - Conceição – prima de Vicente culta e professora. Moça que gosta de ler vários livros, inclusive de tendências feministas...
    2549 Palavras 11 Páginas
  • Rachel de Queiroz
    TRABALHO- Rachel de Queiroz: INTRODUÇÃO: Grande escritora brasileira; A primeira mulher a entrar para a Academia Brasileira de Letras; Primeiro romance "O Quinze"; O "Memorial de Maria Moura"; Rachel de Queiroz traduziu para o português mais de quarenta obras; Foi membro do Conselho Estadual...
    3126 Palavras 13 Páginas
  • enfermagem
    PRIMEIROS SOCORROS NAS ESCOLAS Andreza Carla Queiroz Bezerra Leite1 Gislane Bernardino de Freitas2 Márcia Maria Lira de Mesquita3 Raquel Raíza Ferreira de França4 Suzana Carneiro de Azevedo Fernandes5 RESUMO Acidentes no ambiente escolar são frequentes e podem ocorrer a qualquer momento....
    2721 Palavras 11 Páginas
  • FILOSOFIA
     Biografia de Raquel de Queiroz Rachel de Queiroz (Fortaleza, 17 de novembro de 1910 — Rio de Janeiro, quatro de novembro de 2003) foi uma tradutora, romancista, escritora, jornalista, cronista prolífica e importante dramaturga brasileira.Autora de destaque na ficção social nordestina...
    3922 Palavras 16 Páginas
  • O modernismo, a mulher e a solidariedade em “o quinze”
    O MODERNISMO, A MULHER E A SOLIDARIEDADE EM “O QUINZE”[1] BOFF, Graziele (G-UNIOESTE) GARBATO, Andressa Vieira Rocha (G-UNIOESTE) RESUMO: Uma obra que gira em torno de temas e problemas nordestinos, figuras humanas, dramas sociais, episódios ou aspectos do cotidiano carioca. Entre nordeste e o...
    1496 Palavras 6 Páginas
  • Modernismo
    território. Intimamente ligada às preocupações dos poetas desta fase, a prosa refletiu o mesmo momento histórico. Surgem, nesse período, artistas como Raquel de Queiroz, Jorge Amado, Érico Veríssimo José Américo de Almeida , , Dyonélio Machado, Graciliano Ramos e José Lins do Rego, que resgatam o romance regionalista...
    473 Palavras 2 Páginas
  • o nordeste no romance de 30
    primeira edição de A bagaceira, de José Américo de Almeida. Deste grupo fazem parte Graciliano Ramos, Érico Veríssimo, José Lins do Rego, Raquel de Queiroz, Jorge Amado e outros que produziram obras de ficção cujo tema era a vida agrária. Os autores do período foram classificados como romancistas...
    821 Palavras 4 Páginas
  • Modernismo no brasil 1° fase
    número, o editorial afirmava:"Somos, finalmente, um órgão político. Esse qualificativo foi corrompido pela interpretação viciosa a que nos obrigou o exercício desenfreado da politicagem. Entretanto, não sabemos de palavra mais nobre que esta: política. Será preciso dizer que temos um ideal? Ele se apoia...
    9608 Palavras 39 Páginas