Estados Pre Colonias Ghana E Mali artigos e trabalhos de pesquisa

  • Império do Mali

    O Império de Mali Pouco se sabe sobre suas origens, este estado sucedeu o de Ghana em esplendor e poder, sabe-se que certo senhor de uma cheferia negra (antigo Mandinga), nas regiões auríferas de Burê, na atual República de Guiné, converteu-se ao islamismo, após fazer uma promessa para que chovesse em meados do século XII. Ele desempenhava o papel de senhor das terras. Informações mostram que reinava sobre o Mali a dinastia dos Keitas, que viviam sob a soberania dos vizinhos Sossos, comandados...

    900  Palavras | 4  Páginas

  • imp rio do ghana 1

     INTRODUÇÃO No presente trabalho abordarei o seguinte tema: O Império do Ghana e o Império do Mali. Origem, fundador e o povo e de cadência. O Império de Gana, também conhecido como Império Uagadu, foi o nome dado a um antigo estado localizado na África Ocidental, onde hoje temos o sudeste da Mauritânia e o oeste do Mali, e que teve seu apogeu entre os anos de 700 e 1200 da Era Cristã. O Império do Mali era um reino do povo malinqué. Seu fundador chamava-se Sundiata Keita. Ele assumiu o poder...

    1103  Palavras | 5  Páginas

  • África e América Pré-Colombiana

    África e América Pré-Colombiana África (século VIII a.c. e XV d.c Reino de Axum : Axum foi um reino africano que se tornou conhecido pelos povos da região, incluindo o Mediterrâneo, por volta do século I. Tinha a sua capital na cidade de Aksum, na atual Etiópia, embora as cidades mais prósperas fossem os portos do Mar Vermelho de Adulis e Matara, na actual Eritreia. Tal como, mais tarde, os reis da Etiópia acreditavam ser descendentes do rei Salomão e da Rainha de Sabá, os monarcas axumitas...

    1798  Palavras | 8  Páginas

  • Estado Socialista

    Estado socialista  é qualquer Estado que se dedique  constitucionalmente a desenvolver uma sociedade socialista. Atualmente, os Estados que conservam total ou parcialmente estas características são: República Moldava da Transnístria, República Popular da China, a República de Cuba, a República Democrática Popular da Coreia, a República Democrática Popular Laoana e aRepública Socialista do Vietnã. Também se emprega o nome Estado comunista, usado pela imprensa capitalista durante a Guerra Fria em...

    1920  Palavras | 8  Páginas

  • gana

    DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: República de Gana (Republic of Ghana). Nacionalidade: Ganense. Data nacional: 6 de março (Independência). Capital: Acra. Cidades principais: Acra (949.100), Kumasi (385.200), Tamale (151.100), Tema (110.000), Sekondi-Takoradi (103.600) (1988). Idioma: inglês (oficial), línguas regionais. Religião: crenças tradicionais 38%, islamismo 30%, cristianismo 24% (católicos 12,1%, cristãos africanos 4,9%, protestantes 4,9%, anglicanos 2,1%), outras 8% (1995). GEOGRAFIA: ...

    2345  Palavras | 10  Páginas

  • desafio prof

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Gana (desambiguação). Coordenadas: 1° N, 1° W Republic of Ghana República do Gana Bandeira de Gana Brasão de armas de Gana Bandeira Brasão de armas Lema: "Freedom and Justice" ("Liberdade e justiça" ) Hino nacional: "God Bless Our Homeland Ghana" ("Deus Abençoe Nossa Pátria Gana") Gentílico: ganês(a), ganense1 Localização República do Gana Capital Acra 5° 33' N 0° 15' O Cidade mais populosa...

    2123  Palavras | 9  Páginas

  • Africa na pré-história

    testemunhos ainda mais verossímeis da sua existência. Além disso, os mais antigos fósseis de hominídeos, com cerca de cinco milhões de anos, foram encontrados na África. O Egito foi provavelmente o primeiro Estado a constituir-se na África, há cerca de 5000 anos, mas muitos outros reinos ou cidades-estados se foram sucedendo neste continente, ao longo dos séculos. Para além disso, a África foi, desde a antiguidade, procurada por povos doutros continentes, que buscavam as suas riquezas, por vezes ocupando...

    1667  Palavras | 7  Páginas

  • Africa

    bérberes levavam e traziam informações e aspectos culturais. Logo, eles foram de extrema importância para a troca cultural que ocorreu no norte do continente. Os bantos - Este povo habitava o noroeste do continente, onde atualmente são os países Nigéria, Mali, Mauritânia e Camarões. Ao contrário dos bérberes, os bantos eram agricultores. Viviam também da caça e da pesca. Conheciam a metalurgia, fato que deu grande vantagem a este povo na conquista de povos vizinhos. Chegaram a formar um grande reino (...

    5295  Palavras | 22  Páginas

  • Os povos pré colombianos , reinos africanos, expansão marítima, absolutismo, e mercantilismo

    Os povos pré-colombianos Os povos pré-colombianos eram os povos que viviam na América antes da chegada de Colombo. Esses povos eram nômades com estruturas sociais simples. A maioria era caçadores e coletores e alguns desenvolviam uma pequena agricultura. Essas civilizações apresentavam uma estrutura social e política de acentuada hierarquia, caracterizadas pela existência de classes dominantes que comandavam a população. Povos pré colombianos: * Asteca  * Inca * Maia Astecas ...

    2233  Palavras | 9  Páginas

  • A expansão árabe na áfrica e os impérios negros de gana, mali e songai (sécs. vii-xvi)

    cumprimento das exigências da disciplina: História da África, do curso licenciatura em História. Ministrada pelo prof. Raphael Rodrigues Vieira Filho. Foto antiga do palácio do rei de gana A expansão árabe na África e os Impérios negros de Gana, Mali e Songai (sécs. VII-XVI) – I Parte ( Pg, 01-13); II Parte ( Pg, 01-32) Ricardo da Costa (Ufes) Expansão Árabe II, ( pg, 07-13) V.1.1. O Reino de Gana Na elaboração desse texto o autor tenta explicar com poucas...

    959  Palavras | 4  Páginas

  • 2CES FE CEJ CH Historia 10 195

    ciclos anteriores, priorizando os ligados a Angola e África numa perspectiva de evolução. Um particular destaque é para o programa da 12ª classe que, em si só, refere-se à História de África Austral nos últimos 25 anos. A análise das relações entre colónias e colonizadores, as independências, e os conflitos pós-independência e a sua gestão no quadro da Guerra Fria são alguns aspectos a considerar com uma certa acuidade. No entanto, considerou-se que, diante da diversidade de conteúdos possíveis, os...

    5604  Palavras | 23  Páginas

  • angola

    Introdução A Gana, oficialmente República do Gana (em inglês: Republic of Ghana) é um país da África ocidental, limitado a norte pelo Burkina Faso, a leste pelo Togo, a sul pelo Golfo da Guiné e a oeste pela Costa do Marfim. A capital e maior cidade de Gana é Acra. A palavra Gana é significa "Warrior King" e é derivado do antigo Império Gana. Gana foi habitada em tempos pré-coloniais por um numero de antigos reinos predominantes chamados de Akan, incluindo os povos do reino...

    2145  Palavras | 9  Páginas

  • professora sim tia não

    se constituir estados nacionais são tremendas. Alguns países imediatamente após a independência envolveram-se em guerras civis. Já outros deixaram as pendências conflituosas para resolver posteriormente. Tudo isso fez da África um barril de pólvora. Até o século VII os reinos africanos não tiveram contato com outros povos. A partir desse momento, entretanto, os árabes os alcançam, trazendo consigo o islamismo, e o comércio. Três grandes reinos se desenvolveram na África: Ghana, Mali e Songhai. O...

    1438  Palavras | 6  Páginas

  • A tribo mursi

    testemunhos ainda mais verosímeis da sua existência. Além disso, os mais antigos fósseis de hominídeos, com cerca de cinco milhões de anos, foram encontrados na África. O Egipto foi provavelmente o primeiro Estado a constituir-se na África, há cerca de 5000 anos, mas muitos outros reinos ou cidades-estados se foram sucedendo neste continente, ao longo dos séculos. Para além disso, a África foi, desde a antiguidade, procurada por povos doutros continentes, que buscavam as suas riquezas, por vezes ocupando...

    6993  Palavras | 28  Páginas

  • senegal

    pelos contactos com os povos islâmicos do norte e os negros animistas do sul, e também com os países europeus chegados pelo Atlântico. A França tem exercido uma grande influência sobre a população deste país, o que explica que o Senegal tem uma das colónias brancas mais numerosas da África.                              Gráfico – Crescimento da População Senegalesa entre 2003 e 2008. (http://indexmundi.com/pt/senegal/populacao.html) O crescimento da população senegalesa em 2003 era de 10...

    4600  Palavras | 19  Páginas

  • continente africano

    no século VII voltaram, de certa forma, a possibilitar a ligação entre essas duas partes do continente. A chamada "revolução do camelo" veio a possibilitar que, a partir do século X, o ouro dos impérios negros, situados na curva do rio Níger (Ghana, Mali e Songhai), chegasse à Europa medieval, comerciado pelos mouros através do deserto do Saara. Um outro exemplo de constrangimento geográfico ocorrido na África é o fato de, na parte ao sul do Equador, não ter sido possível converter em cultivo...

    7404  Palavras | 30  Páginas

  • Conflito mali

    Relatório de Seminário de Conflitos Internacionais 1. Tema, Título Seminário de Conflitos Internacionais – Mali, um conflito de etnias, interesses e Jihad | 2. Introdução Este relatório tem como objetivo, discorrer sobre o conflito do Mali, apresentando as estruturas sociais, econômicas e políticas daquele país e o seu contexto histórico, analisando o conflito, através de suas principais características, tais como a identificação dos atores envolvidos, da correlação de forças...

    4226  Palavras | 17  Páginas

  • Trabalho

    "guerreiro" e é derivado do antigo Império Gana. Gana foi habitada em tempos pré-coloniais por um número de antigos reinos predominantes chamados de Akan, incluindo os povos do reino anterior chamados de Império Ashanti, o Akwamu, o Akyem, o Bonoman, o Denkyira, e o Fanti, entre outros. Os não Akan formaram um povo chamado de Ga, assim como os Bonoman. Antes do contato com os europeus o comércio entre os Akan e vários estados africanos floresceu devido à riqueza do ouro Akan. O comércio com os países...

    1406  Palavras | 6  Páginas

  • Luta independentista das colônias inglesa na África e o caso de Gana

     UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE HISTÓRIA HISTÓRIA DA ÁFRICA DIONISIO LÁZARO POEY BARÓ DEZEMBRO 2014 ASPECTOS GERAIS DA LUTA INDEPENDENTISTA DAS COLÔNIAS INGLESAS NA ÁFRICA E O CASO DE GANA. AMANDA PROENÇA FABRÍCIO FERREIRA KELVYN GOMES LEANDRO DA SILVA TAISSA BICHARA Trabalho apresentado a Universidade Federal do Pará, como requisito a nota final da matéria de “História da África”, da turma...

    2042  Palavras | 9  Páginas

  • Crise no Mali e a Questão dos Direitos Humanos

    Crise no Mali e a Questão dos Direitos Humanos A situação no Mali Apesar de ter passado por um período de estabilidade social e política durante cerca de dez anos, a situação na República do Mali hoje se encontra em uma situação de extrema instabilidade. O golpe de Estado de março de 2012 levou o que havia sido construído por meio das eleições democráticas e pacíficas de 1992 e trouxe insegurança e volatilidade. Grupos armados controlam três regiões chaves do país e movimentos e manifestações...

    1225  Palavras | 5  Páginas

  • Colonias francesas

    francês 2 1. Colónias francesas em África 3 2. A descolonização 3 2.1. Antecedentes e breve história da descolonização recente 4 2.2. Descolonização da África 4 2.3. A situação política no continente africano 5 2.4. A resistência da França 6 2.5. Causas da descolonização 6 2.6. As vias da descolonização 7 2.7. A independência da África francesa 7 3. Conclusão 10 4. Referencias bibliográficas 11 1. O império colonial francês O império colonial francês foi o conjunto das colónias que a Françaestabeleceu...

    2684  Palavras | 11  Páginas

  • Resenhas críticas sobre civilizações da África antiga

    realizado um trabalho crítico sobre cada contexto, no objetivo de tornar clara a absorção do material exposto em sala juntamente com o estudado e pesquisado individualmente. As civilizações escolhidas foram as de Iorubá, Berberes, Swahilis, Kushi e Ghana. Todas foram importantíssimas para a formação cultural, étnica e até econômica do continente em seus respectivos locais de desenvolvimento e declínio, além de influenciarem até hoje diversas áreas do globo com seus tradicionais e fortes costumes, mesmo...

    3815  Palavras | 16  Páginas

  • Diversos

    MALI, ENCONTRO DE CAMINHOS No coração dos impérios da África Sahariana, ponto neurálgico de caminhos e encontros de caravanas trans-saharianas, se descobre a República de Mali. O seu passado lendário deixa-se sentir em cada aldeia, surgindo entre a poeira do deserto ou nas fértis beiras dos rios. Este país, duas vezes maior que Espanha, tem paisagens extensos demais e diferentes, assim como um variado mosaico étnico difícil de unir em um só conceito. Mali oferece ao viajante uma terra cheia...

    12771  Palavras | 52  Páginas

  • E expansão árabe na África

     A expansão árabe na África e os Impérios negros de Gana, Mali e Songai (sécs. VII-XVI) - Segunda Parte Ricardo da Costa (Ufes) In: História Afro-brasileira (ISBN 85-88909-20-0 - módulo I). IV. Civilizações negras ao sul do Saara (1): a Terra dos Maqzara e o reino de Tekrur 21. Feira livre em Atar (cidade a oeste da Mauritânia) No extremo oeste da África setentrional, entre os atuais países de Mali e da Mauritânia, ao longo do rio Níger até mais a oeste, na escarpa do Tagant...

    11937  Palavras | 48  Páginas

  • reinos da africa

    A expansão árabe na África e os Impérios negros de Gana, Mali e Songai (sécs. VII-XVI) - Segunda Parte Ricardo da Costa (Ufes) IV. Civilizações negras ao sul do Saara (1): a Terra dos Maqzara e o reino de Tekrur 21. Feira livre em Atar (cidade a oeste da Mauritânia) No extremo oeste da África setentrional, entre os atuais países de Mali e da Mauritânia, ao longo do rio Níger até mais a oeste, na escarpa do Tagant, com limite ao sul nos rios Senegal e Bakoy, desenvolveram-se as primeiras...

    11298  Palavras | 46  Páginas

  • Maranhão: características de um estado em reconstrução

    Maranhão: características de um estado em reconstrução Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.  Nota: Para outros significados, veja Maranhão (desambiguação). Estado do Maranhão | | | (Bandeira) | (Brasão) | | Hino: Hino do estado do Maranhão | Gentílico: maranhense | | Localização | |  - Região | Nordeste |  - Estados limítrofes | Piauí (leste), Tocantins (sudoeste) e Pará (oeste) |  - Mesorregiões | 5 |  - Microrregiões | 21 |  - Municípios | 217 | Capital |...

    6380  Palavras | 26  Páginas

  • trabalho de englês

    economia do país. O Imperio do Mali estava dividido em Provincias, e cada uma delas era Administrada por um chefe chamado de Tigui ou Farba. Por sua vez as provincias estavam divididas em conselhos e aldeias. Os Chefes das aldeias exerciam ao mesmo tempo funções politicas e religiosas. O Farba tinha a função de Ministro, fiscalizava a actividade do chefe local e recolhia o tributo pago. Muito temos para falar sobre o grande potente e famoso anivel de África o imperio do Mali. ...

    8374  Palavras | 34  Páginas

  • África, Um Novo Olhar

    apresenta, grosso modo, três grandes fachadas: ao norte, o Mediterrâneo, a leste, o Oceano Índico e a oeste, o Oceano Atlântico. Fazem parte da África e encontram-se nos dois oceanos alguns arquipélagos e ilhas isoladas que no total, constituem seis Estados. Do ponto de vista histórico, a parte ao norte do deserto do Saara – a África do Norte – pertence ao Velho Mundo, como são chamadas as antigas civilizações que margeiam o Mediterrâneo. Na margem sul deste formaram-se: a pioneira civilização ...

    23018  Palavras | 93  Páginas

  • Gana - Situação Geográfica, Organização Social e Estado

    Império Gana. O comércio com os países europeus começaram após o contacto com o Império Português nos século XV e XVII, e os ingleses estabeleceram a Costa do Ouro como colónia em 1874 sobre as peças, mas não todo o país. Mas neste trabalho iremos abordar de concreto a sua situação geográfica, organização social e o seu estado.   REPÚBLICA DO GANA Etimologia A palavra Gana significa Guerreiro Rei (em inglês: "Warrior King") e foi o título concedido aos reis do Oeste Africano medieval...

    1753  Palavras | 8  Páginas

  • Império do mali e songai

     Este trabalho tem como objetivo a discussão sobre dois importantes estados africanos, suas características comerciais, aspectos culturais e religiosos no período Pré - colonial. O primeiro é o reino do Mali, que se formou na parte superior do Rio Níger e teve sua consolidação e expansão a partir do ano de 1235, por intermédio de Sundiata Keita “Formador do império”. O Império teve seu apogeu por volta do século XIV com o governo de Mansa Mussa, que foi o responsável por converter todo o Império...

    655  Palavras | 3  Páginas

  • África antes dos colonizadores

    mundial de ouro vinham da África Ocidental. Ele era encaminhado através do Saara. As rotas transaarianas Para os mercadores muçulmanos, o deserto do Saara era como um oceano, com “portos comerciais” nos limites sul e norte, onde estabeleceram colônias e quartéis. Transportavam objetos de valor, como lâmpadas de óleo, vidro, cerâmica fina, conchas de cauri e sal para os territórios da África negra ao sul do Saara. Em troca obtinham peles, escravos, produtos da selva e da savana, como marfim, ébano...

    4917  Palavras | 20  Páginas

  • Brasil Colonia

    cristianismo • 1. • • Expansão Marítimo-Comercial – interessava: a burguesia aos nobres aos reis ao clero RAZÕES DO PIONEIRISMO PORTUGUÊS Precocidade política: 1º Estado Nacional europeu – país que melhor harmonizava os interesses da burguesia, do rei e da nobreza Excelência técnica: investimentos do Estado e da burguesia em estudos e tecnologias • Presença de cristãos-novos interessados em investir em navegações. Ex: Gaspar de Lemos ( comandante do navio de suprimentos de...

    5566  Palavras | 23  Páginas

  • Griots no mali

    o este da África desenvolveu em seu território, não só os primeiros núcleos civilizacionais representativos da África negra, como também alguns dos maiores do seu tempo em todo o mundo. Nesse presente trabalho, busca-se tratar do notável Império do Mali, descobrindo-se através do mesmo como este império desenvolveu-se por meio de lutas entre civilizações regionais e disputas religiosas durante o final do século XII. Busca-se, contudo, uma mostra de como a África negra teve em seu seio grandes...

    4314  Palavras | 18  Páginas

  • Os Impérios de Mali e Songai

    O Império de Mali O reino de Mali foi um império que ficava localizado ao noroeste da África, perto do rio Níger, e que teve o seu domínio durante os séculos XIII e XIV. Este império foi considerado o segundo mais extenso de três impérios que habituaram a região, claro incluindo o de Gana e o do Songhai. O reino encontrava-se estrategicamente colocado junto de minas de ouro e de campos férteis para a agricultura, ate por que ainda permanecia sob o domínio do império de Gana. Em 1706 por causa...

    670  Palavras | 3  Páginas

  • Relação entre França e suas ex-colónias africanas

    Introdução O trabalho ora apresentado insere-se na cadeira de Relações Inter-Africanas e debruçou-se sobre o relacionamento entre a África e as antigas Potências colónias em particular a França e as suas ex-colónias africanas. 1. Delimitação espácio-temporal No presente trabalho quanto ao espaço temporal foi considerado o continente africano em particular a República Centro-Africana (RCA). E quanto ao espaço temporal foi considerado o período de 2013 a 2014. A escolha do ano de 2013 deve se...

    8069  Palavras | 33  Páginas

  • Um bom professor faz toda a dif Taylor Mali

    apresentados neste link. "Quando o mundo estiver unido na busca do conhecimento, e não mais lutando por dinheiro e poder, então nossa sociedade poderá enfim evoluir a um novo nível." Título original: What Teachers Make Copyright © 2012 por Taylor Mali Copyright da tradução © 2013 por GMT Editores Ltda. Publicado mediante acordo com G.P. Putnam’s Sons, um membro da Penguin Group (USA) Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser utilizada ou reproduzida sob quaisquer meios...

    25596  Palavras | 103  Páginas

  • O Reforço da exploração colonial

    proposto, não só focaliza-se no naquilo que é a informação produzida pelos diversos meios ou diversas fontes de consulta, mas tambem serve-me de princípio para a iniciativa de uma análise naquilo que são os fundamentos da luta pela independência dos estados africanos, partindo do ponto de vista das vantagens e desvantagens da exploração colonial, sabendo de ante-mão que a ocupação dos territórios africanos em geral e em particular de angola, baseou-se no interesse dos esrangeiros em apropriar-se daquilo...

    2757  Palavras | 12  Páginas

  • independencias nas colonias portuguesas

    nova corrida colonial: Reino Unido, Bélgica, França, Alemanha, Estados Unidos, Japão, Rússia e Itália. O objetivo era encontrar matérias-primas para abastecer suas economias, mão-de-obra barata e novas regiões para investir o capital excedente, construindo ferrovias ou explorando minas. Havia ainda o crescimento acelerado da população européia e a conseqüente necessidade de novas terras para se estabelecer. No plano político, ter colônias significava ter prestígio.  3. INTERESSES À ÁFRICA A Revolução...

    7497  Palavras | 30  Páginas

  • Gana

    GANA Bandeira Gana, oficialmente República do Gana (em inglês: Republic of Ghana) é um país da África ocidental, limitado a norte pelo Burkina Faso, a leste pelo Togo, a sul pelo Golfo da Guiné e a oeste pela Costa do Marfim. A capital e maior cidade de Gana é Acra. A palavraGana é significa "Warrior King" e é derivado do antigo Império Gana. História Há evidências arqueológicas mostrando que os seres humanos viveram na atual Gana desde a Idade do Bronze. No entanto, até o século XI, a maioria...

    1389  Palavras | 6  Páginas

  • PEPI DISSERTAO LETICIA WITTLIN MACHADO

    Bibliografia: f. 135-157 Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Economia, 2012. 1. África, Sub-Saara - Geopolítica. 2. Recursos naturais – África, Sub-Saara. 3. Conflitos regionais – África, Sub-Saara. 4. China. 5. Estados Unidos. I. Metri, Maurício. II. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Economia. III. Título. CDD. 333.7 AGRADECIMENTOS Agradeço primeiramente ao meu pai, Paulo Pernambuco Machado, que luta comigo em todas as minhas batalhas e sem...

    48636  Palavras | 195  Páginas

  • Barroco

    Universidade de Brasília - UnB APROVAÇÃO EM 29/05/2009 RESUMO Esta pesquisa analisa o filme “Jaguar”, dirigido por Jean Rouch, filmado em 1957 e finalizado em 1967, cujo tema são as migrações temporárias entre a então colônia francesa de Níger e a então colônia inglesa da Gold Coast, atual Gana. Para essa análise são trabalhados os conceitos, assim como suas relações, de cine-transe, como estabelecido por Jean Rouch, de aura, definido por Walter Benjamin, dentro das possibilidades da...

    42540  Palavras | 171  Páginas

  • Principais reinos africanos

    destacam atualmente em todo o mundo com sua história de carreira, e de subdesenvolvimento. Entre os mais citados e conhecidos estão os seguintes Impérios (Reinos): ( Mali, Zimbabwe, Gana, Sanghai, Iorubá Benim e etc .. ) Mali Mali, cujo nome oficial é República do Mali, é um país africano sem saída para o mar na África Ocidental. Mali é o sétimo maior país da África. Limita-se com sete países, a norte pela Argélia, a leste pelo Níger, a oeste pela Mauritânia e Senegal e ao sul pela Costa do Marfim...

    3197  Palavras | 13  Páginas

  • Trafico de escravos

    quando as sociedades africanas organizam-se em sociedades com estados (com um poder centralizado ou não centralizado), embora a submissão á servidão fosse essencialmente justificada com base na religião tradicional africana, na qual a servidão ás lideranças, ideologicamente significava o respeito aos espíritos dos antepassados ou aos deuses. Existiu também antes da presença europeia o tráfico de escravos, feito em duas épocas, um na fase pré-islâmica e outro na fase islâmica, ou seja, após a expansão...

    4632  Palavras | 19  Páginas

  • Uma Analise Comparativa da Evolução Histórica do Sistema de Propriedade de Terras no Brasil e nos Estados Unidos

    Histórica dos Direitos de Propriedade sobre Terras no Brasil e EUA. I. Introdução Este trabalho usa um modelo de surgimento e evolução de direitos de propriedade (Alston e Mueller, 2005) para comparar os diferentes caminhos tomados pelo Brasil e Estados Unidos a partir de seu descobrimento. Ambas as nações passaram por um processo onde terra era abundante, sem valor e sem direitos de propriedade bem definidos, para uma situação onde esta passou a ser transacionada em mercados, indicando ter-se tornada...

    12997  Palavras | 52  Páginas

  • Boletim 3 Ed

    GUINÉ-BISSAU Reforma no Sector 3 Evolução da Campanha de Comercialização e Exportação - Mercado 4 Externo Quadro de Empresas com maior volume de Exportação 4 Mercados Futuros: Tendências 5 Exportação da Castanha de Caju para Mercado Indiano 5 Estado actual do Processamento na GB 6 Olhar Jurídico sobre Sector de Caju na GB 6 Actividades em Curso 7 Produção Nacional ( Potencial ) 200.000 TM/ano Superficie coberto por Cajueiros Rendimento por hectare +445 000 ha Propriedades (Tipos/ Dimenções)...

    2763  Palavras | 12  Páginas

  • O trafico de escravo na africa

    assim a grande época da África negra Foi a partir do sec. XVI quando a expansão europeia chegou a África e dai a vida do continente africano mudou rigorosamente porque passaram a interferi na vida savana sudanesa que se desenvolveram os mais antigos estados da África ocidental após a progressiva secagem do sana, a região de Sahel torna-se uma zona agrícola de refugio com grande densidade de povoamento favorável pela sua situação estratégica pelo desenvolvimento das trocas comercias entre a África e o...

    1289  Palavras | 6  Páginas

  • apostilha UP-GRADE

    HISTÓRIA DO BRASIL Prof. José Renato AULA 1 Expansão Marítima e Comercial / Período Pré-Colonial 1. ―O conceito de Grandes Navegações está relacionado à expansão marítima dos portugueses ao longo do século XV, incluindo dimensões históricas muito variadas: políticas, tecnológicas, geográficas e comerciais‖. VAINFAS, Ronaldo et al. História. São Paulo: Saraiva, 2010. Com base no texto, explique o conceito de Grandes Navegações acima definido, identificando as dimensões históricas enunciadas...

    14323  Palavras | 58  Páginas

  • Filosofia africana

    africana seriam Nkrumah e Senghor que esforçaram-se por lançar as bases da política dos estados africanos. Kwame Nkrumah e Léopold Sedar Senghor lideraram dois grupos e dois pontos de vista que não chegaram a conciliar-se: Kwame Nkrumah defendia a independência imediata dos estados africanos, enquanto Senghor acreditava que uma independência gradual dos Estados seria o ideal. A ideologia adoptada pelos Estados africanos foi o socialismo, talvez pela influência do consciencismo de Nkurumah e de...

    5239  Palavras | 21  Páginas

  • \zsadsd

    OEA, União Europeia, OTAN e OCDE. Gana (oficialmente República do Gana; em inglês: Republic of Ghana) é um país da África ocidental, limitado a norte pelo Burkina Faso, a leste pelo Togo, a sul pelo Golfo da Guiné e a oeste pela Costa do Marfim. A capital e maior cidade de Gana é Acra. A palavra Gana significa "Warrior King" e é derivado do antigo Império Gana5 . Gana foi habitada em tempos pré-coloniais por um número de antigos reinos predominantes chamados de Akan, incluindo os povos do reino...

    510  Palavras | 3  Páginas

  • Historia

    ○ ○ ○ ○ ○ ○ Analisando e Pensando uma Nova África para o Século XXI ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Alguns Casos Específicos: Ruanda, Congo, Colônias Portuguesas na África e África do Sul ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ O Processo de Lutas de Libertação no Quadro da Descolonização e sua Importância no Século XX ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ...

    35875  Palavras | 144  Páginas

  • Países lusófonos

    existentes em países, regiões, estados ou cidades falantes da língua portuguesa. A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é uma organização internacional formada por países lusófonos, que busca o "aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os seus membros".2 A sua sede fica em Lisboa, Portugal.  A organização promove a data de 5 de Maio como Dia da Língua Portuguesa e da Cultura, celebrado em todo o espaço lusófono. A CPLP é formada por oito Estados soberanos cuja língua oficial...

    7061  Palavras | 29  Páginas

  • pré historia na africa

    inclusivé de construções militares muito semelhantes aos castelos do inicio da Idade Média na Europa. Podemos pois dizer que a pré-História africana está confusamente embrenhada numa História, pois havia reinos e cidades-estado com escrita e outros sem escrita, que é o que caracteriza a divisão da História com a pré-História. A esxistencia do Egito como Estado a partir de há pelo menos 5000 anos vem fazer da África o berço não só de civilizações urbanas antigas como da própria organização...

    833  Palavras | 4  Páginas

  • A áfrica subsaariana

    África Ocidental Impérios de Gana e Mali - e as cidades iorubás Durante o período que chamamos de Idade Média (séculos 5 ao 15), poderosos Estados se desenvolveram na África Ocidental - e por sua enorme riqueza, tornaram-se o principal eixo de comércio entre o mar Mediterrâneo e o interior da África. Império de Gana Na região entre os rios Senegal e Níger, os soninquês (povos de origem mandê), fundaram pequenas cidades, que desde o século 4 foram se unificando, muito provavelmente para resistir...

    1696  Palavras | 7  Páginas

  • Aulas de atualidades

    africano. Resposta: LETRA A Comentários: Infelizmente, foi o que aconteceu. O embaixador americano Christopher Stevens e mais três funcionários morreram durante um ataque executado por islamitas que protestavam contra um filme amador feito nos Estados Unidos e que, segundo eles, ofende o islã. O filme que provocou a revolta dos islamitas foi realizado por um israelense-americano, que chama o islamismo de "câncer", e promovido pelo polêmico pastor da Flórida, Terry Jones. A alternativa B está...

    5262  Palavras | 22  Páginas

  • parte historica paises africanos

    agricultura responsável por empregar a maioria dos habitantes – 90% da força de trabalho. África do Sul O território que atualmente corresponde a África do Sul recebeu, em sua pré-história, a colonização do povo Khoisan, que eram caçadores e coletores. Entre os séculos I e V, os povos Khoisan que habitavam a região desde a pré-história foram conquistados pelo povo Bantu, que dominou o território até o final do século XV. Em 1488, o navegador português Bartolomeu Dias passa pelo Cabo da Boa Esperança...

    1886  Palavras | 8  Páginas

  • africa e o islã

    Pouco se conhece sobre tal processo, mas, no século 8, a região já era conhecida como Império de Gana. Os soninquês chamavam sua região de Wagadu, mas os berberes (povos do Magreb), que chegaram ali no século 8, a chamavam de Ghana, pois era esse o título do rei da região (ghana: "rei guerreiro"). Por muito tempo, o deserto do Saara dificultou o acesso dos povos do norte da África ao interior desse continente. Uma viagem do Magreb (região africana banhada pelo mar Mediterrâneo, exceto o Egito) até...

    1879  Palavras | 8  Páginas

  • orgaos constituintes do estado

    comércio de escravos foi largamente praticado . Lovejoy apresenta o conceito de modo de produção escravista (de E. Terray) como fundamental para uma compreensão mais completa do funcionamento político, económico e social da África - e também das colónias portuguesas nas Américas. Segundo sua definição, o modo de produção baseado na escravidão é aquele em que predominam a mão-de-obra escrava em sectores essenciais da economia; a condição de escravo no mais baixa nível da hierarquia social; e a consolidação...

    6127  Palavras | 25  Páginas

  • Colonizacao, indigenato e planos de fomento em Africa e em Mocambique

    controlados pelos responsáveis. Com o estado novo, (1932), o africano Moçambicano tinha que falar, escrever, ter civilização portuguesa e alto nível de escolaridade. A educação A educação tradicional que visava uma tripla integração do indivíduo: integração pessoal; integração cultural; integração social. Os europeus não admitiam a ideia de que pudessem existir culturas que não fossem europeias. O governo português procurou implantar nas suas colónias o sistema de assimilação que consistiu...

    8459  Palavras | 34  Páginas

  • Colonizacao, indigenato e planos de fomento em Africa e em Mocambique

    controlados pelos responsáveis. Com o estado novo, (1932), o africano Moçambicano tinha que falar, escrever, ter civilização portuguesa e alto nível de escolaridade. A educação A educação tradicional que visava uma tripla integração do indivíduo: integração pessoal; integração cultural; integração social. Os europeus não admitiam a ideia de que pudessem existir culturas que não fossem europeias. O governo português procurou implantar nas suas colónias o sistema de assimilação que consistiu...

    8459  Palavras | 34  Páginas

  • História

    da Silva( Cordenador) 2º Yuri Miguel 3º Verónica Dingo 4º Virgínia Fragoso F. 5º Anastâcia Francisco Ceque 6º Almeida Domingos  ÍNDICE INTODUÇÃO DESENVOLVIMENTO África na era do Tráfico de Escravos (sécs. XV-XIX) Império de Gana Império Mali A Civilização Songhai nos séculos XII ao XVI O Reino de Benin Hauçás Géneses do tráfico de escravos e suas rotas Tráfico negreiro África Negra (colonização, escravidão e independência) CONSEQUÊNCIAS DIRECTAS DO TRÁFICO DE ESCRAVO CONCUSÃO ...

    3931  Palavras | 16  Páginas

tracking img