Empirismo Crítico artigos e trabalhos de pesquisa

  • Empirismos

    1. INTRODUÇÃO Empirismo é uma doutrina filosófica que defende a ideia de que somente as experiências são capazes de gerar ideias e conhecimentos. De acordo com o empirismo, as teorias das ciências devem ser formuladas e explicadas a partir da observação do mundo e da prática de experiências científicas. Portanto, este sistema filosófico descarta outras formas não científicas (fé, intuição, lendas, senso comum) como forma de geração de conhecimentos. Esta doutrina filosófica foi definida...

    1288  Palavras | 6  Páginas

  • O empirismo

    exemplo: “Deve-se cortar os cabelos na lua crescente para que cresçam mais rápido”. Senso comum e senso crítico Enquanto o senso comum está associado ao conhecimento irrefletido, o senso crítico é baseado na crítica, na reflexão, na pesquisa e no pensamento. As informações são analisadas com inteligência para se tentar chegar a uma conclusão. EMPIRISMO O empirismo é uma doutrina filosófica que tem como principal teórico o inglês John Locke (1632-1704), que defende uma...

    1233  Palavras | 5  Páginas

  • Empirismo / Racionalismo

    EMPIRISMO OU RACIONALISMO Elaborado por: Luís Marques Área de Integração – Modulo 6.3 Índice • Introdução…3 • Qual a origem do conhecimento?...4 • O empirismo…5 • O racionalismo…15 • Intelectualismo..24 • Qual a natureza do conhecimento?...27 • O realismo…28 • Idealismo...30 • O Idealismo crítico…34 • Conclusão…36 • Web Grafia…37 2 Introdução Desde as origens da filosofia o problema do conhecimento sempre ocupou...

    2469  Palavras | 10  Páginas

  • O empirismo de john locke

    O empirismo de John Locke Introdução: Na filosofia, Empirismo é um movimento que acredita nas experiências como únicas (ou principais) formadoras das ideias, discordando, portando, da noção de ideias inatas. O empirismo filosófico descarta também as explicações baseadas na fé.  Historicamente, o empirismo se opõe a escola conhecida como racionalismo, segundo a qual o homem nasceria com certas ideias inatas, as quais iriam “aflorando” à consciência e constituiriam as verdades acerca do Universo...

    1070  Palavras | 5  Páginas

  • empirismo

    A Tradição Empirista : A Experiência como guia O Empirismo EMPIRISMO vem do grego empeiria, que significa experiência; O empirismo , enfatiza o papel da experiência sensível no processo do conhecimento. Royal society of London for improving natural knowledge (A Real Sociedade de Londres para o Melhoramento do Conhecimento Natural ) • JOHN LOCKE – ligação direta com a Royal society A ciência experimental teve um grande desenvolvimento nesse período na Inglaterra • WILLIAM GILBERT • WILLIAM HARVEY...

    756  Palavras | 4  Páginas

  • Racionalismo E Empirismo

    racionalismo radical que se caracterizou pela critica as superstições religiosas, política e filosófica;  Blaise Pascal: foi um pensador contra corrente critico de seus contemporâneos e da confiança excessiva na razão. Empirismo Empirismo é um movimento que acredita nas experiências como únicas, e são essas experiências que formam idéias. O empirismo é caracterizado pelo conhecimento científico, quando a sabedoria é adquirida por percepções; pela origem das idéias por onde se percebe as coisas, independente...

    519  Palavras | 3  Páginas

  • Síntese comparativa sobre racionalismo, empirismo, idealismo e realismo

     Síntese comparativa sobre racionalismo, empirismo, idealismo e realismo EXPERIÊNCIA HOMEM DOTADO RAZÃO PRINCIPIO DO SER E DO CONHCER CONHECIMENTO IDÉIAS INATAS ...

    2011  Palavras | 9  Páginas

  • Iluminismo e Empirismo

    As fases do Iluminismo Os pensadores iluministas tinham como ideal a extensão dos princípios do conhecimento crítico a todos os campos do mundo humano. Supunham poder contribuir para o progresso da humanidade e para a superação dos resíduos de tirania e superstição que creditavam ao legado da Idade Média. A maior parte dos iluministas associava ainda o ideal de conhecimento crítico à tarefa do melhoramento do estado e da sociedade. O uso do termo Iluminismo na forma singular justifica-se, contudo...

    1876  Palavras | 8  Páginas

  • Filosofia - empirismo, racionalismo..

    Trabalho De Filosofia Nome: Jordana Teixeira Resende Nº: 42 Laura Resende Rodrigues Nº: 43 2ª Série Professora: Aparecida Empirismo Características Principais * Empirismo é uma doutrina filosófica que defende a ideia de que somente as experiências são capazes de gerar ideias e conhecimentos. * Entende-se por empírico aquilo que pode ter sua veracidade ou falsidade verificada por meio dos resultados de experiências e observações. * Teorias...

    639  Palavras | 3  Páginas

  • racionalismo e empirismo

     Trabalho de Filosofia Racionalismo x Empirismo A concepção racionalista Concepção filosófica que afirma a razão como única faculdade a propiciar o conhecimento adequado da realidade. A razão, por iluminar o real e perceber as conexões e relações que o constituem, é a capacidade de apreender ou de ver as coisas em suas articulações ou interdependência em que se encontram umas com as outras. Ao partir do pressuposto de que o pensamento coincide com o ser, a filosofia ocidental, desde...

    1029  Palavras | 5  Páginas

  • Racionalismo e Empirismo

    Racionalismo e Empirismo: Ver o mundo, analisá-lo e criticar. Um ensaio sobre o desenvolvimento do pensamento racional e da ciência. Pensar e testar, faz parte do desenvolvimento da ciência.Vamos primeiro descontruir essa primeira frase. Pensar:Sinônimo de raciocinar. É analisar e criar ideias a partir de uma pré-concebida proposição e tirar conclusões verdadeiras ,falsas ou incloncusivas. Pensar é o princípio da corrente racionalista. O racionalismo é uma doutrina que surgiu no século 1 antes...

    550  Palavras | 3  Páginas

  • Empirismo e racionalismo na psicologia

    psicologia procurou conciliar essas duas abordagens. Com o tempo, alcançou identidade própria. Das influencias que a Psicologia teve vamos citar, neste trabalho, duas correntes da Filosofia Moderna que surgem a partir do Renascimento: o Racionalismo e o Empirismo, bem como as escolas Psicológicas que as tiveram como pressupostos. Racionalismo O Racionalismo consiste em acreditar nas idéias inatas e no raciocínio lógico através da razão. A filosofia constitui-se...

    2925  Palavras | 12  Páginas

  • INATISMO EMPIRISMO

     FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS-FIT (INATISMO, EMPIRISMO, CRITICISMO E IDEALISMO.) KAMYLA CRISTHINY DE SOUZA E SILVA SANTARÉM-PARÁ 2014-03-06 KAMYLA CRISTHINY DE SOUZA E SILVA INATISMO, EMPIRISMO, CRITICISMO E IDEALISMO. Trabalho apresentado ao Professor Everaldo Cordeiro da disciplina de Filosofia contemporânea do curso de Publicidade e Propaganda. FIT-SANTARÉM PARÁ-06/03/2014 INTRODUÇÃO ...

    1477  Palavras | 6  Páginas

  • Filosofia Moderna: Empirismo e Iluminismo

    Empirismo -Conceito O empirismo é o conhecimento que resulta da própria experiência. Também se trata de um sistema filosófico baseado, precisamente, nos dados da experiência. Para a filosofia, o empirismo é uma teoria do conhecimento que dá ênfase ao papel da experiência e da percepção sensorial na formação de ideias. Para que o conhecimento seja válido, deve ser provado através da experiência, convertendo-se assim na base de todos os conhecimentos. Da mesma forma, o empirismo...

    5589  Palavras | 23  Páginas

  • Racinalismo x empirismo

    RACINALISMO X EMPIRISMO A concepção racionalistaConcepção filosófica que afirma a razão como única faculdade de propiciar o conhecimento adequado da realidade. A razão, por iluminar o real e perceber as conexões e relações que o constituem, é a capacidade de apreender ou de ver as coisas em suas articulações ou interdependência em que se encontram umas com as outras. Ao partir do pressuposto de que o pensamento coincide com o ser, a filosofia ocidental, desde suas origens, percebe que há concordância...

    998  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento - O Empirismo Inglês

    F I C H A M E N T O D E S T A Q U E 2 OBRAS EM FICHAMENTO SOUZA FILHO, Danilo Marcondes de. O empirismo inglês. ROHDEN, Valério. O criticismo Kantiano. 3 REFERENTE Localizar nos textos os pontos principais sobre os temas apresentados. 4 DESTAQUES CONFORME O REFERENTE 4.1 O Empirismo Inglês 4.1.1 “[...] os empiristas pretenderam dar uma explicação do conhecimento a partir da experiência [...]”. (pg. 98) 4.1.2 “[...] todo nosso conhecimento provém de nossa percepção do mundo externo...

    1533  Palavras | 7  Páginas

  • Materialismo, empirismo e positivismo

     PSICOLOGIA Prof ª: Ana Maria Alunos Cláudia Helena Belchior Mayra Fortes Monalisa Viana Materialismo, Empirismo e Positivismo RIO DE JANEIRO 2014 O Materialismo Materialismo é toda concepção filosófica que aponta a matéria como substância primeira e última de qualquer ser, coisa ou fenômeno do universo. Para os materialistas, a única realidade é a matéria em movimento, que, por sua riqueza e complexidade, pode compor tanto a pedra quanto os extremamente variados...

    2308  Palavras | 10  Páginas

  • Empirismo

    Empirismo filosófico de Locke ->Para John Locke a busca do conhecimento deveria ocorrer através de experiências e não por deduções ou especulações. Desta forma, as experiências científicas devem ser baseadas na observação do mundo. O empirismo filosófico descarta também as explicações baseadas na fé.  ->Locke também afirmava que a mente de uma pessoa ao nascer era uma tábula rasa, ou seja, uma espécie de folha em branco. As experiências que esta pessoa passa pela vida é que vão formando seus...

    3471  Palavras | 14  Páginas

  • Empirismo de david hume

    PROF.: HELENA RÚBIA O EMPIRISMO DE DAVID HUME ANA CAROLINA CARVALHO ARRUDA ANITA DE CASSIA PEREIRA CAMARA BRUNA GABRIELE AMARAL SILVA CARLA CAROLINA DE OLIVEIRA SOUSA LAYANE NEVES DUARTE LUENA LIMA ALVES RAFAELA THAMYRES COSTA SILVA São Luís – MA 2013 ANA CAROLINA CARVALHO ARRUDA ANITA DE CASSIA PEREIRA CAMARA BRUNA GABRIELE AMARAL SILVA CARLA CAROLINA DE OLIVEIRA SOUSA LAYANE NEVES DUARTE LUENA LIMA ALVES RAFAELA THAMYRES COSTA SILVA O EMPIRISMO DE DAVID HUME Trabalho...

    3351  Palavras | 14  Páginas

  • O pragmatismo e seus críticos.

    | O pragmatismo e seus críticos. O que é pragmatismo, afinal? Pragmatismo é um nome dado a uma corrente filosófica que se desenvolve nos EUA, durante o final do século XIX e início do século XX em torno de uma “luta”, que se impunha, contra as correntes do positivismo lógico. Nesse trabalho serão mostradas as suas características principais e um pouco do debate em torno de seus críticos. O pragmatismo está atualmente esquecido, sua importância reduzida às correções que fizeram das...

    2722  Palavras | 11  Páginas

  • Empirismo

    Empirismo Trabalho realizado por: Índice Introdução Abordámos a realização deste trabalho dividindo-o em subtemas que cada membro do grupo exploraria independentemente. O resultado desta pesquisa, organização e sintetização independente foi depois compilado num texto único e articulado. O facto de dedicarmos uma página a cada tópico assim como outras escolhas de apresentação do trabalho fizeram-nos exceder o limite de páginas. No entanto, se desejável, seria possível condessá-lo...

    4586  Palavras | 19  Páginas

  • empirismo e racionalismo

    fundamentação do conhecimento, a sua origem – empirismo ou racionalismo, o resgate de sua importância existencial, apresentando assim uma visão comparativa crítica do título em referência, culminando numa abordagem subseqüente que converge as duas linhas de pensamento originárias. Não há pretensões com esse texto fazer-se relatos históricos, mas sobretudo, buscar fundamentação científica para a análise do tema bem como desenvolver pensamento crítico sobre as respectivas escolas e pensadores...

    5407  Palavras | 22  Páginas

  • racionalismo e empirismo

    4 Empirismo 5 Empirismo na ciência 7 Empirismo na filosofia 8 Antiguidade 9 Idade média 11 Idade moderna 12 Empirismo britânico ...

    5456  Palavras | 22  Páginas

  • Fichamento e Comentário Crítico do texto “Conhecimento, Educação e Subjetividade: reflexões filosóficas sobre o período clássico, moderno e pósmoderno” de Fernanda da Mota

     Centro de Educação e Humanidades  Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo  Departamento de Educação  Disciplina: Filosofia da Educação I  Docente: Ana Beatriz Domingues  Discente:Rute da Silva Nunes Trabalho I Fichamento e Comentário Crítico do texto “Conhecimento, Educação e Subjetividade: reflexões filosóficas sobre o período clássico, moderno e pós­moderno” de Fernanda da Mota São Gonçalo, 2013 Fichamento A autora  introduz  o artigo discorrendo a respeito do tema e da abordagem ...

    787  Palavras | 4  Páginas

  • RESUMO CRÍTICO DO ARTIGO “BASES DO CONHECIMENTO CIENTIFICO E SUA INFLUENCIA NA FORMAÇÃO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO”, POR JAMUR JOHNAS MARCHI.

     RESUMO CRÍTICO DO ARTIGO “BASES DO CONHECIMENTO CIENTIFICO E SUA INFLUENCIA NA FORMAÇÃO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO”, POR JAMUR JOHNAS MARCHI. O artigo tem por objetivo rever as bases das principais correntes do pensamento que entusiasmaram a formação do conhecimento em administração. No entanto o autor chama a atenção do leitor para perceber as raízes do saber no campo científico desta ciência. O trabalho não ressalta uma discussão excludente entre paradigmas dominantes e emergentes, ou entre...

    1133  Palavras | 5  Páginas

  • RESTAURO CRÍTICO - Pane e Bonelli

    O RESTAURO CRÍTICO As contribuições de Pane e Bonelli O ARCO DE TITO - ROMA A complexidade dos problemas a serem afrontados na área da restauração forçou o abandono do empirismo, preterido em função de uma aproximação aos monumentos mais consistentemente embasada, seja teórica, seja metodologicamente. PÓS GUERRA A necessidade de reconstrução em massa colocou novos problemas, de ordem prática e metodológica: Como intervir em áreas de grande valor histórico e simbólico? Quais...

    967  Palavras | 4  Páginas

  • Racionalismo e Empirismo

    * Um dos problemas que se levanta aos racionalistas é o de saber como pode a razão conhecer, com certeza absoluta, a realidade externa à própria razão, ou seja, como podem existir proposições universais indubitáveis sobre a realidade empírica. Empirismo - As posições que defendem que o conhecimento, apenas tem origem na experiência que os sentidos nos proporcionam sobre a realidade, são designadas por empiristas. 1 * O principal argumento dos empiristas é o de que os sentidos são uma janela para...

    1069  Palavras | 5  Páginas

  • Racionalismo E Empirismo

    filosofia de Francis Bacon — e as elaborações acerca da origem e das formas da soberania política a partir das idéias de direito natural e direito civil hobbesianas — isto é, do filósofo Thomas Hobbes. RACIONALISMO E EMPIRISMO Descartes e Locke RACIONALISMO – RENÉ DESCARTES EMPIRISMO – JOHN LOCKE Esquema de aula René Descartes (1596 – 1650) René Descartes é considerado universalmente o pai da filosofia moderna. Também conhecido como Cartesius, foi um filósofo, um físico e matemático francês...

    5031  Palavras | 21  Páginas

  • método crítico de kant

    haver sido a advertência de David Hume que, já lá vão muitos anos, pela primeira vez me despertou de meu sono dogmático e incutiu minhas pesquisas no domínio da filosofia especulativa orientação inteiramente diferente.” ¹ Com efeito, Kant, vê no empirismo cético de Hume, na sua crítica a noção de causalidade e da impossibilidade da razão em provar conceitos a priori, como por exemplo uma relação de causa efeito. Em poucas palavras, para o pensamento do filósofo inglês, somente a experiência poderia...

    1056  Palavras | 5  Páginas

  • RESUMO CRITICO DO TEXTO OS PASSOS METODOLÓGICOS PARA A ELABORAÇAO DE PROJETOS SOCIAIS

    FACULDADE INTEGRADA TIRADENTES- FITS SERVIÇO SOCIAL GESSICA KAROLLINE DOS SANTOS RESUMO CRITICO DO TEXTO OS PASSOS METODOLÓGICOS PARA A ELABORAÇAO DE PROJETOS SOCIAIS MACEIO – 2013 GESSICA KAROLLINE DOS SANTOS RESUMO CRITICO DO TEXTO OS PASSOS METODOLÓGICOS PARA A ELABORAÇAO DE PROJETOS SOCIAIS MACEIÓ- 2013 Ribeiro, Bruno Alvarenga...

    1268  Palavras | 6  Páginas

  • Ensinar Geografia para a Autonomia do Pensamento: o Desafio de Superar Dualismos pelo Pensamento Teórico Crítico.

    Resenha CAVALCANTI, Lana Souza. Ensinar Geografia para a Autonomia do Pensamento: o Desafio de Superar Dualismos pelo Pensamento Teórico Crítico. Revista da ANPEGE, v. 7, n. 1, número especial, p. 193-203, out. 2011. ISSN 1679-768 X, 2003, Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Geografia. A Lana de Souza Cavalcante Possui graduação em Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (1979), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (1990)...

    717  Palavras | 3  Páginas

  • John locke e a fundação do empirismo crítico

    John Locke e a fundação do empirismo crítico 1. A vida e as obras de Locke O empirismo, que em Bacon e em Hobbes constitui um componente essencial, mas entrelaçado com outros componentes e por eles delimitado (em Bacon, é circunscrito predominantemente à temática do experimento científico, ao passo que em Hobbes é fortemente condicionado pela teoria materialista-corporeísta), assume a sua primeira formulação paradigmática, metodológica e criticamente consciente na obra de Locke. ...

    9400  Palavras | 38  Páginas

  • Comentario critico o nome da rosa

    pensarem a respeito. Isso significaria que quem o fizesse estaria confabulando com o Diabo, em detrimento de Deus, logo, os indivíduos eram domados pelo temor. Também ficava difícil para a população discernir intelectualidade e por na prática seu senso crítico, pois não havia escola para civis, só para os padres; mesmo porque este conhecimento da Antiguidade era transposto para livros e ficava aprisionado nas bibliotecas dos mosteiros da Idade Média pala Igreja. Bernardo Gui, no filme de Jean Jacques Annaud...

    1070  Palavras | 5  Páginas

  • o problema crítico e a classificação dos juízos

    Resumo da Filosofia de Kant O Problema Crítico e a Classificação dos Juízos 04/04/2013 POR FELIPE PIMENTA 2 COMENTÁRIOS kant Kant tentou limitar ao máximo o valor da metafísica, rejeitando o racionalismo de Leibniz e ao fenomenismo de Hume. Esse é o primeiro de uma série de artigos em que vou tentar apresentar a filosofia complexa de Kant. Terei como base a obra Compêndio de história da filosofia, de Thonnard. Classificação do saber. Kant percebeu a diferença dos progressos das diversas ciências...

    1370  Palavras | 6  Páginas

  • Resumo crítico filosofia

    Introdução O presente trabalho é resumo crítico dos textos: Filosofia e educação e Filosofia: Pressupostos e concepções de educação de Ivanilde Apoluceno de Oliveira, capítulos I e II do livro, Filosofia da educação: Reflexões e debates. O capítulo I é dividido em três tópicos: O que é filosofia, o que é educação, o que é filosofia da educação. No primeiro tópico a autora faz um estudo sobre os três pressupostos básicos da filosofia que é a filosofia como atividade especificamente humana, filosofia...

    3285  Palavras | 14  Páginas

  • Resumo critico mizukami

    Nicoletti1 Tradicional - autoritarismo, - condução do aluno ao contato com as grandes realizações da humanidade, - ênfase aos modelos, aos especialistas e ao professor. Características Gerais Behaviorista - controle, - primado do objeto (empirismo), - conhecimento como descoberta que se dá no mundo externo, - ciência como tentativa de descobrir a ordem na natureza e nos eventos. Humanista -enfoque no sujeito: principal elaborador do conhecimento humano - ênfase às relações interpessoais...

    1564  Palavras | 7  Páginas

  • Fundamentos bíblicos e filosóficos da educação - resumo crítico

    UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Educação, Filosofia e Teologia - CEFT Curso: FUNDAMENTOS CRISTÃOS DA EDUCAÇÃO fundamentos teológicos e filosóficos da educação Prof. Dr. Mauro Fernando Meister Resumo Crítico do livro “Fundamentos Bíblicos e Filosóficos da Educação” Elvira Cristina de Azevedo Oliveira São Paulo 2012 Introdução Um dos maiores nomes da educação brasileira, Demerval Saviani, assim descreve o que é Filosofia, para em seguida explicitar...

    4225  Palavras | 17  Páginas

  • Aristóteles e o empirismo científico

    Tema: Aristóteles e o Empirismo Científico Belém, 01 de Março de 2013 INDICE SISTEMÁTICO O Esquema-Padrão das Introduções a Aristóteles ............................... 03 01. Evolução da filosofia do conceito: de Sócrates a Platão ..................... 07 02. A Biologia Descoberta Por Aristóteles ............................................... 09 * Aristóteles: um classificador incansável ....................................... 10 * Empirismo e explicação teórica .......

    11070  Palavras | 45  Páginas

  • RESUMO CRÍTICO - BOAVENTURA DE SOUSA SANTOS

    RESUMO CRÍTICO DO LIVRO Um discurso sobre as ciências” de Boaventura de Sousa Santos SANTOS, Boaventura. Um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento, 2002. Boaventura de Sousa Santos nasceu a 15 de novembro de 1940, em Coimbra, Portugal. É doutor em sociologia do direito pela Universidade de Yale, professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Distinguished Legal Scholar da Faculdade de Direito da Universidade de Wisconsin-Madison e Global Legal Scholar da Universidade...

    2117  Palavras | 9  Páginas

  • A religião e a ciência pelo viés crítico do documentário audiovisual baraka.

    Ensaio Acadêmico Tema: A religião e a ciência pelo viés crítico do documentário audiovisual Baraka. [pic] Baraka é uma palavra Sufi, e significa "Sopro de Vida", "Benção". É o titulo do documentário sobre o homem e a natureza, suas belezas, contrastes, semelhanças e destruição. Ele revela o quanto à humanidade está interligado, apesar das diferenças de religião, cultura e língua dos povos. Um verdadeiro poema visual, as imagens incluem um vasto registro de rituais religiosos...

    2683  Palavras | 11  Páginas

  • bio..o

    filosoficas quanto à origem do conhecimento. O racionalismo, o empirismo, o apriorismo e o construtivismo -O racionalismo, defendido por Descartes, afirma que a razão é a fonte do conhecimento. -O empirismo, defendido por Hume, afirma que a experiencia é a base de todas as nossas ideias. Uma ideia so é verdadeira se corresponder a uma impressao. -O apriorismo, defendido por Kant, é uma espécie de meio termo entre racionalismo e empirismo. Este afirma que o conhecimento começa com a experiencia...

    832  Palavras | 4  Páginas

  • ANÁLISE CRÍTICO-DESCRITIVA DA OBRA “FORMAÇÃO DO BRASIL CONTEMPORÂNEO” DE CARIO PRADO JÚNIOR

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Gabriela Verdi ANÁLISE CRÍTICO-DESCRITIVA DA OBRA “FORMAÇÃO DO BRASIL CONTEMPORÂNEO” DE CARIO PRADO JÚNIOR Porto Alegre 2013 PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. 23ªed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2004. 390p. Resenhado por Gabriela Verdi Borges¹ 1. Do autor Caio Prado Júnior, militante do Partido Comunista, nasceu em São Paulo...

    3822  Palavras | 16  Páginas

  • Psicologia Cientifica

    correntes de pensamento, predominando ora uma, ora outra.¨ (Isabel Freire, 1995 – Raízes da Psicologia, p. 49) ¨ Há uma mudança de atitude face ao conhecimento e às fontes do conhecimento. O autoritarismo do "magister dixit" foi substituído pelo empirismo e antiautoritarismo da dúvida metódica. Há o surgimento de uma linha de investigação crítica. Aquela velha ordem social, inquestionável, predeterminada pelo destino, também foi questionada e abalada.¨ (Isabel Freire, 1995 – Raízes da Psicologia...

    4727  Palavras | 19  Páginas

  • Empírico

    Significado de Empírico adj. Que está relacionado ao empirismo. Que se fundamenta na observação e na experiência, seguindo métodos ou não. s.m. P.ext. Pej. Pessoa que faz alarde acerca de seus atributos ou dos conhecimentos os quais não possui, mas necessita; charlatão. (Etm. do latim: empiricus) Sinônimos de Empírico Sinônimo de empírico: desusado e rotineiro Antônimos de Empírico Antônimo de empírico: conceitual e teórico Definição de Empírico Classe gramatical de empírico: Substantivo...

    4391  Palavras | 18  Páginas

  • Paradigmas da pesquisa científica

    dos fatos sociais e no Empirismo de Mill para a investigação de fenômenos psicológicos. Os empiristas lógicos construíram um ideal de ciência que se caracterizou pela adesão de dois princípios: Principio do empirismo – um enunciado ou um conceito só será significante na medida em que for fundado na experiência; Principio do logismo – para que um enunciado possa valer com cientifico deve ser passível de exata formulação na linguagem da lógica. O empirismo lógico por sua vez, não...

    712  Palavras | 3  Páginas

  • Influências Filosóficas sobre a Psicologia

    três correntes filosóficas na emancipação da psicologia A fonte que levara a psicologia a tornar-se uma ciência autônoma é a filosófica. Nela vamos encontrar três movimentos distintos: o empirismo crítico, o associacionismo britânico e o materialismo científico. 5.1 O Empirismo Crítico: Os filósofos do empirismo possuíam as mesmas preocupações dos filósofos gregos: desejavam saber do que era feito o mundo e como era possível, ao homem, conhecê-lo. A primeira pergunta foi respondida pela biologia...

    1226  Palavras | 5  Páginas

  • Comportamento organizacional

    Fichamento do texto A natureza sociológica da sociologia Por Florestan Fernandes (1980, editora Ática) Página 62 [Isolamento dos intelectuais nos Estados Unidos] Afirma Lasch: “O intelectual crítico está condenado ao fracasso: ele não encontra resposta e apoio em um movimento socialista forte e organizado, com suporte nas classes trabalhadoras e nas organizações sindicais.” O dilema é mais complexo. A sociedade de classes sob o capitalismo monopolista madura movimenta seu aparato...

    1424  Palavras | 6  Páginas

  • Industria Cultural

     Monteiro Lobato Aluno: Allan Víctor de Sousa Silva Professora: Rosane Turma: 2003 Empirismo O empirismo é uma doutrina filosófica que tem como principal teórico o inglês John Locke (1632-1704), que defende uma corrente a qual chamou de Tabula Rasa. Esta corrente afirma que as pessoas nada conhecem, como uma folha em branco. O conhecimento é limitado às experiências vivenciadas, e as aprendizagens se dão por meio de tentativas e erros. Ao longo de toda a história da filosofia, diversos...

    1603  Palavras | 7  Páginas

  • Criticismo Kantiano

    rumento  capaz de conhecer a verdade.  Em relação ao racionalismo e empirismo, Kant não desmerecia nenhum dos  dois meios para se chegar a uma verdade, ele proporcionou uma nova corrente  baseada no equilíbrio entre as duas correntes anteriores. O apriorismo defende que  podemos chegar a verdade, conceito, tanto pela inteligência inata, racional, como  também pelos sentidos, através da experiência​ . ​ Ele questionou o empirismo e o  racionalismo, ao longo de vinte anos de pesquisas, originando o pensamento que ...

    718  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria do Conhecimento

    respostas para as perguntas dos seres humanos através da ciência. O empirismo foi criado na Grecia antiga assim como a filosofia e até o proprio realismo,o empirismo diz que todas as experiências só são realmente aceitas quando comprovadas cientificamente e forem comprovadas com pesquisas especificas, o empirismo é dividido em 3 fases o empirismo Integral,moderna e Ciêntifica. Empirismo Integral se trata de coisas que são comprovadas por contatos diretos quanto qualquer...

    589  Palavras | 3  Páginas

  • O empirismo de francis bacon

    Introdução Francis Bacon é considerado o profeta da revolução tecnológica moderna, é um do mais importante defensor do empirismo. Para os empiristas os nossos conhecimentos começam com a experiência dos sentidos, isto é com as sensações. Os objetos exteriores excitam nossos órgãos dos sentidos e vemos cores, sentimentos sabedorias e odores, ouvimos sons, sentimentos, a diferença entre áspero e liso, o quente o frio, entre outros. As sensações se reúnem e formam uma percepção, ou seja, percebe...

    4967  Palavras | 20  Páginas

  • Trabalho de Filosofia

    mundo em que vivem. Algumas, mais que outras, defendem este empirismo como critério da verdade e tendem a adotar o senso comum em detrimento do conhecimento científico. Esta "ciência particular" tem seus desdobramentos em filosofias pessoais, nas quais as generalizações levam a visões de mundo que se afastam ainda mais do conhecimento científico e aproximam-se do misticismo e da pseudociência. Ainda, o empirismo descolado do pensamento crítico reúne afinidades que logo fazem surgir os líderes carismáticos...

    1480  Palavras | 6  Páginas

  • bgsbasbab

    de verificação prática, deve ser descartado. A evolução posterior do positivismo passou por diversas etapas e reelaborações, entre as quais cabe destacar o positivismo crítico e o neopositivismo ou positivismo lógico, e exerceu influência notável no desenvolvimento da filosofia analítica em meados do século XX. No aspecto crítico, como o positivismo repudia toda especulação em torno da natureza da realidade que afirme uma ordem transcendental não-suscetível de demonstração pelos dados da experiência...

    8242  Palavras | 33  Páginas

  • Fichamento Do Texto A Natureza Sociol Gica Da Sociologia

    que monopolizavam o desenvolvimento da sociologia enquanto ciência. Há ainda uma grande discussão sobre Wright Mills e Gouldner Mills defendia um modelo integrativo de explicação macro sociológica, que passa pela grande teoria e pelo empirismo abstrato, embora simplesmente ilustrativa. Mills como um dos o últimos clássicos, luta pra definir a sociologia enquanto ciência, onde seu maior objetivo era possibilitar o estudante e os intelectuais norte americanos instrumentos teóricos, metodológicos...

    775  Palavras | 4  Páginas

  • exercício sobre o conhecimento filosofia

    plenamente nas possibilidades do nosso conhecimento.  Dogmatismo crítico: Acredita em nossa capacidade de conhecer a verdade mediante um esforço conjugado de nossos sentidos e nossa inteligência. 03 – O que se entende por empirismo?  Empirismo: Defende que todas  as nossas  idéias são provenientes de nossas percepções sensoriais (visão, audição, tato, olfato e paladar). 04 - O que se entende por racionalismo? Racionalismo crítico e materialismo dialético: A experiência e o trabalho da razão depositam...

    607  Palavras | 3  Páginas

  • criticismo kantiano

    filosofia a posição metodológica própria do kantismo Na teoria de conhecimento, Kant começa por criticar as teorias filosóficas mas importante da idade Moderna: o racionalismo e o empirismo. Segundo o Kant, cada uma delas negligencia uma parte da estrutura do pensamento humano, valorizando apenas ou a sensibilidade (no caso empirismo) ou racionalidade (no caso do racionalismo). Ele ultrapassa criticamente as duas teorias lançando um novo ponto de vista a questão do conhecimento. A esta viragem na teoria...

    2386  Palavras | 10  Páginas

  • Apostila Do Aluno Teoria Do Conhecimento

    Entretanto, Descartes segue uma tradição iniciada na antiguidade por Parmênides, baseada na razão, representando o racionalismo. Locke continuou a vertente iniciada por Heráclito, baseada nos sentidos, originando, junto com outros filósofos de sua época, empirismo. Assim, ao observar o pensamento filosófico na Idade Moderna, devermos ter em mente a forte contribuição de uma discussão densa iniciada na antiguidade As possibilidades do conhecimento: Somos capazes de conhecer a verdade? É possível ao sujeito...

    2515  Palavras | 11  Páginas

  • Direito

    afirma, entretanto, que Hegel deve ser visto como o coroamento do jusnaturalismo, pois se entendemos esse modelo como a busca da concepção do Estado-razão, é em Hegel que ele a encontra de forma mais elaborada. Por outro lado, ele é também o maior crítico do jusnaturalismo, recolocando a questão em novos termos.  "Com Hegel, o modelo jusnaturalista chegou à sua conclusão. Mas a filosofia de Hegel é não apenas uma antítese, mas também uma síntese. Tudo o que a filosofia política do jusnaturalismo...

    1504  Palavras | 7  Páginas

  • ceticismo

    investigar antes de tomar por verdadeiras ou falsas quaisquer que sejam as hipóteses. No texto Ensaios sobre o ceticismo, no discurso Empirismo e Ceticismo, o autor tenta mostrar o nascimento do empirismo como orientação filosófica se deu, não na modernidade, mas na filosofia helenística grega, no pirronismo dos médicos – filósofos dessa época. A combinação de empirismo e metodismo médico ensejou ao velho pirronismo a possibilidade de formular uma postura epistemológica consistente com seu fenomenismo...

    1040  Palavras | 5  Páginas

  • Raizes da psicologia

    Duas correntes de pensamento conduziram e unificaram os estudos até atingir esse ponto. Foram elas: acorrente científica e a filosófica. A científica mostra como a ciência colaborou nesse processo. A filosófica é composta de três tendências: o empirismo crítico, o associacionismo e o materialismo científico. Cada uma, dentro de suas perspectivas, forneceu subsídios para dar consistência ao pensamento psicológico, sendo decisivos na sua emancipação. Em toda essa fase filosófica e pré-científica, o trabalho...

    13625  Palavras | 55  Páginas

tracking img