• peca
    criação de valor e a sustentabilidade do negócio. Coca-Cola Refrescar todos os consumidores em corpo, alma e mente. Inspirar momentos de otimismo através de nossas marcas e ações. Criar valor e fazer a diferença onde quer que atuemos. Natura Nossa razão de ser é criar e comercializar produtos e...
    1547 Palavras 7 Páginas
  • Perspectiva dualista de descartes:
    e, por fim, algumas críticas à proposta dualista cartesiana. 1 Diferença ente mente e corpo Nessa seção tratamos das diferenças entre o corpo e a mente. Exporemos algumas características da mente e do corpo. Entenderemos a Mente, algumas vezes denominada também pelo termo alma...
    4545 Palavras 19 Páginas
  • TRABALHO BBC1
    diferenças. 1- Em relação à idéia de mente, segundo Snell, não há termos em Homero para as estruturas de atividade mental, que possam ser comparadas às palavras alma ou mente. No entanto para Reale, Homero apresentava termos usados para referir-se à vida mental do homem antigo, como por exemplo, o...
    2263 Palavras 10 Páginas
  • Psicologia
    grandes dificuldades. Para ilustrar melhor essa ideia de mente e alma podemos analisar um cadáver e um corpo humano vivo, acreditando que alma e mente faça a diferença neste caso. Um cadáver é um corpo sem mente e sem alma e um corpo vivo é o que pensamos e sentimos, ou seja com alma e mente...
    647 Palavras 3 Páginas
  • Visão antropológica de descartes
    ...........................................................................8 3.2. A diferença entre corpo e alma como problema fundamental da noção de homem em Descartes.........................................................................8 3.3. Consequências da posição cartesiana........................................................9 3.4. A problemática da...
    2541 Palavras 11 Páginas
  • Descartes
    representa o mar), formal (o mar em si é a realidade formal) e material (“corpo” psicológico da ideia habitante na alma). A partir deste momento defende que devemos avaliar a realidade das ideias tendo em conta a primeira (objectiva), pois é aquela que responde à exigência do filósofo: ocorre na sua mente...
    3613 Palavras 15 Páginas
  • Platão
    matéria e forma. Alma é a forma do corpo, e este é a matéria da alma. A relação é parecida com aquela entre forma de Hermes e o bronze, com uma diferença. A forma da estátua é “acidental”, no sentido de que ela poderia ter a forma de outro deus. No entanto, para Aristóteles, a forma (alma) de um ser...
    3709 Palavras 15 Páginas
  • Historia da psicologia
    contemporâneas, notadamente na Psicologia, ao invés desse problema, que é de interesse filosóficos e religiosos, investiga-se a relação mente-cérebro. A pespectiva da relação alma- corpo quer na visão empírica da relação mente-corpo: propõem-se duas teses: Monismo: é a da unidade do ser humano...
    534 Palavras 3 Páginas
  • Psicologia Jurídica
    produção de conhecimentos propicia o início da sistematização do conhecimento científico. Para ele, o corpo abarcava todas as funções de sobrevivência e a mente tinha somente uma função: o pensamento. Com isso, desvia as atenções do estudo da alma em seu sentido abstrato, para o estudo da mente e das...
    2775 Palavras 12 Páginas
  • Aquino
    Deus 20 Notas 23 T r a d u ç ã o Artigo 1 - E por primeiro se pergunta se a mente enquanto nela está a imagem da Trindade é a essência da alma, ou uma potência dela 28 Artigo 2 - Em segundo lugar se pergunta se na mente existe memória 34...
    49805 Palavras 200 Páginas
  • Ideias psicológicas da antiguidade à idade média
    instinto. Esta teoria postulava que, a razão permitia ao homem sobrepor-se aos instintos que seria a base da irracionalidade. Platão (427-347 a.C) - Discípulo de Sócrates, tinha como principal objetivo: separar a mente do corpo, a mente foi intitulada de “alma” a razão do nosso próprio...
    457 Palavras 2 Páginas
  • O GRANJEIRO
    pintinhos. Na era do conhecimento conta com pessoas conscientes dos processos e comprometidos com eles, formando a tríade corpo, mente e alma no que respeita a não focar só na produção, mas também na qualidade, na motivação, nas diferenças, na criatividade e diversidade de ideias, opiniões e visões...
    310 Palavras 2 Páginas
  • Filosofia patrística
    seja superior aos objetos, ela mesma é mutável, ao passo que tais critérios são imutáveis e necessários. Conclui-se então que, acima da nossa mente existe um critério ou uma lei que se chama Verdade e que, portanto, existe uma natureza imutável, superior à alma humana. d) “Essa verdade que...
    1007 Palavras 5 Páginas
  • Linha do tempo de psicologia
    700 a. C. | Idade média | Século XV - XX | Procuravam entender o homem e principalmente sua alma e seu interior. Sócrates valorizando a razão, Platão a alma e Aristóteles estudava as diferenças entre a razão, percepção e sensação. | Principais acontecimentos: Desenvolvimento do cristianismo que...
    321 Palavras 2 Páginas
  • Yoga
    generosamente admirado.             Porque praticar Yoga ?        Segundo B.K.S. Iyengar (2001), noventa por cento da humanidade sofre de algum modo, física, mental ou espiritualmente. A ciência do yoga ajuda-nos a manter o corpo tão limpo quanto à alma. O corpo é indolente, a mente é vibrante e...
    1115 Palavras 5 Páginas
  • História da psicologia moderna
    questão da possibilidade de nossos pensamentos, sentimentos e atos resultarem de nosso livre-arbítrio ou de leis naturais determinísticas. 03- Sócrates postulava que a principal característica humana era a razão. Para Platão a razão estaria localizada na cabeça, onde se encontra a alma do homem...
    1808 Palavras 8 Páginas
  • Antropologia
    das pessoas do mundo, mas temo que em nossa mente sejamos iguais a elas. A regeneração foi cumprida em nosso espírito, mas após a regeneração, ainda necessitamos da transformação da nossa mente, da transformação da nossa alma. A diferença entre a mente renovada e a não renovada é como diferença...
    36157 Palavras 145 Páginas
  • 124567
    questões: O que é a mente? O que caracteriza os fenômenos mentais? O mesmo ocorre com quase todas as religiões que conhecemos. Todas elas referem-se à mente às vezes como "espírito" ou como "alma" - algo que teria propriedades especiais e que continuaria subsistindo mesmo após a nossa morte. Na...
    3541 Palavras 15 Páginas
  • Roteiro de estudo bbc
    sobre o cérebro e a localização da mente, quais as principais diferenças entre as idéias de Hipócrates (469-379 a.C.) e Aristóteles (384-322 a.C.). 7 Sobre a evolução do conhecimento sobre a localização da mente diferencie as hipóteses cefalocentrista da cardiocentrista. 8 Qual era a idéia de...
    3233 Palavras 13 Páginas
  • Teologia
    iluminação enquanto meditamos no que o autor nos apresenta. Com temor e tremor Daquele que está no trono, Os editores Alfenas, outubro de 2000 Watchman Nee TRADUZIDO DA VERSÃO ORIGINAL EM CHINÊS “O Poder Oculto da Mente” (1933) O PODER LATENTE DA ALMA Nesta obra o autor chama a atenção para uma...
    20561 Palavras 83 Páginas