Deusa Dike E Iustitia artigos e trabalhos de pesquisa

  • Deusas da justiça

    As deusas da justiça (THEMIS) Themis era filha de Urano (o céu, o paraíso) e de Gaia (a Terra). Faz parte, portanto, do mundo pré-olímpico dos Titãs, do qual ela, Leto e outras Titânides aparecem mais tarde entre os olímpicos. Era uma divindade da segunda geração, criada, juntamente com Nêmesis (a deusa da ética) pelas moiras. Seu nome significa "aquela que é posta, colocada", sendo considerada a personificação da Ordem e do Direito divino, ratificados pelo Costume e pela Lei. Têmis na mitologia...

    1723  Palavras | 7  Páginas

  • Deusas da Justiça

     Sobre as deusas da justiça Na história da humanidade existem muitos deuses que são atribuídos ao papel da justiça, embora a grande maioria possui culturas diferentes, muitos têm semelhanças e deram origem ao que se pode aclamar por “justiça”. Apesar da enorme quantidade de deuses, este trabalho apenas terá foco em Themis, Dike e Iustitia. Hesíodo Para entender o papel filosófico e cultural dos deuses da justiça é importante relatar e apresentar Hesíodo. Hesíodo foi um dos primeiros...

    700  Palavras | 3  Páginas

  • Deusas da Justiça

    As Deusas da Justiça 1. INTRÓITO:  A balança na condição de símbolo do Direito e da Justiça é um dos símbolos profissionais universalmente conhecidos. Contudo, a representação original não consiste na balança sozinha, e sim, na balança, em perfeito equilíbrio, sustentada por mãos femininas.  Nesse sentido, existe uma enorme confusão em relação a quem é a "Deusa da Justiça". Enquanto para a maioria das pessoas é Themis (ou Têmis, as duas formas de grafia estão corretas), há os que acreditam...

    2618  Palavras | 11  Páginas

  • Os significados ocultos da deusa da justiça

    2008 - ISSN: 1982-1425 Os significados ocultos da deusa da justiça  Ediovani A. Gaboardi1 Resumo Este artigo apresenta um estudo sobre os significados que estão simbolizados nas divindades tradicionalmente relacionadas à justiça: Têmis, Díke e Iustitia. Nos dias atuais, tradicionalmente atribuímos à romana Iustitia o título de deusa da justiça. Entretanto, seu simbolismo foi construído levando em conta os mitos gregos de Têmis e de Díke. Aqui tentamos revelar as questões sociopolíticas que...

    3197  Palavras | 13  Páginas

  • Deusas

    As Deusas da Justiça 1. INTRÓITO:  A balança na condição de símbolo do Direito e da Justiça é um dos símbolos profissionais universalmente conhecidos. Contudo, a representação original não consiste na balança sozinha, e sim, na balança, em perfeito equilíbrio, sustentada por mãos femininas.  Nesse sentido, existe uma enorme confusão em relação a quem é a "Deusa da Justiça". Enquanto para a maioria das pessoas é Themis (ou Têmis, as duas formas de grafia estão corretas), há os que acreditam...

    2618  Palavras | 11  Páginas

  • Deusa grega

    1-Os símbolos de Iustitia Deusa romana Iustitia. Já ao primeiro olhar revelam-se seus símbolos mais importantes: a balança, a venda e a espada. Seus significados se consiste: 1. A balança com o fiel (lingueta) na vertical expressa ideia de igualdade. Decisão justa é a decisão reta, em que o meio-termo foi conseguido, em que nenhuma das partes recebeu mais do que a outra. Por isso, o papel da deusa na mitologia grega era justamente dizer onde estava o meio-termo em cada situação. No direito romano...

    2064  Palavras | 9  Páginas

  • Deusas da justiça

    Deusa da justiça O nome é lindo: Têmis ou Thémis. É a deusa da justiça na mitologia grega. Filha de Urano e Gaia, em seu histórico, tem o título de uma das esposas de Zeus (o Rico Mansur do Olimpo). Além de esposa, era também sua mentora e ajudava a tornar suas decisões menos severas. Têmis não tinha os olhos vendados inicialmente, era representada como uma divindade de olhar austero, mas sempre esteve junto da balança (como toda mulher, inclusive!) que simboliza o equilíbrio e a espada, como...

    541  Palavras | 3  Páginas

  • diferença deusa justiça grega e a romana

    de uma deusa: para os gregos Diké e posteriormente para os romanos Iustitia Apesar das duas representarem a mesma coisa - "A Deusa da Justiça", o significado de ambas diverge tendo em vista o modo como entendem e aplicam o Direito. As deusas podem ser distinguidas pela ausência ou presença da venda nos olhos e posição da espada. Enquanto a Justiça grega era mais especulativa, a romana estava voltada para o equilíbrio, a prudência. Símbolo grego da justiça: deusa Diké ...

    696  Palavras | 3  Páginas

  • Direito

    a figura da mulher passou a ser a deusa Iustitia (ou Justitia), de olhos vendados, que, com as duas mãos, segurava uma balança, já com o fiel ao meio. Quer dizer, Iustitia era a deusa romana que personificava a justiça. Equivalia, a deusa Diké na Grécia, diferindo dela por aparecer de olhos vendados, simbolizando a imparcialidade da justiça e a igualdade dos direitos. Seus olhos são vendados (para ouvir bem) e segura uma balança com as mãos ( bem firme). A deusa deve estar sempre de pé durante a...

    583  Palavras | 3  Páginas

  • Os mitos da justiça na Grécia e Roma Antigas

    segunda geração de deuses, encontramos Nêmesis, conhecida por punir e castigar todo aquele que cometesse crimes contra os deuses, assim como sustentar o equilíbrio social, contendo excessos. Em seguida, uma das imagens mais importantes, Themis. Era a deusa da justiça divina, encarregada de prezar pelas normas emanadas dos deuses, ao exaltar os direitos e deveres de cada um. Além disso, é conhecida por ser a protetora dos oprimidos, era também a segunda das esposas divinas de Zeus e sentava ao seu lado...

    1125  Palavras | 5  Páginas

  • Economia

    fígado com as próprias mãos. A tragédia acaba com o coro a aconselhar os homens a seguir a sabedoria, pois só ela traz a felicidade.   ~Miguel Têmis - deusa da justiça humana   Têmis é a deusa da justiça e das leis dos homens, é muita conhecida como símbolo da justiça, mas na verdade a deusa da justiça é sua filhaDice, Têmis á aquela deusa que usa uma venda por cima dos olhos, com uma balança e uma espada, vocês conhecem né? Têmis foi a segunda esposa de Zeus, a primeira foi Métis e Hera é...

    5537  Palavras | 23  Páginas

  • Ius directum

    juramentos dos homens, a deusa Thémis proferia as leis e os oráculos que, obrigatoriamente, deveriam ser acatados por todos. Mais adiante, já em outro período helênico, o de Hesíodo, Díkê, filha de Zeus e de Thémis, surge como símbolo, tendo, em sua mão direita, uma espada e, na esquerda, a balança com os dois pratos em prumo, mas sem o fiel ao centro. Desta vez, de pé e com os olhos abertos. Esse símbolo, sem dúvida, foi o que disfrutou de maior prestígio ao longo da história. Díkê dizia haver justiça...

    4053  Palavras | 17  Páginas

  • A origem dos símbolos do direito

    balança de dois pratos, colocados no mesmo nível e o fiel ao meio (se existe), perfeitamente a prumo. A partir do símbolo do Direito surgiram as palavras que o designam e até seu significado, como é o caso da palavra ius, atitude gerada pela deusa Iustitia, e a palavra derectum para demonstrar que a balança está igualmente ao meio, mostrando igualdade, uma herança da Antiguidade Clássica. Nesta análise, será tratada toda a importância dos povos gregos e romanos para a formação da palavra ius e...

    2910  Palavras | 12  Páginas

  • Símbolos do direito

    grande parte dfos livros de História Greco-romana, Thêmis figura como a filha de Urano, Deus do Céu, e de Gaia, Deusa de Terra, Thêmis era conhecida como a guardiã dos juramentos dos homens e da lei, sendo invocada nos julgamentos diante dos magistrados. Ao longo de sua vida teve três filhas de nomes Eunômia, representando a disciplina, Diké, a justiça e Eiriné, representando a paz. A Deusa Thêmis, por estar de olhos vendados deve representar a igualdade, o sinônimo de imparcialidade nas decisões...

    2679  Palavras | 11  Páginas

  • Direito - comparativo Grécia e Roma

    Mas, ao longo da história a situação foi sendo alterada e os direitos foram sendo estendidos a outros substratos sociais, inclusive aos povos dominados, não permanecendo unicamente para as elites dominantes. 1.2 SIMBOLOGIA (DIKÉ) Icnograficamente, Diké aparece com a mão direita sustentando uma espada (numa alusão a força, elemento indispensável ao Direito) e com a mão esquerda, por sua vez, sustentando uma balança de pratos (referindo-se à igualdade como meta buscada pelo Direito)...

    1294  Palavras | 6  Páginas

  • Aula 01 O Direito Prof Michelle Marcelino

    o conjunto de princípios, de regras e de instituições, destinadas a regular a vida humana em sociedade.” (Sérgio Pinto Martins) “Os que se vão dedicar ao estudo do Direito devem começar por saber donde vem a palavra “ius”. Na verdade, provem de iustitia: pois (retomando uma elegante definição de Celso) o direito é a arte do bom e do equitativo. §1. Pelo que há quem nos chame de sacerdotes. Na verdade, cultivamos a justiça e, utilizando o conhecimento do bom e do equitativo, separamos o justo do...

    1561  Palavras | 7  Páginas

  • Trabalho sobre simbologia do direito

    (ROSA, 2005). De acordo com Ribeiro & Ferraz JR. (2005), os gregos exteriorizavam a idéia de Justiça, através da deusa Diké, filha de Zeus e de Themis; enquanto os romanos a retratavam através da deusa Iustitia. Cada um de tais povos, diferentemente, retratava a idéia de Justiça com variações simbólicas distintas, como, por exemplo, os gregos, para os quais a deusa grega, Diké, mantinha os olhos bem abertos, cuja mão direita estava uma espada e na mão esquerda carregava uma balança, com dois...

    3765  Palavras | 16  Páginas

  • Ius Derectum

    justiça, foi a segunda mulher de Zeus, que segurando a balança de dois pratos equilibrada ou igual, jus, justo e a espada, ou um feixe de machados rodeado de varas. Mas é a conselheira direta de Zeus. Em uma terceira era no tempo de Hesíodo temos Dikê à deusa que passa a administrar a justiça, filha de Zeus com Thêmis5 se torna um símbolo mais popular segurando uma espada em sua mão direita, e na esquerda a balança de dois pratos sem fiel, porém, ao mesmo nível, igual (ίσος), Ison, palavra popular das...

    1856  Palavras | 8  Páginas

  • Themis

    Sendo a deusa reportado, Têmis, uma deusa da justiça, onde inúmeras opressões vão ao desencontro.......... blablalblalblalblablabla 2. Discussão Teórica Existe uma grande controvérsia a respeito de quem realmente é a Deusa da Justiça. Themis era a divindade Grega, na qual ela representava se para o povo Grego. Tinha o significado de: “aquela que era posta, colocada” e em controvérsia, alguns pensadores dizem que havia outra Deusa na Grécia, associada à noção de Justiça, a Deusa Diké, filha...

    843  Palavras | 4  Páginas

  • ius directum

    bastante antigo, referente à língua latina, encontrado na raiz de palavras como: justiça, juiz, jurídico e, ainda, do próprio termo direito. No entanto, seu radical etimológico é incerto, porque alguns autores admitem que o vocábulo deria da palavra iustitia, outros acreditam na derivação inversa. O autor refere-se, inclusive, a uma opinião defendida por alguns autores de que ius, Zeus e Júpiter teriam uma origem etimológica comum (não estando indicada qual seria ela). A partir da análise dos termos...

    4951  Palavras | 20  Páginas

  • AULA 01 I E D INTRODUCAO 2014 1 UNIC 20140321185043

    no meio, na mão esquerda da deusa Diké, filha de Zeus e Themis, em cuja mão direita estava uma espada e que, estando em pé e tendo os olhos bem abertos, dizia (declarava solenemente) existir o justo quando os pratos estavam em equilíbrio ( íson, donde a palavra isonomia). Daí, para a língua vulgar dos gregos, o justo (o direito) significar o que era visto como igual (igualdade). Já o símbolo romano, entre as várias representações, correspondia, em geral, à deusa Iustitia, a qual distribuía a justiça...

    2128  Palavras | 9  Páginas

  • Fichamento Introdução ao Estudo do Direito Zetética e Dogmática

    Civilização grega e a representação do direito Diké, filha de Zeus e Themis, na mitologia grega, era a deusa que declarava direito por meio dos termos dikaion e íson que significam dizer, algo dito e igualdade, equilíbrio, respectivamente. Esta deusa segurava em sua mão esquerda a balança, sem o fiel no meio e na mão direita segurava uma espada. A espada era o instrumento que indicava o conhecimento do direito e a força para executá-lo (iudicare). Diké esta de pé e de olhos abertos e dizia (dikaion)...

    1029  Palavras | 5  Páginas

  • Direito

    balança, com dois pratos sem o fiel, na mão esquerda da deusa Diké, e na mão direita uma espada, a deusa tinha os olhos bem abertos, e o justo se tinha quando os pratos estavam em equilíbrio . Os romanos tinha como símbolo a deusa iustitia, que segurava, com as duas mãos, uma balança com dois pratos e um fiel no meio, tinha os olhos vendados e declarava o direito (jus) quando o fiel estava completamente na vertical. A diferença entre as deusas esta no fato de, a grega ter os olhos abertos e a romana...

    763  Palavras | 4  Páginas

  • introducao de direito

    tem sua concepção e sua maneira de ver diferente do outro. os Gregos representavam a balança com os pratos em nível sem a figura do fiel juntamente com a representação de uma espada que aliavam o conhecer, o direito á força para executa-lo , e sua Deusa em pé de olhos bem abertos priorizando a visão e a audição , a visão para indicar ou simbolizar a especulação, o saber puro e a audição para mostrar o valor ativo, as coisas praticas o saber agir, a prudencia, o apelo a ordem é uma concepção mais...

    524  Palavras | 3  Páginas

  • simbolo do direito

    Deusa da justiça, das leis e da ordem, a Deusa Grega Têmis (Justitia para os Romanos), filha de Gaia (Terra) e Urano (Céu), é representada com os olhos vendados, carregando na mão esquerda, uma balança símbolo da justiça e do equilíbrio; e, por sua vez, na mão direita, segura uma espada, que simboliza a força, o poder e a defensora da lei na medida em que servirá para punir os maus. Dessa maneira, a Deusa Têmis proporciona a igualdade, a verdade e o equilíbrio...

    2545  Palavras | 11  Páginas

  • Direito

    balança, com dois pratos sem o fiel, na mão esquerda da deusa Diké, e na mão direita uma espada, a deusa tinha os olhos bem abertos, e o justo se tinha quando os pratos estavam em equilíbrio . Os romanos tinha como símbolo a deusa iustitia, que segurava, com as duas mãos, uma balança com dois pratos e um fiel no meio, tinha os olhos vendados e declarava o direito (jus) quando o fiel estava completamente na vertical. A diferença entre as deusas esta no fato de, a grega ter os olhos abertos e a romana...

    763  Palavras | 4  Páginas

  • A Universalidade Do Fenômeno Juridico

    tem sua concepção e sua maneira de ver diferente do outro. os Gregos representavam a balança com os pratos em nível sem a figura do fiel juntamente com a representação de uma espada  que aliavam o conhecer, o direito á força para executa-lo , e sua Deusa em pé de olhos bem abertos priorizando a visão  e a audição , a visão para indicar  ou simbolizar a especulação, o saber puro e a audição para mostrar o valor ativo, as coisas praticas o saber agir, a prudencia, o apelo a ordem é uma concepção mais...

    579  Palavras | 3  Páginas

  • Símbolos do Direito

    imagem da jurisdição, da justiça terrena, da “Iustitia” com os olhos vendados, que não se deixa influenciar durante a avaliação da culpa. Também no além, segundo a doutrina ética de muitas religiões no que se refere à remissão dos pecados, ocorre um julgamento que decide sobre o peso das boas e das más ações realizadas na terra; assim como, por exemplo, o julgamento dos mortos dos antigos egípcios, no qual o deus Osíris, na presença de Maat, a deusa da justiça, pesa o coração do morto e decide sobre...

    2196  Palavras | 9  Páginas

  • Os símbolos da justiça

    mão, se aquele que se encontra defronte à cadeira do juiz divino deve ser designado ao paraíso do céu ou aos tormentos eternos do inferno .     MARTELO Também chamado de malhete, o martelo do juiz, todo em madeira, é juntamente com a deusa Thêmis e a balança da justiça comutativa, um dos mais fortes e conhecidos símbolos do direito e da justiça. conceitos associados: respeito, ordem.   Alguns autores fazem referência ao antigo cajado utilizado pelos sacerdotes judeus e cristãos...

    613  Palavras | 3  Páginas

  • Direito simbolos

    imagem da jurisdição, da justiça terrena, da “Iustitia” com os olhos vendados, que não se deixa influenciar durante a avaliação da culpa. Também no além, segundo a doutrina ética de muitas religiões no que se refere à remissão dos pecados, ocorre um julgamento que decide sobre o peso das boas e das más ações realizadas na terra; assim como, por exemplo, o julgamento dos mortos dos antigos egípcios, no qual o deus Osíris, na presença de Maat, a deusa da justiça, pesa o coração do morto e decide sobre...

    2061  Palavras | 9  Páginas

  • simbolo do direito

    no que se refere à remissão dos pecados, ocorre um julgamento que decide sobre o peso das boas e das más ações realizadas na terra; assim como, por exemplo, o julgamento dos mortos dos antigos egípcios, no qual o deus Osíris, na presença de Maat, a deusa da justiça, pesa o coração do morto e decide sobre seu destino ultraterreno. O ato de pesar as ações terrenas encontra-se presente também nos julgamentos do além dos antigos persas e dos tibetanos. Na Grécia, com a balança, Zeus inflige ao homem seu...

    2263  Palavras | 10  Páginas

  • A Universalidade do Fenômeno Jurídico

    tem sua concepção e sua maneira de ver diferente do outro. os Gregos representavam a balança com os pratos em nível sem a figura do fiel juntamente com a representação de uma espada  que aliavam o conhecer, o direito á força para executa-lo , e sua Deusa em pé de olhos bem abertos priorizando a visão  e a audição , a visão para indicar  ou simbolizar a especulação, o saber puro e a audição para mostrar o valor ativo, as coisas praticas o saber agir, a prudencia, o apelo a ordem é uma concepção mais...

    579  Palavras | 3  Páginas

  • Etica

    pratos, mas sem o fiel no meio, na mão esquerda da deusa Diké, filha de Zeus e Themis, em cuja mão direita estava uma espada e que, estando em pé e tendo os olhos bem abertos, dizia (declarava solenemente) existir o justo quando os pratos estavam em equilíbrio (íson, donde a palavra isonomia). Daí, para a língua vulgar dos gregos, o justo (o direito) significar o que era visto como igual (igualdade)”. (FERRAZ JÚNIOR, p. 32) Diké Diké Etimologia e simbologia ● “Já o símbolo romano...

    2058  Palavras | 9  Páginas

  • Deusa temis

    Deusa Têmis Têmis era a deusa grega guardiã dos juramentos dos homens e da lei, sendo que era costumeiro invocá-la nos julgamentos perante os magistrados. Por isso, foi por vezes tida como deusa da justiça, título atribuído na realidade a Diké. Era filha de Urano(o céu, o paraíso) e de Gaia(a Terra), e segunda mulher de Zeus. Pertence, portanto, ao mundo pré-olímpico dos Titãs, do qual só Ela e Leto aparecem mais tarde entre os olímpicos. Seu nome significa "aquela que é posta, colocada...

    1591  Palavras | 7  Páginas

  • introdução direito

    concernente à espada. Enquanto Diké (deusa grega )empunha uma espada, simbolizando a imposição da justiça pela força (iudicare), Iustitia adota o jus-dicere, conduta na qual a espada fica em posição de descanso, podendo, quando preciso, ser utilizada (versão mais usual). Assim, Iustitia pode ser representada ou segurando a balança com as duas mãos firmemente ou segurando numa mão uma balança e na outra mão uma espada para baixo. o que tange ao uso da espada, as Deusas Grega e Romana distinguiam-se;...

    808  Palavras | 4  Páginas

  • QUESTIONARIO IED

    leis (escrita). EX: Código Civil, Constituição Federal, Código Penal, etc. 12 – O que é axiologia? R: Axiologia é o estudo dos valores. 13 – Qual a diferença na descrição entre a Deusa Dikê e a Deusa Iustitia? R: Dikê: Deusa Grega está de pé, possui uma espada e uma balança e os olhos estão abertos. Iustitia: Deusa Romana está de pé, com os olhos vendados e possui somente a balança na mão. 14 – O que é direito natural? R: O direito natural é aquele inerente à natureza humana, não é escrito (ou...

    1647  Palavras | 7  Páginas

  • dIreito

    dependem da cultura. Símbolos mais elaborados do Direito Cultura Grega Deusa Diké Em pé Mão Esquerda: segura uma balança SEM FIEL Mão Direita: segura uma espada(força e firmeza) Olhos Abertos ( Sentido Intelectual - Especulação e Saber teórico:Adequar a teoria aos fatos ) Sua boca dizia O JUSTO quanto os pratos estavam em equilíbrio(Íson) Palavras mais importantes relacionadas: Díkaion: O que era dito solenemente pela deusa Díke (Declarava o Direito) Íson: Igual (donde vem a palavra isonomia) ...

    4567  Palavras | 19  Páginas

  • IED - Ferraz Junior Primeiro capitulo

    tentativa de aproximação do significado na própria origem da palavra direito, do latim clássico jus e derectum e da indoeuropéia rek-to. Ferraz fala também do vinculo do direito com vários símbolos de origem grega e romana, respectivamente a Deusa Diké e deusa Iustitia, e por fim do primeiro tópico o autor adverte que não é fácil compreender o que seja direito por ele ter diversos significados. No tópico “1.2 Busca de uma compreensão universal; concepções de língua e definição de direito” o autor fala...

    720  Palavras | 3  Páginas

  • UNIDADE 1 Aula 01 O Conhecimento Jur Dico

    (derectum), originou as formas latinas: direito, derecho (espanhol), droit (francês), diritto (italiano), dreptu (romeno). Significava: o que é reto, ou o que obedece a um padrão ou medida. Pode ter sofrido influência também da forma grega “diké”, que além de nomear a deusa grega da justiça, derivava do vocábulo dik, indicação. O vocábulo grego “dikaión” (δικαιον) significa ao mesmo tempo direito e justiça. (MONTORO, 1999 e FERRAZ JR., 1988). PROVÁVEIS ORIGENS DO TERMO “JUS” • A expressão “jurídico” pode...

    2459  Palavras | 10  Páginas

  • Artigo de História

    sociedade egípcia. É evidente que a religião continuará sendo a fonte de legitimidade do Direito, as regras eram obedecidas porque dela derivava. O faraó era responsável por fazer cumprir a ideia de justiça. Havia uma deusa que representava esse ideal. Nesse caso, a deusa da justiça é a deusa Maat, onde ela daria o conceito de justiça a seguinte tradução, justiça para os egípcios antigos estava sempre ligado a ideia de paz, a ideia de harmonia e equilíbrio. A igualdade era respeitada, mas não a 3 4 ...

    7470  Palavras | 30  Páginas

  • O que é o direito.

    passa a sociedade. Desde o exame dos símbolos do Direito, pode-se ter uma noção do que se entende como sendo sua finalidade. Um dos símbolos da Grécia representa a deusa Diké, filha de Zeus e de Thémis, em pé e com os olhos bem-abertos, sustentando uma espada na mão direita e uma balança na mão esquerda. No símbolo romano, a deusa Iustitia, em pé e com os olhos vendados, administra a justiça, segurando a balança com as duas mãos. É justa ou de direito a solução, quando os pratos da balança estão em...

    609  Palavras | 3  Páginas

  • Introdução ao Estudo de Direito

    cultura. Símbolos mais elaborados do Direito Cultura Grega Deusa Diké Em pé Mão Esquerda: segura uma balança SEM FIEL Mão Direita: segura uma espada (força e firmeza) Olhos Abertos ( Sentido Intelectual - Especulação e Saber teórico:Adequar a teoria aos fatos ) Sua boca dizia O JUSTO quanto os pratos estavam em equilíbrio (Íson) Palavras mais importantes relacionadas: Díkaion: O que era dito solenemente pela deusa Díke (Declarava o Direito) Íson: Igual (donde vem a palavra isonomia) ...

    2116  Palavras | 9  Páginas

  • arte

    com o fiel no meio –quando este existia – em posição perfeitamente vertical.” “ Os gregos colocavam essa balança, com os dois partos, mas sem o fiel, na mão esquerda da deusa Diké, em cuja mão direita estava uma espada e que, estando em pé e tendo os olhos bem abertos.” “Já o símbolo romano, correspondia, em geral, à deusa Iustitia, a qual distribuía a justiça por meio da balança ( com os dois pratos e o fiel bem no meio) que ela segurava com as duas mãos. Ficava de pé e tinha os olhos vendados.” ...

    685  Palavras | 3  Páginas

  • DAVID SCHNEIDER

    EQUILIBRADA NO MESMO NIVEL EM POSIÇÃO PERFEITA. PARA DAVID SERIA PRECISO PERGUNTAR O QUE EESSES SIMBOLOS SIMBOLIZAM ? SIMBOLO GREGO: DIKÉ ; NA MÃO ESQUERDA ESTA A BALANÇA COM OS DOIS PRATOS SEM O FIEL NO MEIO NA MÃO DIREITA A DEUSA SEGURA UMA ESPADA E COM OS OLHOS ABERTOS DECLARA EXISTER O JUSTO QUANDO OS PRATOS ESTIVEREM EM EQUILIBRIO. SIMBOLO ROMANO: IUSTITIA TEM OS OLHOS VENDADOS; E NÃO SEGURA ESPADA. SEGURA A BALANÇA COM AS DUAS MÃOS E COM O FIEL NO MEIO; FIEL COMPLETAMENTE VERTICAL E RETO...

    654  Palavras | 3  Páginas

  • direito romano

    DIREITO GREGO PROFESSORA DOUTORA: NELMA MONTEIRO A estátua Grega símbolo da justiça, chamada de Diké . Ela é a deusa grega dos julgamentos e da justiça (a deusa correspondente, na mitologia romana, é a Iustitia). http://jus.com.br/forum ttt http://www.canstockphoto.com.br Para os Gregos o Direito significava aquilo que era justo, por isso possuímos hodiernamente o conceito de igualdade (isonomia = deriva de "ison" que é o ponto de equilíbrio do fiel na balança), e principalmente igualdade...

    906  Palavras | 4  Páginas

  • As deusas da justiça

    Theoria - Revista Eletrônica de Filosofia AS DEUSAS DA JUSTIÇA, OS HOMENS E AS VENDAS DA INJUSTIÇA Carlos Roberto da Silveira 1 RESUMO Sendo o homem um animal simbólico, este interpreta e constrói o mundo interior juntamente com a realidade objetiva do mundo exterior. Tais construções simbólicas da relação do homem com o mundo formam os significados. Muitas dessas significações se transformam em linguagem sistematizada. A mitologia é uma grande portadora dos significados, dos símbolos e...

    6522  Palavras | 27  Páginas

  • Introduçao ao estudo do direito

    preliminares do direito. São Paulo: Saraiva 9. Telles, Junior, Godoffredo. Iniciação na ciência. Grecia Deusa grega “DIKE Filha de Deus e Themis(Lei) • Tem os olhos bem abertos • Na mão esquerda sustenta a balança • Na mão direita sustenta uma espata Roma Deusa romana “IUSTITIA” • Tem os olhos vendados • Com as duas mãos sustenta o FIEL para equilibrar a balança Diké, deusa da justiça e embora um dos mitos contados sobre ela diz que foi exilada na constelação de Virgo. O poeta...

    4258  Palavras | 18  Páginas

  • Aspectos introdutórios do direito

    o símbolo da balança aparece nas mãos de uma deusa. No caso dos gregos, a deusa é Diké, filha de Zeus e Themis. Originariamente, ela possui os olhos abertos, carrega a balança na mão esquerda e uma espada na mão direito. Quando os pratos atingem o equilíbrio (íson), a deusa encontrou a medida a ser tomada e profere o direito (díkaion). Os romanos criaram sua representação original para a deusa Iustitia, depois modificada ao longo da história. Essa deusa, ao contrário da grega, possui os olhos vendados...

    1524  Palavras | 7  Páginas

  • Questionario IED 1º período

    para símbolos independente do contexto do uso 2) Podemos aprender algo sobre nossas expectativas jurídicas conhecendo certos símbolos e imagens do mundo jurídico. a) A deusa Diké possuía as duas mãos presas a uma balança e olhos vendados, o que sugere a ênfase grega na violência como nota distintiva do direito. b) A deusa Iustitia carregava uma espada e não possuía olhos vendados para julgar. A oralidade caracterizadora do direito está presente nas noções de Lex e legere. c) De-rectum e ius são termos...

    1947  Palavras | 8  Páginas

  • Historia Do Direito

    conhecimento da evolução do entendimento a cerca do direito pelo homem, a metodologia usada e sua concretização, fundamentando a obrigatoriedade do direito diante dos conflitos da sociedade. 4.1 Pensamento Jurídico Grego e Romano Na simbologia grega há a deusa Díkê, filha de Zeus e Thémis, que se encontra de pé, de olhos abertos, representando a pureza do saber, tem em sua mão direita uma espada, simbolizando a execução do Direito, e em sua mão esquerda tem um balança com dois pratos (sem fiel, por tanto...

    1214  Palavras | 5  Páginas

  • universalidade do direito

    Essa simbolização variava de povo para povo e de época para época. Os gregos colocavam essa balança sem o fiel no meio da mão da deusa DIKÉ e na outra mão, direita, estava a espada e, que estando de pés e olhos bem abertos, dizia existir o justos quando o prato estiverem em equilibrado. Já o símbolo dos romanos, era a balança com o fiel bem no meio segurado pela deusa IUSTITIA. Ela tinha os olhos vendados e declarava o direito (jus) quando o fiel estivesse completamente vertical: Direito (RECTUM) = Perfeitamente...

    2695  Palavras | 11  Páginas

  • Sentido e significado de Direito

    se chegar aos conceitos estabelecidos pelas escolas do pensamento jurídico. O direito tal como conhecemos hoje, tem como base conceitos originados na Grécia antiga e em Roma, e está vinculado a uma série de símbolos. Na Grécia antiga, a deusa da justiça, Diké, filha de Zeus e Themis, era representada em pé, com os olhos abertos, pois para os gregos a visão e a audição eram os sentidos mais importantes. A visão significava sapiência, o saber puro e a especulação, e a audição significava a prudência...

    1495  Palavras | 6  Páginas

  • Trabalhos

    directus, abandonando e termo clássico ius, decorreu da velha simbologia, da balança cujos pratos deveriam estar retos, no mesmo nível, da palavra clássica mantivemos vários vocábulos: justiça, jurisprudência, justo. Grécia: símbolo do Direito era Deusa dikê, filha de Zeus e Thémis, em pé com os olhos abertos, mão direita espada, esquerda balança, leva a espada porque quem executasse a lei deveria cortar o direito, não podia se influenciar pelos desejos e emoções das partes. A espada representa tmb...

    1518  Palavras | 7  Páginas

  • Introdução ao estudo do direito

    meio, na mão esquerda da deusa Diké, filha de Zeus e Themis, em cuja mão direita estava uma espada e que, estando em pé e tendo os olhos bem abertos, dizia (declarava solenemente) existir o justo quando os pratos estavam em equilíbrio (íson, donde a palavra isonomiá). Daí, para a língua vulgar dos gregos, o justo (o direito) significar o que era visto como igual (igualdade). Já o símbolo romano, entre as várias representações, correspondia, em geral, à deusa Iustitia, a qual distribuía a justiça...

    5786  Palavras | 24  Páginas

  • 167bf624aa251d

    (naturalista) ou idealista-realista c) comunitarista d) convencionalista 2. A noção de neutralidade está presente nos símbolos ocidentais do direito. “Cegueira” indica esta aptidão para julgar sem privilegiar. Qual deusa estava de olhos vendados? a) Diké b) Themis c) Nemesis (vingança) d) Iustitia 3. Em situações típicas, o direito como faculdade de agir do indivíduo se chama a) direito objetivo (= lei estatal) b) direito subjetivo c) direito abstrato d) direito revogado 4. O enfoque que está comprometido...

    1220  Palavras | 5  Páginas

  • Mitologia Grega e Romana

    mitologia grega.............................................8 1.2 Conheça as principais deusas da mitologia grega...........................................14 Cap 2 .................................................................................................................... 19 1.1 Deuses da mitologia romana .......................................................................... 19 1.2 Deusas da mitologia romana ......................................................................

    5446  Palavras | 22  Páginas

  • Significado de palavras de filosofia

    tudo o que é e tudo que será". Têmis - Têmis era a deusa grega guardiã dos juramentos dos homens e da lei, sendo que era costumeiro invocá-la nos julgamentos perante os magistrados. Por isso, foi por vezes tida como deusa da justiça, título atribuído na realidade a Diké. Diké - Diké (ou Dice), em grego Δίκη, filha de Zeus com Têmis, é a deusa grega dos julgamentos e da justiça (a deusa correspondente, na mitologia romana, é a Iustitia), vingadora das violações da lei. Sofista - Os sofistas...

    4220  Palavras | 17  Páginas

  • Resumo De Metodologia

    dois pratos, mas sem o fiel no meio, na mão esquerda da deusa Diké, filha de Zeus e Themis, em cuja mão direita estava uma espada e que, estando em pé e tendo os olhos bem abertos, dizia (declarava solenemente) existir o justo quando os pratos estavam em equilíbrio. Daí, para a língua vulgar dos gregos, o justo (o direito) significar o que era visto como igual (igualdade). Símbolo do Direito romano: correspondia, em geral, a deusa Iustitia, a qual distribuía a justiça por meio da balança (com os...

    5297  Palavras | 22  Páginas

  • trabalho

    originou as formas latinas: direito, derecho (espanhol), droit (francês), diritto (italiano), dreptu (romeno). Significava: o que é reto, ou o que obedece a um padrão ou medida. Pode ter sofrido influência também da forma grega “diké”, que além de nomear a deusa grega da justiça, derivava do vocábulo dik, indicação. O vocábulo grego “dikaión” (δικαιον) significa ao mesmo tempo direito e justiça. (MONTORO, 1999 e FERRAZ JR., 1988). PROVÁVEIS ORIGENS DO TERMO “JUS” • A expressão “jurídico”...

    7540  Palavras | 31  Páginas

  • antigona

    que me arriscaria a ser punida pelos deuses por violá-las (SÓFOCLES, 2001, p. 219). Se Zeus é o rei dos deuses, porque não foi ele que ditou as leis que Antígona segue? E quem são os deuses infernais, ao lado de quem mora a Justiça, ou seja, a deusa Dike? Por que essas leis vigem desde os tempos remotos? Vamos observar outro fragmento da peça. Tirésias denuncia a Creonte a ofensa que ele praticou contra os deuses: Então fica sabendo, e bem, que não verás o rápido carro do sol dar muitas voltas...

    3705  Palavras | 15  Páginas

tracking img