Curativo De Acesso Venoso Central artigos e trabalhos de pesquisa

  • Acesso venoso central

    Acesso Venoso Central Indicações: Em: • Pacientes admitidos em uma sala de emergência; • Pacientes em ambiente de terapia intensiva. Para: • Reposição volêmica e/ou coleta sérica freqüente para exames laboratoriais (Na ausência de sistema venoso periférico adequado); • Terapia medicamentosa intravascular de longa duração; • Infusão de drogas (Vasoativas, inotrópicas, cáusticas ou hiperosmolares); • Monitoração de pressões (Venosa central e arterial pulmonar); • Nutrição...

    903  Palavras | 4  Páginas

  • Manipula o e cuidados com Cateter Venoso Central

    MANIPULAÇÃO E CUIDADOS COM CATETER VENOSO CENTRAL Renata Vieira Santos Camargo Turma 2.13 Senac ÍNDICE       Introdução Justificativa Objetivo Metodologia Referências Bibliografia INTRODUÇÃO Os cateter venosos centrais esta cada vez mais utilizados em pacientes internados como garantia de acesso venoso de longa duração. Este trabalho tem como objetivo a manipulação cuidado com esse tipo de cateter que se define como cateter cuja extremidade localiza-se em um grande vaso .Os grandes vasos...

    1526  Palavras | 7  Páginas

  • Apostila Do Curso Atualizacao Em Acesso Venoso Na Uti Pediatrica E Neonatal

    ___________________________________________________________________ ATUALIZAÇÃO EM ACESSO VENOSO NA UTI PEDIÁTRICA E NEONATAL 1. Apresentação A preservação da rede venosa se faz indispensável na assistência de enfermagem, pois o uso constante dessa via para aplicação dos mais variados medicamentos, soluções, sangue e seus derivados e para a coleta destinada à realização de exames laboratoriais levam a problemas cada vez mais sérios de visualização e acesso ao vaso. 1.2.Objetivos Atualizar os graduandos de enfermagem e...

    3539  Palavras | 15  Páginas

  • cateteres venosos centrais

    1 INTRODUÇÃO O Cateter Venoso Central constitui-se num importante recurso para a sustentação de pacientes dependentes de medicação endovenosa prolongada. É um dispositivo largamente utilizado, pois, permite a monitoração de pacientes em estado crítico e serve como via de acesso para aqueles que necessitam de suporte nutricional venoso e, também, para realização de hemodiálise. (JUNIOR et al., 2010). Os cateteres venosos centrais podem ser de curta permanência, como os utilizados em unidades...

    887  Palavras | 4  Páginas

  • acesso venoso

    Acessos Venosos Centrais e Arteriais Periféricos OBS: (1) Sempre introduzir cateter em contra-abertura, ou seja, faz uma abertura um pouco distal do local de incisão do cateter para evitar uma flebite. (2) Retirou o cateter central, mande para a cultura para verificar se o paciente tem alguma contaminação. A cateterização intravascular (venosa ou arterial), com finalidades de monitorização hemodinâmica, manutenção de uma via de infusão de soluções ou medicações, nutrição parenteral prolongada...

    5609  Palavras | 23  Páginas

  • /acesso Vascular para Emodiálise

    Acesso Vascular para Hemodiálise Acesso Venoso para Hemodiálise Existem basicamente três tipos de acesso vascular para a realização da hemodiálise: 1) O Cateter duplo lúmen para hemodiálise. 2) A Fistula Arterio-venosa 3) A Prótese ou enxerto de Gore-tex CATETERES DUPLO LÚMEN Os cateteres duplo lúmen de inserção percutânea é a opção de via acesso venoso central, rápida, segura e temporária para realização de hemodiálise por períodos curtos de tempo, em torno de três semanas...

    1146  Palavras | 5  Páginas

  • Cuidado do Enfermeiro com o Cateter Venoso Central

    Tema: O controle de infecção em cateter venoso central: A intervenção do enfermeiro na terapia intensiva em pacientes adultos. Objetivo Geral: Prevenir e controlar a infecção mediante os cuidados realizados pelo enfermeiro. Objetivo Especifica: • Conceito infecção hospitalar e critérios relacionados ao cateter venoso central • Descrever os aspectos epidemiológicos das infecções relacionados ao cateter venoso central • Identificar os fatores de risco • Descrever as medidas recomendadas para...

    12580  Palavras | 51  Páginas

  • Acesso venoso centrais

    ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ RBTI / ARTIGO REVISÃO Acessos Venosos Centrais e Arteriais Periféricos – Aspectos Técnicos e Práticos Central venous and peripheral artery catheterizations – technical and practical aspects. Sebastião Araújo (*) ABSTRACT Central venous and peripheral artery catheterizations are routinely performed in intensive care units. Although very useful for hemodynamic monitoring and...

    7963  Palavras | 32  Páginas

  • CATETER VENOSO CENTRAL SEMI-IMPLANTÁVEL

    CATETER VENOSO CENTRAL SEMI-IMPLANTÁVEL OU TUNELIZADOS (CVC-SI) DEFINIÇÃO São tubos flexíveis radiopacos, feitos de silicone, poliuretano ou de teflon. Seus modelos, apresentações, comprimentos, bem como algum dispositivo adicional, tipo válvula bidirecional em sua ponta proximal ou distal e diferenciação das vias por códigos de cores, variam de acordo com a empresa fabricante. As marcas mais conhecidas são Hickman®, Broviac® e Permcath®. Apresentam-se de única, dupla e tripla vias, independentes...

    1676  Palavras | 7  Páginas

  • Cuidados com cateter venoso central – intra- cath definição:

    CUIDADOS COM CATETER VENOSO CENTRAL – INTRA- CATH DEFINIÇÃO: Cateter venoso central: é a inserção do catéter em veia subclávia, jugular interna ou femural, que desembocam no coração direito(átrio direito) ou suas proximidades. 3 Intra- cath: é um cateter não tunelizado 3 OBJETIVOS: 3 3 3 Vias de acesso para cateteres de monitorização hemodinâmica(PVC, etc) ou outras finalidades. Administração de soros e drogas injetáveis em grande quantidade por tempo prolongado. Via de acesso para suporte nutricional...

    723  Palavras | 3  Páginas

  • Cateter Venoso Central

    venosa central, é procedimento realizado para posicionar um dispositivo apropriado de acesso vascular, cuja extremidade atinja as veias calibrosas do sistema venoso central que inclui as veias cava superior, cava inferior, subclávia, jugular interna, ilíaca, braquiocefálica e femoral. Os lugares mais utilizados para pulsionar, levando em conta a facilidade de inserção, indicações e menor risco de complicações, são as veias subclávia, jugular interna e femoral. Na Uti a manutenção do acesso periférico...

    869  Palavras | 4  Páginas

  • Acesso venoso periferico

    ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ RBTI / ARTIGO REVISÃO Acessos Venosos Centrais e Arteriais Periféricos – Aspectos Técnicos e Práticos Central venous and peripheral artery catheterizations – technical and practical aspects. Sebastião Araújo (*) ABSTRACT Central venous and peripheral artery catheterizations are routinely performed in intensive care units. Although very useful for hemodynamic monitoring and...

    7963  Palavras | 32  Páginas

  • Pressão venosa central

    Pressão Venosa Central (PVC) REGINALDA MACIEL PVC Em termos fisiológicos, a mensuração da PVC é um métodos acurado da estimação da pressão de enchimento do ventrículo direito, de grande relevância na interpretação de sua função. O método de mensuração da PVC com coluna de água, devido à sua extrema simplicidade e baixo custo, é bastante popular e largamente utilizado, dispensando transdutores eletrônicos sofisticados. Quando utilizada de maneira criteriosa e sempre que possível associada...

    1617  Palavras | 7  Páginas

  • Pressao venosa central

    Pressão Venosa Central (PVC) REGINALDA MACIEL PVC Em termos fisiológicos, a mensuração da PVC é um métodos acurado da estimação da pressão de enchimento do ventrículo direito, de grande relevância na interpretação de sua função.   O método de mensuração da PVC com coluna de água, devido à sua extrema simplicidade e baixo custo, é bastante popular e largamente utilizado, dispensando transdutores eletrônicos sofisticados. Quando utilizada de maneira criteriosa e sempre que possível associada...

    1648  Palavras | 7  Páginas

  • Acessos Venosos Centrais

    ACESSOS VENOSOS CENTRAIS • Aspectos gerais: Cateterização intravascular venosa com finalidade de monitorização hemodinâmica, infusão de soluções, medicações, nutrição parenteral prolongada, hemodiálise, e até coletas de amostras sanguíneas. Existem numerosas possibilidades de complicações e por isso critérios de indicação, seguimento do passo a passo adequado da punção, cuidados ao uso e manutenção são fundamentais. Indicações: Monitorização hemodinâmica invasiva; Hemodiálise de urgência; Impossibilidade...

    651  Palavras | 3  Páginas

  • pressao venosa central

    Pressão Venosa Central (PVC) REGINALDA MACIEL PVC Em termos fisiológicos, a mensuração da PVC é um métodos acurado da estimação da pressão de enchimento do ventrículo direito, de grande relevância na interpretação de sua função.   O método de mensuração da PVC com coluna de água, devido à sua extrema simplicidade e baixo custo, é bastante popular e largamente utilizado, dispensando transdutores eletrônicos sofisticados. Quando utilizada de maneira criteriosa e sempre que possível associada...

    1036  Palavras | 5  Páginas

  • O Uso Do Cateter Venoso Central

    cateter venoso totalmente implantado – CVC-TI ---------- 10 2.2.1.1 _ Complicações do uso do CVC-TI ---------------------------------- 12 3 _ DISCURSÃO DOS RESULTADOS -------------------------------------- 13 4 _ METODOLOGIA --------------------------------------------------------------- 15 5 ­_ CONSIDERAÇÕES FINAIS ------------------------------------------------ 15 6 _ REFERÊNCIAS ---------------------------------------------------------------- 16 O uso do cateter venoso central...

    4743  Palavras | 19  Páginas

  • Acesso venoso central

    ACESSO VENOSO CENTRAL JOÃO PESSOA MAIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO............................................................................................................4 2 ACESSO VENOSO CENTRAL..................................................................................6 3 COLOCAÇÃO DE UM CATETER VENOSO CENTRAL............................

    5290  Palavras | 22  Páginas

  • INFECÇÃO DE CATETER VASCULAR CENTRAL

    ARTIGO ORIGINAL Marques Netto S, Echer IC, Kuplich NM, Kuchenbecker R, Kessler F. Infecção de cateter vascular central em pacientes adultos de um centro de terapia intensiva. Rev Gaúcha Enferm., Porto Alegre (RS) 2009 set;30(3):429-36. 429 INFECÇÃO DE CATETER VASCULAR CENTRAL EM PACIENTES ADULTOS DE UM CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA Shana MARQUES NETTOa Isabel Cristina ECHERb Nádia Mora KUPLICHc Ricardo KUCHENBECKERd Flavia KESSLERe RESUMO Estudo descritivo retrospectivo que descreve...

    5231  Palavras | 21  Páginas

  • pressão venosa central

    PRESSÃO VENOSA CENTRAL PVC REVISÃO DE ANATOMIA E FISIOLOGIA 2 DEFINIÇÃO    Pressão venosa central (PVC) é uma medida hemodinâmica frequentemente utilizada em UTI. É determinada pela interação entre volume intravascular, função do ventrículo direito, tônus vasomotor e pressão intratorácica. A PVC é obtida através de um cateter locado na veia cava superior. Traduz em geral a pressão da veia cava superior e é expressada em centímetros de água ou melímetros...

    1185  Palavras | 5  Páginas

  • procedimento operacional padrao pop monitorizacao pressao venosa central com pvc 201402

    TÍTULO: PROCEDIMENTO DE ENFERMAGEM NA MONITORIZAÇÃO DA PRESSÃO VENOSA CENTRAL COM TRANSDUTOR PRESSÃO (PVC) DE PRESSÃO I - CONTROLE HISTÓRICO REVISÃO 00 DATA JANEIRO/2013 Nº PÁGINAS 04 HISTÓRICO ALTERAÇÃO EMISSÃO INICIAL ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO Afonso Henrrique Campolino Lidinalva Costa Silva Ana Carla Moreira Lima Lúcia Maciel de Castro Franco APROVAÇÃO Silvana Maria Lage Soares 1. Introdução Pressão venosa central (PVC) é uma medida hemodinâmica freqüentemente utilizada em CTI. È determinada...

    1149  Palavras | 5  Páginas

  • CURATIVOS EM CATETER VENOSO PERIFERICO

    Curativo em cateter venoso periferico Os tipos de curativos e fixação do cateter venoso periférico podem contribuir para a ocorrência de complicações infecciosas como flebite, infiltração venosa, o extravasamento, a desconexão e o deslocamento do cateter. Para a realização de um curativo e CVP podemos utilizar os seguintes materiais: fita adesiva hipoalérgica, Película transparente estéril, e a fita adesiva convencional. A lavagem das mãos o uso de luvas de procedimento e a assepsia com álcool...

    1095  Palavras | 5  Páginas

  • Atividade de curativos, drenos, pcr e feridas (introdução à enfermagem)

    ATIVIDADES SOBRE CURATIVOS SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1 - ATIVIDADE 01 6 1.1 AGE 6 1.2 Clorexidina 6 1.3 Petrolatum 7 1.4 Colagenase 8 1.5 Hidrogel 8 1.6 Carvão ativado 9 1.7 Hidrocolóide 10 1.8 Aquacel 10 1.9 Alginato de cálcio e sódio 11 1.10 Sulfadiazina de prata 13 1.11 Filme transparente 13 1.12 Polivinilpirrolidona 14 2 - ATIVIDADE 02 15 2.1 Dreno de Penrose. 16 2.2 Dreno de Tórax. 16 2.2.1 CUIDADOS DE ENFERMAGEM: 18 2...

    9432  Palavras | 38  Páginas

  • Coleta de sangue venoso

    RECOMENDAÇÕES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PATOLOGIA CLÍNICA/MEDICINA LABORATORIAL PARA COLETA DE SANGUE VENOSO 1ª Edição Outubro de 2005 Direitos autorais reservados. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / ML para Coleta de Sangue Venoso, 1ª.ed. / elaborado pelo Comitê de Coleta de Sangue da SBPC/ML e BD Diagnostics - Preanalytical Systems. São Paulo, 2005 76 p. 1. Sangue. 2. Técnicas de Laboratório Clínico. 3. Técnicas e Procedimentos de Laboratório. I. SBPC/ML...

    30090  Palavras | 121  Páginas

  • Curativos de Dreno

    Curativo de Drenos 1.2. Curativos de Sistemas de Drenos Abertos: • Feridas com drenos abertos: O curativo do dreno deve ser realizado separado da incisão, e o primeiro a ser realizado será sempre o do local menos contaminado. O curativo deve ser mantido limpo e seco, isto significa que o número de trocas deve estar diretamente relacionado com quantidade de drenagem. Feridas com drenagem superior a 50ml quando possível deve-se aplicar uma bolsa para coletar o excesso de drenagem....

    610  Palavras | 3  Páginas

  • Curativos em queimados

    local das queimaduras Updating in the local treatment of the burns Alberto N. Bolgiani1, Maria Cristina do Valle Freitas Serra2 RESUMO ABSTRACT Nesse artigo, os autores discutem condutas recentes no tratamento local das queimaduras, curativos locais e tratamento cirúrgico. In this article, the authors discuss recent conduct in the local treatment of burns, local dressings and surgical treatment. DESCRITORES: Queimaduras/cirurgia. Queimaduras/terapia. Ferimentos e lesões. Bandagens...

    4300  Palavras | 18  Páginas

  • Feridas e curativos

    1 Programa de Educação Continuada a Distância Curso de Feridas e Curativos – Técnicas e Tratamentos Aluno: EAD - Educação a Distância Parceria entre Portal Educação e Sites Associados Curso de Feridas e Curativos – Técnicas e Tratamentos MÓDULO I Atenção: O material deste módulo está disponível apenas como parâmetro de estudos para este Programa de Educação Continuada, é proibida qualquer forma de comercialização do mesmo. Os créditos do conteúdo aqui contido são dados...

    24776  Palavras | 100  Páginas

  • Coleta de sangue venoso

    Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica Medicina Laboratorial para COLETA DE SANGUE VENOSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE PATOLOGIA CLÍNICA/ MEDICINA LABORATORIAL COMISSÃO DE COLETA DE SANGUE VENOSO PRESIDENTE: Dr. Nairo Massakazu Sumita VICE-PRESIDENTE: Dr. Ismar Venâncio Barbosa Autores da 2ª edição: Dr. Adagmar Andriolo Médico Patologista Clínico. Professor Adjunto Livre-docente do Departamento de Medicina da UNIFESP – Escola Paulista de Medicina. Dr. Alvaro...

    39948  Palavras | 160  Páginas

  • ACESSO VENOSO PERIFERICO

    Conceito: È uma via de acesso a corrente sanguínea para infusão de medicamentos e soroterapia. Indispensável nas situações de urgências. Finalidade Obter uma via de acesso a corrente sanguínea para infusão de medicamentos, soroterapia, sangue ou nutrientes; Manter ou repor reservas orgânicas de água, eletrólitos, vitaminas, proteínas; Restabelecer o volume sanguíneo Indicação Paciente adulto e infantil, que necessitam receber medicamentos ou solução diretamente na rede venosa; ...

    1157  Palavras | 5  Páginas

  • curativos

    CURATIVOS Técnicas de curativos VANTAGENS DO MEIO ÚMIDO O meio úmido tem algumas vantagens em relação aos curativos secos. Estimula a epitelização, a formação do tecido de granulação e maior vascularização. Facilita à remoção do tecido necrótico e impede a formação de espessamento de fibrina. Promove a diminuição da cor, evitando traumas na troca do curativo, além de manter a temperatura corpórea. SORO FISIOLÓGICO 0,9% OU ÁGUA DESTILADA Deve ser aquecido próximo a temperatura de 37° C...

    2796  Palavras | 12  Páginas

  • Manual de Curativos

     MANUAL DE CURATIVOS Índice: Introdução..............................................................................3 Classificações..........................................................................3 Classificação quanto ao conteúdo microbiano.........................4 Classificação quanto ao Tipo de Cicatrização...........................4 Classificação quanto ao Grau de Abertura...............................4 Classificação quanto ao Tempo de Duração...

    6995  Palavras | 28  Páginas

  • manipulaçao de cateteres centrais de longa permanencia

    Coordenação de Controle de Infecção Hospitalar CCIH/HUCFF/UFRJ Setembro 2013 MANIPULAÇÃO DE CATETERES VASCULARES CENTRAIS DE LONGA PERMANÊNCIA Os cateteres venosos centrais de longa permanência constituem importante fator de risco para infecção, com alto índice de mortalidade. É imprescindível que estes dispositivos vasculares sejam manipulados por profissionais treinados para evitar complicações como infecção ou obstrução, por manuseio inadequado. Tipos de Cateter Os cateteres de longa...

    1632  Palavras | 7  Páginas

  • Curativos

    Curativos • Químico (por iodo, cosméticos, ácido sulfúrico, etc.); • Físico (frio, calor, radiação). 1.3. Feridas Ulcerativas: são lesões escavadas, circunscritas na pele, formadas pela morte e expulsão do tecido, resultantes de traumatismo ou doenças relacionadas com o impedimento do suprimento sanguíneo. O Termo úlcera de pele representa uma categoria de ferimento que inclui úlceras de decúbito, assim como de estase venosa , arteriais e ulceras diabéticas. 02. Classificação quanto ao conteúdo...

    5310  Palavras | 22  Páginas

  • Acesso vascular

    ACESSO VASCULAR - para realizar a hemodiálise requer um acesso ao sangue arterial com velocidade de fluxo que seja suficiente e rápido para purifica-lo com eficiência em um curto intervalo de tempo. - existem 2 tipos de acesso o temporário e o definitivo ACESSO TEMPORÁRIO - utilizado em situações emergenciais ou durante o período de maturação da fístula artério-venosa. - Sua permanência não pode ultrapassar 30 dias. - é inserido na veia jugular, subclávia ou femoral - complicações: coagulação...

    980  Palavras | 4  Páginas

  • Pop N4 Puno De Acesso Perifrico Com Escalpe 1

    DE CATETER VENOSO PERIFÉRICO – ESCALPE CÓDIGO DEN POP - 004/2011 AREA EMITENTE: DEN – Time de cateter Data de Emissão Data de aprovação Data de vigência Próxima revisão 01/09/2011 30/09/2011 24 meses 30/09/2013 Versão n° 01 Página 1 1. Definição: É o acesso de via intravenosa, através de dispositivo com alelas, ou seja, escalpe. 2. Indicações: • • • • • Permitir uma via de ação rápida, de drogas contra-indicadas para as demais vias e de soluções hiper e hipotônicas; Permitir acesso em situações...

    1011  Palavras | 5  Páginas

  • depressao

    ITEM - Cateter venoso periférico TEMPO DE PERMANÊNCIA Adultos: a cada 72 horas Crianças: trocar apenas quando houver sinais/ sintomas de complicações - Cateter venoso central (CVC) (curta permanência, longa permanência, hemodiálise ou cateter venoso central de inserção periférica) Sem troca programada Obs.: não substituir cateteres por fio guia quando existir suspeita de infecção relacionada a esse dispositivo OBSERVAÇÕES Quando inseridos em situação de emergência...

    2622  Palavras | 11  Páginas

  • Trabalho curativo

    curativo 1. CURATIVO A finalidade do curativo é remover corpos estranhos, reaproximar bordas separadas, proteger a ferida contra contaminação, promover hemostasia, fazer desbridamento mecânico ou autolítico removendo tecido necrótico, reduzir o edema, absorver exsudato e edema, manter a umidade da superfície da lesão, fornecer isolamento térmico, promover a cicatrização da lesão, limitar a movimentação dos tecidos em torno da lesão, diminuir a intensidade da dor, além do conforto psicológico...

    2587  Palavras | 11  Páginas

  • Acesso venosso central

    O acesso venoso central é a inserção de um instrumento apropriado de acesso vascular, onde sua extremidade atinja a veia cava superior ou inferior, independente do local da inserção periférica. A cateterização intravascular possui funções como monitoração hemodinâmica, nutrição parenteral prolongada, hemodiálise, manutenção de uma via de infusão de soluções ou medicações e é muito usado nas UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Algumas complicações podem ocorrer...

    926  Palavras | 4  Páginas

  • Estudo de caso - uti

    plaquetária), clopiddogrel (antitrombótico, também inibe agregação plaquetária). O paciente já faz uso dos seguintes medicações: • Pentoxifilina - Doenças oclusivas arteriais periféricas e distúrbios arterio-venosos • Balcor - Doenças oclusivas arteriais periféricas e distúrbios arterio-venosos • Lax – laxante, indicado para Obstipação, atonia intestinal • Decarve - utilizado para tratamento de insuficiência cardíaca congestiva, angina do peito e hipertensão arterial sistêmica Exame físico enfermagem:...

    715  Palavras | 3  Páginas

  • Cateter Central Venoso

    cateter venoso central é utilizado em pacientes com necessidades habituais de infusão de líquidos, administração de nutrição parenteral, administração de soluções hiperosmolares, infusão de drogas vasoativas e administração de outras drogas que requeiram uma perfusão constante de longa e média permanência.  O procedimento cateterização venosa central, também denominado acesso venoso central. Este procedimento pode ser definido como o posicionamento de um dispositivo apropriado de acesso vascular...

    637  Palavras | 3  Páginas

  • biossegurança

    cateteres venosos e arteriais são indicados em pacientes que necessitem da:  Administração de medicamentos e soluções;  Monitorização hemodinâmica invasiva;  Realização de exames (angiografia, angioplastia, septostomia com balão, estimulação cardíaca artificial temporária, etc);  Hemodiálise;  Hemofiltração. 3.2Cateter Venoso Central Os cateteres venosos centrais (CVC) são utilizados para infusão de medicações e soluções endovenosas em pacientes com limitação de acesso venoso periférico...

    4070  Palavras | 17  Páginas

  • COLETA DE SANGUE VENOSO

     COLETA DE SANGUE VENOSO (Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial) Inúmeras podem ser as variáveis na fase pré-analítica que envolvem os processos no laboratório e que são responsáveis por cerca de 60% das falhas,sendo as mais evidentes: • amostra insuficiente; • amostra incorreta; • amostra inadequada; • identificação incorreta; • problemas no acondicionamento e transporte da amostra. → Procedimentos Básicos para Minimizar Ocorrências de...

    2599  Palavras | 11  Páginas

  • SAÚDE

    ALUNAS:DÉBORA PEREIRA; MAIARA ASSUNÇÃO; CRISTILENA YASMIN; KAROLAINE VIEIRA; ADRIANA COSTA; TIPOS DE ACESSO VENOSO NA UTI ACESSO VENOSO PERIFÉRICO ACESSO VENOSO CENTRAL – PUNÇÃO DA VEIA SUBCLAVIA ACESSO VENOSO CENTRAL – PUNÇÃO- JUGULAR TÉCNICA DO ONTRACATH- CATETER DENTRO DA AGULHA. FLEBOTOMIA PORTO VELHO RO 23/10/2013 Acesso Venoso Periférico A punção de veia periférica esta entre os procedimentos mais comumente realizados na medicina...

    2088  Palavras | 9  Páginas

  • biossegurança

    cateteres venosos e arteriais são indicados em pacientes que necessitem da:  Administração de medicamentos e soluções;  Monitorização hemodinâmica invasiva;  Realização de exames (angiografia, angioplastia, septostomia com balão, estimulação cardíaca artificial temporária, etc);  Hemodiálise;  Hemofiltração. 3.2Cateter Venoso Central Os cateteres venosos centrais (CVC) são utilizados para infusão de medicações e soluções endovenosas em pacientes com limitação de acesso venoso periférico...

    4103  Palavras | 17  Páginas

  • controle de infecçãoes

    A CATETER Tipos de dispositivos vasculares 1.1 – Cateter venoso periférico: usualmente inserido em veias nos membros superiores; é o dispositivo vascular de curta duração mais utilizado; 1.2 – Cateter arterial periférico: para uso de curta duração; comumente utilizado para monitorizar o estado hemodinâmico e análises gasométricas em pacientes críticos; 1.3 – CVC não tunelizado: inserido percutaneamente em veias centrais (jugulares internas, femorais ou subclávias); é o tipo de CVC mais...

    2349  Palavras | 10  Páginas

  • COMO FAZER ANOTAÇÃO DE QUALIDADE

    auxílio da enfermagem; Curativos: Aspecto, odor, tamanho P M G ou Especial (placas de hidrocolóide, gel); Retiradas de drenos, sondas e cateteres: Aspecto e volume; Manutenção de acesso venoso: - Localização, tipo de acesso, dispositivos venosos utilizados (escalpe ou jelco); - Tempo de permanência para controle de troca de acordo com as normas da SCIH; - Se existe presença de sinais flogísticos (dor, edema e calor); - Se existe complicações locais: Acesso Venoso Central: - Localização (subclávia...

    1090  Palavras | 5  Páginas

  • Cateterizaçâo venosa central

    Cateterização Venosa Central __________________ Cateterização Venosa Central Objectivos Gerais: Adquirir / Actualizar conhecimentos sobre Cateteres Venosos Centrais Cateterização Venosa Central Objectivos Específicos: ― Identificar as Complicações mais frequentes associadas aos cateterismos venosos centrais e descrever as medidas preventivas. Identificar e descrever os cuidados inerentes à cateterização e manutenção dos cateteres. Identificar as vias dos CVC e sua utilização preferencial...

    1751  Palavras | 8  Páginas

  • terapia intravenosa

    por acesso vascular; • Administração de hemoterápicos (componentes do sangue); A TIV pode ser definida com um conjunto de conhecimentos e técnicas para a administração de fármacos no sistema circulatório que abrange várias etapas. Etapas da TIV: • Preparo; • Escolha; • Obtenção e • Manutenção do Acesso Venoso Periférico; • Conhecer os diferentes métodos de Preparar e Administrar Fármacos e Soluções; • Conhecer os cuidados referentes à frequência da troca do catéter; • Curativo do sítio...

    2361  Palavras | 10  Páginas

  • Cateter venoso central

    do Catéter Venoso Central e a técnicas que se deve ter na coleta e transporte da ponta do Catéter Venoso Central. 3 SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO....................................................................................3 2.CATÉTER VENOSO CENTRAL.............

    620  Palavras | 3  Páginas

  • Saúde no mundo moderno

    INFECÇÃO RELACIONADA A CATETER VENOSO CENTRAL: UM DESAFIO NA TERAPIA INTENSIVA Roberta F. Passamani Sonia Regina O. e S. de Souza RESUMO INTRODUÇÃO As unidades de terapia intensiva (UTIs) se utilizam de medidas extremas como medicações e dispositivos invasivos, que, paradoxalmente, podem desencadear complicações e efeitos colaterais. Entre essas complicações, a infecção hospitalar se destaca pela sua frequência e importância. Sendo assim, este estudo tem como objetivo verificar...

    5028  Palavras | 21  Páginas

  • Punção venosa

    Agulhados ACESSO VENOSO PERIFÉRICO Dispositivos intravenosos periféricos: Flexíveis ACESSO VENOSO CENTRAL: Dispositivos totalmente implantáveis Dispositivos Percutâneos Projeto coordenado pela profa. Dra. Denise Costa Dias Como escolher o equipamento? A finalidade e o tempo previsto para uso de um vaso sanguíneo, podem influenciar na escolha do: tipo de vaso, tipo de dispositivo endovenoso e sua localização, e processo de fixação. Tipos de materiais Garrote (torniquete) Cateteres...

    1559  Palavras | 7  Páginas

  • Aines

    ACESSO VASCULAR NO RECÉM-NASCIDO CATETERISMO DE VASOS UMBILICAIS CATETERISMO VENOSO CENTRAL PERCUTÂNEO VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS Paulo R. Margotto/ Martha G. Vieira /Jefferson G. Resende, Carla Pacheco Brito, Kátia Rodrigues Menezes, Lady Maria C. A. de Andrade, Vicência Soares de Almeida A inserção de Cateteres Intravasculares é um dos procedimentos mais comuns em UTI Neonatal. O uso de dispositivos intravasculares centrais em neonatologia...

    8567  Palavras | 35  Páginas

  • Cateter umbilical

    ACESSO VASCULAR CATETERISMO DE VASOS UMBILICAIS CATETERISMO VENOSO CENTRAL PERCUTÂNEO Paulo R. Margotto/ Martha G. Vieira /Jefferson G. Resende/Patrícia Botelho de Souza Capítulo do livro Assistência ao Recém-nascido de Risco, editado pelo Dr. Paulo R. Margotto, 2a Edição, 2004 A) CATETERISMO DE VASOS UMBILICAIS - CATETERISMO VENOSO UMBILICAL MATERIAL: Assepsia Campos estéreis Gorro Luvas estéreis Máscara Gaze Clorexidine...

    4556  Palavras | 19  Páginas

  • Enfermagem

    Práticas de Utilização das Soluções Parenterais em Serviços de Saúde. _ A responsabilidade pela instalação e manutenção da infusão de nutrição parenteral é de toda a equipe de enfermagem, sob supervisão do enfermeiro _ A NPP pode ser infundida em acesso venoso profundo ou periférico, sendo que sua formulação contém elementos diferentes para cada uma dessas vias e a concentração também é diferente. _ As bolsas de NPP devem ser estocadas refrigeradas em temperatura entre 2 a 8ºC. 3- Grupos de risco _ Clientes...

    1208  Palavras | 5  Páginas

  • PICC

    PICC Cateter Venoso Tipos PICC - PER-Q-CATH Qualidade e segurança para infusão de medicamentos. PICC (Cateter Central de Inserção Periférica / Ponta aberta) é utilizado para infusão de medicamentos via endovenosa, confeccionando em silicone que promove maior biocompatibilidade do cateter para com organismo e maior tempo de permanência do acesso. Este material é apresentado nos seguintes calibres 2 Fr. (neonatologia), 3 Fr. 4 Fr. e 5 Fr. sendo que os cateteres de 4 Fr. 5fr estão disponíveis...

    3356  Palavras | 14  Páginas

  • Segurança do Paciente: Recomendações para a troca de dispositivos

    Prevenção de Ulceras por Pressão; 9. Segurança na utilização de tecnologia.(2) O tema escolhido para ser desenvolvido neste projeto, foi: Cuidados com cateteres e suas conexões. Onde trataremos especificamente sobre a técnica para inserção, troca de curativo, prazos para troca de dispositivos e de suas conexões, como manuseá-los.(1) Estes dispositivos são considerados uma porta de entrada para a infecção, com risco para desenvolvê-las. Portanto, cabe ao enfermeiro capacitar sua equipe, pois como realizam...

    2255  Palavras | 10  Páginas

  • Sondas E Acessos Venosos

    DRENOS E DRENAGENS, CATETERES E ASPIRAÇÕES, SONDAS E ACESSOS VENOSOS Prof. Dannuey Machado Cardoso Drenos e drenagens cirúrgicas  Drenos são lâminas ou tubos de material sintético – com paredes flexíveis; – largura variável; – que tem por objetivo: drenagem de grandes cavidades serosas (pleura, peritônio e pericárdio) e do espaço intervisceral e tissular. • Permitem o escoamento de fluídos (sangue, pus, secreções diversas e ar) evitando seu acúmulo e complicações. •Função acessória: realização...

    1603  Palavras | 7  Páginas

  • enfermagem

    CATETER VASCULAR CENTRAL: A IMPORTÂNCIA DO BUNDLE NA PREVENÇÃO DE INFECÇÕES              CATETER VASCULAR CENTRAL: A IMPORTÂNCIA DO BUNDLE NA PREVENÇÃO DE INFECÇÕES     1. Cateter vascular central. 2. Infecção hospitalar 3. Profissionais da saúde I. CDU: (043.2) RESUMO O presente trabalho...

    4066  Palavras | 17  Páginas

  • Trabalho

    necessidade de manutenção do cateter, com pronta remoção daqueles desnecessários. MANUTENÇÃO DOS CATETERES -Troca de curativo: Sempre que este apresentar úmido Trocar cada 48 hs se o curativo se o curativo se mantiver seco Realizar anti-sepsia com PVP-I ou clorexidina alcoólicos em cada troca do curativo, após inspeção do local de inserção procurando realizar expressão do óstio p/ verificar possível drenagem purulenta (ordenha), utilizando luvas estéreis...

    711  Palavras | 3  Páginas

  • CUIDADOS E PREVENÇÃO DE COMPLICAÇÕES COM CATETERES IMPLANTADOS

    tóxicas do organismo. A terapia dialítica é utilizada em pacientes que necessitam de diálise por curto ou longo prazo. Assim levando o paciente á necessidade de acesso vascular, como cateteres que podem ser classificados como temporário ou permanente. Os cateteres de duplo-lúmem são acessos venosos centrais, em geral utilizados como acessos vasculares temporários, tem como vantagem a utilização imediata após sua implantação, porém pacientes com cateteres por maior tempo de permanência, são maiores...

    8001  Palavras | 33  Páginas

tracking img