Crise De Valores Nas Escolas artigos e trabalhos de pesquisa

  • Alternativas da Escola Liberal e da Escola Keynesiana para a atual crise.

    Individual. Título: Alternativas da Escola Liberal e da Escola Keynesiana para a atual crise. Aluno: Wagner Eiji Oura Disciplina: Introdução a economia. Turma: 90 D SP Introdução A atual crise econômica nos expôs diferentes aspectos da aplicação das teorias econômicas. A não intervenção do Estado, a busca de lucros e o equilíbrio natural – Escola Clássica e Neoclásica – e a fomentação do mercado pelo Estado com programas sociais, ofertas de empregos, etc – Escola Keynesiana- foram colocados a prova...

    1008  Palavras | 5  Páginas

  • A DESMOTIVAÇÃO DOCENTE EM ESCOLAS PÚBLICAS: UM REFLEXO DA CRISE DA EDUCAÇÃO.

    DESMOTIVAÇÃO DOCENTE EM ESCOLAS PÚBLICAS: UM REFLEXO DA CRISE DA EDUCAÇÃO. Nilza de Matos Presto. RESUMO O presente artigo apresenta uma reflexão sobre a questão da desmotivação docente em escolas públicas, analisando a relação entre tal desmotivação e a crise da educação no Brasil. Dessa forma procura evidenciar com base em pesquisa qualitativa e bibliográfica a importância da motivação docente para o processo de ensino- aprendizagem. O artigo busca entender a crise do sistema educacional...

    2946  Palavras | 12  Páginas

  • ESCOLA MARXISTA

    ------A Escola Marxista A escola marxista refere-se à escola de pensamento desenvolvida a partir dos escritos do economista, filósofo e teórico político alemão Karl Marx (1818-1883).   Marx foi o primeiro pensador a criticar veementemente as escolas de pensamento econômico vigentes em sua época em sua mais importante e aclamada obra: O Capital – crítica a economia política.   Nesta obra o autor analisa as escolas de pensamento econômico existes desconstruindo-as com sua contra-argumentação certeira...

    712  Palavras | 3  Páginas

  • Alternativas para a crise atual por meio das teorias keynesiana e liberal de economia.

    Título: Alternativas para a crise atual por meio das teorias Keynesiana e Liberal de economia. | Aluno: Julieta Baccetti Labate Beloto Gonçalves | Disciplina: Fundamentos da Economia | Introdução Em meados do século XVIII surgiu a primeira escola de pensamento econômico com Adam Smith, a Escola Clássica, e desde então outras se seguiram demonstrando as mudanças que foram ocorrendo no âmbito político, social e consequentemente econômico.As alterações no panorama mundial ao longo do tempo acarretaram...

    1718  Palavras | 7  Páginas

  • construindo e resgatando Valores na escola

    Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor José Borges de Carvalho Governo do Estado da Paraíba Gerência de Recursos Humanos Mestres da Educação GIVONALDO ALVES DO NASCIMENTO PROJETO Educação em Valores Construindo e Resgatando Valores na Escola: UM ESTUDO DESENVOLVIDO NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO MONSENHOR JOSÉ BORGES DE CARVALHO NO MUNICÍPIO DE ALAGOA NOVA-PB ALAGOA NOVA - PB 2014 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVOS ...

    5140  Palavras | 21  Páginas

  • diferenças entre a Escola Liberal e a Escola Keynesiana,

    Correntes do pensamento econômico Atividade: Atividade Individual Título: Analisar as diferenças entre a Escola Liberal e a Escola Keynesiana, apontando alternativas para crise atual a partir das teorias oriundas dessas duas escolas. Aluno: William Marcel F. Oliveira Disciplina: Fundamentos de Economia Turma: GRFEEAD_T0011_0913 Introdução Estamos atravessando a mais importante crise financeira desde 1930 (auge da grande depressão de 1929) a qual as ideias de John Maynard Keynes tiveram um...

    1395  Palavras | 6  Páginas

  • Análise Escola Liberal e a Escola Keynesiana

    6.2.2 Título: Análise Escola Liberal e a Escola Keynesiana Disciplina: Economia Turma: Introdução ! Neste trabalho vou apresentar as principais características das correntes do pensamento economico das Escolas Clássica, Neoclássica e Keynesiana. Suas semelhanças, diferenças e as alternativas para a crise atual a partir das teorias Kernesiana e liberal. ! Características principais da Escola Clássica ! Os principais representantes da Escola Clássica de Economia Política...

    1314  Palavras | 6  Páginas

  • As 3 Escolas Da Economia

    A escola Marxista A escola marxista refere-se à escola de pensamento desenvolvida a partir dos escritos do economista, filósofo e teórico político alemão Karl Marx (1818-1883). Seu método ficou conhecido como o materialismo histórico dialético.  A escola marxista deu origem aos mais diversos grupos políticos e linhas de pensamento da chamada esquerda no mundo todo e subsidiou o processo revolucionário na Rússia.  Marx foi, de fato, um revolucionário, não via o “escrever teorias” como um fim em...

    1262  Palavras | 6  Páginas

  • Globalização e crise da educação: notas para uma ação ética na escola

    GLOBALIZAÇÃO E CRISE DA EDUCAÇÃO: NOTAS PARA UMA AÇÃO ÉTICA NA ESCOLA Valter Machado da FONSECA1 Sandra Rodrigues BRAGA2 RESUMO: Este artigo debate os principais aspectos da globalização econômica neoliberal. Procura, sobretudo, relacioná-los com os elementos que caracterizam a crise da modernidade, civilizacional ou ocidental. Para tanto, ele enfatiza o processo do surgimento e evolução das chamadas revoluções tecnológicas. No contexto da sociedade global, ele procura analisar a escola, o ambiente...

    7461  Palavras | 30  Páginas

  • Relação Família Escola

    Curso: Música Integral – 2º Período Disciplina: Psicologia da Educação II Professora: Isabella Aluno: Gleidson Jordan dos Santos - Matrícula: 0917513-0 Resenha (Crise de Valores ou Valores em crise?) Bibliografia: TAILLE, Yves de La; MENIN, Maria Suzana de Stefano; & Colaboradores. “Crise de valores ou valores em crise?”. (2009) Porto Alegre - Editora Artmed. (pág.15 a 45) v Yves de La Taille nasceu na França, mas, desde criança, vive no Brasil. Atualmente é professor do Instituto...

    1115  Palavras | 5  Páginas

  • Alternativas para a crise atual – teoria keynesiana e liberal

    Atividade: Fórum Correntes do Pensamento Econômico Título: Alternativas para a crise atual – Teoria Keynesiana e Liberal Aluno: Disciplina: Introdução a Economia Introdução Esta atividade tem o objetivo de analisar as diferenças entre a Escola Liberal e a Escola Keynesiana, apontando alternativas para a crise atual a partir das teorias oriundas dessas escolas. Características principais da Escola Clássica A Escola Clássica tem como base os primeiros estudiosos das forças econômicas. Na...

    778  Palavras | 4  Páginas

  • Analise das diferenças entre a escola clássica e keynesiana Introdução FGV

    Matriz de atividade individual Módulo: modulo 2 Atividade: trabalho individual Título: Analise das diferenças entre a escola clássica e keynesiana Introdução Durante a crise de 1929, a corrente teórica que reinava nas principais potências econômicas do mundo era o liberalismo econômico. O principal conceito dessa teoria é a “mão invisível” do mercado. O liberalismo afirma que o mercado já possui mecanismos que são capazes de regular e corrigir essas falhas. Se o mercado...

    1489  Palavras | 6  Páginas

  • Escola liberal e a escola keynesiana

    |Esta atividade tem objetivo discutir sobre as características das Escolas Clássicas e Neoclássicas a semelhança entre elas, a | |característica da Teoria da Keynesiana, a diferenças entre Teoria da Keynesiana e a Escola Liberal, e algumas alternativas para | |crise atual a partir das Teorias da Keynesiana e da Liberal e concluir essas escolas. | |Características principais da Escola Clássica ...

    563  Palavras | 3  Páginas

  • Crise EUA 2008

    Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Instituto de Ensino Superior Cenecista Administração de Empresas CRISE EUA ano 2008 Alminda Cristina Amanda Carolina Larissa Mikaela Thays Lorena Unaí – MG 18/06/2011 Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Instituto de Ensino Superior Cenecista Administração de Empresas RESUMO Disciplina: Economia ...

    2692  Palavras | 11  Páginas

  • Tcc projeto violencia na escola

    Projeto VIOLÊNCIA NA ESCOLA CAMPO LARGO 2012 2 Identificação: Nome: MARILIA DO ROCIO DE ANDRADE, RU: 653329 - Turma: 2011/05. Polo: Campo Largo . Tutora local: Juliane Machado Tema: Violência na Escola Problema: Como a violência física e simbólica se manifestam nas escolas públicas da rede municipal de Ensino Fundamental – séries iniciais - do município de Campo Largo? Objetivos: Objetivo Geral: Investigar como ocorre a violência dentro das escolas públicas da rede municipal...

    1805  Palavras | 8  Páginas

  • escola clássica

    Escola Clássica A economia clássica foi elaborada e sistematizada nas obras dos economistas políticos Adam Smith e J.S. Mill. Além de Smith e Mill, os principais responsáveis pela formação da economia clássica foram o francês Jean-Baptiste Say (1767-1832), David Ricardo e Robert Malthus (1766-1834). A ideia central da economia clássica é a de concorrência. Embora os indivíduos ajam apenas em proveito próprio, os mercados em que vigora a concorrência funcionam espontaneamente, de modo a garantir...

    1824  Palavras | 8  Páginas

  • CRISES CAPITALISTAS

    CAPITAL E CRISES CAPITALISTAS DA LEI DA QUEDA TENDENCIAL DA TAXA DE LUCRO ÁS CRISES MONETÁRIAS 1 CRISE 2007/9: O ETERNO RETORNO A CADA NOVO CICLO EXPANSIVO DO CAPITALISMO VOLTA-SE A FALAR NO FIM DOS CICLOS  CRISES NO SÉCULO XIX: 1810, 1818, 1825, 1837, 1847, 1857, 1866, 1873, 1882 E 1890  1873/1896 PRIMEIRA GRANDE DEPRESSÃO 2 CRISES ECONÔMICAS NO SÉCULO XX     3 CRISE DE 1900, 1907, 1911, 1913, 1920, 1929 (SEGUNDA GRANDE DEPRESSÃO), 1937, 1948, 1954, 1958, 1960 CRISES OS ANOS 1970...

    1203  Palavras | 5  Páginas

  • Introdução a economia - análise da crise de 2008

    do Atividade: Atividade Individual – Módulo II pensamento econômico Título: Análise da Crise de 2008 e das Teorias Econômicas. Aluno: Rômulo Santana Mileris Disciplina: Estatística Empresarial Turma: T0068_0811 - C Introdução Com base na Teoria Keynesiana e na Escola liberal, podemos utilizar alternativas para que a economia se recomponha das crises econômicas que afetam muitos países como, por exemplo, a crise de 2008 que quebrou e afetou muitos bancos da Europa e principalmente os EUA que até hoje...

    1165  Palavras | 5  Páginas

  • Educação no contexto da crise capitalista contemporânea

    CONTEXTO DA CRISE CAPITALISTA CONTEMPORÂNEA Introdução Este trabalho analisa a Educação no contexto da crise capitalista contemporânea, na qual a educação e os processos sociais de reprodução estão intimamente ligados. Consequentemente, uma reformulação significativa da educação é inconcebível sem a correspondente transformação do quadro social. Para nós pedagogos em formação, a educação é a base da sociedade, partindo disto faremos um resgate das últimas décadas de crise com o sistema...

    2032  Palavras | 9  Páginas

  • CRISE DO MERCANTILISMO E A ESCOLA FISIOCRATA

    CRISE DO MERCANTILISMO E A ESCOLA FISIOCRATA A primeira forma de riqueza foi a TERRA, mas essa significava fonte de poder e riqueza, depois veio os METAIS, ouro e prata são duráveis, são aceitos amplamente de forma rápida e segura como pagamento de todos os serviços. As colônias que possuíam fontes de ouro e prata eram as mais ricas, suas estratégias para manter a balança comercial favorável – países produtores e exportadores de mercadorias - eram as mais variadas: exportar mais do que importar...

    767  Palavras | 4  Páginas

  • a crise de 29

    Explique a crise econômica de 29. A crise de 29 aconteceu nos Estados Unidos, porem afetou todos os países capitalistas, apenas a União Soviética adotava o modelo socialista, por este motivo não sofreu o impacto da crise. Com a Primeira Guerra mundial, os Estados Unidos eram os maiores credores e exportadores de produtos, principalmente para Europa (palco da Primeira Guerra Mundial), como armas, munição, comida enlatada, produtos agrícolas... Com isso o setor industrial e agrícola crescem e...

    1819  Palavras | 8  Páginas

  • Escola Marginalista e Keynes

    Principais ideias A escola marginalista possui algumas ideias e ênfases que a caracterizam de maneira mais concreta, são elas: o foco na margem, ou seja, a preocupação em relação às variações que ocorrem nos lucros e/ou nos custos que derivam das mais variadas combinações de insumos; defendiam o mínimo envolvimento do governo na economia; ênfase maior na microeconomia, ou seja, no processo de tomada de decisão individual e as condições de mercado; suposição de mercados de livre-concorrência e foco...

    1729  Palavras | 7  Páginas

  • Faça um quadro síntese das principais escolas do pensamento econômico

    Atividade 2 – Produção Textual Analise e responda as seguintes questões abaixo: a) Faça um quadro síntese das principais escolas do pensamento econômico: PRINCIPAIS ESCOLAS DO PENSAMENTO ECONÔMICO Escolas Clássica Marxista Neoclássica Keynesiana Período Segunda metade do Século XVIII e no Século XIX Segunda metade do Século XIX Fim do Século XIX Depressão econômica dos anos 30 Teóricos Adam Smith Jean-Baptiste Say Thomas Malthus David Ricardo Karl Henrich Marx Friedrich Engels ...

    939  Palavras | 4  Páginas

  • socialização na escola

    Visa amenizar o nível de violência entre os alunos nos intervalos, em sala de aula, nos horários de recreação e entre eles. Salienta a importância de trabalhar valores com os alunos desta faixa etária escolhida, tendo em vista, que os mesmos estão em formação e devido a este fato surge a necessidade de desenvolver e compreender estes valores para poder conviver em grupos, tornando o ambiente escolar o mais acolhedor e agradável possível. Palavras-chave: Afeto, Diálogo, Identidade, Solidariedade...

    2740  Palavras | 11  Páginas

  • Comunicação de crise

    Politécnico de Coimbra Escola Superior de Educação de Coimbra Unidade Curricular de Atelier de Inserção às Práticas Organizacionais Comunicação de Crise: uma área emergente das RP’s Discente: Fernando António Sá Mendes | Nº 2011540 Docente: Professor Daniel Roque Gomes Novembro de 2011 Conteúdo Resumo.......................................................................................................................................... 3 O que é a comunicação de Crise? .....................

    2494  Palavras | 10  Páginas

  • Relação escola e sociedade

    FACULDADE NORTE CAPIXABA DE SÃO MATEUS- UNISAM PPP IV- PROFª SUELI Escola e sociedade: relações e possibilidades. Texto de referência: Nóvoa, António. Relação escola e sociedade: “novas respostas para um velho problema”. In: Volpato, R. et al. Formação de professores. São Paulo: Edunesp, 1998.p.19-39. |             No Brasil, a partir de 1915 configura-se um momento significativo: o do entusiasmo pela educação, que passa ser a solução de todos os males da sociedade. Essa idéia continua...

    2266  Palavras | 10  Páginas

  • TCC DE EDUCAR PARA A CIDADANIA TICA MORAL E VALORES

    EDUCAR PARA A CIDADANIA: ÉTICA, MORAL E VALORES Zilda dos Santos Kuritza* Professora Orientadora: Ângela Helena Zatti Instituto Tecnológico de Desenvolvimento Educacional - ITDE Curso - Pós-Graduação Educar para a Cidadania (Código: 176019) 19/12/2012 RESUMO Neste artigo, que foi elaborado por meio de pesquisas bibliográficas, pretende-se ressaltar sobre a ética, a moral e os valores, porém ressaltando a ética como sendo desafio para se refletir sobre a sociedade contemporânea, mas acima...

    4231  Palavras | 17  Páginas

  • Crise atual a partir da Teoria Keynesiana e da Teoria Liberal

    Matriz de atividade individual* Módulo: 02 Atividade: Tarefa Individual - Fórum Título: Crise atual a partir da Teoria Keynesiana e da Teoria Liberal Aluno: Renata Vieira Borges Disciplina: Introdução à Economia Turma: 102 – RJ A Introdução Até o advento da Revolução Industrial, o crescimento da produtividade econômica desenvolveu-se, principalmente, através do aperfeiçoamento da organização da produção e pela racionalização dos métodos. Com a Revolução Industrial, o crescimento da...

    2032  Palavras | 9  Páginas

  • Valores na educação: qual o papel da família e da escola?

    SILVA VALORES NA EDUCAÇÃO: QUAL O PAPEL DA FAMÍLIA E DA ESCOLA? Aracaju, novembro de 2012. VALORES NA EDUCAÇÃO: QUAL O PAPEL DA FAMÍLIA E DA ESCOLA? Layne Lisboa e Silva llisboa.11@gmail.com Mestranda da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Resumo Transmitir valores constitui-se em preocupação que tanto a família, quanto a escola demonstra ao educar. Como realizar isso cotidianamente e quais valores precisam ser transmitidos...

    5156  Palavras | 21  Páginas

  • A situação da escola pública e o papel do professor

    a culpa pela situação de crise vivida pelo sistema educacional. A intervenção do nosso sistema escolar está baseada em suposições que realmente indicam dificuldades, pois ditam como devemos nos comportar e executar o sistema educacional. Se fosse somente para passar informação, não necessitaríamos de instituições como as escolas. Informação, a mídia passa. A crise da educação não é culpa de ninguém. Nem dos professores, nem dos administradores ou das diretorias das escolas. Essas hipóteses incorretas...

    586  Palavras | 3  Páginas

  • Formação de valores

    UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE(CCBS) CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LAÍS DUARTE MURILLA ANÁLISE DE RESUMOS DE ARTIGOS SOBRE A FORMAÇÃO DE VALORES São Paulo 2011 LAÍS DUARTE MURILLA ANÁLISE DE RESUMOS DE ARTIGOS SOBRE A FORMAÇÃO DE VALORES Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Presbiteriana Mackenzie como requisito parcial à obtenção do grau de Licenciado em...

    6354  Palavras | 26  Páginas

  • Indisciplina e violência na escola e as relações com a questão da autoridade

    Indisciplina e violência na escola e as relações com a questão da autoridade. ARAÚJO, Adriana Cristina, APNVB1 PESCAROLO, Joyce Kelly, APNVB2 VIANA, Marcos Alan, APNVB3 projeto@naoviolencia.org.br4 Eixo temático: Violência, bullying e indisciplina na escola e suas relações com a moralidade. Resumo: Através da prática cotidiana atendendo escolas de Curitiba e região metropolitana na área de violência escolar e cultura de paz, percebemos que a escola tem encontrado bastante dificuldade no exercício...

    4651  Palavras | 19  Páginas

  • CRISES ECONÔMICAS

    – CEJURPS CURSO: RELAÇÕES INTERNACIONAIS DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA PROFESSOR: PAULO JONAS GRANDO ENTENDENDO AS CRISES ECONÔMICAS Bruna Maia dos Santos Bruna Nascimento Teixeira Gabriela Rossato Balneário Camboriú, 21 de outubro de 2013. Na economia marxiana, a crise do capitalismo, crise econômica ou simplesmente crise se refere ao que é a designação dada, por alguns setores político-econômicos, para as oscilações em torno de uma média nos níveis de n...

    2159  Palavras | 9  Páginas

  • Escolas do pensamento econômico

     Escola Clássica: A Escola Clássica consolidou a economia como conhecimento científico na segunda metade do século XVIII e no século XIX, abrangendo, assim, a Revolução Industrial. Tinha foco nas transformações do processo produtivo. Seus teóricos foram: Adam Smith (1723-1790) com a obra: Uma investigação Sobre a Natureza e Causas das Riquezas das Nações. Jean-Baptiste Say (1767-1832) Thomas Malthus (1766-1834) David Ricardo (1772-1823) Teses: Trabalho humano, e não ouro/prata (como...

    602  Palavras | 3  Páginas

  • Escola keynesiana

    CAPÍTULO 1 – LIBERALISMO ECONÕMICO DE ADAM SMITH 04 1.1 – A MÃO INVISÍVEL DE ADAM SMITH 04 1.2 - A QUEDA DO LIBERALISMO 05 CAPÍTULO 2 – A CRISE DE 1929 08 CAPÍTULO 3 – KEYNESIANISMO 11 3.1 - A ESCOLA KEYNESIANA EM SI 11 3.2- A TRANSIÇÃO NO CURSO DA HISTÓRIA 12 DO PENSAMENTO ECONÔMICO ...

    3153  Palavras | 13  Páginas

  • teorias e escolas do pensamento economico

    Teorias e escolas do pensamento econômico Teorias e modelos de pensamento econômico. As escolas do mercantilismo, fisiocracia, economia clássica, marxismo, economia neoclássica e escola keynesiana. Teorias econômicas Pensamentos de orientação racionalista, lógica, mas com limitada base experimental Formulados para explicar fenômenos e processos da economia Como usar recursos materiais e humanos para produzir e distribuir bens e serviços Determinam a constituição de um léxico especializado...

    841  Palavras | 4  Páginas

  • História no tempo presente. tema: relação familia e escola

    Relação Família e Escola. Na educação moderna a participação da família, dentro do ambiente escolar é de suma importância no desenvolvimento do educado, tendo em vista a desvalorização dos conceitos de respeito ao próximo e aos valores morais e culturais intrínseco do ser humano. A responsabilidade do educador com relação ao aluno não deveria parar dentro do ambiente educacional, deveria sim prolongar-se para o meio externo, como podemos definir a sociedade com relação à escola, mas existem barreiras...

    677  Palavras | 3  Páginas

  • A participação da família no processo educacional: um estudo sobre a relação família-escola no processo educacional, em comunidades rurais.

    TÍTULO A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NO PROCESSO EDUCACIONAL: UM ESTUDO SOBRE A RELAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA NO PROCESSO EDUCACIONAL, EM COMUNIDADES RURAIS. RESUMO: Este trabalho apresenta o tema: A participação da família no processo educacional, cuja pesquisa tem o objetivo de contribuir para o processo ensino-aprendizagem de crianças do Ensino Fundamental, justificando-se pela necessidade de interação entre esses agentes. Através dessa pesquisa buscar-se-a observar que paradigmas de interpretação...

    6900  Palavras | 28  Páginas

  • Teorias e escolas do pensamento econômico

    Teorias e escolas do pensamento econômico fazer um comentário » Teorias e modelos de pensamento econômico. As escolas do mercantilismo, fisiocracia, economia clássica, marxismo, economia neoclássica e escola keynesiana. Teorias econômicas Pensamentos de orientação racionalista, lógica, mas com limitada base experimental Formulados para explicar fenômenos e processos da economia Como usar recursos materiais e humanos para produzir e distribuir bens e serviços Determinam a constituição de um...

    844  Palavras | 4  Páginas

  • Qual poderá ser o papel da escola e dos seus protagonistas na superação da crise de valores contemporânea?

    Qual poderá ser o papel da escola e dos seus protagonistas na superação da crise de valores contemporânea? Não há directores, nem orientadores ou professores que não se digam comprometidos com a relevância da ética na acção educativa. Mesmo assim, no primeiro olhar sobre a estrutura curricular e o quotidiano escolar, constatamos que a ética ocupa um lugar bastante singelo, muitas vezes restrito a um ímpeto disciplinar ou, quando muito, a uma actividade transversal. No meu modo de ver, em termos...

    632  Palavras | 3  Páginas

  • violência na escola

    Vasconcellos (p. 231) “há uma crise geral de projetos, de sentidos para as coisas” e esta falta de sentido tem gerado um ambiente de instabilidade entre os seres humanos, porque, em outras palavras, é o mesmo que viver uma vida sem sentido, sem razão, sem propósito, é caminhar para lugar algum. E observa-se essa crise de sentidos, especialmente, entre a juventude, pois ao não compreender que sua vida é valiosa e que suas ações determinarão seu futuro, o estar na escola pra eles é só mais um momento...

    552  Palavras | 3  Páginas

  • Função social da escola

    social da escola Alesandra Bonin Emanuele Teles dos Santos O presente texto tem como objetivo, subsidiar as discussões sobre a função social da escola. Diante disso, podemos questionar que homem queremos formar com o nosso fazer pedagógico? Um homem que acha natural ser mandado ou ter um mandante? Será possível construir cidadãos, críticos a ponto de modificar a sua prática? Como a gestão escolar tem se mostrado diante da realidade que a escola se encontra? Qual a relação da direção da escola para...

    1181  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha de Diversidade Sexual Na Escola

    Oliveira. Professor: Leonardo Gomes. DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA Primeiramente uma breve explicação do projeto diversidade sexual na escola feito no próprio livro pelo autor: “O Projeto Diversidade Sexual na Escola foi desenvolvido em 2005 na Coordenação de Extensão do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ, como parte de uma série de ações que visavam a troca de saberes e práticas, e a construção conjunta de conhecimentos com a Escola. O lançamento do Projeto ocorreu no Fórum Mundial de Educação...

    983  Palavras | 4  Páginas

  • A educação ambiental nas escolas

    A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS Marlla Cristiane Oliveira Ferreira Resumo A crescente utilização do termo Educação Ambiental está vinculada a idéia de degradação ambiental causada pelo homem, que a partir da Revolução Industrial, vem utilizando seus recursos naturais excessivamente, criando uma crise ecológica. A Educação Ambiental surge como prática fundamental para contornar essa crise vivida pela sociedade. Assim surge a necessidade de se conceituar o termo Educação Ambiental e analisar...

    1689  Palavras | 7  Páginas

  • Crise de 29

    CRISE DE 29. - Europa arrasada após 1° guerra mundial. Europa arrasada, com fome, desemprego. Arussia passou a fazer propaganda do comunismo para a Europa e as ideias socialistas começaram a avançar. Estados Unidos vai ajudar a Europa. A Europa era a maior potencia indundustrial, mais como a industrialização estava parada , ela passou a ser o maior consumidor dos EUA. Se os EUA ajudasse a Europa, iria perder ser maior consumidor, e iria falir, mais evitaria o comunismo. - EUA antes da crise ...

    1432  Palavras | 6  Páginas

  • Crise de 1929

    I R IC R ME A N A 1 E D 9 2 9 A CRISE AMERICANA DE 1929 ▪ Superprodução (na agricultura e na indústria). Diminuição do consumo provocado pela: ▪ __________ ▪ Especulação bolsista (o valor das acções é superior ao lucro real das empresas).  Saturação dos mercados internos;  Diminuição das exportações devido à recuperação económica da Europa. ______ Maior oferta do que procura ___________ Acumulação do stock das empresas CRISE DE SUPERPRODUÇÃO Crise Bolsista ______ do preço das acções Queda...

    728  Palavras | 3  Páginas

  • MODELO PARA IMPLANTA O DE PROJETO DE CAPELANIA EM ESCOLAS P BLICAS E N O CONFESSIONAIS

    MODELO PARA IMPLANTAÇÃO DE PROJETO DE CAPELANIA EM ESCOLAS PÚBLICAS E NÃO CONFESSIONAIS http://www.pastorafonso.com/p/modelo-para-implantacao-de-projeto-de.html PROJETO SOCIO-EDUCATIVO CONVERGENCIA DE VIDAS Refletir a Vida e Vivências Na Escola Capelânia Cristã nas Escolas Públicas e Não Confessionais Responsável Afonso Celso de Oliveira Teólogo, Pastor, Educador e Conselheiro Cristão BELO HORIZONTE ABRIL 2012 Sumário Apresentação 1 I. PROPONENTE 1 1. Identificação: 1 2. Qualificação:...

    7372  Palavras | 30  Páginas

  • Crise 1929 eua

    CRISE ECONOMICA 1929 – EUA Resumo Este artigo visa apresentar conceitos sobre Crise Economica 1929 nos EUA,como tamanho desastre ocorreu,sua repercussão,e fazer uma breve explanação sobre em quais situações os EUA enfrentou logo após a Crise. Palavras chaves: Economia,Crise Economica,Estados Unidos Introdução Maior período de crise econômica mundial ocorreu entre os anos de 1929 e 1933.Atingiu,em primeiro lugar,a economia norte-americana,espalhando-se em seguida para a Europa e,a seguir...

    2059  Palavras | 9  Páginas

  • gestao escolar: relaçao família e escola

    SUPERVISÃO ESCOLAR GESTÃO ESCOLAR: RELAÇÃO FAMÍLIA E ESCOLA ISABELA DA CRUZ MORAES FARIAS BAGRE/ PA 2013 ISABELA DA CRUZ MORAES FARIAS GESTÃO ESCOLAR: RELAÇÃO FAMILIA E ESCOLA Pré-projeto apresentado á disciplina Metodologia do Trabalho Científico, como requisito...

    2123  Palavras | 9  Páginas

  • CRISE INTERNACIONAL: A Crise de 1929

    CRISE INTERNACIONAL: A Crise de 1929 RESUMO: A crise de 1929, época em que os Estados Unidos passaram por uma profunda crise econômica, com a queda da Bolsa de Valores de Nova York, que gerou uma grave crise interna, um alto índice de desemprego e que acabou afetando vários países do mundo. O Brasil foi um dos países afetado pela crise de 1929, sendo que o café era o principal produto exportado para os Estados Unidos, causando desemprego e afetando os produtores. Embora muitos analistas pensassem...

    1075  Palavras | 5  Páginas

  • A crise da subjetividade

    Antecedentes da crise – As primeiras fissuras da crise da razão surgiram com o ceticismo de Hume e tornaram-se mais agudas com o criticismo de Kant. A crise que havia se instaurado, levou à necessidade de se repensar a filosofia. Um dos importantes nomes dessa era foi Kierkegaard, um dos precursores do existencialismo contemporâneo. Afirma que o ser o ser humano é visto como abstração, porém, na verdade, ele é algo subjetivo e que toma consciência de si. Para ele, a existência é permeada de contradições...

    936  Palavras | 4  Páginas

  • escola e educação

    Centro Universitário Cruzeiro do Sul- Unicsul - Unidade Pinheiros. Psicologia 2H noturno 2°semestre. Fernanda Lessa Gonçalves Dos Santos RGM: 131606-1 Resenha do livro: A escola e o conhecimento fundamentos epistemológicos e políticos. São Paulo 2013. Fernanda Lessa Gonçalves Dos Santos Pedagogia: Educação, Movimentos Populares e Transformação ...

    1959  Palavras | 8  Páginas

  • Crise 1929

    A luta pela esperança Tarefa: 1° etapa: Assistir o Filme. 2° etapa: 1. O que motivou a crise de 1929? R: A crise de 1929 foi motivada pela queda da bolsa de valores em Nova York. Este período causou altas taxas de desemprego, quedas na produção industrial e foi considerada um dos maiores períodos de recessão econômica. Os Estados Unidos diminuíram as suas exportações para a Europa, com isso começou a ter aumento nos estoques de produtos, pois as vendas não andam muito bem. 2...

    794  Palavras | 4  Páginas

  • Relação escola-sociedade: “novas respostas para um velho problema”

    RELAÇÃO ESCOLA-SOCIEDADE: “NOVAS RESPOSTAS PARA UM VELHO PROBLEMA” Antônio Nóvoa Os professores em crise: um mal-estar que se prolonga Racionalização do Ensino  Objetivo: - Controle dos fatos imprevisíveis do ato educativo.  Separação: trabalho de concepção / tarefas de realização.  Professores – ‘técnicos’ à aplicação de ideias e procedimentos elaborados por outros profissionais.  Expansão de especialistas pedagógicos. - Coloca...

    734  Palavras | 3  Páginas

  • Novo papel da escola e professor frente as mudanças na sociedade.

    Novo papel da escola e professor frente as mudanças na sociedade. Introdução A educação vem sofrendo mudanças no decorrer de toda sua historia, tanto na relação professor/aluno, como nas novas tecnologias, no mercado de trabalho e da vida em sociedade num mundo de intensa globalização. Os professores encontram-se frente a mais um desafio, entender como estas mudanças afetam a escola e modificam seu papel na sala de aula. Ressaltando que esse desafio requer primeiramente dos docentes admitirem...

    799  Palavras | 4  Páginas

  • Crise de 1929

    A Crise de 1929  O que foi, causas da crise de 29, a quebra da Bolsa de Valores de Nova York, Grande Depressão, a crise no Brasil, O New Deal, fim da crise Crise de 1929: fila de desempregados    História da Crise de 29: contexto histórico Durante a Primeira Guerra Mundial, a economia norte-americana estava em pleno desenvolvimento. As indústrias dos EUA produziam e exportavam em grandes quantidades, principalmente, para...

    971  Palavras | 4  Páginas

  • A Crise de 1929

    por A Crise de 1929 que foi a maior crise econômica mundial, teve seu inicio no dia 24 de outubro de 1929, porem as indústrias dos Estados Unidos já havia começado a cair em julho daquele mesmo ano. Essa grande depressão persistiu ao longo dos anos de 1930 terminando apenas com A Segunda Guerra Mundial, esse período de depressão econômica causou alta taxas de desemprego, quedas drásticas do PIB de vários países, e quedas drásticas na produção industrial e preços de ações nas bolsas de valores. Durante...

    1034  Palavras | 5  Páginas

  • Plano De Gerenciamento De Crise

    Políbios é um historiador da antiguidade 2 Henry Ford, fundador da empresa de automóveis Ford. O gerenciamento de crises pode ser visto na história muito antes do que imaginamos. - Em qual momento Noé teve que construir a sua arca’ - Antes do início do diluvio. Não é preciso ser altamente religioso para conhecer a história da Arca de Noé, descrita biblicamente. Noé sabia que uma crise estava por vir e se preparou para adversidade. Após o termino do diluvio e a recuperação da terra, apenas aqueles...

    1733  Palavras | 7  Páginas

  • os valores eticos

    OS VALORES MORAIS E ÉTICOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL Lilian Fernandes Negreiros * 1. PALAVRAS INICIAIS Trabalhar valores éticos e morais na Educação Infantil é, indubitavelmente, de suma importância, uma vez que  a infância é  o alicerce da vida e o adulto é produto daquilo que vivencia e  aprende, também, nos seus primeiros anos de escola. Embora isso soe como inconteste, só veio aclarar-se, para mim, em decorrência das observações diárias durante o estágio que fiz em uma de nossas EMEIs. Nessa...

    1568  Palavras | 7  Páginas

  • Escolas do pensamento econômico

    Principais escolas ou teorias: mercantilismo, fisiocracia, economia clássica, marxismo, economia neoclássica e escola keynesiana. 1. Mercantilismo • Conjunto de princípios que orienta a economia dos Estados europeus • Contexto de expansão comercial entre os séculos XV e XVII. • Teóricos: o Thomas Mun (1571-1641) o Josiah Child (1630-1699) o Barthélemy de Laffemas (1545-1612) o Jean-Baptiste Colbert (1619-1683) o Antoine de Montchrestien (1575-1621) • Teses: o Riqueza provém de reservas...

    1477  Palavras | 6  Páginas

tracking img