Costumes Do Paraguai artigos e trabalhos de pesquisa

  • Paraguai

    Um pouco do que é o Paraguai: explanação histórica, cultural e econômica O Paraguai é um país situado na América do Sul, participante do bloco MERCOSUL, e tem como o idioma oficial o espanhol e curiosamente o Guarani, idioma nativo do período pré-colombiano, e ainda falado pela maior parte da população paraguaia. É um país limítrofe com Argentina, Brasil e Bolívia e com uma população estimada em oito milhões de habitantes, apresentando uma baixa densidade populacional média. É um país...

    986  Palavras | 4  Páginas

  • TERRITORIO, REGIAO E FRONTEIRA: BRASIL E PARAGUAI

    ...................................................................................2 2- TERRITÓRIOS, REGIÃO E FRONTEIRA ..........................................................................3 3- CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO FRONTEIRA: BRASIL E PARAGUAI ....................4 4- CONSIDERAÇÕES FINAIS ................................................................................................6 5- PERGUNTAS DE ECONOMIA E DIREITO EMPRESARIAL ..........................................7 6- REFERENCIAS...

    1125  Palavras | 5  Páginas

  • Paraguai

    Paraguai GASTRONOMIA: A gastronomia paraguaia oferece um inúmero de pratos gostosos e deliciosas sobremesas. A comida típica é preparada com produtos frescos e naturais, ja que é costume consumir o que coleta-se no dia. Podem-se encontrar durante todo o ano gostosas frutas frescas. A carne junto com os pratos "subtropicais" são os mais comuns. No Paraguai encontra-se excelentes pratos preparados com milho e mandioca. Aconselhamos provar...

    697  Palavras | 3  Páginas

  • Paraguai e Uruguai

     Paraguai Historia O Paraguai foi descoberto por Aleixo Garcia e Sebastião Caboto, ambos sob as ordens da Espanha, em 1524. A cidade de Asunción foi fundada por Juan de Salazar y Espinosa, natural de Espinosa de los Monteros (Espanha) sendo consolidada por Juan de Ayolas. Originou-se assim um longo período de colonização que durou até 1811, quando o país alcançou sua independência. Gastronomia A culinária do Paraguai tem forte influência indígena, predominando o milho e a mandioca. Que...

    858  Palavras | 4  Páginas

  • TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA DO CURSO DO RIO PARAGUAI.

     TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA DO CURSO DO RIO PARAGUAI. Síntese: Álvaro Banducci Jr., autor do texto, conta a expedição científica "Cáceres-Porto Murtinho", de 1999; onde seis pesquisadores, embarcam em uma viagem pelo rio Paraguai, em uma pequena lancha usada para a prática do turismo de pesca, com capacidade para vinte passageiros, entre tripulação e turistas. Pretendiam encontrar possíveis evidências de destruição das margens do rio, indícios de danos a mata e de deterioração...

    1590  Palavras | 7  Páginas

  • DITADURA MILITAR NO PARAGUAÍ: Considerações inicias ¹

     DITADURA MILITAR NO PARAGUAÍ: Considerações inicias ¹ Daniella Moraes Garcês * Patrícia Helena de Albuquerque Sarah Silva Fróz RESUMO Este trabalho visa compreender o golpe e ditadura militar no Paraguai, nesta pesquisa estudaremos alguns aspectos da ditadura militar um período marcado por uma forte repressão, a ditadura Stroessner utilizou-se, da violência e de um forte discurso ideológico nacionalista, que propiciou o surgimento de guerrilhas, grupos de maior destaque...

    1998  Palavras | 8  Páginas

  • As memórias pantaneiras do Rio Paraguai

    Matrícula: 13217130065 Resenha do Texto: As memórias Pantaneiras do Rio Paraguai Com base nos estudos de Álvaro Banducci Jr, o artigo trata sobre o impacto da costa fluvial no Rio Paraguai, abrangendo as cidades Cárceres (MT) e Porto Murtinho (MS). Com a viagem dos pesquisadores para as margens do Rio Paraguai, eles tinham por principal objetivo fazer o estudo e o mapeamento das zonas de degradação nas margens do Rio Paraguai. Esta resenha tem por objetivo ressaltar a pesca como principal atividade...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • Resenha turismo cultural e patrimônio: a memória pantaneira no curso do rio paraguai

    TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA NO CURSO DO RIO PARAGUAI Álvaro Banducci Jr. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Brasil RESENHA Por: REGINA CELI LOPES LOURENÇO Aluna: CEDERJ Curso: TECNÓLOGO DE GESTÃO EM TURISMO (2° PERÍODO) A viagem de pesquisadores pelo rio Paraguai tinha como meta, encontrar possíveis evidências de degradação das margens do rio, observando a dimensão dos impactos causados, como...

    1112  Palavras | 5  Páginas

  • A MEMÓRIA PANTANEIRA NO CURSO DO RIO PARAGUAI.

     A MEMÓRIA PANTANEIRA NO CURSO DO RIO PARAGUAI. Álvaro Banducci Jr. O texto escrito por Álvaro Banducci Jr. trata de um estudo realizado durante uma viagem ao Rio Paraguai, no trecho entre as cidades de Cáceres no Mato Grosso e Porto Murtinho no Mato Grosso do Sul em Novembro de 1999. Este estudo foi realizado para elaborar um trabalho sobre a pesca e o turismo no Pantanal, trabalho este que seria para avaliar o modelo de turismo aplicado nesta região, mas este trabalho acabou dando margem...

    1313  Palavras | 6  Páginas

  • guerra do paraguai

     IZECKSOHN, Vitor. Cap. IX A Guerra do Paraguai. In: GRINSBERG, Keila. SALLES, Ricardo. O Brasil Imperial – Vol. II – 1831-1889. 2ª ed., Rio de Janeiro, 2011. p. 385-424 O Brasil Imperial – 1832-1889 CAPÍTULO IX – A GUERRA DO PARAGUAI O CONTEXTO O Rio da Prata foi a principal rota de comércio entre Buenos aires e as minas de Potosí. A partir de fins do século XVIII, com a criação do “Vicerreinato de la Plata” (1776), e a elevação da cidade portenha a capital (1778), pensava a metrópole...

    3883  Palavras | 16  Páginas

  • HISTÓRIA DO PARAGUAI

    Introdução O Paraguai é uma república presidencialista, onde o presidente é, ao mesmo tempo, chefe de Estado e de governo, em 23 de abril de 2008, Fernando Lugo foi eleito o novo presidente do Paraguai dando fim a quase seis décadas de domíno do Partido Colorado. Paraguai é o único país que não tem costa no Sul da América. O Paraguai tem uma economia que se baseia no comércio, na indústria e na agricultura. As culturas dominantes são a mandioca, a cana-de-açúcar, a soja, o algodão, o tabaco...

    8686  Palavras | 35  Páginas

  • AS ESPARTANAS GUARANIS: RESISTÊNCIA E LUTA NAS ENTRELINHAS DA GUERRA CONTRA O PARAGUAI

    processo de destruição produtiva, caracterizando um paradoxo do capital-imperialismo. Compreendendo que a função do historiador é clarificar o seu objeto, o objetivo desta pesquisa é abordar a presença do gênero feminino como agente social na Guerra do Paraguai (1864-1870). Submetidas a uma sociedade de organização patriarcal, as mulheres paraguaias contemporâneas e sujeitas à guerra contra seu país, condenadas por parentesco de réus políticos ou acusados de traição, eram intituladas “destinadas”, sujeitadas...

    3098  Palavras | 13  Páginas

  • O Rio Grande do Sul e a Cidade de Pelotas na Guerra do Paraguai

    participação do estado do Rio Grande do Sul na Guerra do Paraguai assim como a importância da cidade de Pelotas na logística do Império durante o conflito. Também procura evidenciar que a Santa Casa de Misericórdia de Pelotas teve relevante papel no atendimento de praças do Exército e da Guarda Nacional que enfermaram quando na cidade estiveram por ocasião da invasão do Brasil ao Uruguai e mais tarde durante a guerra travada entre o Paraguai e a Tríplice Aliança. Outro objetivo que pretende alcançar...

    13163  Palavras | 53  Páginas

  • Educação comparada: brasil e paraguai

    apresentaremos a seguir, consiste em um estudo comparativo entre os sistemas educacionais do Brasil e Paraguai. Para melhor compreensão dos mesmos são apresentados brevemente os contextos históricos, geográficos, econômicos, políticos, culturais e sociais, nos quais ambos os países estão inseridos. Posteriormente é apresentada a forma como é organizada a Educação no Brasil e em seguida no Paraguai. Expõe-se ainda uma análise comparativa dos sistemas educacionais brasileiro e paraguaio, na qual são...

    14804  Palavras | 60  Páginas

  • AS AFRONTAS AOS TRATADOS INTERNACIONAIS: UM ESTUDO SOBRE A SUSPENSÃO DO PARAGUAI DO MERCOSUL

    UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE CURSO DE DIREITO MEG SUYWDHANA GIACOMOZZI AS AFRONTAS AOS TRATADOS INTERNACIONAIS: UM ESTUDO SOBRE A SUSPENSÃO DO PARAGUAI DO MERCOSUL 2 LAGES 2013 MEG SUYWDHANA GIACOMOZZI AS AFRONTAS AOS TRATADOS INTERNACIONAIS: UM ESTUDO SOBRE A SUSPENSÃO DO PARAGUAI DO MERCOSUL Relatório apresentada à Universidade do Planalto Catarinense – UNIPLAC, como requisito parcial para obtenção do grau de bacharel em Direito, sob a orientação do Professor...

    22113  Palavras | 89  Páginas

  • Costumes Alimentares 2

    Costumes alimentares: CENTRO-OESTE ENSP – Professora Patricia 2ª ETIM Nutrição Nome: Alice nº03, Caroline n°10, Jayne n° 16 Karolyne n°19 Taís nº34 INTRODUÇÃO  A cultura do Centro-Oeste brasileiro é bem diversificada, pois recebeu contribuições principalmente dos indígenas, paulistas, mineiros, gaúchos, bolivianos e paraguaios.  - A região centro-oeste possui uma gastronomia variada, sendo o Cerrado, o bioma que faz parte de todos os estados, que são: Goiás (GO) Distrito Federal (DF) Mato...

    798  Palavras | 4  Páginas

  • Costumes na Croácia

     Costumes na Croácia  Os croatas formam a maioria da população da Croácia, mas há também diversos outros grupos étnicos, incluindo sérvios, húngaros e romenos. A maioria da população pertence à religião católica romana, e a igreja tende a exercer uma grande influência na sociedade. Quando o país estava sob os ditames soviéticos, a igreja costumava ser oprimida, mas, aos poucos, foi reconquistando o seu poder. Muitos nativos são devotos da Virgem Maria, e várias cidades em todo o país têm santuários...

    4305  Palavras | 18  Páginas

  • TRABALHO DE SOCIOLOGIA

    da tarde, compartilha com os amigos uma rodada de tereré bem gelado. Onze municípios paraguaios fazem fronteira com o Estado e uma boa parte do território hoje sul-mato-grossense foi anexado (legalmente?) após a Guerra do Paraguai. A cultura paraguaia está impregnada nos costumes sul-mato-grossenses e etc.. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO................................................................................. 6 2. DESENVOLVIMENTO (CONTEÚDO PESQUISADO)..........................

    1832  Palavras | 8  Páginas

  • faculdade

    a qustão de miscigenação ainda é algo muito delicado enter os nipos-brasileiros, levando maior tempo para acontecer. O casamento não era aceito com pessoas de origem não- japonesa, devido às grandes diferenças étnico-culturais, idioma, religião, costumes, tradições. Portanto, o casamento com imigrantes japoneses com uma pessoa nao-japonesa só começa a acontecer a partir da segunda geração e treceira gerações, sendo até hoje mal visto por alguns nipo-brasileiros mais velhos. A religião católica...

    1736  Palavras | 7  Páginas

  • Sociologia

    indígena brasileira. Pertencem ao grupo maior dos guanás. Vivem principalmente no estado de Mato Grosso do Sul. Podem ser encontrados também no interior do estado brasileiro de São Paulo. Além disso, situam-se ainda na margem esquerda do alto rio Paraguai, em Mato Grosso; também vivem no norte deste estado, entre os municípios de Peixoto de Azevedo, Matupá e Guarantã do Norte, na Terra Indígena Gleba Iriri Novo, às margens do rio Iriri, nas aldeias Kopenoty, Kuxonety Poke'é, Inamaty Poke'é e Turipuku...

    1838  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo documentário – “República Guarani” Sylvio Back - 1978

    colonial é que os índios era a principal força de trabalho de trabalho na colônia. Hoje depois de massacrados e diminuídos a poucos, o projeto de integra-los a sociedade branca continua o mesmo. Os primeiros espanhóis que chegam a Assunção, no Paraguai, são tratados pelos Guaranis como aliados contra outros grupos indígenas. E desta relação cordial, os colonizadores logo percebendo e aproveitando dessa abertura ao casar-se com as índias estabelece segundo a cultura Guarani uma relação de união...

    1588  Palavras | 7  Páginas

  • Influencias culturais no Rio Grande do Norte

    tereré, a bebida mais popular no Paraguai. A influência da culinária paraguaia tem razão de ser. O estado abriga 300 mil paraguaios, dos quais 80 mil concentrados em Campo Grande, região central, de onde essa cultura se espalha e impregna nos costumes sul-mato-grossenses, pois é cada vez mais aceita pela população. O tereré se toma na guampa, mas não é chimarrão. Tem que ser supergelado, ao contrário do mate gaúcho, servido quente, na chaleira. Outros dois costumes 'importados' são a chipa e a sopa...

    2422  Palavras | 10  Páginas

  • Turismo

    patrimônio: a memória pantaneira no curso do rio Paraguai. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 9, n. 20, p. 117-140, outubro de 2003. Álvaro Banducci, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, toma por objetivo, neste texto, oriundo de sua tese de doutorado sobre pesca e turismo no Pantanal, fazer um levantamento do patrimônio histórico e cultural da região através de vestígios arqueológicos e históricos existentes às margens do rio Paraguai. Estes vestígios referem-se às ruinas de...

    1543  Palavras | 7  Páginas

  • costumes do paraguai

    Gastronomia: Na culinária paraguaia, destacam-se as comidas: sopa paraguaia; parrilha; assado de panela; farinha de milho; pastel de mandió, etc. Esporte: O Paraguai destaca-se no meio esportivo, por suas participações nas Copas do Mundo (futebol). Música: Se tem alguma coisa a destacar das manifestações culturais do Paraguai esta é a sua música. Apesar de suas origens encontrarem-se nos rítmos espanhóis, com certas influências africanas e brasileiras, a música paraguaia cativa de imediato a quem...

    1765  Palavras | 8  Páginas

  • guajajaras e guaranis

    Indígena,onde será abordados as origens,localização,costumes, divisão social e curiosidades dos povos Guaranis e Guajajaras. São Luís-MA 2014 Sumário Origem do povo Guarani (Histórica) .................. Localização ..................................................... Costumes ..................................................

    1791  Palavras | 8  Páginas

  • A Cultura do Tereré em Mato Grosso do Sul

    inverno, dia e noite: não há calendário para o seu consumo.O tereré em rodas de bate-papo é indispensável. Quanto ao líquido a ser usado para a infusão, o mais popular no Paraguai e também no Brasil é água gelada e, opcionalmente, gotas de limão, ou até mesmo suco de frutas e refrigerantes de guarana, laranja ou limão. No Paraguai costuma-se adicionar ervas e plantas medicinais à água chamados de preparos. Outras combinações também são possíveis, porém não indicadas pelos consumidores mais tradicionais...

    702  Palavras | 3  Páginas

  • Segundo reinado

    O movimento para instalar o regime republicano, no Brasil, ganhava cada vez mais força, inspirado em países vizinhos. O regime imperial passou a ser considerado ultrapassado. O exército adquiriu muito prestígio depois da Guerra do Paraguai, e exigia maior participação nas decisões políticas. E foi o maior responsável pela mudança de regime. Em 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, destituiu o Conselho de Ministros e seu presidente...

    3050  Palavras | 13  Páginas

  • Resenha Sert O Cosmopolita

    integração nacional. Corumbá, no início de século XIX assim como outras cidades em diferentes pontos do país, utilizava a navegação fluvial e a de navios a vapor para o desenvolvimento econômico da região. Outros autores citam que, a liberação dos rios Paraguai-Paraná e bacia Amazônica, entre os anos de 1856 e 1867 possibilitaram maior integração dessa região com outras capitais do país, minimizando o problema de comunicação e tempo do transporte e da maior tonelagem de carga transportada da então província...

    1699  Palavras | 7  Páginas

  • historia

    que marcou sua historia. O primeiro momento em que marca a presença dos Terena e a saída do território Chaco, no qual os Terena transpõe o Rio Paraguai e se ficasse no território brasileiro no atual Estado do Mato grosso do Sul esta migração ocorreu no decorreu do século XVIII. Os terena Ocuparam uma grande área quando atravessaram o Rio Paraguai, dedicando-nos à agricultura, nesse período houve importantes alianças para a sobrevivência dos Terena sendo realizados com os portugueses e os...

    2046  Palavras | 9  Páginas

  • LEGAL

    Inocência. Do regionalismo, a tendência a registrar os costumes locais. Tema : Conflitos familiares. Como o Romantismo estava em decadência na época em que a obra foi escrita, pode-se considerá-la de transição para o Naturalismo, devido a uma grande e infalível caracterização do homem como produto do meio, isto é, ele age de acordo com o tipo de vida que leva. ESTILO Inocência é considerado um livro do regionalismo porque valoriza os costumes típicos do mundo rural e as particularidades do meio...

    740  Palavras | 3  Páginas

  • Genetica do Sexo

    3.1 Musicas mais conhecidas dos países Latinos: Brasil : A música mais conhecida neste momento no Brasil, é do Roberto Carlos, ‘’ esse cara sou eu’’. Não existe um brasileiro que não saiba esse refrão. Paraguai: O estilo de música típico do Paraguai é a “guarania”. A canção Paraguaia mais famosa de todos os tempos é “Recuerdos de Ypacaraí”, criada pelo compositor paraguaio Demétrio Ortiz, com versos da poetisa argentina Zulema de Mirkin, em 1953. Argentina : A musica...

    1759  Palavras | 8  Páginas

  • O MERCOSUL

    Oliveira 16/08/2015 Trabalho de Geografia MERCOSUL O MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) é um bloco econômico que nasceu de um encontro entre a Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai, em 26 de março de 1991, na capital do Paraguai, Assunção. Aí, os quatro países decidiram assinar um acordo que se denominou “Tratado de Assunção”, mediante o qual foi criado o Mercado Comum do Sul – MERCOSUL. O Bloco tem como um acordo entre países da América do...

    595  Palavras | 3  Páginas

  • Core

    interessados em estudar no Brasil diminuiu.  Foi decretada a abertura dos portos, o que possibilitou à antiga colônia portuguesa comercializar com outros países, além de Portugal.  As pessoas que vieram de Portugal trouxeram para o Brasil a moda e os costumes europeus. Questão 05: (9 pontos / 3 cada) ● Correlacione as sentenças de acordo com as informações sobre o “Período Regencial”. ( ( ( ( ( 1 2 3 4 5 ) Regentes ) Cabanagem ) Guerra dos Farrapos ) Sabinada ) Balaiada ● A História do Brasil passou...

    1032  Palavras | 5  Páginas

  • Mato Grosso do Sul

    na região Centro-Oeste do Brasil juntamente com Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal faz divisa com outros cinco estados brasileiros: Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso e fronteira ao sul com o Paraguai e a Bolívia sendo banhado pelo sistema dos rios Paraná e Paraguai e seus afluentes e vegetação dominante características de cerrado. O Pantanal, uma das maiores planícies de sedimentação do mundo, aproximadamente 140 mil km², com 65% do seu território no Estado de Mato Grosso...

    4020  Palavras | 17  Páginas

  • pluralidade cultural de mato grosso do sul

    Sul, surge no início do século XVIII, quando o estado Mato Grosso e Mato grosso do Sul era um só Estado. O povoamento do Estado veio através do rio Paraguai e seus afluentes com a fundação das cidades de Corumbá, Miranda, Aquidauana, Nioaque, etc e Forte Coimbra às margens do rio Paraguai que serviram para fortalecer a fronteira com a Bolívia e Paraguai. Na região central a colonização veio através dos bandeirantes no século XIX, em busca de ouro e pedras preciosas. No século XX com início da construção...

    2561  Palavras | 11  Páginas

  • Povos Indígenas do Mato Grosso do Sul- Profº Fabiano Camargo

    viviam em harmonia interna, mas atormentados por hostilidade entre diversos grupos. O índio que sempre esteve em harmonia com o meio ambiente sofreu muito com a chegada do homem branco. Ele saiu do isolamento em que vivia, esse convivo trouxe novos costumes o que descaracterizou e muito a sua cultura. Povos Indígenas Guatos. Os guatos são um grupo de indígena que habita junto aos limites do estado brasileiro mato grosso do sul com a Bolívia, mais precisamente na área indígena guato. Eles chegaram...

    911  Palavras | 4  Páginas

  • água

    Temos que tomar iniciativas, fiscalizar e exigir dos políticos atitudes reais em relação a importância da água, visto que neste quesito somos a maior potência mundial. E por fim temos que rever nossos costumes, comer carne por exemplo exigi um grande quantidade de água, além do desperdício em nossos costumes diários. A população ignorante e hipnotizada pelo consumo desenfreado imposto por este sistema capitalista ainda não se preocupa com isso. Uma vez que em sua maioria nunca viveu sem água e só descobrimos...

    1076  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo Aquidauana

    materialidade do campo econômico social, pois a cultura pode ser detectada, por exemplo, em varias dimensões da sociedade, como: nas lutas das classes sociais, na questão de gêneros, nas etnicidade, na região, na forma de trabalho, moradia, alimentação, costumes, entre outros. Moreira e Candau (2003) defende que as lutas e conflitos da produção histórica da cultura são eventos reais e cruciais na luta ela hegemonia. Explicando assim que a constituição histórica da cultura, política e ideológica...

    1221  Palavras | 5  Páginas

  • Portfolio 02 historia

    a portos dos países dominados pelo Império Francês a navios do Reino Unido da Grã Bretanha (Inglaterra) e Irlanda. Com isso, o principal objetivo era isolar economicamente as Ilhas Britânicas, sufocando suas relações comerciais. 2. A Guerra do Paraguai foi antecedida por vários conflitos na região do Prata.Dentre eles a Guerra da Cisplatina. Sintetize a Guerra da Cisplatina. R: Quando foi anexada ao Brasil em 1820, a Cisplatina foi invadida como parte das ações políticas do imperador Dom João...

    744  Palavras | 3  Páginas

  • Complexo do pantanal

    do Brasil, além de também englobar o norte do Paraguai e leste da Bolívia (que é chamado de chaco boliviano), considerado pela UNESCO Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, localizado na região o Parque Nacional do Pantanal. Em que pese o nome, há um reduzido número de áreas pantanosas na região pantaneira. Além disso, tem poucas montanhas o que facilita o alagamento. Índice [esconder] 1 Divisões 2 Primórdios 3 Generalidades 4 Costumes Pantaneiros 4.1 Alimentação 4.2 O Tereré ...

    3561  Palavras | 15  Páginas

  • outros

    Brasil juntamente com Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal, o Mato Grosso do Sul faz divisa com cinco estados brasileiros: Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso e também fronteira ao sul com o Paraguai e a oeste com a Bolívia, sendo banhado pelo sistema dos rios Paraná e Paraguai e seus afluentes e vegetação dominante características de cerrado.do História Mato Grosso do Sul, que nasceu da divisão de Mato Grosso em 11 de outubro de 1977, tem o privilégio de mostrar para o mundo uma...

    699  Palavras | 3  Páginas

  • A população ativa de cprumbá

    margens dos rios Paraguai (Porto da Manga, baía de Albuquerque, foz dos rios Abobral, Miranda, Morrinhos e Porto Esperança) e Miranda (Passo do Lontra). O eco turismo já começa a ser explorado, apesar de timidamente. O turismo vem ajudando a desenvolver o mercado de trabalho associado com a pesca esportiva. A economia de Corumbá é basicamente voltada para a mineração, pecuária do gado de corte e o turismo pesqueiro. As áreas mais procuradas para turismo no Pantanal estão no rio Paraguai, são o Porto...

    4137  Palavras | 17  Páginas

  • Direito

    A Guerra do Paraguai foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul.[1] Ela foi travada entre o Paraguai e a Tríplice Aliança, composta por Brasil, Argentina e Uruguai. A guerra estendeu-se de dezembro de 1864 a março de 1870. É também chamada Guerra da Tríplice Aliança (Guerra de la Triple Alianza), na Argentina e Uruguai, e de Guerra Grande, no Paraguai.[1] * O conflito iniciou-se com a invasão da província brasileira de Mato Grosso pelo exército do Paraguai, sob ordens...

    2630  Palavras | 11  Páginas

  • cultura e clima pantanal

    espetado, em grandes pedaços, em estacas de madeira rústica. Os povos paraguaio e boliviano trouxeram grandes contribuições, como a sopa paraguaia, espécie de bolo de fubá com cebola e queijo, a chipa, a saltenha e o puchero. O tereré, mate gelado, é costume dos Guarani e símbolo de toda a região. Amigos se encontram nas rodas de tereré para prosear e se refrescar. Já é um hábito incorporado a grande parte da população urbana de Mato Grosso do Sul. O chimarrão, mate quente, é apreciado e chegou ao Pantanal...

    974  Palavras | 4  Páginas

  • Trabalho

     Trabalho De Espanhol País: Paraguai Grupo: Renner Modesto, Ingrid Domingos, Gabriel Ventura, Natália Cristina, Willian. Data: 30/03/2015 Cultura Paraguai e suas Culturas Os paraguaios falam hoje duas línguas: o castelhano, herdado dos colonizadores espanhóis e o guarani, o idioma dos índios que habitavam o território antes da chegada dos espanhóis e que foi adotado pelos padres jesuítas como língua de pregação religiosa. O guarani preservou-se no país, sobretudo, devido a esta ação...

    1042  Palavras | 5  Páginas

  • Trabalho Ndios Mby

    segundo seus costumes e possibilitar seu crescimento, Ñhanderu (O Deus Pai do povo) criou as mulheres. Para os Guarani o universo está povoado por almas sagradas e almas perigosas. Os Mbyá-Guarani vivem em várias aldeias situadas no Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil. No Brasil a grande maioria vivem em acampamentos e terras indígenas localizados principalmente nos estados do RS, SC, PR, SP, RJ e ES. Os Guaranis foram uma das populações mais afetadas durante a Guerra do Paraguai, foram obrigados...

    4037  Palavras | 17  Páginas

  • Inocencia

    fevereiro de 1843. Estudou Humanidade no Colégio Pedro II, e em 1859 matriculou-se na Escola Militar, onde se diplomou em Ciências Físicas e Matemáticas. Foi engenheiro do Exército, tenente do Imperial Corpo de Engenheiros participando da Guerra do Paraguai e da expedição do Mato Grosso. Largou a vida militar ainda no posto de major para se dedicar à política e às letras. Dedicou-se às artes, ao jornalismo e à crítica. Ele foi um autor além da maioria dos romancistas, embora também usassem temas sertanistas...

    1014  Palavras | 5  Páginas

  • o povo brasileiro

    nativos, explorando dela tudo o que lhe interessava, por meio do trabalho escravo indígena. Como método de “pacificação”, os jesuítas utilizaram das missões religiosas e, através dessa ferramenta, impuseram a cultura portuguesa, desmerecendo seus costumes, crenças e obrigando-os a falar uma língua estranha. Nesse processo de aculturação, os choques mais marcantes foram os trazidos pela catequização; conceitos como pecado, distinção entre bom e ruim, a existência do Deus que pune passou a fazer parte...

    1709  Palavras | 7  Páginas

  • VIADUCT DE MILLAU

    Amanda Nascimento Iandry Reis Marilani Estrela Naiara Rodrigues Poliani Silva Silvia Juliane Paganini Viviane Zeni 2014/1 1. Localização O pantanal ocupa grande parte do Centro Oeste brasileiro e se estende pela Argentina, Bolívia e Paraguai onde recebe outros nomes. É difícil dizer exatamente sua dimensão, mas uma boa parte do pantanal se localiza em Mato Grosso e Mato grosso do sul, estima-se que sua dimensão chega a 624.320 km². Ele esta localizado no centro Sul Americano, o...

    4185  Palavras | 17  Páginas

  • Multiculturalidade em Dourados - MS

    Artesãos da cidade ainda produzem rendas de alta qualidade e outros tipos de tecelagem. Costumes É composta de influências originárias dos estados e países de seus povoadores: entre as principais destas influências estão as culturas paulista, sulista e de países como Síria, Líbano, Japão e Paraguai. Ainda partilha a cultura do estado em que está inserido, o Mato Grosso do Sul. Entre os costumes mais fortes da cultura de Dourados tem relação com o meio rural, em eventos como a exposição agropecuária...

    1158  Palavras | 5  Páginas

  • Pesquiisa

    Guerra do Paraguai, os soldados de ambos os lados (Brasil e Paraguai), durante os tempos de folga entre um combate e outro, ou às vezes até mesmo em pleno combate, gostavam de tomar um chimarrão para repor os ânimos. Como o intervalo entre esses combates era muito curto, não havia tempo para esquentar a água, assim eles começaram a tomar frio e gostaram do sabor. Já uma história mais verídica diz que o tereré (também pode-se pronunciar tererê) teria surgido na Guerra do Chaco (entre Paraguai e Bolívia...

    833  Palavras | 4  Páginas

  • Politica platina de rio branco

    presidentes. Ele estabeleceu uma política coerente e inovadora se comparada aos países sul-americanos. Sempre deixou evidente a importância que dava à estabilidade regional. A participação brasileira na região platina, fez com que as independências do Paraguai e do Uruguai fossem defendidas, além de conseguir conter a influência argentina nesses dois países. Para que isso fosse de fato possível, foi decidido o uso da não intervenção nos assuntos internos dos três países envolvidos. Para Barão do Rio...

    981  Palavras | 4  Páginas

  • A RETIRADA DA LAGUNA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE JARDIM/MS

    livros didáticos de ensino fundamental das escolas da rede pública de ensino de JARDIM/MS Kléziane Andréa de Moraes1 resumo A Guerra do Paraguai ocorreu entre dezembro de 1864 e fevereiro de 1876, e envolveu Brasil, Argentina e Paraguai. O conflito redesenhou os limites até então existentes, sobretudo nas divisas entre Brasil e Paraguai, e redesenhou definitivamente os contornos do atual estado de Mato Grosso do Sul. O conflito foi, na verdade, resultado do processo de construção dos...

    1919  Palavras | 8  Páginas

  • Relativismo cultural

    quando se trata de questões indígenas, pois são povos que são atingidos não somente em seus “direitos humanos” mas também, e principalmente, no seu modo de vida, nos seus costumes, na sua identidade. Quando um povo não pode, por qualquer motivo que seja, exercer a sua cultura e passar para as próximas gerações os seus costumes, esse povo está fadado à morte. Aliás, morte de indígenas é o que mais houve neste país, desde a colonização até os dias atuais. E para piorar ainda mais sua situação, o expansionismo...

    4509  Palavras | 19  Páginas

  • História

    e a República do Paraguai, dessa forma o Brasil pode se ligar ao Rio de Janeiro e a São Paulo utilizando a navegação pelos rios Paraguai e da Prata. Apesar do tratado, a negociação com o Paraguai para a abertura da hidrovia não durou muito tempo. Em 1865 o governo paraguaio aprisionou o navio Marquês de Olinda, e rendeu o novo Presidente da Província de Mato Grosso, Frederico Carneiro de Campos que viajava no navio a caminho de Mato Grosso, e foi declarada a guerra do Paraguai, que durou cerca de...

    1756  Palavras | 8  Páginas

  • O direito nas missões jesuíticas

    Em 1549 os Jesuítas chegam ao Brasil, acompanhados pelo Governador-Geral, Tomé de Sousa. Em 1568 chegam os membros da Companhia de Jesus em Lima. Em 1607 cria-se a Província Jesuítica do Paraguai, ocupada pela Companhia de Jesus até 1768. Entre 1609 e 1706 fundaram as“ MISSÕES JESUÍTICAS DO PARAGUAI ‘’, ONDE OS Jesuítas serviam aos interesses da colônia monárquica Ibérica, ocupavam e defendiam territórios e dominavam e catequizavam os índios. O Regimento das Missões Na época do descobrimento...

    3841  Palavras | 16  Páginas

  • Segundo Reinado

    com  o  crescimento  e  a  consolidação  da  nação brasileira como um  país  independente,  e  como  importante  membro  entre  as  nações  americanas.  Denota­se  nesta  época  a  solidificação  do exército e da marinha, culminando na Guerra do Paraguai em 1870, e  mudanças  profundas  na  situação  social,  como  a  gradativa  libertação  dos  escravos  negros  e  o  incentivo de imigração para a força de trabalho brasileira.  O  regime  monárquico  novamente  consolidou­se  com  a  ascensão  de ...

    3530  Palavras | 15  Páginas

  • pais exportador

    Pais exportador (Paraguai) Mapa Bandeira Costumes A característica marcante da cultura paraguaia é a persistência da tradição guarani, entrelaçada com a hispânica. Embora as publicações em guarani sejam numerosas, a maioria da população conhece os dois idiomas. O guarani é empregado como linguagem doméstica e o espanhol na vida oficial e comercial. Culinárias A culinária do Paraguai tem forte influência indígena, predominando o milho e a mandioca(aipim). Que são usados produtos frescos...

    1370  Palavras | 6  Páginas

  • Faculdade Trabalho dos Indios

    família linguística Tupi-Guarani, do tronco linguístico Tupi. Neste rol se incluiriam também os povos chiriguano, guarani-ñandeva (Chaco paraguaio), ache, guarayos e izozeños, habitantes da Bolívia e Paraguai. Uma variante do guarani é falada pela população (provavelmente 90%) não indígena do Paraguai, país bilíngue guarani/espanhol. Levando-se em conta as longas distâncias entre os diferentes subgrupos guarani, são relativamente pequenas as diferenças entre suas línguas. Em situações territoriais...

    6418  Palavras | 26  Páginas

  • Sociologia

    Era uma ideia grandiosa pretender formar de todo o Mundo Novo uma só Nação, com Comissão Econômica para América um só vinculo que ligasse suas partes entre Latina: CEPAL si e com o todo. Já que tem uma origem, uma lingua, os mesmos costumes e uma região, deveria, por conseguinte, ter um só governo que confederasse os diferentes Simon Bolívar Estados que venham a formar-se. Fonte: Ezcurra (1988).  CEPAL: criada em 24/06/1948 como um ramo reginal do Conselho Econômico...

    955  Palavras | 4  Páginas

tracking img