• Administração
    ................................................................................................ pag. 4 a 6 Conclusão............................................................................................................. pag. 2 INTRODUÇÃO Este trabalho tem como propósito de despertar interesse no assunto sobre qualidade de vida no...
    1157 Palavras 5 Páginas
  • Toyotismo
    uma necessidade desenfreada de aperfeiçoamento constante para simplesmente se manter no mercado. Análise Crítica O toyotismo, em essência, não seria mais que uma evolução do fordismo. Este ponto de vista encontra respaldo na análise do seu surgimento e equivale a dizer que o sistema estaria...
    568 Palavras 3 Páginas
  • Toyotismo - Ricardo Antunes
    , sobre o toyotismo, Gounet, 1997; 1992 e 1991; Shimizu; 1994; Ichiyo, 1995; Coriat, 1992; Sayer; 1986 e Kamata, 1985. 9 2) fundamenta-se no trabalho operário em equipe, com multivariedade de funções, rompendo com o caráter parcelar típico do fordismo; 3) a produção se estrutura num processo...
    7341 Palavras 30 Páginas
  • FORDISMO
     FORDISMO INTRODUÇÃO: Neste trabalho venho trazer as melhores informações sobre o fordismo, que foi criado por Henry Ford como um sistema para linha de montagem. Incluirão aqui também informações sobre a vida de Henry, planos de automóveis, sistemas de fabricação, entre outros...
    1138 Palavras 5 Páginas
  • modos de produção
    . Sistema de Organização Fordismo 6 1.6. Sistema de Organização Toyotismo 7 2. NOVOS MODELOS DE PRODUÇÃO, TRABALHO E EMPREGO 9 3. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 11 4. RESPONSABILIDADE SOCIAL DA PRODUÇÃO 13 CONCLUSÃO 16 BIBLIOGRAFIA 17 INTRODUÇÃO Conforme a sociedade evolui, também as...
    2746 Palavras 11 Páginas
  • historia
    surgimento de um novo sistema de produção mais eficiente. O Toyotismo, surgido no Japão, seguia um sistema enxuto de produção, aumentando a produção, reduzindo custos e garantindo melhor qualidade e eficiência no sistema produtivo. Fordismo para os trabalhadores Enquanto para os empresários o fordismo...
    2499 Palavras 10 Páginas
  • Taylorismo
    XII SIMPEP – Bauru, SP,Brasil, 6 a 8 de novembro de 2006 Pós-fordismo ou neofordismo? Ensaio e reflexões sobre a realidade no mundo do trabalho. Linderson Pedro da Silva Filho (Faculdade Maurício de Nassau) Linderson pedro@uol.com.br Resumo:No mundo em geral, e principalmente a partir da...
    5779 Palavras 24 Páginas
  • Toyotismo
    , salário por antigüidade etc), ou seja, adotando estratégia oposta ao fordismo, que levou para fora da fábrica uma racionalidade interna. Conclusão O toyotismo, segundo Alves (2000) nada mais é que “a ideologia orgânica da administração da produção capitalista sob a mundialização do capital...
    940 Palavras 4 Páginas
  • Fordismo
    Fordismo,Taylorismo e Toyotismo Fordismo, Taylorismo e Toyotismo são modelos de produção industrial, sendo que o Taylorismo se caracteriza por técnicas de administração voltadas à otimização de produção. O Fordismo e o Taylorismo foram muito aplicados desde o início do século XX até...
    3310 Palavras 14 Páginas
  • Resenha
    Resenha sobre o Artigo: “Fordismo, Toyotismo e Volvismo: Os Caminhos da Indústria Em Busca do Tempo Perdido”. Caxias do Sul, 27 de Agosto de 2013 Diferença entre Fordismo, Toytismo e Volvismo Neste artigo publicado pela Revista de Administração de Empresas, em Set...
    1036 Palavras 5 Páginas
  • toyotismo,fordismo
    Resumo do Taylorismo, Fordismo e Toyotismo? O fordismo, método de racionalização da produção em massa, teve início na indústria automobilística Ford, nos Estados Unidos, onde esteiras rolantes levavam o chassi do carro e as demais peças a percorrerem a fábrica enquanto os operários, distribuídos...
    3481 Palavras 14 Páginas
  • Fordismo
    Em decorrência da difusão e da consolidação do taylorismo,o fordismo surge com a reformulação do processo adminstrativo,lançando novo olhar sobre o trablhaodor individualmente,o fordismo acabou se tornando parâmetro para o modo de vida dos trabalhadores,porque impôs uma...
    1362 Palavras 6 Páginas
  • A indústria nos tempos modernos: comparação dos modos de produção ontem e hoje
    melhora é contínua. O funcionário, antes negligenciado, agora é o foco principal das empresas, que especializam, zelam e investem na capacitação profissional dos mesmos. Palavras-chave: Tempos Modernos; Indústria; Fordismo; Toyotismo. Introdução É visível que o mercado de trabalho esta sofrendo...
    1763 Palavras 8 Páginas
  • FORD VS TOYOTA
    Colégio Estadual Augusto Meyer Rua Rio Pardo, 1187. TECNICO EM ADMINISTRAÇÃO FORDISMO E TOYOTISMO FELIPE SCHLUETER MATEUS JOÃO GHISLENI PROFESSOR JORGE HENRIQUE TURMA: TB2 ESTEIO, OUTUBRO DE 2012. FORDISMO Fordismo é o nome dado ao modelo de produção...
    1003 Palavras 5 Páginas
  • Toyotismo
    em: 17 set. 2012. FUTATA, Marli Delmônico de Araújo. Breve análise sobre o toyotismo: modelo japonês de produção. n 47, 2005. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2012. GOUNET, Thomas. El toyotismo o el incremento de la explotación. Disponível em:. Acesso em: 21 jun. 2004. LOGÍSTICA. Fordismo...
    2666 Palavras 11 Páginas
  • Sistemas de produção (Fordismo, Toyotismo e Taylorismo)
    Introdução Fordismo, Taylorismo e Toyotismo são modelos de produção industrial, sendo que o Taylorismo se caracteriza por técnicas de administração voltadas à otimização de produção. O Fordismo e o Taylorismo foram muito aplicados desde o início do século XX até aproximadamente a década de 1970. A...
    1476 Palavras 6 Páginas
  • Teste
    insistir sobre as continuidades que sobre as rupturas do toyotismo com respeito ao taylorismo/fordismo. Aliás, Ohno sempre buscou inspirar-se no espírito do fordismo original. N um dos últimos capítulos de seu livro, intitulado “A verdadeira Intenção do Sistema Ford”, observou: “Sempre procuro ver...
    12613 Palavras 51 Páginas
  • Breve análise sobre o toyotismo: modelo japonês de produção
    Exploradores e Explorados. BIBLIOGRAFIA FUTATA A. de D. M., Breve Análise Sobre o Toyotismo: Modelo Japonês de Produção, http://www.espacoacademico.com.br. GOUMET T., Fordismo e Toyotismo na Civilização do Automóvel, ed. Bomtempo, pág. 29. P.C. de M. A., Do Taylorismo/Fordismo à Acumulação Flexível...
    1681 Palavras 7 Páginas
  • Engenharia
    PINTO, Geraldo Augusto. A organização do trabalho no século XX: taylorismo, fordismo e toyotismo. 2ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010. ISBN 978-85-7743-028-4. Conclusão Pesquisando várias fontes dee informação sobre o fordismo Entendi que é...
    1805 Palavras 8 Páginas
  • Técnico
    informação dos trabalhadores sobre essas mesmas tarefas para que houvesse um processo de aprendizagem dos trabalhadores. Era também dada uma margem de autonomia ao operários e poder de decisão, coisa que também não acontecia no toyotismo, fazendo com que os trabalhadores se sentissem parte integrante da...
    3352 Palavras 14 Páginas