Como Se Caracteriza A Distinção Entre A Escola Jônica E As Escolas Italianas artigos e trabalhos de pesquisa

  • AS PROMEIRAS ESCOLAS FILOSÓFICAS

    AS PRIMEIRAS ESCOLAS FILOSÓFICAS  As primeiras escolas filosóficas compreendem um período do final do século VII ao final do século V a.C. trata-se dos Pré-Socráticos e o período da transição do mito a razão, a filosofia se ocupa fundamentalmente com a origem do mundo e as causas da transformação da natureza e a investigação da PHYSIS do ser humano e do cosmo e a busca da explicação racional e sistemático da origem, ordem e transformação da natureza. As principais escolas deste período são: a)...

    5054  Palavras | 21  Páginas

  • Escolas Penais

    SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO.......................................................................3 2. ESCOLA PENAL CLÁSSICA...................................................4 3. ESCOLA PENAL POSITIVA …................................................5 4. TERZA SCUOLA ITALIANA...................................................6 5. ESCOLA PENAL TECNICO-JURÍDICA......................................7 6. ESCOLA PENAL CORRECIONISTA.........................................8 7. CONCLUSÃO.....................

    1459  Palavras | 6  Páginas

  • Escolas penais

    OLIVEIRA CANDIDO ESCOLAS PENAIS Varginha 2013 JUSSARA DE FATIMA DE OLIVEIRA CANDIDO ESCOLAS PENAIS Trabalho apresentado ao curso de direito da Faculdade Cenecista de Varginha, como requisito parcial para obtenção de nota na disciplina de Direito Penal ministrada pelo professor Wellington Clair de Castro. Varginha 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO............................................................................................................4 2. ESCOLA PENAL CLÁSSICA.....

    1609  Palavras | 7  Páginas

  • Questionários capítulos 1 a 4 - livro filosofia - danilo marconi

    característica da escola jônica, considerada decisiva para o desenvolvimento do pensamento filosófico científico? A principal característica da escola jônica é o naturalismo, pois tenta buscar uma explicação do mundo natural. Capítulo 2 1. Qual o sentido e importância da contribuição dos filósofos pré-socráticos para a formação e o desenvolvimento da tradição filosófico? Eles fizeram com que a sociedade refletisse sobre a origem do mundo, origem das coisas naturais. 2. Como se caracteriza a distinção...

    1450  Palavras | 6  Páginas

  • Escolas penais

    Escola Clássica: Deve-se deixar claro que não houve unidade doutrinária quando se denomina a Escala Clássica referente ao direito de punir e suas implicações no crime e sanção penal. A denominação Escola Clássica tem cunho pejorativo atribuído pelos positivistas que negaram o caráter científico das valorações jurídicas do delito. A bandeira humanista levantada pelos Iluministas permeou o campo das Ciências Penais, tendo Cesare de Beccaria como expoente com a publicação, em 1764, do livro Dos...

    2202  Palavras | 9  Páginas

  • Os Filosofos Pre Socraticos

    citações dos próprios filósofos. Escola  Uma das fontes principais para conhecer o pensamento dos présocráticos é dividida em duas grandes correntes a escola jônica e a escola italiana. ESCOLAS FILOSÓFICAS Escola Jônica-Originou na cidade de Mileto. Esta escola tinha um principio do Naturalismo, já que seu percussor Tales de Mileto tinha pensamento e ideias do Naturalismo real baseado em pesquisa da natureza. Considerado um dos grandes Filósofos para esta escola com a forma correta de ensinar...

    1173  Palavras | 5  Páginas

  • Duas escolas filosóficas, a itálica e a jônica

    Duas escolas filosóficas, a itálica e a jônica. Seus autores A literatura grega, cuja é célebre entre todos os idiomas pagãos, apresenta duas escolas filosóficas; a itálica, cujo nome se deve à parte da Itálica chamada outrora Magna Grécia, e a jônica, nascida nas regições ainda hoje chamadas Grécia. A escola itálica tem por autor Pitágoras de Samos, que, segundo dizem, criou a palavra “filosofia”. Antes eram chamados sábios os que de certo modo pareciam avantajar-se os demais em superioridade de...

    2606  Palavras | 11  Páginas

  • Pre-socrates

    fontes para o conhecimento dos filósofos pré-socráticos. Enquanto a doxografia remete o pensamento de outro, o fragmento apresenta as palavras do próprio pensador. Ainda assim, são insuficientes para compreensão e discussão filosófica. A escola Jônica: Tales de Mileto é visto como precursor da visão do mundo e da filosofia Explica a realidade natural a partir dela mesma, interesse pelas teorias sobre a natureza. Sem referência ao sobrenatural, formulando a doutrina da água. Anaximandro,...

    671  Palavras | 3  Páginas

  • Escolas Penais

    Escolas Penais No século XVIII as idéias iluministas estão a todo vapor, questões como Razão e Humanidade estão sendo debatido em todos os lugares, assim o Direito se fundamenta em cima dessas questões e esta ciência passa a ser acessível a todos e não somente a uma área privilegiada da sociedade, seus reformadores passam a pensar no povo começam a usar da Razão para decidir o futuro de homem. Escola Clássica Os positivistas assim denominaram os pensadores que eram influenciados pelas idéias...

    1070  Palavras | 5  Páginas

  • Escola Jônica

    Escola Jônica Escola JônicaEscola Jônica, que se caracteriza sobretudo pelo interesse pela physis, pelas teorias sobre a natureza. Suas obras se perderam na Antiguidade, e só as conhecemos por meios indiretos. Em alguns casos, é possível até que não tenha havido obra escrita, já que a tradição filosófica grega em seus primórdios valorizava mais a linguagem falada do que a escrita. Tales de Mileto Tales de Mileto • Tales de Mileto foi um importante filósofo, astrônomo e matemático...

    657  Palavras | 3  Páginas

  • Jonica

    Sergio Nakamura 37 / Caio Gouveia 4 Escola Jónica A Jónia, no século VII a.C., é o local onde nasceram as primeiras tentativas, plenamente racionais, de descrição e explicação da natureza do mundo. Talvez por se encontrar num local central, em que ascomunicações com diversos povos e suas respetivas culturas são privilégio e privilegiadas. Foi em Mileto, na Jónia, que esta escola se desenvolveu. Os filósofos desta escola procuravam investigar os primeiros princípios, partindo da observação da natureza...

    1628  Palavras | 7  Páginas

  • talles de mileto e periodo pré-socratico

    de ângulos opostos pelo vértice, e o diâmetro do círculo é uma linha reta traçada através do centro e terminado em ambas as direções entre outros... O Pai da Ciência e da Filosofia Ocidental. Fundou assim a mais antiga escola filosófica que se conhece – a Escola Jônica. Pré-Socraticos • Pré- socráticos são os filósofos que surgiram antes de Sócrates, que deram início a primeira fase da filosofia O PERÍODO PRÉ-SOCRÁTICO INICIA-SE POR VOLTA DO SÉCULO VI A.C. COM O SURGIMENTO DOS...

    764  Palavras | 4  Páginas

  • Fisiologia

    características do pensamento mítico. O pensamento mítico consiste em uma forma pela qual um povo explica aspectos essências da realidade em que vive: a origem do mundo, funcionamento da natureza, origem do povo bem como seus valores básicos. O mito caracteriza-se pelo modo que essas explicações são dadas, significando um discurso imaginário ou ficcional. As lendas e mitos são produtos de uma tradição cultural e folclórica. A forma de explicar a realidade é o apelo ao sobrenatural, ao mistério, ao sagrado...

    2164  Palavras | 9  Páginas

  • Pré-socráticos

    limitados porém bastante itueis os quais foram aperfeiçoados por Sócrates. 2) O que distingue a escola Jônicas das escolas Itaianas? R.: A escola Jônica caracterisava-se pelas teorias sobre a natureza. Tales explicava a realidade natural a partir dela mesma; enquanto as escolas Italianas tinham outra visão, dando sentido ao surgimento da lógica e da metafisica. Matemática de Pitágoras. 3) Qual a distinção entre a doxografia entre fragmentos? R.: A doxografia consiste em sínteses do pensamento desses...

    599  Palavras | 3  Páginas

  • Filosofia (Sócrates e Platão)

    filosofia. Discípulo de Anaximandro, considerou que o principio se dava através do ar. Herácllito de Éfeso: Ele trouxe a idéia do Devir, onde para ele tudo flui, nada persiste. Parmenides: Fundador da escola Eleática, foi na sua escola que nasceu a ideia de ontologia, ele foi o fundador da escola eleática, destinada a ter uma grande influência no pensamento grego. Ele foi um pensador radical no âmbito da Physis, pois se preocupou com a essência do ser para explicar o princípio de tudo e, revolucionou...

    2409  Palavras | 10  Páginas

  • Escolas sociológicas contemporâneas

    ESCOLAS SOCIOLÓGICAS CONTEMPORÂNEAS As Ciências das Religiões Giovanni Filoramo e Carlo Prandi SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO ............................................................................... 1 2. A ÁREA FRANCESA .................................................................... 2 3. A ÁREA ANGLO-ALEMÃ ............................................................. 9 4. A ÁREA AMERICANA .................................................................. 13 5...

    4247  Palavras | 17  Páginas

  • Escolas filosóficas

    O texto a seguir tratará do entendimento das Principais Escolas Filosóficas: 1º Pré-Socrático: divido nas escolas Jônicas, Pitagóricas, Atomista, Heráclito e Eleática. Escola Jônica: Os Jônicos julgaram encontrar a substância última das coisas em uma matéria única; e pensaram que nessa matéria fosse imanente uma força ativa, de cuja ação derivariam a variedade, multiplicidade. Os Jônios antigos consideravam o Universo do ponto de vista estático, procurando determinar o elemento primordial...

    785  Palavras | 4  Páginas

  • Escolas penais

    ® BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Análise Crítica das Escolas Penais, Sob à Luz dos Fins e Funções da Pena Victor da Silveira Graça* INTRODUÇÃO: Diante de uma reação humanitária, decorrente do iluminismo durante o século XVII, o chamado Século das Luzes, tendo o seu apogeu com a Revolução Francesa. Foram formadas diversas correntes de pensamentos criticando os excessos imperantes na legislação penal vigente. Essas criticas, tinham por objetivo diminuir a crueldade que era imposta aos condenados...

    3700  Palavras | 15  Páginas

  • Filosofia

    filósofos, mencionados no capítulo anterior, que viveram antes de Sócrates. A maioria das obras pré-socráticas se perderam na antiguidade, já que a tradição filosófica grega em seus primórdios valorizava mais a linguagem falada do que a escrita. Escola Jônica: Interesse pela Physis (teorias da natureza) • Tales de Mileto: primeiro filósofo, iniciou a visão de mundo e do estilo de pensamento que passamos a entender como filosofia. Explicou a natureza a partir de elementos dela mesma. Formulou a teoria...

    1143  Palavras | 5  Páginas

  • os filosofos pre socraticos

    Aristóteles — e que se encontra igualmente em Diógenes Laércio, cuja obra Vidas e doutrinas dos filósofos ilustres é uma das principais fontes para conhecer o pensamento dos pré-socráticos — costuma dividi-lo em duas grandes correntes, a escola jónica e a escola italiana. Veremos que esta divisão, embora a rigor imprecisa, pode ser útil por caracterizar uma diferença básica de concepção filosófica entre as duas tendências. Apresentaremos, em seguida, um quadro geral dos filosófos pré-socráticos e de...

    4297  Palavras | 18  Páginas

  • LEITURA DIRIGIDA

    ESCOLA DE BELAS ARTES – DEPARTAMENTO DE ARTES PLÁSTICAS DISCIPLINA: ARTES VISUAIS I DATA: 04.09.2013 LEITURA DIRIGIDA ARGAN, G. C. A arte Grega. In. Historia da Arte Italiana, São Paulo: Cosac & Naify. 2003, p. 47-133. A ARTE GREGA Neste texto o autor nos mostra que a arte helênica se modifica e se caracteriza através da chegada dos dórios, provenientes do norte, acarretando a migração da cultura jônica da costa ocidental para a Ásia Menor. Neste contexto o período Medievo helênico (séc...

    1130  Palavras | 5  Páginas

  • Escola de Atenas

    A Escola de Atenas 1° EM Alexandre-Alcebíades Não há certeza quanto à identidade de todos os personagens retratados em A Escola de Atenas, uma vez que Rafael Sanzio não deixou informações a respeito dos personagens da obra. Assim, os filósofos e as personalidades históricas representados podem ser distinguidos uns dos outros pelos aspectos apresentados na obra. Acredita-se que a figura em questão trata-se de Alexandre, o Grande (336-333 a.C.), rei da Macedônia...

    8214  Palavras | 33  Páginas

  • Problema e as principais escolas filosóficas

    problema as questões simples, reservando-se aquele nome apenas para as questões complexas. Não se trata disso. Por mais que elevemos o grau de complexidade, mesmo que alcemos a complexidade de uma questão a um grau infinito, não é isso que irá caracterizá-la como problema. Se eu complico a pergunta feita ao meu suposto leitor e lhe solicito determinar quantos meses ou, mesmo, quantos segundos perfazem a sua existência, ainda assim não estamos diante de algo problemático. A resposta não será simples...

    8526  Palavras | 35  Páginas

  • escolas contabeis

    Escolas de Pensamento da Ciência Contábil: uma síntese de estudo.  Prof. Waldir Jorge Ladeira dos Santos  Coordenador Acadêmico do Curso de Ciências Contábeis da FMJ “Escolas de Pensamento da Ciência Contábil: uma síntese de estudo” Waldir Jorge Ladeira dos Santos * 1. INTRODUÇÃO Antes de apresentarmos as correntes de pensamento, devemos entender o porquê de seu surgimento em relação aos acontecimentos no campo científico da própria humanidade. O amadurecimento da humanidade a partir...

    7395  Palavras | 30  Páginas

  • Teoria contábil: escola norte-americana

    DE PETROLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA ISABELLA NADJA SUELI DIAS MEDRADO DA SILVA SILVÂNIA GOMES DE ANDRADE TEORIA CONTÁBIL: ESCOLA NORTE-AMERICANA PETROLINA 2010 ANA ISABELLA NADJA SUELI DIAS MEDRADO DA SILVA SILVÂNIA GOMES DE ANDRADE TEORIA CONTÁBIL: ESCOLA NORTE-AMERICANA Trabalho apresentado à disciplina Teoria Contábil do Curso de Ciências Contábeis, 9º período ministrada pelo professor Antonio...

    6652  Palavras | 27  Páginas

  • Escolas e correntes do pensamento contábil

    FACULDADE CASTRO ALVES CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FUNDAMENTOS DA CONTABILIDADE ESCOLAS E CORRENTES DO PENSAMENTO CONTÁBIL CRISTIANE RIBEIRO DANIELA DE OLIVEIRA ÍTALA SANTIAGO JEIDSON CAIO QUEIROZ LILIAN SILVA LILIANE PRAZERES Salvador 2013.1 Como em todos os ramos do conhecimento humano, também, na Contabilidade, a ciência construiu-se de teorias. Há um caminho natural para isso, que parte...

    7585  Palavras | 31  Páginas

  • ESCOLAS PRÉ SOCRATICAS

    homem passou a buscar explicações de forma racional para os fenômenos da natureza, e não mais na mitologia. Os historiadores costumam distinguir no período pré-socrático quatro grandes tendências ou escolas, em geral coexistentes: Escola Jônica, Escola Pitagórica ou Itálica, Escola Eleata e Escola Pluralista ou Atomista. OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS Os filósofos pré-socráticos tiveram seu interesse filosófico voltado para a natureza (phýsis), assim sendo...

    9703  Palavras | 39  Páginas

  • Escola Historico-Religiosa

     Estudo Dirigido Cap. Segundo: As escolas histórico-religiosas 1- Quando começa a pesquisa da História das Religiões? R: A história das religiões iniciou o seu percurso como disciplina científica, marcada pela autonomia e pela definição de seu objeto e de seu método, na metade do século XIX, quando se desvinculou das dimensões religiosas e teológicas. Entretanto, é importante ressaltar que os estudos do fato religioso, a partir de uma perspectiva histórica, tem suas raízes na produção de David...

    575  Palavras | 3  Páginas

  • ESTUDO SOBRE A INFLUENCIA DA ESCOLA NA DIMINUIÇÃO DO

    TEMA: ESTUDO SOBRE A INFLUENCIA DA ESCOLA NA DIMINUIÇÃO DO COMPORTAMENTO AGRESSIVO DOS ALUNOS OBJECTIVOS DA PESQUISA ESTE ESTUDO SOBRE A INFLUENCIA DA ESCOLA NA DIMINUIÇÃO DO COMPORTAMENTOAGRESSIVO DOS ALUNOS DA ESCOLA DOM BOSCO LOCALIZADO NA COMUNA DO SAMBIZANGA MUNICIPIO COM O MESMO NOME SAMBIZANGA GERAIS: Saber a influência da escola na diminuição do comportamento agressivo dos alunos Identificar os factores que levam os...

    4725  Palavras | 19  Páginas

  • Escola patrimonialista

    intensidade das atividades mercantis, econômicas e culturais, determinou o surgimento e domínio das escolas de contabilidade, notadamente na Itália. Com o surgimento do Método de Partidas Dobradas no século XIII ou XIV, desenvolvida pelo Frei Luca Pacioli, a escola italiana ganhou um grande impulso, espalhando-se por toda a Europa. Várias correntes de pensamento contábil se desenvolveram dentro da escola italiana, sendo uma delas: o patrimonialismo. O líder e criador da doutrina foi Vincenzo...

    782  Palavras | 4  Páginas

  • Escola de pensamento da ciência contábil

    Welerton Junior ESCOLAS DE PENSAMENTO DA CIÊNCIA CONTÁBIL BELO HORIZONTE 2013 SUMARIO Introdução......3 Pseudopersonalismo......4 Contismo......4 Materialismo Substancia......5 Personalismo......6 Controlismo.......7 Reditualismo......7 Aziendalismo......8 Patrimonialismo...... 9 Universalismo.......11 Neopatrimonialismo.......11 Conclusão.......12 Bibliografia......13 INTRODUÇÃO Varias foram as escolas de pensamento contábil...

    3144  Palavras | 13  Páginas

  • Filosofos pré socráticos

    apenas partes de suas obras. É de costume se dividir o pensamento pré-socrático em duas grandes correntes: a escola jônica e a escola italiana. Iremos nos focar nos principais filósofos pré-socráticos e de maiores influencias, destacando os pensamentos dos filósofos Heráclito e Parmênides, pois representam o primeiro grande conflito teórico da filosofia. Fizeram parte da escola jônica, que se interessam pelas teorias sobre a natureza: - Tales de Mileto (585 a.C.) e seus discípulos Anaximandro...

    962  Palavras | 4  Páginas

  • Escolas penais

    Segundo Cézar Roberto Bittencourt que trata respectivamente dos antecedentes históricos das escolas penais; Em clássica definição as escolas penais são corpos de doutrinas mais ou menos coerentes sobre os problemas em relação com o fenômeno do crime e, em particular, sobre os fundamentos e objetos do sistema penal. Esse fenômeno, bem como o fundamentos e objetos do sistema penal envolvem tanto a legitimidade do direito de punir, quanto a natureza do delito e o fim das sanções. Para Cézar Roberto...

    1177  Palavras | 5  Páginas

  • Iniciacao a historia da filosofia

    pensamento filosófico-científico nasce basicamente de uma insatisfação com o tipo de explicação do real que é encontrado no pensamento mítico. A tentativa dos primeiros filósofos da escola jônica será buscas uma explicação ao mundo natural baseada essencialmente em causas naturais, o que consistirá no assim chamado naturalismo da escola, porém o surgimento desse novo tipo de explicação não significa o desaparecimento por completo do mito. B. Noções fundamentais do pensamento filosófico-científico A principal...

    3267  Palavras | 14  Páginas

  • Inicio da Filosofia

    (Estagira, 384 a.C. — Atenas, 322 a.C.) Obras: De acordo com a distinção que se origina com o próprio Aristóteles, seus escritos são divididos em dois grupos: os "exotéricos" e os "esotéricos".As obras de Aristóteles que sobreviveram desde a antiguidade através da transmissão de manuscrito medieval são coletados no Corpus Aristotelicum. Esses textos, ao contrário de obras perdidas de Aristóteles, são tratados filosóficos técnicos de dentro da escola de Aristóteles. A referência a eles é feita de acordo com...

    6117  Palavras | 25  Páginas

  • Escolas de contabilidade

    ESCOLA CONTISTA: A origem da primeira escola de pensamento contábil, a escola contista se deu com a preocupação dos primeiros autores em descrever e apresentar exemplos de como registrar transações em livros contábeis, sendo estes baseados no processo de escrituração e com técnicas de registros através do sistema de contas. O objetivo das contas é sempre de registrar uma dívida a receber ou pagar, coincidindo com a origem do crédito nas relações comerciais.Personificação das Contas:O contismo, centrado...

    6683  Palavras | 27  Páginas

  • Escolas penais

     ESCOLAS PENAIS SUMÁRIO 1 ESCOLA CLÁSSICA 3 2 ESCOLA POSITIVA 5 3 ESCOLA CRÍTICA OU TERZA SCUELA ITALIANA 7 4 ESCOLA ALEMÃ 8 5 ESCOLA HUMANISTA E TÉCNICO-JURÍDICA 10 6 ESCOLA CORRELACIONISTA 12 REFERÊNCIAS 14 1 ESCOLA CLÁSSICA A Escola Clássica penal situa-se no período do final do século XVIII até a metade do século XIX. Surgiu a partir pensamentos iluministas básicos apresentados por Cesare Beccaria em “Dos...

    2948  Palavras | 12  Páginas

  • Filosofia

    conhecer o pensamento dos pré-socráticos costuma dividi-lo em duas grandes correntes, a escola jônica e a escola italiana. Vamos concentrar nossa análise nas doutrinas de Heráclito e Parmênides que, de certo modo, representam bem as duas tendências básicas desse pensamento, com o confronto entre as duas doutrinas podendo ser considerado o primeiro grande conflito teórico da filosofia. Escola jônica: caracteriza-se sobretudo pelo interesse pela physis, pelas teorias sobre a natureza. Tales de Mileto...

    2877  Palavras | 12  Páginas

  • IMIGRAÇÃO ALEMÃ, LUTERANISMO E A CRIAÇÃO DE ESCOLAS NO SUL DO BRASIL

    IMIGRAÇÃO ALEMÃ, LUTERANISMO E A CRIAÇÃO DE ESCOLAS NO SUL DO BRASIL A história da chegada do Protestantismo Luterano ao Brasil está estreitamente relacionada à imigração alemã que ocorreu com mais intensidade durante os séculos XIX e XX. Uma política de atração de imigrantes alemães foi criada no Império, sob os governos de Dom Pedro I e de Dom Pedro II. Essa ação foi incentivada por motivos de ordem econômica uma vez que havia a pretensão de substituir a mão de obra escrava que até...

    6363  Palavras | 26  Páginas

  • As principais escolas de contabilidade

    UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES CARLOS RENAN SEVERIO DE ALMEIDA AS PRINCIPAIS ESCOLAS DE CONTABILIDADE NITERÓI 2012   CARLOS RENAN SEVERINO DE ALMEIDA AS PRINCIPAIS ESCOLAS DE CONTABILIDADE Trabalho acadêmico para disciplina Teoria da Contabilidade do curso de Ciências Contábeis ministrado na Universidade Candido Mendes como requisito para a obtenção da avaliação bimestral. Orientador: Josemildo Oliveira...

    3053  Palavras | 13  Páginas

  • Senso comum x senso crítico, pensamento mítico x pensamento filosófico-científico, pré-socráticos e heráclito e éfeso.

    Como saber que estou diante da aparência do aparente e não da aparência da realidade? O que está na fronteira da distinção entre aparência e realidade? Como saber qual o limite entre as duas? Na medida em que estas questões são movidas, detemo-nos diante do que é meramente aparente e lançamos a reflexão sobre a aparência e a realidade. Retire a possibilidade do erro e a distinção entre aparência e realidade desaparece e sem essa possibilidade de errar, o organismo não evolui. Ver o mundo com...

    2055  Palavras | 9  Páginas

  • criminologia escola cientifica e moderna

    SABRINA FEITOSA SORAIA SANTOS WELTON LIMA Escolas Penais. Cientifica / Moderna MACAPÁ 2014 FAMA – FACULDADE DE MACAPÁ CAMPUS LAGOA CURSO DE DIREITO. ANA AMARAL JOÃO ALVES LUCIVAN SABRINA FEITOSA SORAIA SANTOS WELTON LIMA Escolas Penais. Cientifica / Moderna Macapá 2014 SUMÁRIO 1 Introdução O presente trabalho busca retratar de forma sucinta os primórdios das Escolas Cientifica ou propriamente dita Moderna. Optamos...

    1659  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo de ma apostila de filosofia

    pensamento que podemos denominar, nesta fase inicial, de filosófico-cientifico. • Homero (séc. IX a. C) e Hesíodo (séc. VIII a. C): Fizeram registras poéticas de tradições de diversos povos que ocuparam a Grécia. A filosofia surge nas colônias da Jônica, com as seguintes condições:  Viagem Marítima: Desmistificação dos territórios distantes;  Vida Urbana: Cosmopolitismo (fluxo de diversas culturas na mesma região)  Moeda: Valor abstrato de troca – pensamento filosófico-científico/ atribuição...

    3165  Palavras | 13  Páginas

  • Filosofia Resumo Arminda

    explicar a realidade e podemos reconhecer nesses pensadores as raízes de conceitos constitutivos de nossa tradição filosófico - cientifico. O carácter crítico Um dos aspectos mais fundamentais do saber que se constitui nessas primeiras escolas de pensamento na escola jónica, é seu carácter crítico. Isto é, as teorias ai formuladas não eram de forma dogmática, não eram apresentadas como verdades absolutas e definitivas, mas como passíveis de serem discutidas, de suscitarem divergências e discordâncias...

    773  Palavras | 4  Páginas

  • Escola grega

    GREGA Trabalho realizado na Escola de Educação Básica São José, no quarto magistério, para a disciplina de Filosofia da Educação, tendo como professor João Florêncio, como requisito parcial de avaliação. São Joaquim, S/C 2012 INTRODUÇÃO O estilo de vida do povo grego gerou uma cultura de pensantes e pensadores. Possivelmente foram os gregos que inventaram o primeiro tipo de escola, uma vez que era hábito a formação de reuniões de grupos...

    1751  Palavras | 8  Páginas

  • Filosofia

    acontece provém de causas sobrenaturais e únicas. PROVA 2 01) Escola jônica e italiana, caracterize. Escola jônica caracteriza-se sobretudo pelo interesse pela physis, pelas teorias sobre a natureza. Tales de Mileto e seus discípulos, Anaximandro e Anaxímenes, que formam a assim chamada escola de Mileto. Xenófanes de Colon Heráclito de Éfeso Escola Italiana caracteriza-se por uma visão de mundo mais abstrata, menos voltada para uma explicação naturalista da realidade...

    1553  Palavras | 7  Páginas

  • Escolas Penais

    ESCOLAS PENAIS Introdução “ As escolas penais são corpos de doutrinas mais ou menos coerentes sobre os problemas em relação com o fenômeno do crime e, em particular, sobre os fundamentos e objetos do sistema penal.” - Aníbal Bruno O presente trabalho acadêmico tem por objetivo listar, discorrer, caracterizar e detalhar as filosofias e os princípios de cada Escola Penal que nortearam o comportamento e a vida dos homens através dos tempos e a relevância que tiveram para o estabelecimento do Direito...

    2246  Palavras | 9  Páginas

  • escolas penais

    ESCOLAS PENAIS Escola Clássica:Para esta escola, um indivíduo que comete de maneira voluntária e consciente uma falta considerada crime, é merecedor de castigo e a ele é imposto um mal chamado pena com a finalidade do restabelecimento da ordem externa na sociedade.. - O crime é um ente jurídico, ou seja é a infração do direito (excluía a necessidade de análise do conteúdo da conduta ou da norma aplicável); Livre arbítrio no qual o homem nasce livre e pode tomar qualquer caminho, escolhendo pelo...

    1184  Palavras | 5  Páginas

  • Filosofia: Um resumo da história

    pensamento dos pré-socráticos em duas grandes correntes: a escola jônica e a escola italiana; O confronto entre as duas doutrinas pode ser considerado o primeiro grande conflito teórico da filosofia; Escola jônica – se caracteriza pelas teorias sobre a natureza: Milesianos (escola de Mileto) – Tales de Mileto, Anaximandro, Anaxímenes; Heráclito de Éfeso – mobilismo; Xenófanes de Colofon – influencia os pitagóricos. Escola italiana – se caracteriza por uma visão de mundo mais abstrata, prenunciando...

    2231  Palavras | 9  Páginas

  • Escola jonica

    Escola jônica foi uma escola da filosofia grega centrada na cidade de Mileto, na Jônia, nos séculos VI e V a.C. Embora a Jônia tenha sido o centro dafilosofia ocidental, os filósofos que ela produziu, incluindo Tales, Anaximandro, Anaximenes, Heráclito, Anaxágoras, Arquelau e Diógenes de Apolônia,[1]tinham pontos de vista tão divergentes que não se pode dizer que tenham pertencido, stricto sensu, a uma escola filosófica específica. Aristóteles os chamou de physiologoi, significando "aqueles que discursavam...

    947  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia

    suscita nos homens. ESCOLA JÔNICA: Escola da filosofia grega centrada na cidade de mileto, na Jônia. Os filósofos dessa escola foram chamados de cosmologistas, já que quase todos eram fisicalistas que tentavam explicar a natureza da matéria. A maior parte acredita que embora a matéria possa mudar de uma forma para outra, toda a matéria tem algo incomum, inalterável. Caracteriza-se sobretudo pelo interesse pela Physis, pelas teorias sobre a natureza. ESCOLA ITALIANA: Caracteriza-se por uma visão...

    754  Palavras | 4  Páginas

  • APOSTILA RESUMIDA ESCOLA DE PENSAMENTO CONT BIL

    RAMOS DOUTRINAS E ESCOLAS DO PENSAMENTO CONTÁBIL Apostila baseada na Obra de Paulo Schmidt e José Luiz dos Santos1 ESCOLAS DO PENSAMENTO CONTÁBIL ESCOLA CONTISTA A escola contista é considerada a primeira escola do pensamento contábil, na qual sua criação foi no século XV. Foi esta escola que deu início a escrituração por método das partidas dobradas. Suas contas tinham como principal objetivo registrar os valores a receber e a pagar. A contabilidade, para os pensadores dessa escola, deveria preocupar-se...

    2265  Palavras | 10  Páginas

  • escolas do pensamento contabeis

    ESCOLAS DO PENSAMENTO CONTÁBIL INTRODUÇÃO Várias foram as escolas de pensamento contábil, porém nem todas trouxeram avanços na essência do estudo da Ciência Contábil, alterando, apenas, a forma de apresentação das correntes ora desenvolvidas. Tem-se neste trabalho o objetivo de descrever as escolas de pensamento contábil que surgiram na busca de uma visão científica (apesar de algumas não terem...

    3728  Palavras | 15  Páginas

  • a inclusao do aluno surdo na escolas publicas

    EDUCAÇÃO INCLUSIVA, O PROFESSOR E A REALIDADE DO ENSINO NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE JEQUIÉ. “Paciência e perseverança têm o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem”. (John Quincy Adams) RESUMO Este trabalho tem como objetivo analisar o papel a inclusão dos alunos com necessidades especiais nas escolas públicas. Desta feita, no decorrer do mesmo procura-se...

    12002  Palavras | 49  Páginas

  • Escola Patrimonialista

    Escola Patrimonialista Origem A corrente do pensamento patrimonialista surgiu através de Vincenzo Masi, por volta de 1923, que defende que o objeto de estudo da contabilidade é o patrimônio. Considerava como objeto de estudo da Contabilidade os fenômenos do patrimônio aziendal, dividindo seus estudos em estática patrimonial, dinâmica patrimonial e relevação ou levantamento patrimonial. Para Vincenzo, a estática patrimonial examinava a estrutura do grande sistema da riqueza aziendal, a dinâmica...

    1256  Palavras | 6  Páginas

  • História do direito penal, doutrinas e escolas penais

    Doutrinas e Escolas Penais Antecedentes das escolas penais Em meados do século XVIII vários pensadores agruparam-se em torno de ummovimento de ideias como fundamento a razão da humanidade. Sendo o direito um instrumento gerador de privilégios, os juízes sentiam-se no direito, por obter tais privilégios, de julgar os outros de acordo com a sua condição social. A mudança desse quadro começou na metade desse mesmo século. Dentre as escolas penais, duas se destacam, tendo...

    3698  Palavras | 15  Páginas

  • Filosofia

    ................................................... 2 1.1. ESCOLA JÔNICA ........................................................................................................... 3 1.2. AS ESCOLAS ITALIANAS ............................................................................................... 4 1.2.1. Pitágoras e o pitagorismo ................................................................................... 4 1.2.2. A escola eleática ....................................................

    8966  Palavras | 36  Páginas

  • A Escola Jonica

     UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - CAMPUS DE CAMPO MOURÃO Escola Jônica CAMPO MOURÃO, 31 DE MARÇO DE 2014 DANIEL HENRIQUE OLIVA ROSA FRANCIANE SCHREINER DA MOTA JOÃO HENRIQUE DOS SANTOS KELLEN STEPHEN RODRIGO WEISS Escola Jônica Trabalho realizado como forma de avaliação bimestral parcial da disciplina de Filosofia, ministrada pelo...

    1776  Palavras | 8  Páginas

  • O surgimento da filosofia na grécia

    Pedagogia Resumo Anápolis/2012 MARCONDES, Danilo. O surgimento da filosofia na Grécia. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 2010, p. 19 -29. O autor do texto explica que a filosofia se caracteriza por sua história. Esta ideia é de consenso entre os historiadores da filosofia, tendo como primeiro filósofo Tales de Mileto. O autor explica ainda, que o pensamento filosófico-científico nasce na cultura grega por volta do séc. VI a.C. e que é importante entender o que é ciência. Mas isso não significa...

    2970  Palavras | 12  Páginas

  • fichaento de inicição ao estudo da filosofia

    sociedades são, assim, formas de se tentar alcançar os favores divinos, de se agradecer esses favores ou de se aplacar a ira dos deuses. Na Grécia pode-se dar como exemplo a religião do orfismo e os mistérios de Elêusis, cujas influencias se estendem a escola de Pitágoras e ao pitagorismo.” (P.20). B. Noções Fundamentais do pensamento filosófico-cientifico. “A principal contribuição desses primeiros pensadores ao desenvolvimento do pensamento filosófico, e podemos dizer também cientifico, encontra-se...

    6314  Palavras | 26  Páginas

tracking img