Circulante De Sala Cirurgica artigos e trabalhos de pesquisa

  • O papel do circulante de sala

    O Papel do Circulante da Sala de Cirurgia INTRODUÇÃO "O centro cirúrgico é um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada” (RIBEIRO; SOUZA 1997 p. 09). Nele são realizadas técnicas estéreis para garantir a segurança do cliente quanto ao controle de infecção. Como finalidade, o Centro Cirúrgico (CC), realiza intervenções cirúrgicas e encaminha o paciente à unidade de origem na...

    678  Palavras | 3  Páginas

  • Circulante

    Funções do Circulante de Sala Cirúrgica O circulante de sala deve: - controlar e orientar o uso correto do uniforme privativo, visando à segurança do paciente. - Auxiliar os elementos da equipe cirúrgica a vestirem o avental e as luvas. - Iniciar a abertura dos pacotes em seqüência de uso e obediência à técnica asséptica. - Auxiliar a montagem da mesa de instrumentação, apresentando os artigos médicos necessários ao procedimento cirúrgico. Procedimentos relacionados ao paciente: ...

    1001  Palavras | 5  Páginas

  • Sala de Operação

    propiciando à equipe cirúrgica todas as condições de atendimento e ao paciente a certeza de um atendimento seguro. É um lugar especial dentro do hospital, preparado para um conjunto de requisitos que o torna apto à pratica cirurgia. 1. Montagem da Sala de Operação O auxiliar de enfermagem desempenha a função de circulante da sala cirúrgica, que também pode ser exercida pelo técnico em enfermagem, quando necessário.Ao receber a lista de cirurgia, o circulante da sala verifica os materiais,...

    883  Palavras | 4  Páginas

  • Montagem da sala cirurgica

    Montagem da sala cirurgica Enfermagem A equipe de enfermagem é responsável pela montagem da sala cirúrgica, para que o procedimento cirúrgico possa ocorrer com segurança e tranquilidade, priorizando a saúde do paciente. É preciso prever os materiais, instrumentais e equipamentos indispensáveis para a realização do procedimento cirúrgico-anestésico e prover a sala cirúrgica de todo esses itens necessários. São recomendações importantes que o profissional deve estar atendo antes de iniciar...

    1402  Palavras | 6  Páginas

  • Enfermagem na circulação da sala operatória

    Enfermagem na circulação da sala operatória Goiania-Go 2014 Introdução O centro cirúrgico é um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada” (RIBEIRO; SOUZA 1997 p. 09). O trabalho tem o objetivo de apresentar com artigos do 1900 a 2014 a atuação do enfermeiro circulante da sala operatória, quais...

    601  Palavras | 3  Páginas

  • Posi O Cirurgica Fowler

    POSIÇÃO CIRURGICA FOWLER OU SENTADA Paula POSIÇÃO CIRÚRGICA • O posicionamento cirúrgico é aquela em que o paciente é colocado depois de anestesiado, para ser submetido à intervenção cirúrgica, de modo que proporcione fácil acesso ao campo operatório. O POSICIONAMENTO VAI DEPENDER • • • • • O estado geral do paciente; O tipo de cirurgia; As vias de acesso; O tipo de anestesia; A idade, a altura e o peso do paciente. OBJETIVOS DO POSICIONAMENTO CIRÚRGICO ADEQUADO  Oferecer exposição e acesso...

    1246  Palavras | 5  Páginas

  • ESCOVACAO E PARAMENTACAO CIRURGICA

    ressaltamos aqui a infecção do sítio cirúrgico (ISC). Estima-se, no Brasil, que a ISC ocorra após 11% das operações. Os estudiosos reconhecem que a maioria das infecções hospitalares, inclusive a da ferida cirúrgica, é de origem endógena (70 a 80%). A segunda causa da transmissão da ISC é a equipe cirúrgica, caracterizada pela infecção veiculada principalmente pelas vias aéreas superiores e pelas mãos. Outros mecanismos de contaminação são os artigos médico-hospitalares e o ar ambiente. O controle da contaminação...

    1731  Palavras | 7  Páginas

  • Paramentação cirurgica

    PARAMENTAÇÃO CIRÚRGICA A paramentação cirúrgica é a indumentária utilizada pelos profissionais de saúde no ambiente da Sala de Operações para a realização das cirurgias. Constitui-se em um conjunto de peças de vestuário e acessórios de proteção destinadas a estabelecer uma barreira contra a contaminação do sítio cirúrgico dos clientes e também para proteção dos profissionais contra respingos e contaminação por sangue e outros fluidos orgânicos. O uso adequado da paramentação inicia-se pela seqüência...

    1553  Palavras | 7  Páginas

  • Paramentação Cirúrgica

    PARAMENTAÇÃO CIRÚRGICA: AVALIAÇÃO DE SUA ADEQUAÇÃO PARA A PREVENÇÃO DE RISCOS BIOLÓGICOS EM CIRURGIAS. PARTE I: A UTILIZAÇÃO DURANTE AS CIRURGIAS* SURGICAL SCRUB: EVALUATING ITS ADEQUATION FOR PREVENTING BIOLOGICAL RISKS IN SURGERIES. PART I: THE USE IN SURGERIES Marielen Silva de Oliveira Paz *** Rúbia Aparecida Lacerda** Cibele Estanislau da C. Monteiro *** Viviane Peres da Conceição*** PAZ, M.S. de O. et al. Paramentação cirúrgica: avaliação de sua adequação para a prevenção de...

    6895  Palavras | 28  Páginas

  • Centro cirurgico posiçoes cirurgicas intrumentaçao

    1.0 Introdução: Com o advento tecnológico e as novas técnicas cirúrgicas criadas durante os anos de evolução da técnica cirúrgica um número de instrumentos foi idealizado e utilizado pelos diversos cirurgiões durante a história da cirurgia. Muitos desses instrumentos foram idealizados e criados por cirurgiões em determinadas épocas. Com o passar do tempo vários desses instrumentos foram sendo dispensados ou substituídos por outros mais práticos e viáveis a um determinado procedimento. O instrumental...

    7362  Palavras | 30  Páginas

  • CLASSIFICAÇAO DA EQUIPE CIRURGICA

    Classificação da equipe cirúrgica Cirurgião • Responsável por: • Fazer anamnese e exame físico bem feitos • Tudo o que acontece no interior da sala de cirurgia pelo paciente, pela cirurgia e seu resultado • Conduzir a cirurgia, desde sua abertura ao fechamento da parede, seccionar e suturar tecidos, pinçar vasos e manejar instrumentos • Certificar-se quanto à disposição do instrumental necessário • Exigir as melhores condições para a cirurgia • Criar um campo...

    9465  Palavras | 38  Páginas

  • Apostila Clinica Cirurgica

    0 ESCOLA DE ENFERMAGEM SÃO VICENTE DE PAULA CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM APOSTILA CLÍNICA CIRÚRGICA JOÃO PESSOA/PB 1 1. HISTÓRIA DA CIRURGIA No final da Idade Média, a cirurgia toma novo impulso. Cirurgiões reuniram-se com os mesmos objetivos e deram ênfase a Anatomia. Temos como precursores: Willian Harvey, Ambrósie Poré, André Versalius. Estes estudiosos resgataram determinadas técnicas existentes e centralizaram suas preocupações e conhecimentos nos 3 princípios considerados obstáculos e...

    14283  Palavras | 58  Páginas

  • INSTRUMENTAÇÃO CIRÚRGICA

    PAULA Instrumentação Cirúrgica João Pessoa – PB Julho/2012 ANELIZE SOCORRO SILVA BANDEIRA ANGELICA FERREIRA DA SILVA DEISE SOUZA ELIENE EDNA BRAZ JANAINA LINHARES MACIEL LAURA LETICIA FERREIRA DA SILVA LOURDES DE FATIMA DANTAS DA SILVA MARIA APARECIDA RODRIGUES MARIA LIDIANE DOS SANTOS SILVA Professor: Kleberson João Pessoa – PB Julho/2012 RESUMO A instrumentação cirúrgica é uma técnica utilizada pelo instrumentador...

    4744  Palavras | 19  Páginas

  • Instrumentação cirúrgica

    Instrumentação Cirúrgica Conceito: Instrumentação cirúrgica é a área da saúde relacionada com todo o material cirúrgico utilizado durante uma cirurgia. O instrumentador cirúrgico O profissional responsavel por todo o instrumental e materiais auxiliares utilizados em uma cirurgia é conhecido como instrumentador cirúrgico. Tem como funções especificas: * chegar sempre antes da equipe medica para providenciar todo o material a ser usado. * montar as mesas de instrumental *auxiliar na assepsia...

    2021  Palavras | 9  Páginas

  • Artigos Distra Es Na Sala Cirurgica

    Pereira Interrupções e distrações na sala de cirurgia do trauma: entendendo Artigo a ameaça doOriginal erro humano 292 Interrupções e distrações na sala de cirurgia do trauma: entendendo a ameaça do erro humano Interruptions and distractions in the trauma operating room: understanding the threat of human error BRUNO MONTEIRO TAVARES PEREIRA1; ALEXANDRE MONTEIRO TAVARES PEREIRA2; CLARISSA DOS SANTOS CORREIA3; ANTONIO CARLOS MARTTOS JR.4; ROSSANO KEPLER ALVIM FIORELLI, TCBC - RJ5; GUSTAVO PEREIRA...

    5140  Palavras | 21  Páginas

  • Enfermagem cirúrgica

    ENFERMAGEM CIRÚRGICA CIRURGIA É uma especialidade da medicina que estuda a cura de enfermidades através da atuação física no local, unindo, cortando ou retirando tecidos irrecuperáveis através de técnicas instrumentais e habilidade manual do cirurgião. ENFERMAGEM X ÁREA CIRÚRGICA O período cirúrgico é dividido em três fases: a primeira é a pré-operatória;onde a enfermagem tem o importante papel de auxiliar o paciente no preparo cirúrgico, avaliar a eficácia do preparo quando necessário, incluindo...

    2087  Palavras | 9  Páginas

  • Assepsia cirurgica

    UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNICA DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA E CLÍNICAS DISCIPLINA MEV A33: TÉCNICA CIRÚRGICA VETERINÁRIA PRINCÍPIOS DA ASSÉPSIA CIRÚRGICA VETERINÁRIA Prof. Dr. João Moreira da Costa Neto Emanoel Ferreira Martins Filho Deusdete Conceição Gomes Junior Diana Mello Teixeira Vinícius de Jesus Moraes Histórico A cirurgia desde seus primórdios até os dias atuais, nas suas devidas proporções, vem evoluindo eficientemente no combate...

    13440  Palavras | 54  Páginas

  • Cirurgica

    %, jejum desde ás 20h do dia anterior, não tomou banho, e nem fez tricotomia. Paciente foi encaminhado para sala de cirurgia nº 15, ás 07h30min para dar inicio ao procedimento cirúrgico, foi feito a anestesia Raquidiana e Geral, com Asa 2. O médico cirurgião é o Dr. O. R, Auxiliar I: Dr. A. C. mais Anestesista, Residente e circulante de Sala, ficou em posição dorsal a mesa cirúrgica , realizado antissepsia com Clorexedime Dergemante, alcoólico, aquoso pelo corpo inteiro. Foi inserido cateter...

    5265  Palavras | 22  Páginas

  • Paramentação cirurgica

    Paramentação: A paramentação cirúrgica surgiu com a observação de profissionais de saúde em relação ao número elevado de infecções hospitalares após as cirurgias, e também para prevenir os riscos de contaminação destes profissionais quando em contato com matéria orgânica dos pacientes. A paramentação da equipe cirúrgica exige o uso de EPI’s, como: Gorro: Para evitar a contaminação do sítio cirúrgico por cabelos ou microbiotas presentes no mesmo. Máscara cirúrgica: Protege o paciente da contaminação...

    514  Palavras | 3  Páginas

  • enfermagem

    EQUIPE CIRÚRGICA Luciene H. EQUIPE CIRÚRGICA  A intervenção cirúrgica é um dos pontos culminantes da medicina curativa, para o qual convergem métodos propedêuticos clínicos e laboratoriais de diagnóstico e orientação terapêutica. O ato cirúrgico tem dimensão ilimitada, não sendo unicamente sequência de movimentos para a retirada da lesão patogênica e reconstituição dos tecidos, na sua forma normal ou próxima da normalidade, mas é também uma arte que em cada gesto exige a perfeição...

    1648  Palavras | 7  Páginas

  • enfermagem

    Resumo O Centro cirúrgico e a sala de recuperação é o conjunto de áreas e instalações que permitem efetuar a cirurgia nas melhores condições de segurança para o paciente, e de conforto para a equipe de saúde. No contexto hospitalar é o setor mais importante pela decisiva ação curativa da cirurgia, exigindo, assim detalhes minuciosos em sua construção para assegurar a execução de técnicas assépticas , instalação de equipamentos específicos que facilitem o ato cirúrgico. Em sua construção devemos...

    6520  Palavras | 27  Páginas

  • Adicionando amigos. --- Página 1 de 8 ---

    ATRIBUIÇÕES DO CIRCULANTE DE SALA Trabalhar rapidamente, em geral sob tensão e supervisionado por enfermeiros ou médicos; ter tempo de relação rápido e realizar mudanças em situações inesperadas; antecipar-se às necessidades do cirurgião; adaptar-se ao trabalho sob tensão; ser paciente e procurar ter controle emocional em uma situação tensa; ganhar a confiança do cliente e tranqüilizá-lo. Atividades do circulante de sala: -Receber o plantão; -Lavar as mãos; -Limpar todo o mobiliário da sala de operação; ...

    628  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalho

    que não comprometa ainda mais a função respiratória. Pacientes tabagistas são orientados a parar de fumar por pelo menos 48 horas antes da cirurgia. • Função Cardiovascular: É indicado que o paciente que se submeterá a uma intervenção cirúrgica esteja assegurado de um bom funcionamento cardiovascular, atendendo as necessidades de oxigenação, hídricas e nutricionais do período perioperatório. Em casos de pacientes hipertensos ou cardiopatas é necessário uma rigorosa avaliação de um cardiologista...

    3938  Palavras | 16  Páginas

  • Estágio supervisionado em centro cirurgico

    Centro Cirúrgico é uma seção estratégica do Hospital e destina-se a realização de intervenções cirúrgicas eletivas ou de urgência, atendendo tanto a clientela interna quanto externa, funciona ininterruptamente, garantindo segurança em intercorrencias as demais clínicas da Unidade. A abordagem inciou-se com estudo previo sobre os temas relevantes ao centro, tais como: Função do enfermeiro, do circulante, do instrumentador, Tempos Cirurgicos e suas respectivas pinças, etc. Primeiramente foi apresentado...

    1532  Palavras | 7  Páginas

  • centro cirurgico

    apresentada ao Instituto de Educação Integrada Albert Einstein como critério avaliativo Prof. Enfª. João Lucas. Belém – PA 2014 SUMÁRIO 1. ESTRUTURA DO CENTRO CIRÚRGICO (CC) A unidade de centro cirúrgico destina-se às atividades cirúrgicas e de recuperação anestésica, sendo considerada área critica no hospital por ser um ambiente onde se realizam procedimentos de risco e que possui clientes com sistema de defesa deficiente e maior risco de infecção. A equipe do CC é composta por...

    5994  Palavras | 24  Páginas

  • centro cirurgico

    Dienit Veríssimo Enfermagem Equipe cirúrgica  Uma equipe cirúrgica básica é formada por: Cirurgião 1ºAuxiliar 2º Auxiliar Anestesista Instrumentadora Circulante Degermação • A Degermação das mãos e antebraços , denominada como escovação ou antissepsia cutânea. • Para efeitos de antissepsia a mão e o antebraço são divididos em dois territórios: • 1º território: mão e punho (área mais nobre devido ao contato direto com os órgão); • 2º território: é a parte do antebraço...

    1312  Palavras | 6  Páginas

  • Fase intra-operatória

    INTRA-OPERATÓRIA A fase intra-operatória começa quando o paciente é transferido para a sala de cirurgia e termina quando ele é internado na unidade de recuperação pós-anestésica (URPA). Nessa fase, o espectro da atividade de enfermagem pode incluir fornecer a segurança do paciente, manter um ambiente asséptico, garantir o funcionamento adequando do equipamento, fornecer os instrumentos e suprimentos cirúrgicos ao cirurgião no campo cirúrgico e preencher a documentação apropriada. Em alguns...

    4638  Palavras | 19  Páginas

  • enfermagem

     TRABALHO DE CLÍNICA CIRURGICA DESCREVA A CIRURGIA DE ACORDO COM A RAIZ E O SUFIXO - Toracotomia- Abertura do tórax. - Cardiotomia-Abertura das cavidades cardíacas. - Coledocotomia-Exploração e drenagem do ducto biliar. - Laparotomia-Abertura da cavidade abdominal. - Uretolitotomia-Abertura do ureter para retirada de calculo. - Flebotomia-Abertura da veia para colocação de Intra-Carth. - Traqueostomia-Abertura da traqueia comunicando...

    528  Palavras | 3  Páginas

  • Centro cirurgico

    setores do hospital. • Área para Lavagem de Materiais: É a área onde são lavados os materiais, manualmente ou por meio de máquinas lavadoras especiais. • Sala para Lavagem e Preparo de Luvas (entalcamento): É a sala destinada à lavagem, secagem, teste, entalcamento, preparo e empacotamento das luvas cirúrgicas. Esta área deve ser constituída de um ambiente separado dos demais, e provido de máquinas próprias para reprocessamento das luvas. É recomendado o uso de...

    9373  Palavras | 38  Páginas

  • centro cirurgico

    segurança; 3. Cumprir e fazer cumprir as normas da CCIH; 4. Elaborar escalas diárias e mensais de atividades dos O 1. enfermeiro e suas atribuições técnico-administrativas funcionários; 1. Controlar custos; 2. Distribuir o mapa cirúrgico nas salas de operação; 3. Conferir materiais de implante e 4. Prever a necessidade de materiais e equipamentos e prover o setor de tais elementos; O enfermeiro e suas atribuições assistenciais 1. A Sistematização da assistencia de enfermagem perioperatória...

    1094  Palavras | 5  Páginas

  • Formativa Lucia Helena

    Na nomenclatura cirúrgica Mastectomia significa mast=mama e Ectomia=extirpação, remoção parcial ou total, ou seja, remoção total da mama esquerda. Ao receber a noticia Judite refere preocupação e ansiedade devido a cirurgia e tem receio de após não consiga se olhar no espelho...

    1526  Palavras | 7  Páginas

  • Funçao da equipe de enfermagem no centro cirurgico

    de prática como enfermeira de centro cirúrgico registrou-se que 11 (64,8%) têm 4 meses a 2 anos, 3 (17,6%) 2 a 5 anos e 3 (17,6), 5 anos ou mais de trabalho nessa unidade. Quanto ao tipo de habilitação em Enfermagem, 11 (64,8%) cursaram Médico-Cirúrgica, 2 (11,7%) Saúde Pública e 4 (23,5%) não cursaram habilitação. Dessa população estudada apenas 3 (17,6%) cursaram Pós-graduação, a nível de especialização - área Administração Hospitalar. Quanto às condições de trabalho, verificamos que, das 17...

    4461  Palavras | 18  Páginas

  • CENTRO CIR RGICO 2

    Centro Cirúrgico é um lugar especial dentro do hospital, convenientemente preparado segundo um conjunto de requisitos que o tornam apto à prática da cirurgia. É um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada”. Nele são realizadas técnicas estéreis para garantir a segurança do cliente DEPENDÊNCIAS BÁSICAS Vestiários Masculinos e Femininos: Devem oferecer acesso externo ( por...

    2235  Palavras | 9  Páginas

  • paramentação

    1 RECOMENDAÇÕES SOBRE PARAMENTAÇÃO PARA A EQUIPE CIRÚRGICA Cunha ,Renata Faleiro da Guimarães ,Solange Padrão de ambiente A assepsia foi definida como a ausência de organismos infecciosos. As praticas assépticas cirúrgicas baseiam-se na premissa de que muitas infecções são causadas por organismos exógenos ao corpo do paciente cirúrgico. Para evitar a infecção, os procedimentos cirúrgicos devem ser efetuados de uma maneira que minimize ou elimine a exposição do paciente aos organismos exógenos...

    3908  Palavras | 16  Páginas

  • Apostilas de enfermagem

    “RUBENS DE FARIA E SOUZA” RECUPERAÇÃO E REABILITAÇÃO EM ENF. CLINICA E CIRURGICA II [pic] Curso Técnico de Enfermagem II Módulo PROFESSORA: Enfª Zeni de L. Franco ALUNO: _______________________________________________________ SUMÁRIO |RECUPERAÇÃO E REABILITAÇÃO EM | | |ENF.CLINICA E CIRÚRGICA II ...

    12638  Palavras | 51  Páginas

  • Normas do centro cirúrgico

    ..............................................................7 3.3.3 Circulante de sala ......................................................................................7 3.3.4 Instrumentador cirúrgico.............................................................................7 3.3.5 Técnico de enfermagem.............................................................................8 3.4 Montagem da sala cirúrgica...........................................................................

    8172  Palavras | 33  Páginas

  • Manual do centro cirúrgico

    ao planejamento do Centro Cirúrgico de um hospital de grande porte onde a idéia deste artigo é tentar mostrar o funcionamento do Centro Cirúrgico de um hospital, com informações claras e específicas que vão textualizar desde a estrutura física das salas, equipe médica, material e equipamento e as custas do setor. Palavras-chave: centro cirúrgico, planejamento, equipe, estrutura Abstract The following study is related to the planning of the surgical center of a large hospital where the idea of this...

    2662  Palavras | 11  Páginas

  • Resenha critica

    DISCIPLINA: ENFERMAGEM CIRÚRGICA II PROFª GLENDA AGRA Preparo de Sala Operatória Introdução  É função da equipe de enfermagem: 1. Providenciar material; 2. Criar condições favoráveis ao ato cirúrgico; 3. Remover os itens após cada intervenção e; 4. Deixar a sala limpa para novo procedimento. Brasil, 1977 in Sobecc 2007 Definições • Montagem de SO: Previsão de materiais, instrumentais e equipamentos indispensáveis para a realização do ato anestésico-cirúrgico e prover a sala desse arsenal. (Silva...

    1416  Palavras | 6  Páginas

  • apendicectomia por video

    da cirurgia apendicectomia por vídeo. Atuação de circulante no período intra-operatório É necessário lavar as mãos na técnica, estar devidamente paramentados, com pijamas, sapatilhas e gorros, conforme as rotinas de infecção de cada instituição, após colocar roupa lavar as mãos novamente, verificar mapa confirmando o nome do paciente; hora; data; nome da cirurgia; nome do cirurgião, tipo de anestesia, nome do anestesista, nome do circulante, equipamentos e mateiriais especiais; sangue; porte...

    1722  Palavras | 7  Páginas

  • Trabalho Maternidade Santa Terezinha Ltda

    materiais médicos, medicamentos, taxa da sala de cirurgia, etc.. Parto Normal = R$ 310,00 Parto Cesariana = R$ 850,00 c) Os custos dos materiais médicos por paciente são: Parto Normal = R$ 84,00 Parto Cesariana = R$ 98,00 d) Os custos dos medicamentos utilizados por paciente são: Parto Normal = R$ 50,00 Parto Cesariana = R$ 96,00 e) Os custos das salas cirúrgicas compreendem as depreciações dos equipamentos instrumentais e das salas cirúrgicas. Janeiro Fevereiro Março Total ...

    1460  Palavras | 6  Páginas

  • Manuseio de materiais esterilizados

    das técnicas de assepsia médica e cirúrgica por todos que atuam no ambiente hospitalar. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO……………………………………………………………………………..8 2. CENTRO CIRÚRGICO..………………………………………………………………… 9 3. CME – CENTRAL DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO……………………………..10 4. FARMÁCIA E SUPRIMENTOS………………………………………………………… 5. MATERIAL ESTERILIZADO……………………………………………………………. 6. ABERTURA DE PACOTES…………………………………………………………….. 7. PARAMENTAÇÃO CIRURGICA………………………………………………………. 8. CONCLUSÃO……………………………………………………………………………...

    2776  Palavras | 12  Páginas

  • Trabalho TDE Cirurgica

    UNIVATES – CENTRO UNIVERSITÁRIO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL – CEP CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM Disciplina: Enfermagem Cirúrgica Professora: Sirlei Beatris da Silva TDE Nome do Aluno: Jaqueline Henz Data: 10/06/15 TAREFA 1 Paramentação: O uso adequado da paramentação inicia-se pela sequência de sua colocação, quando a touca, seguida do jaleco e da calça comprida, são colocados no vestiário. O propé é calçado ao sair do vestiário ou da área comum de pessoas sem propés. A máscara, transportada...

    2158  Palavras | 9  Páginas

  • Centro Cirúrgico

    Centro Cirúrgico Trindade-GO Centro Cirúrgico (Forma Correta) O centro cirúrgico (CC), ou unidade cirúrgica (UC) ou bloco cirúrgico (BC), é um espaço dentro da unidade hospitalar voltado para cirurgias de baixa, média ou alta complexidade. No entanto, independentemente do grau do procedimento, o centro cirúrgico é um ambiente complexo, pois requer pessoal qualificado (especialistas em cirurgias e afins), avançados equipamentos tecnológicos, destinados á manutenção da...

    2335  Palavras | 10  Páginas

  • Centro Cirúrgico

    Rotinas e salas de operação Entende-se por montagem da sala os procedimentos para prever e prover artigos e equipamentos necessários e adequados que visam proporcionar o desenvolvimento do ato anestésico cirúrgico em ambiente seguro, físico e humano, a que o paciente tem direito. A fase de montagem da sala compreende desde o momento em que a circulante recebe do enfermeiro o plano assistencial para o período transoperatório até o início do ato anestésico-cirúrgico. Os procedimentos dependem de...

    4440  Palavras | 18  Páginas

  • Centro cirurgico

    é o setor no qual são realizados intervenções cirúrgicas, com uma infraestrutura complexa, planejada e equipamentos de tecnologia avançada com seguimentos de requisitos para a pratica de cirurgia. O CC visa a atender uma resolução de intercorrências cirúrgicas, mas, para tal, é necessário atender a três pontos básicos: a experiência do cirurgião, a qualidade da equipe cirúrgica, da enfermagem, do anestesista etc. E a estruturação da sala cirúrgica. ...

    2542  Palavras | 11  Páginas

  • Centro cirúrgico Apostila

    biblioteca de centro cirúrgico. CENTRO CIRÚRGICO 1- INTRODUÇÃO. O manual de Normas e Padrões de Construções e instalações de serviços de saúde conceitua a Unidade de Centro Cirúrgico como sendo “ o conjunto de elementos destinados às atividades cirúrgicas, bem como à recuperação pós- anestésica e pós-operatória imediata”. Em alguns hospitais, pode ainda estar ligado administrativamente à essa Unidade, o Centro de material esterilizado. Essa unidade é muito importante dentro do contexto hospitalar...

    24141  Palavras | 97  Páginas

  • fun o do enfe e tec no CC

    requisitos que o tornam apto à prática da cirurgia. "O centro cirúrgico é um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada”. "O centro cirúrgico é um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada”. Nele são realizadas técnicas estéreis para garantir a segurança do cliente quanto...

    3061  Palavras | 13  Páginas

  • Centro cirurgico completo

    1. APRESENTAÇÃO O presente trabalho, direcionado ao processo de qualificação de auxiliares deenfermagem, abrange os conteúdos de enfermagem em centro de material e cirúrgico,bem como clínica cirúrgica e emergências.Em sua concepção, tentou-se contemplar as diferentes realidades brasileiras – nasquais existem desde hospitais de grande complexidade, dispondo de recursostecnológicos os mais modernos, até instituições de atendimento básico que, em seu dia-a-dia, realizam apenas pequenos procedimentos...

    15075  Palavras | 61  Páginas

  • Peri oparatorio

    fisiológicas e comportamentais Período inicia-se Tomada de decisão do doente para realizar intervenção cirúrgica Enfermagem no Peri operatório Pré – operatório (Inicia-se quando o doente toma a decisão de realizar intervenção cirúrgica e termina quando o doente é transportado para a sala de operações) Intra –operatório Inicia-se a quando da transferência do utente para a sala de operações e termina após a admissão do utente na unidade de cuidados pós anestésicos Pós –operatório ...

    6306  Palavras | 26  Páginas

  • Ato Cirurgico Aula 2

     DISCIPLINA: SAE NA SAÚDE DO ADULTO Profª Cristiane Rodrigues Semestre: 2015/1 Período: EN5M Enfermagem Cirúrgica Ato Cirúrgico: procedimento médico com finalidades terapêuticas, preventivas, estéticas e experimentais. Classificação das Cirurgias Classificação Tempo de Espera Algumas indicações Emergencial – “risco de morte” Imediatamente – sem demora - Grande queimado - Ferimentos por PAF ou PAB - Hemorragias graves - Obstrução intestinal - Lesões cranianas Urgente Imediata – “tem que fazer”...

    3147  Palavras | 13  Páginas

  • Centro cirúrgico

    é um lugar especial dentro do hospital, convenientemente preparado segundo um conjunto de requisitos que o tornam apto à prática da cirurgia. "O centro cirúrgico é um setor do hospital onde se realizam intervenções cirúrgicas, visando atender a resolução de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada” (RIBEIRO; SOUZA 1997 p. 09). Nele são realizadas técnicas estéreis para garantir a segurança do cliente quanto ao controle de infecção. | | Por ser um local restrito, o...

    531  Palavras | 3  Páginas

  • Cirurgia Enfermagem

    ESPECIALIDADES CIRURGICAS – 1ª Frequência – Isabel Oliveira CHOQUE Evolução do conceito de choque 1852 – Samuel Gross – Desarranjo grosseiro da máquina da vida. 1930 – Blalock – Falha circulatória periférica resultando da discrepância entre o tamanho do leito vascular e o volume do liquido intravascular. 1964 – Simeone – Conceito clinico – sinais e sintomas que surgem quando o debito cardíaco é insuficiente para preencher a árvore arterial com sangue sob a pressão necessária para abastecer...

    3383  Palavras | 14  Páginas

  • IHSC

    Figura 4 – Incisional profunda...................................................................................13 Figura 5 – Órgão/cavidade ou espaço......................................................................14 Figura 6 – Paramentação cirúrgica...........................................................................19 Figura 7 – Aventais...................................................................................................20 Figura 8 – Luvas................................

    6676  Palavras | 27  Páginas

  • Enfermagem

    .............................................. 3.2.3 Área física do Centro Cirúrgico................................................................................... 3.2.4 Equipamentos da sala de operação.......................................................................... 2.3.5 Materiais da sala de operação 4 Materiais e métodos........................................................................................................ 5 Cronograma .........................................

    3424  Palavras | 14  Páginas

  • enfermagem no centro cirurgico

    radiológicos abdominais, que foram solicitados após ampla consideração do status clinico de um paciente, incluindo a possibilidade de gestação, não precisam ser adiados ou agendados seletivamente”. Porém, devem ser afixados cartazes ou sinalizações e nas salas de exames lembrando que as pacientes devem informar a alguém sobre qualquer possibilidade ou descoberta de gestação. Se forem realizados procedimentos de raios x durante este período de gravidez em potencial, é importante que todas aquelas práticas...

    3279  Palavras | 14  Páginas

  • Centro Cir Rgico II

    Pacheco CENTRO CIRÚRGICO DEFINIÇÃO É uma unidade hospitalar assistencial, onde são realizadas intervenções cirúrgicas, cirúrgicas visando a atender intercorrências clínicas, com suporte da ação de uma equipe de profissionais integrada. Devido à realização de procedimentos invasivos, é considerado uma unidade de alerta máximo. CENTRO CIRÚRGICO EQUIPE PROFISSIONAL INTEGRADA Equipe Cirúrgica Conjunto de profissionais e ocupacionais que, num processo dinâmico e interativo, prestam assistência sistematizada...

    1027  Palavras | 5  Páginas

  • Bloco cirúrgico

    emergências médicas Conteúdo Programático 1- Preparo do paciente cirúrgico 2- Composição da sala cirúrgica 3- Cuidados de Enfermagem no Centro Cirúrgico 4- Principais complicações no Pré-operatório 5- Principais complicações no Pós-operatório 6- Principais complicações no Trans operatório COMPOSIÇÃO DA SALA CIRÚRGICA COMPOSIÇÃO DA SALA CIRÚRGICA COMPOSIÇÃO DA SALA CIRÚRGICA COMPOSIÇÃO DA SALA CIRÚRGICA Mobiliário –Mínimo necessário –Peça central: mesa de operações • Base • Segmentos...

    3822  Palavras | 16  Páginas

  • Período transoperatório e a assistência de enfermagem

    1 INTRODUÇÃO Jouclas (1987) refere que em 1889, nos Estados Unidos da América (EUA), a enfermagem de sala de operação (SO) foi considerada uma área de especialização, tornando-se a primeira especialidade na enfermagem. Nas primeiras décadas do século XX, o enfermeiro de SO era responsável pelo preparo do ambiente cirúrgico, auxílio da equipe médica e orientação de estudantes de enfermagem. A Associationof Operating Room Nurses (AORN) foi fundada em 1949, com os principais objetivos de formar um...

    4863  Palavras | 20  Páginas

  • Regras do bom funcionamento do c.c

    possíveis internações; • Não deve ser permitidos a ingestão de alimentos no interior da área critica do C.C,central de esterilização,central de materiais,salas de preparo e corredor cirúrgico; • Somente deve ser permitida a entrada de pessoas pertencentes a área da saúde,com autorização da chefia de setor e da chefia da equipe cirúrgica; • Não é permitido circular pelo hospital fazendo uso do conjunto cirúrgico; • Só deve ser permitida a entrada na área critica a pessoas devidamente paramentadas...

    766  Palavras | 4  Páginas

  • Introdução

    INTRODUÇÃO Durante o estágio, no Centro Cirúrgico do Hospital Municipal de Santarém, tomei conhecimento das normas e rotinas, realizei atividades inerentes de enfermeira, com ações humanizadas e embasadas no conhecimento científico, adquirido em sala de aula. O Centro Cirúrgico do Hospital Municipal de Santarém funciona como referência para toda a região oeste do Pará, desta forma conhecendo a estrutura e seu funcionamento, as diversas atividades desenvolvidas no centro cirúrgico, poderei...

    881  Palavras | 4  Páginas

tracking img