Circe Bittencourt artigos e trabalhos de pesquisa

  • Resenha Da Obra De Circe Bittencourt: Ensino De História: Fundamentos E Métodos

    RESENHA DA OBRA: ENSINO DE HISTÓRIA: FUNDAMENTOS E MÉTODOS DE CIRCE MARIA FERNANDES BITTENCOURT São Cristóvão, Fevereiro de 2011 Suas contribuições na área de ensino de história e participação em diversas obras fazem de Circe Maria Fernandes Bittencourt uma referência no tocante ao ensino no Brasil, seus métodos e fundamento ao longo da história da educação brasileira. Recentemente vem trabalhando com a formação de professores e tem se dedicando à educação indígena. Suas orientações de cursos...

    3100  Palavras | 13  Páginas

  • Resenha da obra de circe bittencourt: ensino de história: fundamentos e métodos

    Deyse Silva dos Santos Resenha Crítica: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de Historia: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004. Circe Bittencourt divide o seu trabalho em três momentos, a saber: História escolar: perfil de uma disciplina; Métodos e conteúdos escolares: uma relação necessária e Materiais didáticos: concepções e usos. O primeiro momento é marcado por várias questões introdutórias que a autora coloca, estas partem desde a inquirição do que seria uma...

    754  Palavras | 4  Páginas

  • Circe Bittencourt Resenha

    CICE BITTENCOURT Suas contribuições na área de ensino de história e participação em diversas obras fazem de Circe Maria Fernandes Bittencourt uma referência no tocante ao ensino no Brasil, seus métodos e fundamento ao longo da história da educação brasileira. Recentemente vem trabalhando com a formação de professores e tem se dedicando à educação indígena. Suas orientações de cursos de pós-graduação trazem para suas obras novas abordagens e questionamentos sobre o ensino de história...

    5734  Palavras | 23  Páginas

  • BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História: Fundamentos e Métodos. 2ª. Ed. São Paulo: Cortez, 2008, cap. III e IV.

    BITTENCOURTCirce Maria Fernandes. Ensino de História: Fundamentos e Métodos. 2ª. Ed. São Paulo: Cortez, 2008, cap. III e IV. No livro Ensino de História: Fundamentos e Métodos (capítulos III e IV) a autora Circe Bittencourt foca a importância das propostas curriculares e sua introdução, em uma ocasião necessária da história do ensino de história, cabendo uma observação com precisão e regras, a recente direção reproduzida pelo currículo para se conhecer o modo de mudanças e como ocorre o processo...

    797  Palavras | 4  Páginas

  • Ensino de História segundo Circe M. Bittencourt

    ENSINO DE HISTÓRIA: FUNDAMENTOS E MÉTODOS ¬2 - História Nacional ou Mundial? Circe Maria Fernandes Bittencourt Introdução O presente trabalho tem por finalidade apresentar os principais aspectos do Ensino de História do Brasil expostos no livro “Ensino de História: Fundamentos e Métodos” da autora Circe Maria Fernandes Bittencourt. Essa obra expõe os métodos e técnicas aplicados em sala de aula, e aborda assuntos que se faz constante na vida de professores de História, como selecionar os...

    1468  Palavras | 6  Páginas

  • RESENHA CIRCE BITENCOURT

    Fichamento: Circe Maria F. Bittencourt " O uso didático dos documentos".  Resumo: O uso de documentos em sala de aula é bastante valioso. O documento permite aproximar o aluno de vários conteúdos, seja ilustrando um contexto e colorindo-o com os afetos envolvidos na sua produção, seja humanizando os eventos distantes, seja convidando o aluno a procurar os vestígios escondidos nele para enxergar como era determinada época. Entretanto, como utilizá-lo? O aluno deve ser transformado pelo professor...

    1610  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento história sagrada e história profana. circe bittencourt

    FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ENSINO GIOVANNA SANTANA BITTENCOURT, Circe. Os confrontos de uma disciplina escolar: da história sagrada à profana. Revista Brasileira de História. Vol 13, nº 25/26. Set 93/Ago 93. Pág 193-221. Circe Maria Fernandes Bittencourt, é professora de pós-graduação da Faculdade de São Paulo (USP) tornando-se mestra e doutora em História Social na instituição. Através da editora...

    1003  Palavras | 5  Páginas

  • BITTENCOURT Ensino de Hist ria Fundamentos e M todos

    Fichamento: Circe Maria F. Bittencourt " O uso didático dos documentos". (P. 327) Cap. 02: Uso didático dos documentos. Alguns historiadores acreditam que o uso de documentos nas aulas de História é importante por favorecer a introdução do aluno no pensamento histórico e nos métodos de trabalho do historiador. Essa pretensão acarreta uma série de dificuldades ao ensino e contraria os objetivos da disciplina, cujo objetivo é desenvolver a autonomia intelectual. (P. 328) Daí a necessidade de se deter...

    1488  Palavras | 6  Páginas

  • Respostas do livro da circe - propostas curriculares

    1- Propostas Curriculares para o Ensino de História 2. Bittencourt, C. O que é Disciplina Escolar? ( pág. 31- 44) 2- Propostas Curriculares para o Ensino de História 3. Bittencourt, C. Conteúdos e Métodos de Ensino de História: Breve Abordagem Histórica (pág. 57-96) 1.1 A definição de Chervel sobre o que diz respeito a disciplina “ em qualquer campo em que se encontre, um modo de disciplinar o espírito, quer dizer, de lhe dar os métodos e as regras para abordar os diferentes domínios do pensamento...

    1582  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento Circe

    UNIFESSPA- Universidade Federal do Sul e Sudeste. Marabá-2014 BITTENCOURT,Circe Maria Fernandes.Ensino de história:fundamentos e métodos-4 Ed.-São Paulo:Cortez,2011. Feito por: Ruticléa Oliveira Rosa dos Prazeres Fichamento do texto :Ensino de história fundamentos e métodos A autora inicia problematizando o que seria disciplina escolar,quais suas relações com disciplinas acadêmicas e como os professores participam...

    689  Palavras | 3  Páginas

  • A DISCIPLINA DE HISTÓRIA NAS SALAS DE AULA DO BRASIL (1985-2014): CONTEXTO HISTÓRICO, POLÍTICAS EDUCACIONAIS E CURRÍCULO DISCIPLINAR

    apresentadas pela sociedade brasileira. Para Circe Bittencourt (2009) “uma tarefa complexa envolve o cotidiano dos professores de História ao enfrentarem, ainda, as desigualdades de uma sociedade moderna e arcaica, de contradições não dissimuladas”. Esse fator fica ainda mais agravante se considerarmos que, mesmo com veladas contradições sociais o país “possui em comum um público estudantil com dificuldades para estabelecer relações com os tempos históricos” (BITTENCOURT, 2009). A autora ainda acrescenta que...

    1943  Palavras | 8  Páginas

  • Concepções Teóricas sobre o ensino da história

    "ser a legitimadora 'da tradição nacional, da cultura, das crenças, da arte, do território'" - (BITTENCOURT, 1988, p. 43). cuja intenção central é abrir caminhos para uma prática de ensino prazerosa e ao mesmo tempo difícil e desafiante. - intenção da obra de BITTENCOURT Ao dialogar com o leitor a respeito de como o professor de história deve falar dos conceitos em sua disciplina, Circe Bittencourt descreve três procedimentos fundamentais de como dever ser passados conceitos como: capitalismo...

    530  Palavras | 3  Páginas

  • sintese cice bettencourt

    Síntese do Livro: ENSINO DE HISTÓRIA: FUNDAMENTOS E MÉTODOS DE CIRCE MARIA FERNANDES BITTENCOURT Circe Bittencourt é a autora do livro ensino de história: fundamentos e métodos e ao se fazer uma leitura de seu livro percebemos que ela da uma importância crucial sobre questões essenciais ao ensino de história desse modo levando em consideração seu interesse pela temática ela buscou fazer um trabalho sobre os fundamentos e métodos ligados ao ensino da história. Dentro desse contexto percebemos vários...

    1267  Palavras | 6  Páginas

  • A PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE VISUAL: AS IMAGENS NO ENSINO DE HISTÓRIA

    ferramenta, até mesmo o livro didático, que desde o século XIX no Brasil já possui imagens em seu corpo1, algumas desconexas, mas o professor pode muito bem utilizá-las. Circe Bittencourt faz uma analise quanto à percepção do aluno às imagens da sociedade e o que o professor deve fazer para auxiliar-lo nessa busca: BITTENCOURT, Circe. Livros didáticos entre textos e imagens. In.: O Saber histórico na sala de aula. São Paulo, Contexto. 1998, p.89 1 Fazer os alunos refletirem sobre as imagens...

    2684  Palavras | 11  Páginas

  • Proposição Metodológica ao Ensino de História

    contextual existente de cada noção e conceito histórico. Segundo Circe Bittencourt: “Esses conceitos e noções empregados com freqüência são evidentemente necessários para tornar o objeto histórico inteligível. No entanto, é importante que se forneça uma descrição mais precisa deles, exatamente por que são expressões conhecidas por todos e, nesse sentido, seu uso torna-se arriscado, em razão do significado que assumem em cada época” (Bittencourt, 2004, p.193). Para tanto não só a compreensão histórica de...

    1930  Palavras | 8  Páginas

  • Os resquícios da história tradicional nas escolas

    não exigir que os discentes decorem datas comemorativas, logo que não são cobrados durante a prova, mas, ela cita os séculos e anos para os estudantes terem noção de tempo histórico. Segundo Circe Bittencourt, “no ensino de história, a noção de tempo histórico e a de espaço são fundamentais”; (BITTENCOURT, 2004, p.199). Portanto, nesse caso ela está agindo de acordo com as novas mudanças curriculares, que exigir que seja eliminada a história tradicional. Assim, como foi sugerido pelos PCNS percebemos...

    1013  Palavras | 5  Páginas

  • resenha Capitalismo e cidadania nas atuais propostas curriculares de História

    Faculdade metropolitana de caieiras NOME DA DISCIPLINA NOME DA PROFESSORA Márcia Cristina Martins batista 6º Pedagogia BITTENCOURT, Circe. Capitalismo e cidadania nas atuais propostas curriculares de História. In: BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 1997. Para se ministrar o ensino da matéria de historia é necessário que o e professor tenha fundamentado em si, a importância de se ensinar a matéria, passar para seus alunos jovens que vive...

    508  Palavras | 3  Páginas

  • A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA LOCAL PARA O ENSINO DE HISTÓRIA: UM OLHAR PARA O MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS

    ocupação, o período dos loteamentos nos anos 50 e a ligação existente entre sua história com a do estado do Rio de Janeiro e do Brasil, e nessa feita utilizando-se de pesquisa bibliográfica. A base teórica privilegiou as considerações feitas por: Circe Bittencourt, Vavy Pacheco, Jacques Le Goff, e os Parâmetros Curriculares Nacionais, Israel Beloch, Manuel Ricardo Simões e Mauricio de A. Abreu. Palavras- chave: história – sujeito - loteamento. Introdução Este trabalho monográfico na sua origem propunha-se...

    3494  Palavras | 14  Páginas

  • Profana e sagrada

    Onde Sonham As Formigas Verdes: o Sagrado e o Profano ...desperta curiosidade e medo. Aparentemente ela não sabe se o rádio representa o sagrado... 4 pagesoutubro 2012 Fichamento História Sagrada e História Profana. Circe Bittencourt ... GIOVANNA SANTANA BITTENCOURT, Circe. Os confrontos de uma disciplina escolar: da... 5 pagesfevereiro 2013 o Sagrado e o Profano Em Nosso Lar ...Doutor José Benedito de Almeida Júnior, tem por objetivo apresentar os conceitos... 7 pagesmarço 2013...

    501  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalho de adm

    2003. | | | |BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Livro didático e saber escolar (1810-1910). Belo | |Horizonte: Autêntica, 2008. ...

    1672  Palavras | 7  Páginas

  • trabalhos prontos do filme estrela na terra

    21/06/2013 Contexto, Ensino e Didática em história ANA PAULA F. VICENTE 4º A PEDAGOGIA MANHÃ 22/06/2013 As referências mencionadas nesse breve trabalho estão relacionadas à disciplina da História, seu contexto e sua didática. Circe Maria Bittencourt, em seu livro Ensino de história: fundamentos e métodos, faz uma análise da disciplina escolar de modo geral e da história, como também dos componentes das disciplinas, o papel do professor e as aproximações e distanciamentos da escola com...

    1445  Palavras | 6  Páginas

  • por que estudar historia

    preciosas a essa área do saber e do saber escolar. Por que estudar História? Questão tão frequente em aulas de História leva o autor a refletir e buscar, não respostas, mas uma reflexão que possa nos auxiliar a questionar o mundo, da mesma forma que Bittencourt (2006, p.11) também discute e propõe em suas reflexões sobre por que se estudar História. O autor objetiva refletir o porquê de se estudar a História e quais as características desse estudo em nossa possível compreensão do mundo, que encontra...

    1463  Palavras | 6  Páginas

  • Analise de rouquié. o extremo- ocidente

    Nome: Maxwell Leandro das Chagas R.A. 06130058 1 - Indicação Bibliográfia IOKOI, Zilda Márcia Gricoli; BITTENCOURT, Circe Mari. Educação na América Latina. Rio de Janeiro: Expressão Ecultura; São Paulo: EDUSP, 1996 2 - Circe Maria Fernandes Bittencourt Possui graduação em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP (1967), pós-graduação em Metodologia e Teoria de História pela faculdade de Filosofia, - USP (1969), mestrado...

    665  Palavras | 3  Páginas

  • Música e História

    se introduzissem preceitos para um melhoramento das formas de se ensinar. No âmbito da história neste trabalho destaca-se em especial a música, mais especificamente a popular, como ferramenta de subsídio para o ensino dos conteúdos escolares. Bittencourt destaca a primazia da música popular pelo fato de que “é ela, sem dúvida, que tem mais condições de tornar-se importante fonte de informações históricas, de ser investigada no sentido de contribuir para maior compreensão da produção cultural da...

    1016  Palavras | 5  Páginas

  • teoria da historia

    História, de Selva Guimarães Fonseca (2003); Ensinar História, de Marlene Cainelli e Maria Auxiliadora Schmidt (2004); Ensino de História: fundamentos e métodos, de Cadernos do CEOM - Ano 25, n. 34 - Arquivos e tecnologias digitais Circe Maria Fernandez Bittencourt (2004). Metodologicamente, o trabalho da leitura dos materiais empíricos tendo como base o conceito de Didática da História de Rüsen (2007), no sentido de analisar a constituição epistemológica da disciplina de Didática da História...

    6479  Palavras | 26  Páginas

  • indios

    história e são veiculadores do conhecimento sistematizado no processo de ensino e aprendizagem no cotidiano escolar. A temática indígena relacionada ao livro didático tem sido constante objeto de estudo. Estudos importantes como o de Grupioni (1995), Bittencourt (1997), Lima e Fonseca (1999), e outros têm sido referências significativas para a melhor compreensão desse indivíduo integrante da História do Brasil, mas colocados abaixo de coadjuvantes, ou até mesmo esquecidos pela comunidade escolar. A temática...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • O uso de imagens históricas nas aulas de história

    material em sala de aula. Este trabalho se insere no campo da História Cultural, e utilizarei a metodologia de pesquisa bibliográfica, analisando livros publicados sobre o tema proposto, entre eles, Ana Mae Barbosa, Ubiratan Rocha, Circe Bittencourt e Selva Guimarães Fonseca. Para fundamentar minha pesquisa teórica dialogarei com Ana Mae Barbosa, por meio da obra "A imagem no ensino da Arte", porque segundo a autora, a arte é um instrumento de desenvolvimento da criança e faz parte de uma...

    5225  Palavras | 21  Páginas

  • Hist Ria Nas Atuais Propostas Curriculares P

     Bruna Telassim Baggio. Metodologia de História. Resumo de: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. História nas atuais propostas curriculares. In: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes.: Ensino de História: fundamentos e métodos 4.ed. São Paulo: Cortez, 2011. Ensino de História. Propostas curriculares. Tecnologia. Ao longo do tempo, o ensino no Brasil têm sofrido mudanças, dentre elas, as propostas curriculares destacam-se. Mas o que dizem essas propostas, se tratando do ensino de História? As mudanças...

    1209  Palavras | 5  Páginas

  • O saber histórico na sala de aula

    O livro o saber histórico na sala de aula foi organizado por Circe Bittencourt. Professora de pós-graduação na Faculdade de Educação da USP. Fez mestrado e doutorado em História Social pela FFLCH-USP. Autora ou organizadora de diversas obras nas áreas de Educação e História, entre elas Dicionário de datas da História do Brasil, O saber histórico na sala de aula e História na sala de aula, todos publicados pela Editora Contexto. Atualmente é professora do programa de pós-graduação Educação: História...

    2381  Palavras | 10  Páginas

  • As varias possibilidades que o ensino de historia apresenta

    contribuição em relação à temática. A história regional proporciona, na dimensão do estudo do singular, um aprofundamento do conhecimento sobre história nacional, ao estabelecer relações entre as situações históricas diversas que constituem a nação. (BITTENCOURT, 2004, p. 162) Essa relação com as varias histórias se coloca como um agente premente da compreensão de uma nação, é como uma revisão um resgate daquilo que foi vivido, no espaço que eles ocupam agora, é uma compreensão diferente, o vivido mostrando...

    2742  Palavras | 11  Páginas

  • Planograma

    | | BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. (org.) O saber histórico na sala de aula, 9ª ed., São Paulo: Contexto, 2004. | | ...

    802  Palavras | 4  Páginas

  • Os avanços impostos pelos PCNs no ensino de historia para a educação infantil e também como as dificuldades ainda persistem.

    levando em conta as diferentes culturas e etnias para a formação do povo brasileiro. Mas, nem todas as escolas fazem uso deste método, devido, o único meio de licenciar a disciplina de historia é somente por meio do livro didático. A autora Circe Bittencourt relata a relação que a disciplina de historia tem com o contexto histórico, e que a utilização de certos métodos e conteúdos pode possibilitar a constituição da disciplina no âmbito escolar. Mas que as divergências sobre os conteúdos ainda permeiam...

    803  Palavras | 4  Páginas

  • A IMPORT NCIA DA DISCIPLINA PRINC PIOS E M TODOS DAS CI NCIAS HUMANAS PARA O PEDAGOGO

    consiste em introduzir o aluno nas várias fontes de informação, para que adquira autonomia intelectual, inserindo conteúdos que reflitam seu papel social e humanista na sociedade. REFERÊNCIAS BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. O ensino de história: fundamentos e métodos/ Circe Maria Fernandes Bittencourt – São Paulo; Cortez, 2004. Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: história, geografia / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997....

    1016  Palavras | 5  Páginas

  • História nas atuais propostas curriculares

    – ICHI CURSO DE HISTÓRIA LICENCIATURA VANESSA DE CÁSSIA PANICK LOPES / MATRÍCULA: 58594 FICHAMENTO HISTÓRIA NAS ATUAIS PROPOSTAS CURRICULARES CIRCE MARIA BITTENCOURT RIO GRANDE / RS 10/ 2012 BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. História nas atuais propostas curriculares. In.: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004. Página Citações do autor Minhas Percepções 100 “A série de reformulações...

    2218  Palavras | 9  Páginas

  • a crise no antigo sistema colonial

    pode conhecer de História e Geografia Profa. Ms. Karen Fernanda Bortoloti Professora das Faculdades COC REFLEXÃO... As Crianças aprendem As crianças aprendem História? História? Aprendizagens em História • Termo apropriado de BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Contexto, 2004, p. 183. Aprendizagens em História • A necessidade de domínio de conceitos faz com que muitos professores acreditem que o ensino dessa disciplina ...

    1416  Palavras | 6  Páginas

  • Livro didático e imagem.

    formas de se ver um fato, e que nós enquanto agentes da História e espectadores da mesma, estamos condicionados a uma série de fatos desperta para uma perspectiva diferente. Como principal referencial teórico apontam-se aqui a autora Circe Maria Fernandes Bittencourt que tem uma obra que se intitula como: Ensino de História: fundamentos e métodos onde a mesma discute a importância das imagens nos livros didáticos e o próprio livro didático enquanto método de aprendizado: ...

    1679  Palavras | 7  Páginas

  • o Saber histórico na sal de aula

    apontam para possibilidades de modificação do fazer histórico na sala de aula na educação básica brasileira. A maioria dos artigos selecionados, organizados e publicados pela pesquisadora na área de história do ensino Circe Maria Fernandes Bittencourt, da Universidade de São Paulo, foi apresentada em forma de comunicações no II Seminário Perspectivas do Ensino de História promovido pela Faculdade de Educação da USP, com o suporte do Núcleo Regional da ANPUH de São Paulo, realizado...

    4690  Palavras | 19  Páginas

  • Representações "indígenas"..

    “representações” dos indígenas nestas obras, considerando as intenções e os significados que assumem para duas diferentes correntes historiográficas: a positivista e a Escola dos Annales. Para este artigo serão de grande contribuição os autores como Circe Bittencourt, Terezinha Franz, Peter Burke, Eduardo França Paiva, Jacques Le Goff, Lilia Schwarcz, etc. 1. HISTÓRIA E ICONOGRAFIA: UM DIÁLOGO COM A REVOLUÇÃO HISTORIOGRÁFICA. Mas tome Vossa Alteza minha ignorância...

    8618  Palavras | 35  Páginas

  • história resumo

    1998. SILVA, Marcos (org.). Repensando a história. Rio de Janeiro: Anpuh/Marcozero, 1984. 8.2. Complementar (Livros e Periódicos) BALDISSERRA, José Alberto. O livro didático de história: uma visão crítica. Porto Alegre: Evangraf, 1994. BITTENCOURT, Circe (org). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 1997. CABRINI, Conceição, et al. O ensino de história: revisão urgente. São Paulo: Brasiliense, 1986. FONSECA, S. G. Caminhos da história ensinada. Campinas: Papirus, 1993. ...

    3015  Palavras | 13  Páginas

  • 1278070450

    passar um filme histórico para seus alunos o que o professor espera é que ele possa visualizar aquele período da História que está sendo estudado, que ele possa ver aquilo que estava sendo discutido apenas de maneira teórica, abstrata. Segundo Circe Bittencourt, professora da USP que estuda há bastante tempo a utilizaç ão dos recursos áudio-visuais no ensino de História, era esta a concepção que se tinha do uso do filme como recurso didático em 1912! Introduzir as imagens cinematográficas como material...

    4327  Palavras | 18  Páginas

  • Informática na educação: o uso de objetos virtuais de aprendizagem no processo didático pedagógico da disciplina de história do brasil.

    História na educação básica e superior, indicando sites hospedes na rede mundial de computadores, onde nessas páginas existem diversos objetos virtuais de aprendizagem podendo ser úteis as atividades dos professores no ensino de História do Brasil. Circe Bittencourt com as seguintes obras: “História nas atuais propostas curriculares” 6 e “Identidade Nacional e Ensino de História do Brasil”7, também dá contribuição valorosa em nossas discussões, onde no primeiro os “médias” são utilizados no ensino da disciplina...

    4262  Palavras | 18  Páginas

  • Brasil mostre a sua cara, projeto copa do mundo

    representações sociais dos alunos que são intimamente ligadas aos conceitos espontâneos desenvolvidos nas interações sociais imediatas, transformados, em situações formais de aprendizagem, em conceitos científicos. (1979 apud ABDU, 2005). Segundo BITTENCOURT (2004): As propostas de renovação dos métodos de ensino pelos atuais currículos organizam-se em torno de dois pressupostos. Um pressuposto básico e fundamental é a articulação entre o método e o conteúdo... O segundo pressuposto é que atuais métodos...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • A escola como mediadora no ensino das diversidades culturais

    qualificar o aprendizado dos alunos quando estes participaram ativamente das atividades propostas como apresentações de danças, peça teatral e músicas. Este procedimento permite perceber, tomando conhecimento da Lei n° 10.639 bem como a obra de Circe Bittencourt “Ensino de História: Fundamentos e métodos” como apoio para o ensino de história e cultura Afro-brasileira, que o espaço escolar viabilizou uma “viagem no tempo” para melhor conhecer a história da miscigenação de nossa cultura. Assim, ao problematizar...

    2838  Palavras | 12  Páginas

  • FERNANDO UNOPAR

    quando estas sirvam de base integral ou parcialmente para que o educando possa assim responder aos questionamentos à eles propostos bem como à interpretação dos fatos. Na mesma linha de defesa do uso da música no ensino de História a autora Circe Bittencourt destaca a importância de tal por situar o aluno diante de um meio de comunicação próximo de sua vivência, mediante o qual o professor pode identificar o gosto, a estética da nova geração e submeter esse aluno a um pensamento sobre a mensagem...

    2166  Palavras | 9  Páginas

  • A sala de aula e a imagem do negro nas representações artísticas: mudanças e permanências.

    proporcionar aos alunos uma aprendizagem diversificada, como afirma o professor Serrano: “Os alunos poderiam aprender História pelos olhos e não mais enfadonhamente só pelos ouvidos, em massudas, monótonas e indigestas preleções”. De acordo com Circe Bittencourt a utilização das imagens teve seu crescimento a partir da segunda metade do século XX e hoje elas se fazem presentes não apenas nos livros didáticos, mas também nas imagens tecnológicas, como filmes, por exemplo. Contudo, ela ressalta, a imagem...

    4141  Palavras | 17  Páginas

  • As origens da desigualdade escolar

    valorizam a importância da transposição didática (PERRENOUND, 1993) permitem que os pesquisadores pensem em novas perspectivas ao ensino de História. Há pelo menos dois séculos o livro didático faz parte da cultura escolar, no entanto, segundo Circe Bittencourt (1995: 26) ele continua sendo um objeto de difícil definição. O que segundo ela, torna uma obra complexa é o fato de sofrer a ação do interesse e interferência de vários sujeitos desde sua produção passando até o consumo. Anísio Teixeira desde...

    2948  Palavras | 12  Páginas

  • O ENSINO DE HISTÓRIA A PARTIR DO COTIDIANO: MUSEU ARTE E MEMÓRIA FOTOGRAFANDO O ESPAÇO – TEMPO DE VILHENA

    Holien Gonçalves. Ensino de História: conteúdos e conceitos básicos. In: KARNAL, Leandro (Org.). O ensino de História e a criação do fato. São Paulo: Contexto, 2009. BITTENCOURT, Circe. Livro Didático entre Textos e Imagens. In: BITTENCOURT, Circe. (Org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2006. BITTENCOURT, Circe. NADAI, Elza. Repensando a Noção de Tempo Histórico no Ensino. In: PINSKY, Jaime (org.). O ensino de história e a criação do fato. São Paulo: Contexto, 2009. 11 ...

    4013  Palavras | 17  Páginas

  • Museu

    professor(a) à temática e acervo do museu escolhido. Deve haver uma sistematização e preparo da visita por parte do(a) professor(a) e do museu para que haja um efetivo entendimento do tema a ser explorado pelo aluno. (ARISTIMUNHA; DEBOM, 2001) Para Circe Bitencourt a aliança do museu para o ensino de História se faz pertinente a partir da leitura de seu acervo: Objetos de museus que compõem a cultura material são portadores de informações sobre costumes, técnicas, condições econômicas, ritos e crenças...

    3701  Palavras | 15  Páginas

  • Ensino da história

    beneficiário às duas partes: nem o professor nem o aluno saem os mesmos após um ano letivo terminado.Referências bibliográficasANTUNES, Celso. Como transformar informação em conhecimento. 5.ed. Petrópolis: Vozes, 2005.BITTENCOURT, Circe. Livros didáticos entre textos e imagens. In: BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. 9 ed. São Paulo: Contexto, 2004, p. 69 – 90.CABRINI, Conceição (org.). Ensino de história: revisão urgente. São Paulo: EDUC, 2000.CALISSI, Luciana. Historiografia didática...

    7644  Palavras | 31  Páginas

  • Michiru Trabalhos

    RESUMO DE LIVROS - HISTÓRIA - BITTENCOURT, Circe (org.). O Saber Histórico na Sala de Aula BITTENCOURT, Circe (org.). O Saber Histórico na Sala de Aula. Coleção Repensando o Ensino. Editora Contexto (editora Pinsky ltda.) São Paulo. Formação do professor de Historia e o Cotidiano da Sala de Aula Maria Auxiliadora Schmidt A formação de História engloba ainda áreas de Ciências Humanas, como Filosofia, Ciências Sociais, etc.em geral, começa e termina no curso de graduação. Formado, envolve-se...

    1334  Palavras | 6  Páginas

  • Graduando

    fornecimento de explicações na configuração, transformação e representação social do espaço nacional, uma vez que a historiografia nacional ressalta as semelhanças, enquanto a regional trata das diferenças e da multiplicidade. A autora Circe M. F. Bittencourt nos fala de como essa história regional atuaria na História do Brasil e o problema que pode surgir em decorrência disso: “Assim a revisão da história nacional tem igualmente proporcionado a revalorização da história regional. A constituição...

    1518  Palavras | 7  Páginas

  • USOS DIDÁTICOS DE DOCUMENTOS Comtemporânea

    USOS DIDÁTICOS DE DOCUMENTOS BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Usos Didáticos de Documentos. In: Ensino de História: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2004, PP.335-350 e BOTTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Documentos Não Escritos em sala de Aula. In: Ensino de História: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2004.351-407. Usos Didáticos de Documentos- Capítulo II O trabalho com os documentos/fontes dentro da sala de aula se apresenta importante, além de ser uma fonte que proporciona...

    1092  Palavras | 5  Páginas

  • Etnicidade em foco: o despertar das culturas indígenas e africanas em nosso meio

    autorreflexão a partir dos conteúdos trabalhados em todas as etapas incorporando uma percepção sobre sociedade, cultura e valores. Acompanharemos também com avaliação a execução das atividades e participação nos debates. 10 REFERÊNCIAS BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo, Cortez, 2005. BRASIL. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília, MEC/SEMTEC, 2002. HORN, Geraldo Balduíno;...

    1963  Palavras | 8  Páginas

  • EJA E SEU HISTÓRICO EM JOÃO PESSOA

    inclusive os jovens e adultos. A primeira trata de ver a escola como local de reprodução de conhecimento e de ´´transposição didática``como afirma Bittencourt (2004). Utiliza-se dos métodos e das técnicas pedagógicas para tornar possível essa adequação do conhecimento científico em conhecimento ou saber escolar. O (a) professor (a) é, neste caso, segundo Bittencourt ´´ um intermediário desse processo de reprodução, cujo grau de eficiência é medido pela capacidade de gerenciamento científico ao meio escolar...

    1371  Palavras | 6  Páginas

  • Ensino de História

    BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História: fundamentos e métodos. In: Procedimentos metodológicos em práticas interdisciplinares. São Paulo: Cortez, 2004. I- Objeto Analisar como interdisciplinaridade pode ser trabalhada nas escolas. II- Objetivo Discutir procedimentos e técnicas para a aplicação da interdisciplinaridade de forma eficaz no processo de ensino e aprendizagem. III- Metodologia Parte de uma analise historiográfica sobre a produção referente ao objeto de estudo...

    546  Palavras | 3  Páginas

  • relatorioRELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM HISTÓRIA II

    destacam, consegue entender o conteúdo, fazer as atividades de pesquisa e tirar notas boas, notas essas que podem ser em trabalhos como também em provas, mais também tem outros materiais didáticos que podem servir como documentos como afirma Circe Bittencourt: Os educadores do referido centro de pesquisa denominam assim todo o conjunto de signos, visuais ou textuais, que são produzidos em uma perspectiva diferente dos saberes das disciplinas escolares e posteriormente passam a ser utilizados...

    5381  Palavras | 22  Páginas

  • Tcc livro didático

    interferências variadas em seu processo de fabricação e comercialização. É importante destacar que o livro didático como objeto da indústria cultural impõe uma forma de leitura organizada por profissionais e não exatamente pelo autor.” (BITTENCOURT, Circe. 2002 pg. 71) Justamente por isso é muito importante observar primeiramente o conteúdo do livro didático a ser escolhido, porque ele ainda é utilizado como base nas aulas de muitos professores e se não for bem escolhido, talvez a qualidade...

    5189  Palavras | 21  Páginas

  • A importancia dos conceitos históricos

    o raciocínio abstrato dos alunos facilitando assim o processo ensino aprendizado. Conceitos esses que são: cidadania, identidade, patrimônio e ideologia. Tratarei individualmente da exposição de cada conceito: • Cidadania Segundo Circe Bittencourt, a cidadania brasileira tem afinidade com um concepção ideológica de passividade e conservadora. Assim alerta Rosilda Baron Martins sobre a cidadania atual: “Hoje pode se afirmar que a cidadania é uma ideia em expansão. Entretanto, a...

    1659  Palavras | 7  Páginas

  • O índio: sua representação nos livros didáticos eo ensino da história indígena em sala de aulaa

    considerados “mais modernos”, como datas-show, o uso direto da internet em sala de aula e até mesmo retro-projetores (considerados “atrasados” por muitos). Essas que seriam chamadas novas tecnologias, e mesmo “imagens tecnológicas”, como sugere Circe Bittencourt (BITTENCOURT, 2005: 70), que de certa forma facilitam o aprendizado de qualquer disciplina. O livro didático torna-se “mais importante” também principalmente na medida em que ele associa textos com imagens iconográficas, possibilitando ao aluno –...

    3877  Palavras | 16  Páginas

  • A formação de professores e o ensino de história

    pesquisa. (SANTOS, Claudefranklin) A profissão de professor não é apenas teoria, também é prática. Cabe assim ao profissional uma constante reciclagem. Além disso, um dos objetivos centrais do ensino de História na atualidade segundo Circe Maria Fernandes Bittencourt é relaciona-se à sua contribuição na constituição de identidade, nos levando ao cumprimento dos parâmetros curriculares nacionas que diz que a educação deve preparar o aluno para a cidadania, levandoo a perceber-se como agente modificador...

    1864  Palavras | 8  Páginas

tracking img