• Agua
    devidos a más condições de água e saneamento. […] Juntos, a água não limpa e as más condições de saneamento, constituem a segunda maior causa de mortalidade infantil no mundo. […] Foi calculado que 443 milhões de dias de aulas são perdidos todos os anos devido a doenças relacionadas com a água. PNUD....
    4214 Palavras 17 Páginas
  • teste
    relevante, já que o município de Corumbá tem por 2010 tem 18 casos de mortes por causas obstétricas e daqui a 11 dias estaremos comemorando o dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, comemorado neste sábado (28), o Ministério da Saúde destaca a importância...
    712 Palavras 3 Páginas
  • Socioeconomia política
    igualdade de gênero no setor da educação são os hábitos culturais, especialmente, nas áreas rurais. Objetivo 4: Redução da Mortalidade Infantil A taxa de mortalidade infantil (menores de 1 ano) por mil nascidos vivos passou de 29,7, em 2000, pra 15,6, em 2010. Essa taxa é menor que a meta prevista...
    2697 Palavras 11 Páginas
  • Feminismo
    4%), a taxa de mortalidade é também baixa (8% a 12 %) e a esperança de vida seja longa (até os 75 anos). -         Países em vias de desenvolvimento – são países onde as taxas de Natalidade são altas (30% a 54%), as taxas de Mortalidade são médias (12% a 14%), a mortalidade infantil é muito alta e a...
    1573 Palavras 7 Páginas
  • Noções basicas de epidemiologia
    “grupos de pessoas” que podem variar de pequenos grupos até populações inteiras. O fato de a epidemiologia, por muitas vezes, estudar morbidade, mortalidade ou agravos à saúde, deve-se, simplesmente, às limitações metodológicas da definição de saúde. USOS DA EPIDEMIOLOGIA Por algum tempo prevaleceu...
    8065 Palavras 33 Páginas
  • IBGE
    Brasil apresentava um padrão demográfico relativamente estável e de caráter secular. Desde o Século XIX, tanto os níveis de fecundidade como os de mortalidade mantinham-se com pequenas oscilações em patamares regularmente elevados, embora já se pudesse observar, a partir da virada do século, pequenos...
    7856 Palavras 32 Páginas
  • aleitamento materno
    mais. A mortalidade infantil é uma grande preocupação da Saúde Pública, e combatê-la é parte de uma série de compromissos assumidos pelo Brasil, como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), Pacto de Redução da Mortalidade Materna e Neonatal, Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil...
    366 Palavras 2 Páginas
  • Artigos
    importante da mortalidade infantil no Brasil nas últimas décadas, os indicadores de óbitos neonatais apresentaram uma velocidade de queda aquém do desejado. Um número expressivo de mortes ainda faz parte da realidade social e sanitária de nosso País. Tais mortes ainda ocorrem por causas evitáveis, principalmente...
    565 Palavras 3 Páginas
  • Economia - mandela - copiado
    dos países do continente africano é a individualização do trabalho, tolerância e até mesmo regulamentação da superexploração do trabalho feminino e infantil, além da exclusão social de grupos e países inteiros que, se não mais segregados pela cor, ainda pela miséria constante na vida de seus cidadãos....
    27564 Palavras 111 Páginas
  • Morte Fetal em um hospital de grande porte do RS - incidencia e fatores de risco
    é a morte antes da completa expulsão dos produtos da concepção do organismo materno, independente da idade gestacional. No Brasil os índices de mortalidade fetal ainda ultrapassam os preconizados pela OMS. Dados sobre este evento ainda são pouco valorizados e suas estatísticas subestimada. O presente...
    11669 Palavras 47 Páginas
  • Fatores de Risco para o parto prematuro
    maiores problemas de saúde pública, em virtude da morbidade e mortalidade neonatal. “A prevenção da prematuridade constitui desafio não só por estarem envolvidos fatores socioeconômicos e educacionais, mas também em virtude de várias causas que ou não são passíveis de prevenção, ou são de origem desconhecida...
    2202 Palavras 9 Páginas
  • Trabalhos
    próximas gerações. As causas de mortalidade infantil no Brasil se alteraram ao longo das últimas décadas.   Nos anos 80 as principais causas de óbitos estavam relacionadas às doenças infecto contagiosas, que sofreram um declínio nas décadas seguintes, crescendo em importância as causas perinatais, que são...
    730 Palavras 3 Páginas
  • Vale do rio doce argentina
    sabem ler ou escrever na região deve ser de 7,1%, segundo estimativas da ONU. América Latina e Caribe: Região Campeã na Redução da Mortalidade Infantil André Cezar Medici Introdução Ainda que existam análises pessimistas, a saúde nos países da América Latina e do Caribe tem melhorado...
    1145 Palavras 5 Páginas
  • Africa
    população do país é jovem. Estima-se que 47,3% tenha menos de 15 anos. A taxa de natalidade é de cerca de 42,35 nascimentos por 1 000 pessoas, a taxa de mortalidade é de 16,69. A esperança média de vida alcança de 47,2 anos. CONGO – A República Democrática do Congo (anteriormente Zaire), por vezes designada...
    5075 Palavras 21 Páginas
  • História da saúde publica
    conhecimento, entre as quais a medicina. A solução de problemas sanitários e o avanço da medicina contribuíram para a diminuição da mortalidade infantil e da mortalidade da população em geral. A elevação da média de vida provocou o aumento do número de habitantes nos países que primeiramente se industrializaram...
    820 Palavras 4 Páginas
  • Mortalidade infantil no brasil
    Humano (IDH). Um indicador muito importante para a análise do IDH é a mortalidade infantil, que corresponde ao número de crianças que vão a óbito antes de atingir um ano de idade. No Brasil, as taxas de mortalidade infantil diminuiram muito nas duas últimas décadas, no entanto, o índice continua...
    427 Palavras 2 Páginas
  • Diagnóstico situacional da saúde materna e neonatal no município de santana do piauí no período de 2007 a 2009
    13,02. Desses, apenas 0,85% nasceram com baixo peso. A taxa de mortalidade infantil foi de 5,2. A taxa de fecundidade prevaleceu entre a faixa etária dos 15 aos 24 anos obtendo-se 62,37% das mulheres em idade fértil. A taxa de mortalidade materna foi zero. Quanto à cobertura de consultas de pré-natal...
    7962 Palavras 32 Páginas
  • Informações em saúde dos municípios de Uberaba e Fronteira dos vales
    VALES Mortalidade geral. Observa-se que em 2008 o nº de óbitos por 1.000 habitantes em Uberaba era de 6,6. Já em Fronteira dos Vales era de 5,4. Ao analisar a causa dos óbitos verifica-se que as doenças cerebrovasculares e o infarto do miocárdio possuem valores de coeficiente de mortalidade relevantes...
    597 Palavras 3 Páginas
  • LeLoLeL
    transição demográfica ocorridos nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos, bem como os principais fatôres econômicos e sociais que afetaram a mortalidade e fertilidade. Considera-se a situação da política populacional nos países subdesenvolvidos e a dimensão que a demografia pode ter na aplicação em...
    9818 Palavras 40 Páginas
  • ATPS Epidemiologia
    DE MORTALIDADE Os coeficientes de mortalidade são definidos entre as freqüências absolutas de óbitos e o número dos expostos ao risco de morrer, podendo ser categorizados segundo os critérios mais diversos, tais como sexo, idade ou estado civil e os óbitos podem ser classificados segundo a causa ou...
    1449 Palavras 6 Páginas