Autores Behavioristas Nas Teorias De Relações Internacionais artigos e trabalhos de pesquisa

  • Abordagens de Relações internacionais

    dos estudos de Relações Internacionais na visão de Jackson e Sorensen. Para isso, cada uma será abordada em um parágrafo, começando pela visão clássica, passando pela behaviorista e terminando com a visão política. Finalmente, a conclusão de que essas abordagens são de extrema importância para o entendimento da política externa com o qual o Ministério das Relações Exteriores faz as analises de estratégias do país. A teoria clássica, diferente da behaviorista não tem uma metodologia...

    541  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo / Fichamento Capítulo 2 Teoria das Relações Internacionais

    basicamente das relações internacionais desenvolvidas aproximadamente na época da Primeira Guerra Mundial. Durante esse período surgiram alguns dos problemas relacionados às relações internacionais, como relações de guerra e paz, conflitos, riqueza e pobreza, entre outros que se mostraram assuntos fixos quando se trata do tema. Durante o capítulo abordado, serão tratados quatro grandes temas, que são: O realismo, o liberalismo, a sociedade internacional e a economia política internacional. Tradicionalmente...

    2722  Palavras | 11  Páginas

  • Relaçoes Internacionais

     TÍTULO: Relações Internacionais AUTOR: Williams Gonçalves AFILIAÇÃO INSTITUCIONAL DO AUTOR: Professor dos PPGs. Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Universidade Federal Fluminense PALAVRAS-CHAVE: relações internacionais, definição, objeto de estudo, teoria, Realismo, Liberalismo DESCRIÇÃO: 1. Introduçao As relações internacionais são extremamente abrangentes e complexas e para entendê-las, devido sua multidisciplinaridade, é necessário uma análise...

    3585  Palavras | 15  Páginas

  • R. Aron - Teoria das R.I.

    A área de relações internacionais se manifestou pela primeira vez como uma disciplina logo após o final da Primeira Guerra Mundial sendo, desta maneira, um estudo que tem como base fundadora o estudo das relações e conflitos – violentos ou não – entre Estados, bem como o comportamento de cada um no Sistema Internacional. Para compreendermos o verdadeiro grande debate que discute a determinação do campo de estudo da disciplina e se isso é capaz de formar uma teoria caracterizando a área como uma...

    2032  Palavras | 9  Páginas

  • Relações internacionais

    aluno devera estar apto a: • Identificar os principais pontos da agenda de relações internacionais contemporâneas; • Estabelecer o conceito e as características da Globalização; • Assinalar a evolução histórica e a importância de Relações Internacionais como disciplina académica. AS RELACOES INTERNACIONAIS NO MUNDO CONTEMPORANEO As últimas décadas do século XX foram marcadas pela intensificação das relações entre os povos, de uma maneira como nunca experimentada anteriormente. Cada...

    22464  Palavras | 90  Páginas

  • Resumo expositivo do capítulo 2 de "repensando as relações internacionais" de fred halliday.

    RESUMO HALLIDAY, Fred. Repensando as Relações Internacionais. Porto Alegre: Editora UFRGS, 1999. Capítulo 2: Um encontro necessário: o materialismo histórico e as Relações Internacionais, p. 61 -86. Nascido em Dublin, Irlanda, em 1946, e falecido em 2010 em Barcelona, Espanha, vítima de câncer, Frederick Halliday foi um importante teórico e acadêmico no campo das Relações Internacionais, principalmente na área de questões de desenvolvimento e estudos sobre a Guerra Fria. Especialista em Oriente...

    731  Palavras | 3  Páginas

  • Rela Es Internacionais Teoria E Hist Ria M Dulo I

    CORRENTES TEÓRICAS DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Unidade 1 - As Relações Internacionais no Mundo Contemporâneo: Dilemas e Perspectivas Unidade 2 - Conceitos Fundamentais Unidade 3 - Correntes Teóricas das Relações Internacionais Unidade 4 - O Realismo Unidade 1 - As Relações Internacionais no Mundo Contemporâneo: Dilemas e Perspectivas Ao final desta Unidade inicial, o aluno deverá estar apto a: identificar os principais pontos da agenda de relações internacionais contemporâneas; estabelecer...

    25792  Palavras | 104  Páginas

  • Explicando e entendendo as relações internacionais

    ciências naturais do século 16, a outra enraizada nas ideias do século dezenove sobre história e sobre como escrever história “de dentro”. Apesar das tensões entre elas ambas são de extrema importância. Sempre existirão histórias a serem contadas e teorias que seguem estas histórias. Um tipo de história seria a “de fora”, contada da maneira de um cientista natural buscando explicar os trabalhos da natureza e tratando o reino humano como uma parte da natureza. O outro é o “de dentro”, dito de forma a...

    2908  Palavras | 12  Páginas

  • A caracterização de John B. Watson como behaviorista metodológico na literatura brasileira: possíveis fontes de controle

    Watson como behaviorista metodológico na literatura brasileira: possíveis fontes de controle Bruno Angelo Strapasson Universidade Positivo Resumo Vincular o nome de John B. Watson ao Behaviorismo Metodológico e ao dualismo tem sido uma prática frequente e indiscriminada na literatura brasileira de psicologia. Este trabalho pretende identificar possíveis fontes de controle para essa vinculação. Constatou-se que a disseminação da ideia de que Watson é dualista ou behaviorista metodológico...

    6177  Palavras | 25  Páginas

  • Teorias das relações internacionais - fichamentos

    João Pontes Nogueira e Nizar Messari. Teoria das Relações Internacionais – correntes e debates. Rio de Janeiro, 2005 – “O realismo”, pág. 20-42. Variantes do realismo: realismo clássico, neo-realismo (ou realismo estrutural) e realismo neoclássico (ou realismo neotradicional, década de 90 – atual). Leituras de clássicos pelos realistas, as quais confirmam que o estudo do internacional não é recente e muito menos passageiro. - Tucídices: o medo de não sobreviver, o medo de deixar de existir...

    4231  Palavras | 17  Páginas

  • Teorias de relações internacionais

    Disciplina: Teoria de RI II Resumo referente ao cap. 2 do livro Introdução às Relações Internacionais de Robert Jackson Neste capítulo, Jackson fala sobre a evolução do pensamento sobre as relações internacionais a partir do momento que se tornaram uma disciplina acadêmica, no começo do século XX. Apesar da consciência de que o momento histórico vivido sempre influenciará determinada linha de pensamento, há algumas questões que são de relevância permanente. Há quatro tradições de pensamentos...

    1710  Palavras | 7  Páginas

  • Teoria politica

     Teoria politica Easton revisa a ortodoxia behaviorista, conforme descrito nas páginas anteriores, levou-o a considerar a necessidade de uma nuevoenfoque o estudo da política que, embora ainda foi enquadrado em grandes coordenadas do behaviorismo, tentando aumentar o capacidaded explicativo e abrangente análise política. Neste sentido, a figura de Easton é comparável à de Popper. Na verdade, se Popper revisitou o positivismo clássico, Easton fez idêntica por dificuldades com o behaviorismo...

    1477  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha Sociologia das Relaçoes Internacionais - Introdução e capítulo 2

    INTRODUÇÃO O livro Sociologia das Relações Internacionais (1974) foi escrito pelo francês Marcel Merle (1923–2003), numa época em que a sociologia era pouco desenvolvida na França e o seu estudo, voltado para a análise dos fatos sociais através da observação e desenvolvimento de teorias, era substituído pelo estudo empírico. Por isso, o completo entendimento das relações internacionais era afetado pela falta desse estudo sistemático dos fatos. O autor estabelece o princípio de, através de seu...

    3574  Palavras | 15  Páginas

  • Teorias de aquisição de linguas

    1. IDENTIFICAÇÃO: Código / Disciplina: Teorias de Aquisição de Línguas Curso: Letras Português/Inglês Período: 2º / 2014 Professora: Profa. M.Sc. Barbara Bomfim Carga horária teórica Carga horária prática Carga Horária total 40 h/a 20 60 h/a 2. EMENTA: Teorias principais sobre a aquisição e desenvolvimento da língua materna e de línguas estrangeiras e suas implicações para o ensino-aprendizagem de línguas. 3. OBJETIVOS: 3.1 Objetivo Geral Conhecer a área de Aquisição de Segunda Língua...

    1251  Palavras | 6  Páginas

  • Hegemonia 01 teoria imperial

    REVISANDO A TEORIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS. ENFOQUE IMPERIAL: O SURGIMENTO DE UMA NOVA TEORIA? Gustavo Javier Castro Silva* e Alejandro Gabriel Olivieri** Resumo: O presente ensaio tem como objetivo discutir as principais características da denominada “Teoria Imperial ou Império”, fundamentada no trabalho conjunto de Tony Negri e Michael Hardt. O trabalho se divide em três partes. Na Introdução, expõem-se as principais idéias a serem desenvolvidas no ensaio. Na segunda parte, faz-se uma...

    3939  Palavras | 16  Páginas

  • Teoria Comportamental - Principais autores

    Teoria Comportamental - Principais autores A Teoria Comportamental trouxe um novo enfoque, dentro das teorias da Administração, o da abordagem das ciências do comportamento fazendo oposição à Teoria Clássica e aceitação das principais ideias – reformuladas – da Teoria das Relações Humanas, constituindo suas principais características: grande ênfase nas pessoas; preocupação com o comportamento organizacional e os processos de trabalho; e o estudo do comportamento humano. Estre trabalho abordará...

    1964  Palavras | 8  Páginas

  • Teoria behaviorista

    SANTOS SUMAYA AMIRATE REIS DA SILVA WALDNA MARQUES NUNES TEORIA BEHAVIORISTA SÃO LUIS 2011 INSTITUTO MARANHENSE DE ENSINO E CULTURA- IMEC COORDENAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CLÁUDIO DE SOUSA BATISTA IRISNE MORAES ARAUJO MARIA ANTONIA SILVA FRAZÃO ROSANGELA DA SILVA CARDOSO ROSYANA ATAIDE DA SILVA SILVIA LETICIA SOUSA DOS SANTOS SUMAYA AMIRATE REIS DA SILVA WALDNA MARQUES NUNES TEORIA BEHAVIORISTA Trabalho apresentado ao Curso de Administração...

    8311  Palavras | 34  Páginas

  • Teoria behaviorista

    Teoria Behaviorista A Teoria Comportamental (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova direção e um enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento, o abandono das posições normativas e prescritas das teorias anteriores (Teoria Clássica, Teoria das Relações Humanas e Teoria Burocrática) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece nas pessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo. Origens da Teoria Comportamental ...

    983  Palavras | 4  Páginas

  • teoria comportamental

     Sumário 1. INTRODUÇÃO A Teoria Comportamental da Administração tem por objetivo introduzir uma nova direção e um novo enfoque dentro da teoria administrativa: estudando o comportamento, a motivação humana e as suas necessidades básicas, definindo estilos de administração, tendo por característica as organizações como sistemas sociais cooperativos e sistemas de decisões ( Soto, 2002). Na motivação humana entra a hierarquia das necessidades humanas que são: necessidades...

    4703  Palavras | 19  Páginas

  • As relações de poder e autoridade nas organizações

    1. INTRODUÇÃO O conceito de poder é universalmente utilizado na descrição das relações humanas. Contudo, é muito pouco compreendido e demasiadamente controverso. Em outras palavras, o poder dos indivíduos é determinado por sua importância funcional; nela reside o âmago, substância e a razão de ser do poder. Para Weber, o conceito de poder é sociologicamente amorfo, havendo uma série de circunstâncias que colocam uma pessoa na posição de impor sua vontade devendo, portanto, o conceito...

    2637  Palavras | 11  Páginas

  • Teoria geral da administração

    SOBRE TEORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO Maceió 2009 Hélio Márcio PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE TEORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO Pesquisa solicitada pelo professor Paulo Acioly, como pré requisito para obtenção de nota para a 2ª avaliação Maceió 2009 1. Explique a Teoria Estruturalista como teoria de crise. R – A Teoria Estruturalista é denominada “teoria de Crise”, pois tem mais a dizer sobre os problemas e patologias das organizações complexas do que com a sua normalidade. Os autores estruturalistas...

    1692  Palavras | 7  Páginas

  • A contribuição behaviorista para a administração

    2008 A CONTRIBUIÇÃO BEHAVIORISTA PARA A ADMINISTRAÇÃO THE CONTRIBUTION OF THE BEHAVIORISM FOR ADMINISTRATION José Carlos de Souza Colares* RESUMO: A disciplina da administração passa pela fase fundamental de consolidação. Desde o início do século XX os estudiosos impingem à Administração uma nova roupagem, com o fito de aumentar a produção de forma eficiente e eficaz. A abordagem clássica, com Taylor e Fayol, enfatizou as tarefas e estrutura respectivamente. A Teoria Humanista inaugurou a era...

    4233  Palavras | 17  Páginas

  • Teoria comportamental

    Ronaldo Evelin Valdiane Everton Teoria Comportamental Disciplina: Introdução a Administração Professor:RobisonVolkweiss Professor: Toledo PR 2012 SUMÁRIO 1-INTRODUÇÃO ...................................................................................................2 2-ORIGENS.............................................................................................................3 3-MOTIVAÇÃO .......................................................................................

    2008  Palavras | 9  Páginas

  • Teoria Geral da Administração - Idalberto Chiavenatto

    TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO Teoria Comportamental da Administração: Dinamizando a Empresa por meio de Pessoas 2014 SUMÁRIO 1. Introdução 4 2.1 Teoria Comportamental da Administração: Dinamizando a Empresa por meio de Pessoas 5 2.2 Origens da Teoria Comportamental 5 2.3 Novas Proposições sobre a Motivação Humana 5 2.4 Hierarquia das necessidades de Maslow 5 2.5 Teoria dos dois fatores de Herzberg 8 2.6 Estilos de Administração 10 2.7 Teoria X e Teoria Y 10 2.8 Sistema...

    3937  Palavras | 16  Páginas

  • Teorias da Comunicação

    Teoria dos efeitos ilimitados Autor: Harold Lasswell – desenvolveu o conceito de efeitos ilimitados e prepara a transição para a teoria dos efeitos limitados. Harold Lasswell era um investigador das áreas política e ciências sociais e também professor dm Yale e Colúmbia. Esta teoria também é conhecida como agulha hipodérmica e bala mágica. O conceito de massa surge no final do século XIX e é: Aplicável a uma sociedade urbana; Relacionado com o crescimento urbano (Nova York e Chicago); ...

    2567  Palavras | 11  Páginas

  • Teoria comportamental

    encontrará as raízes profundas da Teoria Comportamental da Administração, que poderão ser localizadas mais adiante como veremos a seguir. É a partir da década de 1950 que se desenvolve inicialmente, nos Estados Unidos, uma nova concepção de administração, trazendo novos conceitos, novas variáveis e , sobretudo, uma nova visão da teoria da administrção baseada no comportamento humano nas organizações. 1. Teoria Comportamental Teoria Comportamental ( ou Teoria Behaviorista) da Administração, trouxe uma...

    2475  Palavras | 10  Páginas

  • As escolas do pensamento comunicacional na obra historia das teorias da comunicação

    As Escolas do Pensamento Comunicacional na obra Historia das Teorias da Comunicação O presente trabalho consiste em um levantamento de quais Escolas do Pensamento Comunicacional são citadas na obra História das teorias da comunicação, de Armand Mattelart e Michele Mattelart. Sabe-se que já na Grécia antiga os filósofos sofistas utilizavam-se da comunicação para manipular o conhecimento, ou seja, recorriam à informação para convencimento dos ouvintes. Mais tarde, os enciclopedistas aprofundaram...

    6000  Palavras | 24  Páginas

  • Teoria dos dois fatores tga ii

    Teoria dos Dois Fatores Fatores Higiênicos: Ou fatores extrínsecos, pois se localizam no ambiente que rodeia as pessoas e abrange  as condições dentro das quais elas desepenham seu trabalho. Como essas condições são administradas e decididas pela empresa, os fatores higiênicos são: o salário, os benefícios sociais, o tipo de chefia ou supervisão que as pessoas recebem de seus superiores, as condições físicas e ambientais de trabalho, as políticas e diretrizes da empresa, o clima de relações entre...

    2587  Palavras | 11  Páginas

  • Teoria comportamental

    A Teoria Comportamental (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova direção e um enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento (behavioral sciences approach), o abandono das posições normativas e prescritas das teorias anteriores (Teoria Clássica, Teoria das Relações Humanas e Teoria Burocrática) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece nas pessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo. A Teoria Behaviorista...

    2357  Palavras | 10  Páginas

  • Teoria comportamental

    A Teoria Comportamental (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova direção e um enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento (behavioral sciences approach), o abandono das posições normativas e prescritas das teorias anteriores (Teoria Clássica, Teoria das Relações Humanas e Teoria Burocrática) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece nas pessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo. A Teoria Behaviorista...

    1590  Palavras | 7  Páginas

  • Teoria da comunicação

    realização das provas, você recebeu este Caderno de Questões, uma Folha de Respostas para as Provas I e II e uma Folha de Resposta destinada à Redação. 1. Caderno de Questões • Verifique se este Caderno de Questões contém as seguintes provas: Prova I: TEORIAS DA COMUNICAÇÃO — Questões de 01 a 35 Prova II: MARKETING CULTURAL — Questões de 36 a 70 Prova de REDAÇÃO • Qualquer irregularidade constatada neste Caderno de Questões deve ser imediatamente comunicada ao fiscal de sala. • Nas Provas I e II, você...

    4917  Palavras | 20  Páginas

  • Teoria sistemica

    11 TEORIA COMPORTAMENTAL EM ADMINISTRAÇÃO 11.1OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar o estudo deste capítulo, você deverá estar preparado para: • Conhecer as origens da Teoria Comportamental. • Definir as características e fundamentos da Teoria Comportamental. • Identificar as organizações como sistemas sociais. • Explicar o comportamento organizacional e suas interações. 11.2ORIGENS DA TEORIA COMPORTAMENTAL EM ADMINISTRAÇÃO A Teoria Comportamental é um desdobramento da Teoria das Relações ...

    730  Palavras | 3  Páginas

  • Teorias da Administração

    comprometimento de ambos, tendo o poder de criar valores e assim, impulsionando-a para o futuro. 2 DESENVOLVIMENTO 2.1 RESPOSTA DA QUESTÃO DE NUMERO 1. Na Teoria Clássica de Fayol e seus seguidores a ênfase é posta na estrutura da organização. O objetivo é buscar a maior produtividade do trabalho, maior eficiência do trabalhador e da empresa. A Teoria Clássica da Administração partiu de uma abordagem sintética, global e universal da empresa, com uma visão anatômica e estrutural, enquanto na Administração...

    5520  Palavras | 23  Páginas

  • teoria behaviorista

    CEEP Isaias Alves Docente: Rose Mary Discente: Katia Mattos Curso: Técnico de secretaria escolar Módulo III Noturno Disciplina: Gestão Escolar Teoria Behaviorista O Behaviorismo  deriva do termo inglês behaviour ou do americano behavior, significa conduta, comportamento – é um conceito generalizado que engloba as mais paradoxais teorias sobre o comportamento, dentro da Psicologia. Estas linhas de pensamento só têm em comum o interesse por este tema e a certeza de que é possível criar uma...

    652  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria comportamental

    SUMÁRIO INTRODUÇÃO.....................................................................................................3 ORIGEM DA TEORIA COMPORTAMENTAL......................................................4 A ADMINISTRAÇÃO COMPORTAMENTALISTA DE SIMON............................4 NOVAS PREPOSIÇÕES SOBRE A MOTIVAÇÃO HUMAN..............................4 A MOTIVAÇÃO HUMANA...................................................................................4 NECESSIDADES E EXPECTATIVAS DO TRABALHO...

    7035  Palavras | 29  Páginas

  • Teoria comportamental a teoria comportamental ou escola do comportamento organizacional surgiu com o livro de herbert a. simon publicado em 1947 (o comportamento administrativo), no qual o autor desenvolve uma teoria

    Teoria Comportamental A Teoria Comportamental ou Escola do Comportamento Organizacional surgiu com o livro de Herbert A. Simon publicado em 1947 (O comportamento administrativo), no qual o autor desenvolve uma teoria das decisões. Para ele, a decisão é muito mais importante do que a ação subseqüente. A partir daí, as empresas são visualizadas como sistemas de decisões, nos quais as pessoas percebem, sentem, decidem e agem, definindo seus comportamentos diante de situações com que se deparam. Mais...

    514  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria comportamental da ADM

    Teoria Comportamental da Administração A Teoria Comportamental é um desdobramento da Teoria das Relações Humanas, da qual mesmo fazendo críticas, apropriou-se de seus conceitos, utilizando-os como base para se fundamentar. O livro “O comportamento Administrativo”, de Hebert A. Simon, de 1947, marca o início e as origens da Teoria Comportamental, fazendo reservas críticas à Teoria Clássica e a algumas das idéias da Teoria das Relações Humanas, que posteriormente...

    742  Palavras | 3  Páginas

  • Teorias TGA

    Douglas McGregor com a Teoria Y: As pessoas não são por natureza passivas ou resistentes às necessidades da organização. Tornaram-se assim como resultado da experiência na organização;A motivação, o potencial para o desenvolvimento, a capacidade de assumir responsabilidade, a prontidão para dirigir o comportamento para os objetivos da organização estão presentes nas pessoas; e A tarefa essencial da administração é harmonizar condições de maneira que as pessoas possam melhor alcançar seus próprios...

    3488  Palavras | 14  Páginas

  • Rela Es Internacionais Unidades I E I Hellip

    Resenha do livro Relações Internacionais, unidades I e II – Thiago Rodrigues Unidade I: A Emergência das Relações Internacionais Oposição entre mapas: um primeiro feito por monges na Idade Média e que não buscava a localização exata dos locais, havia a Terra Santa em seu centro, na Ásia se encontra Adão e Eva, etc. o segundo se data alguns séculos mais tarde, feito por Mercator, pai da cartografia moderna, é um mapa muito mais detalhado, que se compara com os mapas atuais, mostrando as fronteiras...

    6871  Palavras | 28  Páginas

  • ADM - Teorias da Administração

    Teoria Clássica da Administração A Teoria Clássica da Administração (ou Fayolismo) é uma escola de pensamento administrativo idealizada pelo engenheiro francês Henri Fayol, a partir da década de 1910. Caracteriza-se pela ênfase na estrutura organizacional, pela visão do homem econômico e pela busca da máxima eficiência. Também é caracterizada pelo olhar sobre todas as esferas da organização (operacionais e gerenciais), bem como na direção de aplicação do topo para baixo (da gerência para a produção)...

    1428  Palavras | 6  Páginas

  • Teoria comportamental

    Teoria Comportamental Introdução A partir dos trabalhos de dinâmica de grupo desenvolvidos por Kurt Lewin, ainda na sua fase de impulsionador da Teoria das Relações Humanas, com a divulgação do livro de Chester Barnard (The Functions of the Executive) e, posteriormente, dos estudos de George Homans sobre sociologia funcional de grupo (The Human Group), culminado com a publicação do livro de Herbert Simon (Administrative Behavior), sobre o comportamento administrativo, uma nova configuração passa...

    4671  Palavras | 19  Páginas

  • teoria comportamentalista

    desenvolvidos por Kurt Lewin, ainda na sua fase de impulsionador da Teoria das Relações Humanas, com a divulgação do livro de Chester Barnard (The Functions of the Executive) e, posteriormente, dos estudos de George Homans sobre sociologia funcional de grupo (The Human Group), culminado com a publicação do livro de Herbert Simon (Administrative Behavior), sobre o comportamento administrativo, uma nova configuração passa a dominar a teoria administrativa. As raízes profundas dessa nova abordagem podem...

    3108  Palavras | 13  Páginas

  • Teoria Comportamental

    Teoria comportamental da administração Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Ir para: navegação, pesquisa Este artigo precisa ser wikificado. Por favor formate este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo. Remova este aviso somente depois de todo o texto estar wikificado. Teoria comportamental da administração (Simon, 1947) é uma teoria aplicada à administração de empresas. A teoria comportamental (ou teoria behaviorista) da administração trouxe uma nova...

    4337  Palavras | 18  Páginas

  • TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO

     TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO Patrícia Goldmeier Teutônia, Abril de 2013 ORIGEM A Teoria Comportamental, também pode ser chamada de Teoria Behaviorista, surge no final da década de 1940 com um novo conceito administrativo: ao criticar as teorias anteriores, ela não somente relaciona o conteúdo, mas o amplia e diversifica a sua natureza. As origens da Teoria Comportamental da Administração são as seguintes: 1. A Teoria Comportamental surgiu para complementar...

    860  Palavras | 4  Páginas

  • teoria comportamental da administração

     ABORDAGEM COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO “TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO E TEORIA DO DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL” fOLHA DE AVALIAÇÃo A banca examinadora resolve atribuir o conceito: _________ no trabalho, pela apresentação do trabalho. MEMBROS DA BANCA ASSINATURA ______________________ AVALIAÇÃO ___/___/___. , SETEMBRO DE 2013. Introdução ...

    5958  Palavras | 24  Páginas

  • VIGOTSKI, A TEORIA DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS E A ESCUTA DE CRIANÇAS EM PESQUISAS

    VIGOTSKI, A TEORIA DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS E A ESCUTA DE CRIANÇAS EM PESQUISA José Edilmar de Sousa Resumo Este trabalho resulta das atividades realizadas no âmbito da disciplina Teorias da Educação ligada ao Programa de pós-graduação em Educação brasileira da Universidade Federal do Ceará e teve como objetivo subsidiar a fundamentação teórica de um projeto de dissertação em andamento sobre a presença de docentes do gênero masculino na Educação Infantil. A metodologia consiste pesquisa bibliográfica...

    3569  Palavras | 15  Páginas

  • Teoria Behaviorista (ambientalista ou comportamentalista)

    Teoria Behaviorista (ambientalista ou comportamentalista) O behaviorismo não é a ciência do comportamento humano, e sim a filosofia dessa ciência. Algumas das questões que ele propõe são: É possível tal ciência? Pode ela explicar cada aspecto do comportamento humano? Que método pode empregar? São suas leis tão válidas quanto às da física e da biologia? Proporcionará ela uma tecnologia e, em caso positivo, que papel desempenhara nos assuntos humanos? São particularmente importantes suas relações...

    1331  Palavras | 6  Páginas

  • Quadro Resumo Teorias

    Quadro Resumo das Teorias Teorias Principais Representantes (1) Data (2) Ênfase (3) Principais ideias (4) Pontos positivos (5) Críticas (6) Reflexão: (7) Vídeo: (8) Fonte Pesquisada (9) Científica Wilson Taylor 1903 Tarefas Alta Produtividade e Melhores Salários Especialização do Trabalhador Fragmentação das Tarefas Menor tempo e Movimentos Pouca atenção ao elemento humano não considerando seu lado social equiparando-os às máquinas A especialização dos trabalhadores...

    1993  Palavras | 8  Páginas

  • Teoria Comportamental

    TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO ou BEHAVIORISMO A Teoria Comportamental da Administração (ou Behaviorista) enfatiza as pessoas e seus comportamentos, dentro de uma visão organizacional, abandonando posições normativas e prescritivas. Seu surgimento ocorreu devido aos seguintes fatores: a oposição à Teoria das Relações Humanas (onde enfatiza as pessoas) em relação à Teoria Clássica (onde o foco se concentra nas tarefas e estruturas organizacionais); seu desdobramento, a partir da Teoria...

    820  Palavras | 4  Páginas

  • Teoria comportamental da administração

    Origens da Teoria Comportamental A oposição ferrenha e definitiva da teoria das relações Humanas (com sua profunda ênfase nas pessoas) relação à Teoria Clássica (com sua profunda ênfase nas tarefas e na estrutura organizacional). A Teoria Comportamental representa um desdobramento da Teoria das Relações Humanas, com a qual se mostra eminentemente crítica e severa, a Teoria Comportamental critica a Teoria Clássica, havendo autores que veem no behaviorismo uma verdadeira antítese à teoria...

    2148  Palavras | 9  Páginas

  • Teoria da relações humanisticas

    TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS * FUNDAMENTOS A teoria das Relações Humanas caracterizou-se pela ênfase nas pessoas. A teoria das Relações Humanas surge nos EUA como conseqüência das conclusões obtidas, através da experiência de Hawthorne, desenvolvida por Elton Mayo e seus colaboradores. Basicamente foi um movimento de reação e de oposição a Teoria Clássica da Administração. * ELTON GEORGE MAYO (1880-1949) Sociólogo australiano, nascido em 1880 e falecido em 1949, formou-se em Medicina...

    3831  Palavras | 16  Páginas

  • Teoria comportamental administrativa: instrumento de motivação pessoal e crescimento das organizações

    Teoria comportamental administrativa: instrumento de motivação pessoal e crescimento das organizações Victor André Oliveira Malta Resumo O presente estudo apresenta a teoria comportamental da administração partindo dos principais conceitos que determinam os estudos comportamentais dentro das organizações, com o propósito de problematizar em que medida o modo pelo qual as necessidades das pessoas são tratadas influencia diretamente na motivação pessoal e consequentemente numa melhor qualidade...

    2932  Palavras | 12  Páginas

  • Teoria Comportamental da Administração

    Teoria Comportamental da Administração A Escola Comportamentalista surgiu no final da década de 1940, com uma redefinição geral de conceitos administrativos. A Teoria Comportamental (ou teoria behavorista), teve início com Hebert Alexander Simon, em 1947 com o livro O Comportamento Administrativo, onde apresentou-se novas colocações e trazendo novos conceitos ao tratamento do processo de tomada de decisões e aos limites da racionalidade. Os grandes expoentes da Escola Comportamentalista Abraham...

    2494  Palavras | 10  Páginas

  • Teorias da Aprendizagem

    Politécnico de Viseu, Escola Superior de Educação de Viseu TEORIAS DA APRENDIZAGEM Viseu, 2011/2012 Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Educação de Viseu Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Educação de Viseu ÍNDICE Introdução………………………………………………………………………………4 Aprendizagem e as suas teorias; Behaviorismo…………………………………………5 -Teoria Behaviorista tal como Watson a vê……………………………………..6 -Experiência de Watson………………………………………………………...

    4510  Palavras | 19  Páginas

  • Teoria neoclássica e comportamental

    Teoria Neoclássica Características da Teoria Neoclássica As principais características da Teoria Neoclássica são as seguintes: 1. Ênfase na prática da administração. 2. Reafirmação dos postulados clássicos. 3. Ênfase nos princípios gerais de administração. 4. Ênfase nos objetivos e nos resultados. 5. Ecletismo. 1. Ênfase na Prática da Administração A Teoria Neoclássica caracteriza-se por uma forte ênfase nos aspectos práticos da Administração...

    3639  Palavras | 15  Páginas

  • Principais teorias comportamental

    trabalho propõe-se a discutir o papel da motivação diante de um novo contexto que envolve as relações humanas no estudo da Administração. Dentre outros, podese destacar o objetivo de delinear a influência da motivação humana dentro da Administração, bem como a complexidade de seu estudo, sua repercussão sobre as atitudes das pessoas e sobre os resultados para a empresa. São apresentados conceitos, discutidas relações existentes entre motivação e comportamento/desempenho das pessoas, quais motivos e/ou necessidades...

    3831  Palavras | 16  Páginas

  • Teoria comportamental da administração

    Sumário Teoria Comportamental introdução 1 Origens da Teoria Comportamental 1 Novas Proposições Sobre a Motivação Humana 2 Hierarquia das Necessidades de Maslow 2 Teoria dos Dois Fatores de Herzberg 3 Estilos de Administração 5 Teoria X 5 Teoria Y 6 Sistemas de Administração 7 Organização como Um Sistema Social Cooperativo 7 Teoria das Decisões 8 A Organização como um Sistema de Decisões 8 Etapas do Processo Decisório 8 Decorrências da Teoria das Decisões 9 Comportamento...

    6693  Palavras | 27  Páginas

  • Relações interpessoais teoria da administração tecnologia e desenvolvimento humano, análise econômica social.

    RELAÇÕES INTERPESSOAIS TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO HUMANO, ANÁLISE ECONÔMICA SOCIAL. Goiânia 2012 CRISTIANE BATISTA DE MELO BORGES Trabaho apresentado à UNOPAR, no curso de Gestão de RH , para as disciplinas: Relações Interpessoais, Tecnologia e Desenvolvimento Humano, Teoria da Administração...

    9346  Palavras | 38  Páginas

  • Teorias do desenvolvimento infantil

    |IDENTIFICAÇÃO | | |Curso: Pedagogia |Série: 2ª |Disciplina: |Teorias da Aprendizagem | | |Nomes dos alunos |RA |Nomes dos alunos |RA | | |Helena Carolina Junjs |2306315015 | ...

    2228  Palavras | 9  Páginas

  • Psicologia psicanalista e behaviorista

    Teoria Psicanalista 1. A Origem da Psicanálise No ano de 1995, a Psicanálise completou um século como a ciência do Inconsciente. Apesar de não ser uma ciência no sentido cartesiano, trata-se de um método de pesquisa e de tratamento dos transtornos psíquicos. A psicanalise inicia o seu curso, fundamentada na Neuropatologia e gradativamente aprimora os seus conhecimentos com a participação dos psicanalistas. Inicialmente, nas suas pesquisas, Freud (1895) percebeu que a maioria dos pacientes...

    4191  Palavras | 17  Páginas

tracking img