• Política
    nossa Literatura Brasileira, desde o início da escravidão até as primeiras décadas do século passado. Tais preconceitos evidenciam que na Literatura, os negros eram considerados e tratados como pertencentes a uma etnia inferior, o que justificaria a escravidão. Até mesmo os escritores cujo discurso era a...
    1084 Palavras 5 Páginas
  • a guerra
    eram a principal fonte de renda destes estados. A agropecuária do sul, por sua vez, dependia muito do uso do trabalho escravo. Ao longo das primeiras décadas do século XIX, a imigração em massa e intensa industrialização fizeram com que o poderio do Norte crescesse economicamente e politicamente no...
    2681 Palavras 11 Páginas
  • A Questão no trabalho no brasil
    pelo desenvolvimento mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados à vinda dos europeus. No final do século XIX, com a abolição da escravidão, encerrou-se um período de mais de 350 anos de predomínio do trabalho escravo. Só convivemos...
    1635 Palavras 7 Páginas
  • primeiras décadas depois da escravidão
    Capítulo VII O FIM DA ESCRAVIDÃO E O PÓS-ABOLIÇÃO historia.pmd 171 11/5/2006, 10:09 172 Uma história do negro no Brasil historia.pmd 172 11/5/2006, 10:09 Podemos dizer que, para a maior parte do mundo ocidental, o século XIX representou a “era das emancipações”. Naquele século...
    9116 Palavras 37 Páginas
  • resumo o abolicionismo: proposta de supressão imediata da desigualdade escrava
    asseguradas aos libertos a possibilidade de realizar sua cidadania plena em um mundo que os receberia em desigualdade de condições? A Abolição da Escravidão deveria vir acompanhada de uma correspondente Reforma Agrária e outras medidas – como uma reforma educacional – de modo a oferecer efetivamente aos...
    16955 Palavras 68 Páginas
  • A questão do trabalho no Brasil
    mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados à vinda dos europeus. As primeiras décadas depois da escravidão No final do século XIX, com a abolição da escravidão, encerrou-se um período de mais de 350 anos de predomínio do trabalho...
    1162 Palavras 5 Páginas
  • Cultura Africana e Afro-brasileira
     Cultura Africana e Afro-Brasileira / Escravidão e movimento abolicionista. Ciências Politicas. Cultura Africana A África é um continente de grande diversidade cultural que se vê fortemente ligada à cultura brasileira. Os africanos prezam muito a moral...
    4543 Palavras 19 Páginas
  • A QUESTÃO DO TRABALHO NO BRASIL
    pelo desenvolvimento mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados àvinda dos europeus. No final do século XIX, com a abolição da escravidão, encerrou-se um período de mais de 350 anos de predomínio do trabalho escravo. Só convivemos...
    336 Palavras 2 Páginas
  • Colonização, miscigenação e questão racial: notas sobre equívocos e tabus da historiografia brasileira resenha critica
    em nossos horizontes de investigação desde os começos da historiografia nacional. Apareceu pela primeira vez, sob o rótulo da “miscigenação racial”, como proposta vencedora do concurso promovido na década de 1840 pelo recém-fundado Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Formulou-a o alemão Karl...
    6471 Palavras 26 Páginas
  • Guerra de Secessão
    Guerra de Secessão consistiu na luta entre 11 Estados Confederados do Sul latifundiário, aristocrata e defensor da escravidão, contra os Estados do Norte industrializado, onde a escravidão tinha um peso econômico bem menor do que no Sul. Estas diferenças estão entre as principais causas da guerra e têm...
    1167 Palavras 5 Páginas
  • Escravidão
    de escravos, originários especialmente da África, até o século XIX. A partir de 1432 quando o navegador português Gil Eanes levou para Portugal a primeira carga de escravos negros vindos da África que os portugueses começaram a traficar os escravos com as Ilhas das Madeiras e em Porto-Santo. Mais adiante...
    2164 Palavras 9 Páginas
  • Abolição da escravatura e a queda da monarquia
    responsável pela lavoura, tornou-se defensora do fim da escravidão. Esta classe social tomou consciência de que o trabalho escravo era inoperante; portanto deveria ser substituído pelo trabalho livre. As pressões contra a escravidão eram defendidas por várias instituições antiescravistas...
    2318 Palavras 10 Páginas
  • Expansão cafeeira
    para que fins destinavam no Brasil na segunda metade do século XIX? 2) Como se configuravam os investimentos da Inglaterra no Brasil até as primeiras décadas do século XX? 3) Explique os elementos que contribuíram para a independência do Brasil e a ascensão do capital comercial 4) Quais eram...
    2159 Palavras 9 Páginas
  • Modo de vida dos escravos urbanos
    MODO DE VIDA DOS ESCRAVOS URBANOS: A escravidão urbana na cidade do Rio de Janeiro na primeira metade do século XIX foi diferente da realidade vivida por grande parte dos escravos da zona rural. Os cativos urbanos moravam nas casas dos senhores, dormiam no chão, sótãos...
    1063 Palavras 5 Páginas
  • Plano de estudo
    conhecimento. O homem faz a sociedade ou a sociedade faz o homem ? 5. O trabalho nas diferentes sociedades - A produção nas sociedades tribais- Escravidão e servidão- Labor , poiesis e práxis- As bases do trabalho na sociedade moderna- A santa segunda-feira- Cenários do mundo do trabalho:. Trabalho...
    644 Palavras 3 Páginas
  • A questão do trabalho no brasil
    pelo desenvolvimento mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados à vinda dos europeus. No final do século XIX, com a abolição da escravidão, encerrou-se um período de mais de 350 anos de predomínio do trabalho escravo. Só convivemos...
    1173 Palavras 5 Páginas
  • 4233333333224
    As primeiras décadas depois da escravidão Nas primeiras décadas após a escravidão, os proprietários de terras procuraram trazer imigrantes para trabalhar em suas terras. Essa importação de colonos era feita com a ajuda do governo das províncias, que arcava com os custos da importação e ainda subvencionava...
    856 Palavras 4 Páginas
  • A análise marxista sobre a escravidão negra no Brasil Colonial
    A análise marxista sobre a escravidão negra no Brasil Colonial A importância estrutural do trabalho escravo negro na formação do Brasil é amplamente reconhecida pela historiografia tradicional , sendo concebido como um sistema. Entretanto, as linhas interpretativas sobre o caráter do sistema escravista...
    1338 Palavras 6 Páginas
  • pUNOCU
    pelo desenvolvimento mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados à vinda dos europeus. No final do século XIX, com a abolição da escravidão, encerrou-se um período de mais de 350 anos de predomínio do trabalho escravo. Só convivemos...
    1117 Palavras 5 Páginas
  • conhecimentos do brasil
    a sociedade brasileira teve uma grande evolução na área da economia apesar das crises na velha republica brasileira um fator muito importante e a escravidão de crianças de adultos que ocorreu no Brasil. Indicadores demograficos e Socioêconomicos: O Brasil possui extensão territorial de aproximadamente...
    3149 Palavras 13 Páginas