As Organizações Que Aprendem Segundo Peter Senge artigos e trabalhos de pesquisa

  • Organizações que aprendem

    Conceito de Organizações de Aprendizagem A expressão “Organizações em Aprendizagem” é um conceito baseado nas idéias de Chris Argyris e que designa “Learning Organization”(organização em constante aprendizagem).É definida por Argyris a aprendizagem organizacional como um processo onde membros das empresas aprendem à identificar erros a medida que os seus colaboradores vão ganhando novos conhecimentos . Em 1990, Peter Senge professor do MIT, popularizou o conceito...

    742  Palavras | 3  Páginas

  • Organizações que aprendem - quinta disciplina.

    1 FACULDADE CENECISTA DE JOINVILLE – FCJ Organizações que Aprendem Eduardo Luis Voltolini Tafner Fernanda Carolina Gomes Jessica Stresser Paola Carla Heinz Vanessa Cristina Rech Renan Gomes Souza Renato Uecker Willian Laffin Joinville/SC 2013 2 Eduardo Luis Voltolini Tafner Fernanda Carolina Gomes Jessica Stresser Paola Carla Heinz Vanessa Cristina Rech Renan Gomes Souza Renato Uecker Willian Laffin Organizações que Aprendem Trabalho apresentado a Disciplina de: Teoria Organizacional...

    2591  Palavras | 11  Páginas

  • As cinco disciplinas de Peter Senge

    Aprendendo as Cinco Disciplinas de Peter Senge O objetivo da pesquisa em questão, é aprofundar os conhecimentos sobre as Cinco Disciplinas do Autor: Peter Senge. São elas: Pensamento Sistêmico, Domínio Pessoal, Modelos Mentais, Visão Compartilhada e Aprendizagem em Equipe. Esperamos poder contribuir de forma positiva e compartilhar conhecimentos que estejam relacionados ao Tema: Aprendizagem Por Yan Ribeiro Eleotério (se achar util, me agradeça por email yan.ribeiro1337@hotmail.com) Prezados...

    5932  Palavras | 24  Páginas

  • INTRODU O peter

    trabalho tem por objetivo mencionar a trajetória da vida de Peter M. Senge, que atualmente é um dos reconhecidos autores best-sellers do ramo da gestão de organizações; uma de suas principais obras é “A Quinta Disciplina”, que enfatiza o conceito de que se deve aprender a separar e dividir os problemas para facilitar a execução das tarefas e o tratamento de assuntos complexos, desta maneira, o gestor estará em condições de formar as organizações de aprendizagem. À vista disso, as cinco disciplinas concede...

    1871  Palavras | 8  Páginas

  • Organizações que aprendem desenvolvem pessoas continuamente

    ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM DESENVOLVEM PESSOAS CONTINUAMENTE Aline Alves Teixeira Graduanda em Administração As organizaçõesaprendem através de indivíduos que aprendem. São eles que aprendem individualmente, o que por si só não garante o aprendizado da organização. Mas são os indivíduos que conscientes de que o conhecimento organizacional é maior do que a soma dos conhecimentos de cada indivíduo e devidamente motivados e conscientes da estratégia da organização transporão a distância...

    1742  Palavras | 7  Páginas

  • A quinta disciplina Parte IV - Peter Senge

    verse dentro dele, agregando, contribuindo. PENSAMENTO SISTEMICO ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM Parada geral em fábricas de celulose 1 05/09/2014 FUNDAÇÕES “Mas, com o passar dos anos, percebi que o modelo comum das mudanças era estipular as metas de cima para baixo e que existem poucas pessoas nas principais posições de liderança interessadas em desenvolver pessoas ou organizações” Viviene Cox, Diretora da Britsh Petroleum CRIANDO UMA CULTURA DE...

    1069  Palavras | 5  Páginas

  • 4 LIDERANÇA TRANSFORMACIONAL, MODELO PARA ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS QUE APRENDEM

    as empresas possam sobreviver precisam encontrar seu diferencial e buscar vantagens competitivas que encaminhe sua eficiência. Para isso, as organizações precisam buscar a aprendizagem organizacional, que ocorre primeiramente através da aprendizagem do indivíduo. A aprendizagem organizacional tem sido uma fonte de vantagem competitiva para as organizações, porém, para que tal fato ocorra, exige-se constante aperfeiçoamento das pessoas. Em outras palavras, significa que “aprendizagem é a base para...

    3162  Palavras | 13  Páginas

  • Administração - modelo de organizações

    Sumário 4. Introdução 5. As organizações segundo Mintzberg 5. Organização Empresarial 5. Organização Máquina 6. Organização Profissional 6. Organização Diversificada 7. Divisões de Marketing, Compras, Produção e Finanças. 7. Organização Inovadora 8. Organização Missionária 8. Organização Política 8. As Organizações Segundo Handy 8. Zeus 9. Apolo 9. Athena 9. Dioniso 10. As Organizações Segundo Morgan 10. Máquina 10. Organismo Vivo 10. Cérebro 11. Cultura 11. Sistema Político ...

    5444  Palavras | 22  Páginas

  • 1 A Gestao Da Aprendizagem Nas Organizacoes

    Aprendizagem nas Organizações Ailton Bispo dos Santos Junior 1 Fabiana Carvalho da Silva Bispo 2 Leandro Souza Moura 2 ailton.bispo@seplag.df.gov.br fabiana_fgv@yahoo.com.br lmoura@fgvmail.br 1. Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Distrito Federal 2. Fundação Getúlio Vargas , Escola Brasileira de Administração Pública e Empresas (Ebape) – Rio de Janeiro, RJ, Brasil. RESUMO Na tentativa de atender aos novos desafios impostos pela alta competitividade global, as organizações vêm enfrentando...

    5953  Palavras | 24  Páginas

  • Novos modelos das organizações

    pessoas e suas emoções em segundo plano. Segundo LORENZO, “... os novos modelos que surgiram, retratam organizações cujo funcionamento depende mais das pessoas do que das regras impessoais do tipo ideal de Weber.” Existem vários modelos e teorias da Administração que deixam livres os administradores para escolher o modelo de gestão apropriado a cada situação. Neste texto vamos estudar os principais enfoques e autores dos novos modelos de organização. Imagens das organizações ( MINTZBERG,HANDY,MORGAM)...

    2640  Palavras | 11  Páginas

  • Organizações que aprendem

    Organizações que Aprendem Todo aprendizado requer dedicação, atenção e companheirismo, pois o processo de aprendizado dificulta o entendimento se não houver grupos integrados. Dessa forma, o aprendizado organizacional se dá primeiramente pelo indivíduo, pela sua busca incessante ao conhecimento e disposição de obter e compartilhar, tendo uma visão de equipe e prezando pelo bom relacionamento, e assim, conseqüentemente teremos uma ótima equipe, com bons subsídios visando gerar uma organização que...

    945  Palavras | 4  Páginas

  • A NOVA LÓGICA DAS ORGANIZAÇÕES

    LÓGICA DAS ORGANIZAÇÕES CURITIBA/PR 2014 A NOVA LÓGICA DAS ORGANIZAÇÕES Trabalho apresentado ao curso de Administração da Faculdade OPET como requisito parcial à conclusão da disciplina Teoria da Administração. CURITIBA/PR 2014 A NOVA LÓGICA DAS ORGANIZAÇÕES Com o mundo globalizado e moderno, as organizações precisam achar um modo de permanecer no mercado. É preciso que haja uma nova visão no futuro dessas organizações. Essas são...

    1324  Palavras | 6  Páginas

  • Utilização das cinco disciplinas de peter senge durante o processo de ensino

    UTILIZAÇÃO DAS CINCO DISCIPLINAS DE PETER SENGE DURANTE O PROCESSO DE ENSINO Francimário Venâncio de Oliveira Departamento de Ciências Administrativas – UFRN Kallyane Pequeno de Araújo Departamento de Ciências Administrativas – UFRN RESUMO A pesquisa promove uma abordagem da utilização das cinco disciplinas de Peter Senge durante o processo de ensino. Durante a realização do trabalho procurouse analisar a utilização o conceito das cinco disciplinas para melhorar o processo educacional....

    1925  Palavras | 8  Páginas

  • Organizações que aprendem

    muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações como essas, mas quase ninguém viu uma ou sabe exatamente como funciona. Como podemos então definir que organização é essa? Tenho trabalhado para desenvolver líderes de alta performance nos últimos oito anos da minha vida e, cheguei a uma conclusão desafiadora: as organizações que terão sucesso no futuro serão aquelas que descobrirem como cultivar nas pessoas...

    2044  Palavras | 9  Páginas

  • Inovação para as organizações

    para responder Pessoas se agrupam para formar organizações, no sentido de alcançar objetivos comuns. A interação entre pessoas e organizações é complexa e dinâmica. O que estudamos em Comportamento Organizacional? Qual a importância de realizarmos esse estudo? 4 Uma visão geral do caminho • Os seis autores de referência – Contribuição das idéias de: • Alfred North Whitehead • Sócrates • Daniel Goleman • Howard Gardner • Paulo Freire • Peter Senge 5 A Educação e a Utilização do Conhecimento...

    1231  Palavras | 5  Páginas

  • Comportamente das organizações militares no brasil

    Ambiente de aprendizagem e cultura em organizações: estudo de caso em organização militar RESUMO Tomás de Aquino Guimarães Neste artigo, apresentam-se os principais resultados de uma pesquisa que teve como objetivo identificar a natureza do ambiente de aprendizagem organizacional existente em um órgão do Exército Brasileiro. No marco conceitual exploram-se os construtos aprendizagem e cultura em organizações e tem-se como pressuposto que existe uma relação de interdependência entre...

    9649  Palavras | 39  Páginas

  • Organizações que aprendem

    ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM As organizações que aprendem são formadas por pessoas que expandem, continuamente a sua capacidade de criar os resultados que desejam. Quando entendermos que o mundo não é feito de forças separadas, a aspiração coletiva ganha liberdade, e as pessoas exercitam-se, continuamente, em aprender juntas. As reuniões serão periódicas e centradas num desafio de programação. Apesar do desafio, não existe competição e o objetivo não é terminar o problema, é dar continuidade ao...

    1053  Palavras | 5  Páginas

  • Os cincos disciplinas segundo peter senge

    Os cincos disciplinas segundo Peter Senge APRENDIZADO EM EQUIPE: É A CAPACIDADE DOS INDIVÍDUOS DEIXAREM DE LADO SUAS IDÉIAS PRECONCEBIDAS E BUSCAR PENSAR CONJUNTAMENTE, VISANDO, COM ISTO, ALCANÇAR OS RESULTADOS QUE JULGAM DESEJÁVEIS. UMA ORGANIZAÇÃO DE APRENDIZAGEM ENFATIZA A SOLUÇÃO COLETIVA DE PROBLEMAS. A PRÁTICA DA APRENDIZAGEM EM EQUIPE ENVOLVE A PRÁTICA DO DIÁLOGO, A SER EXERCITADO EM SESSÕES ESPECÍFICAS, E A CRIAÇÃO DE LABORATÓRIOS DE APRENDIZAGEM. VISÃO COMPARTILHADA:...

    1090  Palavras | 5  Páginas

  • Peter sengue

    DISCIPLINA Peter Senge INTRODUÇÃO Desde cedo aprendemos a separar e dividir os problemas para facilitar a execução de tarefas e o tratamento de assuntos complexos. Com isso, freqüentemente deixamos de ver as conseqüências dos nossos atos e perdemos, também, o sentido de conexão com o todo maior. Precisamos resgatar a nossa capacidade de ver o mundo como um sistema de forças entrelaçadas e relacionadas entre si. Ao fazermos isso estaremos em condições de formar as organizações de aprendizagem...

    5956  Palavras | 24  Páginas

  • Princípios da andragogia como ferramenta para a criação de um ambiente transformador nas organizações

    TRANSFORMADOR NAS ORGANIZAÇÕES Maria José Coelho RESUMO Este artigo tem como objetivo evidenciar nos modos de conversão de gestão do conhecimento – SECI (socialização, externalização, combinação e internalização) e os princípios andragógicos - aspectos que contribuem com a aprendizagem de adultos ao criar um ambiente favorável propício à troca e compartilhamento de conhecimento entre os indivíduos, facilitados por seus gestores e profissionais do conhecimento dentro das organizações. Foi realizado...

    6239  Palavras | 25  Páginas

  • A Quinta Disciplina - Peter M. Senge

    A QUINTA DISCIPLINA PETER M. SENGE Como nossas ações criam nossa realidade... e como podemos modifica-la INTRODUÇÃO  Des de cedo, aprendemos a desmembrar os problemas, para melhor compreende-los e resolve-los, assim como outros assuntos complexos, em troca, pagamos um preço alto, perdemos com isso a visão de um todo.  O livro a quinta disciplina tem como objetivo acabar com essa visão de um mundo feito por forças separadas. ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM  Empresas que cultivam nas pessoas o...

    613  Palavras | 3  Páginas

  • A quinta disciplina Peter M. senge capitulo 1

    A quinta disciplina Peter M. Senge “DÊ-ME UMA ALAVANCA LONGA O BASTANTE...E, COM UMA DAS MÃOS, MOVEREI O MUNDO” Introdução  Desde cedo, aprendemos a desmembrar os problemas, para melhor compreende-los e resolve-los, assim como outros assuntos complexos, em troca, pagamos um preço alto, perdemos com isso a visão de um todo.  O livro A Quinta Disciplina tem como objetivo acabar com essa visão de um mundo feito por forças separadas. Organizações que aprendem  Empresas que cultivam nas pessoas...

    620  Palavras | 3  Páginas

  • As organizações inovativas: como incentivar e transformar cérebros em um diferencial competitivo no mercado

    AS ORGANIZAÇÕES INOVATIVAS: COMO INCENTIVAR E TRANSFORMAR CÉREBROS EM UM DIFERENCIAL COMPETITIVO NO MERCADO I – Introdução Em um cenário de descontinuidade, com um mercado caracterizado pela extrema competição, onde as empresas têm de buscar continuamente uma vantagem competitiva para perpetuarem suas existências, e onde os produtos têm um ciclo de vida cada vez mais curto, as empresas devem estar sempre atentas a novas oportunidades, renovando-se constantemente, por vezes destruindo-se para...

    5067  Palavras | 21  Páginas

  • IMPACTO DA UNIVERSIDADE CORPORATIVA NAS ORGANIZAÇÕES

    CORPORATIVA NAS ORGANIZAÇÕES IMPACT OF CORPORATE UNIVERSITY IN ORGANIZATIONS Mauro M. Laruccia (UBC - Universidade Braz Cubas - mauro_laruccia@hotmail.com) Endereço Eletrônico deste artigo: http://regen.com.br/ojs/index.php/regen/article/view/299 Resumo: Considerando a constante necessidade de inovação, agilidade, flexibilidade, competitividade e diferenciação nos negócios, este estudo tem como objetivo estudar o impacto das universidades corporativas (UC) nas organizações. O tema é enfocado...

    5603  Palavras | 23  Páginas

  • Desenvolvomento Humano nas organizações

    nização Desenvolvimento humano, empregabilidade, competências. Introdução Na Era do Conhecimento o desenvolvimento humano representa vantagem competitiva. O sucesso das organizações depende das mentes que a s compõem. Mentes que se aperfeiçoam, qualificam-se e se desenvolvem continuamente para acompanhar a rapidez das mudanças de mercado e o desenvolvimento tecnológico. Revista Eletrônica Gestão e Negócios – Volume 3 – n º 1 - 2012 2 O recurso humano que na era industrial era considerado...

    1341  Palavras | 6  Páginas

  • liderança a importancia nas organizaçoes

    ................................. 30 RESUMO O artigo trata da definição de liderança e a importância do líder dentro de uma organização. O tema liderança é um dos assuntos mais observados e menos compreendidos no mundo atual. Todas as organizações tem potencial para o crescimento, e os sucessos só dependem de uma liderança eficaz. Só é possível manter os colaboradores engajados numa organização se a liderança entender que seu papel é extrair da equipe o que cada um tem de melhor, ter...

    8246  Palavras | 33  Páginas

  • Organizações que aprendem: as influências das novas têndencias de gestao no brasil

    Organizações que aprendem: a influência das novas tendências de gestão no Brasil. Introdução: Segundo pesquisas feitas com artigo disponibilizado pelo site da uf , tendo como objetivo analisar a importância da filosofia das empresas que aprendem no desenvolvimento dos modelos de gestão. Justificativa e problema: Empresas que se dispõe a aprender novas maneiras de trabalho tem um jeito diferenciado de encarar o mundo e diversas formas de administrá-los. Para manterem sua empregabilidade...

    703  Palavras | 3  Páginas

  • A COMPLEMENTARIDADE DAS TEORIAS CONTINGENCIAL, ECOLOGIA POPULACIONAL E APRENDIZADO: UM FATOR RELEVANTE PARA A SOBREVIVÊNCIA DAS ORGANIZAÇÕES

    A COMPLEMENTARIDADE DAS TEORIAS CONTINGENCIAL, ECOLOGIA POPULACIONAL E APRENDIZADO: UM FATOR RELEVANTE PARA A SOBREVIVÊNCIA DAS ORGANIZAÇÕES Jerliane Cruvinel Menezes1 RESUMO Delinear as contribuições da contingência, ecologia das populações e aprendizado organizacional para melhor sistematização dos conceitos, reflexões e características de cada uma, pode ser um fator relevante para as ciências sociais. Sendo assim, considerando que cada escola de pensamento busca explicar as causas de...

    5539  Palavras | 23  Páginas

  • de acordo com artigo: discutir a diferença entre as duas abordagens e sua importância para as organizações

    Poderíamos inferir que as duas citações: “Aprendizagem Organizacional” e “Organizações que aprendem” se equivalem, ou seja, são sinônimas. Isso num primeiro contato superficial sobre ambas, já que há uma discussão muito intensa a respeito desse tema, que de acordo com Prange (2001), fica difícil até mesmo caracterizarmos cada uma das vertentes acima citadas, pois as duas linhas de pensamento acabam de certa forma cruzando-se em sua parte conceitual. Afinal, quem é que aprende:...

    628  Palavras | 3  Páginas

  • Tipologia das organizações

    Tipologias organizacionais Tipologia das Organizações Os autores Estruturalistas desenvolveram a tipologia de organizações tentando classificá-las de acordo com características distintivas. Tipologia das Organizações  Tipologia de Etzioni  As organizações são unidades sociais com finalidade específica que revêem constante e auto-conscientemente as suas acções reestruturando-as mediante os resultados.  As organizações atribuem recompensas e sanções que garantem a...

    665  Palavras | 3  Páginas

  • Organiza Es Que Aprendem NIVEL ORGANIZACIONAL

    COG132A.QXD 09-01-2008 10:23 Page 169 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO, 2007, VOL. 13, N.º 2, 169-189 Um estudo de caso sobre as organizações que aprendem Mário José Batista Franco Universidade da Beira Interior Tânia Sofia da Costa Ferreira Mestre pela Universidade da Beira Interior Resumo. Perante a actual envolvente, as organizações, para se tornarem competitivas, necessitam de recorrer a procedimentos, técnicas e instrumentos de gestão que assentem num processo de aprendizagem contínua...

    10276  Palavras | 42  Páginas

  • As teorias da administração e a evolução da comunicação e da aprendizagem no contexto histórico das organizações

    As teorias da administração e a evolução da comunicação e da aprendizagem no contexto histórico das organizações Eliane Zanluchi (UNISINOS) elizanluchi@hotmail.com Marcelo Klippel (UNISINOS) marcelo@klippel.com.br André Luiz Koetz (UNISINOS) alkoetz@hotmail.com Daniel Pacheco Lacerda (UNISINOS) DLacerda@helios.unisinos.br Raquel Koste (UNISINOS) raquelk@unisinos.br Resumo Este trabalho tem como principal objetivo revisar e ampliar os estudos teóricos sobre os processos comunicacionais...

    4523  Palavras | 19  Páginas

  • Mudança, Cultura, Ética nas Organizações e gestão positiva

    ÍNDICE Introdução……………………………………………………………………………………..3 Mudança, Cultura, Ética nas Organizações e gestão positiva…………………………………4 1. Cultura organizacional……………………………………………………………………...4 1.1. Conceito……………………………………………………………………..……………4 1.2. Características básicas da Cultura organizacional…………………….………………….5 2. Ética e cultura no estudo do comportamento organizacional……………………………….6 3. Mudança Organizacional………………………………………………….………………...7 3.1. Conceito…………………………………………………………………….…………….7 3.2....

    5771  Palavras | 24  Páginas

  • As cinco disciplinas de Peter Senge

    APRENDENDO AS 5 DISCIPLINAS DE PETER SENGE: 1. Domínio Pessoal 2. Modelos Mentais 3. Visão Compartilhada 4. Aprendizagem em Equipe 5. Pensamento Sistêmico ( Quinta Disciplina ) 1. DOMÍNIO PESSOAL É a capacidade que o indivíduo tem de enxergar a vida sob um ponto de vista criativa e não reativa. O indivíduo dotado de Domínio Pessoal deve saber aliar sua criatividade com capacidade de reconhecer a realidade tal qual ela é, sabendo o ponto de partida antes de traçar aonde se quer chegar. ...

    1292  Palavras | 6  Páginas

  • Trabalho TGA

    PETER SENGE E A QUINTA DISCIPLINA ANA CAROLYNE G. FRANÇA DÉBORA MARIA CHAGAS FERNANDO DAVID HENRY CÂNDIDO HÚDINI RODRIGUES JULIANA DE O. MACIEL Juiz de Fora 2015 TRABALHO DE TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO PETER SENGE E A QUINTA DISCIPLINA Trabalho acadêmico Professora Paula Lopes disciplina Teoria Geral da Curso de Bacharelado Informação. Juiz de Fora 2015 apresentado de Oliveira, Administração, em Sistema a da do de SUMÁRIO: 1- INTRODUÇÃO.................................................

    2947  Palavras | 12  Páginas

  • Aprendizagem organizacional – a verdadeira vantagem competitiva

    SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 3 1.1 OBJETIVOS 3 2 DESENVOLVIMENTO 4 2.1 O PROCESSO DE APRENDIZAGEM 4 2.2 AS CINCO DISCIPLINAS DE PETER SENGE 5 2.3 AS TRANSFORMAÇÕES E AS VANTEGENS ADQUIRIDAS PELAS ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM 6 3 CONCLUSÃO 8 REFERÊNCIAS 9 1 INTRODUÇÃO Estamos vivendo em um mundo de constantes mutações. Novos desafios alavancados pelas variáveis políticas, ambientais, econômicas e tecnológicas, pressionam as Empresas a assumirem diferentes posturas e procurarem novas maneiras...

    1642  Palavras | 7  Páginas

  • Tecnica Negociação

    Peter Senge e a Organização que aprende Olá pessoal, como estamos?! Muitos estudos, muita coisa bacana. Passado o final de semana estudando e escrevendo sobre DLR, agora é hora de falar um pouquinho sobre carreira. Hoje, quero falar um pouco sobre uma grande influência e fonte de estudos: Mr. Peter Senge. Dividir um elefante ao meio não produz dois elefantes pequenos (Peter Senge) Quem é Peter Senge?! Peter Senge (nascido em 1947), é presidente do Centro de Aprendizagem Organizacional...

    747  Palavras | 3  Páginas

  • O papel da liderança na aprendizagem organizacional

    Silva – Psicóloga Organizacional “Nas organizações que aprendem, os líderes são orientadores, regentes e projetistas. Eles são responsáveis por construir organizações onde as pessoas expandem continuamente suas capacidades de entender complexidades, esclarecer visões e aperfeiçoar modelos mentais compartilhados” (Peter Senger, 1990) No decorrer dos últimos anos, novas tecnologias vêm invadindo as organizações de maneira avassaladora, transformando radicalmente a maneira...

    2163  Palavras | 9  Páginas

  • Tcc organização

    predominância e iniciativa informativa massificada, na obra de Peter Senge, “A Quinta Disciplina”, e se constitui na base deste artigo. Trata-se de um enfoque crítico, que analisa os princípios da aprendizagem organizacional e sua provável aplicabilidade na prática cotidiana das organizações empresariais. Pretende, por fim, a exposição de argumentos contraditórios ao modelo das “disciplinas” de Senge. Conclui, pela contestação da teoria de Senge, como sendo inviável dentro desta realidade, fazendo-se necessário...

    5338  Palavras | 22  Páginas

  • Curso de adm

    predominância e iniciativa informativa massificada, na obra de Peter Senge, “A Quinta Disciplina”, e se constitui na base deste artigo. Trata-se de um enfoque crítico, que analisa os princípios da aprendizagem organizacional e sua provável aplicabilidade na prática cotidiana das organizações empresariais. Pretende, por fim, a exposição de argumentos contraditórios ao modelo das “disciplinas” de Senge. Conclui, pela contestação da teoria de Senge, como sendo inviável dentro desta realidade, fazendo-se necessário...

    5342  Palavras | 22  Páginas

  • Peter senge

    Peter Senge Características dos principais tipos de organizações 2012 / 1º semestre Minicurrículo - Peter M. Senge Peter M. Senge, nasceu em 1947 nos Estados Unidos. É graduando em Filosofia e formou-se em Engenharia pela Universidade de Standford. É mestre em Modelos de Sistema Sociais e o Ph.D. em Gestão pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) é também diretor-fundador da SOL (Sociedade para Aprendizagem Organizacional). Conhecido atualmente por ser uma das pessoas que mais...

    603  Palavras | 3  Páginas

  • A importância da tecnologia dentro das organizações

    A importância da tecnologia dentro das organizações. No mundo atual é praticamente impossível que não se reconheça o papel da tecnologia para o desenvolvimento e crescimento organizacional, pois hoje ela se faz presente e necessária, em toda e qualquer área ou setor sendo as empresas de pequeno, médio ou grande porte é praticamente indispensável o uso de alguma tecnologia. Historicamente é possível observar o recente crescimento da era da informação. As mudanças do quadro da economia do mundo...

    1319  Palavras | 6  Páginas

  • OS CAMINHOS DA GESTÃO SISTÊMICA NAS ORGANIZAÇÕES

    Relações Elton Mayo (Austrália) 30 Humanas Kurt Lewin F J Roethlisberg (TRH) em sua maioria John Dewey cientistas sociais Morris Viteles George Homans anos Teoria Estruturalista Victor A Thompson 40 (TE) Amitai Etzioni Talcott Parsons Peter M Blau Reinhard Bendix Robert Presthus Teoria Quantitativa Herbert Simon (TQ) Johann von Neumann Leonard Ansoff Ênfase Principais enfoques Tarefas Abordagem clássica Racionalização do trabalho no nível operacional Estrutura ...

    5460  Palavras | 22  Páginas

  • Organização que aprende

    DESENVOLVIMENTO 4 1.1 Conceito de Organização que aprende 4 1.2 A Quinta Disciplina de Peter Senge 4 1.3 Exemplificando Organização que aprende 5 2. REFERÊNCIAS 7 1. DESENVOLVIMENTO 1.1 Conceito de Organização que aprende De acordo com Peter Senge, o autor de ‘A Quinta Disciplina’, organizações que aprendem são aquelas onde as pessoas continuamente expandem sua capacidade de criar novos padrões de pensamento e aprendem, continuamente, a trabalhar juntas, em equipe. Uma organização que aprende nunca...

    708  Palavras | 3  Páginas

  • Apostila de aprendizagem organizacional - unip2012 - penultimo semestre

    conhecimento aprendendo com os processos de aprendizado de outras organizações Total de Pontos Fonte: HSM Management 4 2 14/2/2012 Aprender • Segundo Chiavenato (2006, p. 397) aprender é uma mudança ou alteração permanente no comportamento em função da experiência passada de cada indivíduo. • Afeta a maneira pela qual a pessoa pensa, sente e age, bem como suas crenças, valores e objetivos pessoais. 5 Aprender • Segundo o dicionário Aurélio – Aprender = tomar conhecimento de algo...

    3085  Palavras | 13  Páginas

  • quinta disciplina

    Livro ‘’A Quinta Disciplina- Peter Senge.’’ In: http://pensamentosistemico.ning.com (com autorização do autor). RICHE, Ayoub Riche, ALTO, Ricardo Monte, Cardernos Dicentes Coppead, Rio de janeiro, n.9, p.36-55, 2001. www.softwarepublico.gov.br/file/16685703/quintasenge.pdf. A quinta Disciplina O presente trabalho tem o intuito de abordar o Livro A Quinta disciplina de Peter Senge, para isso será utilizada varias obras. No resumo de Andre Felipe, ele enfatiza que Senge defende a pratica das cinco...

    2376  Palavras | 10  Páginas

  • Remuneração

    é o grupo e não o individuo. Para as organizações serem capazes de aprender estas cinco disciplinas haveriam de funcionar em conjunto, sendo o raciocínio sistémico responsável pela integração de todas as demais. A ideia é sanar as deficiências de aprendizagem, começando pela sua identificação e pela posterior aplicação de algumas técnicas que exercitem um raciocínio sistêmico, o qual permitirá o desenvolvimento das outras disciplinas. Segundo Peter Senge Tambem são cinco as principais deficiência...

    1811  Palavras | 8  Páginas

  • Dominio pessoal

    AS ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM, SEGUNDO PETER SENGE: “A QUINTA DISCIPLINA” Georges Ayoub Riche e Ricardo Monte Alto Há alguns anos, o processo de aprendizagem deixou de ser uma preocupação exclusiva do âmbito acadêmico e passou a integrar a agenda das empresas mais competitivas. Constata-se, atualmente, que a administração estratégica extrapola a mera visão do planejamento, do posicionamento ou do desing, incorporando elementos claramente relacionados ao processo de aprendizagem estratégica. Em trabalho...

    6249  Palavras | 25  Páginas

  • A quinta disciplina

    A ORGANIZAÇÃO QUE APRENDEM SEGUNDO PETER SENGE: "A QUINTA DISCIPLINA" Peter Senge enumerou cinco disciplinas capazes de orientar as organizações rumo ao aprendizado contínuo enfatizando mais a “quinta disciplina” – raciocínio sistêmico que é o alicerce da organização que aprende. As cincos disciplina são para facilitar a inovação nas organizações que aprendem, embora foram desenvolvidas separadamente, cada uma delas é importante e crucial para o sucesso das outras quatros. As disciplina são: ...

    1076  Palavras | 5  Páginas

  • perguntas sobre teoria das organizações

    aspectos administrativos comuns às diferentes organizações? 9. Quais as funções do administrador? 10. O grau de descentralização administrativa de uma organização é maior em que condições? 11. Quais os elementos que concorrem poro acelerar a descentralização? 12. Quais fatores afetam a decisão de descentralização? 13. Quais os principais vantagens, desvantagens e limitações da descentralização? 14. Quais os três dimensões da empresa para Peter Drucker? 15. Quais os funções do administrador...

    1864  Palavras | 8  Páginas

  • Peter ducker

    l PETER DRUCKER Peter Ferdinand Drucker nasceu em 19 de novembro de 1909, em Viena, Áustria e faleceu em 11 de novembro de 2005, em Claremont, Califórnia, EUA. Foi um filósofo e economista de origem austríaca, considerado como o pai da administração moderna, sendo o mais reconhecido dos pensadores do fenômeno dos efeitos da Globalização na economia em geral e em particular nas organizações. Nascido em 1909, Peter Drucker lecionou na Universidade de Nova Iorque e é professor...

    1139  Palavras | 5  Páginas

  • Recursos humanos

    aprendizado. As organizações costumam desenvolver padrões para lidar com problemas internos e externos,são rotinas incorporadas de forma explicita ou inconsciente, na memória organizacional segundo alguns pesquisadores, a mudança comportamental não constitui o único indicador de que a aprendizagem aconteceu, mas a possibilidade desse conhecimento poder ser recuperado pelos membros da organização. Um conceito bastante simples foi proposto por Garvin( 1993) como o de organizações capacitadas em criar...

    863  Palavras | 4  Páginas

  • Sociologia

    O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem competitiva Se o ponto de partida para se tornar uma learning organization está no engajamento de todos os membros da empresa, o passo seguinte é incorporar as cinco disciplinas de aprendizagem: domínio pessoal, modelos mentais, visão compartilhada, aprendizado em equipe e pensamento sistêmico. Quem diz isso é Peter M. Senge, o maior especialista em aprendizado...

    632  Palavras | 3  Páginas

  • carta

    Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária. ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM Trabalho elaborado pelas acadêmicas Bruna Oliveira de Sá (RA 00093836), Livia Sterchelle dos Santos (RA00105870) e Luana Rosas de Almeida (RA00093803) como exigência da disciplina de Gestão de Pessoas IV do curso de Administração de Empresas da Faculdade Pontifícia Universidade ,Católica de São Paulo sob a orientação do professor...

    2770  Palavras | 12  Páginas

  • Mini test criatividade e inovação

    | | Resposta Selecionada: |  Falso | Resposta Correta: |  Falso | Feedback da resposta: |  Seu raciocínio está correto, pois as mudanças são favoráveis à inovação. | | | | | * Pergunta 7 0 em 0 pontos | | | De acordo com Peter Senge, o pensamento sistêmico é a quinta disciplina, aquela que integra as outras, fundindo-as em um corpo coerente de teoria e prática. Impede-as de serem truques separados ou o mais recente modismo para a mudança organizacional. Sem uma orientação sistêmica...

    1475  Palavras | 6  Páginas

  • Dominio pessoal

    DOMÍNIO PESSOAL As organizaçõesaprendem por meio de indivíduos que aprendem. A aprendizagem individual não garante a aprendizagem organizacional. Entretanto, sem ela, a aprendizagem organizacional não ocorre. (Senge, 2009). PRIMEIRO: Devemos esclarecer continuamente o que é importante para nós. Em geral, despendemos tanto tempo lidando com os problemas que encontramos ao longo do caminho, que acabamos por esquecer PORQUE estamos naquele caminho. SEGUNDO: Devemos aprender continuamente a...

    1228  Palavras | 5  Páginas

  • estudo de caso

    DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PPGEP IVANILDE SCUSSIATTO EYNG O IMPACTO DAS “CINCO DISCIPLINAS” DE PETER SENGE NA COMPETITIVIDADE DA EMPRESA: O CASO DE UMA REDE DE LOJAS DO SETOR COMERCIAL PONTA GROSSA MAIO - 2006 IVANILDE SCUSSIATTO EYNG O IMPACTO DAS “CINCO DISCIPLINAS” DE PETER SENGE NA COMPETITIVIDADE DA EMPRESA: O CASO DE UMA REDE DE LOJAS DO SETOR COMERCIAL Dissertação apresentada como requisito parcial à obtenção do título...

    36661  Palavras | 147  Páginas

  • Gestao do Conhecimento nas Organizações

    Conclusões iniciais 23 3. CAPÍTULO III - A importância do conhecimento nas organizações 24 3.1 Os profissionais do conhecimento. 27 3.2 Mapeamento do conhecimento 30 3.2.1 Mapeamento dos conhecimentos explícitos. 31 3.2.2 Mapeamento dos conhecimentos tácitos. 32 3.3 Cuidados a serem considerados. 32 3.4 Estudo de Caso - SERPRO 34 3.4.1 Estratégia adotada 35 3.5 A gestão do conhecimento e a motivação nas organizações 39 3.5.1 Estratégicas implícitas 41 3.5.2 Estratégias explícitas 42 3.6...

    37166  Palavras | 149  Páginas

  • a quinta disciplina

     ESADE – ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. A QUINTA DISCIPLINA A arte prática da organização que aprende Peter M Senge Salese Fernandes Maciel Porto Alegre, 31/05/2011 Sumário INTRODUÇÃO 3 PARTE I - Como as nossas ações criam a nossa realidade, e como podemos modificá-la RESUMO 4 RESENHA 5 PARTE II - A quinta disciplina: a pedra fundamental da organização que aprende RESUMO 6 RESENHA 7 PARTE III - As disciplinas...

    3209  Palavras | 13  Páginas

  • As organizações e as teorias organizacional

    As Organizações e a Teoria Organizacional Introdução   As organizações estão inseridas em ambientes complexos e turbulentos, enfrentando constantes desafios e problemas, para os quais precisam encontrar soluções. Uma organização é a ferramenta usada pelas pessoas para coordenar suas ações na obtenção de algo que desejam ou possui valor – isto é, para atingir seus objetivos. As organizações são intangíveis, isto é, podemos ver os produtos ou serviços produzidos e, em alguns casos, podemos ver...

    7527  Palavras | 31  Páginas

tracking img