• Trabalho art.212 codigo civil
    1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES O Código Civil vigente dedicou-se a tratar da prova judiciária nos artigos 212 a 232 (Título V – Das provas, do Livro III – Dos fatos jurídicos, do Livro I - Parte geral), repetindo o que fizera o Código revogado (arts. 136 a 144). Cumpre-nos, então, fa
    4562 Palavras 19 Páginas
  • Codigo civil frances
    C Ó D I G O T R I B U T Á R I O M U N I C Í P I O D E P E R D Õ E S LEI 1.763/94 INSTITUI O CÓDIGO TRIBUTÁRIO MUNICIPAL DE PERDÕES O povo do Município de Perdões, através de seus repr
    26368 Palavras 106 Páginas
  • Codigo civil
    CÓDIGO CIVIL LEI N.º 3.071, DE 1º DE JANEIRO DE 1916 Código Civil. PARTE GERAL DISPOSIÇÃO PRELIMINAR Art. 1º - Este Código regula os direitos e obrigações de ordem privada concernentes às pessoas, aos bens e às suas relações. LIVRO I DAS PESSOAS TÍTULO I DA DIVISÃO D
    71655 Palavras 287 Páginas
  • Codigo civil comentado
    NOVO CÓDIGO CIVIL COMENTADO (Lei n. 10.406, de 10-1-2002) PARTE GERAL I LIVRO I DAS PESSOAS TÍTULO I DAS PESSOAS NATURAIS CAPÍTULO I - Da personalidade e da capacidade — arts. 1o a 10 CAPÍTULO II — Dos direitos da personalidade — arts. 11 a 21 CAPÍTULO III — Da ausência — a
    401344 Palavras 1606 Páginas
  • Codigo civil
    CÓDIGO CIVIL 5ª edição 2011 Câmara dos Deputados CÓDIGO CIVIL 5ª edição Brasília 2011 Série Legislação CÓDIGO CIVIL 5ª edição Mesa da Câmara dos Deputados 54ª Legislatura | 1ª Sessão Legislativa | 2011-2015 Presidente Marco Maia 1ª Vice-Presidente
    98039 Palavras 393 Páginas
  • codigo civil comentado (empresarial)
    LIVRO II DO DIREITO DE EMPRESA (*)Houve alguma controvérsia na doutrina quanto à denominação “direito de empresa”. Na redação original do anteprojeto, chamava-se o Livro II “Da Atividade Negocial”. A questão foi bem posta no relatório Emani Sátyro, nos termos seguintes: “Não há...
    78616 Palavras 315 Páginas
  • codigo civil
    I NOVO CÓDIGO CIVIL COMENTADO (Lei n. 10.406, de 10-1-2002) PARTE GERAL LIVRO I DAS PESSOAS TÍTULO I DAS PESSOAS NATURAIS CAPÍTULO I - Da personalidade e da capacidade — arts. 1o a 10 CAPÍTULO II — Dos direitos da personalidade — arts. 11 a 21 CAPÍTULO III — Da ausência —...
    429506 Palavras 1719 Páginas
  • Codigo Civil
    Novo Código Civil Lei nº 10.406, de 10.01.2002 - DOU 1 de 11.01.2002 ÍNDICE Pág. P A R T E G E R A L....................................................................... LIVRO I DAS PESSOAS ............................................................. TÍTULO I DAS PESSOAS...
    103478 Palavras 414 Páginas
  • Contabilidade e o novo codigo civil
    CONTABILIDADE E NOVO CODIGO CIVIL SUMÁRIO Introdução _______________________________________________________ 3. Justificativa sobre o Tema __________________________________________ 3. Desenvolvimento __________________________________________________ 3. Empresas e Empr
    2714 Palavras 11 Páginas
  • Lei de introdução ao codigo civil
    O CIVIL: Lei de introdução ao código civil, direito da personalidade e dos bens Trabalho apresentado ao Curso Superior de Bacharelado em Administração, para a disciplina: Processos Administrativos Prof: Me Munir Sayegh Juazeiro-Bahia 2011 SUMÁRIO PARTE I INTRODUÇÃO DA LEI AO CÃ
    3529 Palavras 15 Páginas
  • Contrato de arrendamento rural: codigo civil de 2002 x estatuto da terra
    INSTITUTO LUTERANO DE ENSINO SUPERIOR DE ITUMBIARA-GOIÁS CURSO DE DIREITO GUSTAVO MARIANO DE OLIVEIRA JOÃO RIBEIRO DA SILVA NETO MARIELZA DE SOUSA RESENDE MACHADO PEDRO HENRIQUE VIEIRA BARCELOS RAIANY PRISCILA FERREIRA DOS REIS
    2891 Palavras 12 Páginas
  • A boa fé objetiva e função social do contrato sob a visão do novo codigo civil
    Monografia Titulo: A BOA FÉ OBJETIVA E FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO SOB A VISÃO DO NOVO CODIGO CIVIL Autor: Ana Claudia de Oliveira Andrade Francisco RESUMO A boa-fé objetiva refere-se a uma cláusula geral do ordenamento jurídico pátrio, cujo teor tem concordância com os princí
    7413 Palavras 30 Páginas
  • Codigo civil
    O direito comercial e o direito da empresa e o empresário O novo Código Civil Brasileiro e o Direito das Empresas Com a entrada em vigor do Novo Código Civil brasileiro em 11 de janeiro de 2003, deixa de existir a clássica divisão existente entre atividades mercantis (indústria ou comérc
    1665 Palavras 7 Páginas
  • O codigo civil de 1917
    O CODIGO CIVIL DE 1917 1. A codificação do Direito Civil brasileiro "Quando em 1822 obteve o brasil sua emancipação política, era ele regido pelas antiquadas Ordenações do Reino, expedidas em 1603 por FILIPE I, embora alteradas por inúmeras leis e decretos extravagantes.  Com a rup
    2131 Palavras 9 Páginas
  • Codigo civil 01 a 08
    Personalidade Juridica é a aptidão genérica para titularizar direitos e contrair obrigações. É o atributo necessário para ser sujeito de direito. Pessoa Natural – ser humano enquanto sujeito destinatário de direitos e obrigações. O seu surgimento decorre do nascimento com vida. Tornand
    1357 Palavras 6 Páginas
  • Codigo civil comentado
     codigos comentandos SINTESE CODIGO CIVIL GOIÂNIA 2013 1 Síntese Artigos 104 a 114 Comentados Art. 104. A validade do negócio jurídico requer:I - agente capaz;II — objeto lícito, possível, determinado ou determinável;III —...
    613 Palavras 3 Páginas
  • Codigo Civil
    01. Histórico do Código Civil 02. Introdução. 03. Pessoa. 04. Conceito de Pessoa. 05. Personalidade Jurídica. 06. Capacidade Jurídica 07. Direitos da Personalidade. 08. Domicílio Civil 01. Histórico do Código Civil Desde a Constituição Brasileira de 1824 previam-se dois...
    1890 Palavras 8 Páginas
  • Processo civil - provas
    FACULDADE MORAIS JUNIOR-MACKENZIE RIO CURSO DE DIREITO ANÁLISE DOS INSTRUMENTOS PROBATÓRIOS NO PROCESSO DE CONHECIMENTO Autores: Alexantre Barros Alexandre Guedes Fabiana Coppeti Luiz Bras Rachel Marcelo Tadeu Sanguedo Lopes Rio de Janeiro 2011 Alexantre Barros Alexandre Gued
    18436 Palavras 74 Páginas
  • Direito processual civil ll
    A Prova É o modo objetivo pelo qual o espírito chega ao conhecimento da verdade, convencendo-se por meio de tal persuasão." (Pinto Ferreira) "... constitui o meio e modo de que usam os litigantes para convencer o juiz da verdade da afirmação de um fato, bem como o meio e modo de que serve o
    3637 Palavras 15 Páginas
  • Historia do direito civil
    SURGIMENTO DO DIREITO CIVIL Na era medieval, o direito civil identificou-se com o direito romano, contido no Corpus Juris Civillis, sofrendo concorrência do direito canônico, devido à autoridade legislativa da igreja, que, por sua vez, constantemente, invocava os princípios gerais do direito
    2687 Palavras 11 Páginas