Antonio Candido A Literatura E A Formaçao Do Homem artigos e trabalhos de pesquisa

  • A literatura e a formação do homem

    FICHAMENTO: CÂNDIDO, Antônio. “A literatura e a formação do homem”. In: Ciência e Cultura . Vol.24 nº 9. Set. 1972. DISCENTE: LUCIANA DE SOUZA MARTINS, 4°ANO, LETRAS/UNESP - Obra vista dentro da visão estruturalista. - Está dividida em dois momentos: 1- momento analítico/científico, (a obra como objeto de conhecimento), 2momento crítico humanístico, (indaga a validade da obra e sua função como síntese e projeção da experiência humana.) - O homem necessita naturalmente de ficção e fantasia...

    675  Palavras | 3  Páginas

  • M SCARA DO PROJETO DE LITERATURA

    conhecimentos entre a Literatura e suas causas no homem, ou seja: Literatura, conhecimento e Humanização do Leitor. O estudo da obra de Antonio Candido “A literatura e a vida social” vem nos mostrar como esse processo acontece na sociedade na qual estamos inseridos. 2. JUSTIFICATIVA Tendo em vista a necessidade de uma nova ótica na abordagem da literatura com os alunos, são feitos,neste trabalho, São feitos neste trabalho alguns questionamentos relacionados à Literatura enquanto arte e os...

    1108  Palavras | 5  Páginas

  • Formação da literatura brasileira

    textos Literatura como sistema (Antônio Cândido) e Formação da literatura brasileira (Afrânio Coutinho). Tomando como referência os autores Antônio Cândido e Afrânio Coutinho, traçarei um perfil das duas principais teorias a respeito da formação da literatura brasileira, concluindo com uma breve análise sobre seus pontos divergentes e relevantes sob o meu ponto de vista. Tendo sido o texto Formação da literatura brasileira, de Coutinho, uma resposta ao Literatura como sistema...

    636  Palavras | 3  Páginas

  • Teca E3 Literatura 7

     UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE LETRAS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ORIENTADORA: Maria Teresa Ginde de Oliveira Santos – 2015 LITERATURA: CONHECIMENTO E HUMANIZAÇÃO DO LEITOR Gláucia de Macedo Santos * Eva Cordeiro Neta ** Melânia Gonçalves Pinheiro Alves *** Kelle Jaqueline Martins dos Santos **** Regina Célia Moreira Gomes ***** *Aluna do 6º semestre do curso de Letras Universidade...

    2732  Palavras | 11  Páginas

  • Antonio Candido

     Antônio Candido Em que a leitura de um texto literário contribui para o desenvolvimento humano? Desde que o homem estuda as artes por ele mesmo produzidas, a função da literatura tem sido bastante discutida. Para a conscientização dos leitores e melhor desenvolvimento do tema é pertinente a reafirmação da importância da literatura como instrumento de educação e formação do homem. Antonio Cândido diz que a literatura não corrompe nem edifica, mas humaniza em sentido profundo porque faz viver...

    727  Palavras | 3  Páginas

  • A literatura e a formação do homem - Resumo

    CANDIDO, Antonio, 1918 – “A literatura e a formação do homem” “A literatura e a formação do homem” é um texto que aborda a literatura e sua função humanizadora. Cândido inicia trazendo o conceito de função e estrutura, no caso, da literatura. Segundo Cândido, a função de uma obra literária já não está em evidência pois os estudiosos atuais priorizam sua estrutura, ou seja, a ordem, disposição e relações das partes que compõe uma obra. Cândido tenta expor a importância do estudo da função...

    500  Palavras | 2  Páginas

  • Antônio Candido X Haroldo de Campos: O grande embate

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO FACULDADE DE LETRAS SUZANA TRINDADE RODRIGUES ANTONIO CANDIDO X HAROLDO DE CAMPOS: O GRANDE EMBATE BELÉM/ PA AGOSTO/ 2014 Breve Apresentação O Barroco, estilo artístico que ganhou impulso no Brasil entre 1720 e 1750, constitui não apenas um estilo artístico, mas todo um período histórico, assim como um movimento sociocultural. Sendo o período em questão geralmente pouco conhecido e estudado, tido como consolidado em nossa...

    2066  Palavras | 9  Páginas

  • Literatura

    FORMAÇÃO DA LITERATURA E CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NACIONAL José Antonio SEGATTO* Maria Célia LEONEL**  RESUMO: O objetivo deste trabalho é discutir questões literárias e históricas postas em pauta pelo livro Formação da literatura brasileira de Antonio Candido, cuja primeira edição é de 1959. Essa obra – ao reelaborar e procurar superar antigas referências vinculadas às datações e explicações das origens da literatura nacional – apresenta caráter inovador, o que, de um lado, a levou a ser...

    8626  Palavras | 35  Páginas

  • Embate Cândido versus Campos

    FORMAÇÃO DE LITERATURA BRASILEIRA Professor: Thiago Barbosa BELÉM 2014 O embate na Formação da Literatura Brasileira Desde tempos idos o choque entre culturas e ideias é frequente nas diversas áreas do conhecimento do indivíduo e a formação da literatura brasileira não poderia ficar de fora. Como se verifica nas classificações antagônicas de Antonio Candido, em sua Formação da Literatura Brasileira e Haroldo de Campos, com a obra O Sequestro do Barroco na Formação da Literatura...

    947  Palavras | 4  Páginas

  • Literatura

    A Literatura em busca de um conceito Alan Ricardo de AmorimHYPERLINK \l "_ftn2"HYPERLINK \l "_ftn2"HYPERLINK \l "_ftn2"HYPERLINK \l "_ftn2"HYPERLINK \l "_ftn2" Resumo O objetivo do presente artigo é o de realizar uma reflexão acerca da natureza e da função da literatura como meio de aquisição de conhecimento e humanização do leitor. Para tanto, serão expostas e analisadas algumas teorias de alguns dos mais importantes estudiosos do assunto na atualidade. Palavras-chave: Teoria da Literatura...

    2505  Palavras | 11  Páginas

  • Contribu~ção da literatura como desenvolvimento Humano

    sobre a afirmação de um notório estudioso, Antônio Cândido. Foi baseado nas necessidades de desenvolvimento que o ser humano apresenta. Necessidades, estas que, incluem desde a concepção e estudo da literatura, até seu desenvolvimento como “homem”. 2. DIREITOS HUMANOS Pode parecer estranho que um verbete intitulado "literatura" conste como parte dos direitos humanos. Não é o que diz Antônio Cândido, ao afirmar que a literatura deveria constar nos direitos humanos, pois...

    1148  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha do texto,a literatura e a formação do homem

    RESENHA: CANDIDO, Antonio, 1918- A literatura e a formação do homem In: Textos de intervenção; seleção apresentações e notas de Vinicius Dantas. São Paulo: Duas cidades Ed.34, 2002. 392 p. ( Coleção Espírito Crítico)   O texto “A literatura e a formação do homem”, do autor Antonio Candido resulta de uma conferência pronunciada na XXIV Reunião Anual da SBPC (São Paulo 1972) e está dividido em três partes, nas quais apresenta elementos que fundamentam a tese apresentada pelo autor de que a literatura...

    1450  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha - O direito à Literatura

    disciplina Teoria da Literatura do curso Licenciatura em Letras – Português do Instituto Federal do Espírito Santo, como requisito parcial para a avaliação. Prof. Antônio Carlos Pereira INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Coordenadoria do Curso de Letras – Português Vitória-ES, 19 de agosto de 2013 RESENHA “Vários escritos: O direito à literatura” (São Paulo / Rio de Janeiro, 2004, 169-191), do sociólogo, literato e professor universitário Antônio Cândido de Mello e Souza, traz...

    888  Palavras | 4  Páginas

  • Literatura: Necessidade universal

    importância da literatura para o desenvolvimento humano. Para responder esta questão, primeiramente devemos investigar sobre a importância da literatura na formação da nossa sociedade, desde a colonização até os dias atuais. A partir desta reflexão, finalmente entender a literatura como um bem incompressível e como direito de todos. 2 A LITERATURA NO BRASIL Para entender melhor o papel da Literatura no Brasil é necessário voltar no tempo. Segundo Antonio Candido em sua obra Literatura e Sociedade...

    1808  Palavras | 8  Páginas

  • Formação literatura : tradição empenhada e sistema literário

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul Panorama Cultural da Literatura Brasileira Professor: Homero Aluna : Luciana Oliveira Formação da Literatura Brasileira: Tradição empenhada e sistema literário. Segundo Antônio Cândido houve literatura no Brasil desde o século XVI, eram obras pequenas e poucas , mas foi por meio delas que se teve início a nossa literatura. Com o surgimento dos escritores na Bahia no século XVII e também , na metade do século XVIII...

    578  Palavras | 3  Páginas

  • A LEITURA NA ESCOLA BÁSICA E A FORMAÇÃO DE UM LEITOR CRÍTICO

    A LEITURA NA ESCOLA BÁSICA E A FORMAÇÃO DE UM LEITOR CRÍTICO Karla Katiele Veiga da Silva (G- Unespar/Fecilcam) Este trabalho visa a análise das obras Os trabalhos Direitos Humanos e Literatura (Antônio Cândido), Da Essencialidade da Literatura (Paulo Bragatto Filho), A Crise da Leitura na Escola (Regina Zilberman), e O Texto não é Pretexto (Marisa Lajolo)., textos esses que discutem a importância da literatura e leitura na formação do leitor critico dentro da instituição escolar. Sendo que...

    1939  Palavras | 8  Páginas

  • Antônio Candido e o direito à Literatura - Fichamento

    PEREIRA, Marília de Melo. Antonio Candido e o “direito à literatura”. In: IX CONGRESSO DE EDUCAÇÃO DO NORTE PIONEIRO Jacarezinho. 2009. Anais. UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná – Centro de Ciências Humanas e da Educação e Centro de Letras Comunicação e Artes. Jacarezinho, 2009. ISSN – 18083579. F I C H A M E N T O ”Para Antonio Candido, a literatura é um bem “incompressível”, ou seja, algo essencial à existência humana. Não é somente o que sustenta o corpo que pode ser considerado...

    1036  Palavras | 5  Páginas

  • Apol de Literatura Brasileira

    Questão 1/10 Leia o fragmento de texto a seguir, em que Candido define literatura: considerada aqui um sistema de obras ligadas por denominadores comuns, que permitem reconhecer as notas dominantes duma fase. Estes denominadores são, além das características internas (língua, temas, imagens), certos elementos de natureza social e psíquica, embora literariamente organizados, que se manifestam historicamente e fazem da literatura aspecto orgânico da civilização. Entre eles se distinguem: a existência...

    3207  Palavras | 13  Páginas

  • A literatura e a educação infantil

    PARA COMEÇAR A CONVERSA... Segundo o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil em seu Documento Introdutório: [...] as instituições de educação infantil (pré-escolas) cumprem hoje, mais do que nunca, um objetivo primordial na formação de crianças que estejam aptas para viver em uma sociedade plural, democrática e em constante mudança [...]. “Ela deve intervir com intencionalidade educativa de modo eficiente visando a possibilitar uma aprendizagem significativa e favorecer um desenvolvimento...

    4830  Palavras | 20  Páginas

  • Resenha Antonio Candido direito à literatura

    Antonio Candido em seu texto “Direito à literatura” discorre sobre o papel da literatura como um elemento fundamental na formação do indivíduo, de modo que ela pode ser considerada um direito humano tal como a saúde, segurança, educação, etc. Entretanto, assim como outros direitos humanos, seu acesso é limitado por diversos fatores políticos, econômicos e sociais, e essa limitação promove a desigualdade nas sociedades e no mundo, mesmo que no nosso tempo seja perfeitamente possível promover o acesso...

    1701  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo do texto "O direito a literatura"

    Língua Portuguesa I Resumo do texto “O Direito à Literatura”, de Antônio Candido Antonio Candido inicia seu texto se distanciando do tema da literatura e focando mais nos direitos humanos e, principalmente, nas contradições e mudanças ideológicas que a humanidade vive atualmente – e seus pontos positivos e negativos. Como contradição, são muito usados exemplos do avanço e, ao mesmo tempo, retrocesso que a tecnologia nos proporcionou: na mesma medida que podemos gerar e prolongar mais a vida...

    595  Palavras | 3  Páginas

  • Literatura

    de Compreensão Referência Bibliográfica: CANDIDO, Antônio. Formação da Literatura Brasileira Momentos decisivos. 13ª Ed, Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2014. O texto trata dos elementos possíveis para o entendimento e compreensão de textos literários.Tem como objetivo vincular os fatores externos e internos que influenciam o leitor na investigação e estratégias para o bom entendimento dos fatores que compreendem os vários tipos de literatura. O autor faz uma crítica em relação ao interesse...

    796  Palavras | 4  Páginas

  • A literatura no brasil

    Considerações sobre "A literatura no Brasil" A crítica literária brasileira tem passado por nítidas mudanças nos últimos 40 anos. Dentro do âmbito acadêmico, duas figuras marcaram o pensamento crítico brasileiro da segunda metade do século XX: Afrânio Coutinho e Antonio Candido. Nas décadas de 80 e 90, a tendência da crítica, nas universidades brasileiras, foi de retomada e releitura da historiografia e crítica realizada desde os primeiros românticos com seus bosquejos e florilégios, passando...

    3449  Palavras | 14  Páginas

  • Literatura

    Unidade I do capítulo Teoria da Literatura I Questão 1 Quanto à função formativa de tipo educacional da literatura, é incorreto dizer:  Escolha uma: a. visualiza a literatura como formadora não segundo a pedagogia tradicional, uma vez que não apresenta o Verdadeiro, o Errado, o Bom, o Belo, o Bem e o Mal; b. acredita que a literatura age com o impacto indiscriminado da própria vida e age como ela, com altos e baixos, luzes e sombras, etc.; c. afirma que a literatura é muito mais complexa do que...

    1018  Palavras | 5  Páginas

  • Viagem e literatura: o olhar de antonio senatore sobre os índios xavante e carajá.

    Departamento de Letras. VIAGEM E LITERATURA: O olhar de Antonio Senatore sobre os índios Xavante e Carajá. Jairo José Rodrigues Projeto de Pesquisa, apresentado como requisito do TCC do Curso de Letras, da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Disciplina ministrada pela Profa Ms Maribel Chagas de Ávila, sob a Orientação da Prof.ª Dr. OLGA MARIA CASTRILLON MENDES. Cáceres-MT 2011 1. TEMA Viagem e literatura: O OLHAR DE antonio senatore SOBRE OS ÍNDIOS xavante E carajá...

    1475  Palavras | 6  Páginas

  • RESENHA SOBRE LITERATURA BRASILEIRA

    Conceito de literatura brasileira. Petrópolis: Vozes, 1981. Jennyfer Prata1 Resenha redigida a partir dos livros: Conceito de literatura brasileira, de Afrânio Coutinho, Iniciação à literatura brasileira, de Antônio Candido, e do ensaio: Noticia da atual literatura brasileira. Instinto de nacionalidade, para obtenção de nota da 1°Avl da disciplina de Literatura Brasileira, ministrada pelo professor Denis Bezerra. Começo esta resenha evidenciando que, o conceito de começo da literatura brasileira...

    2498  Palavras | 10  Páginas

  • Questões sobre Antonio Candido

    1)- Porque a literatura é um direito fundamental de todo ser humano? Segundo o Professor Antonio Candido, a literatura é um bem incompressível na sociedade, pois garante a integridade espiritual do ser humano, portanto é fundamental. São incompressíveis a alimentação, a moradia, o vestuário, saúde, o amparo da justiça pública e etc.; Mas também o direito a crença, opinião, ao lazer, e certamente à arte e à literatura. Não há povo ou homem que viva sem literatura, sem contato com a fabulação, literatura...

    982  Palavras | 4  Páginas

  • Literatura e arte

    RESUMO A laicização da literatura, instalada com o Romantismo, muda a concepção da leitura. A aprendizagem da leitura, transformada em prática social e servindo de legitimação da burguesia, possibilita a emancipação da criança e a assimilação dos valores da sociedade. Nos seus primórdios, a literatura infantil tem função formadora, ao apresentar modelos de comportamento com a finalidade de reforçar os valores sociais vigentes. A literatura infantil contemporânea oferece uma nova concepção de texto...

    4230  Palavras | 17  Páginas

  • Aula 01 O Que Literatura

    LITERATURA: O QUE É? PARA QUE SERVE? O conceito de literatura vem sendo discutido ao longo de toda a história da arte literária. De fato, para nós, herdeiros do legado grego, a tentativa de definição do termo vem desde a Grécia Antiga: Platão e seu discípulo Aristóteles já discordavam no que diz respeito à natureza da arte poética. Para os dois a “poesia” (e, por generalização, a arte literária) era imitação, mimese, ou seja, representação de algo da realidade concreta. No entanto, para Platão...

    1719  Palavras | 7  Páginas

  • FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS: reflexões dos egressos sobre a experiência no PIBID

    FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE PORTUGUÊS: reflexões dos egressos sobre a experiência no PIBID Glessyane Cavalcante Ferreira (UERN) glessynhah@hotmail.com Antonio da Silva Arruda (UERN) antonio_arruda18@hotmail.com Cássia de Fátima Matos dos Santos (UERN) cassiafmsantos@gmail.com Introdução O contexto educacional na atualidade desafia o futuro profissional em Letras a refletir criticamente acerca da prática em sala de aula. Às universidades é atribuído o papel de qualificar o graduando, de...

    5232  Palavras | 21  Páginas

  • Literatura no Ensino Médio

    INTERACÇÕES NO. 19, PP. 174-186 (2011) A LITERATURA NO ENSINO MÉDIO: O CASO BRASILEIRO Suely Corvacho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) sucorvacho@uol.com.br Raul de Souza Püschel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) puschel@uol.com.br Carla Cristina Fernandes Souto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) carla.souto@gmail.com Resumo O artigo analisa as bases teórico-metodológicas...

    5065  Palavras | 21  Páginas

  • Literatura infantil incentivando o desenvolvimento da imaginação e fantasia

    CENTRO UNIVERSITÁRIO DA GRANDE DOURADOS ISABELE ANTUNES DE SOUSA FERNANDES literatura infantil incentivando o desenvolvimento da imaginação e fantasia Joviânia – Goiás 2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA GRANDE DOURADOS ISABELE ANTUNES DE SOUSA FERNANDES literatura infantil incentivando o desenvolvimento da imaginação e fantasia Projeto de Pesquisa...

    2610  Palavras | 11  Páginas

  • Índio na literatura brasileira

    colonizador, o índio que habitava o território brasileiro na época da chegada dos portugueses. Na carta de Pero Vaz de Caminha, o índio é descrito como um selvagem, sem crenças, que necessita ser catequizado: “Parece-me gente de tal inocência que, se homem os entendessem e eles a nós, seriam logo cristãos porque eles não têm nem entendem nenhuma crença, segundo parece. (...)” O Uraguai é um poema que trata um assunto de caráter épico, narra o massacre dos indígenas, por tropas portuguesas...

    1738  Palavras | 7  Páginas

  • O ROMANTISMO NA LITERATURA BRASILEIRA

    O ROMANTISMO NA LITERATURA BRASILEIRA: UMA IDEALIZAÇÃO OU UMA REALIDADE? Guilherme Themistocles Azevedo Neto RESUMO: Neste artigo pretendo apresentar o movimento do Romantismo na Literatura Brasileira buscando dialogar com autores daquele período que buscaram uma literatura genuinamente brasileira ao mesmo tempo em que procuraram não se desvincular da identidade pessoal de cada um. Ao fim procurarei chegar à resposta da pergunta inicial. PALAVRAS-CHAVE: Romantismo. Literatura. Identidade. ABSTRACT:...

    3183  Palavras | 13  Páginas

  • A importancia da literatura

    CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE ITAPECURU-MIRIM CURSO DE LETRAS TÂNIA MARIA COSTA ASSUNÇÂO CONSIDERAÇÕES SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LITERATURA COMO INSTRUMENTO DE LEITURA NO ENSINO MÉDIO. Itapecuru-Mirim 2011 TANIA MARIA COSTA ASSUNCAO CONSIDERAÇÕES SOBREA IMPORTÂNCIA DA LITERATURA COMO ISTRUMENTO DE LEITURA NO ENSINO MÉDIO. Projeto apresentado ao Centro de Estudos Superiores de...

    2948  Palavras | 12  Páginas

  • As novas abordagens no ensino da literatura brasileira

    As novas abordagens no ensino da literatura brasileira 1. Justificativa A razão que nos moverá a pesquisa, ora proposta, reside na necessidade de encontrar novas abordagens no ensino de literatura, na tentativa de sanar possíveis ineficiências no processo de ensino/aprendizagem dos alunos do Ensino Médio, que na prática, tem tido dificuldade com leitura e interpretações dos textos literarios, como pôde ser constatado na pagina eletrônica do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas...

    2159  Palavras | 9  Páginas

  • A literatura infantil e sua contribuição para o processo ensino e aprendizagem

    1 3 CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA 2.1 Tema A Literatura Infantil e sua Contribuição para o Processo Ensino e Aprendizagem . 1.2 Problema Muito se fala do poder da literatura, e de como a escola é um lugar privilegiado par estimular o gosto pela leitura. Infelizmente, porem as salas de aula brasileiras estão longe de ser “celeiros de leitores”. Salvo exceções, o contato dos estudantes com os livros costumam seguir um roteiro no mínimo desinteressante: alguns títulos(quase sempre...

    2065  Palavras | 9  Páginas

  • RESENHA SOBRE O LIVRO INTRODUÇÃO À LITERATURA BRASILEIRA DE AFRÂNIO COUTINHO

     Em Conceito de Literatura Brasileira, Afrânio Coutinho, (Salvador, 15 de março de 1911 — Rio de Janeiro, 5 de agosto de 2000) um professor, crítico literário e ensaísta brasileiro, faz o leitor se questionar sobre o que é Literatura Brasileira e qual é a sua origem, “Que é Literatura Brasileira? Quando começou?” (p.13). O texto trata-se de um ensaio escrito com o propósito de discutir o conceito de definição da Literatura Brasileira em “colonial” e “nacional” e é destinada a toda a comunidade...

    867  Palavras | 4  Páginas

  • Formação da literatura brasileira

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSOS DE LETRAS PROF: DINO CAVALCANTE MÁRCIA MIRANDA DE SOUSA Resenha crítica do livro de Antônio Candido: Formação da Literatura Brasileira Quinta edição, 2º volume (1836-1880). O surgimento do romantismo se deu a partir da; revolução francesa, onde se tem o processo de ascensão da burguesia, uma classe social que vem correndo por fora desde século XVI, que acumula grana, mas o poder político de fato ela...

    3982  Palavras | 16  Páginas

  • Introdução literatura

    INTRODUÇÃO Este trabalho tem o objetivo de ampliar os significados da importância da Literatura Infantil, para o processo de construção do saber na Educação Infantil, assim como todos os gêneros apresentados para esta faixa etária. Entendemos que a escola e um espaço responsável por promover este processo de apresentação da Literatura Infantil para a criança, com a finalidade de ampliar suas competências de leitura de mundo, é o entendimento do que nele acontece. A educação Infantil é a etapa...

    1140  Palavras | 5  Páginas

  • Teorico LITERATURA BRASILEIRA I

    www.cruzeirodosulvirtual.com.br LITERATURA BRASILEIRA I ► Língua Portuguesa IV ► Literatura Brasileira I ► Lingüística II ► Língua Espanhola IV ► Libras ► Prática de Ensino IV © ACEF S/A • Trabalho realizado pela Universidade de Franca (SP) Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução ou transmissão total ou parcial por qualquer forma ou qualquer meio (eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e gravação) ou arquivamento em qualquer sistema de banco de dados sem permissão do Núcleo...

    24067  Palavras | 97  Páginas

  • Desafios do professor no ensino de literatura no ensino médio

    Desafios do professor no ensino de literatura no ensino fundamentall Introdução Partindo do pressuposto de que a literatura, desde tempos remotos, faz parte do currículo escolar e em vista de não atrair muito os alunos, o presente artigo possui como ponto de partida, a questão dos desafios que o professor encontra para desenvolver sua prática no ensino de literatura, onde alguns dados foram investigados, para que dessem subsídios para que os desafios fossem detectados, afim de se pensar soluções...

    2182  Palavras | 9  Páginas

  • Desafios do ensino de literatura na visão do professor do ensino fundamental

    Desafios do ensino de literatura na visão do professor do ensino fundamental Maria Meiriane Freire Aguiar* Resumo Falando sobre literatura, logo vem a lembrança de sua importância, de como trabalhá-la afim de que os alunos despertem interesse e principalmente o gosto pela mesma. Esta pesquisa tratou dos desafios que o professor encontra para desenvolver sua prática no ensino de literatura, onde foram distribuídos questionários, para que os professores opinassem, tirando conclusões...

    2454  Palavras | 10  Páginas

  • História da literatura brasileira

    Origens da Literatura Brasileira Christiane Benones de Oliveira Se pensarmos em uma origem da Literatura Brasileira e analisarmos os primeiros textos, constituem-se de documentos informativos. A carta de Pero Vaz de Caminha faz parte destes primeiros escritos, em que são relatadas as características do país como foi encontrado pelos portugueses. A carta mostra o olhar do colonizador sobre a nova terra, assim como contém observações valiosas sobre os índios, informações que nos trazem uma ideia...

    917  Palavras | 4  Páginas

  • Trabalho De Literatura

    [PROJEÇÃO E DOCÊNCIA] Contar para encantar: a contação de histórias e o ensino da literatura infanto juvenil Antônio Cézar Nascimento de Brito Resumo: Este trabalho tem como objetivos norteadores a reflexão sobre a literatura infantojuvenil e a utilização da contação de histórias como um recurso a ser utilizado pelo professor do Ensino Fundamental para tornar o ensino da literatura agradável e assim formar o leitor de literatura. A contação de histórias, como técnica milenar e artística de comunicação vem...

    8640  Palavras | 35  Páginas

  • A busca pela valorização da nacionalidade: através da literatura com base na dialética do localismo e do cosmopolitismo

    A BUSCA PELA VALORIZAÇÃO DA NACIONALIDADE: ATRAVÉS DA LITERATURA COM BASE NA DIALÉTICA DO LOCALISMO E DO COSMOPOLITISMO Jachson Melo¹ Maria do Socorro Em várias gerações de escritores, A literatura teve a preocupação com a construção de uma identidade nacional. José...

    2140  Palavras | 9  Páginas

  • Menelau e os homens

    MENELAU E OS HOMENS: DEMASIADO AMBÍGUOS PAULO ANDRÉ CORREIA Resumo Este texto apresenta uma breve leitura do livro de Dênisson Padilha Filho, Menelau e os homens (2012). O foco de análise são os cruéis ritos de passagem encenados nas duas narrativas que compõem o livro. Em Menelau e os homens, novela homônima, encena-se o ritual de Davi. Calumbi, o rito de morte de D. Emiliana, a matrona que enlouquece com a decadência de seu ambiente, uma fazenda incrustrada do sertão baiano e nordestino. Nosso...

    2856  Palavras | 12  Páginas

  • Estágio supervisionado: práticas de oralidade e literatura no ensino médio

    Oralidade e Literatura no Ensino Médio Dart Naiane¹ Resumo: O presente trabalho tem por finalidade principal, apresentar a experiência de estágio supervisionado, realizado no Centro Educacional Deocleciano Barbosa de Castro na turma do 1°Ano turma “b” turno matutino, tendo como perspectiva desenvolvimento da pesquisa “ O espaço da oralidade nas aulas de Língua Portuguesa e Literatura.”.  Entendemos que é de fundamental importância no desenvolvimento acadêmico, na formação do professor de...

    3323  Palavras | 14  Páginas

  • ad literatura

    Rio de Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Universidade do Estado do Rio de Janeiro Curso de Pedagogia para as Séries Iniciais do Ensino Fundamental Avaliação a distância 1 – 2013/2 Disciplina: Literatura na Formação do Leitor Coordenadora: Márcia Cabral Apresentamos algumas questões, visando à sistematização dos conteúdos relativos às Aulas 1 a 7. Leia os enunciados com atenção, retorne à leitura das aulas e procure desenvolver os argumentos...

    2347  Palavras | 10  Páginas

  • O LIVRO DIDATICO E A FORMACAO DO LEITOR

    TÍTULO: O LIVRO DIDÁTICO E A FORMAÇÃO DO LEITOR Rita SAMPAIO 1 RESUMO Considerando suas características materiais e mercadológicas, procuramos aproximar o livro didático como fonte privilegiada para reconstituição da história da leitura e da literatura. A pesquisa histórica tem mostrado o papel desempenhado por este material na definição dos modos de ler.Os trabalhos de Roger Chartier e Robert Darton apresentam como mudanças na produção do livro, deste como produto, vai se refletir nos...

    4371  Palavras | 18  Páginas

  • Perkins, david. história da literatura e narração (resenha)

    Identificação da Obra: PERKINS, David. História da Literatura e narração, Porto Alegre, RS. Centro de pesquisas literárias. (Título original em inglês: Narrative Literaly History e Literaly Classifications: How have they been made? In: PERKINS, David. Is Literaly History Possible? Baltimore: The Johns Hopkins University Press), 1993. Introdução: idéias principais do texto Embora admita ser incomum pensar-se a História da Literatura como narrativa, David Perkins irá tratar, no texto...

    1217  Palavras | 5  Páginas

  • Literatura nos direitos humanos

    Segundo o notório estudioso Antônio Cândido de Mello e Souza, a literatura deveria constar nos direitos humanos, pois é um bem incompressível e, como tal, se constitui em uma necessidade universal. Com base nessa proposta, em que a leitura de um texto literário contribui para o desenvolvimento humano? Ao pensarmos em literatura somos remetidos ao universo dos livros, sejam impressos ou virtuais. Em cada um destes livros podemos encontrar uma realidade, um ponto de vista igual ou diferente do nosso...

    767  Palavras | 4  Páginas

  • PERFIS DA MULHER NA LITERATURA BRASILEIRA: UMA LEITURA INTERTEXTUAL DA IDENTIDADE FEMININA

    PERFIS DA MULHER NA LITERATURA BRASILEIRA: UMA LEITURA INTERTEXTUAL DA IDENTIDADE FEMININA FRANCISCA VÃNIA ROCHA NÓBREGA – PROLING/ UFPB Considerando o que Antônio Cândido nos aponta como caminho para a análise literária, levando-se em conta o texto e o contexto, uma vez que os fatores externos, que compõem o social se integram aos fatores internos da obra, estudaremos alguns perfis femininos do imaginário de José de Alencar e Machado de Assis, observando o papel da ideologia social e familiar...

    2268  Palavras | 10  Páginas

  • Unidade e diversidade nas imagens nacionais em meu querido canibal, de antônio

    Unidade e diversidade nas imagens nacionais em Meu querido canibal, de Antônio Torres1 Juliana de Souza Gomes Nogueira2 Paulo André de Carvalho Correia3 Roberto Henrique Seidel4 RESUMO: O presente trabalho procura da conta a forma como as imagens que fixam a idéia de nação são deslocadas pelo imaginário contemporâneo. Estas imagens serão analisadas na obra Meu querido canibal, de Antônio Torres, especificamente a partir da terceira parte da narrativa. O estudo fundamenta-se em dois marcos ...

    5567  Palavras | 23  Páginas

  • Literatura infanto-juvenil

    LITERATURA INFATO-JUVENIL Uma Crítica Social Na Obra Uma História De Rabos Presos Angélio Nunes de Lima1 Rodrigo da Silva Gomes2 Waltshinei Marcolino Leite da Silva3 A literatura Infantil tem um papel importante na formação do indivíduo e no desenvolvimento da aprendizagem durante a infância, pois é um instrumento de desenvolvimento da aprendizagem e aparato para alfabetização. Neste sentido, a literatura infantil pode desenvolver uma função social, desenvolvendo o papel...

    3175  Palavras | 13  Páginas

  • PROJETO LITERATURA

    Como mediadores sentimos uma grande necessidade de encontrar caminhos que nos levem a despertar nos leitores o interesse em conhecer alguns dos vários tipos de literatura que existe, e o mais importante: despertar neles o gosto por ela e se tornar leitores de verdade. Aqueles que sentem prazer em ler, que descobrem que por meio da literatura é possível descobrir vários mundos, viajar, sonhar e viver a realidade de um mundo sem sair do lugar. Imaginar cenas, ser personagem ao mesmo tempo, sentir emoções...

    2321  Palavras | 10  Páginas

  • Análise de Antônio Cândido acerca da Literatura em um aspecto Sociológico

    Análise da visão de Antônio Cândido acerca da Literatura em um aspecto Sociológico. Resumo: A visão de Antônio Cândido é considerar que a Literatura é um direito de todos, e que deve constar nos Direitos Humanos, tornando-se uma necessidade imensurável universal. Todo ser humano deveria ter contato com a Literatura, para ampliar seus conhecimentos e por este desenvolver suas habilidades de interpretação. Antônio Cândido aponta que as interpretações de uma Obra de Arte ou uma Obra Literária ...

    770  Palavras | 4  Páginas

  • Análise dos romances “Tom Jones” de Henry Fielding e “Memórias de um Sargento de Milícias” de Manuel Antônio de Almeida

    Henry Fielding em 1749. Considerando o exposto, o objetivo a que me proponho, portanto, é determinar não apenas as semelhanças, mas também as diferenças de composição das personagens e entender o porquê delas em duas obras que estão inseridas na formação inicial do romance em seus respectivos países de origem, Inglaterra e Brasil. A primeira etapa é nos determos em uma breve reflexão sobre a obra de Fielding que, de acordo com dados, pode ter circulado por aqui antes de maio de 1817, embora esse...

    1578  Palavras | 7  Páginas

  • A formação do leitor crítico

    FORMAÇÃO DO LEITOR CRÍTICO A PARTIR DA LEITURA DO TEXTO LITERÁRIO Jerônimo Rocha Neto Universidade Potiguar j-rochaneto@hotmail.com Klebia Seliane Pereira de Souza Universidade Potiguar Klebia.souza@hotmail.com A justificativa para a permanência da Literatura no Ensino Médio está fundamentada no inciso III, art. 35 da Lei LDBEN nº 9.394/96, que aponta como objetivo o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual...

    3151  Palavras | 13  Páginas

  • Determinismo, ciência e literatura: o cortiço de aluísio azevedo

    ALGUMAS MANIFESTAÇÕES DE DETERMINISMO NO NACIONAL, A PARTIR DA LITERATURA DE ALUÍSIO DE AZEVEDO E A “CIÊNCIA” DE NINA RODRIGUES Introdução – Noção de determinismo Segundo a enciclopédia digital Wikipédia, determinismo “é a teoria filosófica de que todo acontecimento (inclusive o mental) é explicado pela determinação, ou seja, por relações de causalidade[1]”. Dentre seus tipos, o mais famoso seria o ambiental ou geográfico em que viceja a “concepção segundo a qual o meio ambiente define...

    2377  Palavras | 10  Páginas

tracking img