Análise Do Livro Doze Reis E A Moça Do Labirinto Do Vento artigos e trabalhos de pesquisa

  • Resenha - A Moça Tecelã

    Resenha – A Moça Tecelã Autora: Marina Colasanti Título: A Moça Tecelã Livro: Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento Editora: Global Editora, Rio de Janeiro Ano: 2000 Marina Colasanti (1937) nasceu em Asmara, Etiópia, e morou 11 anos na Itália e desde então vive no Brasil. Publicou vários livros de contos, crônicas, poemas e histórias infantis.  Recebeu o Prêmio Jabuti com Eu sei, mas não devia e também por Rota de Colisão.  Contamos aqui a estória de uma jovem senhorita, que...

    555  Palavras | 3  Páginas

  • Análise do livro ana z, aonde vai você?

    dos caminhos para Ana Z 15 15 16 25 28 34 36 3. NOVOS CAMINHOS SE ABREM 3.1- Mas um conto é apenas um conto, que eu conto, reconto e transformo em outro conto 3.2- O tempo correu seus anos 3.3- Caso com aquele que souber me encontrar 3.4-.... a moça contava para as flores aquilo que lhe ia na alma 3.5- Palavras Aladas 39 39 42 49 53 63 11 1 3.6- Onde os oceanos se encontram 3.7- O rosto atrás do rosto 3.8- Uma ponte entre dois reinos 68 81 92 4. NESTE MUNDO OU NOS OUTROS ...

    43229  Palavras | 173  Páginas

  • O beijo da mulher aranha / A moça tecelã

    Existem várias passagens do filme que mostram a inter-relação dos personagens com o mundo real e a ficção, como quando Molina conta seus filmes a Valentin, numa narrativa embutida, exemplo clássico de “filme dentro do filme”. b) A moça tecelã Na obra “A moça tecelã”, Marina Colasanti utiliza-se da fábula para nos apresentar uma mulher independente que vive uma vida simples e feliz. Essa personagem não possui maldade em seu coração, tão pouco ganância, sendo capaz através da prática com o tear...

    721  Palavras | 3  Páginas

  • literatura

    1° Etapa O que é Literatura Infanto-Juvenil e sua função. Após realização da pesquisa de campo. proposta nesta etapa, e a execução de leituras dos capítulos 1,2 e 3 do livro texto, observei que a Literatura Infanto-Juvenil desempenha os mais diversos “papeis” sociais, que vão do lingüísticos ao psicológico, do interacional ao pedagógico, tornando-se, neste sentido, instrumental indispensável ao processo de desenvolvimento do pensamento reflexivo de aquisição da cidadania plena, de aprofundamento...

    2180  Palavras | 9  Páginas

  • Livros infantis

    Os 55 melhores livros ... http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI4895-10534,00-OS+MELHORES+LIVROS+PARA+SEU+FILHO.html Os livros infantis divertem, emocionam, inspiram. Escolher os melhores para ler com o filho, ou para ele se aventurar sozinho, está longe de ser uma tarefa simples. Todos os anos são lançados, em média, 2 mil títulos. (Até que não fazemos feio para uma nação que lê pouco. Nos Estados Unidos, cerca de 4 mil títulos infantis saem das editoras por ano.) Essa avalanche...

    5274  Palavras | 22  Páginas

  • Analise de poemas do castro alves

    ANÁLISE DE - NAVIO NEGREIROS E OUTROS POEMAS Antônio Frederico de CASTRO ALVES Nasceu, em 1847, na fazenda Cabaceiras, município de Muritiva, BA, e faleceu em Salvador em 1871, de tuberculose. Depois dos estudos preparatórios em Salvador, vai, em 1862, para Recife em cuja Faculdade de Direito ingressa em 1864, sendo colega do líder estudantil Tobias Barreto. Reforça a incipiente campanha liberal-abolicionista. Não se destaca pela aplicação aos estudos. Faz-se orador e poeta. Em 1868...

    29929  Palavras | 120  Páginas

  • O morro dos ventos uivantes

    O Morro dos Ventos Uivantes Romântico ou Vitoriano? São Paulo 2004 Universidade Paulista – UNIP Instituto de Ciências Sociais e Comunicação Curso de Letras – Licenciatura Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Trabalho de Conclusão...

    11384  Palavras | 46  Páginas

  • trabalho

    A AUTORA. Antes de você iniciar a leitura das histórias do livro Doze reis e a moça no labirinto do vento, saiba um pouco sobre a autora e também ilustradora, Marina Colasanti, nascida na Asmara, na Etiópia , hoje Eritréia, em 1937. Viveu sua infância na África e na Itália, onde morou 11 anos. Chegou ao Brasil em 1948, e sua família se radicou no Rio de Janeiro, onde reside desde então. Entre romances para jovens e adultos, livros de contou e poesias, Marina Colasanti já publicou mais de 40...

    2530  Palavras | 11  Páginas

  • ricardo reis, poeta das odes

    CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS (MESTRADO) ANAMÉLIA RODRIGUES MARQUIS MASSUCATO RICARDO REIS E O MUNDO: O POETA DAS ODES E A PERSONAGEM DE O ANO DA MORTE DE RICARDO REIS MARINGÁ - PR 2006 2 ANAMÉLIA RODRIGUES MARQUIS MASSUCATO RICARDO REIS E O MUNDO: O POETA DAS ODES E A PERSONAGEM DE O ANO DA MORTE DE RICARDO REIS Dissertação apresentada à Universidade Estadual de Maringá, como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Letras...

    53404  Palavras | 214  Páginas

  • casos religiosos

    Visitante! Faça seu login ou cadastre-se. Acompanhe seu pedidoNossas lojas Todo o site Enviar 0 Item R$ 0,00 Cesta de compras Busca avançada Todo o site em 10x Sem Juros - Clique e confira o regulamento Home » Livro » Descrição » MOÇA TECELA, A MOÇA TECELA, A Formato: Livro Autor: COLASANTI, MARINA Ilustrador: VARGAS, DEMOSTENES Ilustrador: IRMAS DUMONT Idioma: PORTUGUES Coleção: MARINA COLASANTI Editora: GLOBAL EDITORA Assunto: INFANTO-JUVENIS - LITERATURA INFANTIL R$ 35,00 ou...

    1130  Palavras | 5  Páginas

  • Marina Colasanti

    ela se devotou ao universo literário e lançou sua primeira obra, Eu Sozinha, em 1968. Desde então ela publicou mais de 30 livros, entre histórias voltadas para o público infantil e os enredos direcionados aos adultos. Marina escreveu poesias, lançando seu primeiro volume poético, Cada Bicho seu Capricho, em 1992. Dois anos depois ela ganhou o Prêmio Jabuti de Poesia pelo livro Rota de Colisão, de 1993. Sua obra infantil também foi contemplada por esta premiação, conquistada por Ana Z Aonde Vai Você...

    723  Palavras | 3  Páginas

  • 194 817 1 PB

    em suas obras a constante referência aos temas discutidos pelos grupos feministas da época e o forte movimento de desestabilização de antigos padrões e de proposta de possibilidades ainda pouco aceitas para as mulheres brasileiras. Em seu terceiro livro de miniÞcção, Contos de amor rasgados, de 1986, tais características se acentuam, à medida que o diálogo paródico, a intertextualidade, a ironia, o humor e os Þnais surpreendentes e abertos atacam a tradição e deslocam para o centro da narrativa a...

    6076  Palavras | 25  Páginas

  • Educação

    Infantil » Coleções » Marina Colasanti faixa etária a partir de 10 anos Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento Autora / Ilustradora: Marina Colasanti O livro Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento reúne treze contos que, embora escritos em uma época marcada pela velocidade e pelo mundo virtual, traz à tona o encantamento dos contos de fada. No meio da noite de núpcias, o rei acordou...; Vencedor de tantas guerras, o guerreiro das Tendas de Ferro apossou-se daquele reino... Os personagens...

    2004  Palavras | 9  Páginas

  • Análise da obra O Morro dos Ventos Uivantes

    Campus Bagé Curso de LICENCIATURA EM Letras DISCIPLINA DE ESTUDOS LITERÁRIOS II PROFª LUCIA MARIA BRITTO CORREA Emili Leite Peruzzo Análise da obra O Morro dos Ventos Uivantes Bagé, 26 de abril de 2013. Análise da Obra “O Morro dos Ventos Uivantes”. Este trabalho visa analisar a obra O Morro dos Ventos Uivantes escrito por Emily Brontë, publicada em 1847. Por ser uma obra polêmica, não foi bem recebida pela sociedade inglesa da época. Vários anos após sua publicação...

    2350  Palavras | 10  Páginas

  • Analise literária livro Senhora

    psicológico em Senhora coloca uma questão central para o romance realista, contextualizado no mundo capitalista e burguês: a questão do dinheiro, da necessidade de 'subir na vida', em oposição ao ideal da realização amorosa. Vamos iniciar a nossa análise observando como se coloca o narrador perante a história e tentando compreender o seu ponto de vista diante dos personagens que a vivem. Observe que Aurélia Camargo, a protagonista do romance, é idealizada como uma rainha, como uma heroína romântica...

    2645  Palavras | 11  Páginas

  • Analise do filme "o nome da rosa"

    UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ DISCIPLINA: Latim MEDIADORA: Rosângela Costa da Silva ACADÊMICA: Shirley Kelly Mendonça Paula ANÁLISE DO FILME “O NOME DA ROSA” O filme "O Nome da Rosa" se passa num mosteiro controlado pelos Beneditinos, na Itália medieval (1327), que recebe a visita de Franciscanos e representantes do Papa para uma conferência, onde decidiriam se a igreja católica deveria doar parte de suas riquezas aos menos favorecidos ou não. O frei franciscano William de Baskerville e Adso...

    1219  Palavras | 5  Páginas

  • Ensaio sobre a Cegueira - análise do livro

    18 1. Apresentação do tema Análise do livro “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, contendo, apresentação da biografia do autor, suas influencias teóricas e temas trabalhados pelo autor na obra. A apresentação da leitura e as características da obra, como também a elaboração textual com base na questão sugerida. 2. Justificativa Análise do livro “ensaio sobre a cegueira” para reflexão acerca do livro lido, apresentando assim uma visão...

    2696  Palavras | 11  Páginas

  • Marina colassante

    Ingressou no Jornal do Brasil em 1962, como redatora do Caderno B. Desenvolveu as atividades de: cronista, colunista, ilustradora, sub-editora, secretária de texto. Foi também editora do Caderno Infantil do mesmo jornal. Participou do Suplemento do Livro com numerosas resenhas. No mesmo período editou o Segundo Tempo, do Jornal dos Sports. Assinou seções nas revistas: Senhor, Fatos & Fotos, Ele e Ela, Fairplay, Claudia e Joia. Em 1976 ingressou na Editora Abril, na revista Nova, da qual já era...

    1421  Palavras | 6  Páginas

  • romanceiro da inconfidência-resumo e análise

    Romanceiro da Inconfidência - resumo e análise da obra de Cecília Meireles Inspirada por uma visita a Ouro Preto, Cecília Meireles compôs esse poema de temática social, que evoca a luta pela liberdade no Brasil do século XVIII e incorpora elementos dramáticos, épicos e líricos Fruto de longa pesquisa histórica, Romanceiro da Inconfidência é, para muitos, a principal obra de Cecília Meireles. Nesse livro, por meio de uma hábil síntese entre o dramático, o épico e o lírico, há um retrato da sociedade...

    1549  Palavras | 7  Páginas

  • ´Resenha do livro Os Lusíadas

    Invocação, Dedicatória, Narração e Epílogo. Na Proposição — que aparece no Canto I, da primeira à terceira estrofe —, o autor nos apresenta o tema de seu poema: a viagem de Vasco da Gama às Índias e as glórias do povo português, comandado por seus reis, que espalharam a fé cristã pelo mundo. A segunda parte – também no Canto I, quarta e quinta estrofes – consiste na invocação das musas do rio Tejo, as Tágides. Essa é mais uma indicação de que Camões retirou seu modelo da cultura greco-latina. ...

    1657  Palavras | 7  Páginas

  • A eterna normalista: labirintos da formação de professore(as) ruralistas em juazeiro do norte (ce)

    A ETERNA NORMALISTA: labirintos da formação de professores(as) ruralistas em Juazeiro do Norte (CE). Pedro Ferreira Barros[1] RESUMO Mais que uma simples tarefa de recordação, o resgate da história de vida cotidiana pessoal, familiar, escolar, profissional, requer que se lance mão da memória como fator dinâmico na interação entre o passado e o presente; significa olhar para as experiências do passado e repensá-las com imagens e idéias de hoje, refazê-las, reconstruí-las...

    6311  Palavras | 26  Páginas

  • O Livro Do Amor

    02 O Livro do Amor Tradução de Alyda Sauer 2009 Rocco Escaneado, Formatado e Revisado Por: Este é para Easa O mundo nunca valeu tanto como no dia em que o Cântico dos Cânticos foi dado ao povo; pois todas as escrituras são sagradas, mas o Cântico dos Cânticos é a mais sagrada de todas. - Rabino Akiva, século I d.C. No princípio, Deus criou o céu e a terra. Mas Deus não era um ser único, não reinava sozinho no universo. Ele governava com sua companheira, sua amada. Assim, no primeiro livro de Moisés...

    170145  Palavras | 681  Páginas

  • Análise comparativa

    anos, seriam seis horas da tarde, dirigi-me ao Rocio para tomar o ônibus de Andaraí. Sabe que sou o homem menos pontual que há neste mundo; entre os meus imensos defeitos e as minhas poucas qualidades, não conto a pontualidade, essa virtude dos reis e esse mau costume dos ingleses. Entusiasta da liberdade, não posso admitir de modo algum que um homem se escravize ao seu relógio e regule as suas ações pelo movimento de uma pequena agulha de aço ou pelas oscilações de uma pêndula. Tudo...

    11853  Palavras | 48  Páginas

  • mitos gregos

    . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 As aventuras de Hércules . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28 – O nascimento e a primeira façanha do herói . . . . . . . . . . . .28 – Os doze trabalhos de Hércules – I . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .32 – Os doze trabalhos de Hércules – II . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36 A guerra de Tróia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39 – As origens da guerra de Tróia . . . . . . . . ....

    33549  Palavras | 135  Páginas

  • mitos gregos

    . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 As aventuras de Hércules . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28 – O nascimento e a primeira façanha do herói . . . . . . . . . . . .28 – Os doze trabalhos de Hércules – I . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .32 – Os doze trabalhos de Hércules – II . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36 A guerra de Tróia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39 – As origens da guerra de Tróia . . . . . . . . ....

    33549  Palavras | 135  Páginas

  • Livro de enoque

    O Livro de Enoque (Tradução livre para a língua portuguesa por Elson C. Ferreira, Curitiba/Brasil, 2003) Capítulo 1 1 As palavras das bênçãos de Enoque, com as quais ele abençoou os eleitos e os justos, os quais devem existir nos tempos da tribulação, rejeitando toda iniquidade e mundanismo. Enoque, um homem justo, o qual estava com Deus, respondeu e falau com Deus enquanto seus olhos estavam abertos, e enquanto via uma santa visão dos céus. Isto os anjos me mostraram. 2 Deles eu ouvi...

    36211  Palavras | 145  Páginas

  • Litertura

    A moça tecelã. É a história de uma jovem que tinha como ofício tecer. Ela tecia os dias, as estações do ano, a comida, tudo de que precisava. Sentindo-se sozinha, certo dia, resolveu tecer um marido. Acreditava que havia achado a felicidade. Mas o homem era cheia de vontades. Ganancioso,exigente, obrigava a moça a tecer riquezas e nunca estava satisfeito. Certa noite, a moça tecelã resolveu desfazer-se daquilo que a incomodava: o marido e tudo o mais que ele desejou. Assim, o conflito foi...

    867  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento da obra trabalhos e os dias de hesiodo

    . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 As aventuras de Hércules . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28 – O nascimento e a primeira façanha do herói . . . . . . . . . . . .28 – Os doze trabalhos de Hércules – I . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .32 – Os doze trabalhos de Hércules – II . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36 A guerra de Tróia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39 – As origens da guerra de Tróia . . . . . . . . ....

    33298  Palavras | 134  Páginas

  • Livro de Enoque (Por Teólogos)

    O Livro de Enoque (Tradução livre para a língua portuguesa por Elson C. Ferreira, Curitiba/Brasil, 2003) Capítulo 1 1As palavras das bênçãos de Enoque, com as quais ele abençoou os eleitos e os justos, os quais devem existir nos tempos da tribulação, rejeitando toda iniquidade e mundanismo. Enoque, um homem justo, o qual estava com Deus, respondeu e falau com Deus enquanto seus olhos estavam abertos, e enquanto via uma santa visão dos céus. Isto os anjos me mostraram. 2Deles eu ouvi todas as...

    37153  Palavras | 149  Páginas

  • Livro de enoch

    O LIVRO DE ENOQUE O livro de Enoch é um texto apócrifo que é mencionado por algumas cartas do Novo Testamento (Judas, Hebreus e 2ª de Pedro). Até a elaboração da Vulgata, por volta do ano 400, os primeiros seguidores de Cristo o mencionavam abertamente em seus textos e o aceitavam como real. Após a Vulgata ele caiu no esquecimento. Entretanto, o livro é muito interessante e parece real. O livro de Enoch foi preservado somente em uma cópia, na totalidade, em etíope e, por esta razão,...

    35067  Palavras | 141  Páginas

  • mitos gregos

    . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 As aventuras de Hércules . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28 – O nascimento e a primeira façanha do herói . . . . . . . . . . . .28 – Os doze trabalhos de Hércules – I . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .32 – Os doze trabalhos de Hércules – II . . . . . . . . . . . . . . . . . . .36 A guerra de Tróia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39 – As origens da guerra de Tróia . . . . . . . . ....

    33549  Palavras | 135  Páginas

  • O livro de Enoque

    O Livro de Enoque (Tradução livre para a língua portuguesa por Elson C. Ferreira, Curitiba/Brasil, 2003)   Capítulo 1 1As palavras das bênçãos de Enoque, com as quais ele abençoou os eleitos e os justos, os quais devem existir nos tempos da tribulação, rejeitando toda iniquidade e mundanismo. Enoque, um homem justo, o qual estava com Deus, respondeu e falau com Deus enquanto seus olhos estavam abertos, e enquanto via uma santa visão dos céus. Isto os anjos me mostraram. 2Deles eu ouvi todas...

    37137  Palavras | 149  Páginas

  • O Livro de Enoch

    O Livro de Enoque (Tradução livre para a língua portuguesa por Elson C. Ferreira, Curitiba/Brasil, 2003) CAPÍTULO 1 1As palavras das bênçãos de Enoque, com as quais ele abençoou os eleitos e os justos, os quais devem existir nos tempos da tribulação, rejeitando toda iniquidade e mundanismo. Enoque, um homem justo, o qual estava com Deus, respondeu e falou com Deus enquanto seus olhos estavam abertos, e enquanto via uma santa visão dos céus. Isto os anjos me mostraram. 2Deles eu ouvi...

    37246  Palavras | 149  Páginas

  • resenha do livro

    gerações, são narrativas; a Bíblia - livro que condensa história, filosofia e dogmas do povo cristão - compreende muitas narrativas: da origem do homem e da mulher, dos milagres de Jesus etc. Modernamente, poderíamos citar um sem-número de narrativas: novela de TV, filme de cinema, peça de teatro, notícia de jornal, gibi, desenho animado ... Muitas sào as possibilidades de narrar, oralmente ou por escrito, em prosa ou em verso, usando imagens ou não. Neste livro, porém, iremos no5 deter nas narrativas...

    16957  Palavras | 68  Páginas

  • resumo de livros literários

    Inocência, de Visconde de Taunay Análise da obra Taunay tinha um agudo senso de observação e análise, aliado a uma vivência riquíssima da paisagem e da História do Brasil. Foi um dos primeiros prosadores brasileiros a emprestar a linguagem coloquial regional em suas obras. Na época em que o autor se inspirava para escrever Inocência, publicado em 1872, acontecia no país a aprovação da Lei do Ventre Livre, onde todos os filhos de negros que nascessem à partir daquela data seria livre da escravidão...

    12285  Palavras | 50  Páginas

  • Livro Mem Rias Setimentais De Jo O Miramar Serafim Ponte Grande Oswald De Andrade

    Civilização brasileira. [1971] "Editado em convênio com o Instituto Nacional do Livro — MEC". I. Brasil. Instituto Nacional do Livro ed. II. Série. III. Título. IV. Título: Serafim Ponte Grande. [Nome completo: José Oswald de Souza Andrade] CDD — B869.34 OSWALD DE ANDRADE Obras Completas II. Memórias Sentimentais de João Miramar 3ª edição Serafim Ponte Grande 2ª edição (Em convênio com o Instituto Nacional do Livro — MEC.) 1971 Impresso no Brasil Printed in Brazil Obras Completas de Oswald de...

    55816  Palavras | 224  Páginas

  • Análise semiótica das obras de jean marc nattier

    Através de uma análise mais profunda pode-se perceber certa semelhança e uma intenção de relacionar as filhas do rei às Deusas romanas que representam estes mesmos elementos. Forma de análise O percurso para a análise se seguirá da seguinte forma: as obras uma a uma serão analisadas em um primeiro momento pela identificação dos elementos que compõem a cena, em seguida consideraremos uma perspectiva mais abstrata do que a composição representa. Logo, ao final das analises individuais, faz-se...

    1958  Palavras | 8  Páginas

  • Os Lusíadas - Resumo do Livro

    3 Dinastia de Borgonha 4.3.4 Inês de Castro 4.3.5 D. Fernando 4.4 Canto IV 4.4.1 Batalha de Aljubarrota 4.4.2 Expansão portuguesa 4.4.3 O velho do restelo 4.5 Canto V 4.5.1 Fernão Veloso 4.5.2 O Adamastor 4.6 Canto VI 4.6.1 Os doze de Inglaterra 4.6.2 A tempestade 4.7 Canto VII 4.8 Canto VIII 4.8.1 Painel da história de Portugal 4.8.2 Tratado com o Samorim 4.9 Canto IX 4.9.1 A Ilha dos Amores 4.10 Canto X 4.10.1 A profecia da Sirena 4.10.2 A máquina do mundo...

    7885  Palavras | 32  Páginas

  • Livro Lidos No Ano De 2012

    SETEMBRO – Livro City Of Fallen Angels (The Mortal Instruments #04) - Cassanda Clare; Livro – A mão Esquerda de Deus – Paulo Hoffman; Livro Guerra dos tronos 2 – A fúria dos reis; Livro - Patrick Rothfuss - O Nome do Vento; Livro – O Trono de Fogo – Rick Riordan; Livro Guerra dos tronos 3; OUTUBRO – Livro Cinda Chima - O Herdeiro Guerreiro (1); Livro - Cinda Chima - O Herdeiro Mago (2) Livro - Cinda Chima - O Herdeiro Dragão (3) Livro – As Ultimas quatro coisas – Paul Hoffman; Livro – Assassino...

    2330  Palavras | 10  Páginas

  • livro O Poder da Honra Livro 1

    O PODER DA HONRA A REDENÇÃO Livro 1 William R. Silva 1ª Edição Porto Alegre 2014 Senda Literária Copyright © William R. Silva 2014 Capa Primeira Revisão Projeto Gráfico e Diagramação Impressão de Miolo e Capa Denis Lenzi Samuri Jose Prezzi giselle Jacques Letras e Versos Todos os direitos reservados e protegidos, de acordo com a Lei 9.610 de 19/02/1998. Impresso no Brasil. Dados Internacionais de Catalogação da Publicação (CIP) P8531 Silva, William R. O Poder Da Honra - A Redenção...

    118957  Palavras | 476  Páginas

  • Projeto contos de fadas

    uso do cantinho da leitura; • Ampliar o conhecimento sobre o gênero analisando bons modelos de diversos estilos de contos de fadas. 3 METODOLOGIA • Aula expositiva; • Teatro com fantoches; • Cantinho da leitura. 4 RECURSOS DIDÁTICOS • Livros de diferentes estilos de contos de fadas; • Papel madeira; • CD; • Tesoura, fita adesiva, EVA e folhas de ofício. 5 AVALIAÇÃO A avaliação será feita através da participação dos alunos e integração dos mesmos, avaliando a capacidade de verbalização...

    717  Palavras | 3  Páginas

  • Análise Literária

    oriunda de diferente formação profissional de base, permitindo um passo significativo em minha carreira acadêmica. À professora e orientadora Ana Maria Lisboa de Mello, que descortinou as possibilidades da aplicação da crítica do imaginário à análise literária e que, a cada orientação, se constituía em um novo desafio para busca do aprofundamento do texto. Pela disponibilização de sua qualificada biblioteca particular. Às professoras Maria do Carmo Campos e Gilda Neves Bittencourt, pelo incentivo...

    111998  Palavras | 448  Páginas

  • Modernismo no Brasil (com poemas e análises)

    Mário de Andrade, Manuel Bandeira, Alcântara Machado, Menotti del Picchia, Raul Bopp, Ronald de Carvalho e Guilherme de Almeida. Mário de Andrade Mário de Andrade (1893-1945) foi um escritor brasileiro. Publicou "Pauliceia Desvairada" o primeiro livro de poemas da primeira fase do Modernismo. Estudou música no Conservatório de São Paulo. Foi crítico de arte em jornais e revistas. Teve papel importante na implantação do Modernismo no Brasil. Foi amigo inseparável de Anita Malfatti e Oswald de Andrade...

    6178  Palavras | 25  Páginas

  • Narrador

    Não teve tempo de se levantar. Ela já desfazia o desenho escuro dos sapatos, e ele viu seus pés desaparecendo, sumindo as pernas. Rápido, o nada subiu-lhe pelo corpo, tomou o peito aprumado, o emplumado chapéu. (COLASANTI, Marina. Doze reis e a moça no labirinto do vento) Narrador: Narrador Extradiegético, o narrador não tem papel algum durante a narração e é apenas pressuposto. TEXTO 4 Chinelos, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água, espuma, creme de barbear, pincel...

    1588  Palavras | 7  Páginas

  • Romanceiro da Inconfidência - resumo e análise da obra de Cecília Meireles

    Romanceiro da Inconfidência - resumo e análise da obra de Cecília Meireles Inspirada por uma visita a Ouro Preto, Cecília Meireles compôs esse poema de temática social, que evoca a luta pela liberdade no Brasil do século XVIII e incorpora elementos dramáticos, épicos e líricos Fruto de longa pesquisa histórica, Romanceiro da Inconfidência é, para muitos, a principal obra de Cecília Meireles. Nesse livro, por meio de uma hábil síntese entre o dramático, o épico e o lírico, há um retrato da sociedade...

    6071  Palavras | 25  Páginas

  • Livro a Cronica de Narnia

    7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. O QUADRO A BORDO DO PEREGRINO DA ALVORADA AS ILHAS SOLITÁRIAS UMA VITÓRIA DE CASPIAN A TEMPESTADE AS AVENTURAS DE EUSTÁQUIO COMO TERMINOU A AVENTURA DOIS SÉRIOS PERIGOS A ILHA DAS VOZES O LIVRO MÁGICO OS ANÕEZINHOS DO MÁGICO A ILHA NEGRA OS TRÊS DORMINHOCOS O PRINCÍPIO DO FIM DO MUNDO AS MARAVILHAS DO MAR DERRADEIRO O FIM DO MUNDO __________________________________ C.S.Lewis – Crônicas de Nárnia – Vol. V 3 1 O QUADRO ...

    49148  Palavras | 197  Páginas

  • Ricardo Reis

    canteiros  O Fado nos dispõe, e ali ficamos;  Que a Sorte nos fez postos  Onde houvemos de sê-lo.  Não tenhamos melhor conhecimento  Do que nos coube que de que nos coube.  Cumpramos o que somos.  Nada mais nos é dado.  Ricardo Reis, in "Odes"  Análise: 3 quadras; 1os dois versos de cada estrofe são decassílabicos e os dois últimos são hexassílábicos. A rima, na primeira estrofe é interpolada e emparelhada, e na restantes estrofes é irregular. ________________________________________________ ...

    853  Palavras | 4  Páginas

  • Nos Labirintos De Eco

    Nos labirintos de Eco Autor: Orlando Fedeli  “Di fronte a un libro non dobbiamo chiedere cosa dica, ma cosa vuol dire” (Umberto Eco, Il Nome della Rosa) INTRODUÇÃO 1 – Obrigações do intérprete e intenções do autor 2 – Eco quis iludir a grande massa de seus leitores 3 – Selecionando os leitores 4 – O público visado: umas sete pessoas 5 – Pode uma obra-aberta conter uma determinada mensagem? 6 – A mensagem escondida em um labirinto 7 – O romance como fato cosmológico 8 – A gênese de “O Nome da Rosa”...

    46900  Palavras | 188  Páginas

  • resumo do livro mar morto jorge amado

    do mar. Guma, com o tempo, tomou conta do saveiro chamado Valente. A fama de Guma no cais ocorreu em uma noite de tempestade, onde Guma, com o seu Valente, salvou um navio (Canavieiras) que iria naufragar. Depois disso, Guma conheceu Lívia, uma das moças mais bonitas do cais, casou-se com ela e foram morar com Seu Francisco, onde ao lado deles foram morar Rufino (um grande amigo de Guma) e Esmeralda. Viviam muito bem, até que Guma envolveu-se com Esmeralda que o perseguia, Rufino descobriu, matou...

    1937  Palavras | 8  Páginas

  • Livro de literatura portuguesa

    5790 - Bloco 40 - Campus Universitário 87020-900 - Maringá - Paraná Fone: (0xx44) 3011-4103 / Fax: (0xx44) 3011-1392 http://www.eduem.uem.br / eduem@uem.br S umário Sobre as autoras >5 Apresentação da coleção >7 Apresentação do livro >9 Introdução > 11 Capítulo 1 Época medieval: cantigas trovadorescas – líricas e satíricas > 15 Capítulo 2 Humanismo: Gil Vicente > 55 Capítulo 3 Classicismo: Camões lírico e épico > 73 Capítulo 4 Outros autores importantes ...

    58988  Palavras | 236  Páginas

  • exercicios lit do livro cereja

    LITERATURA- livro do Cereja Trecho de “O Guarani” Mas o inimigo caiu no meio deles, subitamente, sem que pudessem saber se tinha surgido no seio da terra, ou se tinha descido das nuvens. Era Peri. Altivo, nobre, radiante da coragem invencível e do sublime heroísmo de que já dera tantos exemplos, o índio se apresentava só em face de duzentos inimigos fortes e sequiosos de vingança. [...] Passado o primeiro...

    2095  Palavras | 9  Páginas

  • Livro Das Mil E Uma Noites Vol

    gráfico Raul Loureiro Claudia Warrak Produção para ebook S2 Books Dados Internacionais de Catalogação na Publicação [cip] Câmara Brasileira do Livro, sp, Brasil Livro das mil e uma noites, volume i: ramo sírio / Anônimo; [introdução, notas, apêndice e tradução do árabe: Mamede Mustafa Jarouche.] – 3 ed. São Paulo: Globo, 2006 952 kb; ePUB isbn 978-85-250-5246-9 O livro das mil e uma noites - volume 1 (epub) 1. Contos árabes 2. Fábulas orientais 3. Fábulas orientais – História e crítica i. Jarouche, Mamede...

    181967  Palavras | 728  Páginas

  • Livro : dragões de eter vol 1

    aconteceu. Por ocasião desta segunda e especial edição de Dragões de Éter - Caçadores de Bruxas, cá estou eu pra confessar que, ao conhecer o universo literário criado por Raphael Draccon, a sensação que tive não foi diferente da escrita acima. Este livro, de cuja primeira edição eu tive o prazer de também ter sido o editor, guarda a iniciação em um mundo fantástico de analogias e referências capaz de surpreender qualquer leitor, seja ele cético ou espiritualista, jovem ou velho. E a surpresa é ainda...

    136879  Palavras | 548  Páginas

  • Roteiro do livro senhora de josé de alencar

    Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas Senhora José de Alencar Um Roteiro feito por Bruna dos Reis Carla Dandara Fernanda Freitas Lais Almeida Ludmila Brito Marine Gabriela Maiana Silva Mariane Silva Paloma Silva Priscila Santos Rosiane Thais Lima Salvador, 09 de Outubro de 2012 Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas Disciplina: Redação Docente: Adriana Malaquias Ano: 2° ano do Ensino Médio E Sala: 25 Senhora se divide em...

    13292  Palavras | 54  Páginas

  • Livro a paixão no banco dos réus

    célebres: de Pontes Visgueiro a Pimenta Neves 3a edição 2007 http://groups.google.com/group/digitalsource ISBN 978-85-020-6146-0 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Eluf, Luiza Nagib A paixão no banco dos réus : casos passionais célebres: de Pontes Visgueiro a Pimenta Neves / Luiza Nagib Eluf. — 3. ed. — São Paulo : Saraiva, 2007. 1. Crimes passionais - Brasil 2. Julgamentos...

    66912  Palavras | 268  Páginas

  • Livro são bernardo

    São Bernardo Graciliano Ramos Capítulo um Antes de iniciar este livro, imaginei construí-lo pela divisão do trabalho. Dirigi-me a alguns amigos, e quase todos consentiram de boa vontade em contribuir para o desenvolvimento das letras nacionais. Padre Silvestre ficaria com a parte moral e as citações latinas; João Nogueira aceitou a pontuação, a ortografia e a sintaxe; prometi ao Arquimedes a composição tipográfica; para a composição literária convidei Lúcio Gomes de Azevedo Gondim, redator...

    36214  Palavras | 145  Páginas

  • A garota da terra do vento

    EMERSO 1 – Nihal della Terra del Vento Direitos para a língua portuguesa reservados com exclusividade para o Brasil à EDITORA ROCCO LTDA. Av. Presidente Wilson, 231 – 8º andar 20030-021 – Rio de Janeiro – RJ Tel.: (21) 3525-2000 – Fax: (21) 3525-2001 rocco@rocco.com.br www.rocco.com.br Conversão para E-book Freitas Bastos CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE. SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. T764g Troisi, Licia, 1980A garota da Terra do Vento [recurso eletrônico] / Licia Troisi;...

    97541  Palavras | 391  Páginas

  • Análise de O Desertor, de Silva Alvarenga

    agricultura. Alastram-se, assim, as influências do pensamento burguês. A fé perde seu reinado para a racionalidade pela adoção por parte de grandes filósofos como Descartes, Voltaire, Diderot, Rosseau e Montasquieu, da razão como parâmetro de análise das crenças tradicionais, as opiniões políticas e a organização social. Assim o ser humano seria guiado pela razão e pela ciência, as luzes que o afastaria da ignorância e do obscurantismo que predominavam os séculos anteriores. Por isso a luz...

    8538  Palavras | 35  Páginas

  • Análise interpretativa do romance alice no país das maravilhas

    Análise interpretativa do romance Alice no País das Maravilhas Resumo Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll, é um romance inglês moderno extremamente complexo que propõe as mais variadas interpretações por abordar em seu contexto assuntos de diferentes temáticas. Através deste artigo, por meio de uma pesquisa bibliográfica, pretende-se fazer uma análise de caráter interpretativo do romance Alice no País das Maravilhas. Palavras-chave: Alice no País das Maravilhas. Lewis Carroll...

    3444  Palavras | 14  Páginas

  • Uma questão de gênero: representações da condição feminina nos contos tradicionais e contemporâneos

    a baixela e as escadas, que esfregava a alcova da senhora, assim como as de suas filhas; ela dormia no ponto mais alto da casa, num sótão, numa miserável enxerga (...)”. Desse modo, estas representações subservientes do papel feminino como o da moça que sempre obedece sem questionar, que cuida da casa, que necessita de dons para ser uma pessoa especial passam a figurar no subconsciente infantil esperando o momento certo para emergir. E essa é uma das formas em que vão se perpetuando as práticas...

    2971  Palavras | 12  Páginas

tracking img