Análise Do Conto A Fronteira De Miguel Torga artigos e trabalhos de pesquisa

  • O fio do mistério no conto “teia de aranha” de miguel torga

    MISTÉRIO NO CONTO “TEIA DE ARANHA” DE MIGUEL TORGA[1] ADILSON SILVA DE JESUS[2] ADRIANA SOUZA SANTANA[3] Resumo: Miguel Torga é um escritor português, nascido em San Martinho de Anta, Vila Real. Apresenta uma obra vasta repleta de simbologia bíblica e ligada à sua terra natal. A criação literária de Torga se destaca pelo conteúdo de uma literatura feita de humanismo. Escreveu poesias, romances, peças, ensaios e contos. O presente artigo busca apresentar alguns aspectos da obra de Torga através...

    3056  Palavras | 13  Páginas

  • As características da mulher no conto Maria Lionça

    As características da mulher no conto Maria Lionça1 Licia Carneiro Silva2 O título desta breve análise tem por objetivo mostrar a construção da personificação, as características da mulher dentro do contexto do conto “Maria Lionça” de Miguel Torga, escritor que nasceu em 12 de agosto de 1907, em S. Martinho de Anta, Vila Real, conselho de Sabrosa Trás os Montes, aldeia onde cresceu, homem que mais tarde seria reconhecido mundialmente. Mudou-se para o Brasil ainda menino, aos 12 anos, por causa...

    3069  Palavras | 13  Páginas

  • Análise dos contos de miguel torga

    LITERATURA PORTUGUESA III Catiano Ferreira de Lima Polo de Araruna Análise dos contos “Mago” e “Madalena” de Miguel Torga Os contos “Mago” e “Madalena” fazem parte do conjunto de obras de um dos mais importantes poetas e escritores portugueses do século XX, Miguel Torga. Assim como as demais obras de Torga, os contos “Mago” e “Madalena” alcançam o caráter humanista. Obras pertencentes ao Neo-Realismo português, estes contos, apresentam em suas características parte das características totais...

    997  Palavras | 4  Páginas

  • Análise do conto a fronteira de miguel torga

    Análise do Conto: «Fronteira» Miguel Torga [pic] [pic] Docente: Magda Esteves Acção: Acção principal – relata a luta de Fronteira pela sobrevivência, a a sua composição é aberta porque o destino dos habitantes de Fronteira não é conhecido, mas pressupõe-se que continuem a sua luta contínua e diária para sobreviver através do contrabando ou tentado defender a justiça, pois, o narrador diz-nos que esta luta sempre existiu (“Desde que o mundo é mundo...”) e...

    757  Palavras | 4  Páginas

  • Comentario do conto "A Fronteira" de Miguel Torga

     Comentário “Fronteira“ O nome do conto de grande interesse moralstico que vou comentar é “A Fronteira“ e foi escrito por Miguel Torga. A historia passa-se numa aldeia, Fronteira, situada na fronteira entre Portugal e Espanha. Miguel Torga é o pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, autor de uma produção literária vasta e variada, largamente conhecida. Torga nasceu em S. Martinho de Anta, em 1907. A ação deste conto passa-se na fronteira entre Portugal e Espanha, numa aldeia isolada, pequena...

    538  Palavras | 3  Páginas

  • Miguel torga

    A NATUREZA EM DESTINOS, DE MIGUEL TORGA Carla Cristina Azevedo Quintino* O conto “Destinos”, do livro Novos Contos da Montanha, de Miguel Torga, narra uma história de amor, de “amores singulares”, como dito no início do conto, amores distintos, pois não faz referência a um amor singular, único e raro, e sim aos amores como se cada um amasse de uma maneira diferente, como indica o próprio significado da palavra singular “Que se aplica a um só sujeito, que convém a um só dos indivíduos da...

    1560  Palavras | 7  Páginas

  • Tenório - Miguel Torga

    vezes lírica, em que nos comprazemos com a notação de uma paisagem, de uma reflexão, de uma expansão de alegria, de dúvida, de dor, de amarga decepção. (BERARDINELLI: 1996, 2-3). Num dos contos publicados no livro Bichos, do consagrado escritor português Miguel Torga, o galo Tenório (protagonista do conto homônimo), assim como a maioria dos animais das histórias que compõem esse livro, tem características humanas. O que se pretende neste ensaio, portanto, não é reafirmar essa personificação evidente...

    1210  Palavras | 5  Páginas

  • miguel torga

    Publicada em 1944, Novos Contos da Montanha é uma colectânea de 22 contos, da autoria do consagrado escritor Miguel Torga. Contos germinados e medrados na Montanha, de acordo com palavras do próprio autor, dirigidas ao leitor, no prefácio à segunda edição "Escrevo-te da Montanha, do sítio onde medraram as raízes deste livro", estes textos narrativos, numa linha de continuidade da obra Contos da Montanha, percepcionam histórias acontecidas num espaço e vividas por gentes que enformam a memória da...

    618  Palavras | 3  Páginas

  • Miguel torga

    Curso Profissional de Animador Sociocultural Miguel Torga - Vida e Obra Trabalho realizado por: - Ana Flávia, nº 3 - José Carlos, nº 13 - Nicolas Domingues, nº 20 - Sónia Ferreira, nº 22 10ºF ÍNDICE: Introdução -------------------------------------------------------------------------------- pág.3 Biografia ----------------------------------------------------------------------------------- pág. 4 Obra Literária ----------------------------------------------------------------------------...

    1530  Palavras | 7  Páginas

  • miguel torga

    Miguel Torga Poemas Trabalho elaborado por: Raquel de Magalhães e Santos 10ºD Nº 14 Miguel Torga Biografia de Miguel Torga Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, nasceu em 1907 em S. Martinho de Anta, concelho de Sabrosa, Trás-os-Montes, e faleceu em 17 de Janeiro de 1995, em Coimbra. Emigrou para o Brasil ainda jovem e, quando regressou, em 1925, matriculou-se na Universidade de Coimbra, onde se formou em Medicina. Esteve, de início, literariamente próximo do grupo...

    1664  Palavras | 7  Páginas

  • Miguel torga

    Conferência Miguel Torga: Escritor, Poeta e Farol da Democracia Portuguesa 1 Miguel Torga O Homem, o Escritor, o Tempo, a Terra e a Democracia 2 Miguel Torga O Homem 3 Ter um destino é não caber no berço onde o corpo nasceu, é transpor as fronteiras uma a uma e morrer sem nenhuma. Miguel Torga In Fernão de Magalhães, Antologia Poética. Lisboa: Dom Quixote, 1999. 4 Miguel Torga (alterónimo de Adolfo Correia Rocha) nasceu em S. Martinho de Anta há cerca...

    3087  Palavras | 13  Páginas

  • Antologia Poética - Miguel Torga

    poeta Miguel Torga, tem por objetivo também de se aprofundar em dez poemas diferentes do autor fazendo dois tipos de análises: a sintática e a temática. Miguel Torga e seus poemas representam o modernismo. O fato que deixa isso em evidência é de que os seus poemas usam a liberdade de expressão, usam situações e momentos do seu cotidiano, eles também têm uma linguagem coloquial bastante evidente em seus versos. Bibliografia de Miguel Torga Miguel Torga, pseudônimo de Adolfo...

    3067  Palavras | 13  Páginas

  • fronteira miguel torga

    Quarta-feira, 13 de Abril de 2011 FRONTEIRA de Miguel Torga Quando a noite desce e sepulta dentro do manto o perfil austero do castelo de Fuentes, Fronteira desperta. Range primeiro a porta do Valentim, e sai por ela, magro, fechado numa roupa negra de bombazina, um vulto que se perde cinco ou seis passos depois. A seguir, aponta à escuridão o nariz afilado do Sabino. Parece um rato a surgir do buraco. Fareja, fareja, hesita, bate as pestanas meia dúzia de...

    2369  Palavras | 10  Páginas

  • Um roubo - Miguel Torga

    Introdução Ao analisarmos as diversidades nas obras de Miguel Torga podem observar características inconfundíveis nos seus escritos. A temática de Miguel Torga se baseia em três grandes pilares: O desespero humanista; a problemática religiosa e o sentimento telúrico. Analisar Miguel Torga é como analisar reflexos sociais de Portugal. Os personagens são inseridos em ambientes rústicos e pobres. São personagens natos nas dificuldades e passam pela vida com a visão irônica de todo o meio do qual...

    593  Palavras | 3  Páginas

  • Miguel Torga: Destinos

    Leitura; Caracterização das personagens; Mensagens do conto; Apreciação; Conclusão; Bibliografia; Introdução: Neste trabalho, vou focar no conto destinos. Eu vou falar um pouco deste conto. Escolhi este conto, porque gosto muito do título chamou-me atenção e acho que os meus colegas também vão gostar é um pouco ligado com a actualidade. Ficha de Leitura Titulo: Conto “Destinos” Autor: Miguel Torga Publicado: 2009, Novos Contos da Montanha Editora: Leya Biografia do autor: Nome...

    703  Palavras | 3  Páginas

  • Contos da Montanha

    CONTOS DA MONTANHA - MIGUEL TORGA Analisar os contos de Miguel Torga é como analisar reflexos sociais do interior de Portugal. Suas personagens trazem o genuíno habitante da montanha. Ao nos adentrarmos pela paisagem humana das aldeias transmontanas, encontramos em cada esquina os rostos descritos no universo de Torga. Quantas lendas e costumes não nos conta essa gente que a narrativa de Torga registrou. São personagens inseridas no ambiente rústico e pobre das aldeias. São personagens natos nas...

    2782  Palavras | 12  Páginas

  • Guia de apresentação do conto "Mariana" de Miguel Torga

    Guião de apresentação do conto “Mariana” de Miguel Torga Biografia de Miguel Torga Razão da escolha do conto Apresentação do resumo Intenção do autor Citação preferida BIOGRAFIA Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, (São Martinho de Anta, Vila Real, 12 de Agosto de 1907 — Coimbra, 17 de Janeiro de 1995). O pseudónimo surge em honra de Miguel de Cervantes e Miguel de Unamuno. Torga vem de uma planta brava da montanha que deita raízes fortes sobre o solo ácido Filho de Francisco...

    558  Palavras | 3  Páginas

  • Miguel Torga

    Adolfo Correia da Rocha, é o nome de Miguel Torga. Este escritor nasceu em São Martinho de Anta, a 12 de Agosto de 1907 e morreu em Coimbra a 17 de Janeiro de 1995 com 87 anos. Miguel Torga, o seu pseudónimo, foi um dos poetas e escritores portugueses mais influentes do século XX. Destacou-se como poeta, contista e memorialista, mas escreveu também romances, peças de teatro e ensaios.1 Índice [esconder] 1 Biografia 1.1 Primeiros anos e educação 1.2 Carreira profissional e literária 1.3 Casamento...

    1340  Palavras | 6  Páginas

  • Miguel Torga

    Introdução: Este trabalho vai falar sobre a vida e a obra de Miguel Torga, “A criação do Mundo”. Escolhi este autor, porque gosto bastante das suas obras e chamou-me á atenção este seu livro. Vou falar sobre a sua vida, e as suas obras em geral, abordando mais a fundo “A criação do Mundo”. Vida de Miguel Torga Adolfo Correia da Rocha é o verdadeiro nome de Miguel Torga. O escritor nasceu em São Martinho de Anta, a 12 de Agosto de...

    1502  Palavras | 7  Páginas

  • Miguel torga

    Biografia: Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, nasceu a 12 de Agosto de 1907 em São Martinho de Anta, e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra. Foi um dos mais importantes escritores do séc. XX em Portugal, e destacou-se como poeta, contista e memorialista. Em 1920, emigra para o Brasil, ainda com 12 anos, para trabalhar na fazenda do seu tio, que tinha uma fazenda de café. Ao fim de 4 anos, o tio patrocina-lhe os estudos na cidade de Leopoldina, onde foi distinguido como um aluno...

    1080  Palavras | 5  Páginas

  • MIguel Torga

    JOÃO CARDOSO Nº20 10ºB Biobibliografia de Miguel Torga Nome: Adolfo Correia da Rocha Data de nascimento: São Martinho de Anta, 12 de Agosto de 1907 Data de Morte:  Coimbra, 17 de Janeiro de 1995 (87 anos) Ocupações: Poeta, Médico e Escritor Vida: -Infância: Nasceu na localidade de São Martinho de Anta, em 12 de Agosto de 1907. Oriundo de uma família humilde de Sabrosa, era filho de Francisco Correia Rocha e Maria da Conceição Barros. Em 1917, aos dez anos, foi para uma casa apalaçada...

    980  Palavras | 4  Páginas

  • Biografia miguel torga

    Introdução Neste trabalho, irei falar sobre a vida e obra de Miguel Torga, e também farei uma interpretação pessoal de um poema seu. Escolhi este autor, foi o que me chamou mais á atenção, devido á sua forma de escrever, às suas ideologias e também devido á sua dura infância, e o facto de ele ser um lutador, por ter sempre feito tudo o que podia para alcançar os seus sonhos e ambições, apesar de não viver numa época muito boa, em termos de expressão artística (antes do 25 Abril). Este trabalho...

    1291  Palavras | 6  Páginas

  • Pseudónimo de miguel torga

    Correia Rocha cria o pseudónimo "Miguel" e "Torga". Miguel, em homenagem a dois grandes vultos da cultura ibérica: Miguel de Cervantes e Miguel de Unamuno. Já Torga é uma planta brava da montanha, que deita raízes fortes sob a aridez da rocha, de flor branca, arroxeada ou cor de vinho, com um caule incrivelmente rectilíneo. A obra de Torga tem um carácter humanista: criado nas serras transmontanas, entre os trabalhadores rurais, assistindo aos ciclos da natureza, Torga aprendeu o valor de cada homem...

    1153  Palavras | 5  Páginas

  • Madalena

    Gláuks v. 11 n. 2 (2011) 327-350 “Madalena” e a Mimese: A Representação do Real em Miguel Torga (1996) Madalena and Mimesis: The Representation of the Sensible World in Miguel Torga (1996) Gleissy Kelly dos Santos Bueno1 Célia Regina Delácio Fernandes2 RESUMO: O presente artigo tem por objetivo analisar a obra Bichos, mais especificamente, o conto “Madalena”, do escritor português Miguel Torga (1996), à luz dos conceitos de mimese. Frisa-se que, na era clássica, a mimese era vista...

    6847  Palavras | 28  Páginas

  • Conto "mago"

    morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra. Aos 27 anos, Adolfo, criou o pseudónimo Miguel Torga. Miguel Torga foi um dos mais importantes poetas e escritores portugueses do século XX. Ele para além de ser destacado por escrever poemas, contos e memórias, também foi destacado por escrever romances, ensaios e peças de teatro. Algumas prosas que Miguel Torga escreveu foram “Bicho”, onde foi retirado este conto, outra prosa foi “Conferência”, entre outros. Também escreveu romances como “Traço...

    609  Palavras | 3  Páginas

  • Miguel torga

    Miguel Torga, pseudônimo literário do médico Adolfo Correia da Rocha, nasceu em São Martinho da Anta (Trás-os-Montes), Portugal em 1907. Depois de sua breve estadia na cidade do Porto, frequentou por um ano o seminário em Lamego. Veio para o Brasil em 1920 para trabalhar na fazendo de seu tio, regressou a Portugal acompanhado com o mesmo que se prontificou a custear os seus estudos em Coimbra., Em três anos concluiu o curso do Liceu, logo depois foi para a faculdade de medicina, onde terminou...

    2301  Palavras | 10  Páginas

  • Miguel Torga - Monografia

    lançando, no ano seguinte, Tributo e Pão Ázimo e em 1932, Abismo. Em colaboração com Branquinho da Fonseca, funda a revista Sinal, de breve duração. Aos 27 anos Adolfo Rocha cria pseudônimo "Miguel Torga". Miguel em homenagem a dois grandes nomes da cultura ibérica. Miguel de Cervantes e Miguel de Unamuno. Torga é o nome dado à urze campestre que sobrevive nas fragas das montanhas, com raízes muito duras infiltradas por entre as rochas. É nesse mesmo ano, 1934, que publica os livros A Terceira Voz...

    764  Palavras | 4  Páginas

  • "Os bichos" de Miguel Torga

    retrata a contradição entre a vida e a cultura de uma sociedade, foi escrita em 1940 por Miguel Torga. Contém catorze contos, cada um deles com uma personagem principal, nos quais nos são apresentadas histórias de animais humanizados. Por isto, a palavra escolhida foi “bichos” e não “animais” pois é como se pudéssemos dizer que bichos homens e bichos animais estão juntos a lutar pelo mesmo fim: a vida. Miguel Torga mostra todas as injustiças do dia-a-dia nas páginas do seu livro e, fá-lo com tal mestria...

    638  Palavras | 3  Páginas

  • Bibliografia miguel torga

    Biobibliografia de Miguel Torga Nasceu na localidade de São Martinho de Anta, em 12 de Agosto de 1907 e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra. Em 1928, entra para a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e publica o seu primeiro livro de poemas, Ansiedade. Em 1929, com vinte e dois anos, deu início à colaboração na revista Presença, folha de arte e crítica, com o poema Altitudes. A revista, fundada em 1927 pelo grupo literário avançado de José Régio, Gaspar Simões e Branquinho da...

    633  Palavras | 3  Páginas

  • Portugues

    O conto «Fronteira», de Miguel Torga Tópicos de análise: - Tema - Acção - Personagens - Espaço - Tempo - Narrador - Modos de representação e de expressão - Recursos estilísticos mais utilizados - Expressividade de alguns recursos estilísticos - Aspectos Simbólicos Tema O ContoFronteira”, da autoria de Miguel Torga, trata acerca da luta pela sobrevivência à margem da lei, numa terra hostil, por parte da população de Fronteira. Esta luta pela sobrevivência está patente, sobretudo,...

    2686  Palavras | 11  Páginas

  • Miguel Torga

    pseudónimo………. página 4 A obra de Miguel Torga……….. página 5 Caracteristicas Estilisticas……… página 5 Análise do poema……………… página 6 Conclusão………………………. Página 6 Bibliografia……………………. Página 7 Introdução Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Português. Com este trabalho pretendemos conhecer ou aprofundar os nossos conhecimentos sobre o autor em estudo, Miguel Torga, sobre a sua obra poética. Pretendemos...

    1025  Palavras | 5  Páginas

  • miguel torga-bichos

    Conto-Bichos (Bambo)” de Miguel Torga Nome: Juliana Pereira Ano: 8 Turma: A Nº19 Professora: Maria Lucília Rocha Biografia  Miguel Torga nasceu a 12 de agosto de 1907 em São Martinho de Anta, e faleceu em 1995 em Coimbra.  Foi um dos mais importantes escritores do séc. XX em Portugal, e destacou-se como poeta, contista e memorialista.  Em 1920, emigra para o Brasil, ainda com 12 anos, para trabalhar na fazenda do seu tio, que tinha uma fazenda de café. Ao fim de 4 anos, o...

    999  Palavras | 4  Páginas

  • Miguel torga

    1933: Formatura em Medicina. - 1934: A Terceira Voz, prosa; passa a usar o pseudónimo Miguel Torga. - 1936: O outro livro de Job, poesia. - 1937: A Criação do Mundo - Os dois primeiros dias. - 1939: Abertura do consultório médico, em Coimbra. - 1940: Os Bichos. - 1941: Primeiro volume do Diário; Contos da Montanha, que será reeditado no Rio de Janeiro; Terra firme, Mar, primeira obra de teatro. - 1944: Novos Contos da Montanha; Libertação (poesia). - 1945: Vindima, o primeiro romance. - 1947: Sinfonia...

    805  Palavras | 4  Páginas

  • Poema "O regresso Migeul torga"

    MIGUEL TORGA REGRESSO - ANÁLISE POEMA- Trabalho realizado por : Christelle Brito nº3 Ano:10ºD Índice 1. Poema “ O Regresso” 2. Estrutura Interna 3. Estrutura Externa Análise do Poema "Regresso" Miguel Torga 11/5/2014 2 O REGRESSO Regresso às fragas de onde me roubaram. Ah! Minha serra, minha dura infância! Como os rijos carvalhos me acenaram. Mal eu surgi, cansado, na distância. Cantava cada fonte á sua porta: O poeta voltou! Atrás ia ficando a terra morta Dos...

    586  Palavras | 3  Páginas

  • Ramiro, de Miguel Torga

    - Escrever o nome da obra e o do respetivo conto no quadro, bem como o nome do autor Bichos, de Miguel Torga “Ramiro” - RESUMO DO CONTO Ramiro não falava com ninguém, era um pastor insociável. Respondia aos cumprimentos com um han e, como não conseguia usar as palavras para se expressar, assobiava. Depreende-se que Ramiro não se expressa como um ser humano comum, a sua forma de comunicação era mais assemelhada à dos animais que usam sons para se comunicar. As pessoas ficavam pasmadas com...

    1195  Palavras | 5  Páginas

  • pedagogia

    de1940. A Presença acabaria por extinguir-se por desavenças ideológicas entre Gaspar Simões e Casais Monteiro. Colaboraram na Presença, para além dos homens do Primeiro Modernismo, Adolfo Correia Rocha, mais tarde conhecido pelo seu pseudónimo Miguel Torga, Aquilino Ribeiro, Edmundo de Bettencourt, Carlos Queiroz e uma toda uma geração de poetas, prosadores, pensadores e artistas plásticos, justamente chamada "a geração da presença", ou dos presencistas. Linha editorial A Presença defendeu a criação...

    8468  Palavras | 34  Páginas

  • Beee

     Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Língua Portuguesa pela aluna: Rita Lima Nº Índice 1. Biografia de Miguel Torga Biografia Miguel Torga Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia Rocha, nasceu a 12 de Agosto de 1907 em São Martinho de Anta, e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra. Foi um dos mais importantes escritores do séc. XX em Portugal, e destacou-se como poeta, contista e memorialista. Em 1920, emigra...

    650  Palavras | 3  Páginas

  • Bibliografia de miguel torga

    individual aliou-se, no entanto, uma profunda afirmação da sua pertença à natureza humana, com que se solidariza na oposição a todas as forças que oprimam a energia viva e a dignidade do homem, sejam elas as tiranias políticas ou o próprio Deus. Miguel Torga, tendo como homem a experiência dos sofrimentos da emigração e da vida rural, do contacto com as misérias e com a morte, tornou-se o poeta do mundo rural, das forças telúricas, ancestrais, que animam o instinto humano na sua luta dramática contra...

    751  Palavras | 4  Páginas

  • internet

    awdawwwwwwd sawdAntologia Poética - Miguel Torga Introdução O seguinte trabalho tem por objetivo passar um breve conhecimento sobre a vida do poeta Miguel Torga, tem por objetivo também de se aprofundar em dez poemas diferentes do autor fazendo dois tipos de análises: a sintática e a temática. Miguel Torga e seus poemas representam o..nalise Do Poema ''mãe'' De Miguel Torga Trabalhos Escolares e Acadêmicos Prontos Pesquisar Pesquisa Avançada Biografia miguel torga Introdução Neste trabalho, irei...

    1530  Palavras | 7  Páginas

  • O leproso, miguel torga

    O leproso, Miguel Torga Introdução Doença causada por um micróbio chamado bacilo de Hansen, que ataca normalmente a pele, os olhos e os nervos. Também é conhecida como hanseníase, mal-de-Lázaro, mal-da-pele ou mal -do-sangue. Não é uma doença hereditária, sendo a sua forma de transmissão, pelas vias aéreas: a pessoa infetada liberta um baço no ar e cria a possibilidade de contágio. Porém, a infeção dificilmente acontece depois...

    951  Palavras | 4  Páginas

  • A contribuição dos contos de fada no processo de ensino e aprendizagem na educação infantil: um estudo de caso no centro educacional infantil são miguel arcanjo

    A CONTRIBUIÇÃO DOS CONTOS DE FADA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO NO CENTRO EDUCACIONAL INFANTIL SÃO MIGUEL ARCANJO CALDAS NOVAS 2012 LÍVIA IRALVA GONTIJO MARUZÂNGELA CUSTÓDIO DE ALMEIDA SÉBITA CRISTINA GOMES A CONTRIBUIÇÃO DOS CONTOS DE FADA NO PROCESSO...

    8354  Palavras | 34  Páginas

  • Análise Literária

    Programa de Pós-Graduação em Letras, Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil – RS, 2002. Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Lisboa de Mello. 1. Literatura brasileira – Ficção – Conto – Crítica e interpretação. 2. Telles, Lygia Fagundes, 1923 – Ficção – Conto – Crítica e interpretação. 3. Duplo na obra de L.F. Telles. 4. Fantástico na obra de L.F. Telles. 5. Imaginário na obra de L.F. Telles. 6. Durand, Gilbert, Crítica e interpretação. I – Título. CDD B869.37 ...

    111998  Palavras | 448  Páginas

  • Conto "O leproso"

    “O Leproso” – Miguel Torga1 Foi no Doiro, numa cava. Ao meio dia, a Margarida veio trazer o jantar, e embora a sardinha salgada e o caldo de gravanços tirassem a coragem ao mais pintado, a cara da rapariga desanuviava os horizontes. Era nova, sadia, alegre e de resposta sempre na ponta da língua. Por isso sabia bem dar-lhe um apertão, passar-lhe sornamente o braço pela cintura, e ouvir-lhe depois os protestos vivos e desembaraçados. - Ó seu alma do diabo, você cuida que isto é comida de cães...

    2798  Palavras | 12  Páginas

  • Contos e Recontos 8 ano testes

    Contos & Recontos 8 CARLA MARQUES | INÊS SILVA K Contos & Recontos 8 - Guia Prof_METAS.indd 1 De acordo com Metas Curriculares Guia do Professor 978-888-88-9743-1 Guia do e Novo Programa de Português Para o Professor • Manual (Edição do Professor) • Guia do Professor • Planos de Aula • CD Áudio • (CD-ROM e online) • www.contoserecontos8.asa.pt 8.º ANO Contos & Recontos 8 Para o Aluno • Manual • Minigramática (OFERTA) • Caderno de Atividades (Inclui Guiões de Leitura) • Manual Multimédia...

    30092  Palavras | 121  Páginas

  • mariana

    Proposta de leitura contratual 3º Período (Texto narrativo e texto descritivo: autores do século XX) AGUALUSA, José Eduardo, Fronteiras perdidas – contos para viajar, D. Quixote AGUIAR, João, O sétimo herói, Edições ASA ALEGRE, Manuel, O Homem do País Azul (contos), D. Quixote ALLENDE, Isabel, A Casa dos Espíritos, Difel ALLENDE, Isabel, Eva Luna, Difel ALLENDE, Isabel, Contos de Eva Luna, Difel ALLENDE, Isabel, A cidade dos deuses selvagens. / O bosque dos pigmeus./ O reino do dragão de ouro (da...

    507  Palavras | 3  Páginas

  • Igrejas Romanicas

    Análise do conto “Mago” Conto retirado do livro “Bichos” de Miguel Torga Biografia [Adolfo Correia da Rocha] Poeta - Médico e Escritor/1907-1995 Adolfo Correia da Rocha nasceu em 1907, no dia 12 de Agosto, em Vila Real, vindo a falecer em 1995 (87 anos). Foi um poeta português dos mais influentes do século XX. Destacou-se como poeta, contista e memorialista tendo como o seu pseudónimo “Miguel Torga”. Informações Gerais Descrição Para substituir qualquer texto de marcador de posição (como o [Nome...

    3072  Palavras | 13  Páginas

  • Leituras 10 Ano 20122013

    INDICAÇÕES DO PROGRAMA Leitura e análise em aula dos textos: a) b) c) d) e) f) g) h) “A sobrevivência do papel”, pp. 30-31; “Os “biofuel” e a crise alimentar mundial”, p. 150; “Fora de controlo”, pp. 157-158; “O estrangeiro em nós”, pp. 163-164; “Anástrofe e incerteza em Tony Carreira”, pp. 12-13; “Carta a um namorado do futuro”, p. 54; “Cada um de nós, no meio de tudo isto”, pp. 64-65; “Crónica para quem aprecia histórias de caçadas”, pp. 171-172. Leitura e análise em casa e discussão posterior em...

    890  Palavras | 4  Páginas

  • MIGUEL TORGA

    em São Martinho da Anta a 12 de Agosto de 1907, e fui um dos mais influentes poetas e escritores portugueses do séc. XX. Destaquei-me como poeta, contista e memorialista, mas escrevi também romances peças de teatro e ensaio. O meu pseudónimo é Miguel Torga Como foi a sua infância? Em 1917 aos dez anos fui para uma casa apalaçada do Porto, habitada por parentes. Fardado de Branco, eu, servia de porteiro, moço de recados, regava o jardim, limpava o pó, polia os metais da escadaria nobre e atendia campainhas...

    887  Palavras | 4  Páginas

  • Teia De Aranha

     O conto “Teia de Aranha” pertence ao livro Novos contos da montanha”, de Miguel Torga (1907 – 1995), publicado pela editora Nova Fronteira, no Rio de Janeiro em 1996. No conto em questão são apresentados dois personagens: Artur e o tio. Artur é descrito como um rapaz trabalhador, zeloso, bom sobrinho e homem honesto aos olhos da aldeia, livre, portanto, de qualquer suspeita. No segundo parágrafo do conto, o autor ironicamente destaca sua característica de trabalhador, o rapaz levanta um muro no...

    880  Palavras | 4  Páginas

  • olkkj

    Análise de “O Milagre”, de Miguel Torga «O homem é a sua vida, o escritor a sua obra. Em Torga, a vida e a obra são as duas faces do mesmo rosto: uma dorida e fragosa como a terra transmontana, onde o sincelo foi cavando as rugas do tempo; outra luminosa e transfigurada, como o ouro de lei da sua escrita, onde a palavra ganha asas e toca as estrelas do nosso deslumbramento.» ARNAULT, António; in Jornal de Letras, de 17 de Janeiro de 1996 ...

    4342  Palavras | 18  Páginas

  • Geomorfolofia

    Análise do Conto “A Revelação” de Miguel Torga O conto "Revelação", do livro Novos Contos da Montanha do autor Miguel Torga, cumpre as características fundamentais do conto: agarra o leitor desde o princípio despertando o seu interesse até o final, apesar de ser uma história simples e usar o mínimo de elementos. Sendo uma narrativa curta o conto apresenta um número bastante reduzido de personagens, passo a enumerar: Rodrigo (o homem dos sete ofícios); Matilde (dona de casa e agricultora); Artur...

    720  Palavras | 3  Páginas

  • conto

    Conto O conto é uma obra de ficção que cria um universo de seres e acontecimentos, de fantasia ou imaginação. Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo. . Classicamente, diz-se que o conto se define pela sua pequena extensão. Mais curto que a novela ou o romance, o conto tem uma estrutura fechada, desenvolve uma história e tem apenas um clímax. Num romance, a trama desdobra-se em conflitos secundários, o que não acontece com o conto. O...

    2166  Palavras | 9  Páginas

  • Minha precessão

    conhecimento acerca do Miguel Torga, não só por ter sido um dos grandes poetas portugueses, mas também por ter sido um grande homem. Iremos falar um pouco acerca dos seus Primeiros anos de Educação, quando este estava no seminário. Vamos falar também um pouco da sua Carreira profissional e literária e um pouco da sua vida pessoal, aprofundar estes temas, para que fiquemos a saber um pouco mais acerca de Miguel Torga, e saber o porque de Adolfo Correia Rocha ser tratado por “ Miguel Torga “. Falar um pouco...

    2208  Palavras | 9  Páginas

  • LITERATURA E MUNDIVIDÊNCIA NO CONTO O CAÇADOR

    o do es cri t or port uguês Mi guel Torga . At rav és da crí t i ca l i terá ri a e t eori a s obre o cont o, dia l oga - s e com o t ext o da na rrat i v a O caçador no s ent i do de demons t ra r como o t ext o l i t erá ri o a pres enta a a borda gem mundiv i dent e de uma v eross í mi l rea l i da de a o a pres enta r, de ma nei ra úni ca e es pecí fi ca , a s pect os fi cci ona i s , est ét i cos e cos mogôni cos . Pa l av ras- chav e: Mi guel Torga. L i t era t ura . O caçador . Mundiv...

    8979  Palavras | 36  Páginas

  • Um conto de natal

    Um conto de Natal De sacola e bordão, o velho Garrinchas fazia os possíveis para se aproximar da terra. A necessidade levara-o longe de mais. Pedir é um triste ofício, e pedir em Lourosa, pior. Ninguém dá nada. Tenha paciência, Deus o favoreça, hoje não pode ser – e beba um desgraçado água dos ribeiros e coma pedras! Por isso, que remédio senão alargar os horizontes, e estender a mão à caridade de gente desconhecida, que ao menos se envergonhasse de negar uma côdea a um homem a meio do padre-nosso...

    1014  Palavras | 5  Páginas

  • CONTO PORTUGUES

    ANTOLOGIA DO CONTO PORTUGUÊS CONTEMPORÂNEO ANTOLOGIA DO CONTO PORTUGUÊS CONTEMPORÂNEO SELECÇÃO, PREFÁCIO E NOTAS BIOBIBLIOGRÁFICAS DE ÁLVARO SALEMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Título ANTOLOGIA DO CONTO PORTUGUÊS CONTEMPORÂNEO 1.ª edição – 1984 Instituto de Cultura e Língua Portuguesa Secretaria de Estado do Ensino Superior Ministério da Educação © Instituto de Cultura e Língua Portuguesa Divisão de Publicações Praça do Príncipe Real, 14-1º – 1200 Lisboa Direitos de tradução...

    82989  Palavras | 332  Páginas

  • A hipertextualidade em "As margens da alegria e Os Cimos" - dois contos de primeiras estórias, de João Guimarães Rosa

    Semestre de 2008 ISSN 1807-5193 A HIPERTEXTUALIDADE EM “AS MARGENS DA ALEGRIA E OS CIMOS” – DOIS CONTOS DE PRIMEIRAS ESTÓRIAS, DE JOÃO GUIMARÃES ROSA Cássia Jacqueline Fernandes oliveira* RESUMO: O estudo dos mecanismos lingüísticos que referenciam espaços enunciativos é objetivo dessa pesquisa. Para isso, valeu-se dos contos “As margens da alegria” e “Os cimos”, textos da coletânea de 21 contos de Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa. Buscou-se evidenciar as operações cognitivas necessariamente...

    6794  Palavras | 28  Páginas

  • Análise Crítica e Proposta de Valorização da Geira Romana

    Instituto Politécnico de Viana do Castelo Escola Superior de Tecnologia e Gestão 3º Ano - Turismo Museu e Território Análise Crítica da Proposta de Valorização da Via Nova: Geira Romana Yorick Viche nº11207 Ano Lectivo: 2012/2013 Docente: Olga Matos Data de Entrega: 13 de Junho de 2013 ÍNDICE Apêndice Anexos I- Introdução “O concelho de Terras de Bouro, situado em pleno coração do Parque Nacional da Peneda-Gerês e percorrido pelas bacias...

    6792  Palavras | 28  Páginas

  • A CONTRIBUIÇÃO DA LITERATURA PARA O REGISTRO DA HISTÓRIA NOS CONTOS A QUADRILHA DE JACÓ PATACHO E O REBELDE, DE INGLÊS DE SOUSA .

    SANTANA GOMES A CONTRIBUIÇÃO DA LITERATURA PARA O REGISTRO DA HISTÓRIA NOS CONTOS A QUADRILHA DE JACÓ PATACHO E O REBELDE, DE INGLÊS DE SOUSA . Itaituba – Pará 2008 MARIA CLEMENTINA DE MELO BRANDÃO MARIA FILHA DE SANTANA GOMES A CONTRIBUIÇÃO DA LITERATURA PARA O REGISTRO DA HISTÓRIA NOS CONTOS A QUADRILHA DE JACÓ PATACHO E O REBELDE, DE INGLÊS DE SOUSA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado...

    13822  Palavras | 56  Páginas

  • o senhor ventura

    Senhor Ventura: um pícaro português em terras da China Por Maria da Assunção Morais Monteiro (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Vila Real) Resumo O Senhor Ventura é o título de uma obra de ficção narrativa da autoria de Miguel Torga. Partindo do paratexto escrito pelo Autor em 1985, que acompanha a edição refundida da obra, falar-se-á da maneira como a obra foi escrita: espontaneamente e ao correr da imaginação. Salientar-se-á também a acção e estruturação da obra. ...

    4352  Palavras | 18  Páginas

tracking img