• Polany a gran transformacao
    capítulo ± Speenhamland, 1795 -, nota-se que ³durante o período mais ativo da Revolução Industrial, de 1795 a 1834, impediu-se a criação de um mercado de trabalho na Inglaterra através da Speenhamland Law (Lei Speenhamland)´. (p.99) Isso deixou bem clara a exploração desumana aplicada na organização do...
    4323 Palavras 18 Páginas
  • Politica social
    características assistenciais foram estabelecidas no decorrer dos anos como: O Estatuto dos Trabalhadores de 1349, Speenhamland Act de 1795, a Nova Lei dos Pobres de 1834, dentre outras,“seu caráter era punitivo e repressivo e não protetor” (PEREIRA apud, BEHRING E BOSCHETTI, 2010: 48...
    801 Palavras 4 Páginas
  • Polanyi, karl. a grande transformação: as origens de nossa época
    .” (p.98) No sétimo capítulo – Speenhamland, 1795 -, nota-se que “durante o período mais ativo da Revolução Industrial, de 1795 a 1834, impediu-se a criação de um mercado de trabalho na Inglaterra através da Speenhamland Law (Lei Speenhamland)”. (p.99) Isso deixou bem clara a exploração desumana...
    3431 Palavras 14 Páginas
  • Resenha de a grande transformação - karl polanyi
    , situação que de fato ocorreu entre 1795 e 1834, período de vigência da Speenhamland Law, que assegurava aos mais necessitados uma renda mínima, independente de seus salários. Tal experiência se mostrou altamente falha, uma vez que com a permanência do "direito de viver" a produtividade do trabalho...
    926 Palavras 4 Páginas
  • Fichamento dos capítulos 03 ao 10 do livro “ a grande transformação: as origens da nossa época.” de karl polanyi.
    mercados mundiais de moedas, sob a égide do padrão-ouro, deu um momentum sem paralelo ao mecanismo de mercados, surgiu um movimento bem estruturado para resistir aos efeitos perniciosos de uma economia controlada pelo mercado.” [p.98]. Capítulo 7 – Speenhamland, 1795. “O mercado de trabalho foi o...
    5470 Palavras 22 Páginas
  • antropologia
    e dos mercados mundiais de moedas, sob a égide do padrão-ouro, deu um momentum sem paralelo ao mecanismo de mercados, surgiu um movimento bem estruturado para resistir aos efeitos perniciosos de uma economia controlada pelo mercado.” [p.98].  Capítulo 7 – Speenhamland, 1795.  “O mercado de...
    7454 Palavras 30 Páginas
  • a nação como novidade:da revolução ao liberalismo
    progresso. A lei de 1795 retirou das autoridades locais o direito de expulsão, assim acabou a intolerável opressão exercida sobre a classe operaria. A partir de então a mobilidade do trabalho foi completa, assim o estado parecia reconhecer não somente o direito ao trabalho, mas também o direito à...
    3922 Palavras 16 Páginas
  • Ascensão e queda da economia no mercado
    trabalho, a despeito dos métodos desumanos empregados na sua criação, provou ser financeiramente benéfico para todas as partes envolvidas. Durante o período mais ativo da Revolução Industrial, de 1795 a 1834, impediu-se a criação de um mercado de trabalho na Inglaterra através da Lei Speenhamland...
    2967 Palavras 12 Páginas
  • Lei dos Pobres
    lei speenhamland ou lei de assistência aos pobres na Inglaterra de 1795 a 1834 é também conhecida como um sistema de abonos criava – se um sistema de abonos que baseava – se no direito de viver, onde o salário não fosse suficiente o trabalhador recebia um abono para complementação, equivalente ao...
    2725 Palavras 11 Páginas
  • serviço social
    sociais no arquivo. • Acompanhamento ao atendimento social ,atualização no CadÚnico (cadastro Único). e cartão do idoso. Reflexão, análise e fundamentação teórica Segundo Polanny, (2000) Na Inglaterra em 1795, pouco antes da revolução industrial, ocorreu o primeiro programa de...
    578 Palavras 3 Páginas
  • Karl polany
    totalmente o tecido tradicional da sociedade. Mesmo durante o período mais ativo da Revolução Industrial, de 1795 a 1834, impediu-se a criação de um mercado de trabalho na Inglaterra através da Speenhamland Law (Lei Speenhamland). Com efeito, o mercado de trabalho foi o último dos mercados a ser...
    125796 Palavras 504 Páginas
  • administração
    Mercadorias -> objetos produzidos para venda no mercado. W, terra e K não são mercadorias, pois não foram produzidas! Pág 84 A sociedade H será convertida em um acessório do sistema econômico. Pág 87-> explica a Lei de Speenhamland o el "derecho a la vida”. Pág 88-> “Uma vez em la beneficiencia, no...
    3075 Palavras 13 Páginas
  • políticas sociais
    o conceito de Proteção Social se identifica em sua origem com o conceito de Renda Mínima e que surgiu na Grã Bretanha em 1795 na forma de um abono salarial, no seio de uma sociedade capitalista em formação, onde o mercado de trabalho livre ainda era incipiente. A Lei Speenhamland [1] foi...
    3001 Palavras 13 Páginas
  • Introdução ao direito
    1795, que surgiu a Lei Speenhamland, que estabelecia uma renda mínima de maneira a assegurar que, caso um trabalhador recebesse por seu trabalho uma renda inferior à renda mínima, deveria a sociedade pagar a diferença entre uma e outra. Em seguida, no início do séc. XIX (1802), surgiu o Peel’s Act (que...
    1673 Palavras 7 Páginas
  • O MOVIMENTO OPERÁRIO NOS TEMPOS DO MANIFESTO COMUNISTA
    do século XVIII, surgiu na Inglaterra a “lei dos pobres”, uma ajuda às famílias mais necessitadas, proporcional ao número de filhos. O dinheiro vinha de uma taxa paga pelos contribuintes cujas posses ultrapassassem um determinado valor. Em 1795, como já vimos, uma legislação de proteção ao...
    11918 Palavras 48 Páginas
  • Politicas públicas das artes
    em sua origem com o conceito de Renda Mínima e que surgiu na Grã Bretanha em 1795 na forma de um abono salarial, no seio de uma sociedade capitalista em formação, onde o mercado de trabalho livre ainda era incipiente. A Lei Speenhamland foi implantada na Grã Bretanha a partir dessas políticas...
    4614 Palavras 19 Páginas
  • A grande transformação(karl polany)
    da Revolução Industrial, de 1795 a 1834, impediu-se a criação de um mercado de trabalho na Inglaterra através da Speenharnland Law (Lei Speenhamland). Com efeito, o mercado de trabalho foi o último dos mercados a ser organizado sob o novo sistema industrial, e esse passo final só foi tomado...
    125834 Palavras 504 Páginas
  • Polainy
    conseqüência do fato de que a Revolução Industrial exigia um mercado nacional de trabalhadores e, por paradoxal que pareça, a nova lei também não favorecia a formação deste mercado. Para o autor, a “Speenhamland Law” surgiu, em primeiro lugar, porque as pessoas da época não viam com clareza o processo a...
    6255 Palavras 26 Páginas
  • Gestão publica
    conceito de Renda Mínima e que surgiu na Grã Bretanha em 1795 na forma de um abono salarial, no seio de uma sociedade capitalista em formação, onde o mercado de trabalho livre ainda era incipiente. A Lei Speenhamland[1] foi implantada na Grã Bretanha a partir dessas políticas sociais e determinou...
    3284 Palavras 14 Páginas
  • RESUMO DO 2º E 3º CAPÍTULO DO LIVRO POLÍTICA SOCIAL: FUNDAMENTOS E HISTÓRIA
    restringiam somente para alguns pobres ‘’selecionados’’, que, na outra face da moeda, como resposta a essa assistência, tinham que vender sua força de trabalho. A lei de Speenhamland de 1795 diferente das anteriores tinha um caráter menos repressor, estabelecia o pagamento de um abono financeiro, em...
    1939 Palavras 8 Páginas