A Contribuição Da Tradição Marxista artigos e trabalhos de pesquisa

  • O SERVIÇO SOCIAL E TRADIÇÃO MARXISTA

    O Serviço Social e a tradição marxista* Quero esclarecer, inicialmente que esta intervenção sobre serviço sócia e tradição marxista não pretende mais que oferecer, de forma intencionalmente polêmica, uma breve síntese de algumas reflexões que me parecem minimamente pertinentes. Aceitando o convite para participar desde ciclo de conferências e debates, julguei que seria válida uma contribuição que avançasse pistas e sugestões para balizar um terreno de discussão e confronto Idea. Para tanto,...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • PEDAGOGIA MARXISTA

    O debate acerca de uma concepção de educação alinhada aos princípios marxistas é uma necessidade histórica que se coloca de maneira premente na atualidade. No Brasil, os últimos anos da década de 1970 e durante toda a década de 1980 foram profícuos na difusão de um pensamento crítico, bem como na organização política dos professores. Segundo Saviani, este momento histórico pode ser caracterizado pela existência de dois vetores: aquele voltado para a [...] “preocupação com o significado social e político...

    954  Palavras | 4  Páginas

  • Classe e Consciência de Classe na tradição marxista

    CLASSE E CONSCIÊNCIA DE CLASSE NA TRADIÇÃO MARXISTA Susana Maria Maia1 Resumo Resgate das categorias analíticas classe e consciência de classe a partir da perspectiva teórico-metodológica marxista, tomando como referência obras do próprio Karl Marx, além de pensadores ligados à tradição marxista, de forma a recuperar a centralidade destas categorias para a análise do cenário de luta de classes contemporâneo. Palavras chaves: Classe, Consciência de classe, Movimentos Sociais. Introdução ...

    8137  Palavras | 33  Páginas

  • A trajetória do serviço social e as sucessivas aproximações à tradição marxista.

    Humanidades A TRAJETORIA DO SERVIÇO SOCIAL E AS SUCESSIVAS APROXIMAÇÕES À TRADIÇÃO MARXISTA Glacielli Thaiz Tamião de Souza1 Co-autora: Lorena Ferreira Portes 2 RESUMO O presente artigo aborda uma análise reflexiva sobre a importância da Tradição Marxista para o contexto do Serviço Social, esboçando referências sobre a gênese do Serviço Social e a construção da profissão diante das aproximações a veia Marxista, de forma a ressaltar os pontos cruciais para a categoria profissional dentro...

    6762  Palavras | 28  Páginas

  • marxista

    e ao fazerem a crítica da sociedade em que vivem, apresentam propostas para sua transformação: o socialismo científico. Seu método de explicação da sociedade, aplicado à história é o “materialismo histórico e dialético Definição de Materialismo Marxista “As relações sociais são inteiramente interligadas às forças produtivas. Adquirindo novas forças produtivas, os homens modificam o seu modo de produção, a maneira de ganhar a vida, modificam todas as relações sociais. O moinho a braço vos dará a...

    2186  Palavras | 9  Páginas

  • Historiografia marxista no século XX

    Historiografia marxista no século XX 1 – MARX, ENGELS, MATERIALISMO HISTÓRICO E HISTORIOGRAFIA NO SÉCULO XX A atualidade do pensamento marxista tem sua relevância garantida a partir do método materialista histórico enquanto “fio condutor” da análise histórica e prática social. Foi com esse objetivo que Marx e Engels dedicaram considerável esforço de pesquisa com o objetivo de investigar historicamente as contradições sociais de seu presente. Karl Marx (1818-1883) nasceu em Treveris na Alemanha...

    3856  Palavras | 16  Páginas

  • Tradição Empirista

    verdade, deduzindo a partir daí as consequências.  Bacon não foi um cientista propriamente dito, porem suas ideias foi altamente relevante ao passo em que ele defendia uma determinada concepção de método cientifico que ressaltava o empirismo. Da sua contribuição para a filosofia, podemos destacar dois aspectos fundamentais, sendo o primeiro, a concepção do pensamento critico, e o segundo a sua defesa do método indutivo no conhecimento cientifico integrado com a técnica e com um modelo de ciência anti-especulativo...

    5644  Palavras | 23  Páginas

  • Teoria política marxista

    Teoria política marxista ou teoria marxista da política(( A reflexão política marxiana deve, por direito próprio e legitimamente, ocupar um lugar destacado na história das idéias políticas e, mais ainda, constituir-se em um dos referentes doutrinários primordiais para a imprescindível refundação da filosofia política em nossa época. Huntington e Bobbio A opinião mais difundida considera Marx um economista político, talvez como o “grande rebelde” entre os economistas políticos clássicos...

    9453  Palavras | 38  Páginas

  • kelsen e as teorias marxistas do estado

    23 KELSEN E AS TEORIAS MARXISTAS DO DIREITO E DO ESTADO: apontamentos para uma aproximação Henrique Kramer da Cruz e Silva* RESUMO: Este artigo objetiva contestar a tese de alguns marxistas que alegam serem absolutamente incompatíveis a teoria pura do Direito e as teorias jurídicas marxistas. A extensão e a complexidade da obra de Kelsen não permite desqualificá-la como obra de um mero apologeta da ordem jurídico estatal capitalista, como o caracterizam alguns de seus críticos. O artigo ocupase...

    4403  Palavras | 18  Páginas

  • Economias marxistas

    Marx (1818 - 1883), ele teve uma colaboração ideológica e financeira de Friedrich Engels (1820 - 1895). Eles escreveram em parceria o Manifesto Comunista (1848) e A ideologia alemã. Algumas das obras de Marx foram O 18 Brumário de Luís Bonaparte, Contribuição à crítica da economia política, e a mais importante que foi O Capital. Já Engels escreveu Anti-Dühring, A dialética da natureza, A origem da família, da propriedade privada e do Estado e outras. Eles formularam seu pensamento baseado na realidade...

    9233  Palavras | 37  Páginas

  • sociologia alemã: A contribuição de Max Weber

    1. A Escola Marxista tem na teoria do conflito um dos seus fundamentos mais importantes em termos sociológicos. Tal teoria, pela óptica marxista, defende que  a) os conflitos sociais são culturais, sendo expressões do embate entre a tradição e a inovação.  b) os conflitos nascem das contradições, sendo estas resultantes do acesso desigual aos meios de produção.     c) as sociedades mais avançadas são aquelas que melhor se adaptaram ao longo do processo histórico, sendo as menos aptas extintas...

    1716  Palavras | 7  Páginas

  • A contribuição de émile durkheim, karl marx e max weber

    A contribuição de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber. Objetivo Compreender as matrizes de pensamento focalizadas no fenômeno sociológico a partir de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber. Introdução Como vimos no tema anterior, Augusto Comte sistematizou as bases do pensamento sociológico com seu método positivista. Ele aprimorou este método investigativo para dar às Ciências Sociais ou Humanas o mesmo caráter de neutralidade e objetividade das Ciências Naturais. Contudo...

    3853  Palavras | 16  Páginas

  • Teoria crítica da informação no Brasil a contribuição de Armand Mattelart

    [www.reciis.icict.fiocruz.br] ISSN 1981-6278 Artigo de revisão Teoria crítica da informação no Brasil: a contribuição de Armand Mattelart DOI: 10.3395/reciis.v3i3.285pt Carlos Alberto Ávila Araújo Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil casal@eci.ufmg.br Resumo Neste artigo são identificadas algumas das principais idéias de Armand Mattelart que apresentam possibilidades de aproximações junto a questões tratadas pela ciência...

    6854  Palavras | 28  Páginas

  • A crise economica mundial e a teoria marxista sobre a crise.

    A CRISE ECONOMICA MUNDIAL E A TEORIA MARXISTA SOBRE A CRISE. NOTAS DE PESQUISA Apresentação A crise econômica mundial de 2008 constitui o ponto de partida deste estudo sobre a natureza dessa crise e as explicações sobre suas determinações oferecidas no campo da teoria marxista. O objetivo do estudo é avaliar e tentar avançar o conhecimento sobre a estrutura, a dinâmica e a história do capitalismo na perspectiva marxista, implicando, nesse mesmo processo, a crítica das vertentes de pensamento...

    8153  Palavras | 33  Páginas

  • Sociologia marxista

    de pesquisa com a vida e obra do crítico sociológico Karl Marx. Com o intuito de se fazer compreender um pouco sobre a crítica sociológica Marxista. O material aqui apresentado vem com uma linguagem simples, porem bastante explicativa. Onde aborda a biografia, principais influências, e principais publicações de Karl Marx. CRÍTICA SOCIOLÓGICA MARXISTA Karl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818 — Londres, 14 de março de 1883) foi um intelectual e revolucionário alemão, fundador da doutrina...

    5331  Palavras | 22  Páginas

  • teoria marxista

    realidade se faz filosofia, para Marx a filosofia precisa incidir sobre a realidade. Para transformar o mundo é necessário vincular o pensamento à prática revolucionária, união conceitualizada como práxis: união entre teoria e prática. A teoria marxista é, substancialmente, uma crítica radical das sociedades capitalistas. Mas é uma crítica que não se limita a teoria em si. Marx, aliás, se posiciona contra qualquer separação drástica entre teoria e prática, entre pensamento e realidade, porque essas...

    5888  Palavras | 24  Páginas

  • romanelli n a quest o metodol gica na producao vigotskiana e a dial tica marxista

    A QUESTÃO METODOLÓGICA NA PRODUÇÃO VIGOTSKIANA E A DIALÉTICA MARXISTA * Nancy Romanelli RESUMO. Pretende-se, neste artigo, abordar algumas formulações de Vigotski referentes ao campo metodológico. Destacando-se a significativa influência das ideias de Marx e Engels na produção do psicólogo bielorrusso, procurou-se: a) apontar a crítica de Vigotski às aplicações simplistas do materialismo histórico e dialético à psicologia; b) resgatar a proposta elaborada pelo autor para a psicologia geral; c)...

    7437  Palavras | 30  Páginas

  • Tradição Marxista e Serviço Social

    Tradição Marxista no Serviço Social O objetivo do texto é mostrar o que é próximo e distante da tradição Marxista e ajudar a entender como é o universo da tradição Marxista. Duas vertentes culturais antagônicas: uma é o denominador comum entre esses protagonistas, o Serviço Social e o outro é o pensamento antagônico que vai assinalar um genético entre eles. Algo que vai aproximar a tradição Marxista do Serviço Social. Ele traz neste texto o que afasta a origem do Serviço Social da origem da tradição...

    1883  Palavras | 8  Páginas

  • O Debate Brasileiro contemporâneo e a Tradição Marxista

    O Debate Brasileiro contemporâneo e a Tradição Marxista . É de grande importância conhecer a história do Serviço Social no Brasil para que possamos entender que ele nasceu do pensamento conservador, tanto na maneira de pensar como de agir na sociedade capitalista. Era presidido pela doutrina social da igreja católica e seu desdobramento na doutrina neotomista. Ao passar dos anos percebemos que a profissão de serviço social foi evoluindo e se atualizando seus fundamentos científicos...

    1228  Palavras | 5  Páginas

  • imperialismo de schumpeter e marxistas

    armamentista (cf. Quincy WRIGHT A Guerra Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, 1988 p. 8-9), onde as causas principais envolvem a necessidade de redefinir o “equilíbrio de poder” em função de alguma transformação geopolítica significativa.. Na tradição liberal, o militarismo tende a ser associado a um suposto “excesso” de dispêndio em armamentos e de influência do setor militar sobre o civil (o que dá lugar a calorosas polêmicas sobre a ameaça que o militarismo pode trazer à democracia (como...

    24252  Palavras | 98  Páginas

  • A INFLU NCIA DO IDEOL GICO NO JUR DICO PARA UMA TEORIA MARXISTA DO DIREITO A PARTIR DO CONCEITO NEGATIVO DE IDEOLOGIA

    A INFLUÊNCIA DO IDEOLÓGICO NO JURÍDICO: PARA UMA TEORIA MARXISTA DO  DIREITO A PARTIR DO CONCEITO NEGATIVO DE IDEOLOGIA​ [1]     The influence of the ideology on the judicial system: towards a marxist theory of law from the  negative concept of ideology     Ronaldo Bastos​ [2]     RESUMO     Busca­se,  neste  trabalho,  estudar  a  influência  dos  condicionamentos  ideológicos  no  sistema  jurídico,  defendendo  que   ela,  a ideologia, constitui­se  em  mecanismo  cujo  objetivo  é escamotear toda ...

    8263  Palavras | 34  Páginas

  • Apropriações da tradição marxista no serviço social

    APROPRIAÇÕES DA TRADIÇÃO MARXISTA NO SERVIÇO SOCIAL Analistas da produção teórica do Serviço Social constataram a existência de uma processualidade na relação entre Serviço Social e o marxismo, com níveis de apropriação complexos. A primeira delas é a apropriação ideológica do marxismo, onde através da tradição intelectual amplamente divulgada a parti da militância política que ficou conhecido como “Recorte” compreendido na oba de Marx como uma “sociologia científica” que desvenda o...

    513  Palavras | 3  Páginas

  • A tradição marxista a partir do movimento de reconceituação e o seu arcabouço teórico metodológico nos anos 80 e sua influencia na práxis profissional.

    Serviço Social Disciplina: Fundamentos Teóricos-Metodológicos do Serviço Social IV Prof.: Milane Lima Reis Aluna: Thaís de Lima e Silva A tradição marxista a partir do movimento de Reconceituação e o seu arcabouço teórico metodológico nos anos 80 e sua influencia na práxis profissional. Acerca da denominação “tradição marxista”, nos remetemos as produções de inspiração marxianas e que, portanto se fundamentam, ou procuram fundamentação no materialismo histórico e que em comum a...

    1289  Palavras | 6  Páginas

  • Vertente marxista

    Acrelandia/ac 30 de março de 2013 TRABALHO EM GRUPO-TG Vertente marxista após período de reconçeituação Alunas –jocasta margarida de Sousa RA-1221549 Camila Raquel silva RA-1221300 Polo Acrelandia/ac 30 de março de 2013 TRABALHO EM GRUPO-TG Vertente marxista após período de reconçeituação TRABALHO EM GRUPO –TG O objetivo destas reflexões é analisar o debate sobre a influência da tradição marxista no Serviço Social. A aproximação do marxismo no Serviço Social está presente...

    1210  Palavras | 5  Páginas

  • ADAM SMITH KARL MARX JOHN MAYNARD KEYNES BIOGRAFIA , OBRA E CONTRIBUIÇÃO

    UNIVERSIDADE DE UBERABA – UNIUBE ALESSANDRA VILELA DEBORA MENDES ADAM SMITH KARL MARX JOHN MAYNARD KEYNES BIOGRAFIA , OBRA E CONTRIBUIÇÃO UBERABA 2010 SUMÁRIO Introdução .................................................................................................................................4 Capítulo 1 – Adam Smith ..........................................................

    11759  Palavras | 48  Páginas

  • politica social

    Política Social: fundamentos e história (Behring e Boschetti) Capítulo 1 – Política social e método (parte final) Item 3. A contribuição da tradição marxista (p.36 do livro adotado) Destaque dos principais aspectos apresentados por Behring & Boschetti Para esta tradição, a relação sujeito – objeto, no âmbito da pesquisa, é relacional. Afirmam as autoras que o método marxista “permite ao sujeito aproximar-se e apropriar-se das características do objeto, reconstruindo-o no nível do pensamento como...

    786  Palavras | 4  Páginas

  • Florestan fernandes e a idéia de revolução burguesa no pensamento marxista brasileiro.

    Florestan Fernandes e a idéia de Revolução Burguesa no pensamento Marxista Brasileiro. O sociólogo paulista foi um dos mais brilhantes representantes do marxismo acadêmico no Brasil, elevando a interpretação marxista da historia brasileira a um plano certamente elevado do conceitualização, sobretudo como clássico A revolução Burguesa no Brasil.`` Na abordagem ``Bismarckiana`` e da modernização conservadora, outros ainda de forma mais incisiva e original, pela afirmação de uma vertente reacionária...

    793  Palavras | 4  Páginas

  • Lênin e sua contribuição as Relações Internacionais

    UFRJ, 2014 CONTRIBUIÇÃO PARA AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Marxismo Embora o próprio Karl Marx não tenha dedicado muita atenção ao estudo das relações internacionais, vários autores de inspiração marxista (entre eles Lênin e Trotsky) efetivaram algumas generalizações teóricas a respeito da relação entre os Estados. Segundo a teoria do materialismo histórico do próprio Marx, o sistema capitalista de produção tenderia a se universalizar, chegando a se tornar o modo de produção dominante...

    1020  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha da obra “Quatro Tradições Sociológicas”

    tradições apresentadas e discutidas no livro são: - A Tradição do Conflito; - A Tradição Racional-Utilitarista; - A Tradição Durkheimiana; - A Tradição Microinteracionista. O livro está estruturado de forma a descrever cada tradição e discutir sobre as mesmas, as vezes interligando-as para mostrar que mesmo que algumas sejam ditas oponentes, quando sociologicamente falando podem ter aspectos em comum. Para que pudesse mostrar cada tradição nesta resenha, foi realizado um resumo de cada uma das...

    3670  Palavras | 15  Páginas

  • Resenha "As considerações do Marxismo Ocidental"

    dos capítulos do Livro- Considerações sobre o Marxismo Ocidental- Perry Anderson Sabrina Rodrigues-UFMS Capítulo 1- Tradição Clássica A História do marxismo Marxismo ocidental, situar historicamente o trabalho teórico e estruturas, constituem como uma tradição intelectual comum, a despeito das suas divergências e oposições internas. Para começar, nos referimos à evolução marxista que precedeu o aparecimento dos teóricos em questão. Avaliar os novos modelos que representam. Os dois fundadores...

    6512  Palavras | 27  Páginas

  • Transposição do rio são francisco - realidade e mito

    MARXISMO E RELIGIÃO: ÓPIO DO POVO? |formação marxista | | |Texto de Michael Löwy    | | | [pic] A visão marxista da religião foi extremamente simplificada e identificada tipicamente...

    2997  Palavras | 12  Páginas

  • Fichamento Marx

    pensador. Concepções essas que alimentaram ao longo da segunda metade do século 19 e todo século 20 um grande debate e conflito entre os herdeiros de Marx. “Ser radical é tomar as coisas pela raiz. Ora a raiz, para o homem, é o próprio homem”. Marx-Contribuição á Crítica da Filosofia do Direito de Hegel p.321 “Meu método analítico não parte do homem, mas do período social economicamente dado (...)” Marx-O capital p.321 Dando seqüência a sua análise e a sua proposta de explicação do pensamento de...

    1822  Palavras | 8  Páginas

  • Pesquisa e produção do conhecimento em serviço social

    Pesquisa e produção do conhecimento em Serviço Social José Fernando Siqueira da Silva A partir de Marx e sua tradição veremos alguns tópicos sobre a pesquisa e produção no serviço social. Oferece ainda a critica do legado marxista ressaltando pertinência e os cuidados necessários para uma interlocução profícua e propositiva entre a produção marxiana (como teoria social crítica) e o Serviço Social (como uma das profissões que atua com as múltiplas expressões da “questão social”). A partir...

    866  Palavras | 4  Páginas

  • A vertente marxista

    A VERTENTE MARXISTA ORIGINADA NO MOVIMENTO DE RECONCEITUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL REMETE A PROFISSÃO O ENFRENTAMENTO DA POBREZA NA PERSPECTIVA DE INTEGRAÇÃO DO HOMEM NA SOCIEDADE. Pobreza, Desigualdade Social, Política Pública, Assistência Social. A história brasileira é marcada pela pobreza e pela desigualdade social. Os recursos destinados ao seu enfrentamento nunca foram suficientes para seu efetivo combate. Talvez o seu auge esteja nos anos 80, a chamada década perdida, pois, neste período...

    1170  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha

    Resenha do livro: Lowy, Michael. Ideologias e ciência social: elementos para uma análise marxista. São Paulo: Cortez, 2008. Por: José Edival Ferreira Gonçalves Ideologia e Ciência Social No livro, o autor Michael Lowy percorre a trajetória de conceitos, como ideologia, positivismo, historicismo e marxismo. O primeiro a utilizar o termo ideologia foi o Destutt de Tracy e seu significado correspondia ao resultado da interação entre a natureza e o cérebro humano, Napoleão Bonaparte chama...

    769  Palavras | 4  Páginas

  • Economia Marxista

    Sociais Curso de Ciências Econômicas Economia Marxista I MAYARA CRISTINA CHAVES CANTANHEDE Conceitos Definidos por Marx Contribuição a Crítica da Economia Política e O Capital Volume I São Luís 2013 MAYARA CRISTINA CHAVES CANTANHEDE Conceitos Definidos por Marx Contribuição a Crítica da Economia Política e O Capital Volume I Trabalho Avaliativo da disciplina de Economia Marxista I do Curso de Ciências Econômicas da Universidade...

    8581  Palavras | 35  Páginas

  • Concepções de Estado em Marx, Engels, Lenin e Gramsci

    presentes em alguns autores da tradição marxista. Estaremos tratando, mais especificamente, do Estado em Marx, Engels e Lenin. Posteriormente, gostaríamos de apontar no que diferem entre si a concepção “marxista-leninista” e a concepção desenvolvida por Antonio Gramsci. Para tanto, faremos referência à obra de Martin Carnoy, “Estado e teoria política”. A interpretação de que partem os autores marxistas são as desenvolvidas inicialmente por Marx e Engels e a contribuição decisiva de Lenin, tendo o impacto...

    2161  Palavras | 9  Páginas

  • Ideologias de Michael Lewy

    Revista HISTEDBR On-line Resenha Resenha do livro: Löwy, Michael. Ideologias e ciência social: elementos para uma análise marxista. São Paulo: Cortez, 2008. Por: José Alexandre da Silva Mestrando em educação PPGE-UEPG IDEOLOGIAS E CIÊNCIA SOCIAL, UMA REFLEXÃO ATUAL Quando o sociólogo Michael Löwy realizou um ciclo de palestras em São Paulo, a convite de assistentes sociais da PUC, talvez não se imaginasse que a transcrição de suas falas e dos debates resultariam num livro, da editora...

    2266  Palavras | 10  Páginas

  • A construção das politicas sociais no brasil

    Sem a pretensão de tratar a temática com a profundidade que merece, focalizando, dois autores que se inscrevem, respectivamente, na tradição marxista e na liberal, especificamente neoliberal: Claus Offe e MiltFriedman. Nunca é demais assinalar que o marxismo não pode ser entendido como uma única abordagem, como único tratamento dado a qualquer tema. A tradição marxista desdobra-se num amplo espectro de tendências e mesmo teorias – aliás coerente com seus pressupostos referentes à construção histórica...

    1597  Palavras | 7  Páginas

  • Teoria marxista

    Teoria Marxista Cultural e Superestrutura No século XIX, vários pensadores tinham grande preocupação em dar respostas aos vários problemas sociais que se desenvolviam no seio da sociedade capitalista. Os socialistas utópicos foram os primeiros a proporem e teorizarem meios que pudessem resolver a expressa diferença percebida entre os membros do proletariado e da classe burguesa. Em 1848, os pensadores Karl Marx e Friedrich Engels apareceram com um elaborado arcabouço teórico que visava renovar...

    871  Palavras | 4  Páginas

  • Cultura nas análises de Raymond Williams e E. P. Thompson

    concepção e, segundo Williams, a crítica a esta idéia surgiu neste mesmo país, com o pensamento de Jacques Rousseau. Além disso, a correlação entre cultura e civilização também sofreria um ataque dos intelectuais alemães, preocupados em defender a tradição nacional contra a civilização cosmopolita proposta pelos iluministas franceses. Com o romantismo alemão, então, cultura ou ‘Kultur’ passaria a se relacionar com valores subjetivos e relativos, voltados para emoções, questões do espírito, em contraposição...

    1669  Palavras | 7  Páginas

  • A Contribuição de Karl Marx à análise sociológica

    A Contribuição de Karl Marx à análise sociológica 1- A Contribuição de Karl Marx à análise sociológica- Ao contrário de Durkheim e Weber, Marx não teve como preocupação a elaboração de uma disciplina sociológica, visto que seu pensamento engloba uma série disciplinas, como a Economia, a História e a Filosofia. Entretanto, suas ideias tiveram enorme impacto nas Ciências Sociais? Constituindo-se numa das fontes mais importantes da Sociologia e da Ciência Política. 2- Materialismo histórico: na...

    579  Palavras | 3  Páginas

  • O Pensamento Marxista

    O Pensamento Marxista Karl Marx foi um filosofo historiador sociólogo e economista. Sua formação intelectual se deu na Alemanha, seu país natal tendo estudado direito nas universidades de bom e Berlim. Defendeu seu doutorado no ano de 1841, na cidade de Iena, com uma tese de filosofia sobre As diferenças da filosofia na natureza em Demócrito e Epicuro, versando sobre o materialismo na antiguidade grega. Dois diferencias, no entanto, são importantes: no âmbito politico, o processo tardio...

    782  Palavras | 4  Páginas

  • pensamento liberal X Marxista

    Pensamento Liberal X Marxista Com base no pensamento de filósofos ingleses e franceses dos séculos XVII e XVIII, o liberalismo iria se estruturar em oposição ao poder absoluto exercido pelas monarquias hereditárias da Europa, que invocavam o direito divino como fonte de sua legitimidade. O marxismo se estruturaria como crítica e alternativa à sociedade burguesa e à ordem liberal vigentes no século XIX, tomando por base o pensamento do filósofo Karl Marx. De acordo com o pensamento liberal...

    618  Palavras | 3  Páginas

  • FICHAMENTO KARL MARX

    capitalista sem dúvida liga-se à tradição do pensamento socialista, que encontra em Marx (1818-1883) e Engels (1820-1903) a sua elaboração mais expressiva.” [...] “Em suas obras, disciplinas que hoje chamamos de antropologia, ciência política, economia, sociologia, estão profundamente interligadas, procurando oferecer uma explicação da sociedade como um todo, colocando em evidência as suas dimensões globais.” (Pág. 27) “A formação teórica do socialismo marxista constitui uma complexa operação intelectual...

    734  Palavras | 3  Páginas

  • resenha

    Revista HISTEDBR On-line Resenha Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial , p. 423-426, abr2011 - ISSN: 1676-2584 423 Resenha do livro: Löwy, Michael. Ideologias e ciênc ia social: elementos para uma análise marxista. São Paulo: Cortez, 2008. Por: José Alexandre da Silva Mestrando em educação PPGE-UEPG IDEOLOGIAS E CIÊNCIA SOCIAL, UMA REFLEXÃO ATUAL Quando o sociólogo Michael Löwy realizou um ciclo d e palestras em São Paulo, a convite de assistentes sociais da PUC, talvez...

    2138  Palavras | 9  Páginas

  • PÓS-MODERNIDADE, NEOCONSERVADORISMO E SERVIÇO SOCIAL – JOSIANE SOARES SANTOS

    ênfase de revitalização do conservadorismo, devido à influência do pensamento pós-moderno. Sendo que se têm duas questões para destacar: A primeira, é preciso notar o histórico atraso com que essa discussão chega ao serviço social, mantendo a mossa “tradição” de absorção tardia das polêmicas oriundas das ciências sociais, malgrado a já consolidada inserção da profissão nos meios acadêmicos. Em relação a segunda, essa diz respeito ao risco que corremos de reforçar o “atraso histórico”, muito embora isso...

    5559  Palavras | 23  Páginas

  • Geografia e saude

    O CONCEITO DE FORMAÇÃO ESPACIAL: SUA GÊNESE E CONTRIBUIÇÃO PARA A GEOGRAFIA MARIA CLARA CRUZ* DA Introdução O estudo do espaço tem sido uma das questões cruciais em debate na Geografia. Essa compreensão implica analisar os processos e as peças que constituem o espaço e o seu dinamismo, assim como desvendar um conjunto d e correntes ou posicionamentos teórico-metodológicos os quais constituem expressões de sistemas filosóficos e de ideologias diferenciadas as quais assumem linguagens especificas ...

    7991  Palavras | 32  Páginas

  • Idade média

    disciplinas jurídicas, deveu-se a uma grande luta, reflexo das distintas posições de poder que dominam o campo jurídico e sua capacidade de dizer o direito. No Brasil, a trajetória não foi diferente, havendo uma institucionalização tardia, apesar da tradição de análise desenvolvida pela atuação de pesquisadores conhecidos como fundadores da disciplina no país. busca-se, através da sociologia, construir um ramo do conhecimento jurídico com foco principal nos aspectos sociais e políticos que circundam...

    1240  Palavras | 5  Páginas

  • INFLUÊNCIA MARXISTA NA EDUCAÇÃO

    INFLUÊNCIA MARXISTA NA EDUCAÇÃO Acadêmico Ideilton Ruas da Silva Sobrinho Professor-Tutor Externo Itamar Luis Gelain Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Curso Sociologia (Soc 0021/12) – Prática do Módulo II 15/06/13 RESUMO Como pano de fundo para educação, a influência marxista tem contribuído de forma especial no campo educacional embora Marx não tenha escritos sobre a especificidade da educação, percebe-se sua ideologia sobre o assunto a partir de suas filosofias. A educação...

    1835  Palavras | 8  Páginas

  • Método BH

    da perspectiva da intenção de ruptura:  A emersão, que se dá através do Método BH elaborado pela PUC/MG. Em Belo Horizonte, no inicio da década de 70, ocorriam importantes movimentos sindicais e operários. Estes movimentos assentavam-se sobre a tradição estudantil democrática no município e sobre as impulsões revolucionárias e socialistas que ocorriam nesta época. O Método BH teve a direção intelectual de Leila Lima e Ana Maria Quiroga, professoras da PUC/MG, que elaboram uma critica teórica pratica...

    2033  Palavras | 9  Páginas

  • Contribuições teóricas para o estudo de organizações internacionais

    época surgiriam as questões do declínio da hegemonia norte-americana e a inoperância da ONU. Por outro lado a sociedae civíl global adquire grande relevância e as ONGIs despertam interesse de especialistas. A partir desse ponto, Herz apresenta a tradição realista e fala que segundo essa perspectiva, os principais atores do sistema internacional são os Estados, que buscam maximizar seu poder e sua segurança. Oque caracteriza o sistema internacional como anárquico. A cooperação é dificultada pela natureza...

    1841  Palavras | 8  Páginas

  • A abordagem cultural na geografia

    sociais, mas a maneira como as pessoas vivem nos lugares onde residem ou os que visitam, deles extraindo uma experiência. Da mesma forma, Cosgrove; Jackson (2003) postulam a cooperação entre a geografia cultural humanista e a geografia social marxista, para investigar o mundo do homem e as geografias da mente. Nesse contexto, muitas perspectivas de análise têm sido propostas para compreender as intensas transformações do espaço geográfico, bem como para orientar o trabalho de educação geográfica...

    4143  Palavras | 17  Páginas

  • genese das classes

    • Ao longo de todo esse texto Bourdieu estará preocupado em estabelecer diferenças e rupturas de sua teoria com o marxismo clássico. Inicia afirmando que a construção de uma teoria do espaço social implica em uma série de rupturas com a teoria marxista tais como: o Deixar de privilegiar os grupos e passar a privilegiar as relações entre os grupos o Perder a visão intelectualista que concebe a classe teórica como o grupo efetivamente mobilizado o Romper com o economicismo que leva ao reducionismo...

    2120  Palavras | 9  Páginas

  • RECONCEITUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL

    origens e marcas vinculadas a Igreja Católica e os movimentos delas decorrentes, adotando como instrumento de analise e foque marxista. Movimentos estes que foram de suma importância para a Ruptura com os conceitos da igreja católica, visando melhorar a vida do ser humano, deixando de ser apenas assistencialismo. Os documentos de Araxá e Teresópolis tiveram uma grande contribuição para o Serviço Social, assim como também os Encontros Regionais mesmo não sendo tão forte quanto os das cidades acima citadas...

    2415  Palavras | 10  Páginas

  • Teroria marxista

    Teoria Marxista Foi no estado alemão, agitado e cheio de problemas, que nasceu o marxismo. Essa teoria não foi concebida apenas por Karl Marx ( 1818 - 1883 ), ele teve uma colaboração ideológica e financeira de Friedrich Engels ( 1820 - 1895 ). Eles escreveram em parceria o Manifesto Comunista ( 1848 ) e A ideologia alemã. Algumas das obras de Marx foram O 18 Brumário de Luís Bonaparte, Contribuição à crítica da economia política, e a mais importante que foi O Capital. Já Engels...

    1162  Palavras | 5  Páginas

  • Max Weber Contribuição

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ ANA PATRÍCIA DE SOUZA TEIXEIRA ARIANE BORGES DE OLIVEIRA MOIRA VELOSO BARBOSA A CONTRIBUIÇÃO DOS ESTUDOS DE MAX WEBER PARA O ENTENDIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS MACAPÁ 2014 Ana Patrícia de Souza Teixeira Ariane Borges de Oliveira Moira Veloso Barbosa A CONTRIBUIÇÃO DOS ESTUDOS DE MAX WEBER PARA O ENTENDIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS Artigo desenvolvido durante a disciplina de Sociologia...

    2483  Palavras | 10  Páginas

  • resumo analítico

    são determinadas aos assistentes sociais no desempenho da ação. De acordo com essa segunda concepção de profissão, o processo de reflexão e elaboração teórica do Serviço Social advém da apropriação do conhecimento das Ciências Sociais e da tradição marxista, que não implica postulação de teorias e método próprio ao Serviço Social. Não se legitima a prática, via elaboração teórica, mas a partir da inscrição dos profissionais na divisão social do trabalho. Nas palavras de Netto, “aqui, a elaboração...

    3556  Palavras | 15  Páginas

  • contribuição da psicanálise á educação

     CONTRIBUIÇÃO DA PSICANÁLISE Á EDUCAÇÃO Introdução "Nenhuma das aplicações da psicanálise excitou tanto interesse e despertou tantas esperanças quanto seu emprego na teoria e na prática da educação" (Freud, 1925). A psicanálise é constituída de duas partes: As teorias sobre o funcionamento humano em termos psicológicos, e as técnicas de tratamento. Da mesma forma que a anatomia e a fisiologia, conhecimentos fundamentais, dão uma base sólida a todas...

    7071  Palavras | 29  Páginas

  • Fichamento método BH

    e sem mais, ‘a transformação da sociedade e do homem’ a uma profissão, situando como objetivo profissional o que só legitimamente pode ser posto como perspectiva histórica a enquadrar um projeto profissional”. 283 Por meio da apropriação da tradição marxista, as formulações de Belo Horizonte portam três implicações “[...] A primeira refere-se às relações entre teoria e ciência não há dúvidas de que os formuladores mineiros equalizam os dois termos: ‘A teoria é [...] um conhecimento científico do...

    1309  Palavras | 6  Páginas

tracking img