A Contribuição Da Tradição Marxista De Behring E Bossetti artigos e trabalhos de pesquisa

  • Resumo behring e boschetti 2011

    Política social fundamentos e história BEHRING; BOSCHETTI 2011 Fichamento: Serviço Social e política social A conexão entre política social e Serviço Social no Brasil surge com o incremento da intervenção estatal, pela via de processos de modernização conservadora no Brasil (Behring, 2003), a partir dos anos de 1930. (BEHRING; BOSCHETTI, 2001, p. 13) Um artigo de Costa (1979) [...] mostra que, apesar dessa contradição estrutural, a introdução da temática da política social nas pautas profissionais...

    2328  Palavras | 10  Páginas

  • Crítica do texto Política Social no contexto da crise capitalista de Elaine Rossetti Behring

    Crítica do texto Política Social no contexto da crise capitalista de Elaine Rossetti Behring por Julia R Seixas Behring demonstra a importância das políticas sociais na formação profissional, componente curricular e principais empregadores dos assistentes sociais. Relação antiga de enfrentamento da questão social. A introdução do pensamento crítico e a tradição marxista a partir dos anos 70 possibilitou o ponto de partida adotado no texto, o da totalidade. “a política social como uma mediação...

    549  Palavras | 3  Páginas

  • politica social

    didático preparado para aula 1.2014 Livro: Política Social: fundamentos e história (Behring e Boschetti) Capítulo 1 – Política social e método (parte final) Item 3. A contribuição da tradição marxista (p.36 do livro adotado) Destaque dos principais aspectos apresentados por Behring & Boschetti Para esta tradição, a relação sujeito – objeto, no âmbito da pesquisa, é relacional. Afirmam as autoras que o método marxista “permite ao sujeito aproximar-se e apropriar-se das características do objeto,...

    786  Palavras | 4  Páginas

  • O SERVIÇO SOCIAL E TRADIÇÃO MARXISTA

    O Serviço Social e a tradição marxista* Quero esclarecer, inicialmente que esta intervenção sobre serviço sócia e tradição marxista não pretende mais que oferecer, de forma intencionalmente polêmica, uma breve síntese de algumas reflexões que me parecem minimamente pertinentes. Aceitando o convite para participar desde ciclo de conferências e debates, julguei que seria válida uma contribuição que avançasse pistas e sugestões para balizar um terreno de discussão e confronto Idea. Para tanto,...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • Trabalho social

    Fundamentos de Política Social Elaine Rossetti Behring Fundamentos de Política Social1 Por Elaine Rossetti Behring Introdução Política social é um tema complexo e muito discutido no âmbito das ciências sociais, em especial da ciência política e da economia política. Também o serviço social brasileiro, a partir de meados dos anos 80, passou a ter uma consistente produção sobre esse tema, que supera largamente as tendências descritivas e pragmáticas do passado, conforme apontava Coimbra...

    11273  Palavras | 46  Páginas

  • LIVRO

    FUNDAMENTOS E HISTÓRIA1 SOCIAL POLICY: FOUNDATIONS AND HISTORY Elaine Rossetti BEHRING2 Ivanete BOSCHETTI3 (autoras) Lais Ribeiro dos SANTOS4 Patricia Regina PIOVEZAN5 A obra Política Social: fundamentos e história das autoras Elaine Rossetti Behring e Ivanete Boschetti teve origem a partir do acúmulo de experiência das autoras nas aulas ministradas na disciplina de política social nos cursos de graduação e pós-graduação na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e na Universidade de...

    2719  Palavras | 11  Páginas

  • PEDAGOGIA MARXISTA

    O debate acerca de uma concepção de educação alinhada aos princípios marxistas é uma necessidade histórica que se coloca de maneira premente na atualidade. No Brasil, os últimos anos da década de 1970 e durante toda a década de 1980 foram profícuos na difusão de um pensamento crítico, bem como na organização política dos professores. Segundo Saviani, este momento histórico pode ser caracterizado pela existência de dois vetores: aquele voltado para a [...] “preocupação com o significado social e político...

    954  Palavras | 4  Páginas

  • Classe e Consciência de Classe na tradição marxista

    CLASSE E CONSCIÊNCIA DE CLASSE NA TRADIÇÃO MARXISTA Susana Maria Maia1 Resumo Resgate das categorias analíticas classe e consciência de classe a partir da perspectiva teórico-metodológica marxista, tomando como referência obras do próprio Karl Marx, além de pensadores ligados à tradição marxista, de forma a recuperar a centralidade destas categorias para a análise do cenário de luta de classes contemporâneo. Palavras chaves: Classe, Consciência de classe, Movimentos Sociais. Introdução ...

    8137  Palavras | 33  Páginas

  • Política Social

    Política Social no contexto da crise capitalista Elaine Rossetti Behring Professora da Faculdade de Serviço Social UERJ/CNPq Política Social no contexto da crise capitalista Introdução A política social é uma matéria fundamental na formação profissional dos assistentes sociais. Além de um componente curricular das Diretrizes da ABEPSS de 1996, todas as pesquisas e enquetes sobre inserção no mercado de trabalho mostram as políticas sociais e em especial as políticas de seguridade social...

    9135  Palavras | 37  Páginas

  • serviço social

    1 SERVIÇO SOCIAL: APROPRIAÇÃO DA TEORIA SOCIAL MARXISTA E FORMAÇÃO PROFISSIONAL CRÍTICA. Sandra Neres Santos1 RESUMO Este artigo pretende apresentar os elementos do amadurecimento teóricometodológico profissional do Serviço Social com a aproximação da tradição marxista em Marx. Para isto, o artigo busca resgatar, de forma breve, a trajetória histórica da constituição da profissão de Serviço social, a partir da expansão capitalista, repensado o seu posicionamento frente às condições da...

    5965  Palavras | 24  Páginas

  • A trajetória do serviço social e as sucessivas aproximações à tradição marxista.

    Humanidades A TRAJETORIA DO SERVIÇO SOCIAL E AS SUCESSIVAS APROXIMAÇÕES À TRADIÇÃO MARXISTA Glacielli Thaiz Tamião de Souza1 Co-autora: Lorena Ferreira Portes 2 RESUMO O presente artigo aborda uma análise reflexiva sobre a importância da Tradição Marxista para o contexto do Serviço Social, esboçando referências sobre a gênese do Serviço Social e a construção da profissão diante das aproximações a veia Marxista, de forma a ressaltar os pontos cruciais para a categoria profissional dentro...

    6762  Palavras | 28  Páginas

  • RESENHA politica social

    processos sociais a partir de suas relações e conflitos, Weber teoriza o que chamou de “tipos ideais”, uma sociedade que viveria em harmonia com o sujeito. Behring e Boschetti criticam o tipo ideal em Weber de modo que este existiria somente como utopia não é e nem pretende ser um reflexo da realidade complexa. Por vez, a contribuição da tradição marxista na visão das autoras se faz presente na abordagem do método-crítico dialético quando o sujeito-objeto se evidencia nas complexas relações de Estado e...

    2024  Palavras | 9  Páginas

  • marxista

    e ao fazerem a crítica da sociedade em que vivem, apresentam propostas para sua transformação: o socialismo científico. Seu método de explicação da sociedade, aplicado à história é o “materialismo histórico e dialético Definição de Materialismo Marxista “As relações sociais são inteiramente interligadas às forças produtivas. Adquirindo novas forças produtivas, os homens modificam o seu modo de produção, a maneira de ganhar a vida, modificam todas as relações sociais. O moinho a braço vos dará a...

    2186  Palavras | 9  Páginas

  • Historiografia marxista no século XX

    Historiografia marxista no século XX 1 – MARX, ENGELS, MATERIALISMO HISTÓRICO E HISTORIOGRAFIA NO SÉCULO XX A atualidade do pensamento marxista tem sua relevância garantida a partir do método materialista histórico enquanto “fio condutor” da análise histórica e prática social. Foi com esse objetivo que Marx e Engels dedicaram considerável esforço de pesquisa com o objetivo de investigar historicamente as contradições sociais de seu presente. Karl Marx (1818-1883) nasceu em Treveris na Alemanha...

    3856  Palavras | 16  Páginas

  • plitica publica

    e Sociedade e nas literaturas do Serviço Social sobre os temas de Seguridade Social, Saúde e Reforma Sanitária. Como resultado desta pesquisa, discutir-se-á neste artigo, o surgimento do Sistema de Seguridade Social no Brasil, a partir da contribuição do conteúdo dos artigos publicados na revista Serviço Social e Sociedade. PALAVRAS CHAVES: Política Social; Seguridade Social; Formação Profissional. INTRODUÇÃO: O Núcleo Temático de Seguridade Social e Política Social de Saúde tem como...

    4277  Palavras | 18  Páginas

  • A SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL

    e Sociedade e nas literaturas do Serviço Social sobre os temas de Seguridade Social, Saúde e Reforma Sanitária. Como resultado desta pesquisa, discutir-se-á neste artigo, o surgimento do Sistema de Seguridade Social no Brasil, a partir da contribuição do conteúdo dos artigos publicados na revista Serviço Social e Sociedade. PALAVRAS CHAVES: Política Social; Seguridade Social; Formação Profissional. INTRODUÇÃO: O Núcleo Temático de Seguridade Social e Política Social de Saúde tem como...

    3831  Palavras | 16  Páginas

  • Tradição Empirista

    verdade, deduzindo a partir daí as consequências.  Bacon não foi um cientista propriamente dito, porem suas ideias foi altamente relevante ao passo em que ele defendia uma determinada concepção de método cientifico que ressaltava o empirismo. Da sua contribuição para a filosofia, podemos destacar dois aspectos fundamentais, sendo o primeiro, a concepção do pensamento critico, e o segundo a sua defesa do método indutivo no conhecimento cientifico integrado com a técnica e com um modelo de ciência anti-especulativo...

    5644  Palavras | 23  Páginas

  • Teoria política marxista

    Teoria política marxista ou teoria marxista da política(( A reflexão política marxiana deve, por direito próprio e legitimamente, ocupar um lugar destacado na história das idéias políticas e, mais ainda, constituir-se em um dos referentes doutrinários primordiais para a imprescindível refundação da filosofia política em nossa época. Huntington e Bobbio A opinião mais difundida considera Marx um economista político, talvez como o “grande rebelde” entre os economistas políticos clássicos...

    9453  Palavras | 38  Páginas

  • kelsen e as teorias marxistas do estado

    23 KELSEN E AS TEORIAS MARXISTAS DO DIREITO E DO ESTADO: apontamentos para uma aproximação Henrique Kramer da Cruz e Silva* RESUMO: Este artigo objetiva contestar a tese de alguns marxistas que alegam serem absolutamente incompatíveis a teoria pura do Direito e as teorias jurídicas marxistas. A extensão e a complexidade da obra de Kelsen não permite desqualificá-la como obra de um mero apologeta da ordem jurídico estatal capitalista, como o caracterizam alguns de seus críticos. O artigo ocupase...

    4403  Palavras | 18  Páginas

  • Economias marxistas

    Marx (1818 - 1883), ele teve uma colaboração ideológica e financeira de Friedrich Engels (1820 - 1895). Eles escreveram em parceria o Manifesto Comunista (1848) e A ideologia alemã. Algumas das obras de Marx foram O 18 Brumário de Luís Bonaparte, Contribuição à crítica da economia política, e a mais importante que foi O Capital. Já Engels escreveu Anti-Dühring, A dialética da natureza, A origem da família, da propriedade privada e do Estado e outras. Eles formularam seu pensamento baseado na realidade...

    9233  Palavras | 37  Páginas

  • fichamento do cap 1 do livro Política social: fundamentos e história

    a formulação e a cobertura das políticas sociais. Com isso inviabiliza-se o conhecimento mais aprofundado da política social, bem como a formulação de estratégias consistentes por parte dos sujeitos políticos envolvidos. A maior contribuição da tradição marxista para um abordagem da política social - e dos processos sociais, de uma maneira geral - ou de uma reconstrução dessa categoria inscrita na realidade sócio-histórica é exatamente a sua perspectiva metodológica, com o que concordamos com...

    2385  Palavras | 10  Páginas

  • Raizes do Brasil

    modernizador. Trajes esse que não cabia numa sociedade que fora fincada no patriarcalismo rural, levando logicamente a sua primeira crise comercial em 1864. Holanda percebe que a modernização foi quase impossível por causa da herança de uma tradição colonial, dotadas de uma historicidade própria. É nesta perspectiva que aparece outro grande componente da sociedade brasileira, a família patriarcal. Pois nos domínios rurais, a autoridade do proprietário de terras não sofria réplica. Tudo era feito...

    10170  Palavras | 41  Páginas

  • sociologia alemã: A contribuição de Max Weber

    1. A Escola Marxista tem na teoria do conflito um dos seus fundamentos mais importantes em termos sociológicos. Tal teoria, pela óptica marxista, defende que  a) os conflitos sociais são culturais, sendo expressões do embate entre a tradição e a inovação.  b) os conflitos nascem das contradições, sendo estas resultantes do acesso desigual aos meios de produção.     c) as sociedades mais avançadas são aquelas que melhor se adaptaram ao longo do processo histórico, sendo as menos aptas extintas...

    1716  Palavras | 7  Páginas

  • politica

    hboska@yahoo.com.br Ementa: Estudo crítico das matrizes clássicas do conhecimento e suas aproximações com o Serviço Social. A teoria social de Marx e o método crítico dialético. As principais formulações teóricas do Serviço Social na tradição marxista. Objetivos: Compreender as principais matrizes clássicas do conhecimento e suas relações com as tendências teórico-metodológicas do Serviço Social. Analisar a produção do conhecimento em Serviço Social acerca dos seus fundamentos teórico-metodológicos...

    2249  Palavras | 9  Páginas

  • vai tomar no seu coccix

    recomendação da proposta não é o argumento do “bom senso” já questionado anteriormente. A avaliação de mérito indica que a verdadeira questão que incomodou o parecerista foi a abordagem teórico-metodológica adotada pela equipe, centrada no Método Marxista Dialético. Ao invés de analisar a proposta com objetividade e isenção, conforme disposto no referido Edital, o parecerista, não apresentou argumentos técnicos, teóricos e/ou científicos na avaliação da proposta e, por conseguinte, na elaboração...

    6072  Palavras | 25  Páginas

  • A contribuição de émile durkheim, karl marx e max weber

    A contribuição de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber. Objetivo Compreender as matrizes de pensamento focalizadas no fenômeno sociológico a partir de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber. Introdução Como vimos no tema anterior, Augusto Comte sistematizou as bases do pensamento sociológico com seu método positivista. Ele aprimorou este método investigativo para dar às Ciências Sociais ou Humanas o mesmo caráter de neutralidade e objetividade das Ciências Naturais. Contudo...

    3853  Palavras | 16  Páginas

  • Teoria crítica da informação no Brasil a contribuição de Armand Mattelart

    [www.reciis.icict.fiocruz.br] ISSN 1981-6278 Artigo de revisão Teoria crítica da informação no Brasil: a contribuição de Armand Mattelart DOI: 10.3395/reciis.v3i3.285pt Carlos Alberto Ávila Araújo Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil casal@eci.ufmg.br Resumo Neste artigo são identificadas algumas das principais idéias de Armand Mattelart que apresentam possibilidades de aproximações junto a questões tratadas pela ciência...

    6854  Palavras | 28  Páginas

  • Quest o social e Pol tica social

     BEHRING, Elaine Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Capitalismo, liberalismo e origens da política social. In: ______. Política Social : fundamentos e história. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 51-6. cap.2. v 2. Questão social e política social Behring e Boschetti conceituam as políticas sociais como desdobramentos e formas de enfrentamento setorizadas às expressões multifacetadas da questão social no capitalismo, cujo fundamento se encontra nas relações de exploração do capital sobre o trabalho...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • 158353150230

    organização social capitalista fundamenta-se e intensifica a complexa questão da relação capital e trabalho, procedendo a diversas consequências que colocaram a organização de vida dos trabalhadores em condições precárias relacionadas ao bem-estar social, Behring; Boschetti (2006) consideram que o processo de configuração da desigualdade social entre as classes está intrínseca em relação a exploração da classe operária, e pelas formas que se expressam diante da realidade social. 1 Situa “a era capitalista...

    16147  Palavras | 65  Páginas

  • abnt

    Social – previdência, saúde e assistência social –, onde podemos ressaltar a integralidade da política de Seguridade Social, bem como os princípios próprios e os diferentes objetivos: a assistência social e a saúde independem de contribuição, e a previdência, pressupõe contribuição. 2.2 POSTURAS DO SERVIÇO SOCIAL FRENTE ÀS POLÍTICAS SOCIAIS NAQUELE PERÍODO Na década de 60, pois começa a assistir às crises das formas tradicionais da profissão com o Serviço Social se nutrindo de referenciais teórico...

    2367  Palavras | 10  Páginas

  • A crise economica mundial e a teoria marxista sobre a crise.

    A CRISE ECONOMICA MUNDIAL E A TEORIA MARXISTA SOBRE A CRISE. NOTAS DE PESQUISA Apresentação A crise econômica mundial de 2008 constitui o ponto de partida deste estudo sobre a natureza dessa crise e as explicações sobre suas determinações oferecidas no campo da teoria marxista. O objetivo do estudo é avaliar e tentar avançar o conhecimento sobre a estrutura, a dinâmica e a história do capitalismo na perspectiva marxista, implicando, nesse mesmo processo, a crítica das vertentes de pensamento...

    8153  Palavras | 33  Páginas

  • 3896 15097 1 PB

    Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro } CULTURA CRÍTICA E O PROJETO ÉTICO-POLÍTICO - LEITE, J. O. } década de 1980, viabiliza o delineamento de uma cultura crítica fundada, segundo Netto (1999), numa vertente crítica inspirada na tradição marxista. Esse processo irá impulsionar uma ruptura profissional com o conservadorismo e o delineamento de um novo projeto ético-político do Serviço Social, agora comprometido com o projeto societário da classe trabalhadora.1 O III Congresso Brasileiro...

    8198  Palavras | 33  Páginas

  • Sociologia marxista

    de pesquisa com a vida e obra do crítico sociológico Karl Marx. Com o intuito de se fazer compreender um pouco sobre a crítica sociológica Marxista. O material aqui apresentado vem com uma linguagem simples, porem bastante explicativa. Onde aborda a biografia, principais influências, e principais publicações de Karl Marx. CRÍTICA SOCIOLÓGICA MARXISTA Karl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818 — Londres, 14 de março de 1883) foi um intelectual e revolucionário alemão, fundador da doutrina...

    5331  Palavras | 22  Páginas

  • Fundamentos historicos e teoricos metodologicos do serviço social ii

    profissionais baseados no ideário do humanismo-cristão. UNIDADE III – Tendência da Renovação do Serviço Social no Brasil- Perspectiva de Intenção de Ruptura. Assimilação da tradição marxista pelo Serviço Social: condições histórico-metodológicas que definiram a aproximação ao marxismo; fundamentos teóricos: a tradição marxista e a teoria social de Marx; produções teórico-metodológicos representativas: Textos de Serviço Social (a experiência do método BH), Saber profissonal e Poder Institucional...

    703  Palavras | 3  Páginas

  • POLITICAS SOCIAIS

    Social: fundamentos e história, de Elaine Rossetti Behring; Ivanete Boschetti, publicado pela Editora Cortez, 2006, PLT 404. ROTEIRO DE ESTUDO: Fundamentos das Políticas Sociais Prof. Milton Rodrigues Gonçalves CONTEÚDOSEHABILIDADES Conteúdos Nesta aula, você estudará: • Uma abordagem funcionalista, na qual Durkheim afirma que é na natureza da própria sociedade que se deve buscar a explicação da vida social. • A visão marxista contemporânea sobre a política social e seu enfoque...

    26432  Palavras | 106  Páginas

  • POLÍTICA PÚBLICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DOS IDOSOS: Contribuição do (a) Assistente Social diante da realidade contemporânea

    Política Pública: uma síntese sobre o seu significado 20 2.2 Políticas Públicas para idosos 20 2.3 Política pública de atenção a saúde dos idosos 23 2.4 O Sistema Único de Saúde – SUS não deu certo? ................................27 CAPÍTULO 3 CONTRIBUIÇÃO DO (A) ASSISTENTRE SOCIAL DIANTE DA REALIDADE CONTEMPORÂNEA 33 3.1 O trabalho do assistente social na contemporaneidade e sua atuação na área de saúde 33 3.2 Possibilidades de trabalho do assistente social junto aos idosos na área de saúde...

    15569  Palavras | 63  Páginas

  • Processo de Intenção de Ruptura

    são respostas às expressões da questão social no capitalismo que se dá através das relações da exploração do capital sobre o trabalho. Ressalta-se que esse processo é histórico e se dá nas condições de vida, cultura e produção de riqueza. A tradição Marxista empreende, desde Marx e Amgels,até os dias de hoje as suas manifestações e o processo de acumulação do capital,produzindo e reproduzindo. No capitalismo o que predomina é a composição do trabalho morto sobre o trabalho vivo, promovendo a expansão...

    2888  Palavras | 12  Páginas

  • Serviço social e a política de meio ambiente

    projeto, seus motivos recorrentes, viabilidades e vantagens 4 para a comunidade acadêmica e sociedade em geral, assim como para os sujeitos da pesquisa. A fundamentação teórica da pesquisa está assentada na teoria social crítica, de cunho marxista. Assim, apresenta vários autores que analisam o problema da pesquisa por essa linha de pensamento. Todavia, um autor que se identifica como pós-moderno foi inserido no corpo da fundamentação teórica, isso porque se trata de um dos raros estudos feitos...

    8004  Palavras | 33  Páginas

  • teoria marxista

    realidade se faz filosofia, para Marx a filosofia precisa incidir sobre a realidade. Para transformar o mundo é necessário vincular o pensamento à prática revolucionária, união conceitualizada como práxis: união entre teoria e prática. A teoria marxista é, substancialmente, uma crítica radical das sociedades capitalistas. Mas é uma crítica que não se limita a teoria em si. Marx, aliás, se posiciona contra qualquer separação drástica entre teoria e prática, entre pensamento e realidade, porque essas...

    5888  Palavras | 24  Páginas

  • O trabalho do assistente social

    BEHRING, Elaine Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: Fundamentos e Histórias. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2011.- (biblioteca básica de serviço social; v.2) [Capitulo 5] Política Social no Brasil Contemporâneo: Entre a Inovação e o Conservadorismo 1. A contra-reforma neoliberal e a política social. Durante os anos 90 surgiu uma campanha em torno de reformas. No governo de Fernando Henrique Cardoso, foi marcado por esse fato, que advinha do governo de Fernando Collor, entretanto...

    3111  Palavras | 13  Páginas

  • Brasil em contra reforma

     “BRASIL EM CONTRA REFORMA – DESESTRUTURAÇÃO DO ESTADO E PERDA DE DIREITOS”. Autora: Elaine Rossetti Behring. Ed. Cortez. SP, 2003. Introdução e Capítulo 1: a mundialização do capital Capítulo 2: O Estado no neoliberalismo Capítulo 3: Brasil: entre o futuro e o passado, o presente dilacerado Capítulo 4: a Contra Reforma do Estado brasileiro: projeto e processo Capítulo 5: Ilustrações particulares da Contra Reforma Resumo da obra: Em linhas...

    12164  Palavras | 49  Páginas

  • questão social

    Questão social e direitos Elaine Rossetti Behring Professora da Faculdade de Serviço social/UERJ Silvana Mara de Morais dos Santos Professora do Departamento de Serviço Social/UFRN Questão social e direitos Apresentação Estamos diante de dois temas históricos, visceralmente articulados, e este texto busca explicitar as condições que produziram e produzem esse vínculo. Trata-se de desvelar a compreensão da “questão social”1 e as polêmicas que cercam o seu entendimento como matéria do...

    7247  Palavras | 29  Páginas

  • romanelli n a quest o metodol gica na producao vigotskiana e a dial tica marxista

    A QUESTÃO METODOLÓGICA NA PRODUÇÃO VIGOTSKIANA E A DIALÉTICA MARXISTA * Nancy Romanelli RESUMO. Pretende-se, neste artigo, abordar algumas formulações de Vigotski referentes ao campo metodológico. Destacando-se a significativa influência das ideias de Marx e Engels na produção do psicólogo bielorrusso, procurou-se: a) apontar a crítica de Vigotski às aplicações simplistas do materialismo histórico e dialético à psicologia; b) resgatar a proposta elaborada pelo autor para a psicologia geral; c)...

    7437  Palavras | 30  Páginas

  • Políticas e movimentos sociais no estado capitalista

    BEHRING, Elaine Rossetti. Política Social: fundamentos e história / Elaine Rossetti Behring, Ivanete Boschetti. – 8ª. ed. – São Paulo: Cortez, 2011. - (Biblioteca básica de serviço social; v. 2) FALEIROS, Vicente de Paula, 1941 – A Política Social do Estado Capitalista: as funções da previdência e assistência sociais / Vicente de Paula Faleiros – 11ª ed. – São Paulo: Cortez, 2008. MONTAÑO, Carlos. Estado, Classe e Movimento Social / Carlos Montaño, Maria Lúcia Duriguetto. – 1ª. ed. – São Paulo:...

    1655  Palavras | 7  Páginas

  • adbzzzczczczcz

    “complexa, diferenciada, e historicamente [susceptível a influência] de determinados modos de pensamento [configurando-se desde o] pensamento social da igreja, [passando pelo] pensamento funcionalista [até chegar nos dias de] hoje ao pensamento marxista” (NOGUEIRA, 2005, p. 191). Ainda com relação à herança cultural sob a qual o Serviço Social vem fundamentando sua prática e consequentemente um contínuo repensar na questão da formação continuada, tem-se a seguinte síntese de Iamamoto (2011, p...

    9104  Palavras | 37  Páginas

  • POLITICA SOCIAL

    a vapor, por volta de 1746 e finda com o início dos monopólios (Behring, 2000, p.32). A CONSTRUÇÃO DO PERFIL DO ASSISTENTE SOCIAL NO CENÁRIO EDUCACIONAL 23 especialmente em sua fase tardia, após a Segunda Guerra Mundial (Behring & Boschetti, 2006, p.47). Historicamente, o estudo das políticas sociais deve ser marcado pela necessidade de pensar as políticas sociais como “concessões ou conquistas”, na perspectiva marxista (Pastorini, 1997, p.85), a partir de uma ótica da totalidade. Dessa...

    13067  Palavras | 53  Páginas

  • A construção das políticas sociais no brasil

    dando destaque aos aspectos pessoais e psicológicos que envolvem o ser humano, dissociando de uma análise mais crítica das realidades macrossocietárias. E a última direção, a da intenção de ruptura, tem como fundamento teórico-metodológico a vertente marxista. É um momento de recusa ao serviço social tradicional. Esta direção possibilitou aos assistentes sociais um repensar do exercício profissional, com base no contexto sócio-histórico, sociocultural e sociopolítico, favorecendo a construção das ações...

    3291  Palavras | 14  Páginas

  • PORTIFOLIO INDIVIDUAL 4 Deborah

    Tratava-se do retorno do mediador civilizador. Veja o que diz BEHRING, Elaine Rossetti; Boschetti, Ivonete, 2007: O pacto keynesiano, hoje em questão, mas mantendo certo fôlego, se fundou na institucionalização das demandas do trabalho, deslocando o conflito para o interior do Estado. Neste espaço, há uma forte tendência à segmentação / setorialização das demandas, bem como de tecnocratizar questões econômico-políticas, despolitizando-as (Behring; Boschetti, 2007). Para enfrentar a luta e aprofundar reivindicações...

    1533  Palavras | 7  Páginas

  • Política social: fundamentos e história. 5ª ed. são paulo: cortez, 2008.

    e respectivas correntes que contribuíram para a análise da política social. A exemplo, temos a perspectiva funcionalista, onde é feita uma alusão às idéias de Durkheim e, a perspectiva do idealismo, contempla as idéias de Weber. A contribuição da tradição Marxista foi de grande importância para a abordagem das políticas sociais, tendo em vista que, o enfoque dialético “deve considerar sua múltipla causalidade, as conexões internas, as relações entre suas diversas manifestações e dimensões.”(p...

    2441  Palavras | 10  Páginas

  • serviçosocial

    “complexa, diferenciada, e historicamente [susceptível a influência] de determinados modos de pensamento [configurando-se desde o] pensamento social da igreja, [passando pelo] pensamento funcionalista [até chegar nos dias de] hoje ao pensamento marxista” (NOGUEIRA, 2005, p. 191). Ainda com relação à herança cultural sob a qual o Serviço Social vem fundamentando sua prática e consequentemente um contínuo repensar na questão da formação continuada, tem-se a seguinte síntese de Iamamoto (2011, p...

    8304  Palavras | 34  Páginas

  • Tradição Marxista e Serviço Social

    Tradição Marxista no Serviço Social O objetivo do texto é mostrar o que é próximo e distante da tradição Marxista e ajudar a entender como é o universo da tradição Marxista. Duas vertentes culturais antagônicas: uma é o denominador comum entre esses protagonistas, o Serviço Social e o outro é o pensamento antagônico que vai assinalar um genético entre eles. Algo que vai aproximar a tradição Marxista do Serviço Social. Ele traz neste texto o que afasta a origem do Serviço Social da origem da tradição...

    1883  Palavras | 8  Páginas

  • Politicas Vanuzia

    como expressão dos embates das lutas dos trabalhadores pelos direitos sociais universais de cidadania, que têm no Estado uma mediação fundamental. É uma rica contribuição para a revisão crítica da política social na história de nosso país no cenário da expansão capitalista mundial, inspirado nas mais fecundas sugestões da tradição marxista (Marilda V. Iamamoto). Discute desde a relação da Política Social com o surgimento da questão social no século XIX, até os dias atuais, quando a feição universal...

    2257  Palavras | 10  Páginas

  • Política social e seguridade social

    Rosseti Behring;  Segundo Texto: A NOVA CONFIGURAÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS Autora: Professora Nobuco Kameyana In Estudos de Política e Teoria Social – Praia Vermelha, 2001;  Terceiro Texto: CULTURA DA CRISE E SEGURIDADE SOCIAL Autora: MOTA, Ana Elizabeth da Textos compilados pela profª e assistente social Elizabeth da Luz. 1 Coletânea de textos sobre Política Social e Seguridade Social PrimeiroTexto: A Nova Condição da Política Social Autora: Elaine Rosseti Behring Referência...

    8202  Palavras | 33  Páginas

  • Ação Social Junto à Criança Adolescente e Terceira Idade_Unidade I 1

    deveriam trabalhar. O Estatuto dos Trabalhadores, uma espécie de documento que forçava as pessoas ao trabalho, definia um teto salarial, ou seja, um valor mínimo para os salários dos trabalhadores e que, como sabemos, era pautado em um valor irrisório (BEHRING; BOSCHETTI, 2010). Já na Grã‑Bretanha, no ano de 1351, o Rei Eduardo III determinou que todos os que recebessem ajuda da caridade deveriam devolver a ajuda recebida por meio do trabalho. Essa medida foi tomada porque, naquele momento, a população...

    28476  Palavras | 114  Páginas

  • Serviço social

    Autora: Elaine Rosseti Behring;  Segundo Texto: A NOVA CONFIGURAÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS Autora: Professora Nobuco Kameyana In Estudos de Política e Teoria Social – Praia Vermelha, 2001;  Terceiro Texto: CULTURA DA CRISE E SEGURIDADE SOCIAL Autora: MOTA, Ana Elizabeth da Textos compilados pela profª e assistente social Elizabeth da Luz. PrimeiroTexto: A Nova Condição da Política Social Autora: Elaine Rosseti Behring Referência Bibliográfica...

    7904  Palavras | 32  Páginas

  • O Debate Brasileiro contemporâneo e a Tradição Marxista

    O Debate Brasileiro contemporâneo e a Tradição Marxista . É de grande importância conhecer a história do Serviço Social no Brasil para que possamos entender que ele nasceu do pensamento conservador, tanto na maneira de pensar como de agir na sociedade capitalista. Era presidido pela doutrina social da igreja católica e seu desdobramento na doutrina neotomista. Ao passar dos anos percebemos que a profissão de serviço social foi evoluindo e se atualizando seus fundamentos científicos...

    1228  Palavras | 5  Páginas

  • Estudo dirigido behring e boschetti (2007)

    Estudo dirigido 2 Behring e Boschetti (2007)  1) A contrarreforma foi possível a partir de duas condições que antecedem a década de 1990, quais são? (p.152) A contra-reforma foi possível graças a crise econômica dos anos 1980 e as marchas e contramarchas do processo de democratização do país. 2) Qual é o centro da "reforma"? (p.152) O ajuste fiscal. 3) Qual o significado de subjetividade antipública ressaltado pelas autoras? (p.152). A subjetividade antipública que estava por trás...

    625  Palavras | 3  Páginas

  • Livro antropologia do direito

    ao pai o filho, nem o filho ao pai, e cada um vive ao som de sua vontade (2003, p. 50-51) Essa conversão, obviamente, não é tarefa fácil e exige dos padres jesuítas uma estratégia para sua catequese, estratégia essa que consiste em destruir a tradição, "apartar os indígenas de suas crenças, família e comunidade". O historiador e cronista português Pero de Magalhães Gãndavo, provedor da Fazenda na Bahia entre 1565 e 1570, escreveu em 1576: ( ... ) por todas as Capitanias desta província estão...

    6298  Palavras | 26  Páginas

  • Politica social

    foii elaborada pelo Movimento de Reconceituação do Serviço Social Latino- Americano. No Brasil a experiência de uma fomação crítica foi, não só teorizada, mas experimentada em 1972-75 na PUC de Belo Horizonte ( SANTOS, pág 26). Em 1979 a concepção marxista emerge na reforma curricular aprovada pela Associação Brasileira de Ensino de Serviço Social (ABESS). O movimento docente superior (ANDES), O capítulo I demonstra a preocupação das autoras que, em antes de se aventurar pela política social, urge...

    2147  Palavras | 9  Páginas

  • Aline De Araujo Athayde Leite

    amargo para as políticas sociais e não imuniza o Brasil,considerando que se trata de uma crise estrutural do capitalismo ,conforme as análises fundadas na teoria critica de tradição marxista.seus efeitos são deletérios,não apenas para as políticas sociais,mas para o próprio desenvolvimento do capitalismo .com base na perspectiva marxista defendemos que esta é mais uma crise do capital ,provocada pela ampliação da acumulação do capitalismo ,trata-se ,portanto ,de uma crise estrutural do capitalismo na sua...

    730  Palavras | 3  Páginas

tracking img