A Construção Do Eu Na Modernidade artigos e trabalhos de pesquisa

  • Literatura e a construção da modernidade e do moderno

    Literatura e a construção da modernidade e do moderno A construção da modernidade e do moderno é, antes de tudo, um estilo, uma linguagem, um código, um sistema de signos com normas e unidades de significação. Ou seja, implica em uma visão de mundo. Ser moderno é estar em um tempo e espaço que promete aventura, poder, crescimento, alegria, transformação do ego e do mundo ao redor, mas, ao mesmo tempo, ameaça destruir tudo o que temos, tudo o que somos e sabemos. O que se disser aqui acerca de...

    1373  Palavras | 6  Páginas

  • Construção do eu na modernidade

    Bellotti e Mairon Escorsi Valério Construção do Eu na Modernidade e na visão religiosa Construction of the Self in Modernity and the religious vision Maria Célia de Menezes UCG Correio eletrônico: mariecellias@yahoo.com.br Resumo: Assim como o homem se constrói como ser social, a religião, que é um construto social feito pelo homem e para o homem, conforme as épocas sofre uma revisão de olhar por parte dos fiéis. Palavras-chaves: Construção do eu – Modernidade – Globalização – Sagrado – Reflexibilidade...

    7529  Palavras | 31  Páginas

  • CULTURA E MODERNIDADE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE LOCAL

    CULTURA E MODERNIDADE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE LOCAL Analise de elementos de elementos da cultura local, bem como da construção da identidade local e as conseqüências da modernidade nesse processo. Levanta-se o debate sobre o papel que a geografia cultural tem na análise da apropriação do espaço pela cultura globalizada/hegemônica e as repercussões para no cotidiano. Parte-se da realidade empírica da cidade de Pedreiras. O momento espaço-temporal da modernidade tem repercutido sobre o que...

    2841  Palavras | 12  Páginas

  • Modernidade

     UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA HISTÓRIA – AMÉRICA LATINA MODERNIDADE PROF: DR. Cezar Karpinski ACADÊMICO: Osni Cesar L. Leal CURSO: História Ênfase América Latina FOZ DO IGUAÇU 30-01-14 MODERNIDADE Discorrer sobre Modernidade não é o mesmo que falar de algo objetivo, não se consegue esgotar esse tema pela sua amplitude conceitual, carregado de subjetividade, espaços temporais, datas...

    2932  Palavras | 12  Páginas

  • PÓS-MODERNIDADE

     PÓS-MODERNIDADE As características fundamentais da relação entre a ação da memória e a construção identitária. A memória é seletiva, não lembra de tudo, não quer ou não pode lembrar de tudo. As preocupações e as estruturas de sentimento do presente são os elementos de estruturação da memória. Em segundo, a memória é construída tanto social como individualmente, esta construção pode ser consciente ou inconsciente. As pessoas gravam, excluem, recalcam, relembram etc. Por conta disso a...

    647  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha - a construção do eu na modernidade

    UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA JACKELINE DO NASCIMENTO CRUZ A CONSTRUÇÃO DO EU NA MODERNIDADE: DA RENASCENÇA AO SÉCULO XIX. SÃO PAULO 2011 JACKELINE DO NASCIMENTO CRUZ A CONSTRUÇÃO DO EU NA MODERNIDADE: DA RENASCENÇA AO SÉCULO XIX. Texto apresentado ao professor João Marcos, do Curso de Psicologia da...

    1461  Palavras | 6  Páginas

  • Um tema polêmico pós modernidade

    tema polêmico! O Brasil é um laboratório da pós-modernidade. (Michel Maffesoli) O sociólogo Frances justifica sua afirmativa dizendo que “a noção de laboratório remete à experimentação, tentativa e erro, transição e renovação. (...) o Brasil encarna o sensível e o emocional como raras culturas no mundo. Para ele, um dos traços característico da pós-modernidade seria o fato de que “o emocional tomou o lugar privilegiado do racional na modernidade. Para entendimento do pós-moderno, Maffesoli sustenta...

    912  Palavras | 4  Páginas

  • A crise da modernidade

    $ &5,6( '$ 02'(51,'$'( ( $ e7,&$ '$ 9,'$ 1$ 5(/$d­2 +20(01$785(=$ (OLVDEHWK 6HUDSKLP 3URVVHU3 'RXJODV $QGUp 5RHVOHU2 'DQLHO 5XEHQV &HQFL1 5(6802 A modernidade pode ser identificada ao mesmo tempo com a racionalização instrumental, o individualismo e a ruptura dos sistemas de totalidade. Neste sentido, a modernidade significa a anti-tradição, a derrubada das convenções, dos costumes e das crenças, a saída dos particularismos e a entrada do universalismo, ou ainda a saída do estado natural...

    5653  Palavras | 23  Páginas

  • Resumo Sociologia e modernidade

    tipos distintos que no modo geral podemos dizer que tem apenas um tipo comum. A questão é, que na sociabilidade urbana moderna tem características para auto compreensão da modernidade e tem influencia sobre as formas de sociabilidade rural. Estudo feito por autores ligados a Escola de Chicago verificam aspectos de modernidade como: fluidez, heterogeneidade, a personalidade desenraizada e a fugacidade das identidades individuais e coletivas encontradas nas cidades. A cidade de Brasília é tida como...

    634  Palavras | 3  Páginas

  • A construção do Eu na modernidade

    A construção do eu na Modernidade  Da Renascença ao século XIX  Um texto didático  Pedro Luiz Ribeiro de Santi  Holos, Editora Ltda-ME  Rua Guilherme Schmidt, 841  14.050-160 Ribeirão Preto SP  telefax: 016.630.1380  holos@highnet.com.br     Pedro Luiz Ribeiro de Santi - endereço eletrônico:  plrsanti@uol.com.br   Dados Internacionais de Catalogação da Publicação (CIP)   (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)  150.1 Santi, Pedro Luiz Ribeiro de.  5235c     A construção do eu na Modernidade: da  ...

    2059  Palavras | 9  Páginas

  • Estado na modernidade

    sobre o Estado ideal para suprir as necessidades da sociedade e para gerir uma política publica social nos tempos atuais. Num primeiro momento, examinamos historicamente os modelos de Estado e num segundo momento abrange os conceitos tais como: modernidade, espaços públicos, sociedade civil e cidadania. Neste sentido, faz-se necessário analisar o conceito de movimentos sociais que dão suporte para a participação cidadã no Estado Social e Democrático de Direito no Brasil. Vale ressaltar a importância...

    2180  Palavras | 9  Páginas

  • Pós Modernidade no Direito

    PÓS MODERNIDADE NO DIREITO Uma nova realidade para a mesma justiça RESUMO O presente trabalho procura esculpir e contribuir dentro da margem acadêmica, uma dimensão sobre a arte do Direito em relação à linha temporal da Pós Modernidade, atribuindo a estes, perspicácia Filosófica e Sociológica, durante o progresso da construção da pesquisa, e ainda a possível elaboração de um contexto sintetizado, que deixe gerar críticas e esclarecer dúvidas, fazendo alusão ao tema, porém sem abandonar em...

    3330  Palavras | 14  Páginas

  • A Modernidade e a Crise da Modernidade

    A Modernidade e a Crise da Modernidade Filosofia Add comments Continuando o texto… Continuamos agora falando da Modernidade e da chamada Crise da Modernidade ou Pós-modernidade e mesmo Hiper-modernidade como preferem alguns. 1.4. A modernidade A modernidade, o mundo moderno, teve como fatores determinantes o renascimento (origem – Florença – Itália), a reforma protestante (Alemanha – Lutero), e a revolução industrial (na Ilha – Inglaterra), mas começa mesmo, na área da revolução científica...

    4111  Palavras | 17  Páginas

  • PROJETO DA MODERNIDADE

     O projeto da Modernidade consiste no período da história social que se inicia com o iluminismo, a reforma protestante, e a Revolução Francesa. Esse projeto tem como base a crença de que é possível alcançar a autoconsciência no que abarca a realidade social. Nesse período a humanidade busca um conhecimento seguro, conhecimento que possibilitaria a criação de uma sociedade justa. A modernidade faz com que todos os vínculos com o que é valorativo, sensível, ideológico, simbólico e mitológico sejam...

    835  Palavras | 4  Páginas

  • modernidade e a crise ambiental

    Modernidade e a crise ambiental A modernidade e, sob certo aspecto, a mais ampla e consistente tentativa da humanidade de libertar-se dos condicionamentos naturais e sociais, que tinham feito do mundo, ate entao, uma sucessao de constrangimentos aos desejos de liberdade e felicidade que movem a alma humana desde sempre. No campo das realidades sociais, a afirmacao do Estado como predominio da esfera publica, como prevalencia do interesse coletivo sobre o individual e como obra de arte...

    1575  Palavras | 7  Páginas

  • Modernidade e Pos Modernidade

    Modernidade A Modernidade enquanto momento histórico caracteriza-se pela antitradição, pela derrubada das convenções, dos costumes e das crenças, pela saída dos particularismos e entrada no universalismo, ou ainda pela entrada da idade da razão. Iniciou ao surgimento do Iluminismo Europeu, nos meados do século XVIII. Refere-se a estilo, costume de vida ou organização social que emergiram na Europa e que ulteriormente se tornaram mais ou menos mundiais em sua influência. Surgiu com a descoberta...

    1239  Palavras | 5  Páginas

  • Sociologia e modernidade

    Resumo Comentado DOMINGUES, José Mauricio. Sociologia e Modernidade: para entender a Sociologia Contemporânea. 2° ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. A modernidade configura-se como objeto de estudo da Sociologia. Trazendo para essa realidade, o texto do autor José Domingues, busca mostrar como esse processo atua ao longo do tempo. Começa o texto falando das cidades que é o primeiro local onde praticamos a sociabilidade moderna, que são atitudes praticadas pelos indivíduos em...

    792  Palavras | 4  Páginas

  • modernidade para bauman

    1806-5023 Simmel e Bauman: modernidade e individualização Alan Mocellim1 Resumo: Georg Simmel, como um dos fundadores da sociologia, e Zygmunt Bauman, como um dos mais produtivos sociólogos da atualidade, ambos desenvolveram uma teoria da modernidade, e também uma teoria da individualização. Podemos notar também, além da centralidade desses temas, uma similaridade na maneira como os abordam. Ambos buscaram compreender a importância da razão na modernidade, e identificaram - cada um da...

    6959  Palavras | 28  Páginas

  • Crise da modernidade

    CRISE DA MODERNIDADE * Principais ícones da Modernidade para Bauman em “A sociedade individualizada”: 1) A fábrica fordista, que reduzia as atividades humanas a movimentos esteriotipados, rotineiros, planejados, mecânicos e inquestionáveis, mantendo afastada toda espontaneidade e iniciativa individual; * Bauman caracteriza esta fase como “Modernidade Sólida” justamente devido a referência às grandes indústrias e fábricas resultantes da Revolução Industrial, cujo nome ele batiza de “sociedade...

    3418  Palavras | 14  Páginas

  • Múltiplas Modernidades - Shmuel Noah Eisenstadt

    intitulada Múltiplas Modernidades Eisenstadt afirma que a melhor forma de compreender o mundo contemporâneo e de explicar a historia da modernidade é concebendo-o como historia de constituição e reconstituição continua de uma multiplicidade de programas culturais. Segundo o autor, o termo múltiplas modernidades possui duas implicações. A primeira é que a modernidade e a ocidentalização não são uma e a mesma coisa, ou seja, os padrões ocidentais modernos não constituem as únicas modernidades autênticas apesar...

    1977  Palavras | 8  Páginas

  • Educação Brasileira Na Modernidade Líquida Como Ferramenta De Controle Social

    TEMA O Tema de nossa pesquisa será o papel da escola na Modernidade Líquida como ferramenta de controle social, de forma que consigamos identificar quais os objetivos a serem desenvolvidos por ela, considerando os aspectos da sociedade atual. TÍTULO Educação Brasileira Na Modernidade Líquida Como Ferramenta De Controle Social OBJETIVO GERAL Encontrar uma clara definição de qual o papel da escola na modernidade líquida e quais características ela deve ter para que desenvolva...

    1857  Palavras | 8  Páginas

  • Os dois polos epistemológicos da modernidade

    Os dois polos epistemológicos da modernidade A atualidade do debate e suas raízes Os novos tempos pós-modernos começam, segundo Charles Jenks, em 15 de junho de 1972, quando o grande conjunto habitacional de Pruitt-Igoe em St. Louis, nos EUA, foi dinamitado após ter sido julgado inabitável. A implosão deste conjunto significou também o desmoronamento de uma serie de proposições que davam sustentação a esse tipo de programa arquitetônico. Essa nova maneira de pensar a arquitetura não abandona...

    1026  Palavras | 5  Páginas

  • A modernidade em Walter Benjamin

    A modernidade em Walter Benjamin. Lucas Rodrigues Valente. noturno. n. USP: 6438980 1. Introdução No capitulo numero um do seu “O Discurso filosófico da modernidade”, Habermas começa a delinear sua tese sobre o conceito de modernidade, começando por Hegel, que seria, segundo ele o inaugurador do discurso filosófico da modernidade, se valendo também de autores paralelos que...

    4173  Palavras | 17  Páginas

  • O Paradoxo da Modernidade

    TREBESCHI Georg Simmel - “Paradoxo da Modernidade” INTRODUÇÃO Georg Simmel (1858-1918) foi um pensador da modernidade. Waizbort (2000) nos relata que o autor nasceu em uma construção encravada em duas esquinas de maior movimento em Berlim, Alemanha, vivendo até quase o fim da vida nesta cidade. Nesse sentido, compreende-se que sua teoria da modernidade era seu enfrentamento com o mundo em que vivia (Waizbort, 2000). Um homem moderno, falando da modernidade, sendo um pensador interdisciplinar...

    1110  Palavras | 5  Páginas

  • O homem sem qualidades: modernidade, consumo e identidade cultural

    N3 | 2004.2 O homem sem qualidades: modernidade, consumo e identidade cultural Silvia Pimenta Velloso Rocha Mestre em Comunicação (UFRJ) Mestre em Filosofia e História das Idéias Universitéde Nice), Doutora em Filosofia (PUC-RJ), Professora da ESPM (Rio), Professora Adjunta (UERJ/FEBF) e Professora Titular (UniverCidade) Resumo Este artigo busca conceituar o termo “copyleft” – ou seja, um “anti-copyright”, uma licença que permite a livre reprodução e distribuição sem fins lucrativos...

    4116  Palavras | 17  Páginas

  • A Modernidade Chegou: ¨As Contribuições do Governo Marisio da Cunha Moreno (1962-1966) para o desenvolvimento da sociedade Ararense.

    A Modernidade Chegou: ¨As Contribuições do Governo Marisio da Cunha Moreno (1962-1966) para o desenvolvimento da sociedade Ararense. Adele Cristina Martins Santos Resumo Inicialmente analisaremos somente o governo Marisio da Cunha Moreno em sua vida publica, sem grandes delimitações, com o passar do tempo, no entanto, observamos que o marco temporal (1962-1966) de seu governo nos levaria a compreender certas transformações na vida das pessoas desta época e o quanto significaria para a estruturação...

    2934  Palavras | 12  Páginas

  • EUROPA, MODERNIDADE E A CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE COLETIVA EUROPEIA

    EUROPA, MODERNIDADE E A CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE COLETIVA EUROPEIA Bruna Callais, Giulia Momo, Hellen Daros , Laís Guttilla, Marília Zanotti e Nathalia Ariboni* Resumo: Este artigo, que foi feito com base no trabalho realizado pela professora Marleine Paula Marcondes e Ferreira de Toledo1, que analisou a presença do Direito Romano no decorrer da história das Relações Internacionais , que ajudou, principalmente, na formação da União Europeia. O artigo trata desde o começo da Europa Moderna...

    1923  Palavras | 8  Páginas

  • Individualismo e Relações Amorosas na Modernidade e Pós-Modernidade

    INDIVIDUALISMO E RELAÇÕES AMOROSAS NA MODERNIDADE E PÓS-MODERNIDADE Gustavo Ramos Rodrigues Resumo: O presente ensaio tem por objetivo compreender a construção e a configuração do individualismo, conforme percebido por autores como Georg Simmel e Louis Dumont, enquanto valor enraizado nas sociedades modernas e pós-modernas, tais como descritas nas obras de pensadores Zygmunt Bauman e Gilles Lipovetsky...

    3149  Palavras | 13  Páginas

  • Formação da Modernidade no Brasil

    Modernismo no Brasil? As dúvidas promovidas sobre a modernidade à brasileira, levaram diversos estudiosos a estudarem o tema, a fim de demonstrar, através de inúmeros aspectos, o processo de modernização que o Brasil fora sujeitado e seus implicantes. Para tal, a década de 1920 e sua arte e agrupamentos de indivíduos, que conhecemos por intelectuais. Sentiam-se investidos em uma missão política, buscavam fazer parte da construção da sociedade em bases racionais. Intelectual como o revertido...

    1517  Palavras | 7  Páginas

  • O Serviço Social no Contexto da Pós modernidade

     O SERVIÇO SOCIAL NO CONTEXTO DA PÓS-MODERNIDADE Marta Florença¹ Mônica Presley Ferraz² INTRODUÇÃO Quando se fala em pós-modernidade, é comum pensar-se que esta tem desdobramentos apenas na cotidiano, expressando-se sob a forma de tecnologia e a explosão de informações. No entanto, a pós-modernidade, representa muito mais do que isso, e partindo do pressuposto que esta é resultado da ofensiva neoliberal , ela implica diretamente em mudanças na prática profissional, tendo em vista que esta...

    1903  Palavras | 8  Páginas

  • modernidade

    VISITE A NOVA VERSÃO DE PÓS-MODERNIDADE, POLÍTICA E EDUCAÇÃO   Artigos (atualizado em 31.10.2012 ) Linha de Pesquisa Conferências/Palestras Grupo de Pesquisa Currículo Cursos-Disciplinas Tese de Doutorado e-mail Links   IBSN 0404-40-80-08   artigos linha pesquisa grupo pesquisa tese doutorado conferências currículo cursos/disciplinas links e-mail   Os artigos abordam questões políticas, econômicas e sócioculturais da pós-modernidade como condição histórica, suas...

    861  Palavras | 4  Páginas

  • Educaçao pós modernidade

    mjrpaes_70@yahoo.com.br Data: 28/03/2014 Curso: História Série: 1º RESUMO REFERENTE A EDUCAÇÃO NO CONTEXTO DA PÓS-MODERNIDADE. A escola dentro de um determinado contexto histórico, alicerçada em princípios caros à tradição da modernidade, encontra-se abalada pelo modo de viver contemporâneo. Para o sociólogo Zygmunt Bauman, a escola está inserida na dinâmica social e tal como a sociedade enfrenta uma mudança na forma de compreender...

    1527  Palavras | 7  Páginas

  • MODERNIDADE

    MODERNIDADE & PÓS-MODERNIDADE (Sob as óticas de Luc Ferry e José Carlos Libâneo) A partir do texto de Ferry (2007), podemos pensar que a “modernidade” se inicia com a autoafirmação do homem, o homem não necessita mais de Deus para criar, para construir, para existir. Esse pensamento trouxe consigo toda uma mudança nas estruturas sociais, limitando o que poderíamos descrever como sendo a base de apoio de uma sociedade, ou seja, a sua cultura, ou melhor ainda, a sua “tradição”. Essa discussão pode...

    2140  Palavras | 9  Páginas

  • Modernidade e Entretenimento

    Modernidade e Entretenimento “E sem dúvida o nosso tempo... Prefere a imagem à coisa, a cópia ao original, a representação à realidade, a aparência ao ser...”. Guy Debord O teórico da literatura Robert Jauss, apresenta o termo “modernidade” como vindo do latim, no adjetivo “modernus”, cuja primeira aparição documentada se dá no século V. Mas, durante o século XII, diz o autor, “o moderno é experimentado como aperfeiçoamento...

    2575  Palavras | 11  Páginas

  • simples resumo sobre direito e pos-modernidade

    Direito e Pos modernidade Surgimento da pós-modernidade entre 1950 e 1960,ela chega para se instalar definitivamente, mais a modernidade ainda não saiu do meio de nos. A pos-modernidade na acepção que se entende cabivel, é o estado reflexivo da sociedade antes suas próprias dificuldades, capaz de gerar um revisionismo de seu modo de atuação, especialmente considerada a condição de superação do modelo moderno de organição da vida e da sociedade. O direito constitui-se em uma das expressões do...

    630  Palavras | 3  Páginas

  • A construção Histórico-filosofico do conceito de infância

     “A CONSTRUÇÃO HISTÓRICO-FILOSÓFICA DO CONCEITO DE INFÂNCIA” Ana Paula de Oliveira RA: 199728 Alini Maria V. Correa RA: 198904 Andreza Monge Mendes RA: 199891 Jaqueline G. Passos RA: 199794 Regina Alves R. S. Granado ...

    2920  Palavras | 12  Páginas

  • os limites da noção da razão na modernidade

    A razão da modernidade O seguinte artigo foi publicado na minha coluna da Folha de São Paulo, sábado, 30 de Junho de 2007: A razão da modernidade --------------------------------------------- Nossa época, diz Kant, é propriamente a época da crítica, à qual tudo deve submeter-se --------------------------------------------- SÃO FREQÜENTEMENTE atribuídas à modernidade (ou à racionalidade, ou à razão, ou à "racionalidade moderna" etc.) as inúmeras atrocidades que tiveram lugar no século...

    721  Palavras | 3  Páginas

  • Modernidade solida e liquida

    Modernidade sólida e modernidade liquida. Quando pensamos em modernidade sabemos exatamente do que se trata, pois a entendemos como um período da historia caracterizado por determinados modelos que a fazem diferente de outros períodos históricos, temos, portanto de forma objetiva a passagem de uma era a outra através de mudanças. Mudanças que podem se dar, por exemplo no modelo de produção ou na forma de governo entre outras coisas. No entanto, mesmo sem haver ocorrido mudanças objetivas, alguns...

    993  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do Livro Pedagogia e Modernidade: Presente e Futuro da Escola

    1- Referência Bibliográfica LIBÂNEO, J.C. Pedagogia e Modernidade: Presente e Futuro da Escola. In: LIBÂNEO, J.C. Pedagogia e Pedagogos para quê. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2000. Cap. 5, p. 150-198. 2- Credenciamento do Autor José Carlos Libâneo é doutor em Filosofia e História da Educação pela PUC de São Paulo. Nasceu em Angatuba, estado de São Paulo, em 1945. Na capital paulista, foi diretor de uma escola pública experimental, colaborou em projetos da Secretaria Estadual da Educação e lecionou...

    2185  Palavras | 9  Páginas

  • A Construção Social do Mercado Em Durkheim e Weber

    RESENHA A Construção Social do Mercado Em Durkheim e Weber, Uma Analise do Papel das Instituições na Sociologia Econômica Clássica. Os autores enfatizam em suas pesquisas diferentes formas pensadoras a respeito da ligação da economia a sociologia, Durkheim analisa as consequências sociais da ausência da regulação moral da esfera econômica, sob a forma da divisão do trabalho anônimo ou forçada. Já Weber considera a economia uma esfera relativamente autônoma. Em um quadro de definições da sociologia...

    12075  Palavras | 49  Páginas

  • A CONSTRUÇÃO DO EU NA MODERNIDADE: DA RENASCENÇA AO SÉCULO XIX.

    A CONSTRUÇÃO DO EU NA MODERNIDADE: DA RENASCENÇA AO SÉCULO XIX. Texto apresentado a professora Célia Maria Mello, do Curso de Psicologia da Universidade Paulista, como requisito parcial à obtenção de nota na disciplina História da Psicologia. 2013 1. A PASSAGEM DA IDADE MÉDIA AO RENASCIMENTO Neste capitulo observa-se que nossa concepção atual do que seja o “eu” não era possível na Idade Média. O sujeito isolado é a unidade básica de valor e referência de tudo. Esta afirmação do...

    617  Palavras | 3  Páginas

  • Moderno, Modernidade e Iluminismo em Bermann e Rounet

    Moderno, Modernidade e Iluminismo em Bermann e Rounet. Tiago Chagas da Silva Os dois autores aqui analisados apresentam posições bastante relevantes em relação à modernidade, Bermann revela uma argumentação crítica em relação aos sucessivos fatos que marcaram o processo iniciado pelo iluminismo e que resultou no que chamamos de modernidade. Apesar de criticar veementemente o resultado da modernidade em nossos dias, Bermann ainda assim se mostra encantado com os avanços e conquistas da civilização...

    915  Palavras | 4  Páginas

  • Modernidade: Ontem, Hoje e Amanhã.

    Resumo de BERMAN, Marshall. Modernidade: Ontem, Hoje e Amanhã. In: Tudo o que é sólido desmancha no ar. (Texto1). A introdução, Modernidade: Ontem, Hoje e Amanhã; contida no trabalho de Marshall Berman, “Tudo o que é sólido desmancha no ar; A Aventura da modernidade” inicia a discussão sobre como aproximar-se de um entendimento do que venha a ser modernidade, além de abordar como esta concepção sofreu modificações através dos séculos, e igualmente há a tentativa de possibilitar uma melhor compreensão...

    1159  Palavras | 5  Páginas

  • Pos Modernidade

    Reedijk MODERNIDADE E PÓS-MODERNIDADE mundo contemporâneo e a nova (des)ordem mundial: desordenada e complexa coloca uma série enorme de desafios se quisermos construir uma sociedade sustentável sintomas: degradação ambiental, exaustão de recursos naturais e a compulsão pelo consumismo, a busca do prazer a todo custo exigem a adoção de novos valores. Dar sentido às nossas vidas e fortalecer nossas identidades e que possam orientar nossas escolhas. PARADIGMA DA MODERNIDADE Periodização...

    2819  Palavras | 12  Páginas

  • Modernidade e Pós Modernidade

    Modernidade e Pós-Modernidade Trabalho Interdisciplinar – Paper Jeferson Schaefer Jessica M. Baumann Professora: Tatiane M. Scoz Grupo UNIASSELVI/ASSEVIM Comunicação Social Pub. e Prop. (PEP13) 17/05/2013 RESUMO Estamos vivendo um período de constantes mudanças, não somente avanços científicos e tecnológicos, mas também no comportamento do ser humano. A extrema importância do tema modernidade e pós-modernidade em nosso campo de atuação: Publicidade e Propaganda, entender como...

    2302  Palavras | 10  Páginas

  • Gomes, P.C.C. Os dois pólos epistemológicos da modernidade. In: Geografia e Modernidade. 8ªed. Rio de Janeiro: Bertrand. Brasil, 2010. PP: 19-47

     Gomes, P.C.C. Os dois pólos epistemológicos da modernidade. In: Geografia e Modernidade. 8ªed. Rio de Janeiro: Bertrand. Brasil, 2010. PP: 19-47 O texto faz uma discussão sobre a modernidade, a fim de situar o pensamento geográfico enquanto conhecimento científico. O autor inicia discutindo a questão da modernidade e a emergência das características pós-modernas diante das mudanças ocorridas em diversas áreas do conhecimento como a arquitetura, as ciências e as artes. Onde as características...

    570  Palavras | 3  Páginas

  • Entre o projeto de modernidade e a efetivação da democracia: marcas deixadas na construção da vida social brasileira

    pela PUC-SP, mestre em Serviço Social pela PUC-SP — São Paulo/SP, Brasil. Graduada em Ciências Sociais pela USP. Bacharelado e licenciatura, concluído em 1999. E-mail: . RESUMO O presente artigo retoma algumas interpretações sobre o projeto de modernidade, aproximando-as de alguns elementos da formação social brasileira, considerando sua estreita relação para a afirmação e valorização da democracia no Brasil. Além disso, destacam-se interpretações sobre o processo de redemocratização da sociedade...

    953  Palavras | 4  Páginas

  • pós modernidade: bicho de sete cabeças

    PÓS-MODERNIDADE: BICHO DE SETE CABEÇAS A sociedade sempre está em constante modificação, apresentando diversas etapas de evolução, cada uma dessas evoluções trouxeram avanços para a construção e reconstrução das características sociais. A arte, a musica, arquitetura, nas tecnologias, educação e o modo de pensar sofreram mudanças ao longo dos anos. E essas modificações tornaram o homem inseguro diante de todas as evoluções. No terceiro milênio o homem se apresenta como algo complexo, paradoxal...

    757  Palavras | 4  Páginas

  • A construção da modernidade

    A construção da modernidade 1. A ANTROPOLOGIZAÇÃO DO DIREITO Em sua doutrina, observa-se, por exemplo, uma consideração crescente da soberania popular, mas o poder que pertence ao povo é dado por Deus e deve ser essencialmente transmitido ao rei. Em ultima instancia, a lei é um mandamento do superior ao inferior, de Deus aos homens, ou do Rei ao povo. O mecanismo físico se torna um modo de apreensão do mundo natural, e o processo de racionalização vai logo se estender ao domínio jurídico-politico...

    1956  Palavras | 8  Páginas

  • Pós-modernidade, ética e educação

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA FICHAMENTO DE RESUMO Pós-modernidade, ética e educação GOERGEN, Pedro. Pós-modernidade, ética e educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2001. p 12-38. No primeiro capítulo trabalhado, Goergen inicialmente afirma que “a teoria do conhecimento é uma espécie de polícia que controla as escapadas da razão para além desses limites. Seu racionalismo crítico estende-se ao campo do agir que...

    619  Palavras | 3  Páginas

  • modernidade e pós modernidade

    MODERNIDADE E PÓS-MODERNIDADE Eduardo José Moser Lory Katherine Frahn de Mattos Viana Oséias Buse Vilmar Urbaneski Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Engenharia Elétrica e Produção – Sociologia 03/05/13 RESUMO O resumo deve ter um parágrafo de, no máximo, 250 palavras (aproximadamente 15 linhas), sem recuo na primeira linha. Use espacejamento simples, justificado, tamanho 12, itálico. O resumo deve apresentar o objetivo geral da pesquisa, o método utilizado...

    1317  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento Berman, Marchall. Tudo que é sólido desmancha no ar: A aventura da modernidade( Introdução)

    Ricardo Castro Fichamento Berman, Marchall. Tudo que é sólido desmancha no ar: A aventura da modernidade( Introdução) A introdução, Modernidade: Ontem, Hoje e Amanhã do trabalho de Marshall Berman, ‘’Tudo o que é sólido desmancha no ar; A Aventura da Modernidade começa falando sobre o que se entende por modernidade, qual o seu significado e ainda comentando sobre como esta concepção sofreu diversas mudanças com o passar dos séculos e de que forma pode-se...

    759  Palavras | 4  Páginas

  • Recensão crítica de "O deus da modernidade""

    Recensão crítica O Deus da Modernidade   O Deus da Modernidade – o desenvolvimento do nacionalismo na Europa Ocidental (The God of Modernity – the development of nationalism in Western Europe, na versão original) é uma obra de Josep Llobera, publicada em 1994. Em Portugal, a publicação da versão traduzida foi garantida pela Editora Celta, em 2000, na cidade de Oeiras. Professor no departamento de sociologia do Goldsmith College em Londres durante largos anos e autor de várias outras obras,...

    1316  Palavras | 6  Páginas

  • Pós-modernidade e direito processual do trabalho

    DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO NA PÓS-MODERNIDADE: O JUIZ DO TRABALHO COMO ATOR SOCIAL DERECHO PROCESAL LABORAL EN POST-MODERNA: EL JUEZ DE TRABAJO COMO ACTOR SOCIAL RESUMO: O presente artigo científico se propõe a analisar os reflexos da Pós-modernidade no Direito Processo do Trabalho, com fins de fixar parâmetros da atuação do juiz do trabalho, ator do desenvolvimento social no contexto Pós-moderno. Analisaremos se o Direito Processual do Trabalho, em seu atual estágio, está apto a alcançar...

    7769  Palavras | 32  Páginas

  • A construção da identidade na rede social especificada

    Introdução O ponto em discussão que estimula a pesquisa diz respeito à utilização das redes sociais no ciberespaço, pontualmente o Orkut, rede social de relacionamento. A problemática principal que buscaremos abordar será: a construção da identidade na rede social especificada. Os avanços da comunicação têm sido fator relevante na interação humana, desde as sociedades primitivas até os dias de hoje, harmonizado com o desenvolvimento de uma nova forma de relação pessoal em curto espaço de tempo...

    3156  Palavras | 13  Páginas

  • GIDDENS AS CONSEQUENCIAS DA MODERNIDADE

    BIBLIOGRAFIA: As consequências da modernidade /Anthony Giddens; tradução de Raul Fiker. - São Paulo: Editora UNESP, 1991 Especificação do Referente: Obter conhecimento e clareza quando se trata do assunto modernidade, suas causas e efeitos perante a sociedade em que vivemos e também, como ela surgiu perante a antiga sociedade, distinguir ideias de diferentes autores sobre o tema abordado, adquirindo conhecimento para praticar os debates em aula. Palavras chave: modernidade, Desencaixe, Reflexividade....

    1263  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento "Os dois polos epistemológicos da modernidade".

    III: Brasília, exemplo clássico de modernidade, surgi em pleno cerrado brasileiro e trás consigo a leveza de obras arquitetônicas como o Palácio da Alvorada que parece flutuar sobre finas colunas, forma esta proporcionada pelo desenvolvimento de novas técnicas como o concreto armado. Top IV: Na ciência o modelo Pós-Modernista demora a chegar, porém é abordado pelo método Feyerabend que nos propõe uma teoria anarquista. Top V: Podemos considerar a modernidade como um período de grandes conflitos...

    605  Palavras | 3  Páginas

  • A INSUSTENTAVEL LEVEZA DA MODERNIDADE

    Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências e Letras Nicholas Henrique Sana A INSUSTENTAVEL LEVEZA DA MODERNIDADE Trabalho de aproveitamento da disciplina “Teoria Sociológica Contemporânea”, apresentado ao Prof. Dr. João Carlos Soares Zuin. Araraquara, junho de 2012 INTRODUÇÃO Quando se pensa na construção de um senso critico, não se pode deixar de pensar na educação do individuo. A busca pelo conhecimento tem sido uma constante na minha vida, e tive o prazer de descobrir...

    2302  Palavras | 10  Páginas

  • Há como associar os valores da pós-modernidade com a essência do direito coletivo?

    AGES FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS BACHARELADO EM DIREITO PAULO VIEIRA DE ANDRADE NETO HÁ COMO ASSOCIAR OS VALORES DA PÓS-MODERNIDADE COM A ESSÊNCIA DO DIREITO COLETIVO? Trabalho apresentado no curso de Direito da Faculdade AGES como um dos pré-requisitos para obtenção da nota parcial das disciplinas Direito Constitucional I, Introdução ao Estudo de Direito, Metodologia do Trabalho Científico, Produção de Texto...

    1590  Palavras | 7  Páginas

  • Modernidade reflexiva

    Modernidade Reflexiva e Sociedade de Riscos Prof. Ronei Ximenes Martins 1 Centro Universitário do Sul de Minas-UNIS-MG, Instituto de tecnologia,Engenharia e Ciências Exatas - ITEC. Av. Cel. José Alves, 256, Vila Pinto, CEP:37010-540, Varginha-MG/Brasil. e.mail: ronei@unis.edu.br RESUMO Este trabalho resume as propostas de Giddens e Beck para a caracterização da sociedade moderna. O autor discorre sobre a modernidade reflexiva e a sociedade de riscos e sobre as fontes do dinamismo da...

    1420  Palavras | 6  Páginas

tracking img