5 A Natureza Da Matem artigos e trabalhos de pesquisa

  • Apostila Trigonometria 5

    rec´em-ingresso uma quantidade m´ınima da matem´atica elementar necess´aria para a boa compreens˜ ao dos assuntos que ele ir´ a enfrentar ao longo do primeiro ano. Ao final de cada cap´ıtulo (aula) s˜ ao colocados alguns exerc´ıcios que visam fornecer ao leitor parˆametros para que ele saiba se realmente absorveu o conte´ udo. O apˆendice cont´em alguns t´ opicos que podem ser vistos no nivelamento, dependendo do tempo, e que mostram alguns aspectos - ainda relativos `a matem´atica elementar - que n˜ao costumam...

    21234  Palavras | 85  Páginas

  • A NATUREZA DO HOMEM SEGUNDO A BIBLIA

    A Natureza do Homem Segundo a Bíblia Deus fez o homem de dois elementos: 1.º - pó da terra ou corpo e 2.º - fôlego da vida ou espírito, que juntos formaram uma ALMA VIVENTE, como se ve claramente nesta passagem: • "E formou o Senhor Deus o homem, do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente" (Gênesis 2:7) Aqui, como em outras passagens da Bíblia, a palavra "alma" abrange o ser humano todo, tanto corpo (pó da terra) como espírito (fôlego...

    4131  Palavras | 17  Páginas

  • Uma Tecnologia na Educac~ao Matematica: o Uso do GeoGebra no Ensino e Aprendizagem de Geometria Plana

    Uma Tecnologia na Educa¸c˜ ao Matem´ atica: o Uso do GeoGebra no Ensino e Aprendizagem de Geometria Plana ´ Eduardo Alvaro Dias da Trindade ∗ ; Helena Lima dos Santos da Silva † 26 de Abril de 2014 Resumo O objetivo deste trabalho ´e apresentar uma proposta de ensino e aprendizagem de geometria plana, utilizando as Tecnologias da Informa¸c˜ao e Comunica¸c˜ao (TIC’s). Apresentamos uma experiˆencia de ensino e aprendizagem de figuras geom´etricas planas utilizando o software Geogebra...

    5102  Palavras | 21  Páginas

  • EC 1 Matem Tica Financeira

    Faculdade Est´acio-FIR Matem´atica Financeira - GST0054 1. (PUC-SP) Certa mercadoria, que custava R$ 12,50, teve um aumento e passou a custar R$ 14,50. A taxa de reajuste sobre o pre¸co antigo foi de: (Resposta: E) a) 2% b) 20% c) 12,5% d) 11,6% e) 16% 2. (UFOP-MG) O pre¸co de uma mercadoria sofreu dois aumentos sucessivos, de 10% e de 20%. De quantos por cento foi o aumento total desta mercadoria? (Resposta: B) a) 30% b) 32% c) 25% d) 22% e) 12% 3. (UEL–PR) Um artigo ´e vendido em uma loja...

    3651  Palavras | 15  Páginas

  • Relatório

    Relat´rio da o Disciplina de Matem´tica I a 2004-2005 Docentes Fernando Carapau, flc@uevora.pt ´ Departamento de Matem´tica, Universidade de Evora. a F´tima Correia, mfac@uevora.pt a ´ Departamento de Matem´tica, Universidade de Evora. a Abstract Este relat´rio cr´ o ıtico est´ relacionado com a disciplina de Matem´tica I ministrada a a ´ pelo Departamento de Matem´tica da Universidade de Evora `s seguintes licenciaturas: a a Engenharia Agr´ ıcola, Biologia, Engenharia Biof´ ısica, Engenharia...

    6176  Palavras | 25  Páginas

  • Poiytfrdfghj

    Estude a natureza das s´ries seguintes e, no caso de estas serem convergentes, calcule o e valor das suas somas. ∞ a) 1 − 2 + 3 − 4 + 5 − ...; ∞ b) n=0 ∞ 3−(5n+1) ; 2n + 3n ; 6n π n+1 e−2n−1 ; n=0 π π c) sin − sin ; n n+2 n=1 ∞ d) n=1 ∞ e) n=1 1 ; 2 + 2n n f) 2. Indique, justificando, os valores de x para os quais s˜o convergentes as s´ries seguintes. a e ∞ a) n=1 ∞ 1 (1 + |x|)n x 3 n ∞ b) n=1 (log x)n c) n=1 tan 3. Estude a natureza das...

    1719  Palavras | 7  Páginas

  • 0102 funcoes essenciais

    Modelos Matem´ aticos: Uma lista de fun¸c˜ oes essenciais Modelos Matem´aticos: Uma Lista de Fun¸co˜es Essenciais Universidade Tecnol´ ogica Federal do Paran´ a Campus Francisco Beltr˜ ao Disciplina: C´ alculo Professor: Jonas Joacir Radtke Universidade Tecnol´ ogica Federal do Paran´ a C´ alculo Modelos Matem´ aticos: Uma lista de fun¸c˜ oes essenciais Um modelo matem´ atico ´e a descri¸c˜ao matem´atica de um fenˆomeno do mundo real, como por exemplo: o tamanho de uma popula¸c˜ao, a demanda...

    1830  Palavras | 8  Páginas

  • Mulheres Matemáticas

    ALGUMAS MULHERES DA ´ ´ HISTORIA DA MATEMATICA ˜ ˆ ˆ E A QUESTAO DE GENERO EM CIENCIA E TECNOLOGIA ˜ JOAO BATISTA DO NASCIMENTO UFPA/ICEN/Matem´tica, http://lattes.cnpq.br/5423496151598527 a E-mail: jbn@ufpa.br, joaobatistanascimento@yahoo.com.br MATERIAL PARA CAPACITACAO DOCENTE INTEGRANTE DAS PRO¸˜ ´ POSTAS METODOLOGICAS DESENVOLVIDAS PELO AUTOR, COMO A ´ DO USO DO TEATRO NA AULA DE MATEMATICA, CUJO INFORME CONSTA NA REPORTAGEM: ´ NOVO OLHAR SOBRE A MATEMATICA, Paulo Henrique...

    31369  Palavras | 126  Páginas

  • Cálculo volume 1

    Autor ¸˜ 2010 2 M 827c ` MORAIS FILHO, Daniel Cordeiro de - Um convite a matem´ tica: fundamentos l´ gicos, com a o t´ cnicas de demonstracao, notas hist´ ricas e curiosidades/ Daniel Cordeiro de Morais Filho; e ¸˜ o `e 3a edicao, totalmente voltada as t´ cnicas de demonstracao; Campina Grande, Edicao do autor, ¸˜ ¸˜ ¸˜ F´ brica de Ensino, 2010; a 194pp. ISBN 978-85-910124-1-1. Matem´ tica; 2 - L´ gica matem´ tica; Matem´ tica - Hist´ ria; a o a a o I - T´tulo ı CDU 51 3 Para Magna, Jo˜ o Pedro...

    1753  Palavras | 8  Páginas

  • Sobre as varias definições de números complexos

    o o mais moderna f´ ısico-matem´tica.” a ( Pietro Ubaldi ) 1 Introdu¸˜o ca Como se sabe os conceitos dos entes (objetos) matem´ticos vieram evoluindo a ao longo do tempo, como por exemplo o conceito de fun¸ao (ver [5]). Enquanto c˜ o conceito (defini¸ao) de fun¸ao hoje encontra-se “fechado”; digo, perfeitamente c˜ c˜ compreendido, o mesmo n˜o acontece com o importante conceito de n´ mero, a u assim creio. Neste artigo, n˜o apenas estaremos mostrando que os matem´ticos ainda a a hoje trope¸am...

    6131  Palavras | 25  Páginas

  • matematica

    Pereira Matem´tica e M´sica a u De Pit´goras aos dias de hoje a Rio de Janeiro 2013 Marcos do Carmo Pereira Matem´tica e M´sica a u De Pit´goras aos dias de hoje a Trabalho de Conclus˜o de Curso apresentado ao a Programa de P´s-gradua¸ao em Matem´tica PROFo c˜ a MAT da UNIRIO, como requisito para a obten¸˜o ca do grau de MESTRE em Matem´tica. a Orientador: Leonardo Tadeu Silvares Martins UniRio - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Doutor em Matem´tica...

    24679  Palavras | 99  Páginas

  • Numeros complexos

    1 Introdu¸c˜ao Como se sabe os conceitos dos entes (objetos) matem´aticos vieram evoluindo ao longo do tempo, como por exemplo o conceito de fun¸c˜ao (ver [5]). Enquanto o conceito (defini¸c˜ao) de fun¸c˜ao hoje encontra-se “fechado”; digo, perfeitamente compreendido, o mesmo n˜ao acontece com o importante conceito de n´umero, assim creio. Neste artigo, n˜ao apenas estaremos mostrando que os matem´aticos ainda hoje trope¸cam no conceito de n´umero como tamb´em construiremos uma defini¸c˜ao ...

    5513  Palavras | 23  Páginas

  • Biografia de pitágoras

    V Bienal da SBM Sociedade Brasileira de Matem´tica a UFPB - Universidade Federal da Para´ ıba 18 a 22 de outubro de 2010 ´ PITAGORAS DE SAMOS: DE M´ ISTICO A PRECURSOR ´ DA TEORIA DOS NUMEROS Carla Regina Gomes ∗ Resumo Sobre Pit´goras de Samos, n˜o se pode afirmar, ao certo, o que ´ fato ou lenda, mas pode-se falar sobre o a a e mito que envolve o seu nome, pois o que ele representava para o povo - seja como m´ ıstico, fil´sofo, astrˆnomo, o o matem´tico, profeta ou charlat˜o, ´ unˆnime o reconhecimento...

    2909  Palavras | 12  Páginas

  • Seminario de educac~ao matematica i

    Universidade Federal do Cear´ - UFC a Departamento de Matem´tica a Semin´rio de Educa¸˜o Matem´tica I a ca a Lista 1 1. Considere a progress˜o geom´trica 1, 1 , 212 , · · · , 21 , · · · , e denote por Sn a soma de seus n a e k 2 n−1 −1 n−1 primeiros termos. Ao se levar em conta que, para x = 1, k=0 = x x−1 , qual o maior n´mero inteiro positivo n para o qual |Sn − 2| > 314 ? u 2. Considere P (x) = (m − 4)(m2 + 4)x5 + x2 + kx + 1 um polinˆmio na vari´vel x, em que o a m e k s˜o constantes reais. Assinale...

    800  Palavras | 4  Páginas

  • AS VÁRIAS DEFINIÇÕES DE NÚMEROS COMPLEXOS

    l´ogicos da mais moderna f´ısico-matem´atica.” (Pietro Ubaldi ) 1 Introdu¸c˜ao Como se sabe os conceitos dos entes (objetos) matem´aticos vieram evoluindo ao longo do tempo, como por exemplo o conceito de fun¸c˜ao (ver [5]). Enquanto o conceito (defini¸c˜ao) de fun¸c˜ao hoje encontra-se “fechado”; digo, perfeitamente compreendido, o mesmo n˜ao acontece com o importante conceito de n´umero, assim creio. Neste artigo, n˜ao apenas estaremos mostrando que os matem´aticos ainda hoje trope¸cam no...

    5451  Palavras | 22  Páginas

  • Pesquisa operacional

    exigir a utiliza¸ao de sistemas de a c˜ suporte ` decis˜o, softwares destinados a apoiar o processo de tomada de decis˜es. a a o Sistemas deste tipo geralmente oferecem op¸oes de modelagem matem´tica e c˜ a de m´todos quantitativos para tomada de decis˜es compat´ e o ıveis com os modelos adotados. Os modelos matem´ticos utilizados em planejamento da produ¸ao s˜o a c˜ a geralmente modelos de otimiza¸˜o, no sentido de que estes modelos prescrevem ca obter decis˜es otimas, como m´ o ´ ınimo custo ou m´ximo...

    3770  Palavras | 16  Páginas

  • APOSTILA SOBRE PESQUISA OPERACIONAL

    podem exigir a utiliza¸ca˜o de sistemas de suporte ` a decis˜ ao, softwares destinados a apoiar o processo de tomada de decis˜oes. Sistemas deste tipo geralmente oferecem op¸co˜es de modelagem matem´ atica e de m´etodos quantitativos para tomada de decis˜oes compat´ıveis com os modelos adotados. Os modelos matem´aticos utilizados em planejamento da produ¸ca˜o s˜ao geralmente modelos de otimiza¸ c˜ ao, no sentido de que estes modelos prescrevem obter decis˜oes o ´timas, como m´ınimo custo ou m´aximo...

    3450  Palavras | 14  Páginas

  • Mulheres na matemática

    Jo˜o Batista do Nascimento a UFPA/ICEN/Matem´tica a http://lattes.cnpq.br/5423496151598527 E-mail: jbn@ufpa.br, joaobatistanascimento@yahoo.com.br vers˜o a M - mar¸o/2012, sem revis˜o t´cnica e apenas para divulga¸ao c a e c˜ ´ CONTEUDO INTRODUCAO/APRESENTACAO ¸˜ ¸˜ ELISA - PERSONAGEM DA LITERATURA UNIVERSAL INSPIRADA EM SABER ´ PAG. 2 3 ´ MATEMATICO ´ ´ HIPATIA - PROFESSORA DE MATEMATICA FOI BARBARAMENTE ASSASSI- 5 NADA ´ ROSVITA - A PROFESSORA DE MATEMATICA...

    13673  Palavras | 55  Páginas

  • Trabalho

    teorema central do limite; estudo o u de vari´veis dependentes (cadeias de Markov); aplica¸˜es em F´ a co ısica. 5. Per´ ıodo moderno: iniciado pela axiomatiza¸˜o da teoria de Probabilica dade por Kolmogorov e os trabalhos de P. L´vy, W. Feller, J. Doob; estudo e de processos estoc´sticos — processos de Wiener; Martingales; integrais esa toc´sticas; aplica¸˜es e conex˜es em v´rias ´reas da Matem´tica, F´ a co o a a a ısica, Engenharia, Economia. c A. Gadelha, 20 de mar¸o de 2004 c Hist´ria da Probabilidade...

    8224  Palavras | 33  Páginas

  • Plano de aula - Média Aritmética

    por partida nessa rodada do campeonato foi de dois gols. No cotidiano escolar esse conceito ´e muitas vezes usado para o c´alculo das notas finais de um dado per´ıodo letivo. A capacidade de entender e analisar criticamente informa¸c˜oes dessa natureza justifica a necessidade do estudo sobre as m´edias estat´ısticas. Assim com esta aula pretende-se levar o aluno: • A compreender os conceitos de m´edias estat´ısticas, mais precisamente a m´edia aritm´etica. • Interpretar e resolver situa¸c˜oes-problema...

    1969  Palavras | 8  Páginas

  • graduado

    de curso apresentado a para obten¸ao do t´ c˜ ıtulo de Licenciado Pleno em Matem´tica da Universidade Federal do a Par´. a Orientador: Prof. Nascimento ´ BELEM 2013 Dr. M´rcio Lima do a RAMON GABRIEL SANTOS DE BRITO OS FRACTAIS DE SIERPINSKI E UMA APLICACAO ¸˜ Trabalho de conclus˜o de curso aprovado a pela Banca Examinadora para obten¸ao do c˜ t´ ıtulo de Licenciado Pleno em Matem´tica a da Universidade Federal do Par´. a Bel´m, 11 de Julho de 2011 e ...

    5726  Palavras | 23  Páginas

  • nueros complexos

    CAEM - Centro de Aperfei¸coamento de Ensino de Matem´atica Instituto de Matem´atica e Estat´ıstica da USP Texto: Professoras Cristina Cerri e Martha S. Monteiro Setembro de 2001 Hist´ oria dos N´ umeros Complexos Introdu¸ c˜ ao Quando um professor entra na sala de aula e diz que iniciar´a o estudo dos n´ umeros complexos, os alunos pensam que s˜ao n´ umeros, no m´ınimo, muito complicados. Ao saber que tamb´em existem n´ umeros chamados de imagin´ arios os alunos dir˜ao que tais n´ umeros, por serem...

    5004  Palavras | 21  Páginas

  • História da ciência: da idade média à atualidade

    (fil´sofo a a o da Jˆnia) considerava que o n´mero era o princ´ o u ıpio de todas as coisas. A harmonia da natureza seria feita ` imagem de harmonia dos n´meros. a u Desse pensamento surgiu a Matem´tica e deve-se a Pit´goras a consa a tru¸ao da tabela de multiplica¸˜o, do sistema decimal, e o famoso teorema c˜ ca do quadrado da hipotenusa em triˆngulo retˆngulos. a a Outro matem´tico importante da antiguidade foi Euclides (da Alexana dria) considerado o fundador da Geometria, gra¸as aos...

    8446  Palavras | 34  Páginas

  • 059687361333

    mas n~o se pode atribuir a ningum em especial a autoria da a rmaao. No a e c~ terreno cient co, o pitagorismo centralizou seus esforos na matemtica. No  c a campo da "fsica", isto , da interpretaao material do mundo, a originali e c~ dade da escola consistiu na import^ncia dada s oposioes, em nmero de a a c~ u dez, cinco das quais de natureza matemtica: limitado-ilimitado; par-mpar; a  uno-mltiplo; reto-curvo; quadrado-heteromorfo. Essa vis~o do mundo, reu a gida por tais oposioes...

    897  Palavras | 4  Páginas

  • Historia dos Numeros Complexos

    CAEM - Centro de Aperfei¸oamento de Ensino de Matem´tica c a Instituto de Matem´tica e Estat´ a ıstica da USP Texto: Professoras Cristina Cerri e Martha S. Monteiro Setembro de 2001 Hist´ria dos N´ meros Complexos o u Introdu¸˜o ca Quando um professor entra na sala de aula e diz que iniciar´ o estudo dos n´ meros complexos, a u os alunos pensam que s˜o n´ meros, no m´ a u ınimo, muito complicados. Ao saber que tamb´m existem e n´ meros chamados de imagin´rios os alunos dir˜o...

    5155  Palavras | 21  Páginas

  • O, 9999... = 1?

    PALESTRA T´tulo: 0, 999 . . . = 1 ? ı Introdu¸˜o: Um dos resultados mais controversos de ca toda a matem´tica diz respeito ` igualdade 0, 999 . . . = 1. a a Na referˆncia [1] o autor faz uma an´lise das repree a senta¸˜es decimais onde lemos: co “Comecemos com o caso mais simples, que ´ tamb´m o e e mais intrigante. Trata-se da express˜o decimal, ou seja, a do n´mero real u 9 9 9 + + + ··· α = 0, 999 . . . = 10 100 1000 Afirmamos que α = 1”. (grifo nosso) Na referˆncia [2] lemos: “[· · · ] vocˆ...

    14130  Palavras | 57  Páginas

  • pedagogia

    piso federal para o magistério, por 40 horas semanais (fonte: MEC); As melhores escolas 5 estrelas BA Salvador UFBA, Uneb-BA, CE Fortaleza UFC. DF Brasília UnB, MG Belo Horizonte UFMG Educ. do Campo (ciên. Da vida e da natureza); Educ. do Campo (ciên. soc. e humanidades); Educ. do Campo (líng., artes e lit.); Educ. do Campo (matem.); Form. Intercultural de Educadores Indígenas (ciên. da vida e da natureza); Form. Intercultural de Educadores Indígenas (ciên. soc. e humanidades); Form. Intercultural...

    517  Palavras | 3  Páginas

  • Fatoração

    tamb´m e a e os desenvolvimentos matem´ticos de tal conceito. Al´m disso, s˜o feitas aplica¸˜es deste a e a co conceito no estudo da chamada an´lise combinat´ria. Por fim, extendemos o conceito a o de fatorial de um n´mero para abordar os casos envolvendo permuta¸˜es, combina¸˜es u co co e arranjos. 1 Introdu¸˜o ca A chamada nota¸ao fatorial de um n´mero n! surgiu na literatura pela primeira vez no ano de c˜ u 1808, quando o matem´tico francˆs Christian Kramp apresentou...

    1391  Palavras | 6  Páginas

  • cordas

    cordas � um modelo f�sico-matem�tico onde os blocos fundamentais s�o objetos extensos unidimensionais, semelhantes a uma corda, e n�o pontos sem dimens�o (part�culas), que s�o a base da f�sica tradicional. Por essa raz�o, as teorias baseadas na teoria das cordas podem evitar os problemas associados � presen�a de part�culas pontuais (entenda-se de dimens�o zero) em uma teoria f�sica tradicional, como uma densidade infinita de energia associada � utiliza��o de pontos matem�ticos. O estudo da teoria...

    1124  Palavras | 5  Páginas

  • 20130642

    A teoria dos jogos ´e uma teoria matem´atica criada para se modelar fenˆomenos que podem ser observados quando dois ou mais “agentes de decis˜ao” interagem entre si. Ela fornece a linguagem para a descri¸c˜ao de processos de decis˜ao conscientes e objetivos envolvendo mais do que um indiv´ıduo. A teoria dos jogos ´e usada para se estudar assuntos tais como elei¸c˜oes, leil˜oes, balan¸ca de poder, evolu¸c˜ao gen´etica, etc. Ela ´e tamb´em uma teoria matem´atica pura, que pode e tem sido estudada...

    17171  Palavras | 69  Páginas

  • Calculo Quantico

    C´ alculo Quˆ antico ´Icaro Gon¸calves∗ and Rold˜ao da Rocha Jr† Centro de Matem´ atica, Computa¸ca ˜o e Cogni¸c˜ ao, Universidade Federal do ABC, 09210-170, Santo Andr´e, SP, Brazil RESUMO Este trabalho faz parte de um extenso programa que tem, dentre as v´arias motiva¸c˜oes, a introdu¸c˜ao de um formalismo matem´ atico que seja capaz de se descrever fenˆomenos da Natureza na escala de Planck (∼ 10−33 cm). O c´alculo quˆantico, ou q-c´alculo, proporciona a introdu¸c˜ ao de um formalismo...

    1462  Palavras | 6  Páginas

  • Bases matemáticas

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 6 de junho de 2011 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ vii im in ar Apresentacao ¸˜ 1 Elementos de Logica e...

    83016  Palavras | 333  Páginas

  • fichamento capitulo 5 hespanha

    CAPÍTULO 5 – A FORMAÇÃO DO “DIREITO COMUM” A doutrina jurídica entre os séculos XV e XVII, embora apresente peculiaridades regionais, se caracteriza pela unidade. Há uma união de fontes, de discursos jurídicos, de método, de ensino acadêmico e da língua. Para o autor esta tendência de unificação se deve primeiro em razão da organização política autoritária e centralizadora (império e igreja) do período e em segundo lugar pelo fato da construção do conhecimento jurídico em toda Europa ser homogêneo...

    5307  Palavras | 22  Páginas

  • Matematica Financeira

    ·         Matem. Financeira (livro texto, cap.2)  ·         Matem. Fin. Fácil ( cap.6) 2 – Juros Simples   ·          Matem. Financeira (livro texto, cap.4) ·         Matem. Financeira (Mathias, cap.1);Matem. Fin. Fácil ( cap.8) 3 – Descontos Simples Racional e Comercial   ·         Matem. Financeira (livro texto, cap.5) ·         Matem. Financeira (Mathias, cap.2);  Matem. Fin. Fácil (cap.9) 4 – Desconto Simples Bancário e Taxa Efetiva   ·         Matem. Financeira (livro texto, cap.5) ·        Matem...

    5209  Palavras | 21  Páginas

  • Bases matematica- lógica, conjuntos, pif...

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a in ar Armando Caputi e Daniel Miranda Ve rs ao ˜ Pr el im Bases Matem´ ticas a BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 24 de agosto de 2013 a Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Ve rs ao ˜ Pr el im in ar A Escrito em L TEX. ii Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Apresentacao ...

    83993  Palavras | 336  Páginas

  • Matematica financeira

    Matem´tica Financeira a Uma abordagem contextual Trabalho desenvolvido junto ao PDE 1 Programa de Desenvolvimento Educacional do Paran´ a Conte´ do u Introdu¸˜o ca 4 1 Juros 6 1.1 Juros Simples . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 1.1.1 Taxas de juros – Classifica¸˜o . . . . . . . . . . . . ca 7 1.1.2 F´rmula de Juros Simples . . . . . . . . . . . . . . o 8 1.1.3 F´rmulas derivadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . o ...

    9440  Palavras | 38  Páginas

  • matematica

    Matem´tica Financeira a Uma abordagem contextual Prof. PDE: Epaminondas Alves dos Santos Orientador (UEL): Prof. Dr. Ulysses Sodr´ e Trabalho desenvolvido junto ao PDE 1 Programa de Desenvolvimento Educacional do Paran´ a Conte´ do u Introdu¸˜o ca 4 1 Juros 6 1.1 Juros Simples . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 1.1.1 Taxas de juros – Classifica¸˜o . . . . . . . . . . . . ca 7 1.1.2 F´rmula de Juros Simples . . . . . . . . ....

    9458  Palavras | 38  Páginas

  • Apostila BM

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 6 de junho de 2011 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ vii im in ar Apresentacao ¸˜ 1 Elementos de Logica e...

    83016  Palavras | 333  Páginas

  • Epaminondas

    Matem´tica Financeira a Uma abordagem contextual Prof. PDE: Epaminondas Alves dos Santos Orientador (UEL): Prof. Dr. Ulysses Sodr´ e Trabalho desenvolvido junto ao PDE 1 Programa de Desenvolvimento Educacional do Paran´ a Conte´ do u Introdu¸˜o ca 1 Juros 1.1 Juros Simples . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.1.1 1.1.2 1.1.3 1.1.4 1.1.5 1.2 Taxas de juros – Classifica¸˜o . . . . . . . . . . . . ca F´rmula de Juros Simples . . . . . . . . . . . . . . o F´rmulas derivadas...

    10352  Palavras | 42  Páginas

  • calculo

    Bases Matem´aticas - Armando Caputi e Daniel Miranda Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´aticas Ve rs a˜ o BC0003 - Bases Matem´aticas UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´e Vers˜ao compilada em: 14 de novembro de 2012 Escrito em LATEX. Bases Matem´aticas - Armando Caputi e Daniel Miranda ´ RIO SUMA v S´ımbolos e notac¸oes ˜ gerais Elementos de Logica e Linguagem Matem´atica ´ 1.1 Proposic¸oes 1 ˜ 1.1.1 Proposic¸oes ...

    88862  Palavras | 356  Páginas

  • Elementos de História da Lógica

    L´gica o o Universidade Portucalense Porto 2007 Ana Gabriela Soares da Costa Moreira Elementos de Hist´ria da L´gica o o Disserta¸˜o apresentada ` Universidade Portucalense Infante D.Henrique ca a para obten¸ao do Grau de Mestre em Matem´tica/Educa¸ao, c˜ a c˜ sob a orienta¸ao do Professor Doutor Ant´nio Pascoal. c˜ o Universidade Portucalense Porto 2007 Resumo O trabalho a que se refere esta tese, consistiu no estudo do desenvolvimento da L´gica desde os tempos de...

    24721  Palavras | 99  Páginas

  • Breve historia da álgebra abstrata

    Breve Hist´ria da o ´ Algebra Abstrata C´sar Polcino Milies e Instituto de Matem´tica e Estat´ a ıstica Universidade de S˜o Paulo a Caixa Postal 66.281 05311-970 - S˜o Paulo - Brasil a polcino@ime.usp.br 2 i Introdu¸˜o ca A ´lgebra, tal como apresentada hoje nos nossos cursos universit´rios, a a costuma resultar de dif´ compreens˜o aos nossos estudantes, precisamente ıcil a por seu car´cter abstrato. Normalmente, uma estrutura ´ definida a partir a e dos axiomas que a caracterizam...

    19786  Palavras | 80  Páginas

  • Bases Matemáticas

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 14 de novembro de 2012 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ Elementos de Logica e Linguagem Matem´ tica a ´ 1.1 Proposicoes ...

    80799  Palavras | 324  Páginas

  • Bases matemáticas

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 14 de novembro de 2012 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ Elementos de Logica e Linguagem Matem´ tica a ´ 1.1 Proposicoes ...

    80799  Palavras | 324  Páginas

  • Bases Matemáticas

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 14 de novembro de 2012 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ Elementos de Logica e Linguagem Matem´ tica a ´ 1.1 Proposicoes ...

    80754  Palavras | 324  Páginas

  • Livro base matematica 2013

    Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Bases Matem´ ticas a Ve rs ao ˜ BC0003 - Bases Matem´ ticas a UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´ e Vers˜ o compilada em: 14 de novembro de 2012 a A Escrito em L TEX. Bases Matem´ ticas - Armando Caputi e Daniel Miranda a ´ SUMARIO v S´mbolos e notacoes gerais ı ¸˜ Elementos de Logica e Linguagem Matem´ tica a ´ 1.1 Proposicoes ...

    80813  Palavras | 324  Páginas

  • Façam funcionar direito essa porcaria de site

    BC0003 - Bases Matem´aticas - Armando Caputi e Daniel Miranda Armando Caputi e Daniel Miranda Pr el im in ar Notas de aula - vers˜ao preliminar Ve rs a˜ o BC0003 - Bases Matem´aticas UFABC - Universidade Federal do ABC Santo Andr´e Vers˜ao compilada em: 22 de julho de 2010 Escrito em LATEX. BC0003 - Bases Matem´aticas - Armando Caputi e Daniel Miranda S U M A´ R I O v S´ımbolos e notac¸oes ˜ gerais Elementos de Logica e Linguagem Matem´atica ´ 1.1...

    75751  Palavras | 304  Páginas

  • Matematica aplicada - unicid

    teórico atentamente antes de realizar as atividades. É importante também respeitar os prazos estabelecidos no cronograma. 5 Unidade: Conjuntos Num´ricos e Contextualização Contextualiza¸ao - Conjuntos Num´ricos c˜ e P rof a .M e. Adriana Freitas e P rof a .Dra Jussara Maria Marins Conforme j´ vimos, a Teoria de Conjuntos ´ uma disciplina fundamental em Matem´tica e a e a em Ciˆncia da Computa¸˜o. Em toda ´rea do conhecimento, na qual usaremos n´meros, de uma e ca a u forma ou de outra...

    10343  Palavras | 42  Páginas

  • Exemplo de artigo científico

    mecanicis- trechos de um u ı a uma pr´ ticas diferentes tas passadas, usuais em disciplinas dos ensinos fundamental etexto, do que os ımica, m´ dio (como Qu´ e escrevendo. Por isso, F´sica e Matem´ tica) que acostumam o estudante a aplicar f´ rmulasroteiro aticas de forma a primeira ı a o o matem´ ajuda a compor direta, sem qualquer tipo de an´ lise mais profunda de problemasversão que, em seguida, será objeto a que, em geral, representam situacoes muito distantes do mundo real. Por conseguinte...

    6235  Palavras | 25  Páginas

  • A CONSTRUCÃO DE CASA POPULAR COMO RECURSO MOTIVACIONAL PARA O ESTUDO DE PRISMA E PIRÂMIDE

    JOSE ˜ DE CASA POPULAR COMO RECURSO A CONSTRUC ¸ AO ˆ MOTIVACIONAL PARA O ESTUDO DE PRISMA E PIRAMIDE Disserta¸c˜ao apresentada ao Programa de Mestrado Profissional em Matem´atica em Rede Nacional PROFMAT, da Universidade Federal do Maranh˜ao, como parte dos requisitos para obten¸ca˜o do t´ıtulo de Mestre em Matem´atica. Orientador: Prof. Dr. Jos Antˆonio Pires F. Mar˜ao S˜ao Lu´ıs 2014 Costa, Jos´e Wilson Silva. A constru¸c˜ao de casa popular como recurso motivacional para o...

    8960  Palavras | 36  Páginas

  • Logica matematica

    Projeto de pesquisa: L´gica Matem´tica, teoria o a da prova e teoria de fun¸˜es co Coordenadora: Elaine Gouvˆa Pimentel e Pesquisadores: Dale Miller Simona Ronchi della Rocca Luca Paolini Luca Roversi Alessio Guglielmi Paola Bruscoli Alunos: M´rio S´rgio Ferreira Alvim J´ nior a e u Vivek Nigam Fabiana Lopes Fernandes Carlos Salvador Murray Giselle Machado Nogueira Reis Henrique Antunes Almeida Frederico Augusto Menezes Ribeiro Joyce Figueir´ o 19 de novembro de 2008 1 Sum´rio a 1 Identifica¸˜o...

    14396  Palavras | 58  Páginas

  • educacao natureza e funcao

    EDUCACAO - SUA NATUREZA E FUNCAO A VIRTUDE criadora é a pensao da educacao humana. de diversidades de especies em que os animais , dando se progressivamente a um treinamento que sao submetidos por seus pais , em algumas especies .Certos instintos inertes na vida dos animais , sao apressados as vezes , mas isso nunca de imediato. Onde se pode faciliar o trabalho sem criar nada inovador,ao passo que quando a instrucao vem pela mae o passaro pode voar mais cedo, pela forca da propria natureza., mas pouco...

    1346  Palavras | 6  Páginas

  • tecnica de contagem

    Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciˆencias e Tecnologia-CCT Departamento de Matem´atica e Estat´ıstica PET - MEC/SESu/SECADI ˜ MATEMATICA ´ PRINC´IPIO DA INDUC ¸ AO PROFa DRa AMANDA DOS SANTOS GOMES ALUNOS: ALIANDRO ALEXANDRE SERAFIM CAMPINA GRANDE - PB 1 Cap´ıtulo 1 Introdu¸ c˜ ao As primeiras atividades matem´aticas da humanidade estavam ligadas a` contagem de objetos de um conjunto, enumerando seus elementos, por´em da necessidade que o homem teve...

    4525  Palavras | 19  Páginas

  • Uma abordagem de progressões psino médioara o en

    Universidade Federal do Maranh˜o a Centro de Ciˆncias Exatas e Tecnologia e Departamento de Matem´tica a Mestrado Profissional de Matem´tica a Uma abordagem de progress˜es para o o ensino m´dio e Iramar Batista da Silva 2013 Matem´tica a Uma abordagem de Progress˜es para o o Ensino M´dio e por Iramar Batista da Silva sob orienta¸ao...

    9923  Palavras | 40  Páginas

  • jfhfghgh

    representa¸c˜ao . . . 2.4 Omiss˜ao de parˆenteses . . . . . 2.5 Vari´aveis livres . . . . . . . . . 2.6 Abreviaturas . . . . . . . . . . 2.7 Sistema de axiomas . . . . . . . 2.8 Notas sobre s´ımbolos relacionais 2.9 Notas sobre a semˆantica . . . . 5 . . . . . . . e . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . funcionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...

    14568  Palavras | 59  Páginas

  • Teoria de Laplace

    Mas seria c˜ o o a transformada de Laplace mesmo de Laplace? Mais do que simplesmente uma t´cnica, a hist´ria que permeia e o seu desenvolvimento pode ser vista como uma verdadeira saga de quase 200 anos. Seu nome rende homenagens ao grande matem´tico francˆs Pierre-Simon de Laplace, mas isso n˜o ´ tudo. Na tentativa de responder a esta a e a e quest˜o e estimular o interesse pelo estudo das t´cnicas de transforma¸ao em geral, s˜o apresentados alguns a e c˜ a tra¸os hist´ricos e inova¸oes...

    4612  Palavras | 19  Páginas

  • OmitoNV

    aveis pendengas sobre as representa¸c˜ oes decimais de reais do intervalo [ 0, 1 ]. Mostramos que as supostas ambig¨ uidades de algumas destas representa¸c˜ oes, tipo: 0, 5 = 1/2 = 0, 4999 . . . s˜ ao um mito. Aqui esclarecemos, em definitivo, igualdades tais como 0, 999 . . . = 1. “E, conquanto as ideias e o pensamento matem´ aticos estejam em constante evolu¸ ca ˜o [. . .] a maioria dos problemas b´ asicos fundamentais nunca desaparece.” (G. Chaitin) Introdu¸ c˜ ao: Neste trabalho abordaremos...

    5952  Palavras | 24  Páginas

  • Matem Tica I M Todos Quantitativos

    final do  semestre  representando  peso  7, em que será  avaliado todo conteúdo desenvolvido, acrescido da pontuação da API ( não obrigatória )  ● A avaliação  NIII  é  composta  de  um  trabalho  indicado pelo  professor com valor de 5 pontos,  acrescido em até 5 pontos decorrentes de entrega e acerto da totalidade dos TEAs  ● A aprovação na disciplina se dará quando o aluno obtiver nota 6 na média de avaliações   {[(N1 x 1) + (N2 x 7) + (N3 x 2)] / 10} e freqüência superior ou igual a 75%.    ●...

    14219  Palavras | 57  Páginas

  • 15526 76971 1 PB

    Fundamentos da Matemática Elementar (UEPA). Professor da Secretaria de Educação do Estado do Pará (SEDUC – PA). 2 Aluna do Curso de Pós - graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade da Amazônia (UNAMA). Revemat: R. Eletr. de Edu. Matem. eISSN 1981-1322. Florianópolis, v. 06, n. 1, p.31-46, 2011. 31 A educação na perspectiva da inclusão: como criar, pensar e ensinar na diversidade? Inúmeras questões educacionais hoje estão ligadas a educação especial e inclusão. O ambiente escolar...

    6057  Palavras | 25  Páginas

  • Mecanica e estatistica

    Revista Brasileira de Ensino de F´ısica, v. 28, n. 3, p. 313-318, (2006) www.sbfisica.org.br A probabilidade na mecˆanica estat´ıstica cl´assica (Probability in classical statistical mechanics) S´ergio B. Volchan1 Departamento de Matem´ atica, Pontif´ıcia Universidade Cat´ olica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil Boltzmann foi um dos criadores da mecˆ anica estat´ıstica, disciplina que combina, de forma surpreendente, a mecˆ anica, o atomismo e a probabilidade. Neste artigo...

    5656  Palavras | 23  Páginas

tracking img