O s dssssssss

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1868 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Guerrilha Urbana

Eram os “Anos de Chumbo”, após o decreto do AI-5 o Brasil entrava no período mais crítico da ditadura militar. Prisões, exílios e a tortura se tornaram práticas comuns que assolavam a vida dos brasileiros. O Partido Comunista Brasileiro (PCB) encontrava-se na ilegalidade, embora reuniões clandestinas continuassem ocorrendo. O Partido era contrário à luta armada, no entanto,alguns militantes começaram a contrariar essa determinação pegando em armas para enfrentar os excessos dos militares, então, setores radicais de esquerda começaram a atacar o governo com ações clandestinas armadas, como assaltos a bancos, sequestro de diplomatas e atentados contra autoridades e unidades militares.
Uma das primeiras organizações a pegarem em armas contra a ditadura foi a AçãoLibertadora Nacional (ALN), uma organização revolucionária comunista brasileira de oposição ao regime militar, surgida no fim de 1967, com a expulsão de Carlos Marighella do Partido Comunista do Brasil (ex-PCB). A ALN tinha a proposta de uma ação objetiva e imediata contra a ditadura militar, defendendo a luta armada e a guerrilha como instrumento de ação política.
Carlos Marighella, um dospioneiros dentro do partido, inclusive tendo participado da Intentona Comunista, em 1935. Ele foi responsável pela fundação, em 1967, da ALN (Aliança Libertadora Nacional) que defendia a luta armada contra a ditadura. Era o início de uma guerrilha urbana que incluía assaltos a bancos, atentados e um feito glorioso que foi a invasão da Rádio Nacional, onde leu um manifesto contra a ditadura, provocandoescândalo e revolta por parte da linha dura. Os jovens militantes que se uniram a Mariguella defendiam um discurso universal de se fosse preciso criariam “um, dois, três, mil Vietnãs”. A Revolução Cubana servia como exemplo e esperança de mudanças políticas significativas. No entanto a organização interna deixava muito a desejar e o que podemos observar são ações mal elaboradas que acabaramcomprometendo o futuro da ALN. Os militares tinham Marighella como um dos maiores inimigos do Estado e não tardaram em iniciar uma verdadeira caça ao homem mais subversivo do Brasil. O delegado Sérgio Paranhos Fleury surpreendeu Mariguella , em 4 de Novembro de 1969, em seu apartamento, onde foi baleado sem direito de defesa. Mas para a divulgação pública foi declarado que ele havia sido morto por resistirà prisão. Mais um engodo para justificar à ausência dos direitos civis dos brasileiros. Marighella acabou representando um mártir para a guerrilha que se expandia pelo país, sequestros de diplomatas, assaltos à bancos, assassinatos sacudiam o Brasil e revelavam a faceta mais radical da reprimida esquerda brasileira. Surgiam novas organizações como a VPR, MR-8 e a VAR-Palmares, que assustavam osmilitares e acabavam levando a uma radicalização ainda maior do aparelho repressivo durante o governo Médici.
Na concepção de Carlos Marighella, o terrorismo urbano destinava-se antes de tudo a produzir tensão política:
“(...) levando a insegurança e a incerteza às classes dominantes, desgastando e desmoralizando as forças militares dos gorilas.”
(Carlos Marighella, “O papel da ação revolucionáriana organização”, em Manual do Guerrilheiro urbano e outros textos. p. 38.)
Em 1969, em entrevista a revista francesa Front, Marighella revela porque iniciar a guerrilha urbana:

Front – Por que iniciar (o movimento) pela guerrilha urbana?

Marighella – Na condição de ditadura em que se encontra o país, o trabalho de propaganda e de divulgação a priori só é possível nas cidades. (...) Asmedidas antidemocráticas tomadas pelo governo e os inumeráveis atos de repressão contra os estudantes, muitos professores e jornalistas criaram um clima de rebelião.
(In: MIR, Luís. A revolução impossível, a esquerda e a luta armada no Brasil. São Paulo: Best Seller, 1994. pp. 493-96).
Além da ALN, houve na guerrilha urbana, a VAR-Palmares e o MR-8. A Vanguarda Armada Revolucionária Palmares...
tracking img