O vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (292 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
"Óh céus...Óh vida...Óh azar"



Certamente a frase que intitula este texto é conhecida pelo leitor, já que esta consiste em um jargão usado por um personagem de umdesenho animado muito difundido no Brasil nos anos 80 e 90; trata-se de: Lippy e Hardy. Tal animação é um clássico da Hanna-Barbera e foi criada em 1962. O humor deste desenhoconsiste no fato de seus personagens principais terem comportamentos completamente opostos, já que Lippy é um leão altivo e otimista, enquanto Hardy é uma hiena ranzinza e pessimista.Entretanto, Hardy é a figura mais contraditória da dupla, já que as hienas são conhecidas por emitirem sons que lembram uma gargalhada, enquanto o personagem aparece sempre com umar aborrecido.
Mas o quê este desenho animado tem a ver com medicina? Bem, a personagem representada pela hiena demonstra ser um quadro clássico de distimia. O transtornodistímico é crônico e caracteriza-se pela presença de humor depressivo que dura a maior parte do dia e que está presente de forma quase contínua. O termo "distimia" significa malhumorado e foi introduzido em 1980. Antes desta data, tais indivíduos eram considerados portadores de neurose depressiva. A maioria dos casos é de início precoce, começando na infânciaou adolescência. É importante lembrar que distimia é diferente de depressão, porém o paciente distímico pode adoecer e apresentar depressão, este caso é chamado de "depressãodupla". O tratamento destes pacientes consiste na combinação de terapia e de psicofármacos.
Abaixo deixo um episódio deste saudoso desenho para que o leitor possa analisar por sipróprio o aspecto desta hiena, com a cabeça sempre baixa, olhar aborrecido e sempre com uma postura pessimista diante da vida (em outras palavras, um baita mal humorado).
tracking img