O uso dos marcadores temporais e pronomes nas fábulas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
CAMPUS DE ABAETETUBA
FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGEM
CURSO: LETRAS 2008
DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO I
PROFESSORA: RAIMUNDA DUARTE

PROJETO DE INTERVENÇÃO

TEMA: O USO DOS MARCADORES TEMPORAIS E PRONOMES NAS FÁBULAS

BRAYNA CARDOSO
JAQUELINE MIRANDA

ABAETETUBA – PA
Junho - 2011

PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

TEMA: O USO DOS MARCADORESTEMPORAIS E PRONOMES NAS FÁBULAS

1. PÚBLICO ALVO:
O presente projeto de intervenção é destinado aos alunos do 6ª ano do ensino fundamental.

2. JUSTIFICATIVA:

Este projeto surgiu do interesse em promover maior participação dos alunos nas aulas de língua portuguesa. Com a sua aplicação, esperamos desenvolver nos alunos habilidades de leitura, compreensão, análise linguística eprodução de texto a partir do gênero textual fábula, possibilitando o debate de ideias e a construção de valores morais e éticos. Para isso, propomos o desenvolvimento do projeto de intervenção intitulado O uso dos Marcadores Temporais e Pronomes nas Fábulas, o qual contribuirá significativamente para a melhoria da qualidade do processo de ensino-aprendizagem das escolas públicas.
Para isso, énecessário conhecermos um conteúdo a ser explorado pelo professor em sala de aula, os gêneros textuais, os quais segundo Marcuschi (2002), são fenômenos históricos, profundamente vinculados à vida cultural e social. Eles contribuem para ordenar e estabilizar as atividades comunicativas do dia-a-dia, são entidades sócio discursivas e formas de ação social que determinam as situações comunicativas ecaracterizam-se pela maleabilidade e dinamismo, pois surgem da necessidade de comunicação de cada época histórica.
Nesta concepção de gênero textual e para a efetivação do trabalho aqui relatado, utilizamos o gênero da ordem do narrar, fábula, que segundo Barbosa (2001), é um gênero que, como tantos outros gêneros narrativos, registram as experiências e o modo de vida dos povos. Salienta ainda que, épor meio destas histórias que ouvimos, da tradição oral ou registrada nos livros, que aprendemos lições importantes para o convívio em sociedade. Apesar de parecerem historinhas para crianças, onde encontramos animais que falam e agem como seres humanos, as fábulas, inicialmente, foram criadas para serem contadas para adultos, como forma de aconselhá-los e distraí-los. Mas, através dos tempos,muitos autores renomados se dedicaram a contar e escrever fábulas para todos que se interessasse por elas.
De acordo com a professora Zenaide Maia em seu artigo O ensino de leitura através do gênero fábula, a fábula tem mais de mil anos de existência, surgiu da necessidade do homem em contar histórias de todos os tipos que relatassem suas aventuras ou que explicassem os fenômenos da natureza, umasque falavam do cotidiano, outras de seres mágicos, ou de animais ou objetos com qualidades humanas. Caracteriza-se por transmitir algum ensinamento, para fazer alguma crítica, uma ironia etc. Geralmente, no final das fábulas, aparece uma frase destacada, a moral da história. Este gênero tem acompanhado a evolução da humanidade, sendo produzidas de acordo com o que as pessoas de uma determinada épocapensam sobre o estilo de vida daquela sociedade. Assim, as fábulas têm servido como registro histórico dos valores e do modo de agir tido como certo em sociedade ao longo dos tempos, se mantendo até nos dias atuais.
Ainda segundo a professora, no Brasil temos como representante célebre deste gênero, o escritor Monteiro Lobato, que escreveu o livro “Fábulas”, no qual recria e reconta fábulas deEsopo, de La Fontaine, além de contar suas próprias fábulas. Através de suas fábulas, o autor preocupava-se em preparar as crianças para a vida em sociedade. Na década de 60, outro autor renomado se rendeu a este gênero, Millôr Fernandes, que publicou “Fábulas Fabulosas”, que acrescenta os temas políticos com humor sarcástico, próprio do autor, impondo um tom atual a velha forma das fábulas.
A...
tracking img