O uso do crack: um problema social restrito as metropoles?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS
CURSO DE GRADUÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL

Sim






O Uso do Crack:
um problema social restrito às metropolés?










Breves - Pará
2012
Simone Maria Gaia Fernandes Laurindo








O Uso do Crack:
um problema social restrito às metropolés?




Trabalho referentea disciplina de Antropologia apresentada à Universidade Norte do Paraná, como requisito para obtenção de nota, no curso de Serviço Social.
Orientador: Prof.: Giane Albizzetti




Breves - Pará
2012
SUMÁRIO



1. RESUMO--------------------------------------------------------------------------04
2.INTRODUÇÃO--------------------------------------------------------------04-05
3. DESENVOLVIMENTO----------------------------------------------------05-08
4. CONCLUSÃO--------------------------------------------------------------------09
5. REFERÊNCIAS-----------------------------------------------------------------10














RESUMO - O trabalho abaixo desenvolvido teve o objetivo de levantar discussão acerca da problematica do usodo Crack nas grandes metropolés como São Paulo questionando sobre a ação do estado na cracolândia e o desdobramento da ação, como a opinião publica se posicionou acerca do assunto, assim como, pontuar que esta ação tem de ser bem planejada através do envolvimento de vários atores sociais,e assim, propor uma solução ao problema do trafico nestas metrópoles e da dependência nos usuários.
Palavraschaves: Assistência social, Crack, Drogadição, Psicossocial, Família, problemática.

INTRODUÇÃO
A drogadição nas ultimas décadas vem dominando boa parte da população das grandes metropoles, principalmente a população mais carente, desempregados, filhos de familias mau estruturadas, não sendo somente uma particilaridade das familias menos favorecidas, mas as familia de classe médiae alta tambem sofrem deste mal.
No municipio de São Paulo este problema foi relatado na materia de Gilerto Alvarez, que se intitula “A Cracolândia não é um caso de polícia”, reportagem exibida no programa do Linha Direta de 17/01/2012, que aponta questões como “a droga é um problema que deve ser tratado com repressão policial apenas quando se trata de enfrentar e coibir o tráfico – e, mesmoassim, com estratégias inteligentes que impeçam os traficantes de dominar áreas da cidade e ameaçar as pessoas”
Abordagem que geral repercussão na mídia, pois não solucionou o problema, e sim deslocou-lo para outros lugares da cidade, com base nesta reportagem iremos traçar uma discussão acerca da metodologia à ser aplicada no combate a tráfico e consumo de drogas no municipio de São Paulo.
Oprimeiro porto à ser abordado foi foi a representação social da drogadição para termos uma real perceção de como a população e o poder público percebe este problema, e apartir dai entender o porque de tentativas desastrozas de solucionar esta problematica.
Outro ponto que discutimos foi os danos causados pela drogadição no usuário, tanto do ponto de vista psicologico, como o comportamental e osocial, como esta alteração de comportamento do usuário afeta os familiares e omo estes podem ajudar na recuperação de seu familiares drogaditos.
E por ultimo como o profissional do serviço social deve se posicionar e atuar junto a essa problematica, como planejar extrategias eficientes para sua atuação junto aos usuarios e familiares e esclarecer a população qual a real dificuldade vivenciadapelo usuario, para assim evitar comportmentos de discriminação.

DESENVOLVIMENTO
Como é de conhecimento publico a drogadição é um dos grandes problemas da humanidade na atualidade, o noticiario de jornais televisivos e escritos etão recheiado de noticias deste teor, desta maneira é proposta deste trabalho desenvolver uma discussão acerca da temtica sugerida ”Uso doCrack:um problema...
tracking img