O uso do crack: um problema social restrito às metrópoles?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1664 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

SANDRA D’ARC DIAS















O USO DO CRACK: UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÀS METRÓPOLES?



















Pimenta Bueno
2012
SANDRA D’ARC DIAS

















O USO DO CRACK: UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÀS METRÓPOLES?








Trabalho apresentado ao Curso Serviço Socialda UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Psicologia Geral, Antropologia, Formação Social, Politica e Econômica do Brasil, FHTM do Serviços Social I .

Prof. Lisnéia Rampazzo. Giane Albiazzetti, Gleiton Lima e Rosane Malvezzi










Pimenta Bueno
2012
Sumário
1. RESUMO 4
2. INTRODUÇÃO 5
3. DESENVOLVIMENTO 6
4. CONCLUSÃO 8
5. REFERÊNCIA 10


1.RESUMO


Apesar de o uso de drogas serem uma prática presente desde os primórdios da humanidade, atualmente seu abuso adquiriu dimensões preocupantes, configurando-se como um problema de saúde pública. O surgimento do crack, droga derivada da pasta de coca, agravou este quadro ao aumentar os danos sociais e á saúde dos usuários.
Por sua vez, apesar de tudo isto e com esta real idéia brutal e comperspectivas de piorar ainda mais a sua problemática, sentimos o poder público ainda meio tímido, sem verdadeira vontade política para debelar tal situação.
O uso nocivo de substâncias foi por muito tempo tratado por meio de ações punitivas ao invés de preventivas e terapêuticas, sendo a dependência química considerada como "falha moral" ou "falta de força de vontade". Entretanto, nas últimas duasdécadas, com o progressivo desenvolvimento dos estudos científicos, a dependência química passou a ser compreendida como um sério problema de saúde, que afeta o cérebro e, consequentemente, o comportamento.
É importante o conhecimento de alterações emocionais para um melhor planejamento de programas preventivos, buscando uma metodologia mais eficaz para dependentes de drogas. Frequentemente, osdependentes químicos apresentam muita resistência para fazer e permanecer em tratamento. Com a identificação de alterações emocionais, os pacientes devem receber o tratamento mais adequado.














2. INTRODUÇÃO

O crescimento do consumo e dos problemas relacionados ao uso do crack constitui, atualmente, um grande desafio para a implementação de uma política de atenção aosproblemas com drogas no Brasil. Este desafio exige respostas eficazes do governo e da sociedade, na construção de um programa de intervenção integrada, que inclua ações relacionadas à promoção da saúde, de conscientização e informação sobre os riscos do uso do crack, disponibilização de serviços de atendimentos, estudos clínicos sobre tratamentos dentre outros.
O consumo do álcool, tabaco eoutras drogas agravam problemas sociais, traz sofrimentos para indivíduos e famílias e tem consequências econômicas importantes. Neste contexto, o surgimento e o aumento rápido do consumo do crack desde a década de noventa incrementam a gravidade destes problemas amplificando e agravando condições de vulnerabilidade especialmente para as parcelas carentes da população, no Brasil, o consumo cresceu,principalmente entre crianças, adolescentes e adulta que vivem na rua, motivando pressões diversas sobre a população pela necessidade de ações que deem aos usuários de crack oportunidades de viverem de forma digna e com saúde.





3. DESENVOLVIMENTO

O início do consumo de substâncias pode ocorrer por diversos motivos como: hedonismo, curiosidade, alivio da dor e sofrimento que,provavelmente, persistirão após a dependência como também, como objetivo de vivenciar novas experiências (Brajević-Gizdić, Mulić, Pletikosa & Kljajić, 2009). As experiências devido ao consumo da substância podem causar autodestruição, além de alterações comportamentais como: violência, indiferença, isolamento e desprezo. O uso crônico dessas substâncias podem causar dependência química, consequência da...
tracking img