O uso do crack: um problema social restrito às metrópoles?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL


CARLA CURTARELLI DALL ASTA





ATIVIDADE INDIVIDUAL














Frederico Westphalen
2012
CARLA CURTARELLI DALL ASTA





O USO DO CRACK: UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÀS METRÓPOLES?









Trabalho de produção textual apresentado à Universidade Norte do Paraná, UNOPAR,como requisito parcial para a obtenção de média bimestral nas disciplinas de: Psicologia Geral, Antropologia, Formação Social, Política Econômica do Brasil,FHTM do Serviço Social I.
Profs: Lisnéia Rampazzo,Giane Albiazzetti,Gleiton Lima e Rosani Malvezzi.





Frederico Westphalen
2012

SUMÁRIO


1 INTRODUÇÂO 4
2 O AUMENTO DO CONSUMO DE CRACK NAS CIDADES BRASILEIRAS E SEUS MALES ASAÚDE PÚBLICA 5
2.1 Consequências físicas provocadas pelo uso de drogas 7
2.2 Como tratar um viciado 8
3 CONCLUSÃO 9
REFERÊNCIAS 10


















RESUMO

Falar de Crack é falar de um problema estrutural da sociedade, da família, de educação e ainda da economia. Digo isto porque a sociedade capitalista ainda potencializa os indivíduos pelo que possuem e não pelo que podemrepresentar como seres humanos. Desta forma ainda convive fortemente com as desigualdades sociais, excluindo boa parte da população do acesso a educação, a moradia digna, a condições dignas de sobrevivência, e também falta de postos de trabalho, sendo estes fatores fundamentais para a fuga da vida todos os dias e para isso buscam-se as drogas das mais diferentes fontes. No entanto este estátornando-se um problema grave não só de valorização do ser humano, mas também de saúde pública e ainda de segurança, pois para o dependente químico o que importa é conseguir os meios para manter o vício nem que para isso seja necessário roubar ou matar. Para modificar esta triste realidade é preciso que todos os profissionais de saúde se juntem com os Assistentes Sociais das localidades e interligadosfaçam um trabalho de reestruturação baseado no conhecimento e na educação, visando à inclusão destes indivíduos novamente nas famílias e na sociedade.

PALAVRAS-CHAVE: Crack. Assistente Social. Inclusão. Transformação. Dignidade.













1 INTRODUÇÂO

Já faz muitos anos que o crack foi introduzido no Brasil, no início o uso da droga ficava restrito a classe menos favorecidoseconomicamente , devido ao baixo valor comercial que a droga possuía, iniciava assim uma trajetória negra e mortal.
Alguns dos primeiros usuários éramos habitantes de rua, que buscavam nas esmolas o dinheiro para sua manutenção, afirmando ser para comprar alimentos, triste engano; todo lucro obtido através da bondade dos outros, era para a compra de crack. Este morador de rua que antes cheiravamcola, fumavam maconha e consumiam álcool, enxergaram no crack uma droga cujas reações são rápidas, tornando-se assim uma forma para amenizar seus problemas. No entanto quando isto iniciou no Brasil as autoridades acreditavam que o mesmo somente saciaria o consumo dos mais pobres e dos moradores de rua, sendo assim não deram importância ao problema, porém, o seu consumo quebrou as barreiras dasociedade, atingindo a todas as classes sociais, difundindo-se velozmente e ferozmente, transformando-se numa epidemia de âmbito nacional e aí, diante de todo brado público, os Estados e Municípios passaram a correr contra o prejuízo, embora vagarosamente.
Hoje se percebe que o crack saiu levando ao buraco uma grande quantidade de pessoas em todas as cidades, fazendo milhares de vítimas em todoterritório nacional, fazendo aumentar com isso também a violência aonde se abrigam e constroem suas bases de distribuição e venda da mesma.
Desta forma fica evidente que a droga não representa apenas um problema dos pobres, mas sim um retrato da falta de estruturação da própria sociedade como um todo, ou seja, da família, da sociedade, das falhas na política e do descaso das autoridades que passaram...
tracking img