O uso de crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2981 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
BACHAREL DE SERVIÇO SOCIAL

ANDREIA MOURA SOUZA















o uso do crack : um problema ligado às metrópoles ?


























Redenção - Para
2012
Andreia moura souza


















o uso do crack : um problema ligado às metrópoles ?









Trabalho apresentado ao Curso Bacharel de Serviço Socialda UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplinas de Psicologia Geral, Antropologia , Fundamentos históricos,teóricos e metodológicos do serviço social I e Formação social, política e econômica do Brasil.


Prof. Lisnéia Rampazzo, Giane Albiazzetti, Francielle Toscan Bogado, Patrícia Martins Castelo Branco e Gleiton Luiz de Lima






Redenção

2012SUMÁRIO


1 – RESUMO 3


2 - INTRODUÇÃO 4

3 – DESENVOLVIMENTO 5





4 - EXEMPLOS DE ELEMENTOS DE APOIO AO TEXTO 8
4.1 EXEMPLO DE MAPA 8




5 - CONCLUSÃO 9

6 - REFERÊNCIAS 10

Resumo


O desenvolvimento principal nas divergências sociais foi dado a partir da vinda da família real para o Rio de Janeiro, após século XVIII e inicio do séc. XIX devido as grandes modificações estabelecidas nasociedade a partir dai surge o conceito e marginalização de pessoas excluídas com o governo de Prado Pereira.

O assistente social frente a estas demandas, deve estar engajado em seu Projeto Ético Político, através de um conhecimento teórico metodológico, para que se possa lidar com a complexidade destes fenômenos, que atua em nossa sociedade e um pouco do conceito de Malinowski que se relaciona com arepresentação social. Existe ainda outras formas de atuação que será explicados no desenvolvimento.



INTRODUÇÃO

O uso e abuso de substâncias transformou-se em um grave problema de saúde pública em praticamente todos os países do mundo. Está altamente associado com comportamentos violentos e criminais, como acidentes de trânsito e violência familiar, principalmente entre indivíduos comhistórico de agressividade e com complicações médicas e psiquiátricas, elevando drasticamente os índices de morbidade e mortalidade (Chalub & Telles, 2006; Kolling, Silva, Carvalho, Cunha & Kristensen, 2007; Nassif, 2004).
O início do consumo de substâncias pode ocorrer por diversos motivos como: hedonismo, curiosidade, alívio da dor e sofrimento que, provavelmente, persistirão após a dependência, comotambém, com o objetivo de vivenciar novas experiências (Brajević-Gizdić, Mulić, Pletikosa & Kljajić, 2009). As experiências devido ao consumo da substância podem causar autodestruição, além de alterações comportamentais como: violência, indiferença, isolamento e desprezo. O uso crônico dessas substâncias pode causar dependência química, consequência da relação patológica entre um indivíduo e umasubstância psicoativa (Brusamarello, Sureki, Borrile, Roehrs & Maftum, 2008). Outro problema refere-se à utilização de drogas psicotrópicas, assim como à existência de comorbidades psiquiátricas em dependentes de drogas (Filho, Turchi , Laranjeira & Castelo, 2003).
O estudo da dependência de álcool e outras substâncias bem como a manifestação de transtornos mentais e de comportamento decorrentes daação dessas substanciam que serão estabelecidas no decorrer do texto suas causas, consequências, emoção, sentimentos de dependentes químicos e de suas famílias levados em contas o processo da representação social do crack em especifico, assim relacionando ainda ao tema relação X urbanização com a chegada da família real e com as reformas de Pereira Passos e a importância e função do assistentesocial nessas relações afim de que possa contribuir para a sociedade.



















DESENVOLVIMENTO

| |
| |
|No início do século...
tracking img