O trypanosoma cruzi e a doença de chagas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1115 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O Trypanosoma cruzi e a doença de Chagas
Dirceu Esdras Teixeira, Web Biologia, Consórcio CEDERJ, Fundação CECIERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

O T. cruzi, agente causador da doença de Chagas, é um parasito flagelado da ordem Kinetoplastida, família Trypanosomatidae, gênero Trypanosoma. É caracterizado pela presença de um flagelo e um cinetoplasto, formado de maxi e minicírculos de DNA que secondensam, formando uma estrutura densa localizada em uma região específica da mitocôndria única do protozoário (De Souza, 2008). A doença de Chagas acomete entre 16 e 18 milhões de pessoas na América Latina, sendo responsável por 21 mil mortes a cada ano. Estimase que ocorram 300 mil novos casos por ano (WHO, 2005). No Brasil, esta doença tornou-se um dos principais problemas de saúde pública,ocorrendo principalmente no semiárido nordestino (Argolo, 2008). Este parasito está distribuído em todas as Américas, desde o sul dos Estados Unidos até a Argentina e o Chile (Rey, 2001). A doença de Chagas ou tripanossomíase americana foi descrita pela primeira vez em 1909, pelo médico sanitarista Carlos Chagas. O pesquisador foi enviado à frente de construção da ala mineira da estrada de ferroCentral do Brasil, na cidade de Lassance (MG), para estudar uma doença que incapacitava os trabalhadores. De maneira notável, ele descreveu o parasito protozoário causador da doença (Trypanosoma cruzi), os vetores (insetos hematófagos comumente conhecidos como “barbeiros”), o ciclo de vida do parasito e vários aspectos epidemiológicos, clínicos e sociais. Os tripanosomatídeos apresentam um ciclo devida relativamente complexo e exibem alguns estágios de desenvolvimento em hospedeiros vertebrados e invertebrados (De Souza, 2002). O parasito pode apresentar variações em sua estrutura, de acordo com seu ciclo de vida, que varia entre o hospedeiro vertebrado e o invertebrado. Assim, este protozoário apresenta formas morfológicas e

1

características

(epimastigota,

amastigota

etripomastigota),

que

se

diferenciam pela posição relativa do cinetoplasto e do núcleo na célula. A forma tripomastigota (Fig. 1a) é alongada e levemente achatada. O cinetoplasto está localizado na região entre o núcleo e a extremidade posterior do corpo do parasito, onde o flagelo emerge de uma bolsa flagelar. Parasitos tripomastigotas são evidenciados no mamífero e no inseto (formasinfectantes). A forma epimastigota (Fig. 1b) é mais larga e alongada que as demais formas. O cinetoplasto encontra-se na porção anterior ao núcleo, próximo à bolsa flagelar, que se estreita, abrindo-se lateralmente. Esta forma é encontrada no tubo digestório do barbeiro. A forma amastigota (Fig. 1c) é arredondada, apresentando um flagelo bem reduzido e o núcleo relativamente grande, redondo eexcêntrico. É encontrada no mamífero, onde se multiplicam dentro das células do hospedeiro vertebrado, incluindo o homem, onde posteriormente se diferencia na forma tripomastigota, que é a forma infectiva.

2

Fig. 1. Microscopia eletrônica de varredura das formas do parasito Trypanosoma cruzi. A) tripomastigota B) epimastigota e C) amastigota. H = hemácia (Modificado de FIOCRUZ/ H. Barbosa/ G. Rocha).Ciclo evolutivo do Trypanosoma cruzi O T. cruzi apresenta um ciclo de vida heteroxeno (Fig. 2), com hospedeiros mamíferos (que pode ser o homem) e insetos (barbeiro). A contaminação de um hospedeiro vertebrado ocorre quando o barbeiro, que é um inseto hematófago, pica o mamífero. Neste processo, o inseto geralmente defeca e urina, depositando, assim, sobre a pele ou mucosa do mamífero a formatripomastigota metacíclica, que é a forma infectiva (Fig. 2, item 1). A invasão do parasito ocorre quando o hospedeiro se coça (Fig. 2, item 2). Os tripomastigotas metacíclicos acessam a circulação sanguínea, aderindo e invadindo outras células do hospedeiro, principalmente as células musculares. Inicialmente, as formas epimastigota e tripomastigota são fagocitadas pelo macrófago e

3...
tracking img