O transporte coletivo na cidade de santos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2224 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O crescimento econômico registrado nos últimos anos em Santos faz com que a população se desloque para municípios vizinhos. Obrigados a manter vínculos de emprego com a cidade onde residiam, esses moradores têm nos meios de transporte ineficiente seu principal problema.

Devido ao transporte coletivo, por ônibus, ser responsável pelo deslocamento de milhares de pessoas diariamente; para otrabalho, escola, lazer etc. É de suma importância existir uma logística eficiente de modo que consiga integrar segurança, pontualidade e agilidade.

Por isso iremos sugerir propostas alternativas para eliminar os gargalos que dificultam o trânsito na cidade de Santos, dentre elas: a implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos); a ampliação da ciclovia; a execução do sistema de rodízio deveículos na Baixada Santista e a construção do Rodoanel.

1. VLT (Veículo Leve sobre Trilhos)

Santos vive um momento único da sua história. Expansão da atividade portuária, chegada da Unidade da Petrobrás e demais negócios do petróleo e gás, criação do parque tecnológico, qualificação do turismo – tantos acontecimentos desencadeados nos últimos anos aqui encontram um terreno fértil,gerando um mundo de oportunidades.

A opção que nossa região fez pelo metrô leve para o transporte metropolitano abre novo capítulo neste processo. O sistema utilizará veículos leves sobre trilhos, os VLTS, um meio eficiente, confortável, rápido e não poluente, que vai promover a verdadeira integração entre os municípios da Baixada Santista, viabilizando melhorias essenciais para o cidadãometropolitano.

Diariamente, 198 mil passageiros utilizam o serviço de transporte metropolitano da região. São 487 veículos distribuídos em 59 linhas de ônibus (comum e seletivo). Com o VLT, o sistema será integrado aos ônibus, o que resultará na supressão de 20% das linhas existentes. O intervalo entre os trens não passará de 4 minutos, com 15 partidas por hora. A Baixada Santista registra cercade 2 milhões de viagens diárias, sendo 54% motorizadas.

Em sua primeira etapa, a ligação será entre Santos e São Vicente, trecho com 50% dos deslocamentos metropolitanos. Serão 16 estações com 800 metros de distância uma da outra. Haverá redução de 17 minutos no tempo de viagem, que passará de 50 para 33 minutos. A partir da ativação completa do sistema, as localidades vizinhas estarãointegradas ao processo de desenvolvimento da região.

O Metrô Leve terá piso baixo, facilitando o acesso de idosos e deficientes. Os veículos também serão dotados de ar condicionado, algo praticamente indispensável para os dias quentes. Nas vias segregadas, vão circular com a velocidade máxima de 60 km/h. Nas travessias de ruas e avenidas, o limite será de 30 km/h.

O impacto energético será2,6 vezes menor que o dos ônibus e 5,4 vezes inferior ao provocado pelos automóveis. Além de contribuir para a redução da poluição sonora e do ar, o VLT vai ajudar a diminuir os congestionamentos e o tempo de viagem. Outra vantagem é a durabilidade da frota: 30 anos, prazo bem superior aos 8 anos de vida útil dos ônibus articulados e bi articulados

O novo sistema é uma grande conquista paranossa região, e temos muito a comemorar. Vai requalificar o espaço urbano e promover inúmeros avanços. Integrado á malha viária e cicloviária e as linhas de ônibus municipais, resultará na agilização das viagens, maior conforto, menos poluição do ar e sonora. Terá ainda reflexos na fluidez do trânsito, pois significa uma alternativa segura e confiável para quem hoje se utiliza de automóveis, umaalternativa para quem optar pelo transporte público por consciência, por desejo de viver em uma cidade melhor, sustentável.

2. Ciclovia

O município continua ampliando sua malha de ciclovias, o que consolida os avanços já conquistados ao longo dos últimos anos. A condição de ser uma cidade quase totalmente plana favorece a adesão a esta modalidade de transporte, que além de econômica é...
tracking img