O trabalho do pedagogo nos espaços educativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3167 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Nos últimos anos, tem se tornado cada vez mais freqüente o apelo ao caráter multidimensional da pedagogia, como campo de conhecimento, e, por conseguinte, a reivindicação de seu alcance a diversas esferas da prática social. Cada vez mais ganha relevo o discurso que busca apontar e justificar a ampliação dos espaços de atuação profissional do pedagogo, para além do ambiente escolar e da chamadaeducação formal[1]. Celebra-se o surgimento de novas necessidades formativas e a abertura de novos âmbitos educativos, com a conseqüente assunção de novos papéis e funções por parte do profissional da pedagogia, na ocupação dos espaços criados pela emergência de novas demandas educativas na sociedade. É assim, por exemplo, que tem sido destacada a presença deste profissional nas empresas, envolvidoem tarefas de seleção e treinamento de recursos humanos e no desenvolvimento de competências profissionais requeridas pelos processos de reestruturação do trabalho e da produção. Igualmente, aponta-se a presença do pedagogo nos meios de comunicação, atuando em atividades de consultoria na formulação de campanhas informativas e materiais de conteúdo educativo. Da mesma forma, assinala-se aparticipação do profissional da pedagogia, no campo da assessoria educativa a atividades desenvolvidas por movimentos sociais, organizações não governamentais, instituições públicas, etc. Mais recentemente, a emergência de experiências educativas em modalidades não presenciais, especialmente aquelas mediadas pelas novas tecnologias, tem sido apontada como mais um espaço que se abre ao exercícioprofissional do pedagogo.

Com este pequeno texto, pretendemos levantar algumas questões para discussão, a partir de inquietações suscitadas pela suspeita de que, em alguns casos, ao lado deste alargamento do campo de exercício profissional do pedagogo, possa estar se operando uma redução teórico-conceitual da pedagogia que, limitada a uma dimensão meramente técnica e instrumental, coloca-se a serviçodos interesses do mercado e dos processos produtivos, esvaziando o seu sentido enquanto campo de reflexão sobre a formação humana, orientada para uma perspectiva de emancipação social. Tal suspeita encontra evidências a partir da constatação, neste processo, da ocorrência de fenômenos que nos parecem contraditórios. É o caso, por exemplo, da crescente expansão dos cursos de Pedagogia, mesmo dianteda permanência dos impasses e indefinições em torno das Diretrizes Curriculares para o curso no âmbito do CNE, num prolongado processo de discussão que vem envolvendo diferentes instâncias que lidam com o curso de Pedagogia, desde instituições formadoras e entidades acadêmicas e científicas (ANFOPE, ANPED, CEDES, ANPAE, FORUMDIR), passando por comissões de especialistas no âmbito do CNE, sem que sealcance um consenso razoável. Em 2001, havia cerca de 500 cursos de Pedagogia, número que alcançou, em 2004, a cifra de 1372 cursos, principalmente em instituições privadas[2] e com os mais variados perfis, com destaque para as chamadas “áreas emergentes” (pedagogia empresarial, pedagogia hospitalar, pedagogia digital, etc). Chama a atenção, ainda, o fato de que tal expansão do curso de pedagogiae a conseqüente diversificação de sua estrutura, em termos de perfis e habilitações, venham se dando no mesmo contexto em que alguns assinalam uma suposta ausência de clareza na definição da identidade epistemológica da pedagogia, em termos da demarcação de seu objeto de estudo enquanto campo de conhecimento.

Em face dessas questões, e das inquietações dela decorrentes, procuramos neste textoapresentar algumas ponderações, sinalizando para a necessidade de se considerar, na discussão acerca da multidimensionalidade da pedagogia enquanto campo de saber e de prática social, que a mesma, para além do trato com os objetivos e formas metodológicas e organizativas dos processos de transmissão de saberes e modos de ação próprios da construção humana, “refere-se, explicitamente, a objetivos...
tracking img