O tempo de aprendizagem de cada um

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O TEMPO DE APRENDIZAGEM DE CADA UM


Graziela do Nascimento Petry
Profª Marcia Knabben
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Licenciatura em Pedagogia (PED0528) – Prática módulo 120/06/2012

RESUMO

O tempo de aprendizagem de cada um, pode variar de acordo com os conhecimentos adquiridos ao longo de toda a vida, algumas crianças apresentem maiores dificuldades, muitas vezes por problemas psicológicos, traumas que possam ter sofrido e até mesmo deficiência na absolvição de conhecimento. Outras apresentam maior facilidade paraaprender, uma capacidade maior de absolver os conhecimentos e o que está sendo lhe passado, assim tudo que aprende ao longo de toda a vida, vai acumulando e o tornando uma criança mais avançada na escola. Portanto o(a) professor(a) tem que estar preparado para todas as situações, a fim de fazer com que todos trabalhem juntos, sem ocorrer nenhum tipo de exclusão dentro da escola e também futuramente navida da criança.


Palavras-chave: Aprendizagem. Inclusão. Práticas do professor.

1 INTRODUÇÃO

A questão aprendizagem é um tema muito amplo, pois cada aluno tem seu tempo, seu espaço, sua vivência. A aprendizagem é um processo contínuo que está sempre em desenvolvimento, pois desde o dia em que nasce , até o dia em que morre a pessoa está aprendendo : os primeiros passos, a fala, açõesdiárias do nosso cotidiano, depois os estudos, a religião a cultura, e sempre ao longo de toda a vida estará desenvolvendo os conhecimentos adquiridos. Temos também a questão da inclusão, as crianças com necessidades especiais, que possam estar apresentando maior dificuldade, por conta de problemas mentais, ou físicos, ou até essas mesmas crianças que apresentam um desempenho mais avançado que seuscolegas, o professor tem que atuar sempre de forma com que ninguém, mesmo com suas particularidades, seja excluído, ou sofra algum tipo de preconceito ou até mesmo a criança não queira se aproximar dos colegas de sala, por vergonha, por não saber ler corretamente, não ter uma boa escrita, uma capacidade maior de absolvição, e aí que o professor terá de atuar, quebrando as barreiras e criando umambiente onde todas colaborem, participem das atividades juntos e possam se sentir incluídos, mesmo com suas dificuldade, a criatividade do professor, será um ponto muito importante, pois com atividades diferenciadas, que estimulem a imaginação a atenção da criança, irá fazer com que se interessem, tornando a sala de aula, um ambiente agradável a todos, ao mesmo tempo que ensina os conteúdos quefazem parte da grade curricular, de modo que todos, independente do seu tempo, possam aprender o que lhe está sendo ensinado.

2 APRENDENDO A APRENDER

Todo criança apresenta um ritmo único no processo de aprendizagem. Cada pessoa tem uma história particular e única, formada pelo meio em que vive e seu psicológico. Esse fato ocorre tanto no ambientefamiliar quanto no escolar. Da mesma forma que uma criança engatinha, fala, anda etc. precocemente ou tardiamente em relação uma das outras, no processo de aprendizagem ocorre o mesmo com o aluno. Eis uma questão a refletir: Enquanto professor(a), o que fazer para que esteja preparado para respeitar o ritmo da cada aluno e saber lidar com essa indiferença? Ao se tratar de educação não existe umapolítica a cumprir. Mas isto não significa que não existem caminhos que possam ser seguidos, de maneira que venha a contribuir para atuar em situações, em especial com o ritmo de aprendizado de cada indivíduo, independente da faixa etária. Sugere-se como ponto...
tracking img