O tag

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5611 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Tag
Breve síntese do evangelho do ærossol
Rafael Piatkiewicz

Questões Teóricas da Arte Contemporânea Mestrado de Estudos. Fílmicos e da Imagem | Estudos Artísticos | 1º semestre

O tag

Rafael Piatkiewicz

Índice
O que é o tag?.......................................................................................................................... 2 Anexo I.................................................................................................................................... 2 AnexoII .................................................................................................................................... 2 Anexo III................................................................................................................................... 2Bibliografia............................................................................................................................... 2

2 Questões Teóricas da Arte Contemporânea

O tag

Rafael Piatkiewicz

O que é o tag?
Vulgarmente apreendido como a assinatura do nome/pseudónimo do writter, o Tag é visto como um simples rabisco, uma assinatura que aparece desenfreadamente em todosos cantos e recantos da cidade. Intrusivo, repetitivo e transgressor, o Tag configura-se aparentemente como um acto estúpido e incompreensível aos olhos da sociedade, sendo considerado como vandalismo, e punível tanto moralmente como pela lei. Não lhe é possível qualquer tipo de recuperação para a sociedade, nem pela Arte, como acontece com alguns aspectos do Graffiti, (como podemos ver empublicidades de todo o género, formas de vestir e modas musicais, estilos de vida impingidos), onde toda e qualquer ligação genuína ao Graffiti se perde, através da absorção e devolução de algo genuíno, como produto passível de ser consumido. Quanto mais nos debruçamos sobre o Graffiti, apoiados numa perspectiva tradicional da arte, mais se torna complicado perceber ou fruir o Graffiti, ou qualquer outroaspecto com este relacionado. Isto principalmente pela maneira de como é construído o conceito/fenómeno "arte", e da maneira de como a nossa cultura nos faz pensá-lo, criando uma necessidade de fazer com que qualquer fenómeno expressivo/criativo em qualquer campo, seja logo por nós, julgado automaticamente como arte ou não. (Pois aparentemente nada mais pode existir fora desse "mundo".) Bastadissecarmos um bocado o conceito de arte como sistema, e não como adjectivo qualificador, para poder separar o trigo do joio e concluir, que no final, há formas de escapar á realidade homogeneizante desse mundo, é preciso porém, estarmos bem cientes do chão que pisamos em cada passada deste baile de máscaras. "Se durante o período clássico as grandes instituições religiosas usavam os meios artísticoscomo suporte de divulgação dos valores culturais, sociais, morais e éticos, na época contemporânea esse serviço é prestado pelas poderosas corporações económicas (...) a arte não se constitui como elemento estético oficial das grandes corporações económicas - os meios de comunicação de massas ocupam-se da tarefa de transmitir os valores simbólicos que estão de acordo com os interesses económicosprevalecentes. A arte, em vez de se tornar instrumento de propaganda ideológica, tornou-se em mercadoria propagandeada". (Fonseca 2007) Isto é, aquilo que não é mercadoria, torna-se em mercadoria, pois de outra forma não faz o mínimo sentido existencial dentro do sistema mercantil, matriz do nosso sistema sóciocultural. E um papel fundamental neste processo é desempenhado pelos meios demediatização deste mesmo sistema, desde logo controlando assim, a maneira de como se irá apreender essa mesma mercadoria, ou por outras palavras, que desejo novo ou renovado 3 Questões Teóricas da Arte Contemporânea

O tag

Rafael Piatkiewicz

deverá essa mercadoria suscitar, de forma a gerar mais lucros aos investidores do Artworld. "A força dos media como principal fonte de formação social...
tracking img