O Software livre, como o Sistema operacional Linux e os aplicativos do LibreOffice

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3030 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de fevereiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto







O Software livre, como o Sistema operacional Linux e os aplicativos do LibreOffice








Anderson Silva de Souza



Introdução
Numa era informatizada, onde praticamente todas as atividades humanas estão de alguma maneira relacionadas ou atreladas à computação, o acesso às ferramentas de informática é fundamental para o bem estar e a integração sociais. Entretanto,este acesso está condicionado a fatores como renda, educação localização geográfica, língua, cultura, etc. Assim, faz-se necessário um meio de facilitação ao acesso à informática que abranja tais fatores condicionantes. A criação de softwares livres (freewares), isto é, programas computacionais gratuitos, faz parte deste esforço de inclusão social à informática e sua popularização.
Estedocumento visa descrever o sistema operacional Linux1 e os aplicativos do LibreOffice2 como softwares livres e seu contexto dentro do âmbito da inclusão digital e a educação à distância.


Software livre, como o Sistema operacional Linux e os aplicativos do LibreOffice.
Software livre, segundo a definição criada pela Free Software Foundation3 (FSF), é qualquer programa computacional que pode serusado, copiado, estudado, modificado e distribuído e redistribuído livremente ou com algumas restrições. Este conceito é contrário ao chamado “software proprietário” (proprietary software), que é “é um software para computadores que é licenciado com direitos exclusivos para o produtor.” (Wikipedia). Neste há a concessão de plena liberdade de controle e independência, através da disponibilidade decódigo fonte4 para análise e alterações, personalização, disponibilização pública, recriação e modificações afins com licença concedida por seu criador.
Sob esta ótica de respaldo legal e social, foram criados muitos softwares como ferramentas de múltiplo uso. Conforme a definição de Richard Stallman, ativista fundador do Movimento Software Livre5, do projeto GNU6, e da FSF, “[o] objetivoidealístico [do software livre é] espalhar liberdade e cooperação [no desenvolvimento de softwares]... encorajar o software livre a se espalhar, substituindo o software proprietário que proíbe a cooperação, e então fazer a... sociedade melhor.”
Conforme a definição institucional do Programa de Software Livre do Governo Brasileiro, os objetivos da implementação do software livre conforme PlanejamentoEstratégico do Comitê Técnico de Implementação de Software Livre do Brasil é:
Ampliar a capacitação dos técnicos e servidores públicos para a utilização de software livre;
Ampliar significativamente a adesão e o comprometimento dos servidores públicos com o software livre;
Desenvolver um ambiente colaborativo para permitir a expansão do software livre;
Definir e implantar padrões deinteroperabilidade;
Efetivar o software livre como ferramenta corporativa padrão do governo federal;
Conter o crescimento do legado;
Disseminar a cultura de software livre nas escolas e universidades;
Elaborar e por em vigência a regulamentação técnico-legal do software livre;
Promover migração e adaptação do máximo de aplicativos e serviços para plataforma aberta e software livre;
Elaborar e iniciarimplantação de política nacional de software livre
Articular a política de software livre a uma política de fomento à indústria
Ampliar significativamente a oferta de serviços aos cidadãos em plataforma aberta
Envolver a alta hierarquia do governo na adoção do software livre
Diante destas prerrogativas, dentre os muitos softwares livres que foram desenvolvidos encontram-se dois em destaque:o Linux e o LibreOffice. Ambos possuem um papel muito importante dentro do meio de software livre, ressaltando-se o caso brasileiro, pois:
O Linux é um sistema operacional de grande popularização;
O LibreOffice é um conjunto de programas de ferramentas de edição de escritório para produção de textos, apresentações, cálculos, documentos, etc. de igual popularidade.
Ambos contribuem...
tracking img