O significado de infância para as famílias: um estudo da psicopedagogia e serviço social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MAIARA PINTO MACHADO

O SIGNIFICADO DE INFÂNCIA PARA AS FAMÍLIAS: UM ESTUDO DA PSICOPEDAGOGIA E SERVIÇO SOCIAL

Artigo cientifico apresentado ao Curso de Pós Graduação Lato Sensu da AUPEX, como requisito parcial para obtenção do certificado de Especialista em Educação Infantil e Séries Iniciais com ênfase em Psicopedagogia.Prof. Orientadora: Denise Raquel Rosar

JOINVILLE
NOVEMBRO 2009

FOLHA DE APROVAÇÃO

MAIARA PINTO MACHADO

O SIGNIFICADO DE INFÂNCIA PARA AS FAMÍLIAS:
UM ESTUDO DA PSICOPEDAGOGIA E SERVIÇO SOCIAL

Artigo científico apresentado ao Curso de Pós-Graduação Lato Sensu da AUPEX, como requisito parcial para obtenção do certificado de Especialista em Educação Infantil e Séries Iniciaiscom ênfase em psicopedagogia, e aprovado pelos seguintes professores:

_____________________________

_____________________________

JOINVILLE
NOVEMBRO 2009
TÍTULO: O SIGNIFICADO DE INFÂNCIA PARA AS FAMÍLIAS: UM ESTUDO DA PSICOPEDAGOGIA E SERVIÇO SOCIAL
AUTOR: MAIARA PINTO MACHADO
ORIENTADORA: DENISE RAQUEL ROSAR

RESUMO

Este artigo destaca a importância da Psicopedagogia e oServiço Social na mediação de práticas educativas voltadas à população, no sentido de assegurar e garantir seu acesso à educação infantil qualificada e assim contribuir na defesa de uma infância permeada pelo afeto, respeito e dignidade, condição fundamental para o desenvolvimento humano.

PALAVRAS-CHAVE: Psicopedagogia, Serviço Social, Interdisciplinaridade.

1 INTRODUÇÃO

O presente artigoapresenta a contribuição da psicopedagogia e o Serviço Social na mediação de práticas educativas voltadas à população infantil nas escolas. Vivemos em uma sociedade seletista, na qual os espaços infantis “creches” servem de amparo, alimentação, saúde e abrigo, considerando que, os responsáveis pelas crianças precisam comprometer-se cada vez mais com seus trabalhos em virtude de fazerem parte deuma sociedade consumista, onde as relações interpessoais e familiares para a grande maioria passam para segundo plano.
A escolha do tema ocorreu a partir dessa constatação, as creches têm a sua representatividade na formação destes sujeitos e oferecem um espaço que procura superar a visão assistencialista, e desenvolve atividades de cunho social e educacional.
Mesmo assim, muitasentidades não abrem espaço para o trabalho que vise o desenvolvimento pleno destas crianças, oferecendo serviços de baixa qualidade e que não atendem sequer os aspectos legais.
No primeiro momento apresentaremos um breve relato sobre a história e a intervenção da psicopedagogia.
Na seqüência, relataremos alguns aspectos da história do Serviço Social na América Latina e no Brasil,destacando o trabalho pioneiro da profissão que enfatizou o trabalho com as famílias.
2 A INTERVENÇÃO DA PSICOPEDAGOGIA

Segundo Bossa (1994, p.37) a psicopedagogia surgiu na Europa, mais precisamente na França, em meados do século XIX, onde a Medicina, Psicologia e a Psicanálise, começaram a se preocupar com uma alternativa de intervenção nos problemas de aprendizagem e suas possíveiscorreções.
Posteriormente deu-se iniciação na França, Argentina, e a mesma influenciou a identidade da psicopedagogia Brasileira no estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.
O Surgimento da Psicopedagogia no Brasil deu-se na década de 70, os primeiros cursos de especialização, para complementar a formação dos educadores e Psicólogos que solicitavam soluções para trabalharcom crianças com distúrbios na aprendizagem, consideradas inaptas dentro do sistema educacional convencional, porém, os cursos na área só começam a se multiplicarem na década de 90. Observamos que a demanda pelos cursos aumentou, pois a psicopedagogia contribui para refletir sobre o processo de aprendizagem. Uma das lutas da Associação Brasileira de Psicopedagogia é empenhar-se para seu...
tracking img