O serviço social e o contexto histórico na ditadura militar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2274 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 13 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O SERVIÇO SOCIAL E O CONTEXTO HISTÓRICO
NA DITADURA MILITAR

INTRODUÇÃO

O regime militar no Brasil foi um período iniciado em abril de 1964, após um golpe militar, chamado pelo seus autores de "Revolução de 31 de março" articulado pelas Forças Armadas, em 31 de março do mesmo ano, contra o governo do presidente João Goulart. Por trás da revolta militar, apareciam as figuras dosgovernadores Magalhães Pinto (Minas Gerais), Adhemar de Barros (São Paulo) e Carlos Lacerda (Rio de Janeiro), opositores ferrenhos do presidente João Goulart.
O Golpe de Estado no Brasil em 1964 teve origem, na "conspiração antivargas", que incluía os militares, porém os principais líderes militares do movimento de 1964, (Humberto de Alencar Castelo Branco, Juarez Távora, Médici, Juraci Magalhães e ErnestoGeisel), foram ex-tenentes que apoiaram Getúlio Vargas na Revolução de 1930 que levou Getúlio ao poder. Getúlio Vargas era alvo de deliberadas críticas dos seus opositores, principalmente do jornalista Carlos Lacerda (UDN), que achavam demasiado esquerdista sua política sócio-econômica. Segundo os partícipes do golpe, o golpe de 1964 foi uma "contra revolução" para impedir a tomada do poder noBrasil pelos comunistas.
Tal ato foi justificado por seus executores como uma intervenção necessária para a defesa da ordem e da democracia ameaçadas, aos interesses das classes dominantes.
Diante do contexto histórico político da ditadura militar brasileira, busca o presente trabalho analisar a articulação do movimento de reconceituação do serviço social que, mediante a insatisfação dosprofissionais devido suas limitações, veio a instituir uma perspectiva de mudança social, devido à conscientização da exploração, opressão e dominação.

1. A crise do Serviço Social: o processo de renovação da profissão

No decorrer do governo de Jânio Quadros (1960-1961), no ano de 1961, e logo depois de João Goulart (1961 - 1964) - popularmente conhecido como Jango, entre 1961 e 1964, a sociedadese dividiu, entre o apoio ao projeto de aprofundar o desenvolvimento dependente e associado do capitalismo, e a ruptura com esse padrão de desenvolvimento, retomando o nacionalismo econômico de Getúlio Vargas, com as "reformas de base". Estas reformas contavam com o apoio das massas populares que estavam muito ativas naquela época. Com a ditadura de 1964, consolida-se o caminho de desenvolvimentocapitalista associado aos grandes monopólios fundamentalmente de origem norte-americano.
Durante a ditadura a "questão social" foi enfrentada por parte do Estado e do empresariado através da repressão e da assistência. A assistência via-se expandir criando o mercado nacional de trabalho para o Serviço Social. Ao mesmo tempo os serviços sociais começarão a serem explorados como fonte deacumulação de capital, e não apenas como instrumentos de redistribuição de renda.
A bifurcação dos caminhos que se colocou na sociedade brasileira nos anos sessenta, aconteceu também na América Latina, alimentada pela influência da Revolução Cubana, que demonstrava factualmente que era possível um caminho de ruptura com o imperialismo dos EUA e o desenvolvimento socialista da sociedade.
No Serviço Socialesta disjuntiva político-social se refratou no corpo profissional na forma de um movimento de renovação ou reconceituação profissional que apresentou duas faces: modernização e ruptura.
O movimento de reconceituação começou no Cone Sul da América-latina e se espalhou pelo resto do continente ao longo de aproximadamente uma década.
Na modernização ocorre a transformação do Serviço Social detecnologia em ciência, adotadando para isto o método científico. Na ruptura, ocorre a descoberta da ideologia como uma região, ou esfera da sociedade. Poder-se-ia dizer que aqui também existia a vontade de fazer do Serviço Social uma ciência, sendo para isto necessário, que o Serviço Social rompa com as ideologias ou que se defina a favor de uma das ideologias. Através da ideologia era possível...
tracking img