O resgate da autoestima: uma proposta para as vitimas de escalpelamento da orvam

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3361 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O RESGATE DA AUTOESTIMA: Uma proposta para as vitimas de escalpelamento da ORVAM
SANTOS, Maria Cristina de Jesus dos

RESUMO: O presente artigo vem com a proposta de mostrar a intervenção do serviço social, junto a uma problemática típica da região Norte. Acausa do escalpelamento nos rios Amazônicos, que já se tornou um caso de saúde pública, desperta em nós o interesse de trabalhar as seqüelas deixadas às vitimas. Em suma, compreendemos que embora este não seja um problema comum, mas que infelizmente ainda acontece, desejamos mostrar que com a atuação do serviço social é possível, resgatar autoestima das vitimas que ora se apresentam muito abaladas.Esse trabalho viria facilitar o seu reconhecimento pelo Estado e pela sociedade. Palavras- chaves: Questão social, escalpelamento, autoestima

ABSTRACT: this article comes with the proposal to show to the intervention of social service, along with a problem typical of the Northern region. The cause of escalpelamento in Amazonian rivers, which has already become a case of public health,awakens in us the interest to work the sequels left the victims. In short, we understand that although this is not a common problem, but that unfortunately still happens, we want to show that with the actions of social service and possible, redeem self-esteem of the victim who now are very shaken. This would facilitate its recognition by the State and society.


Words- keys: social issue,escalpelamento, self-esteem















INTRODUÇÃO
O presente trabalho tem como tema O resgate da autoestima: uma proposta para as vitimas de escalpelamento da Orvam. Voltamos nosso olhar para esta vertente, devido percebermos o comprometimento emocional que ocorre junto à vitimas após a acidente. A autoestima pode ser compreendida como uma avaliação que o indivíduo faz sobre suasexperiências interpessoais.
Esses abalos ocorridos afeta não só a vitima, mas também todo o seu núcleo familiar, que juntamente com a mesma precisam ser trabalhadose superados.
Buscaremos neste trabalho, percorrer pelos rios Amazônicos conhecendo um pouco da sua realidade, e conhecer mais de perto essa tragédia que ocorre na região Norte e o empedramento da vitima após passar pela Ong.
AAmazônia é caracterizada por sua grande extensão territorial, e por ser a maior bacia hidrográfica do planeta, com uma extensão de 7,3 milhões de km²..Possui vários pequenos rios, igarapés e furos, sendo então o rio uma via bastante comum de circulação para várias comunidades ribeirinhas. Devido tais características, para se deslocar entre essas localidades tornar-se necessário o uso das embarcações depequeno e médio porte movidas a motor, que vieram substituir o barco à vela na década de setenta, a fim de agilizar a locomoção de mercadorias e moradores que vivem ao longo dos rios (BELO, 2007)
Para o autor anteriormente referenciado, a substituição da vela pelo motor nas embarcações ofereceu melhorias para a região amazônica, porém, isso trouxe um mal que se tornou muito comum entre apopulação ribeirinha, o escalpelamento, que retrata um problema de saúde pública, socioeconômico e educacional, atingindo, principalmente crianças e mulheres, que moram ao longo da ampla bacia fluvial Amazônica e são obrigadas a usar o barco como único maio de transporte (MOTA, 2000)
Por não ser considerado um agravo à maioria da população, este acidente passou por muito tempo de forma despercebida pelosórgãos competentes da saúde, em particular pela falta de notificação dos casos. As campanhas de prevenção começaram a partir do ano 2000, devido ao alto índice de vítimas, não só no Estado do Pará, como também no Estado do Amapá, despertando a atenção da opinião pública e dos governos Federal, Estadual e Municipal com intuito de erradicar o escalpelamento.
Vale destacar que, o escalpo é a...
tracking img