O quinze raquel de queiroz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 116 (28951 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O QUINZE
Rachel de Queiroz
Edição integral
Copyright 1937
1.
Depois de se benzer e de beijar duas vezes a medalhinha de São José,
Dona Inácia concluiu:
”Dignai-vos ouvir nossas súplicas, ó castíssimo esposo da Virgem Maria,
e alcançai o que rogamos.
Amém.” Vendo a avó sair do quarto do santuário, Conceição, que
fazia as tranças sentada numa rede ao canto da sala, interpelou-a:
- E istochove, hein, Mãe Nácia? Já chegou o fim do mês... Nem por você
fazer tanta novena...
Dona Inácia levantou para o telhado os olhos confiantes:
- Tenho fé em São José que ainda chove! Tem-se visto inverno começar
até em abril.
Na grande mesa de jantar onde se esticava, engomada, uma toalha de
xadrez vermelho, duas xícaras
e um bule, sob o abafador bordado, anunciavam a ceia.
- Você não vemtomar o seu café de leite, Conceição? A moça ultimou a
trança, levantou-se e
pôs-se a cear, calada, abstraída.
A velha ainda falou em alguma coisa, bebeu um gole de café e foi fumar
no quarto.
A bênção, Mãe Nácia! - E Conceição, com o farol de querosene pendendo
do braço, passou diante
do quarto da avó e entrou no seu, ao fim do corredor.
Colocou a luz sobre uma mesinha, bem junto da cama,- a velha cama de casal da fazenda - e pôs-se um tempo à janela,
olhando o céu. E ao fechá-la,
porque soprava um vento frio que lhe arrepiava os braços, ia dizendo:
- Eh! a lua limpa, sem lagoa! Chove não!...
Foi à estante. Procurou, bocejando, um livro. Escolheu uns quatro ou
cinco, que pôs na mesa, junto
ao farol. Aqueles livros - uns cem, no máximo - eram velhos
companheiros que elaescolhia ao acaso, para lhes saborear um pedaço
aqui, outro além, no
decorrer da noite. Deitou-se vestida, desapertando a roupa para estar à
vontade.
Pegou no primeiro livro que a mão alcançou, fez um monte de
travesseiros ao canto da cama, perto
da luz, e, fincando o cotovelo neles, abriu à toa o volume.
Era uma velha história polaca, um romance de Sienkiewicz, contando
casos de heroísmos,rebeliões e guerrilhas. Conceição o folheou devagar, relendo trechos
conhecidos, cenas amorosas, duelos, episódios de campanha. Largou-o,
tomou os outros - um volume de
versos, um romance francês de Coulevain.
E ao repô-los na mesa, lastimava-se:
- Está muito pobre, essa estante! já sei quase tudo decorado!
Levantou-se, foi novamente ao armário. E voltou com um grosso volume
encadernadoque tinha na
lombada, em letras de ouro, o nome de seu finado avô, livre-pensador,
maçom e herói do Paraguai.

Era um tratado em francês, sobre religiões. Bocejando, começou a
folheá-lo. Mas, pouco a pouco,
qualquer coisa a interessou. E, deitada, à luz vermelha do farol, que
ia enegrecendo o alto da
manga com a fumaça preta, na calma da noite sertaneja, enquanto no
quarto vizinho a avó,insone
como sempre, mexia as contas do rosário, Conceição ia se embebendo nas
descrições de ritos e na
descritiva mística,
e soletrava os ásperos nomes com que se invocava Deus, pelas terras do
mundo.
Até que Dona Inácia, ouvindo o cuco do relógio cantar doze horas,
resmungou de lá:
- Apaga a luz, menina! já é meia-noite!
Todos os anos, nas férias da escola, Conceição vinha passar unsmeses
com a avó (que a criara
desde que lhe morrera a mãe), no Logradouro, a velha fazenda da
família, perto do Quixadá.
Ali tinha a moça o seu quarto, os seus livros, e, principalmente, o
velho coração amigo de Mãe
Nácia.
Chegava sempre cansada, emagrecida pelos dez meses de professorado; e
voltava mais gorda com o
leite ingerido à força, reposta de corpo e espírito graças ao carinhocuidadoso da avó.
Conceição tinha vinte e dois anos e não falava em casar. As suas poucas
tentativas de namoro
tinham-se ido embora com os dezoito anos e o tempo de normalista; dizia
alegremente que nascera
solteirona.
Ouvindo isso, a avó encolhia os ombros e sentenciava que mulher que não
casa é um aleijão...
- Esta menina tem umas idéias!
Estaria com razão a avó? Porque, de fato, Conceição...
tracking img