O que o que einstein einstein não não percebeu percebeu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
John Fellinus

O que O que Einstein Einstein não não Percebeu Percebeu

John Fellinus

O QUE EINSTEIN NÃO PERCEBEU
(ALIÁS, NINGUÉM PERCEBEU ATÉ HOJE)

JOHN FELLINUS, ABORDA DE MANEIRA BEM SIMPLES - ATÉ PARA QUEM NUNCA APRENDEU NADA SOBRE EINSTEIN - ALGO QUE O GRANDE GÊNIO NÃO PERCEBEU. EINSTEIN NÃO VIU UMA COISA TÃO IMPORTANTE QUE, SE O RACIOCÍNIO DE FELLINUS ESTIVER CORRETO, UMA FAMOSAE BONITA (MAS ERRADA?) PARTE DA TEORIA DA RELATIVIDADE AGORA TERÁ QUE SER MUDADA. ESTE É UM LIVRO IMPERDÍVEL PARA QUEM TEM MENTE ABERTA A NOVAS IDÉIAS.

O QUE EINSTEIN NÃO PERCEBEU
Literatura brasileira John Fellinus (autor brasileiro) Similar à obra inédita do mesmo autor: “Um Novo Conceito Sobre a Identidade do Tempo” Ciência, abordagem de assunto polêmico. Novo conceito sobrecaracterística e a identidade do tempo. Discordando do “espaço-tempo” de Einstein. Novas fórmulas para cálculo de movimento que não usam o tempo (t) nem a velocidade (v). No conceito do autor é o espaço que se encolhe e não o tempo que se dilata. Copyright © NILLO GALLINDO TODOS OS DIREITOS RESERVADOS -----------------------------------------------PUBLICAÇÃO ELETRÔNICA iEditora------------------------------------------------

Sobre o tempo, Deus e a ciência... Tempo. “...A sucessão dos anos, dos dias, das horas, etc, que envolve, para o homem, a noção de presente, passado e futuro...” (Novo Dicionário Aurélio - 1986) E Deus prosseguiu, dizendo: “Venha a haver luzeiros nos céus...e eles terão de servir de sinais, e para épocas, e para dias, e para anos” (Gênesis) “Antes que os montes nascessem, ouque tu formasses a Terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus” (Salmos) “Irmãos, para além dos astros habitam outros mundos” (Einstein)

“Nos domínios da ciência não se rejeita pensamento algum, por mais fantástico que pareça; examina-se” (Dr. Fritz Kahn)

4

Eu estava meditando sobre o tão falado ano 2000, sobre o terceiro milênio e como o tempo voa, quando aquele velhinhosentou a meu lado. Perguntou o que me preocupava. Disse-lhe que era a passagem do tempo. Perguntei quanto tempo ele já vivera. Respondeu que, pelo seu registro de nascimento completara 100 anos; mas não de tempo. Na realidade, comentou, completara 946.707.750 km de vida. E se eu fiquei espantado com aquela novidade do velho, fiquei mais ainda quando me disse que o presente é eterno e que o agora ésempre! Pedi que me falasse mais, pois o tempo era um assunto que me cativava, que me prendia. Então, o velho me fascinou dizendo coisas que eu jamais imaginara. Aquele velhinho desconhecido, de maneira simples e lógica, me fez ver como um mortal comum como eu poderia pensar com os meus botões sobre uma característica diferente do tempo. Me ensinou que Newton se enganara sobre o tempo; que osfísicos se enganam; e que até Einstein se enganara, também, sobre o tempo! Einstein ensinou que o tempo é uma dimensão do espaço. Mas o velho disse que não é assim, e que o tempo é o próprio espaço. O velho disse que Einstein se enganou quando afirmou que o tempo se dilata. Me ensinou que é o espaço que se encolhe, que o espaço é tudo e que não precisamos imaginar o tempo da maneira como os humanos oimaginam. Afirmou que a coisa é bem diferente. E, sentado junto a mim naquele banco, ele foi enumerando o assunto ponto por ponto e me explicou assim o seu novo e inédito conceito, um conceito tão novo quanto o terceiro milênio. Mostrando página por página de um livrinho que carregava ele me disse, “veja, filho”:

5

1
PARA QUE SERVEM OS RELÓGIOS? Para que servem os tic-tacs dos relógios e omovimento de seus ponteiros? É óbvio que é para marcar os segundos, minutos e horas - todos respondem. E o que são segundos, minutos e horas? Outra vez há a resposta simples. São unidades de contagem do tempo. Mas o que é o tempo? Poderia ser algo diferente do que nós pensamos comumente? Como podemos “imaginar” a eternidade de Deus se somos prisioneiros de um conceito sobre o tempo, onde tudo...
tracking img